Antigos Automobilismo Clássicos História Porsche

Porsche 718: Como era o clássico das pistas revivido nos dias atuais

porsche-718-rsk

Porsche 718 RSK

O Porsche 550A se tornou um sucesso nas pistas, ainda mais com o glamour proporcionado por James Jean, imortalizado em seu bólido alemão, no qual acabou morrendo. Mas de olho na sucessão deste clássico das pistas, a marca germânica começou a desenvolver um carro mais capaz.

Com mudanças feitas na carroceria e chassi, a Porsche batizou o novo projeto como 718. O bólido foi ainda equipado com o motor boxer a ar 1.5 Typ 547/3 de quatro cilindros, que entregava estonteantes 142 cv. Ele já havia sido usado no 550A. A estrutura frontal do veículo lembrava a letra “K”, por isso o termo “RSK” foi aplicado ao modelo.

porsche-718-f2-monoposto

Porsche 718/2 Monoposto

Após um primeiro acidente em sua corrida de estreia em Le Mans, no ano de 1957, o Porsche 718 se redimiu nos anos seguintes, obtendo vitória no circuito francês no ano seguinte, ficando em primeiro na categoria e em terceiro na geral. Ele também venceu a Targa Florio em 1958, assim como o campeonato europeu de Hillclimb neste ano e no seguinte. Outra vitória na categoria em Le Mans ocorreu em 1961.

porsche-718-rs60

Porsche 718 RS60

RS60/61

Fabricado até 1962, o Porsche 718 teve muitas variantes, apesar da vida curta. O objetivo era ampliar o leque de competições e categorias que poderia disputar. Assim, surgiu a RS60, que trocou o motor 1.5 pelo 1.6 de 160 cv. O RS61 é apenas um renome para o ano de 1961.

porsche-rs61-w-rs

Porsche 718 RS61 W-RS

W-RS

O W-RS era mais poderoso, equipado com boxer a ar 2.0 de quatro cilindros. No entanto, mais tarde recebeu o boxer oito cilindros do Porsche 804 de F1, atingindo assim ótimos 240 cv. O modelo competiu até 1964, mas dominou o europeu de Hillclimb até 1982! Ganhando nada menos que 42 títulos.

porsche-718-gtr-coupe

Porsche 718 GTR Coupé

718 GTR Coupé

O RS61 acabou gerando uma versão cupê, que foi equipada com o boxer de oito cilindros do 804 F1, mas oferecendo 210 cv. O modelo também tinha freios a disco.

porsche-718-2-monoposto

Porsche 718/2 Monoposto

Fórmula 2

O Porsche 718 foi bastante versátil e até gerou um monoposto para a F2. Este surgiu ainda em 1957 e competiu fortemente nos anos seguintes, chegando a ser pilotado por Stirling Moss e Graham Hill. Mas a experiência com esse carro deu à marca germânica a oportunidade de desenvolver outro monoposto.

porsche-718-f1

Porsche 718 F1 de Carel Godin de Beaufort

Fórmula 1

Após a F2, o Porsche 718 acabou chegando à F1 em 1961. O carro não chegou a obter vitórias, mas boas colocações em segundo e quarto. No ano seguinte, a alemã partiu para o definitivo 804. Ainda assim, o 718 competiu até a trágica morte de Carel Godin de Beaufort, nos treinos para o GP de Nürburgring, no ano de 1964.

A partir daí, com exceção dos campeonatos de Hillclimb na Europa, o Porsche 718 ficou apenas na memória dos entusiastas de automobilismo, em coleções particulares e nos espaços do museu Porsche. Mas, recentemente, a designação 718 se tornou destaque na imprensa automotiva mundial.

porsche-718-3

Boxster e Cayman

Agora, ela se refere à nova designação dos modelos Boxster e Cayman, que passarão por facelift em 2016 e aparentemente ganharão novos motores boxer de quatro cilindros 1.6 ou 2.0, mas refrigerados a água e com dois turbos. O fato é que, na visão da Porsche, o motor menor se torna um forte elo de ligação com o clássico 718.





  • PEDAORM

    Quero ver os números desse motor 1.6.

  • Hadson Nobre

    Se o 1.6 THP faz milagre na Peugeot, imagine do que será capaz esse 1.6 da Porsche. Sem falar na possibilidade de vir a ser um modelo híbrido, já pensou?



Send this to friend