Esportivos Projeções Sedãs Volkswagen

Projeção: Volkswagen Virtus GTI

Projeção: Volkswagen Virtus GTI

O Volkswagen Virtus em breve terá uma versão esportiva e não será a GTI, como se esperava antes com relação ao Polo. O GTS é o que virá e terá motor 1.4 TSI de 150 cavalos e 25,5 kgfm com etanol e gasolina, mas espera-se câmbio manual de seis marchas para que a proposta seja mais esportiva. No entanto, uma proposta acima disso também não seria ruim, ainda mais associada com o câmbio automatizado de dupla embreagem DSG de seis marchas e um motor mais forte.


Nesse caso, o propulsor naturalmente seria o EA888 2.0 TSI de 220 cavalos e 35,7 kgfm, que até poderia ser reduzido para 200 cavalos e um pouco menos de torque, a fim de manter a oferta abaixo do Golf GTI em termos de performance. Um Volkswagen Virtus GTI, então, como seria? Nessa projeção de Kleber Silva, o sedã compacto da marca alemã importa da Alemanha o estilo dos faróis do Polo GTI europeu, ganhando LEDs diurnos envolventes com feixes vermelhos e projetores duplos com diodos emissores de luz.

A grade com filete vermelho leva o logotipo GTI, enquanto o para-choque adota um layout inspirado nos utilitários esportivos mais recentes da Volkswagen, centrando dois frisos em preto brilhante na parte central, que se alargam nas extremidades, onde ficam os faróis de neblina e as luzes de LED originais. Nas laterais, apliques das versões levam o logotipo GTI com fundo vermelho. As rodas de liga leve eventualmente seriam outras, mais radicais e de aro 18 polegadas, mas as pinças de freio vermelhas estariam presentes como nessa proposta visual.

Projeção: Volkswagen Virtus GTI


O Volkswagen Virtus GTI contaria ainda com teto preto e lanternas escurecidas, além de para-choque traseiro com difusor de ar e saída de escape dupla e cromada, integrada ao desenho do conjunto. Com suspensão pelo menos 20 mm mais baixa, o sedã esportivo teria ainda defletor de ar sobre a tampa do porta-malas. Por dentro, o carro teria bancos Recaro com acabamento em tecido quadriculado com opção de couro Nappa, volante esportivo de fundo chato com logo GTI, Active Info Display atualizado e multimídia Discover Media com Google Android Auto e Apple Car Play, além do MirrorLink.

O visual interno, em tons escuros, poderia ainda dispor de outros itens de conforto. Já na mecânica, o freio de estacionamento pode ser manual mesmo, mas sem dúvida o conjunto contraria com sistemas completos de assistência, incluindo diferencial de deslizamento limitado e bloqueio eletrônico. O Volkswagen Virtus GTI seria legal até em termos de condução, mas seu preço realmente seria bem elevado. O que você acha, valeria a pena?

[Projeção: Kleber Silva]

Projeção: Volkswagen Virtus GTI
Nota média 4 de 6 votos

  • Rodrigo

    JÁ TENHO SUBSTITUTO PARA MEU JETTA, FAVOR VW NÃO PESE NA MÃO!!!!

    PODERIA TER USADO O NOME R-LINE (MAIS CHIQUE).

    • Fábio A.

      Também estou aguardando para ver. Talvez um Polo ou Virtus GTS possa vir a ser o substituto do meu Civic.

      • Rodrigo

        Fabio, já tive uma Pathfinder diesel (SUV de verdade) só que para meu uso atual 90% cidade, não era bom, coloco também como opção o crossover RENEGADE diesel, (já que eu estou pagando pelo subsidio, posso usar também), provavelmente o gasto com combustível será inferior a esses populares 1.0.

        • Fábio A.

          Pois é.. Também quero reduzir meu gasto com combustível, mas sem perder desempenho, então um 1.4 Turbo é a medida certa pra mim. Cruze 1.4 Turbo seria outra opção também..

  • FredBarros

    Não precisaria de nada disso… Para ser viável ($$$) não poderia ter motor de GTi ou câmbio manual. Nem o Golf GTi, um carro mítico, vende com câmbio manual… E se botar a sigla GTi ou GTS o seguro do carro é automaticamente multiplicado por 2 ou 3.

    Melhor se vier um Polo, Virtus ou T-Cross “alguma coisa”line com motor 1.4 turbo e um cambio DSG que não seja barulhento (imagina um T-Cross com um cambio que seja barulhento em estradas esburacadas, de terra ou de paralelepipedo…).

    E pra um modelo esportivo fazer sucesso atualmente a montadora tem que fazer um convenio com uma seguradora pra vender um seguro a preço razoável (talvez fixo) por um período de 3 a 5 anos.

    • Fabio

      Já foi demonstrado que o Polo e o Virtus vão ter versão GTS, só não se sabe as especificações

  • Wellington Myph13

    Seria top demais ter Polo e Virtus com 2.0T, mas ainda acho motor mais aceitável para os médios Golf e Jetta mesmo…

    Só espero que Polo e Virtus recebam o 1.4T em versões normais também, além da GTS, e com direito a 6 airbags…

    • Gustavo Melo

      1.4 TSI tá ótimo pelo peso do Virtus (1190 kg). Aguardando pelos números e preço do Jetta MQB 2.0 TSI, deve entrar no meu radar, minha esposa gosta muito (eu idem, já tive um 14/14 mexicano).

  • Lorenzo Frigerio

    1.4 TSi com Tiptronic 6 na direção já estaria ótimo; o Virtus é um Voyage modernizado. Manual 6 também poderia estar disponível.

    • Rafael Straus

      Você já dirigiu um Virtus?

      Não tem nada a ver com Voyage.

      • Renato Duarte

        estar dentro do Virtus e ver aquele painel é praticamente ter a mesma sensação de estar dentro do Voyage, simplão demais. Não vale os 82k que a VW pede…

        • Fabricio Pinho

          Corre lá e paga 83k no City!
          Bem menos tecnológico e sem ESP.
          Mas tem paninho na porta, e é isso que importa.

        • Rafael Straus

          Realmente você não dirigiu o carro. Dirigibilidade é outra coisa.

          Faça o teste drive no TSi e depois volte aqui.

  • Pedrov154

    Bem difícil o Virtus 1.4 TSI vir com câmbio manual. Principalmente pelo preço que vai custar (+90 mil, certamente).

  • mjprio

    Com 2.0 ia levantar voo rsrsr. Com o 1.4 ja estaria de bom tamanho. O problema seria o preço absurdo

  • Filipo

    Eu (minha opinião) penso que o Virtus deve ganhar uma versão com motor EA-211 de 1,4L, mas ao contrário do Polo, não será esportiva.
    No Virtus, por ser um sedan, e também mais pesado (cerca de 50 kg), deverá ganhá-lo (motor) em uma versão mais luxuosa e refinada, como uma “Exclusive” (que já existiu no Santana, por ex.), unicamente com o câmbio automático de seis velocidades.
    Já no Polo, a versão deverá ser a “GTS” mesmo, pois o carro ficará com uma relação peso/potência excelente, e por ser hatch compacto, cai bem para uma versão esportiva. Resta a saber qual o câmbio que a VW deverá usar, mas eu creio que será o manual de seis velocidades.
    Portanto, o Polo seria o único GTS, pois além de mais leve, viria com câmbio manual, ao contrário do Virtus Exclusive, o que o deixaria mais rápido.
    O que é estranho é que esse Virtus “Exclusive” roubaria muitas vendas do novo Jetta de entrada, com o mesmo motor e câmbio. Não sei o que a VW fará em relação a isso.
    É assim que penso.

    • Pedrov154

      Acho que a VW está na mesma linha das outras marcas, que em tempos de enfraquecimento do segmento dos médios, investe nos “compactos-premium” e nos SUVs. A própria Toyota parece estar fazendo isso ao matar a versão GLi do Corolla para dar espaço ao Yaris. A Honda “trocou” o Civic pelo HR-V, a Fiat desistiu do Bravo (e do novo Tipo) para ficar com o Argo…

      Soa mais rentável e no final das contas, é o que está vendendo aqui no Brasil: compactos e suas derivações.

      • Fábio A.

        Realmente é o que parece estar acontecendo, primeiro foram as peruas, agora os hatches médios estão dando o último suspiro, os sedans a cada dia perdem mais força no mercado.

  • Natán Barreto

    Não existe sedã com o sobrenome GTI, apenas hatches. A nomenclatura adotada pra sedã esportivo na VW É GLI.
    Jetta GLI é um clássico como o Golf GTI

    • artxin

      Existe também GT (usado pelo Passat NMS) e GTE (Passat Global e Golf).

    • raf mandwolf

      Já ia vir comentar isso. Uma única exceção que consigo pensar é a Parati GTI, mas aí acho que foi bem fora da curva mesmo.

      Deveria ser Virtus GLI, como você comentou.

  • Danillo Santos

    Baita carro! Tomara que tenha mesmo uma versão com 1,4T. Só pra levantar uma polêmica: com motor maior, o virtus já poderia ser considerado sedan médio?

    • Fábio A.

      Certamente “roubará” clientes dos médios.

    • Wellington Myph13

      Virtus tem a mesma estratégia do City, alongado pra ter espaço que os médios um dia já tiveram, enquanto as gerações vão evoluindo e crescendo…

      Mas ainda falta muito pra chegar a um médio de verdade, independente do tamanho. Falta um refinamento extra pra atingir isso… Só de andar no Cruze ou mesmo que for no Jetta atual, já se nota a diferença. O Virtus é bom, acima da média da categoria, mas ainda não chega nos médios.

  • Licergico

    Nas fotos ele fica mais bonito !
    Ele vindo é bem mais bonito que indo e o porte do carro é legal .
    Vi hoje pessoalmente (um highline azul ) e é estranho , parece um carro bem mais barato . as lanternas traseiras são feias e o conjunto todo parece sem harmonia ( carroceria , rodas , proporção das lanternas , tamanho do carro , vidros etc ) mal comparando seria como simplesmente esticar o vayage e não mudar mais nada. O painel ( mesmo sendo o digital ) me pareceu coisa de carro super barato com aspecto de carro chines antigo ( muito vagabundo ) .

  • Ricardo

    Seria o primeiro VW GTi da história. Uma heresia mas massa!

  • Ricardo

    Polo GTS 1.4T manual já estaria bom demais!

  • Luis Burro

    Acho q esta sigla ñ combina muito bem com um sedã,ficaria melhor com a Saveiro.

  • Ricardo Leite

    Virtus, apesar do acabamento simplório, possui uma excelente dirigibilidade e eh muito bem equipado nas versões TSI. Suas vendas comprovam isto(vendendo bem mais que Cobalt, City e Cronos). Um motor TSI 1.4, deixaria ele um belíssimo carro.

  • Victor Canavesi

    Quem quer perfomance a melhor saída é fazer seu próprio carro. porque 150cv não é esportivo, esportivo é 250, 300cv, um bom torque mais em alta

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email