Progetto 376: SUV cupê da Fiat chega em fevereiro de 2022

Progetto 376: SUV cupê da Fiat chega em fevereiro de 2022

A Fiat ainda não anunciou o nome de seu Progetto 363, o SUV compacto derivado do Argo, que chegará ao mercado em setembro. Contudo, outro já está no gatilho de Betim, o Progetto 376.


Dessa vez, a ideia é seguir o Nivus – crossover-cupê baseado no Polo e que logo chegará ao mercado europeu como Taigo – com a mesma fórmula, mas agora usando a estrutura do futuro Tuo/Domo/Pulse (você ainda pode escolher).

Posicionado acima do 363, o 376 já tem data para início da produção mineira e vendas no mercado nacional: fevereiro de 2022. Isso é conforme o apurado pela consultoria IHS Markit.

Feito sobre a plataforma identificada como Type 199 – que a Fiat chama de MLA – o segundo “utilitário esportivo” nacional da marca italiana promete ser uma extensão do modelo visto no BBB 21, porém, mais caro.

Progetto 376: SUV cupê da Fiat chega em fevereiro de 2022

Já visto rodando com pesadíssima camuflagem (parece um tanque de guerra…) na Europa e aqui também, o Progetto 376 segue aquela tendência de converter crossovers ou SUVs em cupês, a qual mencionamos mais cedo, citando a Audi.

Com traseira pronunciada, o 376 será baseado no Cronos e ficará maior que o Progetto 363. Se a ideia é buscar o Nivus, então ele terá de ir ao encontro do cupê da VW.

Pelo que já foi visto, ele terá mais do sedã argentino que do hatch mineiro, talvez até alcançando o porte do Nivus, que tem 4,26 m. O 376 também terá o mesmo entre-eixos do 363, aumentando a comunalidade entre eles.

Progetto 376: SUV cupê da Fiat chega em fevereiro de 2022

Outro ponto é o design, baseado no conceito Fastback, que será notadamente diferente para tornar o produto mais independente do Tuo/Domo/Pulse, assim como a VW fez com o Nivus em relação ao Polo.

Com colunas C avançadas sobre um bagageiro maior (e com vigia ampliada) que o do mais recente SUV da Fiat, o 376 adicionará novas lanternas em LED, assim como uma frente igualmente expressiva, mas com linhas próprias.

Provavelmente, por conta dos custos, o interior será o mesmo, mudando-se poucos detalhes. Internet 4G com Wi-Fi, sistemas de assistência ativa ao condutor e a motorização 1.0 Turbo Flex farão parte do pacote, tal como no Pulse (a preferência até agora).

[Fonte: IHS Markit via AB/Projeção: KDesign AG]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.