Europa Finanças Governamental/Legal Porsche

Porsche apreendeu quase € 60 milhões em falsificações

Porsche apreendeu quase € 60 milhões em falsificações

A Porsche apreendeu quase € 60 milhões em falsificações no ano passado. A marca alemã descobriu 200 mil artigos não licenciados pela marca alemã.


Eles estavam utilizando sua logomarca e outros detalhes que pertencem ao fabricante de carros esportivos e isso inclui diversas peças e componentes que eram vendidos como se fossem originais.

Todo tipo de artigo com a marca Porsche foi encontrado em diversos mercados, desde bonés, camisas e perfumes até rodas e acessórios com o nome do fabricante germânico.

Até mesmo medicamentos estavam sendo vendidos com a marca alemã, incluindo pílulas para disfunção erétil no mercado da Turquia, por exemplo.


Mesmo assim, encontrar produtos falsos da Porsche não é fácil apenas nos mercados populares. Em sites de comércio eletrônico, diversos itens falsificados são encontrados.

Réplicas são bem-vindas

Porsche apreendeu quase € 60 milhões em falsificações

Vimos que até mesmo peças não certificadas ou mesmo de carros ainda não lançados foram encontrados nesse ambiente virtual. Tal como as réplicas de Ferrari, recentemente apreendidas em Santa Catarina, outros artigos e até veículos são vendidos ostentando as marcas de fabricantes famosos que não os autorizaram.

No caso da Porsche, existe uma política diferente em relação às réplicas. Alguns fabricantes constroem réplicas praticamente perfeitas de modelos como o 356 Speedster e são reconhecidas por isso, inclusive com planos originais do carro alemão.

O caso mais notório é da Envemo com o Super 90, que foi elogiado pela própria Porsche e é considerado a réplica mais perfeita do mundo. Nesses casos, peças originais da alemã são empregados na confecção desses produtos, que muitas vezes alcançam preços superiores aos de modelos usados recentes da marca.

Para as coisas realmente ilegais, a Porsche possui um departamento específico para investigar e apreender essas mercadorias que são vendidas de forma ilícita e que muitas vezes são oferecidas como sendo originais.

A falsificação de peças automotivas também é outro problema no mercado mundial, ainda mais quando envolve itens de segurança, como no caso de freios falsificados, fabricados na China, onde eram vendidos como sendo da Brembo e AP Racing.

[Fonte: Autoblog]

 

 

Porsche apreendeu quase € 60 milhões em falsificações
Nota média 5 de 1 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • El Gato!

    Juro que entendo o cara que paga R$20 no boné falsificado que custa R$200 original (apesar de não concordar), mas nunca vou entender o cara que deseja o superesportivo de R$2 mi e paga R$200 mil (DUZENTOS MIL) no carro falsificado.

    • Edgar

      Cara, sempre pensei isso, e achava que eu estava errado…

    • Bandit

      Vontade lascada de aparecer a qualquer custo regado a uma dose de ignorancia, com essa grana dá para comprar muito carro legal.

    • Ric53

      Mas tem muitas fabricantes de réplicas de carros antigos com certificados internacionais, Chamonix era uma que tinha muito prestigio até no exterior.

      • Antonio Pires

        E? Continua sendo um carro falso! Com um motor que não é Porsche, uma plataforma que não é Porsche, um câmbio que não é Porsche… a única diferença é que tem uma coisinha ou outra que é original e o carro, de fora, se parece mais!

        • Ric53

          Putz prefiro nem discutir

          • leitor

            Está escrito que a própria Porsche considera interessante algumas réplicas autorizadas. Até observa a perfeição de réplicas. Quem sou eu pra fazer toda questão de um original? Você tem toda razão.

            • Ric53

              Sim, acredito que o amigo estava falando sobre o caso da fábrica de réplicas de Ferrari e Lamborghini. Agora o Porsche 550 Spider, Shelby Cobra esses sim possuem réplicas incríveis de tão fiéis e acredito que existam apenas dezenas de unidades “verdadeiras” no país.

            • Ric53

              Essas fábricas mantém vivo o entusiasmo por carros antigos raríssimos!

        • leitor

          E daí? A réplica sempre foi pra quem não pode ter um original. Quer proibir das pessoas sonharem? Quem quer saber de motor de mais de 200 cavalos se com 120 anda legal? Ainda mais pagando até 10 vezes mais caro só por isso. Além tantas coisas que só servem pra motoristas especializados. Se existe certificação, autorização, legalização, qual o problema? Até o criador poderia curtir. Se fosse pra competir, mas não é. As próprias fábricas fazem modelos de entrada, outros mais simples, até seguindo modelos parecidos com outras.

          • El Gato!

            Você claramente confunde o conceito de réplica (chancelado pelo fabricante, comum em modelos fora de linha) com o conceito de falsificação. Uma coisa é completamente diferente da outra.

            • leitor

              O ponto especificamente agora foi dessas réplicas autorizadas.

          • Antonio Pires

            Nossa senhora, nunca li tanta baboseira junto…
            Primeiro que não tou proibindo ninguém de sonhar, até porque sonhar não tem nada à ver com comprar.
            Segudo que com essa frase: “Quem quer saber de motor de mais de 200 cavalos se com 120 anda legal” já deu para perceber que você não é o público Porsche, e não me refiro à questão financeira. Bom desempenho para quem gosta de carro é TUDO e quanto mais, melhor! Aposto que você tem um Corolla ou algo assim. Nem sei o que está fazendo aqui no NA.
            Terceiro: se você quer comprar um carro de 120cv tem vários no mercado. (Btw só pelo seu exemplo já dá para perceber que você não entende nada de motor também).
            Quarto: que tantas coisas que só servem para motoristas especializados? O pedal do freio ou da embreagem? Porque esses modelos antigos não tem nem as “firulas” de hoje.
            Quinto: o problema é o “faz de conta” que não só é um desrespeito à quem batalha pra conseguir comprar um carro desses como ainda é escrot pra kct você fingir que tem algo que não tem. Se tu não entende isso, aí não tem como eu te ajudar: você quem precisa rever os seus conceitos. Especialmente de honestidade, porque isso nada mais é do que viver uma vida de mentira.
            Sexto: Parecido é uma coisa. Replicado é outra. Até o significado das palavras é BEM diferente. Dá uma olhadinha no dicionário.

            • leitor

              E pra quê eu teria que saber de motores de 500 cavalos? Não sou mesmo público de Porsche nem de longe. E se eu ou qualquer pessoa quisermos um carro por ser bonito não é pra sair correndo por aí. Lembro que há alguns anos no meu carro velho que tive passei por uma Ferrari no trânsito. Mesmo se fosse uma réplica falsa deveria estar bem à frente. Então não é todo mundo que gosta de Ferrari que quer ou tem que sair correndo por aí, vendo desempenho de carro. Especificamente nesse ponto, o carro em questão é antigo, então é pra quem nem está a fim de desempenho. E ter um carro que não é original desrespeita os outros? Nessas horas os outros contam? E pelo que eu sei quem tem um desse não vai colocar o adesivo dizendo que é réplica, mas as pessoas com quem convive boa parte saberá.
              Ajuda sua não preciso mesmo. Aliás, de quem pensa como você, tão fiel ao que é de menos importância pra mim, a opinião sobre mim não significa muita coisa. Seus conhecimentos também não me interessam.
              Se eu vir alguém com uma réplica, ou mesmo só parecido, mesmo sabendo, eu vou achar até interessante. Não será melhor em nada que quem tem um original. E se tiver alguma coisa irregular no carro, o problema não é meu. Quando eu procurar um vou me importar com algumas dessas coisas.

      • El Gato!

        Isso é algo completamente diferente.

        • Ric53

          Sim, acredito que o amigo se referia ao caso recente da fábrica de réplicas de Ferrari e Lamborguini, fechada! aí são verdadeiras gambiarras.

    • leitor

      A documentação do carro diz se é original ou não. Pode até enganar todo mundo, menos o dono. Então nem se pode chamar o carro de falso. E se fosse algo legalizado e se tivesse boa qualidade, até eu queria um.

      • Antonio Pires

        Para mim à partir do momento que o carro possui um logotipo de uma montadora que não é, de fato, a sua montadora, ele é falso.

    • leitor

      Tem gente que nem se importa com isso. E quem faz isso tem muito dinheiro também, deve estar satisfeito e acha que não vale a pena ter o original. Quer um brinquedo caro, mas nem tanto. Às vezes a parte mais interessante da brincadeira é somente parecer.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email