*Destaque Mercado Montadoras/Fábricas

Produção sobe 22,4% em 2017 e já se fala em recuperação este ano

 

 



fiat-fabrica-betim-visita-NA-49 Produção sobe 22,4% em 2017 e já se fala em recuperação este ano

Um bom sinal para o mercado brasileiro e a indústria é a recuperação da produção de veículos. Embora os emplacamentos já estejam em um nível positivo em comparação com 2016, ainda não cresceram de forma substancial, bem diferente do que ocorre nas linhas de montagem. De janeiro a julho, as montadoras produziram 22,4% a mais do que o ano passado. Foram 1.488.041 veículos leves e pesados, o que surpreendeu a Anfavea.

A previsão da entidade que reúne os fabricantes de veículos era de fechar 2017 com 2,6 milhões de veículos produzidos, mas agora já se fala em rever os números para cima. Mesmo com o segmento de caminhões (especialmente) e ônibus em baixa, o setor deve se beneficiar com a elevação das vendas internas e exportação de automóveis e comerciais leves. Estes dois segmentos puxaram a produção com alta de 22,6% nos primeiros sete meses do ano com 1,43 milhão. Os caminhões tiveram alta de 19%, embora ainda com volumes bem baixos. Nos ônibus, houve alta de 12,9%.

Atualmente, o parque automotivo nacional tem capacidade para produzir 5 milhões de veículos e a estimativa para 2017 é que o volume alcance até 2,8 milhões. Isso significa um nível de ociosidade abaixo de 50%, sendo que atualmente 52% da capacidade não está sendo utilizada. No setor de caminhões e ônibus é ainda pior, com 70% da capacidade sem uso.

Em julho, o Brasil produziu 224.763 unidades contra 190.612 veículos de julho de 2016, 5,9% maior que junho e 17,9% superior ao resultado do mesmo mês no ano passado. A Anfavea diz que o ritmo é estável e que é necessário para formação de estoques, ainda mais que o mês de agosto é favorável para a venda de veículos por conta da maior quantidade de dias úteis. No mês passado, 217 mil veículos compunham o estoque das montadoras, sendo suficiente para 36 dias de vendas, considerado um nível ideal pelos fabricantes de veículos.

Se o ritmo nas fábricas melhora, o nível de emprego também, embora em um percentual bem inferior. As contrações em julho subiram apenas 0,2% em comparação com junho, sendo que 125.172 pessoas estavam empregadas nas fábricas de veículos leves, comerciais e tratores até o fechamento do mês.

Em comparação com 2016, o nível de emprego caiu 1,3%. Cerca de 12.198 pessoas estavam em layoff ou PSE (Programa de Seguro Emprego), um nível mais baixo que o verificado em junho. A boa notícia nesse caso é que o Kwid exigiu da Renault a contratação de 1,3 mil pessoas. A montadora já havia ampliado o quadro em 700 funcionários, dedicados somente à produção para exportação.

  • Esse ano não, mas ano que vem com o fim desse programa nefasto chamado Inovar Auto, o segmento vai voltar a bombar, concorrencia, livre mercado, preços pressionados pra baixo, mais opções.

    • Dafomg

      Eu gostaria muito de acreditar nisso, mas o mais provável é que só vai aumentar o tamanho do cartel, considerando que brasileiro é trouxa e paga mesmo que as montadoras aumentarem o valor dos carros em 100%.

      • Dificilmente isso acontec,e existem muitos interesses de marcas estrangeiras em vender aqui, so o fato da JAC por ex. mesmo com todos estes impostos conseguir vender aqui seus modelos abaixo da concorrencia, dae vc ja percebe o estrago. Se Inovar Auto não existisse, teria umas 10 marcas chinesas aqui, algumas com gamas enormes de Suvs e crossovers. A Kia já seria uma das lideres tambem.

        • Luis Burro

          A única razão das marcas chinesas ainda não cobrarem os preços igualados aos da concorrência é a desconfiança do consumidor por elas.
          E eu não vejo elas não fazerem isto qndo conseguirem estar no msmo patamar das outras.
          Cite uma única marca q não fez isto até hj!

          • Diego

            Hoje o que já é cobrado por qualquer carro chinês é certamente mais lucrativo que qualquer veículo nacional produzido no Brasil, prova disto, ainda que não seja um caso de peças chinesas, é o Kwid, 40% das peças vem da índia, mesmo pagando tributos torna-se mais atrativo, infelizmente.

          • Não, não é nada disso, tem a ver com custos, se vc não tem fábrica no Brasil não tem os custos de ter uma, e vc importa pra ca, e´tudo mais barato pq eles concentram as fabricas e peças la. O grupo Hyundai Kia é um ex. , conseguem preços baixos em qualquer lugar pq lá na Coreia é tudo concentrado por eles, eles tem ate porto proprio pra exportação, ate os navios de carga são deles heheh É uma questão óbvia. O governo cria estes mecanismos protecionistas exatamente pra impedir isso, pq nosso país é dos menos eficazes, até o Mexico ganha de nós em eficiencia e produtividade, ae taca-lhe impostos pra impedir que a gente consuma o produto deles, a consequencia é o preço alto de tudo aqui.

            • FocusMan

              O velho custo Brasil…

              Enquanto não resolvermos isso, nunca seremos levados a sério na Briga pela produção para o resto do mundo.

              • Reforma tributária resolveria rapidinho…

                • FocusMan

                  É para mim a reforma mais necessária de todas. Isso sim vai trazer de volta nossa competitividade.

                  • Luciano RC

                    Porém é a que menos interessa o Governo e o Parlamento.

                    • FocusMan

                      Sim, isso iria afetar diretamente as verbas astronômicas deles.

                • Luciano RC

                  Quero ver essa sair. Melhor que ela, só a reforma política.

                  • Reforma politica nao resolve, mudam-se as regras, mas as peças do tabuleiro são as mesmas. Então, no fim, a gente perde! Talvez daqui 2 ou 3 gerações, quando esta ae estiver morta ja.

                    • Luciano RC

                      Resolve sim amigo… resolve muita coisa. Mas o que muda mesmo é votar correto e acabar com essa eleição de vagabundos.

                    • Votar correto? Em quem? kkkk todos os partidos são uma face da mesma moeda, pega as listinhas da Odebrecht, da Friboi etc… vc vai entender..

                    • Luciano RC

                      Amigo, não se deve votar em partidos. Nesse caso você generaliza. Eu tenho candidatos para todos os cargos em 2018. Nenhum deles corrupto. Porém seus partidos são.

                      Confiar em partido é generalizar. Sempre vai ter corrupção em partido enquanto não houver uma reforma politica.

                    • O candidato é obrigado a seguir o partido, vc nao viu isso na votação do Temer? Eles fecham questão senão não recebem as verbas. Bom, mas se vc acredita ne, kkk fazer o que..

                    • Luciano RC

                      Os fracos comprados. Temos muitos políticos que não seguiram seus partidos e isso ficou claro na votação do Temer.

                    • Não fechar questão nessa votação contra o Temer não quer dizer que sejam honestos e vão mudar o país.

                    • Luciano RC

                      Sim, não prova nada. Por isso precisamos fiscalizar aqueles que votamos e cobrar soluções. Porém, é menos de 1% da população que faz isso.

              • Raul Pereira

                Sim, custo Brasil, que pra mim tem como problemas tributação parasitária e frete.
                Cara, é bizarro não termos uma rodovia federal que corte o país. Imagina o quanto se economizaria, ficar transportando tudo de caminhão pelas nossa infra estrutura precária é um preço mais de 10x maior, vira uma cascata exponencial, igual a tributação.

                • FocusMan

                  É incrível não termos uma Ferrovia que preste fazendo o mesmo trabalho.

                  Acho interessante como o frete custa barato para outros países enviarem coisas para o BR, mas é tão caro para a gente enviar algo para outro país.

                  Eu mesmo já fiz um teste. Peguei um produto que comprei na china e tentei enviar de volta. Paguei no produto 1 dóllar com frete grátis. Para enviar de volta para o remetente eu pagaria 45 reais.

                  É impossível competir com esses caras.

                  • Raul Pereira

                    Exato, por falta de infra principalmente. Eu moro em Sampa, mas quem mora no RJ está sofrendo muito mais, por conta do tráfico ter tomado boa parte da cidade os roubos de carga aumentaram muito e o frete para lá está um absurdo.
                    Agora, não sei se é verdade, mas um colega me falou que é por conta dos trilhos, cada empresa faz uma peça diferente, elas não são padronizadas, então uma ferrovia federal se tornou inviável por causa disso: lobby antigo.

          • Luciano RC

            Quando elas conquistarem a confiança que as Coreanas e Japonesas tem, vão colocar o preço até acima das tradicionais.

        • Luciano RC

          O que não podemos esquecer é que sem o Inovar Auto, a Fiat ainda estaria vendendo os motores Fire, a Chevrolet o Família II e a Ford os Zetec.

          • É sério isso? Tu acha isso? kkk Se estivessem, teriam sido engolidos, pois a Hyundai Kia vinha ganhando mercado em todos os segmentos praticamente. Se brincar eles ja seriam lideres. Sera mesmo que Fiat, GM e Ford ficariam dormindo em berço esplendido vendo a subida de coreanos e chineses (vou te lembrar que na epoca a propria GM e a Ford tambem traziam coisas boas do Mexico, e até a Fiat tinha o 500 completo e barato vindo de lá, e poderia ter trazido toda a família 500, que vendem nos Eua, pra cá, mas o governo tambem foi la e desfez o acordo e impos cotas).

            • Luciano RC

              Amigo, a Chevrolet ainda vende o motor Família I no Brasil. Acredita mesmo que por concorrência teríamos melhorias?

              E você só cita modelos importados, que não geram nada para nossa industria. Temos que ter um meio termo entre livre comércio e protecionismo. Senão as montadoras só produzem o mínimo e importam tudo.

              Posso te dar 1 milhão de exemplos de que a concorrência não muda nada no segmento automotivo. A 3 meses atrás ainda tínhamos Corola sem ESP (nem opcional), a Fiat ainda produz o 1.0 e 1.4 Fire, a Chevrolet usa o Família I, a VW ainda usa o 1.6 8V, até importados trazem motores e câmbios antiquados, etc.

              Esse conto de fadas não existe amigo… sem lei, ainda estaríamos sem Air Bag e ABS em vários modelos.

              • Ha 3 meses atras não tinhamos livre concorrencia, como continuamos não tendo. Algum modelo ameaçou o reinado do Corolla? Não. Pode saber que quando aparecer um que ameaça, rapidinho eles colocariam. Quer um ex. o fato da Hyundai em 2011 ser lider com o I30 mesmo importado fez a VW rapidamente lançar o Golf novo, sendo que eles ja vinham ha anos maquiando a versão que tinha aqui. O Kia Cerato na epoca chegou a ficar em 2º sedan mais vendido, so perdendo pro Corolla, e o Sportage liderava nos Suvs, mesmo ambos importados. O capitalismo é isso, a sobrevivencia do melhor e do que melhor entende o mercado. Proteger mercado a não ser que vc tenha interesse em ter sua propria tecnologia, como os chineses vem fazendo, é dar um brinde a ineficiencia, a falta de modernidade e falta de competitividade. Tudo que esta ocorrendo hoje no país.

    • Cyro

      capaz deles prorrogarem o inovar por mais 4 anos kkkk

      • Ae afunda de vez..

        • Luciano RC

          Na vdd eu acho que continua afundado. KKKKK

    • Marcio Souza

      Por que nefasto? O INOVAR obrigou as montadoras investirem em motores mais eficientes, incentivou desenvolvimento e gerou empregos. Preços pressionados pra baixo?? Faz-me-rir. Vc deve ser acreditar em Papai Noel e coelho da Páscoa. E não sou nenhum esquerdista ou apoiador de governo petista.

      • Investiu tanto que o carro mais vendido é 0 no crash test, que estamos longe de ter hibridos e eletricos, que nem mesmo os carros flex estão valendo a pena, que o carro mais economico mal passa dos 16 km/l (não estou citando os hibridos que é bem mais). Gerar empregos é controverso, pois vc pode lembrar que o Inovar Auto quebrou varias concessionarias de importados, e deixaram de vir varias marcas que antes viriam, então os empregos poderiam sim ter sido gerados. Além do que os empregados em constantes layoffs e as demissões voluntarias desmentem tua afirmação. O Brasil mais perdeu que ganhou com esse programa, alias com todo programa protecionista, jamais vai dar certo em lugar algum.

        • tjbuenf

          Mais um que acredita na ladainha da “concorrência” no Brasil…

          • Marcel

            Até existe concorrência no Brasil, há uma quantidade bem razoável de marcas, se não fosse o governo, burocracia e impostos, haveria mais marcas mas o problema no Brasil não é a concorrência mesmo, é o alto custo Brasil, uma das mão de obra principalmente neste setor mais caras do mundo, impostos e essa simbiose destas montadores com o governo que estão sempre recebendo subsídio via BNDES, protegendo marcas já estabelecidas há mais tempo, o Brasil é o único lugar no mundo que vendas caem e preços sobrem, contrariando as eis do mercado.

            • Por isso que o protecionismo é nefasto, pq outros países são mais eficazes, e uma lei do capitalismo é essa, se vc não é eficaz em algo, não adianta mexer com isso que não vai da nada. O Brasil pode sim se manter com minerios, agronegocio, serviços, turismo etc.. sem precisar ter estas fábricas estrangeiras. Tem vários países ae como Chile e Austrália que abriram mão e estão muito bem. Do jeito que está a unica coisa que acontece é incentivo a desigualdade, pois estamos caminhando pra um patamar que so ricos vão poder comprar carro, se já não esta assim.

        • Luis Burro

          Nossa os importados geram muito empregos realmente,nos países onde são produzidos!

          • RPM

            Tá,mas e aqui???? Com toda essa proteção e 14 milhões de desempregados…..

            • Luis Burro

              Mas isto agora dpois do tombo.O q quebrou o pais foi mah administracao e nao controlar a inflacao.

          • Os empregos gerados por esta industria fazem pouca ou nenhuma diferença de um modo geral, o que sustenta o país são os pequenos produtores, pequenos comércios etc.. os únicos mesmo que ganham com esse sistema são os politicos, com os impostos altos em produtos péssimos, e as empresas, que tem um mercado gigante como o nosso fechadinho pra elas lançarem so tranqueira, pega ae o ex. de TODAS as montadoras que vc entende isso. E Inovar Auto não trouxe nada de eficiente igual vc pensa. Um carro importado do ano 2000 tem mais tecnologias que os nacionais de 2017.

          • Kra vc ta tao desinformado pq as linhas de montagens principalmente em países de 1º mundo sao quase todas mecanizadas e robotizadas. O que gera emprego mesmo são os centros de excelencia e design, pesquisa etc.. Vc caiu na conversa de um certo metalurgico que foi presidente?

            • Hiboria

              Pois é, assustei em ver que temos 125 mil empregos nessa indústria de leves, muito pouco. O terceiro setor emprega infinitamente mais.

              • Pelo tanto de incentivos que recebem sim, empregam pouco demais, e ainda tem gente que defende pq senão “deixaria muitas familias passando fome” hehe sei, sei de quais familias estão falando…

            • Luis Burro

              Nao tanto assim,fosse por isto nem teria pq produzir em outros paises e exportar dpois.

              • Produzim em países mais pobres pra aproveitar incentivos, terrenos, e mão de obra barata obvio, se um robo custa 100 mil , 100 trabalhadores do Mexico ficam mais baratos. Qual acha que escolhem?

        • FocusMan

          Liberlander mes desculpe, mas o carro de Zero Estrela de Hoje é bem melhor que o carro de 3 estrelas de antes do Inovar Auto.

          • Eu me lembro que o Polo tirou 4 estrelas em um teste nos idos anos 2000, não lembro se 2004, então vc acha que um ONix é melhor que um VW Polo daquela época? Eu duvido muito.

            • Pajé_do_além

              Os testes ficaram mais rígidos com o tempo. Acho difícil tal comparação. O resto não passa de achismo.

            • FocusMan

              Eu vou repetir minha frase. Você conhece os protocolos dos testes de safety.

              O Carro de 4 estrelas de 2000 mil hoje tiraria zero estrela.

              Eu tenho certeza eu Polo é pior. Assista um teste e veja.

              • Eu duvido, duvido mesmo.

                • FocusMan

                  Eu tenho certeza, sou engenheiro de estruturas veículares. Não gosto de ficar falando isso para não parecer arrogante, mas isso é uma coisa que eu tenho muita certeza.

                  • A estrutura de um VW Polo daquela época é mais rigida do que de um Onix hoje, tenho certeza absoluta disso, agora a sopa de letrinhas que o LatinNcap esta exigindo poderia tirar alguma estrela dele.

                    • FocusMan

                      Você certeza baseado em que? A estrutura ser mais rigida significar ser pior ou melhor? Ja te afirmei que não é. Não é achometro meu. Estou te afirmando. Não fica repetindo o que não entende pois muitos leem e repetem. O Polo de 2004 tiraria 0 estrela no protocolo atual do Latin N Cap.

                    • O Onix também tirou 0. Se pegasse o Polo de 2004 e pusesse sopa de letrinhas, ele tiraria umas 4. Disso tenho certeza. A Volvo faz carros seguros desde os anos 70, a VW sempre fez modelos seguros para o mercado europeu, e o Polo tinha esse diferencial no Brasil.

                    • FocusMan

                      Cara n fala o que vc não sabe. Estou te afirmando que ele não tiraria mais do que zero. Se prefere continuar falando coisas errada, é uma opção sua.

                    • Eu asseguro pelo menos 2 estrelas para ele.

                    • FocusMan

                      Baseado em achismo…

            • Luciano RC

              Pode ter certeza que sim. Os parâmetros mudam a cada teste e com certeza o nível de exigência está muito maior.

        • Marcio Souza

          Concordo em algumas coisas com vc. A respeito do crash test, o não era o foco do INOVAR (era apenas eficiência energética). Caberia ao governo entrar no âmbito da segurança veicular, adotando o ranking e metodologia NCAP. Os lay-offs vem ocorrendo nos últimos 2 anos, pois infelizmente a crise econômica e política no país vem se agravando neste tempo. Em contra partida ao desemprego das concessionárias de importados, Audi, BMW, Chery, Jaguar Land Rover, Mercedes-Benz passaram a produzir carros no país. Em 2013 chegamos a um patamar recorde de quase 4 milhões de veículos produzidos.Portanto, não acho que o Brasil perdeu mais do que ganhou. Tenho esperança neste novo programa Rota 2030 que alavancará produção e empregos, porém o governo precisa largar o osso e incentivar a produção de veículos elétricos, tributação e infraestrutura logística.

          • Kra estas empresas so produzem aqui pra garantir a cota. Tanto é que o volume delas é minimo. Mercedes ja produziu aqui antes, Audi ja idem, Land Rover se não me engano o Defender, a Chery ja ia produzir, inclusive a JAC e outras chinesas tinham planos. Não teve nada a ver com Inovar Auto kkk Estas marcas viriam com mais concorrencia de qualquer maneira, como fazem na China.

        • Luciano RC

          O Inovar-Auto fez muitas montadoras querer produzir no Brasil, o problema foi a crise que quebrou o mercado geral.

          Ele trouxe benefícios e acabou com muita coisa boa tbm, mas não podemos esquecer de ver a parte boa e desejar que ela continue.

          • Todas que vieram produzir aqui apenas vieram pra maquiar, tipo, produzir algumas coisas pra ter o direito a cota. Tanto é que estamos com 53% do parque ocioso, ou seja, nem pra exportar presta. Se fossem realmente se estabelecer no Brasil, como fazem no México, a gente exportaria grande parte. O México exporta 80% do que produz la.

            • Luciano RC

              Amigo, o México exporta por que ele tem acordos comerciais com grandes países. EUA e Canadá são dois países que ele tem acordo e produz muito.

              E claro que essa produção é benéfica. Ela gera emprego, impostos e renda. Qualquer empresa se instalando é bom. Sem falar que ela qualifica os profissionais e leva desenvolvimento a região. Muitas fabricas começaram em pequenas cidades e hoje as transformaram em grandes polos industriais, levando melhorias a População.

              Esse liberalismo que você prega é prejudicial quando usado em excesso amigo. Precisamos incentivar a produção local e a geração de emprego,

              • Então cara mas antes ja tinha mais fábricas, a Mercedes ja teve fábrica, a Audi ja fabricou aqui, e tantas outras que vem e vão. A solução pra isso não é criar mais protecionismo, e sim facilitar para as empresas, menos burocracia, menos impostos no consumo, mais transparencia, ae a gente se tornaria um Mexico. Quer que eu cite um outro país que atrai muito mais fábricas que o Brasil? A China, agora compara la com aqui e a estrategia dos chineses com a nossa, é totalmente diferente. Nunca falei em liberalismo em excesso, sera que vcs esquecem que antes do INovar a gente ja tinha 35% de importação, o maximo da OMC? Que o governo ja manipulava dando IPI menor para as empresas que fabricam aqui? Qual sentido criar mais protecionismo? Não tem sentido, livre concorrencia é a unica solução meu caro.

                • Luciano RC

                  Mas é exatamente isso que tem que acontecer… existir um beneficio para a produção local.

                  A Audi voltou a produzir por que se tornou economicamente viável e ela trouxe o A3 junto com o Golf. Mercedes e BMW vieram, temos a Land Rover e chegamos a ouvir sobre até uma volta da Mazda.

                  Precisamos retornar com isso, porém não adianta nada se nossa economia está no buraco. Primeiro temos que recuperar o mercado geral e depois desenvolver formas de abrir o mercado para bons acordos e produção local visando a exportação.

                  Lembre-se que temos o Nordeste, com grande capacidade produtiva, portos com fácil acesso a todo mundo e um povo trabalhador. Cidades que devem incentivar a entrada de empresas. Isso é proteção do mercado, exigir produção e ir pra cima. Mas para isso acontecer, o buraco é bem mais embaixo. Sem as reformas, nunca vamos conseguir.

                  Acha mesmo que uma empresa vai vir construir uma fabrica com o tanto de sindicado maldito e carga trabalhista que temos? Acha que esses impostos incentivam a industria? Essa politica corrupta? Nenhuma empresa quer isso… por isso precisamos de tantas reformas.

                  • Com proteção de mercado não justifica varias montadoras, a naõ ser que o país desburocratizasse completamente e fizesse alianças com varios países como o Mexico, mas pra isso precisaria ter livre mercado, nenhum país faz aliança ou acordos comerciais sem ter algo em troca. Então uma coisa leva a outra. Não tem o desenvolvimento que vc fala sem livre mercado e vice-versa. Reformas não vao trazer empregos, o problema todo em relação ao nosso mercado são os impostos, 54% incidem sobre consumo, a média mundial é apenas 22%. Por isso tudo aqui é caro, e enquanto isso não mudar não adianta reforma, nao teremos mercado consumidor que impulsione o que vc ta propondo, e sem desburocratização e menos impostos, esqueça exportação em massa. Veja o caso do México, lá o imposto sobre os carros não chega a 17%. Já imaginou isso aqui?

                    • Luciano RC

                      Por isso estou te falando que precisamos de reformas e ter acordos comerciais. Para que isso exista. Para que possamos ter crescimento, só com reformas e acordos.

                    • A única reforma necessaria mesmo é a Tributária.

                    • Luciano RC

                      Todas são… o país vive um atraso em todos os sentidos.

                    • Para a questão economica do que estamos tratando é ela, somente. As outras são paleativas.

      • Jefferson A.

        Ignora é so mais um hater, geralmente aqui vc vê mais hater de marcas de carros mais sempre aparece algum de partidos politico, Inovar criou muitos emprego e gerou sim muito investimento.

        • Sim um investimento maravilhoso tanto que agora vc paga 90 mil num Civic kkk Se vcs gostam tanto de mercados fechados pq não vao pra Venezuela ou Cuba? Lá é perfeito pra vcs, mercado fechadinho, “investimentos” em carros locais horríveis, importação praticamente proibida.

          • Pajé_do_além

            Pra mim, o que fez os preços decolarem foi a política econômica desastrosa do governo, e não o Inovar exclusivamente, como faz parecer.

            • Luciano RC

              Exatamente… até por que o preço subiu em todos os segmentos.

            • Foram ambos.

          • Luciano RC

            Amigo… Eu concordo em termos com você. O Inovar Auto foi ótimo e péssimo. Ele conseguiu melhorar a eficiência dos carros e atrapalhar os importados, porém evoluimos.

            O problema dos preços é muito mais complexo. Alem dos impostos e custo-brasil, temos o problema da inflação e uma margem de lucro grande por parte das montadoras. O buraco é muito mais embaixo.

            Eu sou a favor de um livre mercado, sem impostos de importado e principalmente incentivando a produção nacional. Só vamos conseguir isso quando nosso carros tiver capacidade tecnológica igual aos EUA/Europa.

            • Não melhorou eficiencia alguma, os países de 1º mundo já estão nos 100% elétricos, nos ainda nem sabemos o que fazemo com os flex, com a mijolina, estamos longe dos hibridos. Com mais importados ja teriamos todas estas tecnologias. Não sou contra programas, mas o governo jamais deveria ter feito barreiras, devia sim ter apenas abaixado o IPI pra quem tivesse fábrica aqui, ou dado incentivos baseado em eficiencia energetica, nada em relação a cilindrada e sim a economia e poluição 0, assim beneficiaria os carros economicos, hibridos e eletricos. Ja estariamos quase iguais aos países mais avançados.

              • Luciano RC

                Amigo, eu concordo contigo que estamos atrasados. Mas o Brasil é grande demais para pensarmos somente nos Grandes Centros.

                Acredita que ainda existem cidades que não tem Internet, Telefone Fixo, Esgoto e falta Energia? O Brasil é grande demais para olhar somente o Eixo Rio-SP.

                Em SP mesmo temos cidades que ainda usam fossa e água de poço. Como uma região dessa suporta um carro elétrico ou hibrido? É complicado… precisamos observar o país como um todo.

                Uma montadora observa isso. Ela precisa vender o mesmo carro em SP e em Afogado em Gazera – RE.

                • Os lugares que mais vendem carros são os grandes centros, mas vai me desculpar ser ignorante contigo, a última coisa que estas cidades pequenas q vc cita estão preocupadas é com carro kkk Agora é engraçado, vc acha então que a montadora vai do dia pra noite mudar toda a sua linha pra hibridos e eletricos? Ha não é so um modelo ou outro? E no caso dos hibridos que nao precisa de tomada nem nada (vc não deve compreender o funcionamento de um hibrido, pelo comentario acima).

                  • Luciano RC

                    Amigo, não estou falando de cidades de 500 habitantes. Posso te falar umas 10 capitais que não tem condição de receber um carro com tecnologia.
                    No Brasil nem temos um sistema elétrico completamente interligado e seguro. Estamos a beira de um racionamento de energia, com tarifa vermelha e termoelétricas ligadas pra suprir a demanda.

                    Nunca que vai acontecer do dia para a noite a mudança para elétricos/híbridos, porém tem cidade que não tem capacidade de receber um Prius atualmente.

                    • Mas quem te disse que os carros são pra estes lugares? Pelo que vc fala são cidades que não tem demanda nem pra carro normal, que dirá eletrico, mas o que isso muda? Nenhuma montadora tem gama totalmente eletrica, ou hibrida, e nem precisa ter. Prius se vc não sabe é um hibrido e não utiliza energia eletrica de tomada, e sim das suas proprias baterias que são alimentadas pelo proprio motor e um sistema tipo start/stop, usando freio-motor. Estas cidades receberiam tranquilamente carros hibridos. Agora eletricos sim, tem de se criar toda uma estrutura, so grandes centros teriam inicialmente. Mas e dae? Uma coisa elimina a outra?

                    • Luciano RC

                      Mas é exatamente isso, a montadora não vai investir em duas linhas: Uma tecnológica e outra atrasada. Ela vai focar em ter um que atenda os dois mercados dentro do mesmo pais.

                      E não falo de recarregar a bateria do Prius, mas sim da manutenção. Da problema no sistema regenerativo de freio, e ninguém sabe mexer alem da concessionária. Até em SP sofre com isso, imagina em Palmas?

                    • Tecnologica e atrasada? Não entendi, todas as marcas tem o mesmo modelo hibrido, eletrico ou a gasolina, por ex. nos Eua tem Corolla de todos os gostos. A VW oferece Golf a gasolina, flex, hibrido ou a diesel. Não entendo a sua colocação.

                    • Luciano RC

                      Amigo, o Golf flex vende 250 unidades. Não compensa a montadora trazer o híbrido pra vender 5 unidades. É isso que eu digo. Se o País já tivesse de ter esse carro em todas as suas regiões, a VW poderia tirar de linha o flex e manter somente o mais tecnológico. Isso que estou falando.

                    • Compensaria se o governo desse incentivos. Tu não entendeu até agora? Estamos falando de programas de eficiencia. Do jeito que esta é obvio que nao vende nada. Mas se o governo der incentivos e descontos nos impostos, vai vender igual agua.

                    • Luciano RC

                      Exatamente, ele dar incentivos para a produção local. Com programas como o Inovar Auto. Por que incentivar a importação e deixar a industria parada, não é bom para o país.

                    • Dar incentivos pra produção local protegendo o mercado contra concorrencia externa é dar doce pra criança diabetica, ela vai comer feliz mas depois irá passar mal. Onde que deixar o mercado como estava em 2011 estava incentivando a importação?

                    • Luciano RC

                      São muitos fatores para termos um bom equilibrio amigo. Precisa ter um cambio aceitável, precisa que nossa economia esteja sólida e principalmente que a industria esteja capacitada para concorrer.

                      Sou a favor de abrir totalmente, eliminar o imposto de importação. Mas pra isso, precisamos mudar muitas coisas, até mesmo a nossa carga de impostos.

                    • Abrir totalmente só paraisos fiscais, nem os países mais desenvolvidos do mundo abrem. Agora ter uma competição saudavel e um mercado sem entraves é outra coisa. Eu diria que o governo poderia focar ano que vem em dar incentivos pra quem tiver fábrica aqui e investir em P&D e know-how para mais eficiencia e economia de combustivel, como propuseram no Rota 2030, esquecer esse negocio de cilindrada, tem motores eficientes que não são 1.0, e pra quem investisse em hibridos e e zerar para eletricos, dando um prazo, de uns 5 anos por ex.. Incentivar tambem a criação de um instituto pra crash-test aqui no Brasil e padrões mínimos de segurança pra que se venda aqui. E para ter um equilibrio ir gradativamente diminuindo a taxa de importação dos 35% atuais para uns 20% até 2020, pra industria se tornar mais competitiva ainda.

                    • Prius pode rodar em qualquer lugar do mundo, ate no deserto do Saara.

                    • Luciano RC

                      E quem faz a manutenção dele? Os camelos?

                    • Primeiro que Toyota quase não da manutenção, isso é fato, segundo que a única manutenção praticamente que um carro hibrido da é das baterias, o resto é motor comum a combustão. Tu achas que tem segredo ali? Não tem.

                    • Luciano RC

                      Amigo, tem muito segredo ali. O carro tem um sistema de freio regenerativo, tem peças de maior valor e ainda precisa de conhecimento técnico para qualquer manutenção corretiva. É tudo isso que uma montadora leva em conta ao disponibilizar tal tecnologia.

                      Entenda… um Prius é simples de manter 0km. Com 100 mil km e dois anos de vida ele já começa a dar os custos mais pesados que poucas regiões tem capacidade fora da rede.

                    • Kra, pra isso existem as autorizadas, e a Toyota tem várias. Agora se a pessoa não consegue manter um Prius, que não compre um. Mas ae o governo vai deixar de dar incentivos so pq 80% da população não poderá comprar em um primeiro momento? Mas se não incentivar ninguem vai comprar nunca kkk Nos Eua por ex. tem muita coisa que so na California dão incentivo, como pra carros a hidrogenio, ou autonomos etc.. ae depois difunde pelo país. Não entendo pq na sua cabeça um estado mais rico e desenvolvido pode ter as tecnologias, testa-las e massifica-las, e depois difundir para os mais pobres. Parece que vc nao entende como as tecnologias chegam as massas.

                    • Pesquise sobre o sistema de compartilhamento de carros elétricos da cidade de Fortaleza, que já funciona. Vc cita muito o Nordeste, mas pelo jeito nem mesmo da região vc esta sabendo. Já estão bem avançadinhos. A já tem até fábrica viu.

                    • Luciano RC

                      Eu conheço muito bem a região por que viajo. E você está falando da Capital. Ande 20 km para fora e conheça uma cidade em volta… se duvidar nem eletricidade tem.

                    • Kra mas isso é culpa de quem? Deles proprios que concentram tudo no litoral. Isso é historico. Existem N projetos pra isso mudar mas falta vontade politica. Por ex., transferir as capitais para o interior pobre, como é nos Eua, ou criar uma Zona Franca do Semi-Árido, pra atrair industrias, alem daquela de liberar jogatina pra tentar criar uma Las Vegas do sertão. Isso é questão política e se resolve em Brasília, a politica economica para automoveis não pode se basear nisso, pq tem muitos outros estados que não sao assim.

                    • Luciano RC

                      Por isso precisamos fazer a lição de casa em Outubro de 2018 para conseguir ter políticos que façam essas mudanças.

                    • Nossa vc realmente acredita nisso ne, que eleições mudam algo kkk bom continue assim, existe um lobby muito forte.

                    • Luciano RC

                      Amigo, se você acha que não muda, faça do jeito que ache correto.

                    • Se mudasse o Brasil já seria outro, não ouvimos essa mesma ladainha desde que o PT entrou no poder? Até quando isso? Sabe quando vai mudar esse país? Quando o governo e politica deixar de ter essa importancia toda nas coisas, deixar de enfiar o bedelho em tudo. Ae muda. Não vamos depender de politico.

                    • Luciano RC

                      Mas era óbvio que o PT nunca ia mudar nada. Quem conseguia observar a forma que eles governavam, sabia que estavam preparando uma armadilha das grandes. A ideologia que eles pregam não é de melhora e sim de estabelecer o Comunismo no Brasil.

                      O que precisamos é votar em políticos que busque realmente solucionar o Brasil. Privatizar geral, reduzir o estado e tomar atitudes para solucionar os problemas cortando gastos e investindo no que realmente importa.
                      Isso dói… são poucos que tem capacidade para fazer isso.

                    • Não existe tal partido. Ate mesmo Bolsonaro ou outros que se dizem de direita são contra. Não existe direita no Brasil, PMDB, PSDB e todos os outros são tudo socialistas. Nada difere eles do PT a não ser a simpatia por ditaduras comunistas.

                    • Luciano RC

                      Realmente, não temos partido de Direita. Somente alguns Politicos e a criação de partidos de Direita (Agora teremos o PEN virando Prona ou Patriota e o futuro PM).

                      O Bolsonaro é atualmente o único que já fala que fará tudo isso… que vai reduzir o estado ao Minimo e fazer um corte geral.

                    • Nunca vi o Bolsonaro falar isso, ate pq ele é da parte dos militares, e não me lembro dos militares defenderem isso, alias na epoca deles o Estado ate aumentou de tamanho. Um erro do Bolsonaro é exatamente isso, ele não deixa claro suas posições na parte economica, apenas critica os governos atuais mas apresenta poucas soluções. Se brincar vai ser outro Collor.

                    • Luciano RC

                      Adiciona ele no facebook. Todo dia ele posta videos falando que alem de privatizar, ainda pretende fechar muitas estatais. Acabar com isso, reduzir o estado para o Minimo possível, focar somente no que ele deve se preocupar: Segurança, saúde e educação.

                    • Bom so acredito vendo, mas acho dificil ainda mais com esse congresso ele mesmo eleito vai enfrentar muita barreira, capaz de nao conseguir aprovar é nada, ae vai fazer o que, fechar o congresso?

                    • Luciano RC

                      Por isso ele também já vem informando que não adianta coloca-lo na Presidência e encher o Congresso e Senado de vagabundo. Precisa fazer direito em todas as esferas.

    • João Cagnoni

      O livre mercado não defende o lucro? Pois as montadoras já estão lucrando demais vendendo carroças 0 estrelas por quase 50k. De quem é o interesse em vender carros baratos e de diferentes marcas? De ninguém. A concorrência era livre até a JAC aparecer com um carro bom por 33k (a Kia e outras marcas também), isso iria quebrar a maioria das montadoras, então eles resolveram mudar a regra do jogo. O Brasil é um grande faz de conta. Quando o voto mudar algo, será proibido também. Veja que o Brasil está virando uma Venezuela e o problema não são os “comunistas” igual alguns adoram falar (seria simples se fosse tudo culpa dos comunistas, hein?), nós temos um câncer bastante evoluído em todas as esferas do Brasil.

    • Luis Burro

      Sonhar, não custa nd…

    • Wendel Cerutti

      tomara

    • FocusMan

      O Inovar Auto não foi de todo mau. Fiz um curso sobre ele, na verdade, se não fosse o Inovar Auto, com a crise que aconteceu, as coisas teriam sido bem piores viu.

      • ahah faz-me rir, seriam piores? Com livre concorrencia? Com carros do mundo todo? O que poderia ter sido pior? Na verdade eu considero que o INovar Auto que contribuiu, e muito, pra crise. Lembrando que o Inovar foi apenas um dos programas protecionistas e mal feitos pelo governo da Dilma, teve vários outros, um pior que outro, que acabou com a economia brasileira.

        • FocusMan

          Que bom que contei uma piada engraçada para você.

          Eu também acho que o liberalismo é melhor para o mercado, mas no caso do Inovar auto foi melhor para o Brasil. Teriamos agora um mercado bem pior se a indústria decidisse fechar as portas no Brasil e apenas tivessemos carros importados.

          • ObservadorCWB

            Conhece o Chile ? A Austrália ?

            • Darwin Luis Hardt

              O que tem o Chile e a Austrália?

              • Vivem de commodities, minérios, turismo e agronegocio como o Brasil, mesmo assim são desenvolvidos.

            • FocusMan

              Conheço sim, Não tem fábrica de carros no Chile. A Austrália está também perdendo diversas empresas. A qualidade de vida é boa? Sim, mas o que ocorrerá quando as empresas pararem de gerar renda e as pessoas perderem seus empregos?

              O que parece ser bom para uns para outros é ruim.

              • Kra eu acho que tu viajou tanto que se esqueceu de algumas coisas, o Brasil ja praticava uma taxa de importação de 35%, o maximo da OMC. O Brasil ja manipulava o mercado com o IPI reduzido para as marcas locais. Não necessitava de intervenção alguma pra proteger o mercado que já estava mais do que protegido (em comparação com países ricos e até a China e o México, ja eramos antes uma economia hiper fechada, agora ficou ainda pior). Essa alternativa de fechar mercado funciona, sim, se vc quiser se tornar uma VEnezuela ou Cuba. Ate a Argentina onde os Kischner estava seguindo essa receita de aumento de impostos abusivos nos importados virou uma porcaria, logo um país que sempre foi um dos mais liberais e avançados da America Latina.

                • FocusMan

                  Acho que você precisa ler mais sobre o que é o Inovar auto.

                  • Única coisa que sei com certeza é que não inovou nada. So aumentou os preços e veio menos modelos e marcas competitivas. Além do fato da eficiência energetica declarada não contemplar hibridos e eletricos, o que já é um erro, os países de primeiro mundo já nessa Era ha pelo menos 20 anos, eles ja falam hoje em carro autonomo e 100% elétrico em 3 anos, e nós nem saimos do flex e da mijolina. Inovar Auto foi desastroso pra industria, isso ate os proprios executivos das montadoras assumem ja.

                    • FocusMan

                      Não vi nenhum deles falando isso.

                    • Tem matéria aqui do NA de 2 executivos falando isso, so vc procurar.

                    • FocusMan

                      Sim.. Do Gandini e de outro que viviam da importação.

                    • Não, tem de um da Mercedes e outro se não me engano da VW.

            • Luciano RC

              Eles estão em crise econômica e política? Temos uns problemas internos para resolver e poder abrir as portas para o Mundo.

              Eu sou de Direita e a favor do livre comercio, porém tenho pé no chão pra saber que não pode chegar chutando o balde. O Brasil ainda não está preparado para isso.

              Imagina se agora do nada liberassem tudo? Iria quebrar de vez nossas fábricas (não só a automotiva, mas em todos os mercados).

          • Luciano RC

            Exatamente isso que iria ocorrer.

          • Serio, não vejo isso no Chile, na Australia, Nova Zelandia… quantos outros países não tem industria nessa área e vivem bem? Os nossos problemas tem a ver com distribuição de renda, ja temos um setor de serviços otimo, turismo pode crescer, agronegocio dos melhores do planeta e minerios nem se fala. Isso ja deveria ter sido repensado.

            • FocusMan

              O problema está no povo não nas empresas. Pare e pense um pouco, somos uma sociedade baseada no “mais esperto ganha mais dinheiro”.

              Isso não vai mudar, dada as nossas origens. Sinceramente eu já passei da fase da raiva para a aceitação. Hoje brigo apenas para ter um país mais seguro. Se tivermos ao menos paz, o resto a gente dá um jeito.

              • O que isso tem a ver? Eu nunca falei que temos de ter 100% de carros importados e nenhuma fábrica, eu penso que 2% de importados é muito pouco pra livre concorrencia. Claro que vamos demorar pra chegar num patamar de Europa, Eua ou Japão, mas se continuarmos com esse protecionismo exagerado, vamos pro caminho de Venezuela e Cuba.

                • FocusMan

                  Acho que vc esta exagerando.

                  • Quem exagera são as montadoras que aumentam a cada lançamento e a cada semana o que bem entendem. Eu não exagero em nada.

                    • FocusMan

                      O carro esse ano esta mais barato que há dois anos atrás apesar dos aumentos.

                    • Meu salário não aumentou, então pra mim está mais caro.

                    • FocusMan

                      A culpa não é minha. O meu vem subindo todo ano e mais do que a inflação rs.

                    • Uau, parabéns!!! Então vou falar pro fanjos torcer pra tacar aumentos, oops, prosperidade nas montadoras ne!

        • Luciano RC

          Teria sido bem pior. Com a inflação que tivemos, o importado teria ficado muito mais atrativo e nossa industria teria quebrado. Em todos os segmentos. Infelizmente, numa crise forte precisamos fechar o mercado para o importado não terminar de quebrar o que já está em ruinas.

          Essas empresas geram muito emprego e sustentam muitas famílias. Não podemos ser tão radicais a curto prazo. Para ter um livre comércio, precisamos ir aos poucos e dando passos para isso. Chutar o balde só vai quebra-lo.

          • O que sustenta o Brasil é agronegocio e minério, estas empresas sustentam umas poucas famílias, poderiam muito bem ir pra outras áreas. Não tem como uma nação inteira sofrer em carros ruins e caros por causa de uma minoria que precisa ganhar bem. Chega da maioria levar a minoria nos lombos nesse país.

            • Luciano RC

              Onde você tirou isso amigo? Qualquer prejuízo nas Montadoras seriam milhares de desempregados e cidades inteiras quebradas.

              Existem cidades que vivem dos impostos que elas pagam. Vou te dar um ex: Sabe por que o RJ está quebrado? Por que o Governo Federal mudou a regra dos royalties pagos pelo Petróleo. A conta chegou e o Estado não consegue pagar nem seus funcionários.

              O mesmo pode acontecer se as Montadoras quebrarem. Importar não resolve… precisa existir incentivos para a produção local.

              • Um mercado saudável teria de ter pelo menos 20% de importados no total, hoje nao temos 2%, lembrando que isso se chama livre concorrencia. Então o país inteiro vai sangrar com produtos ruins, caros e defasados por causa de umas parcas cidades? Que estas cidades mudem de setor ou se readaptem, eu vejo varias cidades que quebram por N motivos e ninguem se preocupa ou fica sabendo. Não justifica termos esse mercado fechado e produtos ruins por causa de umas poucas cidades. E vai me desculpar, mas dizer que a quebradeira do Rio é so por causa de royalties é muita leviandade, pois o estado ja vinha em crise economica muito antes, e outra, apostaram muito no tal do pre-sal que era so pra ingles ver. E a gastança? E a copa e os elefantes brancos? E a olimpiada?

                • Luciano RC

                  Amigo, você está muito informado por jornal global e não conhece o país.

                  Não é meia duzia de cidades… tem estados inteiros que nem mesmo esgoto tem. Infelizmente, o problema é mais grave do que imagina. Vai conhecer a Região Norte e Nordeste e depois você pode falar sobre um Brasil geral. Pense que existem regiões onde a expectativa de vida é menor que 65 anos. Existe um Brasil que ainda não conhece internet e tem acesso a celulares e tecnologia. Temos que o olhar o pais como um todo.

                  Ninguém está defendendo um Mercado fechado e sim um mercado adequado a nossa realidade. Não pode chutar a porta, senão você quebra a parede e depois não tem como reconstruir. Tudo precisa ser feito dentro da capacidade geral, onde olhamos todas as regiões.

                  Leviandade é como você analisa o mercado. Sim, a grande culpada pela quebra do RJ foi a mudança no pagamento dos royalties. Uniu isso a corrupção e a falta de capacidade do Estado em administrar os dois grandes eventos que recebemos. Une isso a uma crise econômica causada por um Governo oportunista e corrupto que temos o resultado atual.

                  Temos que olhar o Brasil como um todo.

                  Se for olhar só pra SP, temos capacidade de ter os melhores carros, os melhores recursos e a melhor tecnologia. Porém ainda existe um Brasil miserável do qual também precisamos olhar e ajuda-lo a desenvolver, mas nunca esquece-lo ou ignora-lo.

                  • Kra vc mistura tanta coisa e estamos falando so sobre carros. O que tem a ver esgoto, o que tem a ver saneamento? Isso é coisa pra prefeituras e estados, se não tem é pq nao trabalham direito. Não sei se vc sabe mas o fato do nosso mercado estar do jeito que está faz o governo arrecadar menos e não vai trazer as benesses que vc sonha. Não existe almoço grátis, não existe mágica, os países que deram certo estão ae pra ensinar como se faz, e os que deram errado como se não faz. Não existe essa de “mercado adequado a nossa realidade”. Existe concorrencia e eficiencia e ponto. Ou vc é ou vc não é. Eu não estou misturando as coisas, vc esta. Não sei o que te a ver os miseraveis do país com a situação dos carros. Ah ta, vc quer que volte o credito fácil pra que os pobri andem de carro zero km, e depois nao consigam pagar.

                    • Luciano RC

                      Você que não está entendendo amigo. Num país que nem esgoto tem para seus habitantes, querer que tenha carros de primeiro mundo é sonhar com conto de fadas.

                      Entenda que não existe publico ainda para viabilizar esse investimento, exatamente por estarmos muito atrasados. É isso que eu quero que entenda.

                    • Só uma palavra pra vc: China. Se os chineses pensassem igual vc, estariam andando de bicicleta até hoje. La tem milhões e milhões que nem sonham em ter carro ainda, mas o governo da incentivos e pretende ter 25% de sua frota de elétricos ate 2030. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, e vc esquece que os carros elétricos ajudam inclusive essa população carente, pois traz menos poluição. Então não tem esse papo. Estamos atrasados pq o governo escolheu o protecionismo ao invés do avanço tecnológico, mas isso acaba esse ano.

                    • Luciano RC

                      O que eu estou tentando te explicar e você não entende é que não podemos abrir o mercado de forma simples. Precisa preparar a nossa industria para concorrer. Eu adoraria ter livre mercado com a Europa, porém se isso for feito sem um planejamento, acaba a industria nacional.

                    • Quem falou em abrir o mercado assim? Eu sei como é desastroso, como quando o Collor abriu para importações do nada e criou uma bagunça financeira no país. Eu estou falando apenas que o Inovar Auto foi um erro como programa pq não atingiu seus objetivos, e o protecionismo que ele gerou foi muito ruim, pq já havia os 35% de imposto de importação. O que o governo teria de ter feito era dado incentivos pra quem produzia aqui, mas sem aumentar impostos. Dar incentivo pra quem fizesse carros mais eficientes e economicos, mas sem prejudicar a livre concorrencia. Em nenhum momento eu to falando em zerar imposto de importação, ate pq isso é impossivel. Agora eu queria saber que industria é essa “nossa” que vc cita, pois não temos. Temos fábricas multinacionais que produzem aqui. Só isso. Se elas não podem importar ferramental ou peças,vão fabricar só carroças e carros pro 3º mundo, aliás como já fazem. Quer virar plataforma para exportação? Copie o México.

    • Raul Pereira

      teoricamente…

    • SK15

      Estando no Brasil eu acho ilusão eles vão dar um jeito de manter igual ou pior, até hoje os preços de TUDO não so carros só aumentou porque iria diminuir?

  • Bruno Góes

    Se depender apenas dos leitores do NA, essa melhora dificilmente vai ocorrer. O pessoal espera 3 anos pra comprar o carro produzido hoje usado. Mas se ninguém comprar o carro produzido hoje, qual carros de comprar usado futuramente?!

    • Marcel

      Vai comprar novo com 3 anos de poeira do pátio da montadora. rsrs

  • Louis

    Eu pelo menos, não estou com nenhum plano de trocar de carro dentro de 2 anos. Só de pensar que quase metade do valor vai direto pro bolso dos corruptos, me anima a ficar com meu velhinho. E olha que já tem 11 anos! Políticos safados e pilantras: quanto menos eu consumir, menos dinheiro dou para vocês.

    • FocusMan

      Mais um que defende o quanto pior melhor…

      • Louis

        Não, defendo o meu bolso.

        • FocusMan

          É mesmo? Que legal…

      • Jorge

        Também pretendo adiar a troca do meu carro, ele tem somente 5 anos. Talvez daqui a 2 ou 3 anos eu troque ele.

        Entretanto eu gostaria que os outros consumidores comprassem bastante para manter a economia aquecida.

        • Luciano RC

          Precisamos de um mercado que gira no sentido horário e continue crescendo. Para isso, a economia precisa estar sólida. Não tem que vender só por que tem está financiando em 72x sem entrada e com credito livre.

    • FabioH

      Meu atual comprei com 2 anos de uso e pretendo utilizá-lo por no mínimo uns 5 anos.

    • Darwin Luis Hardt

      adotei a mesma ideia. Só trocarei quando for preciso e nada mais.

      Comecei a andar mais de ônibus do que de carro também.

      • Luciano RC

        Mas não acredito que está fazendo isso só por que acha caro. Está avaliando vários pontos e chegando a conclusão que é melhor. Eu uso o carro diariamente, adoraria poder usar transporte publico. Porém na minha profissão não da.

        • Darwin Luis Hardt

          na verdade é minha mulher quem usa o carro porque trabalha na capital e moramos na região metropolitana. Pra ir de ônibus eu tenho que ir até a parada que fica há 3km de casa e voltar. E acordar 1h mais cedo. É muito mais cômodo ir de carro direto pro trabalho mas aí serão no total 44km por dia rodados. Com gasolina a 3,89 é brabo. Enquanto ela já tem o vale transporte da empresa garantido.

          • Luciano RC

            Pois é… eu quando ficava em escritório usava fretado. Muito mais cômodo e econômico. Agora visitando clientes, impossível. Tenho que usar meu veículo.

    • Luciano RC

      Então aproveita que 2018 está chegando e você terá que votar em 6 candidatos e faça sua parte agindo corretamente.

  • Ricardo Blume

    O que está melhorando são as exportações e, principalmente, a conquista de novos mercados externos como a Colômbia e países africanos. A demanda interna por zero km continua extremamente baixa e o que salva um pouco é o mercado dos usados. Ainda não há um ambiente favorável para a troca de carro; os preços aumentaram de forma absurda nos últimos dois anos, o crédito continua caro apesar da queda da taxa de juros, o desemprego está na casa dos 13%, a valorização salarial é mínima, o preço dos seguros não para de aumentar, principalmente nos grandes centros e o preço do combustível nós nem comentamos. Falta ainda muito para vermos alguma luz, não se iludam e se endividem a toa. Meu carro está bem velhinho e continuarei com ele por mais algum tempo.

  • Luis Burro

    Nossa, maior quantidade de dias úteis,parece até q é um ano a mais.
    Será q enfim não vamos ver a indústria choramingando? Não sei do q tanto reclamam,qndo não vendem internamente entroxam no primeiro infeliz q conseguem!

  • Fanjos

    Só acabar com o socialismo Fabiano do Huezil, reduzir brutalmente o tamanho do Estado para 10% (e olhe lá) do que é hoje, jogar fora todas as leis do Brasil fazendo tudo do zero, fazendo que as novas sejam pequenas, diretas e eficientes, e imposto único ou muito poucos, de preferência bem pequeno taxado na fonte, que aí tudo melhora.
    Agora enquanto quiserem Estado esquerdista babá, tudo vai continuar no mais puro chorume do jeito que está.

    • FocusMan

      Isso ai não vai ocorrer sem uma guerra. Ou sem revolução.A esquerda criou um aparelhamento no sistema que não será desfeito assim tão facilmente.

      O treinamento a favor da esquerda começa muito cedo, ainda na base escolar… depois, a depender da carreira que você opte, vai continuar sendo doutrinado na universidade. Tirando as cadeiras de Exatas, quase todas tem forte tendência esquerdista.

      Para piorar, muitos se espelham na Europa como grande exemplo de sucesso modal do Socialismo. Estive em países que pregam o Socialismo, como a Suecia por exemplo e realmente se você for apenas olhar de maneira raza, achará aquele mundo perfeito, entretanto, olhe mais a fundo e verá que o que sustenta aquele mundo de conto de fadas é o capitalismo aplicado dentro das empresas suecas.

      Não existe maneira de sustentar um país tão grande como o Brasil com Socialismo e Assistencialismo.

      • Pajé_do_além

        Sabe, posso estar errado quanto a isso. E talvez seja uma visão um tanto otimista demais. Também não conheço a opinião dos suecos em relação ao seu sistema político. Mas no caso da Suécia, por exemplo, e de países ali do Norte da Europa que são sucesso em qualidade de vida, acredito eu mais ter a ver com o elevado nível educacional e baixíssimo nível de corrupção do que pela ideologia em si. Eu tendo a pensar que o sucesso ou fracasso de um governo depende muito mais da sua vontade real de fazer o país crescer, de sua capacidade técnica e honestidade do que da sua ideologia. Não acho que um governo esquerdista bem intencionado arriscaria a besteira de gastar fortunas para bancar benefícios quando o país não tem dinheiro para isso (o que mostra que o nosso governo claramente não tinha como foco a população), mas no caso deles (Suécia) com renda alta, dinheiro para isso e boa administração, vejo como benéfico à população como um todo. De forma análoga, bons governantes de direita não sacrificariam a população para beneficiar um grupo pequeno da elite econômica, mas entendo que determinados ajustes são necessários para o bem coletivo no longo prazo. Penso no equilíbrio como a melhor forma de sucesso como um todo, mas isso varia de país para país, e o Brasil está beeeeem longe disso. Abraço.

        • FocusMan

          Interessante isso. Sabia que o nível de escolaridade dos Suecos é bem baixo, e eles hoje estão importando profissionais, incluído Brasileiros, pois as pessoas lá não estão mais indo para a faculdade, já que a diferença salárial entre um Mecanico e um Engenheiro é simplesmente 2 mil reais, que lá é uma diferença irrisória?

          As coisas que meus amigos que trabalham lá me contam são até engraçadas. Eles dão muito mais valor a qualidade de vida do que tudo.

          Tenho uma amiga que se mostrou tão eficiente ao chegar na empresa que trabalha hoje que uma colega de trabalho, se sentindo ameaçada começou a colocar em cheque a qualidade do trabalho dela.

          A mesma coisa está ocorrendo na alemanha, um gerente de uma empresa que presta serviço para a empresa que eu trabalho, me falou que adora contratar brasileiros, porque a gente não tem medo de trabalhar e corre atrás para resolver as coisas, mesmo a gente não sendo o responsável por ela. E que também a gente tem um nível de escolaridade muito bom, sendo que na Alemanha as pessoas estão cada vez que passa estudando menos, pelo mesmo motivo que citei acima.

          Hoje se você vai a uma empresa de engenharia na Alemanha, o que mais tem é Turco, Brasileiro, Indiano, e Chines.

          Vejo um futuro meio sombrio na Europa por causa dessas questões. Espero que eu esteja errado, mas infelizmente geralmente acabo acertando. Eu era o único ser vivo que conheço que falava que Trump ia ganhar as eleições. O motivo? Eu estava morando nos EUA e convivendo com pessoas simples de lá, trabalhadores de linha de fábrica, operários, e eles estavam bem insatisfeitos com o modelo do governo do Obama. Eu viajei por diversos estados e vi bastante apoio ao trump e nenhum apoio a Hilary e o motivo era que a classe média americana se perguntava porque tantas pessoas de outros países estavam morando lá, ocupando posições de relevancia dentro das empreas. Os americanos da classe média baixa/média passaram a ter chefes de outras nacionalidades. Isso mexe muito com eles. Porque eles passaram a ter chefes de outras nacionalidades? Porque os americanos também pararam de estudar, já que a diferença de salário não é tão grande se você trabalha numa empresa de grande porte. Na empresa que eu trabalho, um operário da linha de montagem ganhava quase igual a um engenheiro, fazendo com que apenas pessoas que querem ter uma vida mais confortável no trabalho ou que sonhem em atingir cargos mais altos, busquem o estudo. A maioria dos seres humanos querem apenas o básico para ter uma vida confortável e isso não é errado, já que o mundo precisa de muito mais índios do que caciques.

          • Pajé_do_além

            Muito interessante sua constatação. É claro que suas informações não são verdade absoluta e em momento algum você quis dizer que eram, mas uma visão assim contribui e enriquece, diferentemente do despejo de ódio constante que vemos aqui. São pensamentos e ideias baseados na realidade individual e experiência, informações que eu aprecio bastante. Já vi alguns relatos como o seu em fóruns, quando pesquiso por curiosidade para ver o que as pessoas acham da qualidade de vida em seus países/cidades. Não tenho noção da dimensão que isso está alcançando, mas se for elevada, pode ser preocupante no futuro. Sobre o Trump, fiquei surpreso com sua vitória, mas o fato é que as informações são passadas de acordo com interesses, fatos são distorcidos, atenuados ou amplificados para gerar vantagens, enganar e atrair ou afastar indecisos. Nada como ver a realidade com os próprios olhos.

            • FocusMan

              Muito enriquecedora a sua resposta. Gosto de conversas como essa, onde cada um expoe a sua realidade e ambos aprendem coisas novas.

              Sabe qual é o meu maior medo atualmente? O mesmo sentimento que eu vi crescendo nos EUA ano passado, que levou a eleição de um imbecíl como o Trump, está crescendo fortemente na Alemanha.

              E se isso acontece na alemanha, sabemos que o fim não será dos melhores…

          • Luciano RC

            Concordo contigo. E essa visão está começando a nascer no Brasil. Acredito que teremos uma reviravolta em 2018 e vai entrar uma pessoa que tem peito pra quebrar o existente e mudar radicalmente.

    • Luciano RC

      EXATAMENTE.

  • zekinha71

    Isso é apenas uma pequena bufa, logo começa a afundar de novo, festival de lay offs, demissões e a parte mais gostosa do esquema, aumentos sucessivos de todas as marcas e ao mesmo tempo, pra compensar a baixa/alto do dolar, eleições na Antartica, temperatura alta na zoropa, neve no sul, ou qualquer outra coisa que sirva de desculpa.

  • Clementino Zelador

    Agora eu troco meu santana por um Agile se deus quiser.

    • Zé Mundico

      Pega um Tipo que é mais negócio.

  • Victor Hugo

    O Temer não tem nada de popularidade, pelo jeito roubou e vai ter que pagar. Mas dos males, o menor! Se a mamãe ainda estivesse no poder, o país já estaria igual Venezuela. Jogando pão para o povo, com medidas populistas, e destruindo os meios de produção. Então, o Demonho Temer até que está fazendo um mal necessário, que está dando resultado.

    • Luciano RC

      Ele é um corrupto maldito, mas deveria aproveitar que ninguém o quer e aprovar aquilo que ninguém nunca vai ter coragem de aprovar. Ir pra cima e tentar melhorar. Mas agora ele só quer saber se salvar o pescoço.

      • Victor Hugo

        Acho que é o que ele está tentando fazer. Fazer o que ninguém tem coragem, para não perder voto! Como ele já não tem nem um, f…

        • Luciano RC

          Ele está tentando se manter até o final do mandato. É a única coisa que ele quer.

  • Raul Pereira

    Desculpem o pessimismo, mas conhecendo a situação, vamos ter o seguinte:
    Governo vai dizer que está tudo lindo e maravilhoso, todo mundo vende 0km e todo mundo tem grana pra comprar então não vamos ter nem incentivo, nem rota 2030 decente, nem nada.

    Montadoras vão dizer que a demanda subiu estrondosamente e por isso vão aumentar ainda mais os preços base e os juros, continuaremos com essa indústria tupiniquim
    Povão vai continuar reclamando, mas aqueles que voltarem a ter emprego ou um pouquinho de grana, a primeira coisa que vão fazer é comprar seu SUV peladão por 100k em 72 mil parcelas a 20% de juros, porque afinal o cara tem que mostrar que está bem… e ainda vão bater no peito dizendo que tem grana pra comprar um ‘carrão’.
    Conclusão: um perrengue desgraçado de anos e só ele melhorar minimamente (mesmo continuando numa situação péssima) que no dia seguinte todo mundo já esqueceu de tudo e ninguém aprendeu foi nada com isso.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend