Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

O Prisma 2015 chegou ao mercado com novidades como ar condicionado de série e volante em couro multifuncional com motor 1.4 e câmbio automático. Oferecido nas versões Prisma LT e Prisma LTZ, o sedã compacto da GM tinha ainda motor 1.0 litro.


Além das novidades citadas, o Prisma ganhou ainda vidros elétricos de série, que já dispunham de direção hidráulica, sensor de estacionamento e cluster análogo-digital.

Com o volante multifuncional, o condutor podia manipular a multimídia MyLink, que na época ainda não contava com as projeções para Google Android Auto e Apple CarPlay, muito menos o sistema OnStar.

O display com tela sensível ao toque de 7 polegadas portava Bluetooth, entrada USB e auxiliar, bem como gerenciamento de mídias do smartphone. Podia ainda receber o sistema Siri da Apple para comandos por voz no espelhamento do aparelho.

Além disso, o Prisma 2015 tinha ainda piloto automático com comandos no volante, o que ampliava o conforto em viagens longas, bem como apoio de braço no banco do motorista.

Seguindo a lei, o sedã era equipado com airbag duplo e freios com sistema ABS e também EDB. Na segurança, o Prisma tinha ainda cintos dianteiros com pré-tensionadores e ajustes de altura para assento do motorista e coluna de direção.

O Prisma podia ter ainda vidros elétricos nas quatro portas, bem como retrovisores com ajustes elétricos e travamento central elétrico. Ainda com estilo original, o sedã da Chevrolet tinha faróis com lentes azuis e lanternas escurecidas.

Apesar de ainda não dispor de aplicativos como Google Maps ou Waze, o modelo tinha o app BringGo, que podia ser usado para navegação, usando-se a conexão 4G do smartphone.

Na época, o Prisma 2015 vinha com os motores Família I da General Motors, que foram projetados originalmente pela Opel. Sempre com cabeçote de 8V, eles tinham até 80 cavalos no 1.0 litro e 106 cavalos no 1.4 litro.

Ainda com câmbio manual de cinco marchas, que mudaria para seis na atualização do modelo 2017, o Chevrolet Prisma mostrava como um dos seus destaques a transmissão automática GF6-3 de seis marchas e mudanças manuais por botão.

Era um conforto que atraiu muitos clientes para o produto quando surgiu em 2012. Até então, os hatches compactos usavam câmbios automáticos de quatro marchas.

Isso deu enorme vantagem ao Prisma, que ainda tinha a multimídia MyLink como outro pilar. Contudo, o sedã pecava por ainda usar os velhos motores GM Família I com pouca potência e alta rotação.

Ruins de consumo na cidade, eles eram frugais na estrada. Com 4,27 m de comprimento, 1,70 m de largura, 1,49 m de altura e 2,53 m de entre-eixos, o sedã da GM tinha bom espaço e porta-malas com 500 litros, como do Fiat Siena.

Nascido com o Chevrolet Onix, o Prisma 2015 compartilhava a plataforma Gamma II da GM com Chevrolet Spin e Cobalt. Ao contrário destes dois, eles eram fabricados em Gravataí, cidade próxima de Porto Alegre.

Enquanto os demais eram produzidos em São Caetano do Sul. Menor que o Cobalt, o Prisma chegou a rivalizar com o irmão menor e a jogada comercial da Chevrolet os colocou com diferença de apenas R$ 400 na tabela para a versão LT.

A diferença entre os dois, no entanto, era nítida, visto que o Cobalt era bem maior e muito mais espaçoso, tendo ainda 563 litros no porta-malas, um bagageiro imbatível para a época e ainda hoje não superado. O Toyota Etios Sedan tem 562.

Com projeto totalmente local, o chamado Novo Prisma chamou atenção pelo design, melhorando no facelift de meia vida, ainda vigente no Prisma Joy Plus. Tendo uma arquitetura contemporânea, tinha subchassi e câmbio acionado por cabos.

O eixo traseiro era de torção e McPherson na frente, além de câmbio F17 com close ratio, garantindo engates suaves e precisos. Por dentro, ele chamava atenção pelo cluster análogo-digital, que lembrava o de uma motocicleta.

Seu porta-luvas com tampa de abertura invertida e iluminação também se destacava. A padronagem de bancos e portas era interessante, assim como a combinação de cores, porém, as portas pecavam com puxadores recuados demais.

Na atualização do Prisma 2017, ele ganhou Android Auto e CarPlay, além de OnStar com navegação guiada e outros serviços remotos. Um câmbio manual de seis marchas e alterações nos velhos motores, garantiram eficiência.

O visual mais aerodinâmico e fluído, deixou-o mais atraente. Itens criticados de segurança foram colocados gradualmente, especialmente devido às críticas do Latin NCAP. Foram feitas mudanças de engenharia, que até cortaram peso do carro.

Em 2019, o nome Prisma foi eliminado do lineup da Chevrolet com a chegada da nova geração do Onix, que trouxe o sedã Onix Plus, que inclusive chegou primeiro que o hatch.

Com esse nome, o sucessor do Prisma ganhou até mais força que o antigo popular, usando ainda plataforma VSS-F e novo motor 1.0 de três cilindros com até 82 cavalos ou turbinado com 116 cavalos, bem como até 16,8 kgfm de torque.

Duas opções de transmissão continuam, mas tecnologias como 4G da Claro, Wi-Fi, MyLink com tela de 8 polegadas, OnStar, projeções de Apple e Google, alerta de ponto cego, estacionamento automático e seis airbags estão presentes.

Também tem aquilo que o Prisma 2015 já podia ter considerado, ou seja, controles de tração e estabilidade, bem como assistente de partida em rampa, visto que até o Ford Ka da época já dispunha deles em alguns versões.

Apesar da mudança de nome, Onix Plus é considerado a terceira geração do Prisma, tendo sido lançada a primeira em 2006. Naquela época, ele era derivado do Celta, tendo como característica o baixo custo, pecando em porta-malas.

Como a General Motors tinha ainda o Corsa Classic – primeira do Corsa brasileiro – o Prisma portava apenas motor 1.4 8V GM Família I com até 97 cavalos. O citado tinha apenas motor 1.0 com menos de 80 cavalos.

Durou seis anos e pouco contribuiu para a evolução do seguinte, já que o Classic tinha mais estilo – especialmente após a atualização de última vida – e acabamento mais original, visto que o Prisma era um derivado empobrecido do mesmo.

Prisma 2015 – detalhes

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

O Prisma 2015 tinha um visual bem jovial em sua época e chamava atenção por sua frente com grade dupla, cortada por uma barra na cor do carro com o logotipo da Chevrolet.

Os faróis tinham lentes azuis na versão LTZ e incorporavam também lanternas e repetidores de direção, enquanto o para-choque tinha molduras inferior preta com frisos cromados e linhas fluídas, tendo ainda faróis de neblina.

Tendo vincos acentuados no capô e nas laterais, o Prisma tinha linha de cintura alta e retrovisores grandes, sendo estes e as maçanetas na cor do carro. As rodas eram de aço aro 14 polegadas com calotas na versão LT, com pneus 185/70 R14.

Já na LTZ, as rodas eram de liga leve com aro 15 polegadas, tendo ainda pneus 185/65 R15. No teto, antena pronunciada, enquanto as janelas possuíam colunas pretas. Na traseira, as lanternas compactas e escurecidas.

A tampa do porta-malas tinha luz auxiliar de freio e vincos pronunciados, além de logotipo da Chevrolet. Já o para-choque, com sensor de estacionamento, sustentava a placa.

Por dentro, o painel recebia acabamento em dois tons de cinza, tendo cluster análogo-digital com conta-giros e display digital com velocímetro, nível de combustível e temperatura da água, além de computador de bordo.

Na parte central, a multimídia MyLink portava tela de 7 polegadas sensível ao toque, Bluetooth e USB. Os difusores de ar ficavam na parte superior, enquanto o ar condicionado manual tinha comandos com detalhes cromados.

O porta-luvas levava tampa com abertura invertida e bom espaço. O volante de três raios tinha detalhes em cinza e comandos de mídia e telefonia, bem como piloto automático. A coluna tinha ajustes em altura e assistência hidráulica.

Os bancos tinham padronagem em tecido com dois tons ou revestimento em couro, igualmente com detalhes diferenciados. Também apresentava ajuste de altura para o banco do motorista, bem como cintos de segurança dianteiros ajustáveis.

Além disso, o banco traseiro era rebatível e bipartido, tendo apoios de cabeça e cintos de segurança de três pontos nas laterais. O quinto passageiro tinha cinto subabdominal. Não havia Isofix também.

O sistema de som tinha quatro alto-falantes, enquanto as portas dianteiras e traseiras tinham comandos dos vidros elétricos nos apoios, enquanto os retrovisores elétricos eram ajustados num comando junto à coluna A.

Esse acabamento das portas tinha revestimento em tecido ou couro, bem como maçanetas cromadas. O porta-malas tinha 500 litros, além de iluminação e abertura interna, tal como abertura pela chave com telecomando.

Prisma 2015 – versões

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

  • Chevrolet Prisma 1.0 LT
  • Chevrolet Prisma 1.4 LT
  • Chevrolet Prisma 1.4 LT Automático
  • Chevrolet Prisma 1.4 LTZ
  • Chevrolet Prisma 1.4 LTZ Automático

Equipamentos

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

Chevrolet Prisma 1.0 LT – Motor 1.0 litro e câmbio manual de cinco marchas, mais ar condicionado, direção hidráulica, coluna de direção ajustável em altura, vidros dianteiros elétricos com one touch, travamento central elétrico, retrovisores externos com controle interno, vidros traseiros manuais, rodas de aço aro 14 polegadas com calotas integrais, pneus 185/70 R14, para-brisa degradê, vidros verdes, desembaçador traseiro, airbag duplo, freios com ABS e EDB, cintos dianteiros com pré-tensionamento, bancos em tecido, banco traseiro rebatível, apoios de cabeça, cintos de três pontos nas laterais, quinto cinto de segurança traseiro subabdominal, para-choques na cor do carro, retrovisores e maçanetas na cor do carro, chave-canivete com telecomando, alças no teto, para-sois com espelhos, retrovisor interno dia e noite, preparação para som com alto-falantes e antena, sensor de estacionamento traseiro, volante com aplique cinza, porta-copos, porta-objetos, abertura interna do porta-malas, iluminação no porta-malas, cluster análogo-digital, computador de bordo, trava de segurança nas portas traseiras, entre outros.

Opcional: multimídia MyLink com tela de 7 polegadas, mais Bluetooth, USB e espelhamento de smartphone.

Chevrolet Prisma 1.4 LT – Itens acima do LT 1.0, mais motor 1.4 litro.

Opcional: multimídia MyLink com tela de 7 polegadas, mais Bluetooth, USB e espelhamento de smartphone.

Chevrolet Prisma 1.4 LT Automático – Itens do LT 1.4, mais transmissão automática de seis marchas com mudanças manuais na alavanca, apoio de braço para o motorista e piloto automático.

Opcional: volante multifuncional e multimídia MyLink com tela de 7 polegadas, mais Bluetooth, USB e espelhamento de smartphone.

Chevrolet Prisma 1.4 LTZ – Itens do 1.4 LT, mais volante multifuncional, faróis com lentes azuis, rodas de liga leve aro 15 polegadas, pneus 185/65 R15, vidros elétricos nas portas traseiras, retrovisores externos com controle elétrico, volante em couro, padronagem diferenciada no interior, faróis de neblina, piloto automático e multimídia MyLink com tela de 7 polegadas, mais Bluetooth, USB e espelhamento de smartphone.

Opcional: bancos e portas em couro.

Chevrolet Prisma 1.4 LTZ Automático – Itens acima, mais transmissão automática de seis marchas com mudanças manuais na alavanca e apoio de braço para o motorista.

Opcional: bancos e portas em couro.

Preços

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

  • Chevrolet Prisma 1.0 LT – R$ 41.290
  • Chevrolet Prisma 1.4 LT – R$ 45.890
  • Chevrolet Prisma 1.4 LT Automático – R$ 50.790
  • Chevrolet Prisma 1.4 LTZ – R$ 51.190
  • Chevrolet Prisma 1.4 LTZ Automático – R$ 54.740

Prisma 2015 – motor

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

O Prisma 2015 tinha motor GM Família I com dois tamanhos, sendo ambos com quatro cilindros em bloco de ferro fundido e com cabeçote de alumínio com comando de válvulas roletado, tendo duas válvulas por cilindro.

Acionado por correia dentada, esse comando não tinha variação de abertura, tendo ainda correia em V. O propulsor tinha bobinas individuais, mas não integradas às velas como em motores mais modernos.

Com injeção multiponto sequencial e sistema flex com injeção de gasolina por meio de tanquinho, o propulsor da GM era antiquado e pouco eficiente no consumo urbano, fosse com etanol ou gasolina.

No 1.0, eram 999 cm3 e taxa de compressão de 12,6:1, entregando assim 78 cavalos na gasolina e 80 cavalos no etanol, ambos a 6.400 rpm, bem como 9,5 kgfm no primeiro e 9,8 kgfm no segundo, ambos a 5.200 rpm.

Já o 1.4 tinha 1.389 cm3 com taxa de compressão de 12,4:1, entregando 98 cavalos no derivado de petróleo e 106 cavalos no álcool, ambos 6.000 rpm e torques de 12,9 kgfm no primeiro e 13,9 kgfm no segundo, ambos a 4.800 rpm.

A transmissão era manual de cinco marchas, usando a caixa F17 com close ratio e embreagem de acionamento hidráulico, enquanto a caixa automática é a GF6 de seis marchas com conversor de torque e mudanças manuais por botão.

Desempenho

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

No desempenho, o Prisma 2015 não ficava devendo algo melhor. Mesmo com baixa potência e torque dos motores 1.0 e 1.4 empregados. Ainda assim, o primeiro conseguia ir de 0 a 100 km/h em menos de 13 segundos e ir além de 170 km/h.

O 1.4 manual era o melhor, com 0 a 100 km/h em 10 segundos, enquanto o automático precisava de menos de 12 segundos.

  • Chevrolet Prisma 1.0 MT – 12,7 segundos e 173 km/h
  • Chevrolet Prisma 1.4 MT – 10,1 segundos e 180 km/h
  • Chevrolet Prisma 1.4 AT – 11,9 segundos e 171 km/h

Consumo

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

No consumo, o Prisma 2015 tinha um bom consumo na estrada, fosse com etanol ou gasolina, conseguindo mais de 11 km/l no combustível vegetal e mais de 154 km/l no derivado de petróleo.

Na cidade, mesmo com gasolina, não chegava nem a 10 km/l, algo que a GM teve de rever na atualização da linha 2017.

  • Chevrolet Prisma 1.0 MT – 7,6/11,2 km/l e 9,7/15,6 km/l
  • Chevrolet Prisma 1.4 MT – 8,0/11,0 km/l e 9,1/14,3 km/l
  • Chevrolet Prisma 1.4 AT – 7,7/10,5 km/l e 8,9/13,3 km/l

Prisma 2015 – manutenção e revisão

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

O Chevrolet Prisma 2015 tem preços de revisão até 60.000 km ainda listados no site da marca americana, tendo o mesmo custo tanto para o motor 1.0 OHC quanto para o 1.4 OHC, ou seja, R$ 3.844,00.

O valor é considerável, uma vez que se trata de um carro conhecido por baixa manutenção e custo geral inferior, porém, como já está fora da garantia, nem todos os proprietários farão os serviços necessários na rede autorizada.

Por conta disso, os custos para tais serviços tentarão compensar a saída de muitos donos, mas o aumento apenas a afugenta aqueles que considerariam ainda fazer a manutenção nas concessionárias, buscando serviços de autocenters.

Na rede Chevrolet, além da inspeção gratuita em itens de elétrica, refrigeração, climatização, suspensão, direção, freios, itens de segurança, entre outros, são realizados também alinhamento, balanceamento, higienização, pintura e funilaria.

Os serviços de pós-venda estão tabelados em todo o país, o que garante ao proprietário a segurança de poder fazer a manutenção sem temor de adição de valores variados na mão de obra.

Ainda assim, em caso de necessidade, a oficina indica os problemas encontrados, podendo aí trocar peças e componentes, como pneus, pastilhas de freio, discos de freio, molas, amortecedores, buchas, pivôs e batentes, entre outros.

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
1.0R$ 292,00R$ 512,00R$ 852,00R$ 512,00R$ 488,00R$ 1.188,00R$ 3.844,00
1.4R$ 292,00R$ 512,00R$ 852,00R$ 512,00R$ 488,00R$ 1.188,00R$ 3.844,00

Prisma 2015 – ficha técnica

Prisma 2015: fotos, detalhes, motor, consumo, desempenho, preços

O Prisma 2015 tinha uma estrutura de tamanho compacto que atendia bem à proposta em sua época, empregando um conjunto com suspensão dianteira McPherson, traseira por eixo de torção e subchassi.

Tendo tanque de 54 litros, permitia boa autonomia e se destacava ainda pela robustez mecânica, empregando peças e componentes compartilhados com Onix, Cobalt e Spin.

Motor1.01.4
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm39991389
Válvulas88
Taxa de compressão12,6:112,4:1
Injeção eletrônicaIndireta FlexIndireta Flex
Potência máxima78/80 cv a 6.400 rpm (gasolina/etanol)98/106 cv a 6.000 rpm (gasolina/ etanol)
Torque máximo9,5/9,8 kgfm a 5.200 rpm (gasolina/etanol)12,9/13,9 kgfm a 4.800 rpm (gasolina/ etanol)
Transmissão
TipoManual de 5 marchasManual de 5 marchas ou automático 6 marchas
Tração
TipoDianteiraDianteira
Direção
TipoHidráulicaHidráulica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasAço e liga leve, aro 16 polegadasLiga leve, aro 15 polegadas
Pneus185/70 R14185/65 R15
Dimensões
Comprimento (mm)4.2754.275
Largura (mm)1.7051.705
Altura (mm)1.4841.484
Entre eixos (mm)2.5282.528
Capacidades
Porta-malas (L)500500
Tanque de combustível (L)5454
Carga (Kg)426378 (MT) 378 (AT)
Peso em ordem de marcha (Kg)1.0311.079 (MT) 1.119 (AT)
Coeficiente aerodinâmico (cx)0,320,32

Prisma 2015 – fotos

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.