Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

O Chevrolet Prisma 2014 chegou ao mercado nacional com uma importante novidade, a introdução da transmissão automática de seis marchas, que colocou o sedã compacto da GM em outro patamar.


Disponível para as versões LT e LTZ com motor 1.4, a transmissão GF6-2 era a mesma usada pelo Chevrolet Cruze e passou a ser disponibilizada ao mesmo tempo para o irmão Chevrolet Onix.

A novidade veio ainda com o controle de cruzeiro, que passou a ser um item de série nesse equipamento, com comando no volante e dando ao Prisma um nível de conforto ao dirigir semelhante ao de sedãs médios.

Com conversor de torque, a GF6-2 tinha ainda o Active Select com mudanças manuais por botão na alavanca e modo manual, além de indicador de posição de marcha no display do cluster análogo-digital.

Leia também sobre o sucessor do Prisma, o Chevrolet Onix Plus.

O Prisma 2014 ainda ganhou volante em couro e nova cor Azul Sky, adicionando assim boas novidades em sua pequena gama de versões. A GM fez mudanças nas versões manuais, que tiveram as relações encurtadas para melhor desempenho.

O sedã compacto da Chevrolet também ganhou acionamento automático da abertura da tampa do tanque de combustível e igualmente do porta-malas no interior do carro. Fora isso, o Prisma manteve seu pacote com motores GM Família I.

Nesse caso, ambos de quatro cilindros em linha com cabeçotes de oito válvulas, sendo o 1.0 com até 80 cavalos e o 1.4 com até 106 cavalos, tendo ainda câmbio manual de cinco marchas e o primeiro automático de seis marchas.

O Prisma nunca recebeu outros motores nessa segunda geração, mantendo o design avançado com coeficiente de 0,32 de cx, bem como bom porte com seus 4,27 m de comprimento e 2,53 m de entre-eixos.

Outro forte argumento de compra do modelo era seu porta-malas de 500 litros, tendo ainda bom espaço interno e um painel moderno, com cluster que lembrava o de uma motocicleta moderna, assim como a multimídia MyLink.

Esta opção tinha até aplicativo de navegação e deu os primeiros passos da Chevrolet rumo ao estrelato do entretenimento a bordo com Android Auto, Car Play e OnStar, embora hoje esteja devendo, apesar da internet 4G e rede Wi-Fi a bordo.

Com ar-condicionado, direção hidráulica ajustável, trio elétrico, bancos em couro e tecido, rodas de liga leve aro 15, airbag duplo e freios ABS, sensor de estacionamento e acessórios, que incluía câmera de ré, por exemplo, ele se deu bem.

O Prisma 2014 deixou para trás uma geração bem atrasada e focou na plataforma Gamma II modificada, que ofereceu um carro gostoso de dirigir, ainda mais com adição de recursos como câmbio automático e piloto automático.

Isso fez com que a GM popularizasse esses recursos, conquistando muitos clientes num segmento empobrecido. O entretenimento com o MyLink também ajudou a vender Onix e Prisma.

A abordagem digital da GM foi o catalisador para que a Chevrolet alcançasse o topo das vendas e fizesse do Onix campeão por seis anos. O Prisma foi um projeto tão bem-sucedido que ainda hoje é produzido como Joy Plus, com motor 1.0 litro.

Feito em São Caetano do Sul, este modelo ajuda a GM a manter a oferta na base, mas é o Onix Plus que realmente vende, tendo este um porte bem maior: 4,47 m de comprimento e 2,60 m de entre-eixos.

Com motores CSS Prime 1.0 de até 82 cavalos e turbinado com 116 cavalos, o sedã é considerado a terceira geração do Prisma e tem de série seis airbags, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, entre outros.

Ele é feito em Gravataí, onde o Prisma 2014 teve sua produção, assim como a primeira geração, que surgiu como um derivado direto do Celta, aparecendo em 2006. Este modelo usava a plataforma 4200 da GM, criada pela Opel.

Seu projeto derivado do Corsa de 1994, porém, simplificada para custar menos e ampliar as margens de lucro da GM. Seu desenvolvimento ainda gerou um conceito de SUV para brigar com o Ford EcoSport, mas não foi adiante.

Era equipado exclusivamente com motor Econo.Flex 1.4 da Família I, tendo até 97 cavalos. Sempre manual, era bem simples e despojado, como o irmão Celta. Não usava o 1.0 8V da Chevrolet porque existia o Classic, exclusivamente 1.0.

O Prisma formava uma boa dupla com o Celta, mas ficava abaixo de Corsa e Corsa Sedan, porém, ao lado do Classic. No final, essa geração acabou substituída por um carro bem superior, que matou o sedã da Opel (Corsa Sedan).

Assim, o Prisma 2014 apenas personificou a mudança que a GM queria fazer, renovando todo seu portfólio de produtos da Chevrolet no Brasil após mais de uma década sem alterações substanciais e um período obscuro, representado pelo Agile.

Prisma 2014 – detalhes

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

O Prisma 2014 tinha um aspecto bem interessante em sua época, apesar de alguns exageros estéticos. Com frente baixa, o sedã compacto da GM tinha interessantes faróis monoparábola com lentes azuis, incorporando piscas e lanternas.

Já a grade destoava do conjunto com suas dimensões exageradas, tendo barra central com logotipo da Chevrolet e mesma cor da carroceria. Ela tinha frisos pretos e molduras cromadas para realçar a proposta das versões LT e LTZ.

O capô curto era recortado pela moldura da grade, enquanto o para-choque na cor do carro tinha molduras pretas na base e com desenho fluido, incorporando os faróis de neblina circulares e grade inferior centralizada.

Nas laterais, as rodas de liga leve aro 15 polegadas tinham acabamento diamantado, enquanto a versão LT tinha rodas de aço aros 14 ou 15 polegadas, ambas com calotas estilizadas e integrais.

Os retrovisores e as maçanetas eram na cor do carro, com o teto tendo antena pronunciada. Com vincos acentuados sobre as saias de rodas, o Prisma 2014 tinha linhas marcantes e boa área envidraçada.

Na traseira, as lanternas tinham desenho fluido e parcialmente escurecido, tendo ainda a tampa do porta-malas com luz auxiliar de freio incorporada, assim como vincos acentuados e logotipo da Chevrolet.

O para-choque sustentava a placa e tinha linhas envolventes, inclusive com base preta e sensor de estacionamento na versão LTZ. Bem equilibrado visualmente, o modelo era muito mais atraente que a geração anterior e também ao Cobalt.

Por dentro, o Prisma 2014 tinha dois padrões de acabamento, com a LT tendo um ambiente preto e a LTZ em dois tons com cor tungstênio e preta, mesclando-se. A primeira era exibida no centro do painel, volante, apoios de braço e bancos.

O Chevrolet Prisma tinha painel bem desenhado e vinha com cluster análogo-digital iluminado na cor Ice Blue, tendo conta-giros de ponteiro vermelho e display digital com computador de bordo, velocímetro, temperatura da água e combustível.

O volante de três raios tinha acabamento em couro na versão com câmbio automatizado e vinha ainda com comandos de mídia e telefonia, além de piloto automático, um recurso importante nessa versão.

Além disso, a coluna de direção era ajustável em altura e trazia comando do computador de bordo na haste do limpador do para-brisa. Ao centro, a multimídia MyLink tinha tela sensível ao toque de 7 polegadas.

Ela tinha algumas funcionalidades ativas para Bluetooth, auxiliar e USB, além de um app acessório para navegação, usando a conexão do smartphone. Com difusores de ar bem distribuídos, o Prisma 2014 tinha ainda ar-condicionado.

Além disso, o porta-luvas chamava atenção por ter abertura invertida, livrando as pernas do passageiro quando aberto, tendo ainda iluminação. Abaixo dele, entrada USB, auxiliar e fonte 12V.

O túnel tinha alavanca de câmbio com pomo em couro e engates curtos, precisos, suaves e bem escalonados. Na versão automática, a base tinha seletor com função M para mudanças manuais do Active Select por meio de botão na alavanca.

O freio de mão era manual e havia ainda porta-copos entre os bancos. Nas portas, maçanetas cromadas e apoios de braço forrados, porém, curtos. Eles também tinham puxadores recuados, o que era bem desconfortável na hora de fechar.

Já os ajustes dos espelhos retrovisores externos ficavam na coluna A do motorista, em posição de acesso ruim. O banco do motorista tinha ajuste em altura e os assentos vinham com revestimentos em tecido ou tecido com couro na LTZ.

Nas laterais, cintos de três pontos, com os dianteiros tendo sistemas pré-tensionados devido aos airbags frontais. Atrás, cinto central de dois pontos e sem apoio de cabeça, sendo estes apenas nas laterais. O banco era bipartido.

No teto, alças de mão e para-sóis com espelhos, além de retrovisor interno dia e noite. Luz interna geral e luz de leitura estavam presentes, assim como vidros verdes, para-brisa degradê e desembaçador do vidro traseiro.

Os vidros elétricos one touch estavam nas quatro portas (LTZ) e o travamento elétrico central era feito por uma chave-canivete com telecomando, que inclusive abria a tampa do porta-malas. Esta era aberta também internamente.

O mesmo se dava com a portinhola do tanque de 54 litros. No Prisma 2014, o porta-malas tinha 500 litros, expansíveis com o rebatimento do banco traseiro e o estepe era fino, com aro 16 polegadas e pneu 115/80 R16 de uso temporário.

Prisma 2014 – versões

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

  • Chevrolet Prisma 1.0 LT manual
  • Chevrolet Prisma 1.4 LT manual
  • Chevrolet Prisma 1.4 LT automático
  • Chevrolet Prisma 1.4 LTZ manual
  • Chevrolet Prisma 1.4 LTZ automático

Equipamentos

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

Chevrolet Prisma 1.0 LT manual – Motor 1.0 e transmissão manual de cinco marchas, mais direção hidráulica, coluna de direção ajustável em altura, vidros elétricos nas portas dianteiras, travamento central elétrico, rodas de aço aro 14 polegadas com calotas, pneus 185/70 R14, vidros verdes, para-brisa degradê, desembaçador do vidro traseiro, para-choques na cor do carro, retrovisores e maçanetas na cor do carro, antena no teto, preparação para som com quatro alto-falantes, bancos em tecido, alças no teto, espelhos nos para-sois, retrovisor interno dia e noite, iluminação interna, vidros traseiros manuais, trava de segurança para crianças no banco traseiro, banco do motorista com ajuste em altura, retrovisores externos com controle interno, fonte 12V, porta-copos, cintos de 3 pontos nas laterais, central subabdominal, airbag duplo, freios com ABS e EDB, cintos dianteiros com pré-tensionadores, alarme, chave com telecomando, banco traseiro bipartido e rebatível, abertura interna do porta-malas e bocal do tanque.

Opcionais: ar-condicionado e multimídia MyLink com comandos no volante, Bluetooth, USB e auxiliar.

Chevrolet Prisma 1.4 LT manual – Itens acima, mais motor 1.4 litro e rodas de aço aro 15 polegadas com calotas e pneus 185/65 R15.

Chevrolet Prisma 1.4 LT automático – Itens acima, mais transmissão auto de seis marchas, piloto automático e volante em couro.

Chevrolet Prisma 1.4 LTZ manual – Itens do LT 1.4, mais vidros elétricos traseiros, retrovisores externos com controle elétrico, rodas de liga leve aro 15 polegadas, acabamento em dois tons, bancos em couro e tecido, ar-condicionado e multimídia MyLink com comandos no volante, Bluetooth, USB e auxiliar, computador de bordo, faróis de neblina, sensor de estacionamento, faróis com lentes azuis, lanternas escurecidas, entre outros.

Chevrolet Prisma 1.4 LTZ automático – Itens acima, mais transmissão automática de seis marchas, piloto automático e volante em couro.

Preços

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

  • Chevrolet Prisma 1.0 LT manual – R$ 35.390
  • Chevrolet Prisma 1.4 LT manual – R$ 39.490
  • Chevrolet Prisma 1.4 LT automático – R$ 46.390
  • Chevrolet Prisma 1.4 LTZ manual – R$ 46.490
  • Chevrolet Prisma 1.4 LTZ automático – R$ 49.990

Prisma 2014 – motor

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

O Prisma 2014 era equipado com os motores da Família I da GM, desenvolvidos em 1982 pela alemã Opel e desembarcados no Brasil em 1994, com a chegada do Corsa.

Essa série de motores é comumente confundida com a Família II, uma vez que ambas possuem a mesma arquitetura de bloco de ferro fundido com cabeçote de alumínio com duas válvulas por cilindro.

A semelhança não era por acaso, tal como os VW EA827 e EA111. No caso do GM Família, o I era menor e servia em carros compactos da Opel e Chevrolet, como Corsa e Tigra, por exemplo.

Já o II era indicado para carros maiores, como o Monza de 1983 e até o Omega, passando inclusive pela S10 de segunda geração. Este propulsor ia de 1.6 a 2.4 litros, com cabeçotes 8V ou 16V.

No caso do Família I, ele ia de 1.0 até 1.8 litro, sendo este último um desenvolvimento brasileiro a partir do 1.6 litro. Esta linha teve ainda um 1.4 e chegou a dispor de 16V no 1.0 e no 1.6, por exemplo.

Com taxa de compressão de 12,6:1 e 999 cm3, o GM Família I do Prisma 2014 foi modernizado e recebeu a designação de SPE/4, tendo injeção eletrônica multiponto sequencial e tecnologia flex com tanquinho para gasolina na partida a frio.

Ele entregava 78 cavalos na gasolina e 80 cavalos no etanol, ambos a 6.400 rpm. Já o torque era de 9,5 kgfm no primeiro e 9,8 kgfm no segundo, ambos a 5.200 rpm. O 1.0 era marcado pela alta rotação, apesar do motor ser 8V.

Já o 1.4 tinha 1.389 cm3 e taxa de compressão de 12,4:1, entregando assim 98 cavalos na gasolina e 106 cavalos no álcool, ambos a 6.000 rpm, contudo, o torque surgia a 2.800 rpm com 12,9 kgfm no derivado de petróleo e 13,9 kgfm no vegetal.

Ambos eram equipados com a caixa manual F17 de cinco marchas, além do câmbio automático GF6-2 de seis marchas com mudanças manuais por botão e sistema de dupla redução, com conversor de torque.

Desempenho

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

No desempenho, o Prisma 2014 tinha um bom rendimento, sendo que o 1.0 era até rápido para sua potência, fazendo de 0 a 100 km/h em menos de 13 segundos. Isso sem contar que passava de 170 km/h.

No 1.4 manual, ia muito bem, fazendo o mesmo em 10 segundos e com final de 180 km/h. Já o automático caía para quase 12 segundos e tinha final de 170 km/h.

  • Chevrolet Prisma 1.0 manual – 12,7 segundos e 173 km/h
  • Chevrolet Prisma 1.4 manual – 10,1 segundos e 180 km/h
  • Chevrolet Prisma 1.4 automático – 11,9 segundos e 171 km/h

Consumo

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

No consumo, o Prisma 2014 tinha como característica gastar muito na cidade e pouco na estrada. Mesmo com gasolina no ciclo urbano, ele nem chegava a 10 km/l. No álcool só até 8 km/l.

Já na estrada, até mesmo com etanol ele era econômico, fazendo em média 11 km/l e de 13 a quase 16 km/l com gasolina.

  • Chevrolet Prisma 1.0 manual – 7,6/11,2 km/l e 9,7/15,6 km/l
  • Chevrolet Prisma 1.4 manual – 8,0/11,0 km/l e 9,1/14,3 km/l
  • Chevrolet Prisma 1.4 automático – 7,7/10,5 km/l e 8,9/13,3 km/l

Prisma 2014 – manutenção e revisão

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

O Prisma 2014 tem plano de revisão a cada 10.000 km ou 12 meses, sendo feitos na rede Chevrolet. Essas paradas apresentam trocas de óleo do motor, filtro de óleo, filtro de ar, filtro de combustível, velas, correia em V, etc.

Também são trocados fluido de freio, correia dentada, líquido de refrigeração, filtro de ar da cabine, além de itens de desgaste natural, como pastilhas de freio, lonas de freio, discos de freio, pivôs, coxins, batentes, molas e amortecedores.

São inspecionados ainda itens de motor e câmbio, parte elétrica, itens de segurança, suspensão, direção, freios, entre outros. A rede Chevrolet também faz recall, higienização, funilaria, pintura, limpeza oxi-sanitária, entre outros.

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
1.0R$ 312,00R$ 708,00R$ 812,00R$ 600,00R$ 1.004,00R$ 904,00R$ 4.340,00
1.4R$ 312,00R$ 708,00R$ 812,00R$ 600,00R$ 1.004,00R$ 904,00R$ 4.340,00

Prisma 2014 – ficha técnica

Prisma 2014: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

Motor1.01.4
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm39991389
Válvulas88
Taxa de compressão12,6:112,4:1
Injeção eletrônicaIndiretaIndireta
Potência máxima78/80 a 6.400 rpm (gasolina/etanol)98/106 cv a 6.000 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo9,5/9,8 kgfm a 5.200 rpm (gasolina/etanol)12,9/13,9 kgfm a 4.800 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
TipoManual de 5 marchasManual de 5 marchas ou automático de 6 marchas
Tração
TipoDianteiraDianteira
Direção
TipoHidráulicaHidráulica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasAço aro 14 polegadasAço ou liga leve aro 15 polegadas
Pneus185/70 R14185/65 R15
Dimensões
Comprimento (mm)4.2754.275
Largura (mm)1.7051.705
Altura (mm)1.4841.484
Entre eixos (mm)2.5282.528
Capacidades
Porta-malas (L)500500
Tanque de combustível (L)5454
Carga (Kg)426378
Peso em ordem de marcha (Kg) 1.031 1.079 (MT) 1.119 (AT)
Coeficiente aerodinâmico (cx)0,320,32

Prisma 2014 – fotos

https://www.youtube.com/watch?v=gpMu7jbb_6g

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.