Antigos Hatches Mercado

Populares com motor grande eram sensação no passado

palio-18-700x547 Populares com motor grande eram sensação no passado

Apesar da existência dos 1.0 e de carros de segmentos superiores, os compactos de entrada ou mesmo os chamados populares, também “ostentavam” com motores grandes. Propulsores 1.8 ou 2.0 não eram raros em modelos de acesso e quem mais apostou nisso foram as quatro montadoras mais antigas.



Nos anos 90 e 2000, o mercado nacional dispunha de motores de tamanho médio, tais como 1.3, 1.4, 1.5 e 1.6 litros, mas mesmo assim, as marcas presentes por aqui também exibiam em seus compactos os motores mais possantes, geralmente em versões topo de linha ou próxima das esportivas.

corsa-18-700x409 Populares com motor grande eram sensação no passado

Fiat, por exemplo, utilizou o motor 1.8 da GM quando as duas empresas eram parcerias lá pelo começo dos anos 2000. Com isso, o Palio HLX e o R, por exemplo, portaram esse propulsor até meados de 2006. Outros membros da família ítalo-brasileira também usaram o 1.8, entre eles o Siena. Ele entrega até 115 cv com etanol.

Outra que gostava de motor grande era a GM. A marca americana teve na linha Chevrolet propulsores 1.6 de 8V ou 16V, mas o clássico 1.8 de 8V era muito desejado no Corsa e no Corsa Sedan. As versões Premium e SS tiveram o 1.8 com 102 cv até 2005 e 114 cv (com etanol) até 2009. Na história do Corsa C, apenas o GSi australiano tinha motor 1.8, mas era o Ecotec 16V de 125 cv.

gol-tsi-90-700x466 Populares com motor grande eram sensação no passado

No caso da Volkswagen, o Gol foi um carro que explorou muito o motor 1.8 desde os seus primórdios. O AP foi um motor que equipou o modelo na era dos populares, oferecendo inicialmente GL e TSi com 1.8, cuja potência ao longo dos anos passou de 91 para 106 cv. O TSi usou também o 2.0, entregando até 111 cv. O Gol mesmo teve versões GTI 2.0 8V e até 16V com 153 cv. Tudo isso durou até meados de 2005, quando surgiu o simples G4.

A Ford não utilizou motores maiores que 1.6 no Fiesta e no Ka, apesar de que no começo dos anos 90, o Escort Hobby teve motor 1.0 CHT e também tinha AP 1.8 da VW no modelo quatro portas Guarujá, mas logo depois chegou a terceira geração e o popular ficou preso à anterior até a chegada do Fiesta importado.

  • Preetinho

    G3 GTI 16v 153 cv.. tempos bons..

    O estranho era que o Golf 99/00 GTI tinha o motor 1.8 20vT Com “apenas” 150 cv nessa mesma epoca

    • Debraido

      Mas isso foi para não canibalizar o A3. Que tinha o mesmo motor em versões de 150 e 180 cv.

      • Alligator

        Essa versão com 180cv veio posterior, e acho que o golf teve uma com 180cv também!!

        • GPE

          O Golf GTI tinha 180cv

          • Revoltado

            O mesmo que tinha no Audi A3 1.8T

            • GPE

              O A3 que tinha o “T” vermelho. O que o “T” era prata tinha 150cv

    • Marcelo Tavares

      esse era bonito

    • Rômulo Júnior

      O golf tinha 150cv mas o torque era muito maior de 24kgfm

      • Preetinho

        O Golf de 150 cv tem 21,4 kgfm se original. Não tenho certeza quanto ao torque do gol, mas se não me engano Era algo entre 18,5 e 19,4 kgfm o máximo.

        Obs: o Gol G4 tbem saiu com motor 1.8..
        Da uma conferida aí N.A

        • Rômulo Júnior

          O gol g4 teve versão 1.8 mas é muito difícil de encontra

    • Pedro Henrique

      motores 16v dos anos 90~2000
      porque tão legais? kkkkkkkkkkk
      mas queria mesmo é que no brasil tivessem nessa época os twincam 16v, nossa aí sim… porque dai hoje em dia seriam baratos pro meu bolso kkkkkkk

    • Bruno

      E o golf vr6, quem lembra??

      • Lorenzo Frigerio

        O pai de um amigo teve um desses. Acho que o carro era 95, um modelo único que a VW trouxe para o Salão do Automóvel, com bancos de couro com faixas coloridas. Meu colega me levou para um rolê. 170 km/h em terceira. Desempenho brutal, especialmente para a época, lá por 1997.
        O que muitos reprovarão é que antes o velho tinha um Mustang GT 1995 com câmbio manual, pois não aceitava automático, e começou a cismar com o tamanho do carro, o peso da porta, o consumo de gasolina etc. Passou adiante e pegou o Golf, que tinha pouco uso.

        • FocusMan

          O importado oficialmente foi 2003 se não me engano.

  • kravmaga

    Eu tive um Gol “bolinha” 1.8 e o carro chegava a ser perigoso porque tinha motor potente mas não tinha muita estabilidade por causa da largura pequena e do pouco peso.

    Por isso até hoje acho que carros pequenos e motores potentes não combinam bem. Carro potente tem que ser de médio para cima.

    • Fernando Coelho

      Mundo afora existem os pocket rockets, e é uma receita de sucesso. O que faltou para esta categoria no Brasil foi a adaptação da mecânica aos motores mais potentes. Por isso a insegurança.

      • Mr. Car

        Depende muito também do uso que se queira fazer. Eu aprecio reserva de potência até em um carro pequeno, não que vá explorar seus limites por conta disto. Quero as retomadas, poder entrar em uma via de fluxo mais rápido sem atrapalhar quem já venha nela, poder ultrapassar com mais folga, não ter que manter sempre altos giros para ter um desempenho minimamente satisfatório…Também tive um Gol 1.8 e nunca senti insegurança ou falta de estabilidade. Por exemplo, desde o lançamento achei o up! um carro bem interessante no conjunto, mas não o considerava como compra por conta da motorização 1.0 normal, ainda que acima da média, segundo todos relatos que li. Agora, com o TSI, a coisa mudou de figura, e tem o que eu achava que faltava para poder comprar um. Se tudo der certo, será meu próximo carro.

        • mzr1972

          Compartilho da sua opinião, muito sensata. Um pouco de potência é muito útil em certas situações. Mas muitos utilizam para apavorar outros motoristas e colocar a vida de terceiros em perigo.

          • afonso200

            pois é amigo, tenho 265cv no V6 e as vezes esqueço que tenho tudo isso, numa ultrapassagem em subida forte faz muita diferença, ando que nem tiozaão, mas em entradas de rodovias tem que acelerar mesmo (70%) acelerador , ja fiz um teste com o carro desliguei o ESP e controle de tração, parei e acelerei, tem força mesmo, sai moendo as rodas dianteiras, se deixar ligado esse sistema, quando ele sente que deu uma moidinha ele corta a injkeção

        • Matheus Marques da Silva

          Poucas vezes lemos algo tão sensato. Parabéns!
          Não sei se por amadurecimento da idade (até porque não tenho nem 30 ainda), responsabilidade com os outros e comigo, medo das consequências ou uma soma de fatores, mas percebi que naturalmente mudei meu jeito de dirigir de um tempo pra cá. Falando de maneira grosseira e somente em cilindradas (como se fossem tudo de relevante), tenho andado com um carro 2.0 com alguma potência e, mesmo não sendo um Veyron, guardo uma boa parte dela para situações em que se exige como ultrapassagens e outras situações cfe. comentado pelo “Mr. Car”. Além de uma redução de consumo considerável, notei uma redução no meu stress e, desde que não me matem antes, uma sensação de que vou durar mais aqui! hehe

          Sobre o up! TSI, não gostaria de gastar TANTO num carro desse porte, mas se der tudo certo, estará em breve figurando como o carro da minha noiva e meu eventual urbano.

        • Uislei

          No meu caso, vou esperar o 1.0 TSI equipar o Spacefox. Só assim sairei do meu Fluence que, embora seja alcólatra, eu gosto muito e nunca me deu problemas.

          • Mr. Car

            Se eu tivesse um Fluence, não iria para um Spacefox. Brincadeirinha, você deve ter suas razões, he, he, mesmo que seja somente a questão do consumo. Gosto muito do Fluence.

          • afonso200

            nao saia do fluence e va prum spacefox, nao faça isso

            • Bruno Wendel Marcolino

              talvez ele goste de Peruas, o que infelizmente, não temos opção hoje em dia.

              Pense bem, ele poderia ter dito Wekeend kkkkkkk

          • 4lex5andro

            no caso o fluence é de outra categoria, mas um otimo carro, talvez o melhor cxb entre os sedans ..

            e voltando aos compactos, o up tsi , e ate pouco tempo o palio 1.8r, é o que ficou do segmento hot hatches ..

          • Bruno Wendel Marcolino

            pelo visto gosta de Peruas mas não tem grana para o Golf Variant correto? Pelo menos comigo é assim hehe.

        • FocusMan

          Mr Car, O UP e a maioria dos carros 1.0 atuais, caso se use o cambio tem o desempenho muito bom.

          O problema maior que vejo nesses pequenos carros para quem gosta de viajar é a sensibilidade aos ventos laterais. O UP, como todo ovinho sobre rodas, é bastante sensível a isso e andar acima de 120 km/h (Sim eu costumo andar rápido) é bastante desconfortável.

      • FocusMan

        O que faltou aqui foi mesmo o seguro ser mais barato.

        Com o aumento da criminalidade e dos assaltos, esses carros se tornaram os preferidos, além de serem também os preferidos pelos jovens para baterem nos postes.

        Em qualquer lugar do mundo esses carros esportivos custam o preço de um modelo da categoria acima, mas como carro no Brasil ainda é caro para a maior parte da população, e mesmo um carro médio é simbolo de status, ninguém gostaria de pagar 80 mil reals num carro popular, valor que seria vendido hoje um pequeno esportivo realmente com desempenho de esportivo.

    • Diego

      Mas de lá pra cá muita coisa mudou …
      Com essa história de plataformas compartilhadas, não só tornam os carros mais barato de desenvolver como mais fáceis de modificar pra outras finalidades…
      As plataformas como a do novo Fiesta, up! e Onix (com certos ajustes) comportariam motores maiores sem tantos riscos…
      Sem falar que hoje em dia é muito mais em conta usar outras tecnologia pra segurança como controles de estabilidade e tração…

      • FocusMan

        Quem pagaria o custo de desenvolvimento desses carros? Não temos volume de produção que pague. O lucro unitário dos carros de hoje em dia é pequeno para criar modelos que vendam 1 mil unidades por ano.

        • Diego

          O que eu quis defender é que dá pra fazer um carro leve, seguro e potente usando as plataformas modernas, se ele vende ou paga o custo de desenvolvimento é outro ponto…
          A Renault aparentemente pensa diferente de vc com o Sandero RS 2.0…

          • FocusMan

            Ela está fazendo uma aposta. Vai que dá certo?

            • Diego

              Sinceramente, não faço ideia…

    • Gustavo73

      Bom eu tive um TSi 2000 e não achava ele nada instável. Pelo contrário, inclusive na época a 4R fazia avaliação de cutvas em G, e o Gol Gti tinha bons números.

      • Alligator

        na verdade essa plataforma do Gol é de um carro velho, e não de um popular ela era quase igual a do Golf 2, e superior ao Polo da época.

        • Gustavo73

          Sim, não comparava com a do Corsa por exemplo realmente nova. Mas tinha números bons para época.

          • Alligator

            essa matéria induz ao erro, ela põe carros que nasceram médios (Gol e Escort) da década de 80, com carros pequenos dos 90 e 00.

            • Gustavo73

              É que na época era meio confuso mesmo. O Corsa substituiu o Chevette que seria o Kadett. O Gol era meio perdido na minha opinião, pois apesar de brigar com médios em um período passou a brigar com compactos depois.

              • FocusMan

                Nossos consumidores que são bem insipientes, permitindo esse tipo de jogada.

                O Corsa seria lançado aqui em 1984 e o Kadett em 1986, substituindo o Chevette. Com a crise, cortaram a grana e como o Corsa de 1993 era um carro com a aparencia bem moderna, aproveitaram e trocaram o Chevette por ele. O Chevette era um carro com espaço interno bem ruim, então os clientes que estavam acostumados com ele nem sentiram falta de nada. O Chevette, por ser um carro do início da década de 70 era bem particular perto dos concorrentes e por isso podia ser vendido como carro popular.

                A mesma coisa foi feita pela GM na década de 2000 com o Vectra. Mas essa história acho que você já conhece :-)

            • FocusMan

              O Gol nunca foi carro médio meu jovem. O Gol sempre foi um carro popular e pequeno. O Escort era um carro médio, não o Gol. O Gol era a versão brasileira para o Polo Europeu, com todos os cortes de custos possíveis.

              • Alligator

                Versão do passat 73

                • FocusMan

                  Não… ele não era uma versão do Passat 73. Do passat 73 ele tinha apenas algumas peças do front structure. O resto vinha do Polo.

          • FocusMan

            A plataforma do Corsa era bem antiga. A GM4200 vem de 1983, com o primeiro Corsa.

        • Lorenzo Frigerio

          A plataforma é a do primeiro Passat, com modificações, sendo que o Passat era muito na mão. Não tem nada a ver com a de nenhum Golf, que sempre usou motor transversal (Polo idem).

          • FocusMan

            O Gol usava o front end do passat com front e rear floor modificado do Polo. Upperbody todo novo,

      • MMM

        Eu tive um GT 84, que ainda era de 4 marchas. Precisava ver o q o motor berrava na estrada. O mais impressionante é que isso ja faz 31 anos e a Peugeot ainda tem esse numero de marchas em carro recem lancado. Hahaha.

        • Gustavo73

          Belo carro, qual era a cor? Gosto muito do branco e do cinza. E o escrito GT no vidro traseiro show.
          Quanto ao resto infelizmente é verdade.

    • Kweik

      E o Mini Cooper e o A1, são pequenos, tem motores potentes e combinam muito bem, tem a questão da largura que vc falou e o todo o projeto do carro. A largura do gol 1996 era 1620 mm contra 1746mm do A1 e 1727mm do Mini atuais. Tem a questão dos pneus que do gol são ridículos. Qd peguei um gol G6, veio de fábrica com pneus 175/60/14, o carro saia de fundo, troquei por 195/55/15 e coloquei jante de liga leve, agora é outra coisa.

    • Lorenzo Frigerio

      Esses Gol não tinham muita estrutura, mas o GTi 16V tinha uma série de melhoramentos.

      • FocusMan

        Inclusive na estrutura? Usavam algum tipo de reforço?

  • Marcos Wild

    Esse Palio 1.8 R com motor GM só bebia e não andava nada

    • Marcelo Tavares

      verdade, o palio 1.6 16v anda muito mais

      • Fábio Alisson

        Discordo. Tive por 5 anos um Palio 1.8R e hoje minha mãe tem um Palio Sporting. 1.8R andava mais e tinha um acabamento de melhor qualidade. Já o Sporting, mesmo andando um pouco menos, é mais seguro e estável.

        • Janduir

          Acho que ele quis comparar com o 1.6 16v antigo que era um capeta, e não o 1.6 16v semtorq…

          • FocusMan

            Isso mesmo! O antigo 1.6 16V era muito divertido!

        • Matheus

          Com certeza, ja tive um SIENA HLX 2008 e o carro é um canhãozinho; atualmente ando com um Palio ESSENCE DUAL 2014, posso dizer que de arrancada o siena leva, nas retomadas, e até 190km/h, depois disso o palio anda muito mais, não sei o que esses carros tem, sei que tem uma facilidade de ir de 190 até 210. Mas prefiro o Siena, fiz 70mkm em 1 ano, viajei bastante e na estrada apenas os turbos e os V6’s para passar; Jetta 170cv Corolla (até 2013) 2.0, não acompanhavam, principalmente nas retomadas e subidas. O único não turbo nem V6 que me passou foi um VTR, mas também foi trabalhoso para ele. Ah tive também um KA 1.6 2009, que andava mais do que o Siena e do que o VTR, só que chegava até 180 (por ser limitado e seus pneus “linguiças” 14 passarem insegurança, mas fora isso um ótimo carro também).

          • Bruno Wendel Marcolino

            você pelo visto não deve dirigir como tiozão hhehe

            • Matheus

              Nunca, haha, vendi o siena e comprei um celta 2011, dava até raiva (mas para 1.0 ele tava andando muito), haha, aí vendi o celta e comprei um punto 1.6 2011, que andava bem, mas menos que o siena (talvez andasse mais após os 180, igual o palio), aí vendi o punto e comprei um siena só que dessa vez um elx 1.4 2007 (sem ar e direção) e se eu te contar que ele anda mais que o punto na estrada e em baixa também. Estou super feliz com o Siena e só vou trocar por uma Fielder 2008 (flex manual) ou Linea t-jet. Abraços

      • Matafuego

        Tem menos torque, menos potência, 0 a 100 em 11s (contra 9,3s do 1.8R) e ainda assim anda mais?

    • Lucas Fernando

      Muito pelo contrário, anda muito bem, digo pois tenho um. 8,9 kg/cv, 55,4 kg/ kgfm não são números ruins. Hoje não é nada de espetacular para um popular, pois os novos motores 1.6 16v estão ótimos, mas em 2008 o desempenho do R era bacana. Sem falar que esse motor GM por mais antigo que seja, é um motor extremamente confiável e de manutenção barata. Esse da foto é o meu.

      • Gran RS 78

        Muito bonito o seu Palio, parabéns. Essa foto é do teatro de Paulinia, certo?

        • Lucas Fernando

          Obrigado! Lá mesmo!

      • bow

        Também tenho um 1.8R só que o G3 e penso a mesma coisa que você referente ao motor.

      • Matheus

        Mano, que carro lindo! Tive um siena hlx 2008, ele era bege, e não pensei duas vezes, rebaixei ele e pintei as rodas de grafite, pensa num carro que ficou bonito. Pena não ter fotos dele. E pensa numa saudade… Abraços

    • David

      O palio 1.8R que tive discorda de sua frase… Andava muito que tal fazer São Paulo Belo Horizonte em 4h com média(média de velocidade) no computador de Bordo de 140km/h?

      • Fábio Alisson

        Também tive um. Apesar de não ser tão bom em estabilidade, era um foguete. Na estrada sobrava motor. Rodei muito nas BR 060 e 040. O comportamento arisco do 1.8R deixou saudades, apesar de hoje eu possuir um carro bem melhor e de categoria superior.

        • André

          Tive um Siena HLX 1.8, andava até bem, mas em termos de estabilidade era um horror, acima de 120 KM/H a frente ficava boba e saía facilmente de frente nas curvas, apesar de ter levado varias vezes para alinhar e fazer cambagem. Nunca tinha sentido tanta insegurança em velocidades mais altas como no Siena, nem num Del Rey que tive no passado. Desisti do carro e troquei por um Focus 1.6, nossa, quanta diferença!!!! O desempenho não era nota 10, mas em compensação tinha estabilidade de sobra.

          • Matheus

            Também tive um desses, pensava o mesmo, troquei os pneus 185/60 por 195/55 (roda 15) e rebaixei um 3 dedos na frente e atras, entrava nas curvas pensa num carro que grudava no chão, e nas retas andava a 170, 180 e não passarinhava nada. Pensa num carro show.

      • iCardeX

        Qual é a distância?

        • David

          560km Se não to errado.

          • iCardeX

            Você viajou, então, a mais de 210km/h na maior parte do tempo para obter 140km/h de média em 560km.

            Em estradas existem radares, milhares de caminhões, veículos leves trafegando a 80km/h, impossibilidade de ultrapassagens, um ou outro contra-tempo, quebra-molas, barreiras policiais, além perímetros urbanos limitados a 40/60km/h..

            • David

              Na verdade teve um momento que eu vi o painel passando de 230km/h heuueheuehe. Mas de real foi isso ai mesmo uns 200/180kph

            • David

              Era uma quinta feira de manhã a estrada NA ÉPOCA não tinha radar e a mesma estava VAZIA e eu TINHA HORÁRIO para chegar. Entendeu o vossa falsa moralidade? Se eu faria novamente? Não. Somente uma puxada rápida de 150/160km/h só para ver o desempenho do meu carro atual e fazer o motor 1,516v “respirar” um pouco.

              • iCardeX

                Claro que entendi. O computador de bordo do Golf MK7 aferi cada segundo/minuto de desaceleração e manda para o cálculo de velocidade média REAL. Se perder 1 minuto manobrando o carro em estacionamento, por exemplo, ele envia para o computador de bordo. O Golf não considera que você retirou o veículo da sua garagem, tampouco saiu do perímetro urbano da sua cidade a 100km/h. De Brasília para Foz do Iguaçu, ou seja, um percurso de 1600km de pista pedagiada e tapetada, em 17 horas seguidas, mesmo tendo a sensação de ter viajado a maior parte do tempo entre 180km/h@200km/h (pode ter certeza que eu tinha um prazo muito mais curto que o seu) o Golf dá o resultado em tempo real: 95km/h. Não tem MiMIMI de velocidade média em viagem.

                O Golf sabe que existem radares, quebra molas, perímetros urbanos, frenagens, desacelerações, perímetros, etc. A falsa sensação de velocidade média, o computador de bordo não aceita.

                • David

                  Deixa esse lixo que a VW fabrica de fora. Sim o GOLF é um Lixo em decomposição avançada.

                  • iCardeX

                    A crítica quando maldosa esconde o complexo de inferioridade…

                    • David

                      mehhh xa pra lá…

      • iCardeX

        O detalhe é que para computador essa velocidade média 140km/h o veículo precisa trafegar em Movimento Retilíneo Uniforme. Quem viaja constantemente pelo Brasil sabe que MRU não existe na estrada real.

    • Fábio Alisson

      Já dirigiu? Tive um 1.8R por 5 anos. Na estrada “assustava” muito sedan médio. E as retomadas eram excepcionais. Já que falou em consumo, Meu 1.8R bebia menos que o Palio 1.0 99 que tive antes dele, esse sim não andava nada e bebia…

      • David

        Na Estrada eu deixava muito Jetta,Fusion e outros potentes comendo poeira e acho que tem jetta 2,5 procurando o palio até Hoje…

        • Matheus

          Comentei isso com uma outra pessoa agora, os mais legais eram os donos de Astra e Vectra, que vinham com pisca e luz para ultrapassar mas consequentemente ficavam para trás. Deve estar mesmo, a gente fala mas tem pessoas que não acreditam, não que um JETTA com 170cv ande menos, só que até embalar, o Palio (ou siena) já estava muito a frente.

          • Lorenzo Frigerio

            Cara, um Jetta tem 70 cv a mais, mesmo sendo mais pesado. Ele não precisa “embalar”. E se eu estivesse no Jetta, não iria comprar treta com um maluco num Palio, numa estrada pública… deixaria o cara se matar sozinho.

            • FocusMan

              kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

            • Matheus

              Então, se ele não precisa embalar, andava menos do que o Siena; sempre ando rápido, mas ando quando dá e só ultrapasso com segurança, talvez por isso não me “Matei”.

        • MMM

          Isso nao é nada. Deixei muito Palio desses comendo poeira com minha Romiseta.

    • ObservadorCWB

      Só se por erro do câmbio da FIAT, porque os 1.8 e 2.0 da GM, apesar de jurássicos, sempre andaram e ainda andam bem. Agora são “amordaçados” pelas leis ambientais. Mas há anos já rendiam 140CV.

      • duhehe

        Andavam bem, mas eram asperos, não gostavam de girar.
        Nunca gostei dos motores GM por essas caracteriscas.

        • David

          Kra já dirigiu um GM(Astra,Vectra ou mesmo o Monza) com o 2,08V ou 16v? Te digo que esse motor gira igual a um motor HONDA… Vai gostar de girar alto lá longe graças a R/L Perfeita de 0,3(o 2.0 é um motor “Quadrado” ou seja Diâmetro e curso igual que no caso é 86mm

          • duhehe

            Foi com base nesses que falei, já andei bastante de Vectra GT e Zafira.
            A impressão que eu tinha é que tinha lixa nas paredes dos cilindros.
            Prefiro o giro liso dos Honda, Hyundai …

          • Lorenzo Frigerio

            R/l de 0,3 é o limite. Mas existem outros fatores que tornam esses motores ásperos. A GM não sabe acertar carro.

          • FocusMan

            Engraçado, esses motores apesar de serem Sub quadrados tem a R/L já no limite. 0.3 de relação R/L é quase no limite. Valores como 0,28 seriam mais aceitáveis.

            Nos motores 16V a “lisura” era conseguida graças a arvore contra rotativa que esse motor possuia.

            Esses motores 1.8 usados nos Fiats e Corsas não pertecem a família II e tem R/L de 0,34. SÃO PÉssimos!

            Parece que o motor é um velho atleta reumático e com asma.

    • Gran RS 78

      Amigo, acho que vc deveria primeiro andar em um para falar isso. Eu tive um Corsa hatch 1.8 2003, portanto o mesmo motor do Palio 1.8R, e te falo que o Corsa era um capetinha para andar.

      • Marcelo Henrique

        Aquele que tinha acelerador a cabo?
        Devia ser ótimo dirigi-lo

        • Gran RS 78

          Não sei se tinha acelerador a cabo, mas que o carrinho era divertido, isso era. E olha que 1.8 que eu tive, era somente a gasolina, pois o flex era ainda mais forte. Bons tempos, que a Gm tinha modelos Opel em nosso mercado.

      • FocusMan

        Ele andava bem sim, mas você já andou em outro carro pequeno com um motor melhor, tipo um Palio 1.6 16v ou um Fiesta 1.4 Zetec?

        • Gran RS 78

          Meu pai teve um Fiesta Zetec 1.4 16v verde telefonica 1996. Realmente aquele carro era um foguete, deixava muitos 1.8 e 2.0 no chinelo, e não bebia nada. Sem falar que o acabamento e dirigibilidade eram fantásticos, parecia que vc estava andando com um hatch médio, tamanha maciez e conforto que ele transmitia.
          Agora o Palio 1.6 16v eu nunca andei, então não posso falar nada a respeito dele.

    • bow

      Eu discordo tenho um palio 1.8 R e não acho nem um pouco fraco, claro que acima de 5.500 giros o carro perde um pouco do pique por ser 8v, mas de uma maneira geral anda muito bem. E tem uma vantagem o alto torque desde baixas rotações. Andando a uns 110, 120 km/h as vezes 140 km/h tenho feito média de 14 km/l com A/C ligado, o que não acho bebado. Na empresa temos uma Saveiro 2011 1.6 que não passa dos 12,5 à 13 km/l na mesma condição.

    • Marcio SP

      Discordo, tive um Palio 1.8R 2008, andava muito, aceleração muito boa, porém na estrada sentia falta de ser um 16v.

    • FocusMan

      Esse motor 1.8 da GM é uma bosta. Ele tem torque numa faixa ruim, e ele não gosta muito de girar pois a sua relação R/L faz ser uma bomba vibratória, pois não tinha nenhum artifício pra balancear o motor como os motores 2.0 16V da GM.

  • Zazula

    Saudades!

  • bavinicius

    Tive um Palio 1.6 2001, e este andava parelho com Vectra 2.0 na epoca.

    • Marcelo Tavares

      so ser for na arrancada , ja tive os dois vectra 2.0 8v ,e ele rui de arrancada mesmo mais depois sai da frente. agora 2.2. 16v ne na saída

      • FocusMan

        O Palio anda mais mesmo, em reta. NA estrada, pisando o Vectra leva por causa das curvas.

    • Marcelo Henrique

      Foi o melhor motor para o Pálio hatch.
      Girava muito liso e a curva de torque era bem plana.
      Sem contar que tinha alguns macetinhos para ganhar cv em alta rotação, so peca em ter uma manutenção mais complicada.

  • herbert_mcp1

    bons tempos, apesar de não serem modelos de entrada vale lembrar o finado polo 2.0, e o punto 1.8, dois compactos que adam bem. resta tbm aguardar o lançamento do sandero 2.0, carro que gostaria de comprar, mas como não poderia ficar sem carro adquire um new fiesta a pouco tempo

    • Ricardo

      Minha próxima aquisição será um Polo 2.0, anda muito.

      • CorsarioViajante

        Eu tenho um Polo hatch 2.0, para os padrões atuais já não deslumbra, pois os novos motores 1.6 16v estão realmente muito bons. MAs ainda é um carro com desempenho plenamente satisfatório.

        • Ricardo

          Eu acho esses motores 1.6 16v, mesmo sendo mais modernos e potentes, não são mais divertidos que um 2.0 AP.

          • CorsarioViajante

            Em teoria este 2.0 não é o AP mas sim o EA113.

            • FocusMan

              O EA 113 seria uma evolução do nosso antigo AP/EA827 ?

              • CorsarioViajante

                Isso gera polêmica, tem uma turma que jura que sim, outra que juram que não. Eu não entendo muito, então não me meto.

            • Rubem

              a grosso modo é um ap com cabeçote com fluxo cruzado..rs

        • herbert_mcp1

          verdade, até mesmo o gol 1.6 ea111 consegue andar melhor, mas esse motor 2-litros ainda tem suas vantagens, responde muito bem e tem um ganho de potencia significativo mesmo com preparação leve algo que não podemos fazer nos motores atuais,

          • Filipo

            Gol com EA-111 anda mais que o Polo com EA-113 (2L 8v)? Ai não! Por mais que o EA-113 seja defasado e a relação de marchas do câmbio do Gol 1.6 seja curta, isso não é possível.
            Ou será que você se confundiu com a nomenclatura? Disse 111 no lugar de 211? Ai pode até ser..

            • herbert_mcp1

              não há engano, o gol g5 1.6 vai de 0a100 em 9,6s mesmo tempo que o polo sportline 2.0, no entanto o Polo 2.0 mais antigo faz em 0a100 em 10s, se for falar em velocidade final ai sim o polo ganha atigindo 198km/h final e o gol 1.6 chega a 192km/h

              • Filipo

                Certo, mas para mim, 16cv e mais de 1,5 kgfm a mais, mesmo tendo o Gol, câmbio de relações mais curtas que o do Polo, é difícil de crer. Mas você está correto!

          • CorsarioViajante

            Já dirigi tanto gol como polo com o ea111 e não acho que anda mais, especialmente pela dinâmica do polo ser melhor que a do gol.

            • iCardeX

              Existe um detalhe importante: EA111 G5 (60,51 kg/kgfm) Vs EA113 POLO (64,45 kg/kgfm).

              Obs1: O Gol G5 é um veículo mais leve para ser arrastado….

              obs2: Dificilmente um G5 1.6 conseguiria atingir os 192km/h. Eu tive um e já pude experimentar todo o limite do motor. O veículo começa a ficar bem instável a partir de 165km/h. 180km/h para o G5 beira perto à insanidade.

              • FocusMan

                Esses dias vim andando um bom pedaço de uma estrada com meu Focus numa média de 170~200 km/h e o um Gol 1.6 MSI veio me seguindo forte. Mesmo meu Focus estava sendo afetado pelos ventos laterais e ele ficava atrás seguindo. (Eram 60 km de reta sem curvas e piso perfeito)

                A relação peso potência do meu carro é 10.08 kg/cv usando gasolina com era o caso e o Gol eu não sei qual combustível estava usando, mas mesmo na gasolina onde seu motor gera apenas 110, tem relação bem melhor de 9.25 kg/cv.

                Ficou claro para mim que a melhor aerodinâmica era a responsável por eu manter a velocidade mais constante que ele e permanecer na frente, mas era nítido ver ele corrigindo a tragetória do carro acima de 160 km/h.

                • iCardeX

                  Então, o Gol G5 tem a “vantagem” da leveza, o que o torna eficiente até os 160km/h, no entanto:

                  1 – Não tem auxílio da direção progressiva.
                  2 – Sofre radicalmente com ventos laterais.
                  3 – A direção, que é hidráulica, fica extremamente molenga a partir de 161km/h.
                  4 – Quando atinge os 185km/h o veículo sobre o famoso efeito de “turbolência”.

                  Já atingi os 190km/h com o G5, e foi uma única vez (teste de curioso em descida longa), por alguns míseros segundos, e para nunca mais. A adrenalina da época se perdeu no ar como um passei de montanha russa. Me senti o motorista mais retardado do planeta, naquela velocidade e dentro daquele veículo. A sensação da presença da morte na estrutura do veículo era bastante evidente.

                • iCardeX

                  E aqueles espertos que entram no vácuo gerado pelos nossos carros? Quando percebo isso, troco de faixa rapidamente e deixo fulano experimentando o gostinho da resistência do Ar.

                  • FocusMan

                    kkkkkkkkkkkkk faço isso também. Quer dizer, hoje em dia menos, pois o Focus que estou agora é 1.6. Mas quando eu tinha o 2.0 GDi a coisa era divertida rs.

                • Alex Dusfri

                  Off: Estou amando o ronco que o 1.6 16v Tivct do Fiesta faz. Nunca ouvi um motor 1.6 com o ronco tão bonito.

    • CorsarioViajante

      ACho que o Polo 2.0 não entrou aí por não ser considerado de entrada ou “popular”.

      • 4lex5andro

        pelo mesmo motivo do polo, o punto (versao t-jet) tbm nao foi citado ..

        • CorsarioViajante

          Bem lembrado! O mesmo vale para o Polo GTI e outros.

  • Ricardo

    Gol 2.0 é um capetinha!!

  • João Silva

    Em compensação o Uno tinha um motor turbo sinistro, palio tinha um 1.6 16v mais rápido que o 1.8 da gm. Escort XR3 2.0, gol gti sempre foi ícone, clio 1.6 16v era um canhãozinho para época. Mas isso tem um fundo fiscal, por causa de um filho da p*** de um presidente que resolveu dar tributar carros pela cilindrada e pela pontência, causando uma distorção absurda, lembro de Mareav 2.0, astra 1.8 8v e 2.0 16v, focus 2.0, vectra CD 2.0 16v comecou com 141cv em 1995 e caiu para 128v ali por 2000 e pouquinho.

    https://www.noticiasautomotivas.com.br/motores-1-0-e-as-cicatrizes-deixadas-pelo-cenario-brasileiro/

    Se a tributação não tivesse esses abismos entre tamanhos de motor, com certeza o mercado nacional teria tido mais pocket rockets

  • Gustavo Miranda

    Imagino se meu prisma fosse 2.0, acho que eu já tinha me matado…

    • duhehe

      Tinha da empresa um Prisma 1.4 sem ar e nem DH.
      Cascata.. como aquilo anda bem, dava 200km/h facinho, ele literalmente decolava, não fazia nem curva e muito menos freava a tempo de evitar uma colisão.

      • Gustavo Miranda

        Verdade, o Prisma é o Chevette atual, só depois de perder o controle é que a a gente descobre que em curva aberta e em dia de chuva não dá para passar de 60 com ele…

  • Renato Dias

    G4: pior geração do Gol. Saiu de um painel de Golf no G3 para esse interior horrível que também equipava o Fox.

    • Rômulo Júnior

      Sem contar os equipamentos q perdeu ex:freios abs nas quatros rodas,air bag,computador de bordo,farol de duplo refletor, até os vidros elétricos nas portas traseiras e etc.

      • herbert_mcp1

        saíram unidades da família do Gol g4 com abs e airbag, nessas versões eram utilizados o acabamento interno do gol g3 (painel e forro de porta)

        • Gran RS 78

          Acho que esses Gol foram exportados, pois eu vi alguns na Argentina, que tinham o interior do G3 mas com o face lift do G4.

          • FocusMan

            Não, esses carros eram de série. Sairam apenas em 2005 até 2007. Todos os Gols de exportação tinham esse interior, inclusive o Pointer, versão mexicana do Gol.

        • Rômulo Júnior

          Mas são muitos raras.

      • FocusMan

        É que o Gol passou a ser apenas o veículo de entrada da marca.

    • João Martini

      Foi a tentativa da VW de matar o gol e colocar o Fox no seu lugar c o polo vindo em seguida. Como não deu certo, o Novo Gol empurrou todo mundo pra cima..

      • Renato Dias

        Acho que matar o Gol deu certo. O que não deu certo foi emplacar o Fox.
        Até essa geração, o gol não era considerado carro popular, somente o 1.000.
        Tinha até Gol 1.8. Hoje, Gol é sinônimo de carro barato.

        • Gran RS 78

          Gol sinonimo de carro barato? O mais ” barato” começa em 32 mil reais, e o mais caro chega a absurdos 65 mil reais.

          • Renato Dias

            E com menos de 32 K, o que se compra?

            • Gran RS 78

              Up!,Uno, Palio e March. Não é porque infelizmente todos os modelos estão carissimos, que podemos achar que um Gol special 2pts peladissimo, é barato por 32 mil reais, e isso vale para todos os concorrentes diretos dele.

    • joel

      Concordo. Talvez, o pior Gol de todos os tempos.

      • CorsarioViajante

        Sem dúvida, levando em consideração cada época, pois o G4 foi um processo onde pioraram o que era bom e pioraram ainda mais o que já era ruim.

    • CorsarioViajante

      Fato. Em casa tinhamos G2 / G3 e um amigo tinha o G4, era incrível como ficou muito pior.

  • João Silva
  • Fábio Alisson

    Gosto desse tipo de carro. Já em casa já possuimos 3 deles: um Palio 1.6 16v 1996 da minha mãe, um Palio 1.8R 2006 meu e atualmente minha mãe tem um Palio Sporting 1.6 16v. Todos muito bons, bom desempenho e sem consumir muito.

    Quanto ao Palio 1.8R. Mesmo sendo criticado por ter um motor de concepção antiga, era muito bom e robusto. Sobrava motor e torque! Era muito bom de arrancada e retomada. Como tinha força em baixa rotação! Seus 115 cv e 18,6 kgfm de torque eram suficientes para andar na frente de muito carro médio.

    Correção: o 1.8R acho que foi produzido até meados de 2008 ou 2009 e não 2006.

    • Lucas Fernando

      1.8R foi produzido de 2005 a 2010.

  • Douglas

    O Gol GTI durou até 2001 e não 2005.

    • A parte onde diz “tudo isso durou até 2005” se refere á explicação completa, sobre o 1.8 e o 2.0.

      • Preetinho

        Salvo engano até 2008 teve gol 1.8 8v

  • visanpai

    Vem daí a receita de sucessos em desempenho antigos, como o Astra: peso de carro pequeno (1.180 kg) com torque em abundância (19,7 kgfm) e; novos como o Golf (1.218 kg e 25,5 kgfm).

  • Bittencourt

    O Escort Hobby também teve versão 1.6!

  • Bittencourt

    O Escort Hobby também teve versão 1.6:

  • Bittencourt

    O Escort Hobby também teve versão 1.6!

    • MauroRF

      Meu pai teve um dessa cor, porém 1.6 e a álcool (era 93). O bichinho era bem esperto no trânsito urbano e em baixa rotação.

      • Bittencourt

        Minha mãe teve um L 1.6 a álcool, prata, e gostava muito do carro também.
        Ele veio no lugar do antigo Escort L 1.6 a álcool, bege, de primeira geração que ela teve. Foi uma evolução e tanto, principalmente por dentro!
        Lembro do cheiro e do painel verde, com comandos rotativos, até hoje…

  • FranciscoAdrianoSilva

    Sei que não era um motor grande, mas o Celta 1.4 também era legal.

  • Gran RS 78

    Acho que existe alguns erros na matéria. Primeiro, o Corsa GSi tinha um motor 1.6 16v com 116cv e não 1.8 16v, e o Gol GTi 2.0 16v tinha 143cv e não 153cv;

    • Thiago

      Também achei a mesma coisa. Esse motor do corsa era belga, se não me engano. Esses 2 motores eram os que tinham mais tecnologia em carros pequenos desta época.

    • Lucas Fernando

      Então, na verdade o Corsa GSI tem 108 ou 109 cv. O que quiseram dizer com o 1.8 16v é sobre o Corsa C (ultimo modelo), que teve somente a versão GSI para exportação.

      • Gran RS 78

        Mas é estranho, pois a matéria só comentou de modelos que foram vendidos no Brasil. Quanto a cavalaria do Corsa GSi, vc tem razão, deve ser 109cv, o que naquela época era muita coisa, ainda mais se levarmos em consideração para um motor 1.6 16v.

    • A matéria não está falando do Corsa GSI vendido aqui, está falando do australiano.

      • Gran RS 78

        Valeu pelo esclarecimento.

    • Paulo_Lustosa

      GTI 16V tinha 145 cv no Bola e 153 cv no G3

  • Franco da Silva

    O Corsa GSI era 1.6 16v, não?!

    • O comentário ali é sobre o Corsa C, a última geração vendida aqui, não o bolinha.

  • Luciano Beneval

    E teve o GOL 1.0 16V TURBO, não era um motor grande, mas tinha seus 111cv… foi uma grande inovação tecnológica na época quando nem se falava em downsizing!!!!… tive o gol por três anos… entre 2001 e 2004… carro leve (2 portas) e andava como o 2.0 8v da época, mas bebia menos em regimes mais baixos de rotação… chegava a 16/17km/l em trecho 100% estrada… média de 11/12 km/l no circuito misto, isto lá no início do milênio… único porém da versão era a manutenção… só o jogo de velas na época custava 6 vezes mais que o 1.0 aspirado… mas foram 3 bons anos… 112mil km rodados!!!

    • Alexandre Maciel

      Um primo teve a parati com esse motor. Andava bem e com pé leve realmente era econômica. Depois que teve problema nunca mais serviu a não ser para sustentar o dono do posto. Acho que ele não teve sorte já que o carro havia sido de outra pessoa anteriormente e talvez ela não tenha dado a atenção devida à manutenção.

  • joel

    Me lembro que essa época de motores grandes em carros compactos foi dando lugar a era dos 1.4, iniciada com o Peugeot 206.

    A GM tirou o 1.8 do Corsa e implantou o 1.4 Econoflex. Lançou o Prisma só com 1.4 também.
    A Fiat matou os 1.3 e reordenou o 1.4. Riscou o Palio 1.8R e Siena 1.8 da linha de produção, trazendo o 1.6 ETorq, de 115cv.

  • Rogério R.

    Espero que essa época de compactos de entrada com motores potentes volte novamente com a chegada do Sandero R.S. 2.0.

  • fschulz84

    Sandero RS possivelmente será o único representante deste grupo.

    • 4lex5andro

      no caso de a renault ofertar um bom motor , no minimo o 1.6 16v, no gt line ..

      • Debraido

        Mas já é sabido que o motor será o 2.0 16v.

  • Revoltado

    Motor grande? Palio 1.8R x Corsa SS 1.8 Motor grande? Pra mim eram apenas adesivos em um carro normal 1.8, o palio por exemplo nessa época tinha o Palio HLX com esse mesmo motor GM 1.8 mais velho que tudo, e tinha o tal 1.8R que tinha de diferente os adesivos e o cinto vermelho, esportivo de verdade foram nos anos 90, Corsa GSi, Uno Turbo, Gol GTi

    • General Lee

      Só um detalhe…o 1.8 R vinha com relação de marcha mais curta e um tanto bom de reais a mais, sem contar que o seguro do R era muito mais caro que do HLX, a respeito de “andar junto”, os Palio 1.8 não deixam a desejar dos carros mencionado por você, exceto o Uno turbo que era muito mais esperto, o que lembra no Up TSI, no jeito de andar…

    • Motor grande para um popular… tá difícil pra entender o título hein…

      • Revoltado

        Continuo reafirmando, caso voce nao leu, o motor 1.8GM era utilizado no Palio HLX e no 1.8R e o mesmo com o Corsa tinha o Corsa 1.8 Premium e Corsa SS 1.8 motor antigo e ultrapassado…

    • Lucas Fernando

      O 1.8R tem a relação de marchas mais curta, amortecedores mais pressurizados, molas mais rígidas, menor altura, barra estabilizadora, ECU recalibrada, bancos exclusivos. Anda tão bem quanto os carros que você citou, com exceção do Uno Turbo que é bem mais “bravo” na condução.
      Mas entendo, é moda falar mal do motor GM 1.8 por ser velho.

  • Pedro Cunha

    Eram mesmo outros tempos e outra consciência de mercado.
    Mas, a explicação é muito fácil. Hoje temos um mercado muito estratificado, podemos pegar uma categoria e subdividi-la em 2 ou mais sub-categorias. Hoje chega á ser difícil categorizar um modelo(Vide Focus sedan agora chamado “fastback”). Antes a coisa era mais “objetiva”, mais preto-no-branco. O mercado tinha intenções mais claras e os fabricantes idem, tinham “público-alvo” e mesmo as campanhas publicitárias também deixavam claro todo esse panorama. Hoje virou um “salve-se quem puder”. Vale tudo, tudo mesmo… De BMW compacto com tração dianteira á Bentley SUV.
    Pessoalmente falando, acho que o consumidor “médio”(pra não ofender com o termo “medíocre”) foi quem saiu ganhando. Aquela pessoa que não tem muitos conhecimentos técnicos, não é entusiasta, pensa no carro apenas como um grande objeto para ir do ponto “A” ao ponto “B”, além de ter se tornado fatia maciça do mercado se beneficiou pelas mudanças técnicas que essa “suruba de gênero automotivo” gerou. De um outro lado, pessoas que como eu, tem um pouquinho á mais de conhecimento técnico, leitores de informativos técnicos, tem gostos e comportamentos de direção mais específicos, buscam no carro “algo além” do mero deslocar-se por aí saíram perdendo, como exemplo, a ausência de transmissões manuais em alguns modelos ou no contrário, onde o fabricante casa a venda de uma transmissão manual numa versão desinteressante e tantos outros casos…

  • denismrscheli

    Nunca vi uma matéria com tanta gente burra querendo corrigir a pagina.

  • Guilherme Rezende

    Gol AP 1.8 foi vendido até 2008,inclusive,Gol G4 1.8 é raridade e digo que esses populares com motores grandes eram mto bons,aqui em casa tinha um Gol GL 1.8 1990 que andava muito bem,consumo não era essas coisas(em torno de 12km/L na estrada)mas o desempenho compensava,agora,torço pelo o sucesso do Up TSi,para que os carros pequenos voltem a ter desempenho arrebatador.

  • ARENANB

    Pra mim um dos carros mais bonitos que o Brasil já teve foi o Gol Bolinha GTI 16V, aquele carro era demais!

    • Alex Dusfri

      Pra mim foi o Kadett GSi e o Vectra B.

  • Zeca Piroto

    Sensação era fusca com motor de porsche…

  • Guilherme Batista

    Isso me fez lembrar do extinto Rally Class B(Group B) em que os caras pegavam uns motores de mais de 400cv e botavam num Peugeot 205, Citroen BX e similares. Depois botavam esses carros pra correrem no meio de montanha e muitas vezes com neve.
    Morreu tanta gente nesse rally que foi extinto

  • Lorenzo Frigerio

    Um carro que já vi sentando a bota na subida da serra era o Corsa sedan 1.6, aquele que passou a se chamar Classic. Era um bom motor para um carro leve.

    • Alex Dusfri

      hehehe Pode crer. Ótima relação peso potência. Vendi o meu sexta-feira passada depois de 6 anos com o carro. Me atendeu muito bem esse tempo todo. O meu era completo menos o ar condicionado com rodas 14″ de 6 polegadas de largura com pneus 175/65. Era uma delícia acelerar e sentir o carro responder de pronto com o bom e velho acelerador por cabo, nada de acelerador eletrônico.

  • FocusMan

    Na verdade esses motores foram substituidos por unidades mais eficiêntes com potência maior.

    Estranho mesmo é não termos opção de carros médios com motores mais fracos, como na Europa. A maioria dos motoristas nunca passam de 120 km/h mesmo e não precisam de um motor 2.0 com 20 kgfm de torque na maior parte do tempo.

  • Bruno Wendel Marcolino

    O Gol morreu na versão G4 sem duvidas. O G5 melhorou bastante em relação ao G4, mas acho que os mais antigos eram bem superiores.
    Acho que a VW demora demais para atualizar esse carro que ao meu ver, dos carros que estão em linha é o que tem mais “história” digamos assim. Vários lembram do mítico GTS e GTI, coisa que a VW poderia explorar muito, já pensou uma nova geração do Gol com o 1.4 TSI do Golf sendo chamado de GTI…ia dar pano pra manga com certeza, já que a VW está nessa “Vibe” de carros turbo hehe.

  • Vattt

    O Corsa GSi tinha motor 1.6 16v.

  • Felipe S

    NA, vocês não estão confundindo o antigo Gol GTS com TSI? Não me lembro de ter existido um Gol TSI.

    • Gustavo Miranda

      Era esse aqui:

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend