Carros Conceito Chevrolet História SUVs

Prisma Y Concept: Quando o popular da GM virou um simpático SUV

Prisma Y Concept: Quando o popular da GM virou um simpático SUV

No Salão do Automóvel de 2006, a General Motors apresentou uma proposta de SUV muito interessante, que tomou emprestado do sedã Prisma, que estava sendo lançado na mesma época. Assim como o “crossover” do Agile, de anos posteriores, o Prisma Y Concept poderia ter tido um destino bem interessante.


Na indústria automotiva, algumas boas ideias infelizmente não são executadas. O departamento de design é o que vai mais além na idealização de novos produtos, ousando muito no início e depois podando os projetos para a realidade do momento.

Prisma Y Concept: Quando o popular da GM virou um simpático SUV

Contudo, mesmo com a engenharia dando sinal verde para tais projetos, o direcionamento da empresa acaba olhando com olhos bem comerciais e, muitas vezes, suas projeções do que pode acontecer adiante não parecem boas o suficiente para liberar essas ideias, que acabam morrendo no meio do caminho.

Os carros conceitos são uma forma de experimentar in loco a experiência do público diante do que está sendo proposto. Essa resposta também pode não agradar e isso faz com que o projeto simplesmente vá para a gaveta. O Chevrolet Prisma Y Concept foi um projeto de Carlos Barba que tinha foco nos consumidores jovem, daí o “Y” do nome (Young).

Prisma Y Concept: Quando o popular da GM virou um simpático SUV

Com linhas inspiradas na Captiva e que também reproduziam o sedã popular, o conceito Prisma Y era uma resposta ao Ford EcoSport de 2004, tendo motor 1.4 8V Flex com apenas 97 cavalos no etanol. Pouco maior que o SUV compacto fabricado na Bahia, o SUV da GM certamente seria feito no Rio Grande do Sul se tivesse virado realidade.

Tendo um bagageiro maior que o do EcoSport, o Prisma Y poderia ainda dispor do motor 1.8 8V Flexpower para atingir uma potência em torno de 114 cavalos com álcool, isso sem contar opção automática, que poderia ter a mesma caixa usada no Astra da época.

Prisma Y Concept: Quando o popular da GM virou um simpático SUV

Como um projeto bem localizado, a GM teria um produto que ficaria abaixo do Tracker e que cobriria a lacuna deixada por estes entre o modelo japonês (Suzuki Vitara) e o mexicano, geração que acabou de sair de linha. Se não virou realidade, pelo menos a ideia se materializou na forma de conceito.

Chevrolet Prisma Y Concept – Galeria de fotos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Lucas Durães

    Um Suv do Prisma, que é um sedã do Celta, que é uma versão simplificada do Corsa B…

    • Paulo Lustosa

      E olha que o Corsa B quando o Prisma saiu era mais simplificado que ele, e o próprio Prisma matou as versões 1.6 do Corsa B, que na época era Classic.

  • Bil

    Quem chance perdida, hein. Hoje poderia ser líder do segmento.

  • Luiz camurça neto

    Me lembrou um pouco a Spin. Ficaria legal, mas esse estilo Perua teria sido mais rival para a Palio Weekend/Adventure que era forte nessa epoca.

    “isso sem contar opção automática, que poderia ter a mesma caixa usada no Astra da época.”
    discordo NA, se tivesse sido lançada sem “pé de embreagem” pelo nivel do projeto seria a horrivel EasyTronic

    • ricmoriah

      é bem provável, apesar de o rival da Ford ter uma caixa automática. Mas, acho que não iria durar muito, devido às críticas ao sistema na Meriva.

      • Edson Fernandes

        E que tbm poderia receber o familia 2 2.0.

    • Paulo Lustosa

      Poderia sair automática, já que a plataforma 4200 foi projetada já com a opção pelo automático de 4 marchas da AISIN. Por sinal o Corsa 1.8 saiu com opção de câmbio automático para mercado de exportação, e depois colocaram o easytronic e reverteram para o automático.

      • Vinicius LMS

        Acho que não, foi dito há uns anos pela Chevrolet que o Agile não teve câmbio automático ao invés do Easytronic porque não cabia, sendo que o Corsa Sedan B teve versão automática.
        E esse Prisma Y sendo derivado do Celta, herdaria muitos defeitos também, no fim não seria um bom carro e a Chevrolet não botaria nada sofisticado nele.

        • Paulo Lustosa

          O AISIN de 4 marchas do Astra era usado no Classic 1.6 Super, que era tão capado quanto o Prisma na época ou mais, ou seja, cabia. Fora que o 1.4L gerava mais potência e torque que o 1.6 que o Classic usava, ou seja, daria até para o Celta e Prisma receberem o câmbio automático. Não recebeu porque era um carro low cost com o intuito de ser o porta de entrada da gama com uma mecânica decente e uma robustez considerável, que a GM conseguiu com louvor com o Prisma, tanto é que da classe de 1.4L aspirado em sedan compacto ou até alguns 1.6L não tem quem gabarite o mesmo nível de performance, robustez, baixa manutenção, manutenção barata e consumo decente que ele tinha. Essa do Agile não ter recebido o câmbio automático foi o 6T30 que saiu no Onix e Prisma derivado do Onix, que de fato não cabia, mas o AISIN de 4 marchas que por sinal era o mesmo do Astra. Vectra, Zafira, Fiat Marea, VW Golf e Bora, e Toyota Etios e Corolla cabia sim, e o Classic é prova viva.

  • Maycon Farias

    Muito bonito. Pena que não se tornou realidade.

  • Roberto

    A traseira, com muito vidro, lembra também uma pickup com caçamba bem curta. Um pouco mais de balanço e poderíamos ter uma Montana mais bonita, e cabine dupla!

    • Paulo Lustosa

      O desenho do vidro se reparar lembra muito a da Blazer

  • BlueGopher

    Creio que o nome do “Y Concept” foi inspirado no sobrenome do criativo e animado presidente da GM na época, Ray Young.
    Era ele que incentivou a criação deste conceito.
    Pena que ele foi substituído em 2007, voltando para os EUA, senão as chances deste carro entrar em produção teriam sido reais.

  • Paulo Lustosa

    Alguma empresa aftermarket poderia ter fabricado essa opção de farol biparábola para substituir os monoparábola que equipam o Celta e Prisma.

  • radiobrasil

    De frente me lembrou o Captiva (que eu tive.. com o terrivel cambio at4 ).

    • Luis Fernando Pozas

      Eu TB achei

  • Roxxton

    A traseira ficou legal!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email