_Sem Categoria

Produção: Honda vai para Itirapina e Sumaré terá novas atribuições

honda-fabrica-itirapina Produção: Honda vai para Itirapina e Sumaré terá novas atribuições

Fechada desde abril de 2015, a fábrica da Honda em Itirapina, interior de São Paulo, não produziu veículo algum até hoje. Porém, isso vai mudar a partir do primeiro semestre de 2019, quando finalmente a nova planta paulista iniciará sua operação de fabricação de automóveis. A montadora japonesa anunciou que irá transferir toda a produção de veículos de Sumaré, Grande Campinas, para a região.



A mudança não era o que o mercado esperava, visto que a segunda fábrica tinha o objetivo de complementar a primeira com um aumento expressivo na produção, que dobraria ao longo do tempo, mas não será assim. Todo o processo de mudança ocorrerá até 2021, quando a fabricação de automóveis será exclusivamente feita na fábrica nova, que fica a 209 km da capital paulista e distante 94 km da planta mais antiga.

Com isso, a fábrica de Sumaré – inaugurada em 1997 – terá atribuições específicas, sendo estas “produção de motores e componentes, desenvolvimento de automóveis, estratégia e gestão dos negócios”, reduzindo assim o trabalho na unidade. De acordo com a Honda, a recuperação atual do mercado está abaixo do esperado pela empresa, por isso ela decidiu manter o mesmo nível de produção atual. Ou seja, Itirapina tem a mesma capacidade produtiva de Sumaré: 120.000 carros por ano.

honda-fabrica-itirapina Produção: Honda vai para Itirapina e Sumaré terá novas atribuições



Todos os modelos nacionalizados da Honda serão feitos em Itirapina, iniciando pelo Fit. A Honda diz que a nova fábrica é mais moderna em seu sistema produtivo e que está adaptada para futuras atualizações da gama de produtos, sendo também mais ecológica que a fábrica de Sumaré. Os funcionários que trabalham na linha serão transferidos para Itirapina, o que deve movimentar bastante a pequena cidade de 17 mil habitantes.

Atualmente, a Honda produz em Sumaré os modelos Fit, City, WR-V, HR-V e Civic, todos feitos numa mesma linha de montagem, onde o sistema de soldagem é altamente robotizado, alterando a programação de forma automática a cada lote de determinado modelo, tudo feito em apenas 5 minutos. Assim, muda a forma de soldagem do Civic para o City ou deste para o HR-V, por exemplo. Como não há previsão de um novo carro feito pela marca no Brasil, o volume atual deve ser administrado por um bom tempo ainda.

O que pode acontecer é o mercado reagir mais rapidamente nesse período de transição, atendendo ou superando as margens que a Honda previa. Nesse caso, provavelmente Sumaré acabaria mais tempo fazendo carros ou quem sabe até permanecesse como a outra parte do volume. De qualquer forma, qualquer crescimento rápido nas vendas poderá ser atendido mais fácil com duas plantas em operação, do que apenas uma trabalhando no limite e não dando conta da demanda.

 

COMPARTILHAR:
  • mariele presente

    WRV roubou vendas do Fit

  • Eduardo T. Küll

    Este novo uso da planta de Sumaré pode apressar a já atrasadíssima nacionalização do motor 1.5 turbo e, claro, do 1.0 turbo?

    • Vitor Almeida

      Motor turbo não é confiável segundo os especialistas donos da dupla nipônica Honda e Toyota

      • Eduardo Alves

        Eu nunca tive um honda nem toyota e pelo preço dificilmente teriam mas sobre motores turbo eu fui um azarado com meu THP. Hoje so compraria um carro turbinado com km baixissimo e ou na garantia.

        • ObservadorCWB

          Na família mantemos motores turbo durante o período de garantia (principalmente quem tem TIG) do fabricante. Depois, bola para frente.

        • Eric PB

          O que aconteceu com o seu, amigo.

          • Eduardo Alves

            com 80 mil km a turbina começou a melar oleo pra tudo que e lado, tive que retifica-la . Na peugeto, cobraram 9 mil numa turbina nova, levei numa especializada ficou em R$ 3.300,00. Eu acho muito pouco km, ainda mais num carro que ate 60 mil km foi sempre revisado na css ( comprei ele com 62 mil km). Comigo, sempre fazendo as revisões e troca de oleo em oficinas de procendencia , e meu uso nunca foi achando que estava num esportivo.

            • Eric PB

              que pena. possuo um 2013 com 53milkm pouco rodado pois deixo com minha esposa… porem o limpador (jato de agua parou de funcionar a uns 2 meses) e ontem foi o ar condicionado. são coisas bobas, mas to começando a me irritar. motor ainda está redondo rsrs

              • Eduardo Alves

                Cara o meu estragou o o jato de agua do limpador e era uma pecinha de plastico , tipo uma conexao, baratinha. Eu ficava puto de raiva e com a concessionaria que faltava coisas banais como as palhetas do limpador ( a do 408 por ser gigante nem todos tem). Coxim , bieleta, peças simples de supensao nunca tinha nada, fui desanimando ate a gota dágua que foi esse problema no motor.

      • Robert Dniro

        Isso é conversa fiada desses japoneses, dizem isso para não investir , todas as outras montadoras tem carros com motor turbo em vários países e não se vê reclamações, como os brasucas não fazem muita questão dessa tecnologia eles vão empurrando oque tem .

        • Ernesto

          Quero ver na próxima geração do Corolla, que será híbrida, o que você vai falar.

          • Robert Dniro

            Não misture “alhos com bugalhos”, carros híbridos e elétricos são outra conversa, daqui a pouco você vai mencionar carros com hidrogênio. Estamos comentando de carros vendidos no Brasil, aspirado x turbo.

            • Ernesto

              E você acha que eu estou falando de onde? Da Rússia por acaso? A próxima geração do Corolla aqui no Brasil será híbrida!

              • Robert Dniro

                É mesmo? posta as fontes Carlinhos vidente…

                • Ernesto

                  Então Jão, precisa ser vidente, é só ler matéria sobre o novo Corolla com plataforma TNGA. Mas como você parece ter preguiça de pesquisar antes de escrever besteira, vou deixar você pensar que sou vidente mesmo. KKKKKK!

      • Ernesto

        Aff…

    • Edson Fernandes

      Será que compensa nacionalizar o motor 1.5 e trazer o 1.0 turbo?

      Eu acho que ainda o mercado não está maduro o suficiente principalmente na Honda para essa nacionalização. Isso obrigaria a marca a ter que produzir mais carros com os motores citados e a Honda diante das suas vendas, parece ver que isso não é exatamente o sinal que os seus clientes tem tanto interesse (claro que por parte é de valor sobre produto).

      Mas a julgar o uso massivo do motor 1.5 na dupla city e fit, o 1.8 no HRV e ainda o 2.0 no Civic, não me parece apontar para a versão touring 1.5 turbo a melhor escolha, ainda que para nós consumidores fosse o melhor.

  • Bora comprar imóveis em Itirapina!

    • RRodrigo Souza

      éssa é a melhor escolha, melhor comprar um imovel lá pelo preço de um civic por exemplo do que comprar o carro, o civic só perderá e gastará em manutenção etc, e o imovel valorizará

      • Renato Duarte

        Pelo menos aqui na minha cidade,, casas estão perdendo o status de “investimento” ,, todo comprador está ficando mais esperto e usa a mesma técnica da hora de comprar carro usado, e pergunta se o vendedor do imóvel abaixa o valor em uns 15%.

        • RRodrigo Souza

          isso não é perder o valor e sim pechinxar ,mas se voce compra um carro ao sair da css ja perde o valor, o imovel geralmente quanto mais antigo voce tem mais caro ele vai ficando, isso se aonde ele está localizado está em melhorias,

      • Ernesto

        Mas isso não vale para qualquer carro?

        • RRodrigo Souza

          vale para qualquer carro, mas como estávamos falando sobre a honda… mas enfim todo carro ele tende a perder valor conforme o tempo, nao importa se custa 20mil ou 2 milhões. um Imóvel em lugar razoável que está em crescimento tende a valorizar. Carro para valorizar tem que ser edição limitada /classico/placa preta ou que eram de famosos .mas os carros normalmente não poderão dar uma valorizada em comparação a imoveis.

    • Wellington Myph13

      Rapaz, é uma boa ideia, e fui conferir… Os terrenos já batem 90mil, numa cidade de 25mil habitantes… Olhei meio por cima no OLX, mas só achei nessa faixa de preço…

      • CharlesAle

        Para quem quer investir, é uma boa mesmo. Estava pensando aqui, essa notícia não é boa para Sumaré. Pois o grosso dos empregos é montagem de carros. Fabricar motores, peças, etc não chega nem perto a quantidade de empregos quando se compara a montagem dos carros..

        • th!nk.t4nk

          Verdade, mas os cargos administrativos e de engenharia têm maior peso, já que os salários são bem mais altos. Teria de ver quantos % da parte de desenvolvimento ficarão na planta antiga.

      • Victor Hugo

        Tem um dos maiores presídios da região, e os familiares moram na cidade. Melhor comprar em Analândia, que é vizinha!

  • REDDINGTON

    Fácil. Baixem os preços, comecem a fabricar a CRV aqui. Vcs teriam duas fábricas a pleno vapor. Mas a ganância não deixa, então é melhor manter uma meia boca dando prejuízo…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email