Europa Fiat Hatches Projeções

Projeção: Novo Fiat Tipo Hatch

novo-tipo-1

O projeto Aegea acaba de ser renomeado Tipo no mercado europeu. O nome resgata o antigo hatch médio da Fiat, que chegou a ser importado e fabricado no Brasil, tendo sido inclusive líder de vendas por pouquíssimo tempo.

Até agora, apenas o sedã é conhecido, mas essa projeção de Theophilus Chin tenta mostrar como deverá ser o hatchback. O Novo Tipo deve compartilhar quase tudo do sedã até a parte traseira, onde aqui foram introduzidas novas lanternas, mais compactos e de estilo próprio.

novo-tipo-2

No Brasil, o Novo Tipo poderia substituir de forma parcial o Bravo, utilizando a mesma motorização 1.8 E.torQ de até 132 cv ou 1.4 MultiAir Turbo com 140 cv, mas com algumas tecnologias para diferencia-lo do hatch médio, tais como câmbio automático de seis marchas e Start&Stop, por exemplo.

No caso do Novo Fiat Tipo Sedan, o foco seria a substituição do Linea, assim como a introdução de câmbio automático e desligamento automático do motor, entre outras novidades, que poderiam ser um diferencial em relação ao antigo modelo.

[Projeção: Theophilus Chin]





  • Leandro Balmant

    Poderia ser um bom substituto para o Bravo, tendo na versão de entrada o 1.4 Tjet para concorrer diretamente com o Golf.

    • Bruno

      Esse aí vai incendiar o mercado… badumpishhh…

      • kravmaga

        Tipo Fire…

      • Bruno Wendel Marcolino

        ( ͡° ͜ʖ ͡°)

        eu vi essa zoeira!!! kkkkk

    • Pacheco

      Deveria tirar o 1.8 de linha e deixar só o 1.4 Turbo.

      Tipo o Hatch e Tempra o Sedan.

      • pedro rt

        a fiat ha anos promete tirar de linha esse 1.4 tjet e colocar o 1.6 e.torq turbo no lugar mas ate agora nao teve mais nenhuma noticia

        • Tinho

          O 1.4 T-Jet tem um foco muito diferente do 1.4 TSI, acredito que a Fiat precise trazer novas tecnologias a sua motorização, como, por exemplo, injeção direta e comando variável das válvulas.
          O motor 1.4 T-Jet da fiat é bom, digo por experiência própria uma vez que tenho um Punto com tal. Mas, está um tanto quanto defasado.

        • CASSIO

          tbm ouvi sobre este motor turbo ETORQ , que estariam testando e tal ,mas até agora nada dele dar as caras seria uma opção bem mais em conta frente a este outro motor que é importado da Itália , quem sabe ainda pode vir fico torcendo aqui pra que venha e com melhorias pra poder fazer frente a concorrência …….

  • Gustavo73

    Se tiver o câmbio automático do Renegade já será uma evolução.

    • Pacheco

      Fiat deveria introduzi-lo em toda a linha no lugar do Dualogic.

      • DougSampaNA

        Duvido, a Fiat investiu uma grana preta pra fazer a fabrica deste trancologic aqui, provavelmente tuso que for de 1.8 pra cima, ou turbo pode vir com AT6, mas tirar o Dualogic de todos..esquece.

    • Wellington Myph13

      Com certeza, mas eu particularmente acho Muito Bonito o estilo do Bravo, e preferia ago baseado no estilo dele do que nesse novo Tipo ou mesmo o Ottimo…
      Se a Fiat tivesse coragem de fazer versões como a Ford faz com o Focus mas usando o 1.4T…
      Attractive 1.4T Manual6 – 69.900,00 – 2AB, ESP/TCS/HLA, Som com Bluetooth e Comandos no Volante, Ar-Digital, Piloto Automático, Faróis de Neblina e Rodas Liga 16″
      Attractive 1.4T AT6 – 75.900,00

      Essence 1.4T Manual6 – 73.900,00 – +Airbags Laterais, Rodas Liga 17″, Ar-Digital Dual Zone, Sensor de Estacionamento Traseiro, Retrovisor com Rebatimento Elétrico, CMM 7″ com GPS e Sensor de Pressão nos Pneus
      Essence 1.4T AT6 – 79.900,00

      Absolute 1.4T Manual6 – 79.900,00 – +Airbags de Cortina, Sensor de Estacionamento Dianteiro, Sensor Crepuscular, Sensor de Chuva, Retrovisor Eletrocrômico, Teto-Solar Panorâmico Duplo e Bancos em Couro
      Absolute 1.4T AT6 – 85.990,00

      Teto-Solar, CMM 7″ e Bancos em Couro como Opcionais nas versões Attractive e Essence
      Faróis Xenon de Opcional na versão Absolute

      Isso definitivamente ajudaria o Bravo a vender mais…
      Conheço muita gente que acha o Bravo o médio mais lindo, mas ninguém gosta do Conjunto Motor e Cambio dele e descarta de cara por isso, dai olham pros concorrentes e descobrem que ele tem MUITO menos do que os outros oferecem em questão de tecnologia…
      Eu tive um, não me empolgava muito mesmo quando estava dentro do carro, no dia-a-dia, mas sempre que olhava de longe antes de entrar no carro, sentia que era um carrão (Azul Maseratti ainda…)… O Visual era muito mais empolgante do que dirigir ele…

      • Lucas Moretto

        Esse azul maseratti é muito bonito mesmo. Com teto então, fica show

        • pedro rt

          eu tmb gosto muito dessa cor, mas achei aquele vermelho do toro mais bonito q essa cor

        • Wellington Myph13

          Lindão, adorava demais ele (Mais por fora do que qualquer coisa).
          E o Azul Aurora da Ford no Focus ficou TOP também, ele ficou levemente mais claro, mas no ponto.
          E outra coisa que adoro no Bravo é o Teto-Solar, que aquilo sim é Teto-Solar de Verdade… Não aqueles recortes no teto que nem tem graça…

          • Lucas Moretto

            Isso não dá pra falar mal da FIAT. Desde o Stilo.

      • Rodrigo

        Eu acho o Bravo muito mais bonito que o Cruze SP6, por exemplo, e pau-a-pau (em termos de desenho) com o Focus e o Golf. E olha que estamos falando de um carro que foi apresentado em 2007 na Europa! A Fiat tem dessas, quando quer consegue fazer carros com desenhos atemporais (o Coupé e a Barchetta são bons exemplos).
        Mas como vc disse o que f*de é o conjunto mecânico. Não que seja ruim, mas simplesmente não dá pra concorrer com projetos mais atuais, só isso.

        • Fábio Henrique

          A reestilização tb f*de, assim como aconteceu com o Punto,deixaram o carro super carregado.

      • Murilo Soares de O. Filho

        A questão do Bravo é muito simples, chegou tarde e sem câmbio automático, mas o carro é muito Bom, questão do motor Etorq, na verdade é simples de resolver o desempenho, mas Fiat demorou, e agora não compensa investir nele. Na verdade atualização do Bravo aqui foi um erro, o carro em estilo não precisava de mudar praticamente nada, poderiam ter gasto o dinheiro na reestilização para atualizar sua mecânica…Agora também não adianta reclamar, mas muito é culpa da gestão no Brasil, Belini está de saída e seu substituto, mesmo sendo Brasileiro, pelo menos tem experiência internacional e já passou por outras montadoras. Também é de conhecimento de uma nova geração de motores pequenos e médios da FCA, quem sabe não há grandes surpresas.

        • Wellington Myph13

          Não vejo o Bravo como ter chego Tarde, eu acho que ele chegou até que em uma hora boa, mas aproveitou muito pouco disso. Se a Fiat tivesse apostado em mais tecnologia nele, em um carro médio, pra emplacar mesmo, ele estaria no topo hoje com certeza. Ele tem um desenho que ainda chama muita atenção nas ruas, o que pecou foi que esse tipo de carro já tem uma certa pesquisa antes, não é carro popular que “se cabe no bolso to levando”, é um carro diferente, tem mais opções no segmento, e quando o cara faz estas pesquisas, o Bravo fica lá embaixo em questão de Desempenho, Cambio e Tecnologia. Em termos de Conforto ele é muito bom, um pouco barulhento devido ao motor ter que girar muito pra andar melhor.
          Um pouco mais de Isolamento Acústico, Motor 1.4T, opção de cambio Manual e Automático de 6 marchas, uma Central MM Digna daquele painel que é grande (Deve caber uma CMM de 9″ ali…) Minimo de 7″, Pra começar já resolveria, mas com os concorrentes todos com ESP/TCS/HLA e Multiplos Airbags ai na jogada, e por já estar apagado no mercado, tinha que vir com tudo isso desde a versão de entrada, e só adiciona mimos “dispensáveis” nas demais versões…
          Com isso acho e com propagandas que a FIAT adora fazer, acho que emplacava 1k por mês…

    • pedro rt

      se for sera o de 6 marchas, duvido q coloquer o moderno de 9 marchas

      • Gustavo73

        Sim, o de marchas. O de 9 é oferecido na versão a diesel.

  • Mr. Car

    Agora ao menos faz sentido chamar de Tipo, se bem que ainda prefiro um nome inédito.

    • x1

      concordo!

  • oscar.fr

    Seria uma boa este Aegea hatch para o Brasil, ainda mais se ele vier mais barato que os médios, como Golf e Focus.

    • BillyTheKid

      Bom, a Fiat já tem um médio mais barato que o Golf e o Focus…

      Enfim, não basta só ser “o mais barato”. Se esse Egea/Tipo vier, deveria ter no mínimo opção de câmbio com conversor de torque e uma CMM maior que um smartphone.

      • Pacheco

        Na vdd ele precisa ser inovador e despertar desejo. O Bravo é muito apagado e Brasileiro não gosta de carro q vizinho não nota.

    • pedro rt

      acho q vira a preço de FIT ja q o sedan custara o msm q um city

      • oscar.fr

        Aí sim, seria bastante interessante.

  • V12 for life

    A proposta do sedan é substituir o Linea que foi realinhado como concorrente do City, o Tipo hatch naturalmente será o substituto do Punto, deixando a FIAT sem um veículo médio oque da espaço para a a Dodge ou a Chrysler entrar nesse mercado, acho que será o mais correto já que acima dos compactos somente Tempra e Tipo obtiveram um bom sucesso.

    • pedro rt

      o TIPO notchback nao e sucessor do punto e sim do bravo, o do punto sera o msm do new palio q chegara no 2° semestre do proximo ano

  • renanfelipe

    Eu não vi graça nenhuma neste carro… parece que já chega velho. Acho, inclusive, que o Bravo tem muito mais personalidade.

    • saosao

      “já chega velho”, pensei a mesma coisa quando vi a foto.

      • Fernando ZA

        No Brasil o foco da Fiat é carro compacto.
        O Punto está cansadíssimo. Na Europa ainda existe porque a matriz italiana vai mal das finanças. O que arrasta a Fiat por lá é o Panda.
        Aqui qualquer coisa diferente de Uno, Palio e Strada estará fadado a micar no mercado.

        • Rmx

          Esqueceu a família 500 que vende bem lá, e por outros mercados na EU também!
          E a FIAT Professional que vende muito Fiorino, Doblo, Scudo e Ducato.

          Seria uma revolução vender todas as versões da 500 no BR, bem diferente de Uno e Palio!!

        • pedro rt

          o panda e a familia 500 tmb, o resto vende pouco na europa

    • leitor

      O carro está bonito.

      • renanfelipe

        Ele não é feio, é correto. Mas não me desperta nenhuma emoção…

      • th!nk.t4nk

        Vocês entendem que esse carro não existe né? É só um desenho de um fã.

  • Garuda

    Que coisa horrível

    Prefiro o Ottima

    • pedro rt

      o ottimo parece um cruze hatch com estilo de bmw serie 1

  • leitor

    Eu gostava do Tipo antigo e ouvi dizer que era de boa dirigibilidade, claro que não foi de quem anda de carrão. Gostava do modelo espaçoso em um carro de tamanho comum. Mas é Fiat, marca que aqui no Brasil só valoriza o carrinho pequeno e popular e esquece de dar atenção ao mercado dos maiores. Isso parou no Tempra.

    • Rodrigo

      Eu tive um Tipo 1.6 e posso dizer que era um carro com uma estabilidade muito boa e até certo ponto econômico (fazia 12,5 de média, em São Paulo). Mas a economia ia pro vinagre na hora de trocar a suspensão a cada 6 meses.

      • Pacheco

        Tipo e Tempra SW não tiveram os pivos e bandejas preparados para nosso piso. Só o Tipo Sedicivalvole q suportava mais.

        Ja o Tempra Sedan foi adaptado e suporta bem.

        • Rodrigo

          Na verdade acho que o tipo foi pouco tropicalizado, pois não era somente bandeja e pivô, era suspensão, acabamento que batia (principalmente a tampa traseira de fibra), parte elétrica,…, até a bóia do combustível que fazia o ponteiro se mexer em curvas. Enfim, o carro tinha suas qualidades, mas os defeitos as superavam.

    • pedro rt

      eu tmb gostava do tipo, qdo eu era criança pedia pra minha mae comprar um, e ela quase comprou um

  • x1

    o nome TIPO, me lembra algo como problema ou mico. Não sei se no Brasil seria bem aceito. Mesmo que o novo carro seja excelente, ele já chega com indíces de rejeição altíssimos, causados pelo nome de um produto antigo e que teve vários problemas no passado.

    • Mauro Moraes

      O Tipo, carro vendido no Brasil nos anos 90, foi o único carro importado a ser líder do ranking geral do mercado em um único mês, conseguindo bater o até então líder Gol.

      • Gustavo73

        Sim, mas logo depois perdeu vendas apesar do modelo que pegava fogo era o italiano.

        • Jackson

          Eu tive um Tipo italiano 95 de terceiro dono e sinceramente ele me deu menos problemas que o Gol G5 2008 1.0 comprado zero. Troquei o Tipo com dó no coração, porque a garagem que possuía era bem apertada. Troquei por um Ka 99. Agora o Gol foi um alívio quando me livrei daquela bomba. Problemas de motor, câmbio, partida a frio, freios e parecia uma escola de samba.

          • pedro rt

            minha mae quase teve um TIPO nos anos 90 mas desistiu pq foi naquela epoca q eles pegavam fogo e surgiu aquela associacao chamada AVITIPO, ja qto ao gol tvemos um special 1.0 2000 e ele nunca nos deu problema

      • pedro rt

        o TIPO foi o carro mais vendido do BRASIL entre os nacionais e importados por 2 meses em 1994, nessa msm epoca o uno mille tmb conseguiu isso por 3 meses entre 1994 e 1995, so esses 2 carros conseguiram roubar as vendas e o lugar do gol por meses nos anos 90

    • Denis

      A história do Tipo se iniciou em 1984, quando a Fiat Itália decidiu criar um novo segmento de hatch que fosse um pouco maior que o Uno (este lançado em 1983), mas abusando de suas linhas modernas e cheias de provisos. Do desenvolvimento até o inicio da produção, Tipo chegava em forma definitiva em 1988, quando ganhou a cidadania italiana.

      Por lá, o modelo abusava das linhas quadradas, evidentes com a do compacto italiano, oferecendo como diferenciais as opções de motores mais fortes, á niveis de equipamentos bem elevados. Pois a intensão da Fiat era simplesmente rivalizar com modelos a altura do hatch, onde o Opel Kadett (que anos depois entrava o Astra) e VW Golf já reinavam neste duelo.

      No Brasil, Tipo foi um dos veículos de maior sucesso da Fiat nos anos 1990. Inicialmente importado da Itália, ele chegou aqui em 1993 em carroceria 2 e 4 portas. O hatch desfrutava do bom espaço interno, combinado a uma lista de equipamentos generosos. Dos itens, os clientes podiam levar ar-condicionado, vidros e travas elétricas, além de teto solar, air bag para o motorista e freios ABS nas mais caras.

      O Tipo era ofertado em versões que combinavam com cada níveis de motores: 16 i.e. (injeção eletronica) de 82 cavalos, SLX 2.0 i.e. 8 válvulas de 109 cavalos e Sedicivalvole 2.0 i.e 16 válvulas de 127 cavalos. Se tornou uma referencia no segmento, inaugurando a categoria dos hatches médios no país. A concorrência logo aparecia com VW Golf e GM Astra em 1994, ambos também importados.

      Em seu melhor ano, 1995, chegou a emplacar 85.281 unidades, ultrapassando o líder da época, o VW Gol. Na Italia, a Fiat descontinuava o sua produção, abrindo espaço para a dupla Bravo e Brava, modelos derivados do sedã Marea. Com um mercado cheio de altos e baixos, o Tipo cada vez se firmava ao gosto dos brasileiros, justamente em que a montadora aderisse a sua produção local.

      Em 1996, o Tipo passava a ser produzido em Betim (MG), lugar onde saiam Tempra,Uno e o recente Palio. De novo, o modelo trazia o 1.6 Mpi (injeção multiponto) de 92 cavalos. Ele também foi o primor da inauguração do air bag ao país, item atualmente obrigatório no mercado. Com uma breve passagem aqui, Tipo durou até 1997, com um total de 180 mil unidades, sendo que apenas 12.570 foram fabricadas em solo nacional.

      Com imagem de um modelo bem sucedido, Tipo se tornou um dos modelos mais odiados de quem já foi motorista e proprietário dele. Com lembranças nada amigáveis, o carro esteve envolvido em um grande recall ocorrido em 1996. A primeira foi um vazamento de um tubo convergedor de ar quente do motor, consertada sem exito. A segunda então era pior, problema no fluido da caixa da direção hidráulica, que vazava e pingava no escapamento, dando inicio o foco de incêndio dentro do motor, resultando uma chamada de 150 mil unidades do modelo. O que de fato se tornou um ícone da rejeição e desvalorização do Tipo ao mercado.

      • pedro rt

        o TIPO veio pra substituir o STRADA/RITMO q ja andava em baixa na europa com o lançamento do peugeot 309 e principalmente o golf mk2

  • leitor

    Não adianta o carro ter beleza, conforto e espaço mas na manutenção ser o mais caro e o mais difícil de reparar.

    • Rmx

      ???????????????????????????????????

      • Gustavo73

        Ele tem um DeLorean e já sabe como serão as coisas.

      • leitor

        Coisas de Fiat que não é popular. Marea e Linea, bons carros que não valem muita coisa por conta da manutenção. É assim que a Fiat faz.

        • Rmx

          Se não é popular ! Não tem porque ser diferente.
          Como Gol 1.6 e Golf 1.6 ou Golf e AUDI A3, (TIPO) e Renegade, isso vale para todas.
          Mas os dois motores estão presentes a muito tempo em outros modelos, talvez isso elimine esse problema

        • Fábio

          Entendi…vc queria um Rolls Royce mas com manutenção barata como de um Gol e Uno Mille.
          Coerência, a gente vê por aqui…

        • Leandro

          Marea sofreu com manutenção cara. Línea nunca teve esse problema.

          • Pacheco

            Não tem o 1.8. Quem tem o Micado 1.9 tem enorme dificuldade em peças mecanicas e uma desvalorização absurda.

            Ja achei Linea 1.9 por 18 mil reais e o vendedor falando q ninguém quer.

            • pedro rt

              linea 1.9 e mais mico q o atual 1.8

          • Murilo Soares de O. Filho

            Não é só Marea que possui manutenção cara.

        • leitor

          Outros carros mais caros não têm manutenção tão difícil. Corolla, por exemplo. Por que não caem tanto de preço? O Civic também.

        • Murilo Soares de O. Filho

          O Linea nunca teve problema com manutenção, só corrigindo.

        • leitor

          Linea ficou com a fama disso. E o Marea era muito mais carro pra época.

  • AHSOliveira

    Traseira remete ao Qoros 3 hatch.

  • Dick Buck

    Ficaria legal aqui o Tipo como o hatch e o sedan como Tempra, a traseira do hatch da projeção eu não curti, parece a traseira dos membros da família 500, muito redondinha nao combina com a frente parruda dele (porém um futuro palio com essa traseira e uma frente diferente ficaria bem agradável), espero uma traseira de aspecto mais esportivo.

  • Rodrigo Queiroz.

    Ainda tem muito espaço para melhoria do desenho traseiro do Tipo hatch.

  • afonso200

    falta o TEMPRA.

    • Airplane

      O nome Tempra seria adequada para o sedâ. Minha sugestão: TEMPRA FIRE.

  • afonso200

    FCA tras o chrysler 200

  • celso

    Nem essa projeção, nem a versão sedã ( Aegea ) são dignos de nota.
    Dois carros bem sem graça.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Ja vi projeções mais bonitas rolando na net, Theophilus anda sem criatividade.

  • AATavares

    Teremos Tipo substituindo o Bravo.. Que tal substituir o Linea por Tempra e 500 pelo Fiat 147 também ?

  • Edivaldo Souza
  • Diego Lip

    Por mim pode chamar de Fiat Tipo o hatch e Fiat Tempra o sedã.

    • Airplane

      Também acho. Só que com o complemento “fire”: TIPO FIRE e TEMPRA FIRE.
      Com esses nomes vão incendiar o mercado!

  • Airplane

    O nome Tipo sem dúvida ficaria melhor para o hatch. Sugiro que seja acrescentado o adjetivo “fire” ficando assim: TIPO FIRE.

  • Rodrigo

    Acho que pra ficar melhor, as lanternas deveriam ser maiores, estendendo-se até a base do parachoques. Daí sim remeteria mais ao Tipo original. Da maneira em que está lembra muito o Sandero.

  • Apopololo

    Achei estranho, o sedan está bonito.

  • pedro rt

    pelo q falam a versao hatch do novo TIPO nao tera uma traseira assim, sera como a do antigo BRAVA q era um 2 volumes e meio, um notchback

  • defotube .

    O desenho do bravo ainda é mais bonito!

  • João Felipe Machado Silvestre

    traseira ainda muito inspirada na família 500…de resto, bonito…

  • Lenicio Felinto

    Tipo Gol

  • Hugo Henrique Silva Lange

    SAndero, meu filho!? o q tu faz na traseira da fiat?

  • HugoCT

    Ainda acho o Bravo muito Bonito, mais que a projeção. Acho ele mais bonito que o golf, mas a Fiat bem que poderia colocar um cambio automatico de 6 vel. e um 1.4 Tjet com as tecnologias atuais.

  • Thiago K. Galiza

    essa traseira me deu uma gastura

  • DougSampaNA

    Bunda de Sandero…incrível.

  • Giuliano Luchetti

    deprimente, como designer, ver uma projeção destas…pegou todos os traços da traseira, lanterna e cintura, colocou num saco e jogou fora…tudo, graças as aulas de photoshop…juro q gostaria de saber qual a ligação entre o modelo AEGEA e a lanterna do 500x, a tampa do brava, os para choques misturados do palio e punto, junto d um aerofólio grosseiro?…

  • lucas

    Na boa, FIAT só tem carro fuzilado. Eu sou melhor design do que qualquer um da FIAT. Desenho um carro mais top no paint do que qualquer um da FIAT.



Send this to friend