Proconve L7: GM anuncia mudanças técnicas para reduzir emissão

Proconve L7: GM anuncia mudanças técnicas para reduzir emissão

A GM anunciou mudanças técnicas em seus carros para atender ao temido Proconve L7, que vitimou até modelos de algumas marcas no mercado nacional.

Para atender as novas regras, bem mais rígidas, a montadora americana usou sua engenharia para alterar algumas coisas.

Diante do L7, a GM garante ter conseguido reduzir as emissões de gases em até 43% por modelo. Santiago Chamorro, presidente da GM América do Sul, diz:

“A GM anunciou seu compromisso de se tornar uma empresa neutra em carbono até 2040 e estamos avançando globalmente neste sentido. Parte importante deste processo é tornar cada vez mais sustentáveis nossos veículos a combustão até a migração do mercado para os carros 100% elétricos, os únicos zero emissão”.

Para atender ao L7, a GM fez alterações basicamente nos sistemas de exaustão e de armazenamento e distribuição de combustível. Outra mudança foi na ECU, reprogramada para o sistema que controla e reduz a emissão de vapores tóxicos do tanque durante o processo de abastecimento, redução a evaporação.

Proconve L7: GM anuncia mudanças técnicas para reduzir emissão

No caso do motor diesel, usado pela S10 e Trailblazer, a montadora adicionou um novo filtro de partículas que anula em até 95% a emissão de particulados, sendo ele controlado eletronicamente.

A GM menciona nova calibragem de motor e câmbio, mas sem alteração no desempenho. Contudo, não se sabe se isso muda os números de potência e torque. De qualquer forma, isso ficará evidente se os números oficiais mudarem a partir de janeiro.

Entre os fabricantes de veículos, a GM é uma das que anunciaram não ter problemas com o Proconve L7 em relação à produção, visto que algumas montadoras possuem carros inacabados esperando por peças no padrão atual, ou seja, sem atender ao L7.

O Proconve L7 chega em janeiro com redução das emissões de poluentes na atmosfera, especialmente as evaporativas, que serão reduzidas de 1,5 g para 0,5 g durante 24 horas, já que até agora, era medida apenas durante duas horas.

Além disso, a redução precisa ser garantida pelo fabricante por 160.000 km ou 10 anos, visto que o Proconve L7 se baseia em regras de emissão oriundas da Califórnia.

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.