Governamental/Legal Segurança Trânsito

PRF esclarece sobre o uso obrigatório do farol baixo nas estradas

lei-farol-baixo-estrada-2

UPDATE:A PRF enviou um questionamento ao Contran sobre o uso do DRL ou LED diurno e aceitará como válido sua utilização até a manifestação formal e definitiva do órgão. A partir do dia 8 de julho passa a vigorar a obrigatoriedade de circulação de automóveis nas estradas brasileiras com o farol baixo ligado durante o dia. A Lei 13.290 de 16 de maio de 2016 alterou dois artigos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), sendo eles o artigo 40 inciso I e 250 inciso I, línea b.

Até agora, era recomendável utiliza-lo no período diurno sob neblina ou chuva, além de ser obrigatório durante a noite. Mas, com a nova resolução, nas estradas municipais, estaduais e federais os faróis deverão estar acesos. Nas vias urbanas (ruas, avenidas, pistas de trânsito rápido), os automóveis podem continuar com faróis apagados ou utilizando luzes diurnas.

A PRF esclarece que a lei determina que seja o facho baixo e não lanternas, faróis de milha, faróis auxiliares, faróis de neblina ou qualquer outra iluminação que não seja o facho baixo. No entanto, os LEDs diurnos ou DRL´s serão encarados como válidos pela PRF. A lei é semelhante à aplicada em motos, caminhões e ônibus.

Ou seja, não adianta ligar nenhum destes dispositivos, pois a multa será de R$ 85,13 com quatro pontos na CNH do condutor ou proprietário do veículo. A partir de novembro, essa infração passará a custar R$ 130,16. Desde 1998 o Contran já recomenda o uso de farol baixo como parte integrante da segurança do veículo.

[Fonte: Zero Hora/Rondônia Agora]

Agradecimentos ao Darwin Rigamonti.





  • Audi a5

    Pois é: coisas de Brasil, na Europa, onde de fato se investe em segurança do condutor e pedestres, onde de fato a segurança não é apenas burocrática, mas pratica – investem em estradas, pavimentos, iluminação, sinalização – exigem iluminação diurna nos veículos, admitindo também os leds diurnos. Mas na bananalandia, a lei é mais severa: farol e pronto, leds não valem, quando aqui as estradas e tudo o mais que vem do desgoverno é uma lastima. Pronto, estamos seguros no trânsito, acendam os faróis, os buracos sumirão, as pistas duplicarão…

    • Rodrigo

      As CNHs compradas serão validadas automaticamente,…

    • Darwin Rigamonti

      O editor escorregou ao postar essa notícia, no texto que eu enviei (nota técnica da PRF) diz que DRL SUPRE a necessidade de farol baixo.
      NA, favor reler o texto enviado por e-mail e corrigir. =)

      • Guilherme Eduardo

        Dei uma fuçada na net e a PRF fez uma consulta ao Contran sobre DRL e enquanto não vier a resposta oficial a orientação é aceitar esse equipamento.

        • Darwin Rigamonti

          Eu enviei a nota técnica distribuída pela PRF a todos os postos na integra pro NA (é informação oficial).
          Ao produzir a notícia, a informação foi alterada.
          Na nota técnica diz claramente que DRL (se estiver devidamente em funcionamento) supre sim a necessidade do farol baixo.

          • Guilherme Eduardo

            Foi isso aqui que eu encontrei:

            “A nova lei diz farol baixo, diferente do farolete, farol de milha, farol de neblina e Daytime Running Light (DRL). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informa que enviou ao Conselho Nacional de Trânsito (Contran) um questionamento sobre a utilização do DRL, também conhecido como farol de rodagem diurna. Até manifestação formal e definitiva do Contran, a PRF aceitará a utilização do DRL em substituição ao farol baixo durante o dia”, informa a PRF em nota.

            • Darwin Rigamonti

              me passa seu e-mail ou Whatsapp Q te envio na íntegra.

              • Guilherme Eduardo

                Não estou conseguindo mandar inbox: guilherme.basilio@ig.com.br

                Não precisava, mas obrigado!

                • Darwin Rigamonti

                  Enviada

                  • Guilherme Eduardo

                    Obrigado! O NA pisou na bola mesmo, faltou falar do DRL e ainda poderia ter aprofundado o assunto abordando as questões de rodovia X estrada e farol baixo e farol de neblina ligados juntos, além de outras ali presentes.

              • Lem0nade

                Favor envie para mim também: alemaum.rauber @ gmail .com (sem os espaços)

            • carroair33

              essa lei nao dura 3 meses!!!!

          • Martini Stripes

            Pois é , o texto está bastante confuso.

          • Rony Cereja

            Mas só de carros originais ou pode ser intalado em qualquer veículo?

        • ricmoriah

          pois é isso mesmo que diz todas as fontes que consultei na internet. Se o Contran vetar, então estará proibido.

        • leandro

          Como já disse antes, só vai aumentar consumo e poluição.. Enquanto meus DRLs não chegam da China vou usando farol alto, afinal de contas o que querem é aumentar a visibilidade e já exitem estudos provando que o farol alto é mais eficiente

          • Angelo_RSF

            O farol alto ofusca os motoristas em sentido contrário. O farol baixo é mais eficiente que o farolete (ou lanternas).

            Quanto ao consumo e poluição…o aumento causado por andar com farol baixo é despresível.

            • leandro

              Se é desprezível vc sabe me falar quanto é o consumo e a poluição gerada??

              • Angelo_RSF

                Você não é o 1o que pergunta isso…No passado a Bosch fez um estudo que calculava o aumento de consumo em função do uso do farol baixo e achou algo em torno de 0,001% de qualquer coisa (não lembro os detalhes pois faz tempo) , chegando a conclusão de que era insignificante.

                Mas você não precisa acreditar em mim. Basta dar um Google com a frase “farol ligado gasta mais combustível” ou algo assim que tem “N” links a respeito do assunto.

                • leandro

                  Perguntei pq sei a resposta e você não sabia… num motor a gasolina com rendimento médio de 30% (desempenho de ponta) usando gasolina sem álcool gasta-se 53,8 ml de gasolina pra deixar o farol aceso por 1h. Segundo a CCR NovaDutra em 2015 passaram diariamente 59 mil veículos pela Dutra (de um total de890 mil viagens são realizadas por dia, entre entrada e saída de veículos na rodovia, segundo a concessionária) , supondo que cada um ficou por 4 horas com os faróis acesos isso significa 12696 litros de gasolina queimados diariamente só entre as pessoas que vão de SP-RJ

                  Ainda acha insignificante?

                  • Angelo_RSF

                    “passaram diariamente 59 mil veículos pela Dutra (de um total de890 mil viagens são realizadas por dia, entre entrada e saída de veículos na rodovia, segundo a concessionária) ”

                    890 mil viagens para 59 mil veículos = 15 viagens por veículo??? Por Dia???

                    Passo…. Prefiro acreditar no estudo da BOSCH onde se chegava a conclusão que era insignificante.

                    • leandro

                      59 mil fizeram a viagem completa SP -RJ de um total de 890 mil que passaram por algum trecho…

                      Acreditar vc pode acreditar até em papai noel e coelhinho da páscoa, quero ver provas e argumentos

                    • Samuel Henrique

                      Desculpe, mas entao vamos desligar o som do carro também, isso deve aumentar a poluição de um tanto também… na minha opnião o consumo é insignificante sim, dentro do volume de poluição que já existe o aumento não gerará mudanças significativas…. 12 mil litros de gasolina para os outros milhoes que foram queimados… nao deve ser nada gritante.
                      *Edit: Mas já poderiam ter editando uma obrigatoriedade para os novos carros sairem com DLR, assim não há a necessidade de usar iluminação do painel, lanternas traseiras, etc….

                    • leandro

                      O som do carro em um volume baixo suficiente para audição própria gasta em torno de 10W, isso significa algo em torno de 7% do consumo do farol baixo.

                      Já que 12 mil litros de gasolina gera uma poluição insignificante vc poderia me dizer de quanto é?

                    • Angelo_RSF

                      Se você queimar 12 mil litros a mais de combustível onde já se queima 1.062.000 litros eu continuo achando que o acréscimo é irrisório.

                    • Angelo_RSF

                      Cara…infelizmente fazem anos que li este estudo e não sei mais onde está, mas tá bem…Você quer acreditar nisso felicidades.

                      Eu não escrevi do nada…eu li…mas infelizmente não tenho como te passar.
                      Agora fique com o seu estudo que eu fico com o meu.

                      Parabéns pra você que tem sua “prova” em mãos!

                      Só mais uma coisa …1 veículo rodando na estrada a digamos 90km/h (média da Dutra) durante 4 horas e supondo que façam 20 km/l (carro bom) vão consumir 18 litros de combustível….

                      59000 veículos implica em 1.062.000 litros.

                      Então 12696/1062000= 0,011955 = 1,2% de aumento consumo de combustível estimado.

                      Sim…vou continuar achando desprezível.

                      Abraço.

                    • leandro

                      Cara… eu não precisei de estudos p achar esses valores, tudo coisa q eu aprendi no ensino médio, basta ter concluído o ensino médio para saber fazer os cálculos, não precisa nem ser engenheiro..

                      Se é desprezível, vc sabe me dizer quanto de CO2 esses 12,5 mil litros de gasolina produzem?

                    • Angelo_RSF

                      Parabéns que você fez o ensino médio!!!

                      Quanto ao COs até posso calcular ..pois a formula média da gasolina tem 8 átomos de Carbono por molécula…teria que calcular quanto tem por quilo e depois por litro mas a resposta seria a mesma: 1,2% a mais de CO2 sobre o que já é produzido.

                      Ainda acho um aumento desprezível.

                    • leandro

                      Dá 27,4 toneladas de CO2 por dia só em parte dos veículos que passam por dia numa única estrada, multiplica pelo tamanho do Brasil e chegarmos talvez na casa dos milhões de toneladas de gás carbônico por dia só por acender os faróis.

                      O difícil agora é quantificar quantas vidas o farol baixo salvou e quantas vidas o CO2 tirou ou vai tirar num futuro próximo.

                    • Angelo_RSF

                      Novamente…o acréscimo é de 1,2 % no que já é emitido…

                      É como se desse a alguém 100 ml de veneno e se discutisse o mal que faz dar + 1,2 ml além dos 100 ml já dados. Ou seja, o aumento é irrelevante pois os 100ml já vão matar a pessoa de qualquer jeito.

                      Agora concordo com você quando você escreve
                      “O difícil agora é quantificar quantas vidas o farol baixo salvou e quantas vidas o CO2 tirou ou vai tirar num futuro próximo.”

                      Realmente acho que é difícil ter certeza. Principalmente, como você com certeza sabe, porque o CO2 não mata diretamente ( a menos que você se tranque numa garagem com um carro ligado).

                      Ele causa o efeito estufa e seus efeitos no clima que acabam infelizmente vitimando alguém vez que outra. Ninguém morre por respirar 1,2% a mais de CO2.

                      Já os hidrocarbonetos e compostos de enxofre (estes nos veículos à diesel) gerados pelos escapamentos causam mal mais diretamente. Ainda assim nos centros urbanos onde existe uma concentração de veículos muito maior que nas rodovias e bem mais perto da população.

                      Cabe aqui lembrarmos também que destes 1,2% que calculei foi numa condição específica – Carros na estrada com farol baixo ligado.

                      Embora seja até recomendado na cidade, hoje as pessoas não usam ou não costumam usar farol nos centros urbanos. O que faz que este % de 1,2% seja ainda menor em termos absolutos.

                      Outra consideração é que os carros não são a única fonte de CO2 do planeta. A geração de energia por termelétricas em termos mundiais geram muito CO2. Os defensores do automóvel cravam até que seria mais que os automóveis…Sem falar de trens, navios e aviões que desconheço terem normas de emissão…Ah! Tem as milhares de motos cuja regulamentação é bem mais branda que a dos carros.

                      Então por tudo isso ainda fico a favor do farol baixo nas rodovias.
                      Quem sabe no futuro não obrigam as montadoras a colocar lampadas de LED nos faróis baixos dos carros? Ai quem sabe as pessoas que desfrutam das suas mesmas convicções fiquem satisfeitas.

                      Mas não me leva a mal. Acho interessante seu pensamento em lutar por cada grama de emissão gerada. Só não estou convicto em desprezar uma medida de segurança por, como falei , 1,2% a mais de veneno no todo de veneno que respiro.

                      Abraço.

                    • leandro

                      A relação custo x benefício da conta carbono extra versus vidas salvas sempre será hipotética pois não há como provar qual número exato de vidas salvas.
                      Poderíamos nós ficar aqui anos discutindo e não acharíamos a solução da equação com achismos.
                      Penso q deveria avaliar daqui um ano o número de acidentes e ver se houve alteração fora do padrão esperado para o número de mortes e caso esteja mantendo a mesma média de queda ter coragem de ver que erraram ou não e ajustar a lei ou revoga-la.
                      Meus argumentos contra a lei são:
                      – aumenta emissão de carbono
                      – diminui a visibilidade da seta
                      – existe solução melhor com uso de DRL

                    • Angelo_RSF

                      Perfeito!!!

                      Você tem seus argumentos contra e Eu à favor tenho os meus:

                      -Eu acredito que não aumenta significativamente as emissões.

                      – Eu acredito que aumenta muito a percepção de veículos próximos pelos retrovisores o que diminui o risco de acidentes. E isso eu falo por morar em Santos e trabalhar em São Paulo pegando a Imigrantes todos os dias de manhã e a noite. Desde que passei a usar farol baixo durante o dia quase nunca levei fechadas o que acontecia de tempos em tempos.

                      E viva a diferença! Não precisamos concordar com a opinião do outro.
                      Abraço

                    • Zoran Borut

                      Ufa, essa conversa cansou, hein? E no final, fiquei sem saber se vocês trocam a carne bovina pela proteína de soja e se isso impacta na poluição e no aquecimento global.

                    • Angelo_RSF

                      Rsrsrsrsrs!!! É …às vezes a gente se empolga aqui defendendo nossos pontos de vista.

                    • rodokas

                      o gente, para de discussão a toa, sou engenheiro e vou explicar uma coisa simples: motor gasta combustível pra andar e não pra acender farois ou som! o que faz a eletrica funcionar é a bateria, que por sua vez é carregada pelo alternador, esse sim precisa de movimento do motor para carregar a bateria. A unica coisa que acontece é que o gerador (alternador) é conectado no motor por correia, entao ele acrescenta um pouco de peso para o motor girar, o que faz aumentar levemente o consumo. Porem independente do som ou luz ligada, quando o motor esta ligado o alternador esta sempre conectado ao motor, entao continuamente ele pesa no motor e gera um leve consumo. ou seja, ligue o som que quiser!!! eu ja tive som muito forte em carro, mais de 3000 w rms (reais) e nunca vi diferença em consumo. enfim…. a unica coisa que acontece é que vamos gastar com lampada mais cedo, porque elas tem vida util, mas combustivel nadinha!

                    • Angelo_RSF

                      mas rodokas…uma curiosidade…por mínima que seja a diferença, o alternador sendo mais exigido para carregar a bateria – devido a um suposto consumo dos acessórios elétricos do carro não vai gerar um resistência (mínima ) maior?!

                      ..Não entra em jogo aquelas histórias de “força contra eletromotriz” ou coisa que valha???

                      Bem entendido: Conforme eu escrevi antes, havia lido não sei onde um estudo da Bosch que dizia que o aumento de consumo era um zero virgula zero, zero, zero alguma coisa porcento…..É que infelizmente não achei quando inquerido a respeito da origem da minha opinião de que o aumento de consumo era desprezível.

                    • rodokas

                      conheço plenamente a mecanica, e a eletronica simples, entao posso afirmar que o alternador esta sempre conectado ao motor, e esta sempre tentando carregar a bateria.
                      é eletronica basica, DDP, diferença de potencial, o alternador manda carga pra bateria, 12v, se ela precisar ela recebe, senao nao recebe, dispersa, porém a resistencia ao motor é sempre o mesmo.
                      Só haveria consumo de combustivel se enquanto a bateria esta sendo carregada (ou seja, estaria sendo carregada por mais tempo devido ao farol acesso) interferisse no sistema eletrico da injeção de combustivel, bombas… bicos… etc…. o que muito provavelmente nao ocorre.
                      talvez a bosch tenha enchergado alguma coisa desse tipo, mas algo tão pequeno que o estudo só serviria para teses…

                    • Angelo_RSF

                      Ok. Só pra confirmar. Grato.

                    • rodokas

                      o alternador é basicamente um motor eletrico, só que nao transforma energia eletrica em mecanica, faz o contrario. nada se transforma dentro dele pra ele pesar mais ou menos, é um conjunto mecanico que gira e gera energia, o veiculo precisando ou nao.

          • Racer

            Vai acabar sendo multado, já que o uso do farol alto tem regramento….além de prejudicar quem vem em sentido contrário.

      • Franco da Silva

        Como estou por fora da conversa de vocês, ao ler o texto do NA entendi isso:
        No momento, a PRF está, sim, considerando válido o DRL
        Mas a matéria aborda também o outro lado. A LEI, pra variar, não previu o DRL e estão vendo o que será feito, pois não cabe a polícia a palavra final.

    • fredggp

      Reparei hoje no trânsito uma Ecosport e uma IX35 e os DRL destes dois veículos, pelo que pude ver, são muito fracos, diferentes dos encontrados no C3, Golf, BMW por exemplo. Me corrijam, mas se o que vi nestes dois carros foi a DRL, para mim não substituiria o farol baixo em termos de segurança de jeito nenhum! A sensação que tive foi que eram meros enfeites de moda e não equipamentos de segurança…..

      • Paulo Júnior

        Se eu não estiver errado, no Ecosport é como se fosse a luz de lanterna tradicional, só que estilizada, diferente da Toro que é DRL de verdade, é um LED bem mais forte.

        • Louis

          O da Toro também não acho forte. Forte acho dos Audi, C3…

          • GPE

            A da Toro é bem forte

          • Racer

            O novo Cerato também tem, e é bem forte.

          • Traveller

            Que é isso cara! O da Toro acho até bem forte sim e, dependendo do Audi, é até bem porcaria, como os leds que tão saindo nos novos Q3, apenas um filete curto bem menos visível à distância que os do C3, por exemplo.

      • Ivan Claudio Dias Florencio

        EcoSport não tem Drl os leds são meia luz ou lanterna.

      • Traveller

        É o mesmo caso do C4 Lounge, que tem as luzes de posição de led que são mais decorativas que de segurança, mas também possuem o DRL nos faróis, esses sim luzes de segurança diurnas.

      • Daniel

        Ecosport não tem drl

      • Paulo Estevinho

        Uns meses atrás comentei isso aqui e um sujeito respondeu: “tem gente que reclama até de c* apertado”. É mole?!

    • !Marcelo Surf!

      Onde de fato o drl ( que foi projetado justamente para ser melhor visualizado DE DIA) é mais eficaz do que o facho baixo (que foi projetado para iluminar a noite).

      Por isso que o brsil é a chacota do mundo, só tem anta nos poderes.

      • Daniel

        Não acho o drl mais eficaz que o farol baixo. Só é mais econômico

        • !Marcelo Surf!

          O drl é muito mais eficaz pois foi projetado para uso de dia e os carros que possuem atendes as normas europeias.
          Se fosse menos eficaz, os fabricantes não iriam investir tanto dinheiro nisso só para deixar os carro mais bonitinho, mas eles investiram nesta tecnologia porque se faz necessário e é eficiente.
          Tanto que a noite, com a luz baixa acesa, ele diminui em mais de 50% a sua intensidade para não ofuscar os motoristas contrários.
          Alguns carros, como os chery tiggo novos por exemplo, não diminuem a intensidade com a luz baixa acesa, e por isso acabam ofuscando os motoristas contrários anoite.
          Outros carros, possuem os leds mas não são de uso diurno, cito Azera, EcoSport, Edge, Fiesta mexicano, e nestes casos, não são eficazes pois não foram projetados para uso de dia mas sim para fazer um visual hi-tech a noite, portanto, não adianta deixar a lanterna acesa de dia que não vai causar impacto visual.

          • Matheus_P

            Ele apenas achou, e achou bem errado…

            • Rodrigo

              Perfeito!!! Talvez falta de conhecimento… Ou opinião pessoal (embora bastante questionável…).

              • !Marcelo Surf!

                o pior é que ainda insiste, vide comentário abaixo, rss

          • Thales Sobral

            O DRL tem a vantagem de consumir menos energia (menos poluição), e não acender as lanternas traseiras. Mas o farol baixo é visível de dia também.

          • Daniel

            O farol baixo ilumina mais que o DRL e é mais perceptivel. O DRL veio com lampadas de potencia mais baixa (LED ou halogena mais fraca – normalmente 21w contra 55w do farol baixo) para reduzir consumo de energia e assim aliviar o alternador, diminuindo consumo de energia. Pelo mesmo motivo o DRL não aciona as lampadas das lanternas traseiras. Simples assim.
            No transito, um carro com farol baixo ligado é mais perceptivel que um com DRL, fato.

            • !Marcelo Surf!

              O Mr. On The Road definiu bem o que eu já havia dito e ainda você está equivocado, pois a luminosidade da lâmpada não é medida em Watts, mas sim em lúmens, já que Watts é uma medida de potencia elétrica de consumo e não de luminosidade “SIMPLES ASSIM”

              • Daniel

                Marcelo, leia de novo o que eu escrevi. Aonde eu falei sobre luminosidade? Falei de potencia = W que é referente ao consumo de energia, e que usa lampadas de potencia mais baixa PARA REDUZIR CONSUMO DE ENERGIA E ALIVIAR O ALTERNADOR!
                “Simples assim”

                Agora, já que vc acha que sabe muito e acha que eu estou equivocado, e, já que vc falou de LUMINOSIDADE e quer falar de lumens: então diga quantos lumens tem um DRL e quantos lumens tem um lampada halogena de farol baixo!

                Será que vc vai dizer que eu estou errado quando eu disser que uma lampada DRL halogena (tipo a do C4 Lounge) tem cerca de 300-400 lumens, e um DRL LED (tipo o do C3) tem entre 500-700… e que uma lampada halogena tem entre 1500 e 4500 lumens?

                Sim, uma simples lampada halogena origineba tem ao menos 1500 lumens, o que é o dobro do DRL LED dos mais fortes!
                Se vc ainda duvida, pare um carro com DRL contra uma parede a noite, e compare a diferença entre o DRL apenas e o farol baixo (no C3 dá pra ver bem isso pq ele apaga o DRL quando liga o farol baixo).

                • !Marcelo Surf!

                  Sim li novamente e vc diz que a luz baixa é mais perceptível que o led porque é mais potente.
                  A lampada halogena pode ter mais lumens que a drl porém não é mais perceptível porque não é difusa, ou seja seu facho é direcional para iluminar o chão. Talvez as formigas acreditem que a luz baixa é mais perceptível com razão pois elas vivem no chão…
                  É difícil entender isso ou tem que desenhar?

                  • Daniel

                    Cara, por favor, CITA aonde eu escrevi isso, pq não estou achando… e estou ficando preocupado.

                    E, por favor, não fala besteira sobre luz difusa, etc.

                    E, se quiser desenhar desenhe… quem sabe vc entenda a besteira que está falando.

                    • !Marcelo Surf!

                      Cara você é bem confuso. se você não tem conhecimento no assunto e nunca ouviu falar em luz difusa e quando ouve diz que estamos falando besteira não tem porque ficarmos discutindo este assunto…
                      abs

                    • Daniel

                      Cara, claro que eu sei o que é luz difusa. Mas, a não ser que vc esteja falando de DRL xingling aftermarket, repito, vc está falando besteira!

                      O DRL original de fabrica tem facho bem definido (pois não pode ofuscar outros motoristas).

                      As unicas vantagens do DRL em relação ao farol baixo são:
                      – menor consumo de energia;
                      – maior durabilidade (nos casos em que é de LED).

                      Ah, e fica mais bonitinho, então os designers aproveitam dele pra deixar o carro mais bonito.

                      Mas o DRL:
                      – ilumina menos que o Farol baixo
                      – e, em hipotese nenhuma deve ser usado a noite (ou em tuneis!) com a intenção de substituir o farol baixo.

                      Se vc acha que eu não tenho conhecimento, diga lá aonde vc estudou engenharia e segurança viaria, que vou lá avisar o reitor pra contratar vc pq a universidade tá cheia de doutores que não tem conhecimento…

                      Ainda estou procurando aquela parte:
                      “Sim li novamente e vc diz que a luz baixa é mais perceptível que o led porque é mais potente.”
                      Depois eu que sou confuso!

                    • !Marcelo Surf!

                      quanto blá blá blá eu disse que o drl é mais perceptível baseado em fatos técnicos, pois é uma lampada difusa que foi justamente projetada para ser vista de dia. Já a luz baixa, apesar de iluminar mais, ser mais potente e possuir maior luminosidade, foi projetada para iluminar a via a noite e não para ser notada de dia, entendeu.

                      Agora você disse que achava que o drl é mais perceptível mas até agora, encheu de blá blá blá, blá blá blá mas não disse baseado em que.

                      E sobre esse monte de blá blá blá;

                      Primeiro o DRL não tem faixo definido pois não é uma luz direta.

                      Segundo eu não estou discutindo as vantagens do drl sobre o farol baixo pois não são produtos concorrentes (já que, pela enésima vez, a drl foi feita para ser visualizada e não para iluminar e para ser usada de dia e a luz baixa para iluminar a noite)

                      Terceiro, também não estou discutindo se o DRL fica bonitinho ou não.

                      E por último, como o drl foi feito para ser usado de dia, se vc deixar as lanternas e faróis desligados a noite com o drl aceso, verá que ele ofusca muito, prova que ele é mais perceptível que a luz baixa que não chega a ofuscar.

                      Segue texto onde vc afirma uma coisa e continua no mesmo parágrafo explicando o porque. Se pelo menos fosse em outro paragrafo vc até podia dizer que são dois assuntos diferentes mas no mesmo parágrafo. Enfim, se vc quis abordar dois assuntos diferentes no mesmo parágrafo fica mais confuso ainda amigo.

                      O farol baixo ilumina mais que o DRL e é mais perceptivel. O DRL veio com lampadas de potencia mais baixa (LED ou halogena mais fraca – normalmente 21w contra 55w do farol baixo) para reduzir consumo de energia e assim aliviar o alternador, diminuindo consumo de energia. Pelo mesmo motivo o DRL não aciona as lampadas das lanternas traseiras. Simples assim.
                      No transito, um carro com farol baixo ligado é mais perceptivel que um com DRL, fato.

                    • Daniel

                      Agora está explicado. Você faltou as aulas de português.
                      O ponto (.) separa as sentenças, sabia? Não preciso separar em 2 paragrafos, afinal estou falando da mesma coisa: DRL, na primeira sentença comparo iluminação, na segunda sentença digo qual a ideia original da lampada DRL – iluminação com menor consumo de energia para o dia, que não precisa de tanta luz quanto o farol baixo.

                      Eu não disse que o DRL é mais perceptivel. Aula de português novamente:
                      “O farol baixo ilumina mais que o DRL e é mais perceptivel”
                      O farol baixo:
                      – ilumina mais que o DRL e;
                      – é mais perceptivel.

                      Mas, pra vc não confundir, da proxima vez desenho, ou pulo duas linhas depois de cada frase.

                      Estou esperando os fatos técnicos que dizem que o DRL é mais perceptível. Pois até agora, só eu apresentei fatos técnicos aqui (potencia, luminância, etc)

                      Vc só veio dizer que o DRL é “luz difusa” (se fosse, não poderia ser usada em vias urbanas iluminadas, nem ao cruzar ou seguir outros veiculos, pois iria causar tanto ofuscamento quanto o farol alto). Mas, não é.

                      Mas, no final das contas, acho que não ficou nada claro pra vc pq vc está apenas com o DRL ligado, enquanto eu estou com o farol baixo ligado vendo muito mais que vc! :P
                      Enquanto vc está com pensamentos difusos, eu estou com o foco bem definido! :P

                    • !Marcelo Surf!

                      Falou o professor Paschoal, nossa estou impressionado com sua sabedoria.

                      Vou tentar te desenhar, ops, explicar pela última vez, já que com dados técnicos você não entende:

                      Temos dois açougues, um com uma potente lampada alógena que ilumina a calçada e o outro como um letreiro luminoso em led escrito AÇOUGUE.

                      – Pergunta 1: qual ilumina mais?
                      R: O açougue com a lampada, pois o letreiro não foi feito para iluminar a calçada

                      – Pergunta 2: qual é mais perceptível. O açougue com o letreiro luminoso, o letreiro luminoso chama muito mais a atenção de quem passa.

                      Até minha filha de 2 anos entendeu agora e se você ainda não conseguiu entender eu desisto. Se você não entendeu agora eu desisto.

                      Abraços SABIDÃO

                    • Daniel

                      Estou falando de um farol projetado pra iluminar a 100 metros de distancia e o cara compara com um holofote de calçada.

                      DRL normalmente usa LED, não LASER! (pra ir alem de um farol)

                      Ainda estou procurando os dados técnicos que vc disse que apresentou!

        • Mr. On The Road 77

          Farol baixo é projetado para iluminar o chão alguns metros à frente e, por isso, tem o seu facho de luz projetado ao chão.
          O DRL possui uma luz difusa e não direcionada ao chão, que gera maior visibilidade durante o dia, mas à noite ofuscaria quem vem em sentido contrário.

          • Rodrigo

            Simples e claro. Melhor definição dos post’s!

          • Daniel

            Não sei qual DRL vc está falando. todos os que eu vi tem facho bem definido pra baixo, inclusive de alcance mais curto que o farol baixo.

            • Racer

              Cara….DRL não é para iluminar o chão….é para ser visto por outros. “Luz de rodagem DIURNA”.

              • Daniel

                Cara, eu sei que não é pra iluminar o chão, mas tem cara falando ali em cima que o DRL ofusca, e eu disse que não, pois ele tem facho bem definido e de menor alcance que o farol baixo… ou seja: OFUSCA MENOS QUE UM FAROL BAIXO.

    • fbl

      Exatamente.

    • Gran RS 78

      Na verdade os carros que possuem Leds diurnos não precisarão utilizar o farol baixo nas estradas.

  • Neimar

    DRL tá valendo sim!

    • Lukoh

      Leu o texto??

      • Darwin Rigamonti

        DRL tá valendo sim.
        Trecho literal da NOTA TÉCNICA repassada pela PRF:
        (…) “Em veículos providos de Faróis de Rodagem Diurna (DRL – Daytime Running Light), durante o período do dia, caso o DRL esteja funcionando, e cumprido os requisitos estabelecidos pela Resolução nº 227/07, o mesmo deverá ser aceito pela fiscalização. Ou seja, durante o dia, o uso do DRL supre a função do Farol Baixo;”
        (…)

        • Guilherme Eduardo

          Dei uma fuçada na net e a PRF fez uma consulta ao Contran sobre DRL e enquanto não vier a resposta oficial a orientação é aceitar esse equipamento, ou seja, os policiais rodoviários estão aceitando mas de forma provisória, até pq eles apenas cumprem a lei de trânsito, não podem criá-las

          • Rodrigo

            O difícil será o critério de avaliação dos policiais… Com a diversidade de DRL’s nos veículos, o pessoal que tiver com a utilização de lâmpadas amarelas terá dificuldades (Ex:Golf sem xenon de fábrica, fiat 500, C4 Lounge, etc, etc, etc)… E ainda terão de avaliar aqueles que tem Led’s, mas sem função de DRL (EX: muitos Ford, como citado acima)…

        • Lukoh

          Valeu, Darwin… já deram um update no texto!!!

      • Neimar

        E vc já releu o texto?

        • Lukoh

          Li e me referi unicamente ao texto original aqui do site, Neimar.
          Mas parece que eles informaram errado, diferente da Nota Técnica da PRF… tanto que houve um “update”. Abraço.

  • Pois é, a lei fala em “farol baixo”.
    A PRF está correta. Não cabe inventar na hora de interpretar.
    Se alguém errou, foi o legislador (pra variar), que poderia ter ressalvado os sistemas próprios para condução diurna.

    • Thiago Porto

      errou , ou foi de proposito para arrumar mais um “caixinha” pra multas?
      ;)

      • Guilherme Couto

        Caixinha pra quem produz as lâmpadas.

    • ricmoriah

      como sempre, lei no Brasil tem dupla interpretação. A dita lei deveria ser então: farol baixo e DRL. ou são os dois ou é somente um deles. A PRF aceita, mas sai da Régis e entra na Padre Manoel para ver se a multa não vai aparecer. Não adianta, a lei é clara. Na dúvida, usa o farol baixo. Dependendo do carro não é tão bonito quanto o LED, mas evita surpresas.

      • Rodrigo

        Os dois é praticamente impossível… Como citado acima, quando original de fábrica, o DRL deveria diminuir a intensidade (ficando como lanterna) para não ofuscar os outros. Quando instalados no paralelo duvido que isso esteja previsto e ainda tem os chineses (que eu não sabia) que fazem errado como da Tiggo …

  • Thiago Porto

    Ou seja os Engenheiros da PRF do Brasil são mais competentes do que aqueles que criaram o LED Diurno pois a função deste era JUSTAMENTE dar visibilidade ao veiculo durante o dia.

    Mas não vamos contestar quem sempre quer uma boquinha a mais para lucrar com Multas não é? rs

  • Alex BH

    Bem que poderiam aproveitar e tirar de circulação os fáróis “xenão” de Gols, Palios, Celtas, Unos, etc. que só servem para ofuscar a vista de quem está tanto na pista contrária quanto na mesma pista (você não enxergará simplesmente nada nos espelhos por causa dessas luzes ridículas)

    • Thiago Porto

      Ahhh não, isso dá trabalho e não tem potencial de arrecadação, não vale a pena incomoda-los! rs

    • Isso já é proibido: farol xenônio só de fábrica, mas na prática, não tem fiscalização.

    • Rafael

      Acho que os **manos usam isso de propósito para sairmos da frente deles, ninguém aguenta esse XEMANO no retrovisor.
      Uma vez veio um mano no sentido contrário com essa luz do demo, que tive que quase parar o carro até ele passar, na hora pensei que fosse uma locomotiva, mas era mais um merda motorizado.
      Não sei qual é mais desrespeitador, xemano ou carro com funk nas alturas

  • truco

    algm com os LEDs, vao multar, entra-se na justiça e cria-se mais uma bizarrice juridica.
    Pq a legistalcao foi feita nas coxa.

  • Fernando S.

    Estrada esburacada não mata.
    Estrada mal sinalizada não mata.
    Estrada com matagal invadindo não mata.

    O que mata é estar com farol desligado, ao meio dia com o sol a pino num país tropical.

    E tem gente ainda achando bom.

    • Na verdade se o sol estiver batendo na sua cara (no para brisa do seu carro) se faz extremamente necessário que quem vem em sentido contrário esteja de farol ligado. Essa é uma das situações mais críticas de visibilidade. Naturalmente as outras situações que você sitou também causam acidentes.

      • Fernando S.

        Respeito seu posicionamento, André, porém discordo. Com aquele solzão na cara estar com o farol ligado ou não acaba não mudando nada na percepção do outro carro pois a luz solar é infinitamente superior a qualquer outra luz.
        Acredito q se a pessoa quer andar com o farol ligado, ok. Opção de cada um. Agora multar e obrigar todos a isso me parece autoritarismo e medida arrecadatoria, pois se estivessem preocupados com a segurança, arrumariam as estradas como citei acima. Abraço!

        • Zoran Borut

          Eu costumo de meses em meses passar semanas dirigindo em estradas interioranas de pista simples com sol de lascar, e te garanto que o farol aceso torna o carro que vem em sentido contrário muito mais visível – tanto que na região que visito é comum dar sinal de farol quando se inicia uma ultrapassagem, para alertar quem possa estar vindo rápido demais em sentido oposto.

  • Tomtilt

    Em algumas localidades da Europa também é obrigatório, inclusive nas cidades, mas apenas em carros que não contam com o DRL.
    No mínimo os criadores dessa lei são aqueles sujeitos que não sabem “fazer um O com uma quenga de coco” e acham que DRL é enfeite. E quem vai se f**** é o povo, pra variar.

    Ajeitar as rodovias do país que via de regra estão em estado de miséria ninguém quer.
    Agora os Policiais Rodoviários Federais vão ter o que fazer, vão trabalhar de verdade, nem que seja pra aplicar multas. Ou não.

    • Darwin Rigamonti

      DRL tá valendo sim.
      leia meu post mais abaixo.

      • Tomtilt

        Sendo assim, ótimo. Quando eu não tinha carro com DRL sempre ligava o farol baixo em rodovias. Tem quem diga que não, mas faz diferença sim, já deixei de ultrapassar e me envolver em acidente porque vi os faróis de outro carro acesos (e não enxerguei o carro em si). Mas com o DRL não é necessário, inclusive deixo acesso permanentemente no meu carro – tem gente que desliga pra não “gastar” luz, LED, bateria, e tantas outras desculpas.

        • Jurandir Filho

          Em rodovias de mão simples faz um diferença enorme e apoio a lei nesse sentido, mas ela foi muito mal redigida, não contemplou os DRL´s e rodovias “urbanas”, como é o caso de Brasília,na qual a totalidade de sua vias também são rodovias, mas com 3 ou mais faixas de rolamento, muito estranho você andar dentro da cidade, tudo engarrafado e todo mundo com farol aceso…

          • A lei poderia se resumir á rodovias de mão simples/ dupla.
            Quando há duas mãos, não vejo necessidade.

            • Jurandir Filho

              Também acho, principalmente aquelas que são literalmente avenidas de cidade…não tem sentido algum…

  • Raimundo A.

    Engraçado esse texto, pois a mesma PRF, de Pernambuco, na Globo Nordeste, entrevistado disse que será aceita a luz de led, normalmente usada para função diurna. Não serão as de posição/lanterna, neblina (erroneamente dita por alguns como milha) e a de milha para veículos que tem.

    Inclusive, estavam fazendo abordagens na BR 232, Curado, alertando motoristas sobre o uso obrigatório a partir da próxima sexta-feira.
    Também atentaram sobre rodovias estaduais e federais que passam em trechos urbanos e recebem nome de avenidas, bem como suas pistas locais que dão acesso a principal e as outras no seu entorno. Deverão ter o farol aceso também.

    Na matéria, segundo o Ministério das Cidades, as luzes diurnas são aceitas porque sabe-se da funcionalidade delas, desde que sejam de fábrica. É aquela questão do xenon de fábrica e o adaptado. O primeiro é aceito, o segundo não.

    O que alguns tem advertido é que na dúvida, deixa o farol baixo ligado mesmo tendo o diurno, que não é de led em todos os veículos. O Duster, o Renegade, versões simples do 208, por exemplo, usam lâmpadas halógenas.

    • zekinha71

      Acho uma pobreza o Renegade com aquelas lâmpadas de geladeira, custava ter colocado LED, economia bem porca, fora que é fácil queimar e a pessoa nem perceber.

  • Darwin Rigamonti

    Senhores! No texto que EU enviei ao NA diz claramente que DLR supre sim a necessidade!!
    O editor deve ter lido com pressa e postou divergencias!!!

    (…)
    Em veículos providos de Faróis de Rodagem Diurna (DRL – Daytime Running Light), durante o período do dia, caso o DRL esteja funcionando, e cumprido os requisitos estabelecidos pela Resolução nº 227/07, o mesmo deverá ser aceito pela fiscalização. Ou seja, durante o dia, o uso do DRL supre a função do Farol Baixo;

    O uso simultâneo do Farol Baixo e do Farol de Neblina não é considerado infração de trânsito. Contudo, o uso apenas do farol de neblina durante o dia, sem o acionamento do farol de luz baixa nas rodovias e túneis com iluminação pública deverá ser enquadrado no art. 250, I, b do CTB, sob os códigos de infração 72422 e 72421, conforme o caso; e

    (…)

    • zekinha71

      Agora sim está bem explicado, não deixando dúvidas.

  • Junior_Gyn

    “A PRF esclarece que a lei determina que seja o facho baixo e não lanternas, luzes diurnos, LEDs diurnos (DRL), faróis de neblina ou qualquer outra iluminação que não seja o facho baixo. A lei é semelhante à aplicada em motos, caminhões e ônibus”

    Não entendi mto bem, mas tá falando que só o DRL não serve então?? Tem que ligar o farol então, mesmo o DRL sendo bem mais visível que o farol com lâmpada de halogenio (luz amarela). É cada uma nesse paísinho.

    • Alexandre

      É aí que está o problema do DRL: definir o que ele é. Farol não tem dúvida.

    • Rodrigo

      Não esqueça que muitos carros tem DRL com lâmpadas halógenas… Isto vai ser uma confusão… depender da avaliação dos policiais…imaginar que todos tem suficiente conhecimento automotivo??? Sei não…

  • vicegag

    É a obrigatoriedade do controle de estabilidade nos carros nacionais, nada?

    • cepereira2006

      Salvaria muito mais gente, mas daí não alimenta a indústria de multas, por isso não sai.

  • Megamente

    Agora que tenho um carro com sensor crepuscular isso ficou inútil?

    • Bruno Silva

      Vc anda todo dia em rodovias??

      • Megamente

        Minha cidade é cortada de rodovias estaduais e federais que são caminho obrigatório no dia a dia do trânsito.

    • Marcelo Nascimento

      Hehe. É só se mudar pro Rio, tem túneis pra todo lado, ia usá-lo bastante…

    • Hw2

      Na verdade não, já que ele acende automaticamente a luz quando liga o motor e apaga quando desliga o motor….:)
      No meu deixo para sempre ligar o farol baixo

    • Sensor crepuscular e de chuva pra mim são as mais descartáveis das perfumarias, uma ode à preguiça!

      • fredggp

        O sensor crepuscular utilizei muito pouco, mas o de chuva, cara, é muito bom. Regula automaticamente conforme a quantidade de chuva, e não somente LIGAR ou DESLIGAR como muita gente pensa.

      • Alexandre

        Não concordo. Acho ambos muito úteis. Pense que em qualquer lugar que você entra com baixa luminosidade os faróis são acesos incluindo estacionamentos, túneis, garagens e por aí vai. Sem contar aquele período do fim da tarde que anoitece e vc esqueceu por alguns momentos. É muito útil e eu diria até um item legal de segurança, muito embora seja vendido como conforto.

        • Rodrigo

          Ainda mais considerando que muitos veículos novos ficam com o painel eternamente aceso…

        • Bom, dirigir -ainda- requer um mínimo de atenção.

          Se ao entrar num túnel o cidadão não tem a capacidade cognitiva de lembrar que tem ligar o farol, nem deveria ter passado na prova pra tirar habilitação.

          • Alexandre

            Bom, eu não disse que você não vive sem eles ou que deve dispensar teste de visão, apenas que é útil sim e que não concordo que seja algo para preguiçosos. Se seguir seu preceito tira também câmbio automático, piscas (pode usar o braço), temporizador, direção hidráulica e por aí vai. Eu por exemplo quando comprei meu carro veio com sensor de ponto cego. Achei q era bobagem mas já vi que é algo bem legal e que eu uso.

            • Eu acho câmbio automático desnecessário, mas vai ver é pq nunca tive um. Dizem que é um caminho sem volta, depois que tem um não volta pro manual.

              A grande questão é tomar como “essenciais” tolices como sensor crepuscular e de chuva, ao ponto de não comprar o carro pela ausência disso.

              Penso que está acontecendo é que cada vez mais as pessoas não sabem dirigir e por isso precisam de muletas como detector de ponto cego.

  • Megamente

    Como o ônus dessa medida recai sobre o motorista, eles implantam tranquilamente. Queria ver eles terem a mesma coragem exigindo ESP em todos os carros.

  • MarcioMaster

    Se valer o DLR, tem que valer o farol de neblina tambem.

    • Guilherme Eduardo

      Mas farol de neblina foi feito para melhor a visibilidade na presença de neblina, e DRL para facilitar que os outros motoristas vejam seu veículo. A discussão é boa!

      • Rodrigo

        O cara viajou… Farol de neblina tem função completamente diferente de DRL’s…

    • Marcelo Nascimento

      DLR é feito para iluminar para a frente. Farol de neblina para iluminar perto do chão e para os lados. Dificilmente alguém enxergaria um farol de neblina antes do carro.
      Se bem que hoje esses faróis enfeitam pra frente, né? Não são nada de neblina como os de antigamente.

      • Matheus Conrado

        Tive Fiats e atualmente Gm com Neblinas originais, e nenhum ilumina pra frente, o da GM é bem forte, mas so pega o chão, o que eu já vi, é manolo que “regula” ele pra subir o facho e atrapalhar os motoristas em sentido contrário..isso quando não põe Um Xenon ou um led..

        • Marcelo Nascimento

          Os que costumo ver costumam ser fachos estreitos pra frente, iluminando o chão. Se existem alguns que iluminam as laterais, que bom! Ainda existe salvação…

          • Matheus Marques da Silva

            Tenho originais no Vectra C. Iluminam chão à frente e laterais, mas uso somente para cumprir sua função (sob neblina).

      • Vitão

        Tem q ver os DRL da Mercedes, geralmente ficam embaixo, onde ficaria no lugar do farol de neblina…. Aí fica o dilema, multar ou não multa, acho aconteceria de que a PRF mandaria uma multa de dps o condutor que se virava pra recorrer….

    • cepereira2006

      Realmente, é muito melhor usar o de neblina, pois não ofusca tanto como o farol. Já não basta o solaço, agora mais farol…palhaçada. Se o cara não enxergar um farol de neblina em pleno dia, pode rasgar a carteira pois está cego.

      • MarcioMaster

        Exatamente o que eu penso. Ironicamente os motoristas eram multados quando ligavam os farois de neblina sem neblina, agora querem luzes sinalizando o veiculo e nesse caso a melhor é a luz de neblina, que chama a atenção e não ofusca ninguem.

  • Lucas086

    Se as multas fossem aplicadas em blocos, podiam encomendar uma fábrica fechada, o que não vai ter gente sendo multada por não conhecer uma rodovia dentro da cidade e até agora, não teve instrução sobre isso. Pelo em Aracaju/SE, não teve uma blitz informativa sobre o assunto, e quem vai viajar para outros estados, e andar em uma avenida, mas na verdade é rodovia… ainda não vai muita polêmica isso aí.

    • Jurandir Filho

      Na dúvida é só andar com o farol ligado para onde for, aqui em Brasília, 90% da vias urbanas são rodovias, então é sair de casa com o farol ligado

      • Rodrigo

        Ou comprar um carro com DRL (de preferência de Led que é pro policial não ter dúvidas…rsrsrsrs)

    • É o tipo de lei que muita gente não vai seguir.

      Quem vai fiscalizar isso?

      É igual a quem trafega pelo acostamento, alguém já viu algum espertinho desses ser multado?

      • Lucas086

        Devia era ter orientação, mas já na sexta, vai ter é fiscalização e multa. Devia era ter uma divulgação ampla das rodovias que passam por dentro das cidades.

      • Guilherme Batista

        Eu já vi, mas só em operações especiais de feriado, a policia fica em pontos estratégicos com binoculo multando de longe, mas fora disso, nunca vi

  • Alexandre

    Ligar as luzes durante o dia ajuda a evitar acidentes e é uma medida que quase não tem custo. Meu carro tem DRL e o sensor crepuscular, mas fazer o que. Prefiro evitar um acidente do que não poder usar estes mimos do carro. Nesta acho que o Denatran acertou, diferente das mancadas do extintor e etc. Tem que criticar o que não faz sentido.

    • Darwin Rigamonti

      DRL será aceita pela PRF, a notícia do NA que ficou embananada

      • Alexandre

        Até entendi a dúvida aqui do pessoal pela notícia e confesso que fiquei em dúvida, unicamente pelo texto da lei. No final das contas eu quis dizer que não custa nada aos motoristas também ligar o farol.

  • afonso200

    no caso do Azera 2011 que tem aquele angel eye, vale o angel eye ou o farol de xenon junto com angel eye

  • Guilherme Couto

    Agora só falta voltar com os kits de primeiros socorros!

  • Guilhe

    Bom esclarecer que lanterna não é farol baixo, muita gente pensa isso, só ver a quantidade de carro andando só com a lanterna a noite e nas estradas.

  • invalid_pilot

    Pessoal chora tanto que ate parece difícil virar um botão / alavanca quando estiver na estrada.

    Aposto que falar no Whatsapp enquanto dirige não é problema

    • Fernando S.

      Ok, se o governo achar que seu carro deve ser amarelo com bolinhas roxas para vc ficar mais visível, vc tb não reclame, afinal é só ir em uma loja, comprar as tintas e pintar o carro sem reclamar.

      • invalid_pilot

        Belo exemplo!
        Uma coisa é ser contra Estado e os abusos, outra é ser contra a uma medida que nao tem custo algum e contribui pra segurança coletiva.

        Não a toa nosso trânsito mata mais que muita guerra civil

        • Fernando S.

          Repito: se vc não consegue enxergar um carro ao meio-dia com o sol a pino, o problema não é a luz estar apagada, o problema é a sua visão que não está boa. Se alguém acha que isso vai lhe tornar mais visível, ok, é direito dele usar o farol do carro dele. Agora tornar lei e querer multar é a mesma coisa do kit de primeiros socorros de 1998.

          • invalid_pilot

            A questão nao é nao enxergar e sim aumentar a visibilidade… As vezes numa mudança de faixa ou quando o carro entra e sai do ponto cego.

            Esqueço que tem gente que se julga infalível no volante e piloto de F1, são esses que fazem m…

            • Fernando S.

              Durante o dia (e com sol), o ponto cego independe do carro estar com o farol ligado ou não.

          • Guilherme Batista

            Você fala como se todo mundo prestasse atenção na estrada 100% do tempo enquanto dirige.
            Você fala como se todos os motoristas fossem prefeitos e não cometessem erros.
            Você fala como se não houvesse centenas de estudos comprovando a eficácia do acendimento dos faróis.
            Você fala como se na estrada a pessoa estivesse andando bem devagar e tivesse tempo de interpretar tudo aquilo que está vendo.
            Não cara, na estrada você ta a mais de 100 km/h, isso significa que está percorrendo 30 metros em um segundo, o tempo de uma piscada já é suficiente pra perder muita coisa e percorrer 10 metros.

            Qualquer coisa que te ajude a diferenciar um outro veículo é bem vindo, vamos parar com esse discurso sem sentido de ficar de birra com o governo e voltar a ser racional e acatar que existem regras que são para o bem

  • Darlan Cidral

    Pode até ser aceito o DRL mas ai você vai depender da vontade do guarda. Lembrem se que sempre existe o bonzinho e o malvado, ou seja pode levar multa sim.

  • rodrigomalc

    Pelo menos o DRL não tem (ou tem menos, não sei) possibilidade de estar desregulado…
    Porque o que estou vendo de gente “antenada” que liga o farol, mas esquece de regula-lo não é brincadeira não viu… De fato atende o objetivo, não tem como não reparar que esse c0rno está vindo…

  • Ricardo Almeida

    Minha esposa tem um Fiat 500. O DRL fica em baixo, praticamente no lugar do farol de neblina, e a luz é halogena… E agora? Vão dizer que é farol de neblina…

    • Rodrigo

      Como falei acima, vai ser uma confusão… Além de ti tem muita gente mais com este problema (Renegade, 208 mais simples, Duster, os VW premium sem xenon de fábrica, etc, etc). Isso sem contar a turma que tem leds mas são apenas decorativos, sem função de DRL (Fords em geral)…

    • Guilherme Batista

      Carros com DRL halógenas, é melhor acender o farol mesmo, pra não causar confusão. Aproveita que o seu é FIAT, já deixa o seletor do farol na posição sempre acesa, já que ele apaga o farol sozinho quando desliga o veiculo.

  • AlemãoMoreira

    O NA é um bom site e sempre acompanho, mas essa matéria está muito mal escrita. Por favor revisem isso ai porque está informando erroneamente os leitores. A PRF informou que vai SIM considerar os faróis de LED originais.

    • Jurandir Filho

      A PRF ok, rodovias federais, e os DER´s será que vão aceitar? a fiscalização das rodovias distritais aqui em Brasília é feita pelo DER. alguém sabe?

  • André Martani

    Como disse um colega aí: Na dúvida acenda o farol baixo e seja feliz! Não sei pra que tanto mimimi…

    • Fernando S.

      Ok, se o governo achar que seu carro deve ser vermelho com bolinhas amarelas para vc ficar mais visível, vc tb não reclame. Vá lá, compre as tintas e pinte o carro, já que não podemos reclamar de leis sem sentido, devemos acatar tudo.

      • André Martani

        Adoro esses comentários sarcásticos, mas que não justificam nada…rsrs. Sabemos que o governo jamais vai me obrigar a tal absurdo, certo?… Então tá! Voltando a questão dos faróis; eu já viajo com eles acesos a muito tempo, então pra mim, não mudou nada e acredito sim, que ajuda na segurança, independente de termos outras prioridades como; qualidade das rodovias, sinalização etc…etc…

  • Só a luz de lanterna já não adiantaria muito não?

    Pra mim, um DLR tem o mesmo efeito de uma luz de lanterna/posição.

    Agora teremos que aturar, não só á noite, a galera que anda com farol alto na nossa cara.

    Parabéns a todos envolvidos! #SQN

    • Rodrigo

      “Pra mim, um DLR tem o mesmo efeito de uma luz de lanterna/posição”… Totalmente enganado…

    • Jurandir Filho

      Cara, as luzes de posição não dá pra ver de longe como um DRL ou farol baixo, a lei tem muitas falhas, não contemplou as citadas DRL e as rodovias que ficam dentro da cidade (com pista dupla)

    • Guilherme Batista

      Não da na mesma, as DRL (e não DLR) são bem mais potentes, além de ter faixo e foco de luz diferentes

  • Vattt

    Ai a VW, Fiat, Honda, chevrolet tem e seus carro um sistema que deixará muita gente sem bateria porque ao desligar a chave esses carros ficam com o farol aceso! Diferente da Peugeot que mesmo você esquecendo, em poucos minutos ele apaga tudo para não consumir a bateria. Mas uma vez as leis brasileiras prejudicam indiretamente o consumidor em defesa de um metodo de segurança que nossas carroças nem nossos bolsos são preparados para arcar. e engraçado Farol auxiliar, não poder fazer parte desse item, se ilumina do mesmo jeito!!!

    • leandro

      Fiat que já tive era só popular e todos apagavam farol quando desligado, se quisesse ascender a lanterna tinha q apertar um botaozinho e girar a chave na ignição ao contrário.
      VW quando desliga apaga o farol e fica só na lanterna.
      E meu Ford fiesta quando desliga com farol aceso ele dá um alarme sonoro, a lástima foi perder o acendimento automático dos faróis, mas em breve solucionado com minhas DRL q encomendei na China por 5 dólares o par

    • Alexandre

      Citroen apaga quando desliga o carro. Pelo menos o meu sim. Foi a primeira coisa q conferi quando li da lei. Agora ficam sempre ligados os faróis.

    • dor53

      todos os fiats apagam as luzes externas qdo desliga a chave.
      se vc deixar as luzes intenas acesas, depois de um tempo tambem apagam

    • Rafael

      Todos que tive apagavam ao desligar o carro.
      O meu tem a função follow me home, que depois de desligar o carro, basta dar uma piscada de farol alto para ele ficar 30 seg com farol aceso e depois se desligar. Utilizo quando minha garagem está muito escura até eu abrir a porta de casa

    • Guilherme Batista

      Todos os carros da FIAT apagam o foram quando desliga o carro, aliás isso é uma patente dela e por isso só ela faz. Existem carros de outras montadoras que apagam depois de um tempo e/ou tem a função follow me home.

      Somente carros da VW que te deixam na mão, pois da Ford e da Chevrolet emitem um aviso sonoro ao abrir as portas.

  • Gabriel M. Vieira

    Na dúvida, vou usar o farol baixo, mesmo tendo o DRL no meu carro (C4 Lounge). Enquanto não ficar esclarecida essa “margem de interpretação” (mesmo com NT divulgada para a PRF), eu prefiro não dar chance pra tomar multa por bobeira. Meu trajeto é estrada todo dia ida e volta do trabalho (3 rodovias, ainda).

    • Rodrigo

      O problema é que o Lounge utiliza DRL halógena (assim como muitos carros). Aí vai depender da avaliação/conhecimento do policial… É fogo esse Br…

      • Gabriel M. Vieira

        Sim, exatamente por isso. Quem olha o Lounge de longe (ráááá, olha o trocadilho) pode se confundir. Eu prefiro deixar logo ligado e pronto. Já tenho feito isso a um tempo pra me habituar, aliás.

  • Eric Muniz

    Bastavam as luzes de posição. Mais uma lei arrecadatória para manter um estado gordo e ineficiente.

    • Fernando S.

      Ao meio-dia, com o sol a pino, já não dá pra ver o farol, imagina se dá pra ver a lanterna/luz de posição kkkkkkk. Deveria continuar como sempre foi: OPTATIVA (no horário citado). Se vc quiser ligar por achar que vai ficar mais visível, ok. Se não quiser, ok tb. Essa é uma lei de cunho arrecadatória apenas.

  • eleuizer

    Tudo bem para a PRF o DRL vai valer. E em SP para a Polícia Militar Rodoviária o DRL vai valer? Acho que em SP, pelo menos em rodovias estaduais o negócio é usar farol baixo mesmo, até uma posição definitiva.

  • Guilherme Batista

    Lendo os comentários percebo que a quantidade de pessoas escrevendo DLR é grande demais..
    É Daytime Runing Lamp ou Daytime Runing Light (DRL)

  • Racer

    Engraçado…a PRF daqui disse justamente o contrário: que não aceitaria o uso da DRL. De qualquer forma, eles já se posicionaram e a DRL substituirá o uso do farol baixo.

  • Alexandre Maciel

    Concordo com a norma mas discordo da aplicação numa ou outra situação, como por exemplo em trechos rodoviários duplicados que cortam grandes centros e que têm velocidade limitada a 60km/h. Ademais, se a intenção fosse salvar vidas, em toda rodovia, no ponto inicial de obrigatoriedade, seria instalada placa advertindo quanto a isso, coisa que não farão porque o objetivo principal é arrecadar, sendo a preocupação com condutores e pedestres mero acessório.

  • Marcelo Schwan

    Segue orientação do Ministério das Cidades



Send this to friend