*Destaque Mercado Veículos Comerciais

Primeira quinzena: Creta é o SUV mais vendido e Toro domina entre as picapes

Hyundai-Creta-19 Primeira quinzena: Creta é o SUV mais vendido e Toro domina entre as picapes

Na primeira quinzena de agosto, o Onix conseguiu emplacar até o momento 8,2 mil unidades, quase o dobro do HB20, que emplacou em torno de 4,2 mil. O campeão da Chevrolet parece não ter tempo ruim e segue isolado para seu segundo ano na ponta do mercado nacional. Em terceiro, uma surpresa, o sedã compacto Prisma. O modelo alcança sua melhor posição no ranking de vendas até agora.



O Corolla surge em quinto após o Gol e quem reposicionou estes dois foram os modelos Ka e Sandero, que caíram nas vendas da primeira quinzena. Mobi e Voyage mantém seus bons ritmos de emplacamentos em oitavo e nono, respectivamente. Mas, outra surpresa. O Creta surge como o utilitário esportivo mais vendido nesta primeira metade de agosto. O modelo emplacou 1.896 unidades contra 1.776 do HR-V, que ficou em 12º. No meio deles, o Etios.

Compass e Renegade, a dupla da Jeep, ficou junta nesta quinzena, sendo seguida pelo Fox. Já o Argo, que ainda permanece na zona intermediária do segundo pelotão, fechou em 16º lugar. Mas, quem vem bem em seguida é o Kicks, que sobe de posição. Depois de up! e Etios Sedan, outro que volta a aparecer no Top 20 é o Uno.

fiat-toro-freedom-24-flex-8 Primeira quinzena: Creta é o SUV mais vendido e Toro domina entre as picapes

Já entre os comerciais leves, a picape Toro domina as vendas do segmento nesta primeira quinzena, embora não com tanta vantagem sobre a Strada, que até segunda (14), estava empatada com a Saveiro, que agora está em terceiro e por pequena margem. A briga entre as duas vem sendo cada vez mais intensa nos últimos meses.

Outra briga que também vem esquentando é Hilux x S10. Já a Ranger vê a aproximação do Amarok, que agora está em posição melhor nas vendas. A Montana caiu nas vendas e ficou próxima da Fiorino. A L200 então fecha o Top 10. Logo depois, surge a Oroch e a van Master, esta liderando folgado em seu segmento.

A picape Frontier continua no segundo pelotão como a geração anterior. O HR surge como líder entre os caminhões leves. Um erro da Fenabrave coloca o Peugeot 3008 – com 97 vendidos – como um comercial leve, por isso o excluímos da lista abaixo, que tem apenas 19 modelos. Daily 3514, K2500, Ducato, Partner e Kangoo fecham o Top 20.

Confira abaixo os 20 automóveis e 19 comerciais leves mais vendidos da primeira quinzena de agosto de 2017:

Automóveis

  1. Chevrolet Onix – 8.201 unidades
  2. Hyundai HB20 – 4.227
  3. Chevrolet Prisma – 3.562
  4. Volkswagen Gol – 3.202
  5. Toyota Corolla – 3.141
  6. Ford Ka – 2.928
  7. Renault Sandero – 2.853
  8. Fiat Mobi – 2.474
  9. Volkswagen Voyage – 1.973
  10. Hyundai Creta – 1.896
  11. Toyota Etios – 1.836
  12. Honda HR-V – 1.776
  13. Jeep Compass – 1.716
  14. Jeep Renegade – 1.664
  15. Volkswagen Fox – 1.653
  16. Fiat Argo – 1.606
  17. Nissan Kicks – 1.542
  18. Volkswagen up! – 1.469
  19. Toyota Etios Sedan – 1.430
  20. Fiat Uno – 1.414

Comerciais leves

  1. Fiat Toro – 2.228 unidades
  2. Fiat Strada – 2.130
  3. Volkswagen Saveiro – 2.063
  4. Toyota Hilux – 1.364
  5. Chevrolet S10 – 1.322
  6. Ford Ranger – 652
  7. Volkswagen Amarok – 532
  8. Chevrolet Montana – 487
  9. Fiat Fiorino – 435
  10. Mitsubishi L200 – 379
  11. Renault Oroch – 353
  12. Renault Master – 270
  13. Nissan Frontier – 221
  14. Hyundai HR – 161
  15. Iveco Daily 3514 – 87
  16. Kia K2500 – 76
  17. Fiat Ducato – 54
  18. Peugeot Partner – 51
  19. Renault Kangoo – 40

[Fonte: Fenabrave]

 

COMPARTILHAR:
  • Catucadao

    legal o povo gosta de gasta dinheiro muito legal

    • ViniciusVS

      O povo trabalha para gastar dinheiro mesmo.

      Se a pessoa pode comprar, pq não?

      Se ficar na esperança que os preços vão cair pode esquecer, vão levar dinheiro para o caixão pois carro nunca foi barato.

      • Raul Cotrim de Mattos

        Não precisa ter esperança. Basta usar o cérebro e fazer as contas. Tem muito carro usado com bom preço… carro novo é um luxo desnecessário. É para quem tem dinheiro sobrando mesmo… e se o preço continua alto é por culpa das pessoas q não mudam de mentalidade.

        • ViniciusVS

          Carro novo é “Luxo desnecessário” pra quem? Você sabe os sonhos, prioridades, necessidades e vontades de cada um ou você sabe apenas a sua realidade? Então quem somos nós para apontar o que é necessário ou desnecessário na vida dos outros?

          “Carro novo é para quem tem dinheiro sobrando mesmo”, seria o ideal comprar o veículo a vista porém cada um é responsável por sua vida financeira, nem eu nem você somos responsáveis pela falta de educação financeira dos outros e nem vamos assumir as consequências, cada um sabe suas limitações e faz aquilo que acha melhor.

          O que é mudar de mentalidade para você? Todo mundo pensar igual você? Somos humanos e trabalhamos para ter e dar conforto para nós e nossas famílias… Se for para pensar de maneira racional garimpar um carro usado ( loteria) não é nem de longe a melhor opção, afinal carro usado é caro também. O certo é não ter carro e deixar de pagar IPVA, licenciamento, combustível, seguro, lavagem, revisão, estacionamento…

          Quer ser racional? deixo como sugestão andar de Uber que é barato para o passageiro, você não tem dor de cabeça no trânsito, não se preocupa com vaga e outros custos…

          Você escolheu comprar carro usado e ninguém foi contra sua escolha, deixa as pessoas escolherem comprar carro novo também. O melhor da vida é viver e viver é diferente de sobreviver.

          • Perivaldo Couto

            Sempre tive a opinião dos primeiros, mas a sua reflexão é instigante. Obrigado pelas sábias palavras!

          • 82_BD

            Que isso jovem! Você deu um tiro de bazuca num mosquito!

          • Catucadao

            as pessoas compram um carro para aparecer não para se sentir satisfeito, ta cheio de gente comprando carro de mais de 50 mil sedã e mora sozinho ou apenas um casal pense nisso.

            • ViniciusVS

              Se a pessoa compra carro para se aparecer e está satisfeito se aparecendo então perfeito. Cada um é livre para fazer suas escolhas.

              • Danillo Barros

                Análise perfeita! Essa quinzena eu peguei um prisma LTZ AT novo, eu queria mesmo é um Compass pra dar conforto pra minha família, mas como vc disse zero nunca vai baixar. Poderia pegar um usado, mas os que são “aparentemente” bons são tão caros e vendiam antes que eu pudesse comprá-los.
                Usado muito rodado me traz insegurança pois rodo muito em rodovias.
                Os outros carros do mercado não me entregaram o que eu precisava, estou satisfeito com a minha escolha e respeito os contrários.

                • Geraldo Xavier

                  Tenho 2 em casa. Escolha racional. Baixa manutenção e barata. Seguro barato, ótimo consumo na estrada e na cidade. Não sobra nem falta potência. Esqueça os comentários de revista. Zero estrela em crash test não quer dizer nada. Um conhecido do trabalho com um prisma lt entrou na traseira de um caminhão parado, ele estava a 90 km/h e não sofreu nenhum arranhão.

                  • Danillo Barros

                    Exatamente amigo, o carro tem tudo isso e eu sinceramente duvido que os outros carros serão tão melhores que ele no crash test. E tem mais. O onstar com o serviço de emergência é algo que aumenta a nossa segurança sim. E o melhor é que se eu ver um acidente posso ligar pra eles que a Chevrolet aciona quem for preciso para dar assistência.
                    Eu tô muito satisfeito com o carro.
                    E outra, além de ser bom na parte racional, ele é muito bonito e pra mim que amo carros, CustoXBeneficio + beleza é perfeito.
                    Abraço

                  • Lucas

                    Aham é sempre assim: “um conhecido”, “um primo de um amigo”… Até acontecer contigo e tu e tua família sentirem na pele o que é ter um carro que se deforma como papel. E não importa se tu diriges bem, basta o motorista ao lado cochilar pro desastre acontecer.
                    Torço pela tua segurança, mas debochar de crash test é debochar da tua vida.

                    • Geraldo Xavier

                      Ande de up e seja feliz. Eu já vi a carroceria se soltar do chassi de um polo sedan. Projeto europeu da super Volkswagen.

                • João Cagnoni

                  Eu não entendo essa frase de “usado me traz insegurança”, no lugar da Compass você poderia ter comprado uma X3 usada que é muito mais segura que uma Compass 0km. Aliás, se quer um carro seguro em rodovias, fuja dos SUVs, principalmente os do grupo FCA.

                  • Danillo Barros

                    Olá João, então… O que me chama a atenção em SUV é a altura em relação ao solo, vc sabe como são as nossas ruas… O problema do usado trazer insegurança é que a gente nunca sabe o que o antigo dono fez com o carro (quanto a manutenção) os bons vendem muito rápido, fica então os bem suspeitos. O SUV na estrada não me dá medo pq eu ando bem devagar. E outra, eu moro no interior do Acre meu amigo… Marca Premium é complicado. Kkkkkkkkkkk
                    Grande abraço.

            • Edson Fernandes

              Eu sou uma pessoa casada com um sedan médio e sem filhos.

              Não fiz para me aparecer, fiz para meu conforto. Porque qdo usava o compacto e tinha que colocar pessoas no meu carro, eu sofria porque para caber, tinha que empurrar meu banco para a frente. E nessa de fazer isso, eu ficava espremido em meu proprio carro. Além do que, queria mais segurança e mais itens a bordo.

              Se for então pensando nessa de “aparecer” se enganou, porque eu quero para meu uso e pronto. Além de usa-lo na estrada porque trabalho em clientes.

              • Gabriel Torque

                o conforto ao rodar de um médio é muito superior a um pequeno ( compacto ), não é mais espaço apenas
                o carro é mais bem construído como um todo
                só compara compacto com médio quem nunca dirigiu um médio

              • Luciano RC

                O dinheiro é seu amigo… se quiser comprar um ônibus, compre. Esse povo que fica falando que fulano compra carro pra se aparecer, é por que anda de busão e tem inveja dos outros.

                Cada um faz o que quiser com o dinheiro. Eu tenho uma Minivan e uso cada detalhe dela. Em breve quero um SUV Grande, de preferencia com motor V8 e muita tecnologia. Isso por que eu gosto e não por que quero me aparecer.

                • Edson Fernandes

                  Não acho que seja só inveja, mas acho que generalizar é muito exagerado.

                  Eu tenho um amigo que comprou um Mini Cooper S para rodar na cidade (o carro é duro pra caramba! rs) e reclama de usar podium e rodar na cidade…rs

                  Mas qual foi a ideia dele? Comprar o carro para atrair “as menininhas” (e olha que é casado e precisava do carro para achar como meio de atração…rs) O problem que mulher hoje em dia curte carro “grande”, quanto mais alto melhor.

                  E ele é admirado pelas pessoas por ter um hot pocket (e advinha qual é o publico mais apreciador desse tipo de carro? rsrs)

                  Enfim.., o que eu quero dizer é que não dá para estereotipar um carro alto porque é para quem quer aparecer e outro para o tipo racional. Eu adoraria ter um Smart se ele não fosse duro feito uma pedra parecendo que sequer tem amortecedor, assim como não comprei um 500 porque sequer coube (procurei a versão AT6 com motor 1.4 16v), então de que adianta vir com essa de carro pequeno racional se pra mim não seria? Então o que me incomodo é a generalização. E novamente, na epoca em que comprei o Fluence, os compactos automaticos, estavam com preço similar, menos equipados e ainda, com consumo similar, isso porque qdo o cambio é bom o motor era ruim ou vice versa.

            • Luciano RC

              Ai é problema da pessoa… cada um faz o que quer com seu dinheiro. KKKKK

            • daneloi

              Acho que é questão de perfil amigo. Tem gente que é doida em sedã…independente da quantidade de pessoas que irão andar no carro. Eu mesmo só gosto do civic como sedã e tive 3. Nenhum outro me agrada. Então tirando o civic, prefiro hatches, suvs e até subcompactos. Sou fã de micro carros (tanto que acho UP bonito, assim como twingo, ForTwo, Spark, etc ) mas respeito e entendo quem gosta de sedãs e carros maiores. Tem mercado pra todo mundo.

              • Ducar Carros

                Eu não gosto de sedã médio, mas acabei comprando um, por ser o segmento com melhor custo benefício (equipamento x preço) e com porta-malas, pois viajo muito.

                Preferia um hatch médio, mas sem porta-malas, e com rodão de perfil fino, não dá. Se existisse aqui o Golf Sportsvan, seria meu carro.

                Provavelmente meu próximo carro será um SUV, quando a concorrência fizer os preços ficarem adequados ao que oferecem.

          • Geraldo Xavier

            Concordo plenamente. Já tive o sonho de comprar carro zero por 2 vezes realizado. Depois disso já comprei outros 4 carros todos seminovos. Se voltarei a comprar novamente carro zero eu não sei. Mas que o zero é muito melhor que um seminovo isso é. É a emoção falando mais alto que a razão. Pra quem vai comprar financiado em muitas parcelas o zero sai quase o mesmo preço de um seminovo. Com a taxa zero então …

          • Mr. Pereba

            além de tudo isso, tem uma outra coisa> SONHO não tem preço nem substituição.

          • João Cagnoni

            Eu não acho nem um pouco racional a compra de um carro 0km, seja em qualquer situação. Não é questão do sujeito ter ou não poder aquisitivo, pois até no mercado de carros de alto luxo (Porsche, Ferrari) o mercado de usados é muito forte, e na maioria das vezes o sujeito tem condições de comprar seu Porsche 0km, mas prefere comprar um usado pela metade do preço e gastar o restante em outra coisa. É questão de prioridade. A minha experiência com carros 0km é que você aproveita o estado de novo por muito pouco tempo, depois de 6 meses ou 1 ano o carro já ficou usadão rsrsrs

            • ViniciusVS

              A questão é que cada um faz o que bem entender com seu dinheiro.

              Se quer comprar carro velho, sem problemas. Se quer usado com 2 anos também sem problemas… então qual o problema da pessoa comprar um 0km? É ela que vai pagar, não será problema meu e nem seu. Tem hora que essa galera “fiscal da vida alheia” cansa.

              Sobre o carro ficar usado 6 meses depois é mentira, saiu da concessionária é usado. Não existe essa de carro semi-novo, ou é novo ou é usado.

              Cada um escolhe o que achar melhor, em todo caso vai pagar caro seja ele usado ou novo.

              • João Cagnoni

                Não vejo nenhum problema se a pessoa quiser comprar um carro 0km, mas não sou obrigado a achar isso uma boa opção.

                • ViniciusVS

                  Ninguém vai te obrigar, até porque é pessoal.

                  É questão de aceitar a escolha dos outros.

                  • João Cagnoni

                    E o que seria “não aceitar”? Ir lá na casa do cara e roubar o carro dele? Pra mim é isso… Então eu aceito, só acho uma burrice.

                • Ernesto

                  O problema, João, é ficar repetindo que não acha uma boa opção comprar carro 0Km porque você não acha racional. Manutenção o 0Km terá sim, claro. Mas o dono saberá exatamente o que deve ser trocado.
                  Você mesmo comprou um 206 que você teve que arrumar coisas no carro, não é verdade? Carro usado é bom e não é. Bom pelo valor menor que o 0Km, mas ruim de você não saber exatamente o seu real estado. A não ser que você compre de alguém próximo e que seja honesto ao dizer os problemas que o carro tenha.
                  Eu peguei um seminovo este ano por motivo de $$, mas prefiro sempre um 0Km.

        • Igor Pricandi

          Raul, só podem haver usados se alguém comprar novos. E o tal equilíbrio entre oferta e demanda não funciona no mercado automotivo, que muito peculiar. E quando a demanda cai muito, há feirões apenas para fazer um caixa curto, as montadoras podem deixar carros no pátio por muito tempo. Eles não estragam como alface. Por isso não existe a hora da xepa. O que poucos falam, e é a raiz do problema no preço dos carros são os impostos, que variam nos nacionais de 30 a 46%. A variação se deve à cilindrada dos motores e o número de componentes importados. Por exemplo, porque a toro tem o 2.4 e o compass não. Simples, o imposto para motores de pickup acima de 2.0 é menor. Se o carro usa câmbio automático com conversor, fica mais caro porque o brasil não fabrica câmbios automáticos. E por ai vai. O lucro médio por veículo das montadoras é de cerca de 8%. Médio porque os mais caros tem mais lucro agregado, ao contrário dos populares em que essa margem é bem menor. O governo é o sócio oculto que não trabalha, não investe, mas leva o dele. Se aqui fosse como nos estados unidos o preço que estaria nas propagandas e concessionários seria o preço real e um sinal de + taxa X. Você saberia que nossos carros não são tão caros assim, mas o nossos impostos é que são absurdos. O que o nosso consumidor peca é em não exigir das montadoras carros com equipamentos e qualidade oferecida aos americanos e europeus. E mais importante, cobrar redução de impostos. Sem os impostos um UP de 50mil reais, sairia por cerca de 30. Um basicão de 30 sairia por menos de 20.
          E por favor não ofenda quem compra o zero. É ele quem compra o carro pra você. Ele na verdade subsidia o seu usado. Mas como o Brasil é o país das reclamações. Se por um milagre os impostos fossem zerados, os novos custariam menos que os usados, que aqui são pra lá de caros. Os donos de usados reclamariam muito.

          • Edson Fernandes

            Não iria acontecer isso, porque tenho certeza que na pegada atual, as fabricantes iriam embolsar qualquer redução de imposto.

            • Osvaldo F Junior

              Quer saber Edson, melhor o dinheiro ficar mesmo com quem fabrica o carro
              do que com esses malandros federais, estaduais e municipais.

              • Edson Fernandes

                Eu discordo. Se vc dá a oportunidade de reduzir imposto, quem deve ter a contrapartida de receber como “beneficio” é o consumidor. Porque pagando imposto ou não, ele que paga a conta da empresa no final.

                Então o ideal seria existir um repasse sim da não cobrança de imposto.

          • Osvaldo F Junior

            É por ai Igor. Esse povo não tem grana e fica na bronca de quem tem. Se fosse do jeito que eles querem e ninguém comprasse novo a gente seria igual a cuba. Só carroça remendada. Só complementando, se a demanda cai as fábricas ajustam reduzindo a produção e voilá, os preços não caem. E você tem razão. O ladrão é o governo, só pra variar. Nos carros, no imposto de renda, na pãozinho, não tem pra ninguém nessa mão grande.

        • Marco Antônio

          Se todo mundo pensasse como você em 2 anos não teria um carro usado por menos de 50 mil. Fala da mentalidade alheia mas dá uma opinião que não vale o que está atacando. Francamente.

          • daneloi

            EXATAMENTE

      • Mario

        Concordo! E cada um compra o que lhe agradar. Sem se preocupar com opiniões alheias.

    • Mario Souza

      Isso se chama desigualdade social, uma coisa que sempre esteve presente no país. Não irá mudar nunca!

      • leomix leo

        Mais na Europa, EUA e outros países nem todo mundo tem carro, imagina aí todo brasileiro com um carro na rua, nem consegue dar conta da quantidade que tem atualmente, imagina aí megas engarrafamentos???? Essa questão de desigualdade posso até ser a favor em relação a alimentação, e moradia, mais carro não é essencial é sim um luxo.

        • Mario Souza

          o Catucadao falou sobre o povo gastar dinheiro com carros caríssimos, nada mais que normal, existem classes sociais diferenciadas no mundo todo. Eu somente citei a questão social pois lembrei do juiz dos 500k mais uma pendência de 750k para receber. Então, por isso tem vários carros de valores que achamos caríssimos, mas como vende…

          • Nem todo mundo que pode andar de carro premium é ladrão. Lembre-se disso quando ver um na rua.

            • Mario Souza

              Nem todo mundo que recebe bolsa família é vagabundo! Vamos divulgar isso. Entretanto os maiores casos de corrupção, sonegação, estelionato e outros é feito por pessoas com poder aquisitivo de bom para ótimo!

              • Luciano RC

                Mas não podemos generalizar amigo… por isso gostei da sua argumentação.

      • Mas eis a questão, o problema da desigualdade social é ter parte da população com dinheiro para comprar carros na faixa de 100 mil ou é a parte da população que não tem condição de comprar carro? Lendo alguns comentários na internet da a entender que o problema está no indivíduo que tem 100 mil para gastar em um corolla ou similar (inclusive com o argumento de que quem compra um carro 0 km nesse valor é um troxá pois deveria comprar um usado kkk). Compactuo com a idéia de que se alguém possui dinheiro lícito compre o bem que quiser, ou não compre.

        • Mario

          Concordo.

        • Mario Souza

          Na atual crise que estamos, minha esposa chora a três anos desempregada, pessoas falando de carros de 100k, 150k e 200k como se fossem fuscas da década de 70 a preço de popular!

          • leomix leo

            Grande Mário, cada um com seus problemas, tb já fiquei desempregado, procurei me qualificar e corri atrás do prejuízo, agora ficar dentro de casa o emprego não bem bater em sua porta não, sinto pela sua esposa, mais hoje meu primo tem um Corolla de 118k e eu por opção deixei de trocar meu 2012 e gastei com o que mais gosto, minha casa, minha bike e fiz viagens com o dinheiro que tinha pra trocar de carro, não vou dizer que isso é desigualdade social, pois ele optou por ficar liso e de carro novo e eu de carro velho e gastando com o que gosto. Não posso me basear no vizinho, amigo ou parente, cada um compra o que pode, nessa sua utopia, só os socialistas querem fazer igual, todo mundo tem que ter tudo igual a todo mundo, agora pergunta a turma da política aí se eles anda de buzu lotado, eles querem todo mundo liso, por todo mundo rico é impossível.

            • Mario Souza

              E aí tudo bem, não questiono a vida de ninguém, cada um recebe por seu merecimento, ou não! O que questiono é a prepotência de certas elites que reclamam do assistencialismo do estado com os cidadãos miseráveis, mas ficam torcendo para a “abertura” do comércio para consumirem seus luxos, que hipocrisia é essa, ninguém esta querendo um mercado melhor pelo desenvolvimento do pais e sim pela ostentação. Daí que fiz a citação acima. E mais absurdo ainda é o empresariado oferecer salários baixos se aproveitando do mercado. Exploradores sem vergonha, mas na hora de andar de carrão lembram dos impostos e todo mundo que precisa é safado e vagabundo! É somente essa contradição que esta presente na nossa vida e eu não queria comentar tanto!

          • Miguel

            Sinto muito pela sua mulher, mas as pessoas que trabalham dignamente não tem culpa disso!
            Aqui no Brasil sempre teve esse sentimento de que tem que ter vergonha de ser rico, acho isso abominável, já que se a pessoas trabalhou e merece, é sinal que foi bem sucedido.
            Temos que ser pro-ativos e lutar para que os direitos de todos sejam respeitados, principalmente um trabalho decente e educação e saúde de qualidade, mas não são as pessoas ricas que necessariamente tem que se preocupar com isso, todos nós pagamos impostos demais por um retorno péssimo.

          • CharlesAle

            Torço para que sua esposa consiga um bom emprego. Não é fácil, também já passei muitas vezes por essa fase. Acorda 5 e meia, sair as seis, com a pastinha cheia de currículos e ficar entregando em agência e portarias de empresas. Fiz muito isso aqui no ABC..

          • Edson Fernandes

            Se for pensar assim… minha esposa estava desempregada a 2 anos. Depois trabalhou 6 meses e por motivo de alterações na firma, novamente desempregada. A dificuldade existe e está aí, isso não quer dizer que é facil comprar um carro, mas que também as coisas poderiam estar pior.

            Ainda não acho que seja justo os preços atuais, mas tbm não acho justo que quem compra esses carros sem estudar a compra, compre aquiloque é bonitinho. Pra mim o carro precisava de um pouco de estudo para comprar o ideal.

            • Mario Souza

              Não tenho problema nenhum que as pessoas sejam ricas, milionárias ou bilionárias, só que eu acho ridículo reclamar de pagar imposto por causa de bolsa família sabendo de todos os “direitos” recebidos por legislativo, judiciário, executivo e outros. Não vejo ninguém protestando contra isso! Acham ruim de médicos cubanos recebendo dinheiro, mas não querem seus filhos médicos ganhando 30k/40k no sertão do nordeste. Oferecem emprego de 1250 reais para uma pessoa com 20 anos de experiência formada e com especialização e dizem com a maior prepotência que se não quiser tem quem queira. Querem a abertura do mercado para se servirem de seus luxos e não para o desenvolvimento do país.
              Carro não é caro, apenas não existe no mercado o carro que eles desejam comprar. Como eu disse, cada um tem sua vida e seu dinheiro, mas só vejo questionando as coisas que lhes convém, o que lhes servem, caso contrário não presta, é coisa de esquerdista, de comunistas e etc. Bem, essa é minha opinião, não acho certo de quem pode comprar carros de 200k reclamando de pagar imposto e que este imposto serve a alguma causa social do governo! Se eu falar de médico com o que estou passando, vocês ficariam horrorizados.

              • Edson Fernandes

                Ah sim, nesse contexto que vc me explicou e que eu tbm faço parte, eu concordo totalmente.

          • Wanderson Bonifacio

            Não se esqueça que nessa crise as vendas de carros diminuíram mais de 50%. Mas concordo que existe muita desigualdade sim. Na mesma proporção, uma pessoa que tem condições de comprar um carro de R$ 100 mil aqui, tem condições de comprar um de U$S 100 mil nos EUA. Vou dar um exemplo pra ficar mais fácil de entender: Um Engenheiro no Brasil ganha R$ 10 mil por mês e um nos EUA, U$S 10 mil. Só que no Brasil, esse eng. vai andar num carro de R$ 90 mil e o dos EUA, num de U$S 23 mil.

        • CharlesAle

          Concordo. Mas o grande responsável pela miséria do povo é o proprio sistema governamental, onde mais da metade dos rendimentos de uma pessoa fica com o governo(não estou nem falando dos que possuem carros, etc..Nesses, a fome do estado é ainda mais implacável). Enquanto tivermos um governo que suga os rendimentos da população, a vida não vai melhorar nunca. O dia que os pobres tiveram a mínima noção do absurdo que se paga de tributos para manter um estado ineficiente, cheio de privilégios e outras canalhices, a revolta do povo pode ser gigante..

          • Mario Souza

            Se até agora ninguém fez nada, ainda mais vendo essa reforma política absurda, não tem povo com revolta nenhuma, somente covardia. Ainda mais de quem lutou para as coisas mudarem, mudarem para eles.

      • Debraido

        Mario Souza, não estou vendo ninguém migrar para a Venezuela para viver na “igualdade” (que só existe na pobreza).
        Desigualdade sempre irá existir, e isso é que faz o mercado girar, gerá empregos e tudo mais. Quem tem mais investe, gera renda, empregos para os que tem menos. A não ser que você acredite que todo empresario é pilantra e envolvido com políticos e tal.

        • Matthew

          Ninguém é trouxa de achar que a Venezuela é exemplo pra alguma coisa. Mas o outro extremo também está equivocado. Por mais que seja aceito como natural certo grau de desigualdade, na proporção em que ela se encontra hoje, em âmbito nacional e até mesmo mundial, é absurdo. Até porque a maior parte dessa riqueza se multiplica com base no rentismo do mercado financeiro, que gera pouca coisa em termos de emprego e renda. E na história das principais potências econômicas mundiais, na maioria dos casos sempre foi por meio da relação promíscua entre o Estado e o empresariado. Essa lenda de concorrência live e honesta que gera riqueza quase de forma espontânea é história pra boi dormir.

          • Luciano RC

            Eu penso da seguinte forma: Só existe o Bem por que existe o Mal. Da mesma forma que só existe pobre, por que existe rico… lute para mudar sua condição. Estude, trabalhe e se supere… cada um é responsável pelo seu sucesso. Conheço quem nasceu rico e ficou pobre e quem nasceu muito pobre e ficou rico. Quem faz a sua sorte é você mesmo… vá e lute pelos seus sonhos.

            • Matthew

              Sim, não quero dizer com isso que devemos praticar o vitimismo e responsabilizar os outros pelo nosso sucesso ou não. Mas é fato que tem muita gente que “joga” o jogo ganho já. Na faculdade isso era visível. Quem era menos favorecido teve de se sujeitar a qualquer emprego quando se formou. Quem tinha um padrão de vida melhor a família dá um jeito do cara não ficar parado; paga curso de pós, abre uma empresa qualquer pra fingir que o cara tem alguma ocupação e coisas do tipo. E tem os que são ridiculamente ricos. Uma colega se formou em 2015 e desde então não passou mais do que 3 meses seguidos aqui no Brasil. Tá sempre viajando pra fora do país pra passear só. Então neste caso está muito longe de ser uma mera questão de esforço e meritocracia como alguns dizem. É uma relação inter geracional que só vem a agravar a desigualdade: quem é rico fico ainda mais rico, e quem tenta subir fica cada vez mais difícil. Enquanto isso nós vemos toda a sorte de dificuldades na esquina de casa, no semáforo, estacionamentos etc.

  • Paulino Lino

    Esse Hyundai Credooo consegue ser mais feio que o atual governo do Brazelll

    • Alexandre Viotto

      Na minha opinião, o Creta é um dos “SUV’s” mais bonitos!

      • Filipe Augusto Moro

        Também acho. Se tá vendendo bem, então deve estar agradando a maioria.

      • Marcos megdA

        Acho o visual do Creta bem interessante. Sem tanto exagero de vincos, chegando a ser meio quadradão. Dentre os compactos é um dos que mais agrada, principalmente por ter um motor bem bacana. O interior também acho legal. Acho que compraria um pra esposa e pegaria emprestado de vez em quando hehehe

        • Baralho

          Mas estes motores tanto na versão 1.6 quanto na versão 2.0 são bem gastões!

          • Marcos Megda

            Com certeza. Por isso gosto dos motores Turbo com injeção direta. Esperando o tempo que a oferta deles se torne mais difundida

            • Luciano RC

              Questão de mais alguns anos… o mercado já tem aceitado bem os AT e agora os Turbo estão ganhando fama… em breve vai dominar o mercado.

        • Catucadao

          ta calor? Hyundai Creta! ai ganhei dois sorvete de morango, achei maneiro! lembro disso no salão do automóvel de 2016 eu fui, foi bem bacana, quanto ao Creta eu vi ele de pertinho é bonito mesmo.

        • Luciano RC

          Eu compraria a 2.0 Top…. o preto fica lindo.

    • leomix leo

      Renegade é mais bonito né?

      • Marcos megdA

        Renegade tem mais personalidade, principalmente pros saudosistas. Se as versões a gasolina fossem mais eficientes, poderia ter mais público. Gosto da versão a diesel dos carros da Jeep.
        Dentre os Suv´s compactos acho a maioria bizarro. Os melhores designs, na minha opinião: Creta, Kicks, Renegade. Não teria nenhum deles, com exceção do Compass diesel, mas ele já é médio.

        • leomix leo

          Não gosto de carro a diesel, iria em um Edge fácil, ou Evoque usado. Tem algo no fundo do Compass que não desce, acho que é o layout das lanternas.

          • Marcos megdA

            Aí você tocou num ponto delicado heheh. Sou louco numa Evoque, mas nao tenho grana pra uma nova, nem coragem pra uma usada, pelos custos de manutenção. Edge eu acho belissima, mas não empolguei ao dirigir. Os faróis são muito fracos. O compass o que mais gosto é do interior. O motor responde bem e o câmbio é muito suave. O melhor ZF que eu já dirigi, inclusive mais suave que o da 320i.

            • Randy Marsh

              Eu tenho o EDGE, troquei os farois, inclusive aqueles que nem são DRL (são do tipo sgnature) e gosto muito do carro. A cada 15 dias viajo, tenho conforto, segurança e consumo de compass a gasolina… (Faz 5-6 na rua, 10 na estrada)

              • Marcos Megda

                Deve ter ficado muito bom o seu carro. O motorzao 6 cilindros dele é muito potente mesmo. Consumo é à altura da sua potência. Pra viajar nao tem igual. Parabéns pela máquina

          • fschulz84

            Eu, apesar de não gostar de crossovers, tenderia a uma Forester XT… Aqui em SP, pelo menos, existe uma certa estrutura para manutenção (mesmo que seja fora da CCS que infelizmente, fica nas mãos da CAOA).

      • Paulino Lino

        Eu diria menos feio. Ah, e não teria nenhum deles.

      • Miguel

        Esse é o aspecto que me atrai no Renegade, ele é diferente dos demais e não é mais um SUV de shopping, como costumam dizer.
        Obvio que a versão 1.8 (que deveria ter um motor mais eficiente) não foi feita pra lama, mas ele aguenta qualquer porrada ou buracos na cidade, já que sua construção é sólida.
        O espaço dentro dele é confortável pra mim, inclusive o porta malas não me incomoda, o pior mesmo é o motor.

        • Luciano RC

          As versões a Diesel dele compensa demais. Eu teria um… porém investiria um pouco mais e pegaria o Compass

      • Paulino Lino

        Ahan

    • Márcio Heleno De Oliveira

      acho muito bonito, não é atoa que vai ser líder rapidamente

    • Guedes

      Acho feio tbm.

    • Raul Cotrim de Mattos

      Acho bonito. Lembra um pouco os suvs da Infinity

      • Guedes

        Infinity forçou hein! o ix 35 lembrava, agora o Creta é todo quadradão, como lembra Infinity?!

    • Miguel

      Creta tem um visual quadrado, feio não é, mas foi um carro feito pra custar pouco (no Brasil custar pouco é uma ironia mesmo!).
      Eu acho que logo logo ele ficará com aspecto envelhecido.

      • Paulino Lino

        Esse “logo” vc quis dizer daqui 12 meses né? Porque ela já nasceu envelhecida.

        • Miguel

          Kkkkkkkkk. Pode ser. Veremos.

    • CharlesAle

      Também a acho feinha, mas vende bem..

    • Rodrigo Schiavo

      Verdade cara, o carro é bem estranho, remete bastante aos anos 90, mas gosto não se discute.

  • GABRIELCSFLORIPA

    UP quase fora da lista.
    Com os recentes aumentos, acho que no próximo mês ele sai.

  • GUETAO

    Comprei um Creta Prestige 2.0. Carro é espetacular. 100.000.
    Vale cada centavo.
    Tem tudo de acessorios. Sensor crepuscular, 6 airbags….
    Ja estava ha 9 anos com meu carro, resolvi curtir um pouco a vida…..
    Pretende ficar uns 10 anos com ele.

    • ViniciusVS

      Parabéns pelo carro novo.

    • Marcos megdA

      Parabéns. aproveita bastante e manda um relato pro site!

    • Império Babaca

      Belo carro amigo!

    • klaus

      parabéns!!!!

    • Randy Marsh

      Parabens.
      Só a titulo de comparação: em 2011 comprei uma sportage completa pelos 100mil.

    • REDDINGTON

      Vou ser MUITO sincero. Tenho uma CRV 2015, 17 mil km, em novembro faz 2 anos. Vou ficar com ela entre 4 ou 5 anos. Hoje se eu trocasse de carro provavelmente seria um Creta Top viu…é um carro bonito, completo e não tão caro. Já que hoje não se encontra “carro que presta” por menos de 100 mil…infelizmente. Parabéns sucesso com seu carro novo.

  • Marcio Mendes

    Fiz test drive na Creta e me surpreendi. O carro é muito bom, silencioso ao extremo e com preços bons e bastante opções de acabamento e 2 motores. Facilmente vai ser o SUV mais vendido no Brasil. Não adiantou a “plástica” do Ecosport. A Creta é sem dúvida o SUV brasileiro que apresenta o melhor custo x benefício. E de quebra, é bonita.

    • Guedes

      Acho bonita não..

      • Marcio Mendes

        Sempre vão existir as minorias…

        • Guedes

          Minoria ou não, gosto é gosto… cada um tem o seu…

        • Luis LC

          Minorias que normalmente aqui no Brasil são as cabeças pensantes

          • Ernesto

            Nem sempre.

      • Robinho

        tbm acho feia, parece um carro dos anos 90

    • Duh

      O Creta tem opção de interior que não seja do Hb20??? Agr a Eco seria minha escolha, achei que ficou muito boa.

      • Marcio Mendes

        Nossa… Aquela roda pendurada da Eco é realmente sensacional!

        • Duh

          Sensacional é pagar 90/100mil num carro e levar um interior de um de 40mil,sem tirar que é um carro que já nasceu com um visual velho, gosto do estilo da Hyundai mas c@garam no Creta. A Eco evoluiu muito, interior bem melhor e tá bem recheada em equipamentos, o Creta só presta nas versões mais caras.

          • Edson Fernandes

            Ele tem a prestige né…

          • Marcio Mendes

            Quem pode, paga… Quem não pode, reclama…

          • Cristiano_RJ

            Desculpe, mas terei que discordar fortemente dessa sua afirmação. Dizer que o Creta Prestige tem interior de carro de R$ 40 mil definitivamente não é verdade. Ou você nunca entrou em um Creta Prestige e está acreditando cegamente no que lê na internet ou só está avacalhando para poder dar uma resposta ao colega aí de cima que está discutindo com você.

      • ObservadorCWB

        Sugiro andar……comprar por beleza não funciona.

        • Duh

          Eu andei no Creta e não vejo vantagem nenhuma nele, se quer um carro bem feito tem o Renegade, bom CxB e bem equipados o Kicks , a Eco e o 2008, o Creta tem a marca da Hyundai que vem tendo um bom atendimento e só.

          • Cristiano_RJ

            Se levar o Renegade, leva um carro “bem feito”, como você o define, mas tem que abrir mão do porta malas e ainda morrer de raiva com o desempenho pífio. Se levar o Kicks SL, terá muitos equipamentos, mas gastará tanto quanto um Creta Prestige e levará um motor 1.6 aspirado de parcos 114 cv e não terá uma viagem tão confortável com sua autonomia limitada e ausências imperdoáveis tais como o piloto automático e o encosto para o braço. Com a Eco você terá um bom motor, um bom acabamento e um bom conteúdo. Ótimo custo / benefício. Mas novamente terá que abrir mão de espaço interno e porta malas. Quanto ao Creta, não tem só a marca Hyundai não. E acho que nem é preciso citar, porque tenho certeza de que você sabe. Mas enfim, não há carro perfeito. Cada um define suas prioridades e faz suas escolhas.

            • Ernesto

              Cristiano_RJ, li que esse 1.6 no Creta não casou bem. O carro está bem gastão. Quanto ao Kicks, não sei se é realmente um problema ter o tanque de combustível pequeno. Não sei você, mas eu não gosto de rodar 300Km ou mais sem fazer uma parada. E nessas paradas, é só abastecer. Claro que se ele tivesse um tanque maior seria melhor, mas não vejo assim algo tão ruim.

          • ObservadorCWB

            Ainda sugiro andar…. com Renegade e Kicks EU passaria raiva pelo desempenho. Com eco não levaria bagagem. O 2008 seria uma opção, mas daí é o mercado que não ajuda. Um salto para o Compass agradaria. Mas cada cabeça uma sentença. O que vejo ´e muita gente que desconhece os produtos criticando apenas pelo hábito de criticar.

    • Marcelo Alves

      Eu só achei o acabamento do Creta muito simplório, principalmente na versão intermediária, passa muito uma sensação de estar pagando 90k em um carro de 60k e o design é bem mais ou menos (mais pra menos do que pra mais)… A mecânica é ok, motor, cambio e direção são ótimos, a suspensão é bem alta e adequada para andar na terra (deferente de outros “SUVs” por aí que mal encaram uma entrada de garagem sem raspar o pára-choque), a única ressalva é o freio a tambor na traseira.

      • Marcio Mendes

        Mas uma das caracteristicas das SUVs é ser simploria mesmo. Com o Ecosport é muito pior!

        • Edson Fernandes

          ERA pior.

          Porque pelo menos a atual ficou bem equipada.

          • Luciano RC

            Eu acho que o Eco está bem equipada desde essa nova geração que a Ford lançou… compraria uma 1.6 Frestyle.

            • Edson Fernandes

              Seria a 1.5 dragon né?

              Eu tbm acho que ficou bem equipada e no futuro uma Freestyle usada eu pensaria pra mim tbm.

  • Jesse James

    Nem na India eles aceitariam um Mobi, so no braziu msm

  • Eng Turbo

    A Fiat falou aos 4 ventos que o Argo iria disputar a liderança, porém não passará de um coadjuvante, por inúmeros motivos:
    – Caro, está acima da média dos concorrentes diretos
    – Motor – Não tem nada que chame a atenção ou alguma que justifique o preço. O 3 cilindros é um projeto pobre, e o 1.8 é requentado da velha Tritec, fraco com alto consumo.
    – Visual – É uma mescla dos modelos mais vendidos, não tem identidade alguma

    • Marcos megdA

      A versão HGT é até simpática, mas o preço nao condiz com o carro. O restante se resume nos defeitos que você citou. Eu particularmente não consigo gostar daquela cara de Mobi. Prefiro o design externo do primeiro Punto. O interior do Argo aparenta ser legal nas fotos, mas não salva o resto porco.

      • Retrato do Papai

        pra mim a frente é apenas mediana, assim como a lateral (achei o desenho/moldura dos vidros ruim), mas a traseira é bem resolvida… sem dúvidas o destaque é o interior, muito bem desenhado…

        se ele se sair bem no crash test e não tiver grandes problemas, a versão 1.8 mt tem grandes chances de ser meu próximo veículo usado daqui a alguns anos, assim como o novo polo 1.0tsi/1.6 (achei o interior meio fraco, principalmente os comandos do ar e as saídas centrais de ar, assim como a frente meio “velhaca”)…

        • Marcos megdA

          A traseira do Argo também acho bonita, o resto que destoa mesmo. Compartilho com sua opinião quanto ao Polo. Tava colocando esperanças nele, mas a VW conseguiu matar elas. O interior é bonito, mas ao trocar o painel emborrachado por plástico duro já me desanimou. E outra coisa é o cambio AT6. Ele é muito defasado. Acabou com o desempenho e prazer ao dirigir o Golf e Jetta 1.4TSI. Queria voltar pro mercado dos Hatches, mas o mercado não está permitindo heheh

          • Luciano RC

            O problema é que ela não tem um caixa confiável para colocar no lugar do AT6. A DSG7 já estava com relatos de problemas e a DSG6 banhada a óleo é carissima.

        • CharlesAle

          Como é o mesmo monobloco do Mobi, acho que o Argo não será muito melhor não…

    • Retrato do Papai

      cara, dá pra criticar fácil o argo, mas você pegou alguns pontos de um jeito que ficou parecendo hater…

      motor:
      -o firefly 1.0 tem potência limitada, mas tem o maior torque da categoria (excelente pois o foco dos 1.0 é cidade)
      -o firefly 1.3 dá uma surra no 1.3 toyota, é bem superior ao 1.4 gm e fica bem próximo ao 1.5 toyota e 1.5 ford (sigma)
      -o etorq evo 1.8 destroça o 1.8 honda em termos de torque, também batendo muito no 1.8 toyota nesse quesito (apesar de ter aprox. 5cv a menos que eles em algumas situações)… não vou nem comparar com o 1.8 gm que é covardia

      consumo segundo inmetro (mj/km):
      -up tsi: 1,44
      -argo 1.0: 1,45
      -up mpi: 1,47
      -ka 1.0: 1,49
      -sandero 1.0: 1,52
      -onix 1.0: 1,56
      -argo 1.3: 1,57
      -onix 1.4: 1,60
      -etios 1.3: 1,63
      -hb20 1.0: 1,64
      -etios 1.5: 1,66
      -sandero 1.6: 1,66
      -ka 1.5: 1,72
      -hb20 1.6: 1,72
      -fit 1.5: 1,72
      -argo 1.8: 1,74
      -sandero 2.0: 2,37

      infelizmente não há hatch 1.8 para comparar o consumo com o argo 1.8, mas se nota que ele consome praticamente a mesma coisa que o ka 1.5, fit 1.5 e hb20 1.6, então está com um consumo muito bom…

      visual é algo subjetivo mas o interior está bem interessante… e o preço em geral está na média dos concorrentes…

      pra mim a falha mais grave do argo é não oferecer câmbio at na motorização 1.3… além do preço elevado da versão 1.8 at (68k)

      • Marcos megdA

        Não acho que os pontos que ele destacou sejam de Hater. Concordo com a maioria. o 1.3 não é um motor ruim, longe disso, mas você tem razão em apontar a maior falha dele: a falta de um câmbio AT de verdade. Pelo preço dele, merecia.
        O 1.0 não dirigi, mas imagino que o desempenho seja bem mediano, com consumo acompanhando. Então não oferece nenhuma vantagem a não ser o preço menor.
        O motor 1.8 é bem adequado ao carro, mas um 1.4T mais econômico seria melhor, ainda mais pra versão HGT.
        Acredito que a maior birra com o carro seria a falta de diferencial perante os concorrentes. O esmero no acabamento é o ponto mais forte, mas só isso não é suficiente pra deslanchar nas vendas. A Fiat fez o que podia com tudo que tinha em casa, sem arriscar muito. O resultado foi medíocre, na origem da palavra. A versão 1.3 bem equipada pra cidade e pequenas viagens é uma boa opção perante os concorrentes, mas EU não optaria por ela. Gosto da versão HGT, a FIat fez um bom trabalho estético no carro, sem grandes exageros. Só não me desce essa frente de Mobi, que acho feia.

        • Ernesto

          Só corrigiria uma coisa que você escreveu. Em vez de 1.4T, colocar logo o 1.3T.

          • Marcos megdA

            Fato. Esse motor tem um potencial enorme. Colocar turbo e injeçao direta já substitui de uma vez o 1.8 e o 2.0.

      • Mario

        É por ser Fiat, os anti criticam sem ter uma razão plausível. O preço, realmente está um pouco fora, se compararmos com Onix e HB20, mas ao mesmo tempo ele é 1.8 e o Onix 1.4. Acho o HB20 1.6 um concorrente do Argo 1.8. Quando ‘afirmam’ que o Polo dará um banho no Argo, é chutometro, pois talvez nem seja concorrente direto. Enfim, acho que é um carro bom, apesar do preço e dos antis.

        • Marcos megdA

          Não dá pra negar que a Fiat é uma marca de baixo custo. Não existem modelos de luxo na marca, mas isso não é demérito dela. Apenas é essa a proposta. Problema é que eles andam fazendo carros muito frágeis e isso posso dizer com franqueza porque temos 3 Fiats na família.
          O Argo é um carro que a Fiat pegou tudo que tinha em casa e trabalhou em fazer o melhor que podia. O resultado não ficou ruim, apenas medíocre. E essa é a birra das pessoas. Não vejo grandes atrativos no carro, apenas a versão HGT que é a mais bonita, mas com um preço elevado. Não tão fora da realidade deturpada brasileira, mas ainda assim assusta.
          Com relação ao Polo. Vão ser quase concorrentes, mas até o lançamento é tudo especulação.

          • Matthew

            Frágeis em que sentido? Sempre achei o Palio um carro extremamente robusto pra andar na nossa buraqueira. E o pessoal achar que pro motor ser moderno só se tiver turbo e injeção direta. Nada a ver. O FireFly tem diversos recursos atuais, como o o coletor de escape integrado ao cabeçote, comando de válvulas variável que emular ciclo Miller em cargas parciais, sincronismo por corrente, etc. O E.Torq é de concepção mais antiga, de fato, mas compará-lo ao família II da GM é exagero. Só a curva de torque dele que é meio estranho porque tem um buraco após o pico, mas se encontra num estágio de maturação bastante avançado que ameniza essa característica.

            • Marcos Megda

              Frágeis no sentido de defeitos graves muito cedo. O bravo e o punto lá de casa (2010 e 2012) tiveram que trocar o radiador com 60mil km. Ar condicionado dos dois e de um 500 também 2010 foram trocados com menos de 60mil km. Acabamento parecendo uma escola de samba rapidamente. O bravo e o 500 andam mais na cidade, pneus trocados a cada 20mil km, sempre pirelli. Velas do 500 deram problema com 36mil km e os vidros da porta um pouco depois. Acabamento das portas do punto estavam saindo com 22mil km. Banco do bravo furou com 19mil km pq tinha um arame atravessado nele, defeito de fábrica. Escapamento dele também veio com defeito de fábrica e nunca foi solucionado até ser trocado inteiramente.
              Em resumo: não foram carros ruins e pagamos bons preços na época. Mas achei o índice de defeitos muito altos. Obs: os 3 ainda estão lá em casa hehe.
              O motor firefly é bem bacana, mas realmente não considero ele inovador. Mesmo sendo moderno, nem considero motores aspirados pra compra. Acostumei com a potência/torque dos turbo, aliado a economia de combustível.

              • Matthew

                Não achei nada fora do normal, à exceção do ar condicionado e dos pneus. Todas as marcas e modelos têm suas mancadas e problemas crônicos. O Corsa frente montana a suspensão nunca durava mais do que 40 mil quilômetros, dava vazamento bem antes disso. Acabamento nessa linha de marcas generalistas todos são escola de samba e/ou cai alguma coisa. No mesmo Corsa quebrava direto a presilha que prendia o pára-sol ao teto, só de abaixá-lo. Na segunda vez que aconteceu isso comprei dois logo de uma vez na concessionária pra guardar de reserva. Enfim, eu vejo como problemas pontuais que todo carro tem e nem por isso os invalida como um todo.

      • Eng Turbo

        Não sou hater, não se preocupe com isso……o problema é que trabalho diretamente com todas as montadoras, e fica dificil defender a Fiat, ainda mais conhecendo os processos e decisões internas.
        Defender o motor 1.8 Tritec é o mesmo que tentar justificar o Monzatec em 2017, não faz sentido.
        1.0 3c é simplorio no maximo (Garanto), economizaram tudo que era possível, uma pena.

    • Mario

      Eng Turbo, a Fiat mencionou a meta de 6mil Argos/mês. Quando ela fala em disputar a liderança, é com a soma dos três modelos de populares, ou seja, Mobi, Uno e Argo.

      • Eng Turbo

        Mario, a Fiat fala (Ainda) em:
        Argo 6k/mes
        Mobi 7k/mes
        Uno 5k/mes

        Inicialmente eram acharam que o Argo seria um sucesso absoluto, chegando a 9k/mes, ou seja, lider. Porém ele deverá ficar na casa de menos de 4k/mes

    • Eduardo

      compramos há um mês um Uno com esse motor 1.0 novo (antes que questionem, é completo, esp, hill holder, etc, pegamos com 6 mil km, 16/17, era de test drive, pegamos por 10 mil mais barato que o equivalente no configurador da Fiat), o motor é econômico, fortinho, mas sente um pouco em giros mais altos, o Argo deve ser um tanto pior pois é mais pesado, mas para carro urbano é adequado.

    • Rubem

      se vc acha o 1.8 tritec fraco, quem dira o 1.8 e 2.0 da honda. so para titulo de comparacao, o 1.8 da fia entega o mesmo torque do 2.0 da japonesa

      • Edson Fernandes

        Só que não é so de ficha técnica que as coisas funcionam.

        Na pratica esse maior torque da Fiat sem ter uma curva de rotação mais plana deixa a resposta ruim. Tanto que não´e incomum dizer que o 1.8 gosta de exigir rotações mais altas para render bem.

        Se vc já tiver rodado com o Honda, verá que ele responde bem melhor em baixa mas como a oferta não´e muito maior em torque em alta, ele responde de forma menos esportiva, porém atua com maior parte do uso com um torque melhor em baixas e médias rotações.

        Aí vamos na pratica em numeros: Quase sempre qdo comparado outros carros com esse motor 1.8, ele se demonstrou andar menos e consumir mais. Aí fica dificil dessa forma.

        No Punto qdo comparado com Fiesta 1.6 andava menos. O Palio com o motor 1.6 andava menos que um ka 1.5 para citar a Ford. Ou seja, não é também tudo isso na pratica.

        • Gabriel Torque

          olha, tive um bravo etorq 1.8 por 6 anos
          o motor ta longe do ideal, mas sabendo conduzir da pra extrair o maximo dele
          na cidade com trânsito o baixo torque em baixas rotações fazia o consumo ser bom ( fazia 10 km/l de média )
          se quiser mais esportividade tem que andar em rotações mais altas ( acima de 3k ), e o consumo aumenta
          acontece que o povo acaha que tem que passar marcha com duas mil rotações

          • Luciano RC

            Meu pai tem um Bravo 1.8 Manual e o problema é esse mesmo… em baixa ele é mais fraco, mas fica mais econômico. Agora em alta ele fica até que esportivo.

            Por conta disso, o cambio dele é bem curto. Ele toda a 3600 rpm a 120 km/h.

          • Edson Fernandes

            Eu rodo no meu Fluence em 1500rpm na cidade…rs

  • HugoCT

    Segundo um grupo no facebook, muitas concessionarias não tem Argo a pronta entrega, chegando a ter 1 mes de espera. Será que procede?

    • ViniciusVS

      Não tem pronta entrega porque não vende, simples…

      Um mês nem é fila de espera e sim o tempo normal de produção, é melhor assim que o carro criando raiz no pátio.

      Eu fui na Renault em Fevereiro e tinha um Clio no fundo que foi vendido, o carro estava marrom de terra, ficou no mínimo uns 6 meses no pátio…

    • Verdades sobre o mercado

      Se não tem no estoque o mais provável é que estejam sem linha de crédito disponível junto à FCA, pois Argo tem bastante nas css. Os Argo 1.0 estão com vendas fracas pois a maioria dos 1.0 disponíveis nas css tem kit Confort e CMM o que eleva o preço para R$ 49.990,00, o que é um valor alto para um veículo 1.0 aspirado. Os Argo 1.3 estão vendendo bem, tanto mecânico como GSR. Os Precision tem boa saída e os HGT tem venda um pouco mais difícil, mas não é problema. Estive na css que fui gerente por 4 anos e inclusive fiz o test-drive do 1.0, o qual gostei para uso urbano. Creio que com o Polo vá acontecer a mesma coisa, ou seja, o 1.0 MPI vai ter vendas fracas.

      • Mario

        E diferente do que os anti falam, lembro que a Fiat passou na apresentação, uma meta de 6mil/mês. Quando diz que pretende retomar a dianteira nas vendas, seria no conjunto das vendas, considerando Argo, Uno e Mobi. Pelo menos foi isso que eu entendi.

        • Verdades sobre o mercado

          Eu também penso assim, mas parece que a Fiat está tão perdida quanto a VW, pois lançou um carro desnecessário (Mobi) que na prática substituiu o Uno que foi elevado de patamar para substituir o Palio, mas o consumidor não engoliu. Creio que se a Fiat tivesse deixado o Uno como carro de entrada, investido numa remodelação do Palio (veículo já consagrado) e lançado o Argo a partir do 1.3 seria mais eficiente.

          • CharlesAle

            Também penso assim, mas já fui “hostilizado” quando disse que o Mobi é um carro inútil, e mais atrapalha que ajuda a própria Fiat..

            • zekinha71

              Se ainda fosse um carro novo, mas é um Uno encurtado e diferente pra não parecer um Uno.

          • Edson Fernandes

            OU… ela poderia ter feito essa mudança no Uno (com a frente do Mobi) e aí ficaria organizada.

            Manteria um carro que é pequeno mas ainda assim apelo pelo nome. E verdade seja dita: O mobi hoje traria como Uno mais lembrança do Uno “Raiz” do que o proprio Uno. Isso porque a frente do mobi por ser grande e de certa forma meio quadrada, poderia criar uma certa nostalgia.

      • Marcos megdA

        Imaginava que seria assim também. A versão mais equilibrada é a 1.3. Com o Polo deverá ser parecido. A 1.0 canibalizada dentro da própria VW; a 1.6 a mais vendida; a 1.0TSI reservada pros entusiastas de motor turbo e desempenho um pouco melhor.

        • CharlesAle

          Bem lembrado..A VW vem com uma grande novidade- novo Polo- que pode surpreender caso tenha preço competitivo, e ser mais um a derrubar as poucas vendas do Argo.O problema é que desânima falar em preço competitivo quando se trata de VW..

          • Marcos Megda

            Com certeza

      • zekinha71

        E a VW já teve experiência com o Polo 1.0, não vendeu nada na época, pé bem raro achar um, e vão tentar de novo.

        • Verdades sobre o mercado

          Pouca gente sabe do que aconteceu com o Polo 1.0 16v. Eu era gerente de uma css VW na época e a VW teve azar na sua estratégia. Certamente a venda do Polo estava abaixo do esperado passado pouco mais de 1 ano do lançamento (que foi em maio de 2002) e a VW resolveu lançar o Polo 1.0 16v aproveitando-se da diferença de IPI dos veículos 1.0 frente ao 1.6. O Polo 1.0 16v foi lançado no dia 31/08/2003 e tinha preço aproximado de R$ 28.000,00. O mesmo Polo 1.6 custava aprox. R$ 32.000,00, ou seja, uma diferença de cerca de 13% é uma diferença interessante que certamente aumentaria a atratividade de novos compradores que achavam R$ 32.000,00 um valor elevado perante sua capacidade de compra. E o que deu errado ? No mesmo dia 31/08/2003 o governo federal mexeu nas alíquotas de IPI dos automóveis e os veículos 1.0 que tinham alíquota de 10% passaram para 7% e os acima de 1.0 que tinham alíquota de 25% passaram para 15%, e com estas alíquotas a diferença de preço entre um Polo 1.0 16v e um 1.6 que era de R$ 4.000,00 reduziu-se para apenas R$ 2.000,00, ou seja, perdeu quase toda a atratividade e a VW praticamente tirou o Polo 1.0 16v de produção rapidamente por isso. Se a estratégia ia dar certo, ninguém sabe, mas no momento atual o que podemos analisar é o caso do Argo que citei. Penso que a VW não deveria lançar o Polo 1.0 MPI (pelo menos não junto com as demais versões) e sim esperar o carro “pegar fama” (tem tudo para isso acontecer) e depois lançar uma versão mais barata com motor 1.0 aspirado. A própria Fiat cogitou fazer isso com o Argo mas desistiu.

          • zekinha71

            O governo sempre que mexe em alguma coisa, acaba ferrando com alguém.

          • Edson Fernandes

            Além do que, outro problema era fogo amigo com o gol que na versão 1.6 custava o mesmo ou menos que o Polo 1.0 16v.

            • Luciano RC

              E temos que lembrar que naquela época, os motores 16V ainda tinham uma fama ruim no mercado.

        • Ernesto

          Mas o 1.0 atual é muito melhor que o antigo.

      • HugoCT

        É realmente. Ele deveria ter uma versão a 45 mil com radio pelo menos. Com desconto, compensa a 1.3 mesmo.

    • CharlesAle

      Para mim, isso é desculpa..A Fiat tem grande capacidade de produção, o Argo não está vendendo bem por que o consumidor não está vendo vantagem, simples assim..

      • Luciano RC

        Se eu não me engano, a Fabrica da Fiat em Betim tem capacidade de produzir 800 mil veículos por ano.

    • ObservadorCWB

      Ford EDGE também não tem pronta entrega….o vendedor diz que é “Por que é sucesso de vendas….”…jkkkkkkkkkkk

      • Luciano RC

        Não duvido viu… deve ter trazido 5 unidades e vendeu, agora precisa pedir mais 5. KKKKKK

  • zekinha71

    Pela primeira vez vi um Argo passando na rua, vindo é um Mobi melhorado, de lado é um KaGolOnix, e indo é um HB20, na hora de criarem o carro pegaram o estagiário de design e falaram pra ele: Aqui tem as fotos de 4 concorrentes do Argo cria algo parecido com eles, e ele copiou, colou tudo junto e depois de 5 minutos saiu Argo.
    E antes que reclamem já tive vários Fiat e sou formado em Desenho Industrial (design).

    • Verdades sobre o mercado

      Já que você conhece, qual sua opinião sobre o design de Mobi, up e Kwid ?

      • zekinha71

        Vamos lá, brasileiro não gosta de carros pequenos, só gostam de barcas e banheiras, o carro tem que parecer grande como o Onix.
        É só ver as reclamações sobre o up!, smart, primeiro Classe A, ou qualquer outro carro pequeno ou que pareça pequeno, eu já gosto.
        Criar carros pequenos é muito difícil, é fácil mudar alguma coisinha e já estragar o desenho, deixando incoerente, já as SW são as mais fáceis, só tem que tomar cuidado com o recorte da tampa do porta malas como acontecia com as peruas da MB nos anos 90 que era bem estranho, quase feio, BMW e Audi nessa época davam aulas de beleza.
        O Kwid ainda não vi ao vivo, então não dá pra comentar, o Mobi como diminuíram o Uno e quiseram deixar diferente, enfiaram aqueles faróis enormes e lanternas que invadem a lateral. O carro perdeu as proporções, deixou ele ainda mais curto, só ficando menos estranho na cor branca ou roxa, já o mais horrível é o prata, que fica ruim na maioria dos carros, menos nos MB, que o prata é a cor oficial, então já são pensados pra serem pratas.
        O up! o pessoal fala que é feio, até hj estou procurando essa feiura, como todo VW ele tem o desenho bem racional, mas por ser praticamente um monovolume, é difícil conseguir alterar algo, sem uma transformação radical e deixar mais chamativo.
        O primeiro Classe A foi assim, o desenho dele era perfeito, não tinha como mudar nada, somente coisinhas bem simples. Se mexessem ia estragar tudo, por isso que hj é um carro totalmente diferente.
        O up! se um dia existir uma 2ª geração, no máximo que vão conseguir mudar vão ser os faróis, podendo deixar eles subirem um pouco pelo capô como o Classe A, o atual para choque dianteiro deu uma melhorada, mudar talvez a grade e o angulo do capô, vai ter que ser uma coisa muito bem pensada.
        Agora o que pecaram foram as lanternas, anos 90 já foram faz tempo, e na mexida que deram piorou, hj existe o LED, ia dar pra pensar em cada coisa pra melhorar aquilo, mas foram pelo mais ridículo, colocar uma faixa preta.

        • CharlesAle

          Eu considero o desenho do UP um dos mais felizes em carros compactos.. Foram muitos felizes nas proporções de faróis, lanternas, tudo..E ainda foram muito bem no espaço interno. Só acho que deveriam ter refinado pouco mais seu interior, deixando-o menos espartano.. Mas não deixaria de comprá-lo por causa disso..

        • Sabe quem deu uma aula de design em um carro compacto? A Renault com o novo Clio europeu, aquilo sim é um carro bonito e funcional.

          • Edson Fernandes

            Eu tbm acho o 208 lindo…

            • Luciano RC

              Eu acho o 208 o Compacto mais bonito do mercado. Problema é a falta do 1.2 THP e recursos de segurança e tecnologia. Queria ele com ESP pelo menos.

              • Edson Fernandes

                Olha, eu tenho ESP no meu carro atual. Não digo que nõa faz falta porque eu já fui ajudado algumas vezes (e foram em situações de emergencia e não correção de erros de minha parte) e de fato faz toda diferença.

                Mas te confesso que diante do que encontramos no mercado e o que ele oferece, talvez um meio termo ficaria interessante. A versão allure tem 4 air bags, ar dual zone, entre outros. Essa eu acreditaria ser uma versão interessante para meu tipo de uso.

                Agora, gostaria muito que itvesse o 1.2 thp tbm. E aí equipar ele com tudo que poderia na versão griffe incluindo o ESP.

                • Luciano RC

                  A PSA deveria começar a pensar em estar na frente. Colocar itens que não tem na concorrência e deixar o carro mais top. Dessa forma iria atrair consumidores. Como falei, um 208 1.2 THP com ESP seria perfeito para o mercado.

                  • Edson Fernandes

                    Com certeza iria! Eu iria com toda a certeza ter um 208 1.2 THP com ESP (além dos 6 air bags)

                    • Luciano RC

                      Acho que uma grande parcela dos consumidores da concorrência iria curtir o carro. Pior que a PSA precisa se mexer logo, o Polo está chegando e muito mais atrativo.

    • Mario

      Então, podemos concluir, que sendo parecido com todos esses modelos, a Fiat pegou o que havia de melhor neles e colocou no Argo. Talvez não tenhamos mais o que fazer em se tratando de design. Quando vejo carros de outras época, de marcas diferente, percebo que sempre se parecem. Até um carro de nicho como o 500, teve seu design copiado pela Opel no Adam e pela Renault no Twingo. Enfim, pode ser parecido com outros, mas não chega a ser feio.

      • zekinha71

        Se pegar os carros europeus nos anos 70, era Fiesta com cara de Polo, Polo e Golf praticamente o mesmo carro, e vários outros parecidos.
        Isso são tendências de design, quem consegue lançar primeiro acaba ficando como o pai do desenho, mas também rola espionagem industrial, pra ver o que o outro está planejando e tentar fazer igual se for coisa boa.
        Anos 90 teve um processo entre a GM e a VW de espionagem que gerou uma indenização na casa do bilhão.
        O problema da Fiat é que cada carro acaba saindo com uma cara diferente, vc não sabe qual é a identidade da marca, e o Argo ficou um carro, que se trocar o logo vai se passar por qualquer outra.
        A Fiat uma hora vai ter que definir uma identidade.

        • Matthew

          A meu ver o Palio de última geração era um Frankenstein neste aspecto. Pegaram todos os elementos visuais característicos de outro modelos da marca e tentaram incorporá-los todos no mesmo carro. Então ele tinha o bigodinho do 500, a lanterna na coluna do Punto e o conjunto óptico dianteiro do Linea… uma verdadeira salada. Mas essa questão de todos os carros serem parecidos tem a ver com a técnica de construção também. Chega a uma certa altura que não tem muito mais como inventar porque a solução atual é a mais adequada do ponto de vista da eficiência, custo etc. Os carros tornam-se algo pasteurizados, mas não tem muita saída pra uma indústria que trabalha com margem relativamente apertada.

        • Atillio XVII

          Pra ficar igual a Volks é f*da. De longe parece um Jetta, mas passa perto e vê que era um Voyage

    • pelo menos não ficou feio, veja o mobi, não parece com nenhum outro e o resultado é um desastre (minha opinião)

      • Marcos megdA

        Concordo que o Mobi é horroroso. O Argo de frente é estranho, mas a traseira é bem harmonica.

        • Luciano RC

          O problema do Mobi é querer ser o que não é… pegaram um Uno e tentaram dar uma ajeitada nele.. ficou horrível.

    • CharlesAle

      Tenha essa mesma percepção do Argo. É uma “sopa” de desenho dos concorrentes, ficou sem personalidade( uma pena, pois os carros Fiat tinham de sobra era personalidade).. Sobre as vendas, aqui na minha região, muito fraco, não vi nada ainda na rua.

      • Luciano RC

        Tinham os modelos mundiais. Os projetos Brasileiros, foram poucos os interessantes.

        Lembro com saudade do Palio 2. Aquele sim foi um compacto bonito e atrativo.

    • klaus

      até agora eu não vi Argo na rua (Porto Alegre/RS)

      • Luciano RC

        Eu já vi em SP… feio, mas vi. KKKKK

        • Ernesto

          Também sou de São Paulo e vi só 2. Ando pelo Tatuapé, Mooca e Vila Formosa.

          • Luciano RC

            Então vimos o mesmo, por que foi ali na Vila Formosa. KKKKKK

            • Ernesto

              Sério? KKKKKK!!!

              • Luciano RC

                Sim… kkkk

  • Vinicius

    Onix vai pro segundo ou terceiro ano como líder ?
    Kicks tá subindo depois da produção nacional hein !
    Jeep dominando os SUV’s com Compass e Renegade.

    • Luciano RC

      O Onix vai para o terceiro ano… está dominando o mercado.
      O Kicks subiu por que agora tem versões com preço interessante… é um carro bonito e que teve muito marketing. Acerto da Nissan.

      A Jeep foi esperta e agora deve ficar ganhando mercado com os SUV. Espero que os atualize e continue inovando.

  • REDDINGTON

    Não vamos esquecer que esses números do Onix e Prisma são SOMADOS os modelos antigos Joy né galera…queria ver a venda do Onix novo separado…

    • Luciano RC

      Sim… é a soma de todas as versões.

  • Baetatrip

    Pois e……!
    Fico pensando: Nao acho Creta bonito…….. Tem assessorios interessantes, Pois NAO oferece o item fundamental :AWD que da + seguranças no dia dia….. Viagens…..!
    Como a maioria adora desfilar em “xópis”/ impressionar o vizinhos/ quando fazer 3 anos que o carro ta “velho”
    Sendo 90% de uso e urbano…. Mal pega estrada…! Nem conhece nem a cidade vizinha se bobear
    Ainda bem que o meu perfil não encaixa acima!
    Pois sou naqueles que exploram lugares….. Uso o 4×4 na terra….. Viagens/Passeios… Sendo 80% e de estrada!
    Se for viajar no feriado… Rodar 2000km ou + (ida/volta) e vou indo sem reclamar…..
    Adoro conhecer o Brasil…….!

    • Marcos megdA

      Só não comprar o Creta. Pra quem gosta de viajar maiores distâncias, um modelo a diesel cai bem. Nisso já tem o Renegade e Compass. Claro que são mais caros, mas dá pra rodar bem mais, sem ter dores de cabeça

      • Baetatrip

        Eu sei….. Por isso que utilizo o meu Suzuki Grand Vitara 4×4….!
        Renegayde/ Compass? Nada contra….. Não tenho confiança nos carros “moderninhos cheia de eletrônica p/ aporrinhar” !

        • Marcos Megda

          Vitara é um carrão. Gosto muito.

          Mas eu já sou o contrário. Gosto de carro moderno, com tudo que tem direito de eletrônica. ESP já me salvou 3 vezes de acidentes feios.
          Renegade acho pequeno, mas a alusão aos antigos jeep willys é bem legal. Dirigi o compass diesel e gostei bastante. Considero pegar ele pra trocar meu A4, mas tá foda. Tudo muito caro, então vou esperar mais de um ano ainda. Tô empolgado é com moto hehehe

          • Baetatrip

            Hehe
            Sai de um bom carro….. Pena que a marca nao respeita o consumidor!
            Era Tiguan 2011 que comprei 0km que com tempo foi dando problemas atrás de outros problemas…….
            Usei até 120mil km.. E cai fora!
            E voltei para Suzuki……..!

          • Cristiano_RJ

            Acho que está havendo ruído de comunicação entre vocês. Você falou Vitara, mas ele está se referindo ao Grand Vitara, aquele que já saiu de linha. Tinha câmbio de 4 marchas e não tinha ESP.

    • Luciano RC

      Vários modelos tiveram opção de 4X4 e vendeu quase nada… Sportage e ix35 tinham essa opção e o mercado não absorveu. Atualmente só a Jeep pensa nesse consumidor, porém voltado ao Off-Road.

  • Baralho

    O fator novidade do HRV se esgotou…

    • Luciano RC

      Na vdd o preço que passou do “pagável”. O carro está caro e não tem nada de melhor frente a concorrência.

      • Baralho

        Mais um motivo….

        • Luciano RC

          Em breve, a Honda vai precisar se mexer para ele voltar a liderar. O carro tem suas qualidades, mas nenhum diferencial. O Compass chegou ensinando como faz.

          • Baralho

            Vai ter que rebolar.
            Suas vendas estão muito concentradas em São Paulo.
            E aqui a concorrência está ficando mais agressiva.

            • Luciano RC

              Exatamente… terá que dar um banho de loja no carro, agregar alguns itens e voltar a crescer no marketing.

  • Draga

    O Creta pode ter boas qualidades, mas o design exterior nao desce, parece que jah nasceu datado, envelhecido, eh sem graca e sem personalidade…

    • Se fosse emperequetado iam dizer que os designs da Hyundai eram bonitos mas cansavam rápido, o povo so sabe criticar.

      • Draga

        Acho os desenhos dos VW (especialmente Golf), moderno e que nao cansa com o tempo por exemplo. HB20 tb eh outro exemplo, q jah tem 5 anos e esta bem, apenas enjoo um pouco, o que eh normal com um carro de 5 anos… Mas o Creta jah chegou sem graca, nao me parecendo moderno, proporcoes a parte, como o Etios,…

        • Luciano RC

          O Creta não vai enjoar… vai por mim. É um carro que tem um design mais tradicional e será bonito daqui a 10 anos. Diferente daquela linha Sonata/Azera da Hyundai que cansou depois de 2 anos.

  • MSGUI

    ESSE CRETA PARECE UM CARRO DA DECADA DE 90…JA NASCEU DEFASADO…

  • Bruno Gomes

    Queria entender esse amor por Ônix e Creta. Não vejo nenhum dos dois como bons produtos, Creta tem um visual pra lá de estranho sem falar que oferece menos que um Renegade e até mesmo Tracker. O Ônix é um projeto de baixo custo que nem nos testes de impacto consegue se sair bem, e é tão maravilhoso que só é ofertado em alguns países do Mercosul.
    Sei lá, tem tantos bons produtos no mercado até mesmo no de usados, mas a exibição para o vizinho fala mais alto.
    Cogito e muito em trocar meu Fiesta por algum usado de outra categoria, até mesmo um hatch médio ou alguma sw (Golf). Vai entender a cabeça do consumidor.

    • Luciano RC

      O Creta na versão top entrega muito mais que um Tracker. Ele está no mesmo nível de equipamentos do HR-V, Renegade da mesma faixa de preço.

      O Onix conquistou por entregar aquilo que o mercado espera. A Chevrolet soube prepara-lo para o mercado. Eu acho feio em estética externa, porém atrativo pelo conjunto: revenda/manutenção/custo mensal.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email