Ford Manutenção

Proprietários reclamam do câmbio Powershift da Ford

ford-ecosport-titanium-powershift-8-620x406 Proprietários reclamam do câmbio Powershift da Ford

Alguns proprietários de veículos da Ford têm reclamado de problemas relacionados com a transmissão de dupla embreagem Powershift. Na internet há pelo menos 458 casos relatados, envolvendo modelos como Fiesta, EcoSport e Focus, por exemplo.



Até mesmo um fórum foi criado para que os proprietários pudessem trocar informações sobre os problemas no Powershift. Os relatos falam de trepidação, superaquecimento, ruídos e trocas prematuras de kits de embreagem.

Um relato dá conta de um Fiesta SE Powershift 15/15 adquirido zero km, que com um mês de uso, começou a trepidar. O proprietário descobriu na revenda que houve uma adaptação na caixa automatizada para o Brasil e que não há recall, sendo que a Ford estaria trocando as peças. A promessa, não cumprida, foi de substituição do kit de embreagem.

Outro caso é de um EcoSport Titanium 13/14, que após 30 mil km rodados, teve o kit de embreagem trocado duas vezes. O câmbio apresentava ruídos, vibrações e superaquecimento. A proprietária acabou vendendo o veículo após os reparos não terem surtido efeito.

new-fiesta-se-powershift-impressoes-leitor-1-620x826 Proprietários reclamam do câmbio Powershift da Ford

O próprio manual do veículo alerta para o superaquecimento do Powershift em situações de marcha lenta, congestionamentos e trepidação. Uma mensagem no painel acende, recomendado pisar no freio, o que resfria a transmissão. A Ford recomenda que em uso prolongado, o motorista mantenha o veículo em velocidade alternativa para reduzir os tempos de marcha lenta.

Ainda assim, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o fabricante é obrigado a resolver o problema no período de 30 dias. O consumidor pode exigir também devolução do valor pago, troca por outro veículo ou abatimento na compra de outro modelo.

Mesmo esclarecendo o consumidor sobre o problema, a Ford não fica isenta de responsabilidade e obrigação da correção do defeito. Além disso, um recall deve ser declarado, já que diversos relatos foram registrados.

[Fonte: Estado de Minas]

Agradecimentos ao Leandro Canuffi.

  • Claudio Abreu

    Oi? Não aguenta trânsito pesado?? que bom que Ford avisa..
    Brincadeira, não?

    • RafaCtba

      Que coisa…rss

      • Ainnem Agon

        “Usado? Prefiro comprar um 0km pra não ter dor de cabeça…”

        • Marco Schneider

          Imagine então comprar um desses usado hahaha dor de cabeça²

          • Anderson Lemos

            Imagina então quem pegar um “file” com 120 mil km voltado pra 60 mil km e fora da garantia.;..

            • Alligator

              Só uma coisa, quem compra carro usado sem histórico tem que se F#*•# mesmo !!!

              • Edson Fernandes

                Calma cara… não é assim.

                A pratica de ferrar as pessoas está piorando para quem o faz. E se existe carro usado, ele deve ser vendido. Ou para vc, todo carro usdao cujo vc não sabe a procedencia tem que se ferrar a pessoa que compra?

                Se fosse assim, o mercado de usados não estaria agitado como anda.

                • Alligator

                  não pq o amigo ai de cima, disse que “REVENDAS” adulteram a quilometragem em 100.000km, eu acho quem compra um CARRO com toda essa quilometragem adulterado ou é muito “inocente” ou gosta de ser enganado, pois só com as revisões obrigatórias, já da para ter uma noção real de quanto rodou um veículo “semi-novo” ou até mesmo depois de um período de 2-3 anos do fim da garantia (se o veículo continuou com o mesmo proprietário) ainda dá para ter alguma ideia sobre essa KM é real ou não.
                  Já um carro muito rodado ou com mais de 10anos, só andando em diferentes de piso e levantando para analisar o carro por baixo, e ver quais peças já foram trocadas.

    • DevXav

      Pra mim a solução para o problema é simples:
      Para de fabricar aqui na banãnia pois esse lixo de país só sabe DEPENAR tudo os carros.. Pra faltar peça nos PowerShift dando problema É UM PULINHO.

      Aposto que os fabricados no méximo não apresentam esse problema..

      • Lucas de Lucca

        O sedan ainda vem de lá e apresenta também. Mesmo em outros mercado vem dando problema. Basta procurar no Google informações em fóruns gringos.
        Esse câmbio é bichado isso sim. Aliás, todos os dupla embreagem sofrem com alguns probleminhas chatos e crônicos, até os endeusados DSGs do grupo VW.

        • DevXav

          Caramba…
          Erro de projeto feio então..

          • Zergling

            Complexo de vira-latas.

            • DevXav

              Simples de vira-lata.

        • ultimate_rr

          O que acontece com os automatizados? A impressão é que tanto o PShift quanto o DSG têm erros graves de projeto.

          • Lucas Mendanha

            Cara, pessoalmente, nao credito a erro de projeto, mas ao tipo de uso.

            Se analisar bem, o que ferra esses cambios é o uso em transito. Como ele usa embreagens ao inves de conversor de torque, com o creeping o efeito é o mesmo que andar queimando embreagem no manual convencional…e nós, que gostamos e entendemos de carros, sabemos que queimar embreagem nao presta…

            Essa caixa Getrag Powershift é da mesma familia da M DCT Drivelogic das BMW M, e nos reviews dela é so elogios..

            http://www.getrag.com/en/products/powershift/powershift.html

            e o no outro topico o pessoal criticava a VW por voltar com o Tiptronic no Golf…

            hahaha

            • Edson Fernandes

              Negativo. O carro em qualquer lugar do mundo, se ele vai ser concebido para rodar em transito, tem que ter um projeto em que suporte tais condições.

              Aí é muito exagero imaginar que o todo poderoso Golf só será ruim aqui porque tem transito. Na europa também tem transito!!!

              Na China também tem transito!!! Se um cambio não consegue se adaptar a uma condição cotidiana no mundo todo, algo de errado é com o produto e não com o tipo de uso.

              Quer dizer que para ter cambio de dupla embreagem eu só posso andar em vias descongestionadas ou estradas? Não faz sentido, já que esse cambio tem por premissa dar conforto e redução de consumo perante um automatico.

              E depois o pessoal diz que quer um automatico convencional e isso parece beirar o absurdo, mas considerando esse tipo de problema, é compreensivo pensar sim que um automatico mesmo com maior consumo é melhor escolha.

              • Lucas Mendanha

                Quando disse “Se analisar bem, o que ferra esses cambios é o uso em transito.” achei que nao fosse necessário colocar “nesses casos relatados na matéria”, afinal estavamos falando de “possivel” erro de projeto.

                Entao…

                Normalmente as limitações e recomendações vem explicadas no manual. Mas sabemos que muita gente nao se atenta a isso, afinal, “nao preciso de um manual para fazer o que faço a X anos sem problema”.

                É obvio que um equipamento deve ser dimensionado para todos os fins a que ele é destinado. Mas tem situações que, mesmo cotidianas, colaboram para um agravamento de uma caracteristica. Mesmo o cambio epiciclico com conversor de torque, dependendo do esforço aplicado, esquenta o oléo e entra em proteção. Isso quando nao torra algum componente…

                https://youtu.be/6iCRnAUftvI?t=7m56s

                Se observar nesse video, da pra ver como é a embreagem do powershift.. Fica mais facil de entender que, como num mecanico normal, se abusar demais do acoplamento da embreagem , como no creeping, que usa “meia embreagem”, com o tempo o componente fica comprometido. Pegando como exemplo uma situação que ja vivi: 2h de engarrafamento por dia, 5 vezes na semana. Num caso assim, é prudente a alternancia para o neutro ao inves de manter o drive e segurar no freio nos M/DCT. Uma solução pra isso? Não sei se tem, mas o controle de neutro que tinha nos cambios Aisin/GM a uns 12 anos atrás faria muito bem.

                No caso do conversor de torque, isso ja nao acontece, justamente porque o creeping é o efeito do motor, em marcha lenta, girando a turbina e impulsionando com baixa pressão a bomba, nesse caso a pressão exercida é suficiente apenas para arrastar o veiculo,

                Agora, quer um exemplo de “uso/expectativa indevida”? Entra no Forum4x4 e pesquisa sobre Diferencial de Deslizamento Limitado. Pesquisei esses dias e vi muita gente reclamando que “nao bloqueia nada”, “agarrei na trilha e nao serviu de nada, pois a roda que tinha aderencia nao tracionava”, quando na verdade a finalidade e funcionamento dele é para uso corretivo em velocidade e nao como bloqueio efetivo do diferencial para situações off-road.

                • Edson Fernandes

                  Complicado.

                  No caso desse Aisin, ele desacopla o cambio ao imobilizar o carro. O fluence em D faz isso. (sequencial não)

                  Na realidade, poderiamos ter isso sim, só que brasileiro qdo tem automatico, acha que o carro deveria ficar parado mesmo sem pisar no freio. Esse é o problema.

                  Mas o recurso poderia ser ligado ao hill assist para que evitasse de ir para trás ao “engatar” a marcha. Seria relativamente simples e pouparia (além de evitar consumo de combustivel) a embreagem.

              • Iran Borges

                Eu mesmo estou sondando os carros com automático convencional… e pelo jeito vou de Civic, Corolla ou Elantra até o fim do ano.

            • ultimate_rr

              Olha, depois de algumas informações, nem sei se é possível criticar a VW pelo Tiptronic no Golf. Concordo que muitos problemas da dupla embreagem é causado por “mau uso”. A grande questão é: o povo aprenderá a usá-la da forma correta?? Até que isso ocorro, qual será o custo para a montadora?

              • Lucas Mendanha

                Pessoalmente, acho que ela está sendo bastante racional nessa atitude.

                Da mesma forma que o CVT só se popularizou e foi bem aceito pelo publico geral após o uso das marchas virtuais. É preciso oferecer ao cliente o que vai agradá-lo ao máximo.

                Era uma boa vantagem no 1° Fit o motor funcionar em uma rotação ideal e deixar todo o trabalho para o cambio. O carro era esperto (dentro de suas limitações) e bastante economico. Mas o povo nao gostava pq parecia um carrinho de bate-bate, sem marchas..

                Configurado com marchas virtuais, virou um cambio “comum” como qualquer outro. A vantagem em relação a um DCT/AT é poder ter mais opções de marcha dentro do range de atuação da relação da correia.

              • Filipe Inacio

                Olá amigo, me desculpe a ignorância, mas “mau uso” é a única coisa que não se deve atribuir ao proprietário desse tipo de veículo! Quando se tem veículo manual, queimar embreagem é sinal de mau uso, viver com pé no pedal da esquerda força o sistema e pode ser atribuído mau uso! O automático veio pra não ter “interferência humana”, dar mais conforto e propiciar “programação do sistema” para trabalhar da melhor forma para o conjunto! Nos atuais câmbios, do tipo “automatizados”, o que deveria haver é a potencialização do automático aliado a economia, maior conforto, segurança, estabilidade e confiabilidade alem de qualidade! Se o sistema, está “automatizado” em pleno século 21, era digital, na posição de engrenagem – sua função original que é andar -, como é que estraga assim? Devemos parar de querer passar a mão na cabeça das fabricantes, pagamos os carros mais caros do mundo, o mínimo que se espera de um produto é que ele consiga exercer sua função! Novamente insisto, se o sistema não tem interferência direta do usuário como é que se pode acusar mau uso? Abraço a todos, sou um grande fã de carros e como todo brasileiro um apaixonado, não entendo muito mas procuro aprender sobre o que gosto! Valew

                • ultimate_rr

                  Filipe, um automatizado está sujeito a mau uso sim, bem como um automático. Vou ser bem objetivo: num automático convencional, por exemplo, é prejudicial ao câmbio trocar as posições com o veículo em movimento, como quando manobramos e colocamos na ré e sentimos aquele tranco. Em um automatizado a embreagem se desacopla quando se pisa no freio totalmente, evitando deixá-la “queimando”. No caso de um congestionamento, por exemplo, é interessante pisar totalmente no freio e, quando o trânsito andar, soltar do freio e acelerar. Não acha que seja culpa do consumidor, pelo contrário, ele não deve ter sido bem instruído na entrega do veículo e tal… Todavia, isso não significa a ausência de problemas no câmbio.

                  • Filipe Inacio

                    Ok ultimate, obrigado pela explanação, mas o que gostaria de deixar claro é minha indignação em relação a esse ponto, se o sistema foi feito pra estar acoplado, pq agora jogar a culpa no “mau uso” por não pisar no freio pra desacoplar? Deveria ser projetado pra aguentar o uso! Mas tudo bem, entendi e agradeço sua atenção e paciência comigo! Eu mesmo sonho com meu próximo veículo que até então seria o novo focus, mas a versão mais completa não tem opção de manual! E com todos esses problemas, já ouvi um relato do próprio funcionário da Ford, informando que o câmbio da ecosport tem mesmo essas trepidações e só será trocado de quem for reclamar! Não anunciarão recall pra isso! São essas coisas que me deixam revoltado! Tenho um fiesta sedan 1.6 2008 há 4 anos e não tenho o que reclamar desse carro, robusto, econômico, completo, forte, e olha que não tem air bag ou abs mas o carro é show, nesse a Ford acertou demais! Como a montadora que acertou e deveria evoluir, peca nas próximas gerações e fica por isso mesmo!? Só tenho uma palavra pra isso: Brasil!

                    • ultimate_rr

                      Eu também não compro carro com esse Powershift não.

                    • Claudio

                      É isso mesmo Felipe,tenho um Nem FIesta sedan e optei pelo manual,por medo desse cambio powershift…estou só querendo saber quando a Ford vai tomar providências(recall)pra toda linha equipada com este cambio.

            • Lu RS

              Pois …..

              Eu coloquei algum tempo atrás estas info sobre a Powershift…

              Os VW foca lovers queriam me matar…..

              Falei também sobre a volta da Tip….adivinha……só faltaram falar q eu sou a favor de Corcel II LDO..

              hauahauaha

              • Lucas Mendanha

                Pois é… A evolução nunca é perfeita para todo mundo.

                Não é atoa que a GM insiste no Familia 1 e ainda agrada muita gente..

                • Lu RS

                  O “produto” bom é aquele que atende o consumidor em geral…e não os lovers e aficionados de plantão…

                  O resto é balela…se é desatualizado ou não…..

                  • Lucas Mendanha

                    Fato.

                    Adianta eu ficar aqui metendo o pau na Ford porque hoje o Focus 2.0 não vem manual, que é sacanagem, é isso e aquilo, mas peno pra comprar um semi-novo. O que dirá um 0km…

                    Deixa ela oferecer o que os clientes de 0km dela estão querendo comprar…

                    • Lu RS

                      Bingoooo…..não adianta……os caras tem q ter foco no consumidor e de x em qdo meter uma atualização………

                      Quero ver aqui um tempo estes motores “ninja” encostando nas mecânicas e os donos querendo morrer quando virem o custo de reparação……

                    • Lucas Mendanha

                      Sim..

                      Hoje os carros são desenvolvidos pensando num mercado mais maduro que o brasileiro, onde carros com 10 anos de uso o cara ja pensa se vale a pena gastar dinheiro pra trocar uma correia dentada, pq o custo do servico chega perto do valor do carro…

                      Pela cultura local, queremos um carro que seja economico, potente, resistente, moderno, de manutenção barata e que dure eternamente.

                      Talvez um motor WEG no capô consiga atender tudo isso de uma vez só…

                      hahahaha

                    • Lu RS

                      kkkkkkkkkkkkkkkkk motor da WEG foi ninja!

                      Mas é isto ai cara…olha só…o preço das peças no Brasil é proibitivo…na “zeuropa” existe a possibilidade do cara manter se quiser…aqui não tem como…

                    • Lucas Mendanha

                      Pois eh…la o que mais pesa é a mão-de-obra, que é cara.

                      Imagina quanto seria trocar a correia de um fivetech na inglaterra? hahahaha

                      Por isso aprendo tanto com os DIY que eles tem nos foruns..

                    • Lu RS

                      Verdade..peças são baratas por lá…mas a M.O……é pra acabar…..como o nível educacional é melhor por lá. estes tipos de atividades possuem pessoas capacitadas e que cobram pelo serviço…

              • Iran Borges

                Eu sou a favor de Corcel II LDO hauhuauauh

                • Lu RS

                  Caraa meu Pai teve um…..vermelho…rebaixado, escapamento aberto, rodas gaúchas e pneu tala larga…….

                  Sera show de bola…..

                  Coroa era metido a magrão kakakak

            • ObservadorCWB
        • dallebu

          Por enquanto não li relatos de problemas com os robotizados de dupla embreagem da Alfa Romeo TCT, Mercedes 7G-DCT, Renault EDC e Porsche PDK. Se não me engano, os DSG banhados a óleo também não dão problema.

          • Edson Fernandes

            Dallebu, a unica reclamação do modelo da Renault é ser lento (tal qual o Powershift).

            Tirando isso não há outras reclamações.

            • Lucas Mendanha

              pq e o mesmo cambio… =D

            • Lu RS

              Você quer dizer “lento”…pq lento mesmo não é……até pq não precisa…

              Uma coisa é a capacidade do sistema outra é a velocidade ao qual o sistema foi calibrado para atuar..

              • Lucas Mendanha

                Acho que a calibração da Ford é para deixar a troca mais parecida com a de um AT epiciclico, enquanto a da VW é visando mais esportividade..

                Não é atoa que quando falam que é mais lento, a comparação é com a DSG e nao com a 4F27E que equipa o meu Focus.

                • Lu RS

                  Bingo…..a questão de lento é neste caso..calibração…

              • Guilherme Batista

                Particularmente, acho bem exagerada essa afirmação de ser lento, tudo bem que existe câmbios mais rápidos, mas isso não o torna lento.
                As trocas são muito rápidas sim, ainda mais pra quem ta acostumado com um câmbio AT. Entretanto uma coisa que acho que é “lenta” no Powershift é a tomada de decisão, principalmente para descer marcha. O carro demora a descer a marcha, mas a troca em si é muito rápida.

                • Lu RS

                  Realmente eu percebi um certo delay onde ele fica meio “indeciso”, me parece que a calibração privilegiou ver se o carro consegue manter a velocidade na mesma marcha para melhorar a economia.

                  Item que muitos donos de AT reclama, pois qlquer casquinha a mais o carro reduz marcha…..

                  • Guilherme Batista

                    Uma forma que encontrei para contornar um pouco esse problema é usar o modo manual ou então pisar bem fundo no acelerador e ativar o kick down, que aí a resposta é bem rápida e forte, o bom que o controle de estabilidade e tração não deixa o carro patinar, logo da pra fazer isso sem medo

                    • Lu RS

                      Kick down dele eu gostei….ele não demora como um AT normal…o manual com aqueles teclinhas vagabundas eu detestei…..agora com as “brabuletas” é outra história…

                    • Guilherme Batista

                      Eu também não consigo gostar daquelas teclas no câmbio, horrível aquilo, boto no S e vou de kick down mesmo

              • Edson Fernandes

                Sim, sem duvidas. É que ele se assemelha ao uso de um cambio automatico convencional e não como pensado no sistema da VW em ter uma velocidade de troca maior.

                Para mim, é mais do que o suficiente, mas me impressiona a rapidez do sistema da VW, ainda que ela esteja trocando os DSG por cambios de conversor detorque (1.6 MSI que já teria opção e os 1.4 TSI)

                • Lu RS

                  Realmente o DSG quando solicitado a uma troca rápido é top demais.

                  Para o dia a dia, não tem pq colocar troca de marcha na velocidade da luz…é burrice…

                  • Edson Fernandes

                    Olha, na minha comparação, eu te diria que na realidade, a rapidez nas trocas é mais voltada a uma retomada.

                    Nisso ela é bacana pq parece ler o pensamento do condutor. Pelo menos comigo foi essa a sensação obtida.

          • Lucas Mendanha

            Nesse caso tem de conferir quem é o fabricante…
            Por exemplo, a Renault EDC é o mesmo Getrag “Powershift”.

            A Getrag, que pertence à Ford, fornece para Renault, Ferrari, BMW, Mercedes, Mitsubishi, entre outras..

            A ZF fornece a PDK da Porsche..

            A Borgwarner algumas DSG, outras DSG são da LuK,

            A FCA tem uma joint-venture da Marelli com a Borgwarner..

            e por ai vai…

        • Edson Fernandes

          Que inclusive será trocada por um cambio tiptronic no lugar do DSG.

      • Thiago Porto

        não, mas já estão com 5 anos de uso a essa altura.
        Aqui no meu condomínio tem um, tá inteirão ainda.
        Se bem que o caboclo quase não usa.

    • Gian

      Pois é… E eu queria um justamente por causa do trânsito pesado.
      Vai entender…

      • Adriano

        Pra pegar estrada, o câmbio manual atende normalmente, mete a ultima marcha e vai embora, não tem sentido essa declaração da ford, lixo demais!

      • José Eduardo D’Acampora Guazzi

        A recomendação no fundo pelo que pude entender é que o carro é um automatizado de dupla embreagem e deve ser usado como um automatizado, se largar o carro parado é idêntico a segurar um carro manual no “balancinho” e isso aquece e desgasta a embreagem. Teria que segurar o carro no freio no transito parado e jogar em neutro, agir como um carro manual neste caso.

        • Thales Sobral

          Não. Parou o carro e pisou no freio, ele desacopla a embreagem. Porém, se ficar só na “casquinha” do freio, pode ser que ele comece a acoplar. Então, tem que pisar no freio mesmo.

          • Wellington Myph13

            Até mesmo por isso que como diz no Manual e na matéria, deve pisar no freio pra resfriar a transmissão.

          • Edson Fernandes

            O que não pode deixar para atuar é o creeping do cambio. Se a pessoa não frear a ponto de desacoplar irá mesmo fazer uso.

            Agora, não entendo QUAL A DIFICULDADE das pessoas em lançar para o Neutro o carro. Uma coisa é cambio de 2000/2001…. onde realmente jogar para Neutro poderia causar aquecimento devido a falta de lubrificação. E olha que os GMs de epoca já eram bem inteligentes (e não necessario jogar em neutro), mas marcas como PSA, Honda e Toyota nessa epoca ainda não tinham o desacoplamento.

            Fora isso, os atuais é dessa forma que funciona. Percebo nitidamente isso no Fluence por exemplo.

            • GPE

              Cara, já dirigi carros AT de diversas marcas e nunca percebi isso. Agora me lembro q os AT4 da GM dizia isso no manual do proprietário. Só que nao andei num desses

              • Edson Fernandes

                O funcionamento é semelhante aos Corollas de 2003 em diante: Quando se aproxima de velocidades abaixo de 7km/h, ele desacopla. E só volta a ter o uso do conversor ao soltar o pé do freio.

            • Guilherme Batista

              Eu também penso o mesmo. Mas ler manual e fazer as coisas do jeito certo não é coisa dos brasileiros; trabalhei em oficina e me assustava com a quantidade de pessoas que ainda colocam só água no lugar do liquido de arrefecimento. Aí vem uma pessoa dessa e compra um carro desse cheio de tecnologia e quer que o carro faça tudo pra ela.

              • Edson Fernandes

                Exatamente.

                Alias, eu ouvi de um “mecanico” umas asneiras do tipo: “Ah só completa com aditivo” (eu fiz isso porque estava baixo o nivel de agua, mas irei trocar no proximo final de semana e irei colocar agua desmineralizada e aditivo).

                O que mais me deixou impressionado foi ouvir: “Oleo de cambio automatico? Nunca se troca. Só dá para trocar metade porque o resto que não fica no carter fica no cambio”.

                Perguntei do processo por dialise e o mesmo nem soube o que era e repetiu a resposta. Ou seja, irei levar numa empresa especializada em cambios automaticos para trocar o oleo do cambio. (está hoje com 41000km rodados e acho interessante trocar para manter a boa durabilidade do conjunto).

                • Lucas Mendanha

                  No 4F27E da Ford que usa um fluido bastante especifico, no manual fala que nao precisa trocar, mas, ao mesmo tempo, na revisão de 120.000km menciona a troca do oleo. No Corolla de pai e no Fit da minha irmã, a indicação de troca é em torno de 80.000 km.

                  Nesse caso, da Ford, a pratica entre o pessoal do Focus Clube era avaliar o estado e coloração do oleo via vareta. O correto é estar avermelhado e sem residuos. Caso o fluido esteja escuro e/ou com residuos, é prudente proceder com a troca o quanto antes..

                  O meu tem 80.000 e se apresenta em otimas condições.. Como tenho usado muito pouco o carro, nao estou preocupando com isso por enquanto nao..

                  a questão da quilometragem é generalizada, mas, é bom avaliar que os esforços de 40.000km de transito urbano intenso é mais agressivo ao motor/cambio que 80.000 de transito livre/rodovia..

                  • Edson Fernandes

                    É nesse aspecto que eu estou pensando. O antigo dono me disse que rodava mais em cidade. Então acho que vai ser boa a troca de oleo.

                    Eu estou rodando um misto bom entre estrada e cidade. Então acho que depois da troca a durabilidade poderia sim ser essa de 80000km. Vou olhar novamente o manual.

                • Guilherme Batista

                  Eu já “especialista” em automóveis de um programa automotivo da tv falando essa bobagem de não trocar óleo do câmbio, cada uma que me aparece viu

              • Lucas Mendanha

                Como diz um amigo meu: nao uso aditivo, em compensação o tanquinho nao racha..

                Depois que quase bati o motor por conta de mangueira entopida por ferrugem, devido a falta do aditivo, um tanquinho rachado nao custa nada…

                hehe

                • Guilherme Batista

                  Tem que rir mesmo, a escolha é simples +-50 reais no tanquinho ou 5 mil na retifica e na boa, tem muito tempo que não vejo um tanquinho rachar viu.

        • V12aero

          Falo tudo.

        • Marcos Souza

          Aí tira todo o sentido de pagar a mais pra não precisar ficar mexendo no câmbio em congestionamentos.
          Melhor um automático convencional.

          • Edson Fernandes

            Mas se olhar no manual de um carro automatico convencional, terá o mesmo aviso. Isso não é novidade.

            A grande questão é… qual a dificuldade de por no neutro?

          • Guilherme Batista

            Automático convencional também tem a mesma recomendação

        • Lucas Mendanha

          De fato… o problema é que o pessoal inocentemente ( ou até mesmo por indução, visto o nem sempre eficiente processo de entrega do veiculo e a nao leitura do manual do proprietario) sintetiza cambio epiciclico, automatizado mono e dct em cambio automatico: Acha que e tudo a mesma coisa, e usa todos da mesma forma. Assim, a particularidade de cada um fica bem evidente, gerando os problemas e as reclamações…

        • Rodrigo

          Eu faço isso no meu AT convencional em paradas maiores que 20 s. Ajuda a poupar combustível E componentes internos do câmbio sob esforço desnecessário.

          • Lucas Mendanha

            o meu varia 0.4l/h no consumo instantaneo, so com esse procedimento.

          • Edson Fernandes

            Perfeito. E tem que usar mesmo.

            Tem gente quem diz que vc pode dar PROBLEMAS em usar o cambio para colocar em Neutro (desgaste).

            Aí pergunto: Alguém já viu a alavanca funcionar solta? Alguem já viu ela funcionar irregularmente? e melhor: estragar o carro por conta disso?

            • Rodrigo

              Quem me orientou isso foi o próprio técnico da Honda, confirmado por vários outros colegas que possuem carros AT há muito mais tempo que eu. Portanto é um procedimento recomendado.

              • Edson Fernandes

                Exatamente. Evita o aquecimento do cambio.

                Eu só não faço a colocação em N se o peridoo que o carro ficar parado for curto. Caso contrário, coloco em Neutro sem problemas.

            • Rodrigo

              O único inconveniente que percebi é que quando faço isso o Hill Assist deixa de funcionar. Já tomei susto em ladeira quando o fato abriu e esqueci de jogar no D pra sair… :D

              • Edson Fernandes

                Hehehehe, no meu caso, um Fluence, percebo que ele entra com muita força de N para D. Isso gera um bom avanço do carro (e por vezes preciso frear para depois acelerar).

                O que eu faço é esperar o transito andar para soltar o pé do freio e acelerar.

      • Lucas Mendanha

        A manual IB5 é tão leve que acaba nem valendo muito a pena…

        • Edson Fernandes

          O problema é que a versão 2.0 de qualquer Focus só tem cambio powershift…rs

          • Lucas Mendanha

            De fato..e se tivesse a MTX75 no lugar, seria meio complicado optar por ela…. sei que é ótima, mas é bem pesadinha pra uso urbano severo… optei pelo Focus AT por conta dela..

            • Edson Fernandes

              Mas há um cambio argentino (usado no Focus mk2,5) que foi feito justamente na reclamação de peso de embreagem que foi bem modificado a favor de ter uma embreagem mais macia.

              Pelo menos no Focus 2012 de um amigo é assim.

              • Lucas Mendanha

                Na verdade o cambio é brasileiro, feito em Taubaté. É o IB5+ (plus), onde pegaram o IB5 normal (limite de torque nominal de ~16kgfm) e reforçaram para 19.5kgfm.
                Esse cambio foi usado nos Ecosport 2.0, Focus Duratec Mk1.5, e nos Mk2.5 Flex (2010-2013). O Fiesta ST150 europeu tambem usava ele. O “problema” dele é justamente o limite de torque nominal, não recomendado o uso com maior torque (Duratec’s 2.0GDi, 2.3, 2.5. Também nao é indicado para carros preparados). Posso estar errado (quem souber me corrija, por favor), mas a Ford limitava o torque, via injecao, na 1° e 2° marcha destes carros, justamente o momento que a caixa sofre o maior stress de funcionamento e apresenta maior risco de quebra.

                • Edson Fernandes

                  Entendido. Mas me lembro de uma materia da Quatro Rodas onde na primeira safra de embreagens da versão manual do Mk2,5 reclamarem de ser pesada para o uso. E a Ford foi e trocou. (trocou no modelo flexibilizado 2.0)

                  Eu particularmente acho que deveria ser um valor maior de potencia, porque se estranha o limite do cambio ser o regime de maior potencia do cambio.

                  Seria um limite perigoso principalmente para quem fosse tocar o carro usando sempre o potencial do motor. Poderia ter um desgaste enorme e troca constante de peças. Mas isso é achismo meu. Pois geralmente eles criam produtos com uma certa sobra para evitar justamnete a quebra pela limitação do produto.

                  • Lucas Mendanha

                    Exato..por isso voltaram a usar a IB5+ a partir do 2010 flex: era mais leve (tanto peso quanto acionamento), mais barata e de produção local.

                    Para cambio, o que conta é torque (potencia é resultado da formula torque x rpm / 5252), e nesses limites, normalmente, tem uma margem de segurança..

                    Tipo, se a IB5+ é para 19.5, nao quer dizer que ela vai quebrar se colocar no Duratec 2.5 com seus 22.9kgfm de torque. Mas as margens estarão comprometidas e o desgaste e risco de quebras será bem maior. Para o fabricante, nao vale a pena correr esse risco. Mas se quiser brincar e fazer essa troca, como ja vi Focus com motor 2.3 preparado e com IB5+, por conta e risco funciona… só saber levar..

          • Vagnerclp

            No BR, porque na Argentina tem o 2.0 MT.

    • Pedro Cunha

      heheheheheheeh tem que haver uma etiqueta avisando que esses modelos com o trancoshift são apenas para uso recreacional aos finais de semana, em sítios ou condomínios fechados, não sendo aptos para serem utilizados como “Carros”.

      • Alessandro Lagoeiro

        Vocês querem pagar 65 mil reais em um Fiesta e ainda quer que o câmbio funcione? Como vocês são exigentes! Hehehe

  • Luiz

    Olha esses câmbios dupla embreagem são bem problemáticos, ate a Audi tem casos de q5 com valor de reparo na ordem de 30Mil reais. Ainda prefiro o cambio com conversor de torque, a caixa 8 marchas da zf faz a troca em 200 milissegundos.

    • !Marcelo Surf!

      Tive/tenho 4 dsg sendo eles
      PDK/7, perfeito
      DCT/7, excelente
      S-Tronic/7 (molhado) muito bom, nunca apresentou defeito
      poershift/6: em um ano nunca apresentou problemas, agora começou apresentar trepidação ocasionalmente.

      Além disso já tive uma bm com zf/8v, que também é perfeito.

      • Lucas de Lucca

        PDK Wow!! Que inveja boa de você rsrsrs.
        Comparando o ZF8 contra os DCT citados, acha que vale a pena trocar a confiabilidade do conversor convencional pelo desempenho levemente superior deles? De qual gostou mais?

        • !Marcelo Surf!

          Pois é o PDK é coisa de outro mundo, se você tiver oportunidade de ter ou digrigir um vai lambrar do que eu falei…
          Agora se for para trocar o conversor por um DCT acredito que a confiabilidade é a mesma. Pode trocar de olho fechado, foi isso que eu fiz, rs, Já o S-tronic minha esposa tem uma Q3 2.0 T e eu nunca vi nenhuma anomalia nem trancos e muito menos barulho, sei lá acredito que os problemas que o pessoal relata deva ser mais por mal uso do que propriamente dito por defeito no cambio, por exemplo tem muita gente que gosta de estacionar o carro em ladeira na posição P sem acionar o freio de estacionamento, e por ai vai…

          • dallebu

            Sobre os câmbios DCT, o PDK se junta com os TCT Alfa Romeo, EDC Renault e 7G-DCT Mercedes no grupo dos câmbios que não te dão dor de cabeça.

          • Luiz

            Marcelo o caso da Audi já foi solucionado, o cambio deu sérios problemas no grupo vw Com o tempo o sistema vai ficando mais confiável mas a durabilidade da caixa com conversor e muito superior.

          • Edson Fernandes

            E tem mesmo. Tem muita gente “querendo colocar chip”, “escape”, “rebaixar” e por aí vai.

            O que tem a ver o escape e rebaixamento? O carro por mais que a pessoa faça para deixar “na altura da Europa com componentes originais”, FOI FEITO para rodar NA EUROPA.

            Se o cara quer rodar no Brasil deveria aceitar a engenharia para rodar aqui. explicando um pouco mais: O carro mais baixo tende a mudar o centro de gravidade e gera mais vibrações porque os ajustes iniciais eram para rodar mais alto. E isso vai além de uma suspensão: todo o sistema eletronico do carro “sente” a mudança de rodagem. Então colocar um “chip” não apenas vai forçar como pode vir a dar quebra.

            O mau uso também pode ser recorrente. Mas o mais importante são as pessoas que alteram e depois botam culpa no carro. O problema dos cambios powershift é que mesmo nos originais dão problemas (e nos DSG há casos de travamento do cambio também).

    • Guilherme

      o câmbio do meu tirando o ruido característico ( que não me incomoda nem um pouco ) só me dá alegrias, tive 2 carros manuais e 3 automáticos por conversor de torque, o mais evoluído era o do Azera, porém nada comparado com a velocidade de troca de marchas da caixa de dupla embreagem.

    • Doccar

      E uma tecnologia a ser aperfeicoada, por enquanto um cambio com conversor de torque seria melhor opcao, ou o DSG banhado a oleo..

      • 4lex5andro

        no caso de cambios nao-manuais, o melhor conjunto parece ser o cvt (usado por nissan e renault, por ex) que é bem economico e adequado ao uso urbano ..

        • David

          Toyota e Honda também usa CVT.

        • Robson Rogerio

          E agora a Subaru também.

        • Edson Fernandes

          Nem tão economicos assim…rs

          Mas são robustos.

        • !Marcelo Surf!

          Só é meio sonolento e para os modelos da alta performance não sao apropriados, mas para carros “normais” parece ser bem adequado (desde que não seja de uma velocidade)

  • _William

    Esse Powershift e o DSG parecem que estão na mesma no quesito reclamações…

    • BillyTheKid

      Eu vejo muito mais relatos de trepidação/vibração no PowerShift do que no DSG, sendo neste mais reclamações de barulho e altas rotações em piso irregular.

      Porém o PowerShift é mais acessível (DSG só de R$ 80 mil pra cima), então talvez por isso as reclamações desse câmbio sejam mais comuns.

      • FocusMan

        Volume de vendas do Poweshift é infinitamente maior. Apenas por isso. Estatitiscamente é a mesma coisa, segundo fornecedor.

      • Robinho

        faz sentido seu raciocinio.

      • Lu RS

        Diferença grande na quantidade de vendas dos modelos…

        Powershift se encontra no NF, Eco e Focus…

        Tem que saber estatisticamente os valores…

        Pelo que vejo..ambos tem reclamações…e provavelmente as estatísticas devem ser similares….

      • Lucas Mendanha

        acredito que pelo fato do DSG ser montado em motores com maior valor de torque, os problemas são menos sentidos…

      • Edson Fernandes

        Lembrando que no DSG há retenção de marchas em piso irregular.

    • Gustavo73

      Não o powershift tem bem mais. Principalmente atrelado ao 1.6 sigma.

      • Douglas

        Mas tem que considerar que o Powershift vende bem mais por aqui.

        • Gustavo73

          Mas não é só aqui que ele recebe mais críticas.

          • Thales Sobral

            Vai receber mais críticas em todo lugar, uma vez que vende mais.

            • Robinho

              kkkk, com certeza.

      • CharlesAle

        É que o Powershift vendeu muito mais que o DSG. Há muitos powershift rodando por ai. Acredito que isso influencia no percentual de defeitos da caixa de dupla embreagem…

        • Gustavo73

          Desculpe Charles temos o DSG aqui a bem mais tempo, tanto o 6 quanto o 7.

          • Titanium

            Mas em pouco tempo de Powershift aqui no Brasil, já tem muito mais no mercado que os DSG. Meu primo tem um Golf há 8 meses e o problema é o mesmo.

          • Thales Sobral

            O DSG aqui ficou um bom tempo restrito ao Jetta TSi e ao Fusca, e mais recentemente ao Golf GTi, com o DSG a seco no Golf TSi (que custa mais de 70 mil). O Powershift vem equipando o Fiesta de 50 mil há 2 anos. O volume de Powershift é bem maior.

            • Gustavo73

              O DSG está rodando aqui (Brasil) desde 2006 com a segunda geração do A3. Depois em outros produtos da VW e a dsg7 desde a chegada aqui do A1. Sem dúvida o número é menor, mas já dá para ter uma noção.
              Veja não estou falando que não existem reclamações. Mas no caso do Fiesta, bem mais que nos Focus, a troca de peças é uma constante maior dentro dos relatos que temos. Aqui mesmo no NA, e de pessoas que sempre comentaram de seus carros como é o caso do Porto. Já tivemos comentários de que a powershift nesse caso seria uma versão mais antiga, frente a usada no Focus.

              • Thales Sobral

                Pois é, os audi são poucos comparados com os ford baratos. O fiesta é mais popular. Mas veja, o comentário é que a enxurrada de reclamações sobre os ford não quer necessariamente dizer que o câmbio dela é infinitamente pior que o dsg a seco, só isso. (O que não quer dizer que as críticas sejam infundadas. Meu fiesta está começando a apresentar o problema descrito)

                Só que o pessoal as vezes faz barulho demais a toa.

                • Gustavo73

                  Veja em momento algum julguei o powershift vs o dsg. Só falei do que tenho lido. E tenho o cuidado de tentar separar o joio do trigo. O Porto é um que é antigo aqui, e por isso o relato dele me chama a atenção. E sim tem muita gente que se comporta com caixa de ressonância sem muito critério.

                  • Thiago Porto

                    Olha, não tenho estatísticas confiáveis, mas no universo amostral que tenho conhecimento, a incidência de problemas do Powershift é enorme.
                    Durante as revisões eu cheguei a conversar muito com os mecânicos da Ford Center Alto da XV e da Ford Center São José dos Pinhais.
                    Fora os “contatos” que não posso revelar e dois conhecidos, um com um Focus 2.0 (2014/2015) e um com Ecosport (2014/2014).

                    Segundo os mecânicos da CCS o nível de reclamação dos cambios chega a quase 50% dos compradores.
                    Nos modelos 2014 em diante muitos casos foram resolvidos com atualização do software que é o caso desse meu amigo do Ecosport.
                    Já o dono do Focus também esta vendendo o carro, a situação dele é bizarra.
                    O Carro deu problema na mesma epoca que o meu ( só que o dele tinha menos de 10 mil rodados e um ano de uso). No caso dele a CCS conseguiu a substituição em Maio.
                    Agora a bizarrice é que mês passado o carro voltou a apresentar o problema, mesmo trocando toda a embreagem.

                    Vocês devem pensar que isso é um caso isolado, mas se forem ver nos Foruns especializados perceberão que há pelo menos 3 casos assim.( reincidência do defeito)

                    Recentemente um colega me disse que na Linha 2015/2016 praticamente não ta tendo mais reclamação. Não sei se procede.

                    • Gustavo73

                      Alguém comentou (não sei se é verdade) que no Fiesta e Ecosport) os câmbio seria de uma geração anterior ao do Focus pelo menos o 2.0. Mas como disse lembro de você ter comprado o carro. Por isso levo essa opinião mais em conta do que “o primo do amigo do irmão do vizinho”. É uma pena pois o Fiesta é um carro que gosto bastante.

              • Lu RS

                Tem q se trabalhar com estatística….senão é papo furado……Abraço

              • Lucas Mendanha

                Essa questão da reclamação nos Fiesta, em seguida Ecosport, e depois Focus, Golf e Jetta, reforça minha tese do problema ser menos sentido em motores com maior torque..

                • Gustavo73

                  Pelo que li o câmbio (powershift) seria de uma geração anterior no caso dos motores 1.6 16v da Ford. E que a partir desse ano teriam atualizado eles.

            • Lu RS

              New Fiesta, Ecosport e Focus…

              Muito maior em número de vendas…

          • FocusMan

            O DSG tem bastante reclamação também.

            • Gustavo73

              Sim tem. Principalmente sobre o barulho e alguns relatos de retenção de marcha em situações específicas. Mas é bem mais raro a troca de peças. Falando em relatos comprovados

              • FocusMan

                A VW por algum motivo tirou a DSG. Não foi custo pois ela custa menos.

                • Gustavo73

                  Primeiro o DSG custa mais, mil euros na Europa. Quando chegpu aqui o dsg no Golf custava 7 mil a mais contra 5 do Tiptronic. Agora se ela vai tirar sem dúvida seria por isso.

                  • FocusMan

                    Custo para o consumidor não é o mesmo para produção.

                    TV com tubos de raios catódicos custam mais que uma TV LCD, mas nem por isso eram mais caras até sairem de linha.

                    Você cobra o quanto o cliente está disposto a pagar.

                  • Lu RS

                    Não mesmo……as dual são mais baratas pra a montadora que uma AT com conversor de torque..

                    Isso não quer dizer q pro CLIENTE seja…

            • Bruno Bayern

              mas a reclamação é com a finalidade diferente : Ruído em piso irregular…Porra! isso , pelo menos, pra mim é tranquilo. Agora, Powershift é horrível..amigo meu comprou o carro zerado e passa por isso.Ele já foi na css umas 50 vezes e não resolve.

              • FocusMan

                Existem diversos casos de problemas de durabilidade de embreagem também.

                • Thales Sobral

                  Mas aparentemente o problema do powershift é durabilidade da embreagem mesmo. A vibração que tem é parecida com embreagem começando a patinar. No fórum do fiesta tem gente dizendo que as últimas revisões do kit de embreagem sanaram o problema, mas aí só o tempo é que vai dizer de verdade.

                  • FocusMan

                    Não. Nos carros onde é feito a troca da embreagem, a mesma está intacta. O problema é queo sistema de impregina com óleo e fica com a superfície de contato prejudicada.

                    O problema hoje foi resolvido segundo eu apurei com conhecidos e não sei de unidades 2015/2015 com problemas.

                    • Lu RS

                      Problema de retentor?

                    • FocusMan

                      Yes!

                    • Lu RS

                      hehehe merdas acontecem…..problema de retentor também acontece na galera que vota no grupo VAG para o biba awards of the year …impressionante….a VAG ganhando por anos a fio….

                      hauahauahaua

                    • FocusMan

                      O que será que acontece que não pegam isso nos testes de campo?

                    • Lu RS

                      Sinceramente..eu acho que pode ser um problema no processo produtivo mesmo….problema com o contr. de qual do material do retentor junto ao fornecedor…qdo é feito….e sabemos como funciona…

                      Provavelmente nos testes de campo as unidades testadas estavam com os retentores em condições de projeto….

                      Outro detalhe é uma multa contratual bem salgada….coisa que outras montadoras estão fazendo com os seus suppliers….pq afinal de conta…quem se desmoraliza é a montadora….

                    • FocusMan

                      É… Sabemos bem. Uma pena. Esse cambio ja virou mico.

  • !Marcelo Surf!

    Acredito que no brasil só há recal quando o problema relacionado pode incidir em algum tipo de acidente ou lesão corporal ao proprietário,

    • FocusMan

      Isso mesmo,

  • Zeca Piroto

    Rapaz… de hoje que escuto gente reclamando desses problemas no Powershift e olhe que desses automatizados ele deveria ser um dos melhores juntamente com o DSG, por contar com 2 embreagens… o que eu acho que acaba acontecendo, é que em congestionamentos é como se você não tirasse o pé da embreagem e aí acaba que se tem um desgaste prematuro mesmo, um erro bizarro da ford que, aliás, é um dos motivos dela ter retirado o powershift do focus 1.6, além da falta de potência…
    Realmente, cambio tem que ser Automático ou CVT!

    • Gustavo73

      Veja o CVT do Lancer. Ou os problemas do ZF9.

      • David

        O CVT do Lancer era por que não vinha com um radiador para resfriar o óleo SNME a Mitsubishi fez o recall e instalou.

        • Gustavo73

          Não houve nenhum recall. Aguns poucos clientes que tiveram problemas tiveram instalados o radiador.

          • Thiago

            Gustavo, nem esquenta, maioria dos comentários acha que o DSG começou com o jetta (eles nem sabem que a audi começou com esse câmbio em 2006 como vc já falou inúmeras vezes).
            Eles também acham que DSG e powershift são a mesma coisa (separar o joio do trigo foi boa) e ambos não prestam.
            Eles acham que tudo o que os japoneses colocam em seus carros é o que é bom e não dá problema, como o CVT.
            Eles não sabem que a audi já usou CVT (multitronic) no A4 e A6 e que o CVT da audi é com corrente (acho que somente a subaru usa corrente também) e não correia para superar doses mais altas de torque (até 35kgfm) e mesmo assim deu problema, gerando um recall na Alemanha.
            Ele fingem não saber dos problemas no CVT do sentra, ASX e outlander com superaquecimento e polias patinando. Segundos os proprietários o fato é que quando o CVT era mais exigido, como subida de serra e ultrapassagens o câmbio patinava.
            Acredito que com a grande disseminação de carros japoneses com CVT, logo, logo aparecerão casos de motoristas que possuem o pé mais pesado com a caixa patinando.
            Segundo relatos dos projetistas da williams, que planejavam utilizar o CVT na F1, a previsão era de que o câmbio duraria apenas 3 horas.

            • Gustavo73

              Sinceramente nem entro na questão de melhor ou pior. Mas na repetição de certos mantras quando interessam. Há 2anos era que downsizing e motores turbinados era furada. Agora que todas tem o seu é o máximo, mesmo que poucas ofereçam aqui. Você lembrou bem o caso do CVT da Audi. Mas acho que pode funcionar em outras(acho que o grupo VAG preferiu investir no at convencional e no dsg pois funcionam muito bem – inclusive acho que foi o único grupo a ter todas as opções de trocas automáticas ao mesmo tempo em sua linha). Mas fica sempre essa. O Powershift está ligeiramente atrás do dsg, não sou eu quem diz e sim a mídia especializada no mundo todo. E os câmbios automáticos também dão problemas e se tiver que trocar tudo aai caro também. Voltando aos dupla-embreagem novamente o mundo usa até a BMW parece que vai adotar um na M2.
              Como disse nenhuma será perfeita ou bullet proof. Mas a impressão que tenho é que o pessoal foca nas marcas e não nos produtos. Então dependendo diaso serve ou não.

    • Douglas

      Isso da embreagem não procede, quando a pessoa está com o pé no freio ele desacopla a embreagem justamente para não ficar desgastando, até mesmo com o freio de mão ele desacopla.

      • O problema é com a função de “creeping” ou avanço lento, quando o carro avança em marcha lenta sem o acionamento do acelerador. Nessa situação a embreagem é mais demandada.

      • Zeca Piroto

        Mas, esses câmbios automatizados são bastante conhecidos por suas indecisões, logo, estar com a embreagem meio acoplada, ou acoplada com o pé no freio é praticamente a mesma coisa de estar fazendo trocas rápidas entre 1ª e 2ª marchas, acoplando e desacoplando a embreagem repetidas vezes em marcha lenta(dai também os trancos), o desgaste aumenta bastante…alem do freio motor também em marcha lenta… inúmeros fatores…|
        E outra, certeza que a maioria das reclamações são de pessoas que usam o carro mais no transito urbano, pois é muito fácil calibrar um câmbio automatizado para estrada, mas para transito congestionado, é que a coisa pega… e o pior é que tem que se achar o meio termo na hora de programar pra cidade/estrada, porque geralmente quando se ganha em um perde-se em outro.

    • CharlesAle

      Acredito que essa vibração ao trocar de marcha ocorre devido ao superaquecer o volante do motor(e empená-lo). Até em caixas manuais, se a pessoa dirige com o pé encostado na embreagem, pode empenar o volante….

      • Thales Sobral

        O estranho no caso do powershift é que essa vibração é muito mais comum na passagem da 2 pra 3 marcha, e só.

        • Foxtrot

          Não é só não. Quando andei na Eco com problema no Powersift, as trepidações sempre ocorriam nas arrancadas.

      • FocusMan

        Não é não. A vibração é causada pelo deslizamento da embreagem devido ao vazamento de óleo que impreguina a superficie do disco. Só não sei o que causa esse vazamento.

        • Thales Sobral

          O óleo vaza de onde? É da caixa de marchas?

          • Thiago Porto

            de um bendito retentor que fica dentro da caixa e rompe jogando oleo na birosca toda.
            O meu cambio chegou a ser aberto e “lavado”, ficou bom um mês mais ou menos, depois voltou a trepidar.
            A oficina tirou foto e enviou para a Fabrica dizendo que o procedimento de limpeza não tinha sido suficiente, que o óleo havia impregnado e comprometido os discos de embreagem.
            Ainda assim a Ford preferiu me enrolar por quase 6 meses até eu desistir e vender o carro.

        • Drone gibim

          A causa do vazamento é o retentor mal dimensionado.

          • FocusMan

            Isso eu não sei…

  • Vanderley Almeida

    Eu gosto msm de Câmbio manual, muito mais emoção na pista!

    • RafaCtba

      Além do custo de reparação ser bem menor.

      • Boris

        NO Brasil. Nos EUA existem carros manuais mais caros que AT na aquisiçao. Lembrando que lá nao vale a pena desmontar tudo pra trocar uma embreagem somente. Lá eles trocam de cambio+motor ou trocam de carro.
        Esta é uma situação local

      • Já estou no meu terceiro automático (2 automáticos por conversão da GM, agora CVT da Honda), e nunca gastei com reparo. E um deles rodei por mais de 100 mil.

    • Alessandro Lagoeiro

      Mas na pista você quase não troca de marcha! E a emoção deve estar pisar na embreagem então. Porque geralmente nos câmbios automatizados você tem o modo manual.

      • Marcos Vinicius Bittencourt

        Na pista você troca de marcha o tempo todo, pq o motor tem que estar sempre cheio. Digamos que cada curva é uma troca de marcha, pelo menos.

        • Alessandro Lagoeiro

          Eu entendi Rodovia… Mas acho que o foco da matéria são carros para o dia a dia, mas enfim…

      • Boris

        Cuma??? Vc já andou em um track day??

        • Alessandro Lagoeiro

          Ah, pista que estão falando é Track Day! Pensei que fosse Rodovia… Mas tenho impressão que quem compra carros com Powershift não pensam exatamente em Track Day…. Aliás, andar com um carro manual o dia todo para usar de vez em quando no Track Day…

          • Boris

            Pista é autódromo. rodovia é rodovia.
            Ps. tá cheio de gente com carro AT em autódromo

            • Alessandro Lagoeiro

              E uma rodovia é composta de que? hehehe
              Entendi… E de fato não sabia dessa de gente que vai para autódromo com automático! Aliás, no EUA provavelmente é assim!

              Abraço

              • Marcos Vinicius Bittencourt

                Os automáticos modernos são mais rapidos que os manuais, por isso cada vez vemos mais carros automáticos em track day. Aos que querem algo mais purista/direto vão de manual.

              • David

                Uma rodovia é composta de faixas de rolamentos e pode ser uma via de mão dupla até uma via de 5 ou 6 faixas. Pista para mim é um Circuito fechado ao trânsito.

                • Alessandro Lagoeiro

                  Está bem, vocês “ganharam” a discussão! Querem uma medalha?
                  Faz o seguinte: Faz de conta que é errado dizer pista em vez de faixa de rolamento. Faz de conta que o Código Brasileiro de Trânsito não contém essa palavra. Faz de conta que vocês nunca ouviram ela antes, a primeira vez foi comigo. O pessoal tem um preciosismo para ganhar uma discussão!

                  “Não é pista, é faixa de rolamento”. Como diria José Simão, Tucanaram as rodovias!

                  • David

                    Calma Petista…

                    • Alessandro Lagoeiro

                      Hahah… Cara, xinga a minha mãe, do que Deus me desenhou na mesma fornada do Agile e Etios… Mas Petista não!
                      . Mas pelo menos deu para ver até onde vai a sua “inteligência”…

              • Boris

                composta de asfalto e no caso do brasil muitas crateras

                • Alessandro Lagoeiro

                  Heheh… No caso do Brasil são crateras com um pouco do asfalto em volta.

      • Vanderley Almeida

        Talvez vc não conheça a região onde moro. Aqui no sul de Minas, as estradas montanhosas e sinuosas são um convite a diversão.

        • Alessandro Lagoeiro

          Opa! Conheço e conheço bem. De Campinas, vom parentes em São João da Boa Vista, amigos em Alfenas e Pouso Alegre, ex namorada em Varginhas… Mas se a graça for mudar de marcha, muito melhor Tamoios, Rio Santos… Isso sendo responsável e sem colocar a vida de ninguém em risco… Agora… Para que, sem tem a Campinas-Mogi, Fernão Dias…?

          • Vanderley Almeida

            Ah sim! então. Machado/Paraguaçú vc conhece, adoro esse trecho. Moro em Poço Fundo, mas trabalho em Machado e todos os fins de semana estou nesses trechos. msm com velocidades mais limitadas, é muito bom entrar nas curvas reduzindo e acelerando na sequência. rsrsrs. Vou a Lavras uma vez por semana, 100km de Fernão Dias tb.

            • Alessandro Lagoeiro

              Po cara, que legal, comprei um dos meus carros em Machado! Voltei dirigindo um Fiestinha! Legal sua região!

    • Bruno Bayern

      também curto manual..ja tive automático e , pelo menos, nesse momento da minha vida, eu vou de manual..pode ser que em outro momento eu mude (quando ficar bem mais velho).

      • David

        Até o momento em que o seu joelho esquerdo estourar e você não conseguir sequer se equilibrar direito…

    • Adriano

      Já teve automático?

      • Vanderley Almeida

        Sim, tive um Honda FIT 1.4 LX Gasolina Automático 2008. Obvio que não era o motor dos meus sonhos na época, Morria de raiva com as retomadas. Mas minha tia tinha um Civic LXS 1.8 aut 2008, que para ela era top, mas eu achava ruim tb, Porém bem melhor que meu FIT mega lerdo. Menos de ano me livrei dele, voltei para os manuais e to muito feliz. Embora, acredito que compraria um Renegade Diesel nove marchas.

  • Douglas

    Esse câmbio mesmo sem dar problema já é ruim.

    Qualquer acelerada média ele já estica demais as marchas e as trocas manuais são terríveis, demora segundos para o câmbio obedecer ao comando e mesmo no modo manual ele reduz as marchas se a pessoa pisar fundo rapidamente e aumenta se chegar perto da rotação de corte.

    O Dualogic é bem melhor que ele, pois sabe melhor a hora de trocar as marchas, obedece mais rapidamente aos comandos de troca manual, não reduz no modo manual e deixa chegar ao corte sem trocar a marcha antes.

    • CharlesAle

      Pelo jeito então a Ford o calibrou para uma tocada mais esportiva, esticando as marchas. Talvez para aproveitar melhor o torque do motor 16V, que é em rotações mais altas..

      • FocusMan

        Ele que não sabe usar o carro. Em 50 km/h ele já está em sexta marcha.

    • Stark

      Eu tava vendo uma avaliação que falava sobre isso: o Powershift troca de marcha 200 rpm antes da potência máxima. Eles também mencionavam a questão de pisar rápido no acelerador e o kick-down, diferente de outros câmbios que reduzem no fim de curso do acelerador, independentemente da velocidade em que é apertado.

      • Thales Sobral

        Essa questão do kick down acontece em todo câmbio com mais marcha. A S10 tem um AT-6 convencional, e a depender da posição do seu pé ele escolhe uma marcha. Veloster (AT-6), mesma coisa, Captiva (AT-6), também, Peugeot 3008 (AT-6), também (apesar de que esse segura um pouco mais).

        • Stark

          Sim, só citei essa diferença no comportamento do kick down. Parece que no Fiesta não depende da posição do seu pé, e sim da velocidade em que você aperta ele.

    • Thales Sobral

      Segura a marcha a que rotação?

      • Douglas

        A uma pisada mediana ele estica até próximo dos 4.500 RPM.

    • FocusMan

      Desculpe, mas ai você não falou nada. Tive um Focus 2.0 powershift durante um ano e o cambio se comportava perfeitamente, parecendo ligado ao meu cérebro.

      O único problema que tive foi o da trepidação, que foi solucionado em duas ocasiões. Depois vendi o carro :-(

    • Lofin

      Quando leio “O Dualogic é bem melhor que…” eu sei que estamos nos aproximando do fim da humanidade.

      • Exatamente. Dualogic é, de longe, o pior câmbio que já tive o desprazer de experimentar.

        • Daniel

          Somos dois.

      • Adriano

        Pensei a mesma coisa meu velho, o cara pra falar isso é pq não experimentou outros, dualogic se vc empurrar um carro sem querer ao estacionar ele já trava

        • Douglas

          Já dirigi tanto o Dualogic antigo como o plus e o Powershift, todos os dois Dualogic ma pareceram menos ruim que o Powershift.
          E olha que já peguei estrada com o Dualogic antigo e o Powershift.
          O que achei melhor mesmo no Dualogic é a sua obediência aos comandos manuais, é puxar(ou empurrar) a alavanca e em menos de um segundo está engatada a marcha que escolhi e posso pisar fundo que ele não reduz.

    • Peuooo

      muito pelo contrário, o cambio é muito bom, pena, deste pequeno problema de trepidação. O carro nunca me deixou na mão e nem sustos me deu. Rotação de corte? onde? em sp q nem a 50km/h podemos andar. Na estrada, que eu saiba, a máxima é de 120, e nesta velocidade seu carro esta a ótimos 2800rpm. Essa coisa de falar que tem que ser esportivo isso e aquilo, rotação de corte, ninguém eh piloto de formula um não… E outra, dualogic melhor que mesmo que seja problemático powershift, eh de doer os olhos hein!

      • Artur

        Acho que o amigo quis dizer que o Dualogic é melhor porque não apresenta esse monte de problemas que estão ocorrendo no “PowerShit”. :D
        É óbvio que um câmbio automatizado de dupla embreagem é tecnicamente superior ao de uma embreagem só, mas parece que a Ford ainda não dominou totalmente essa tecnologia ou está depenando os câmbios dos modelos mais baratos (Fiesta e Ecosport) em relação aos mais caros (Focus), porque o problema aparece com maior frequência nos modelos mais em conta.
        Parece-me que a VW foi, na verdade, bastante esperta ao trocar o DSG pelo Tiptronic no Golf nacional. Acho que ela já estava prevendo a enxurrada de problemas que iria ter futuramente ao ser obrigada a dar manutenção nesses câmbios no período de garantia.
        Fato é que eu nunca compraria um carro de câmbio automatizado, nem com uma ou duas embreagens. Iria de conversor de torque mesmo ou de CVT.

    • Robinho

      O Trancologic é bom? meu Deus…então é powershift esta mais para powershit..

  • Darlon Anacleto

    E ainda falam mal do câmbio automático dos franceses. Esses, pelo que eu saiba podem incomodar com quilometragem bem mais avançada. Mas, com apenas um mês de uso? Parabéns, Ford.

  • Lorenzo Frigerio

    Fábrica Ordinária de Retalhos Diários…

    • MauroRF

      Nos EUA, o pessoal zoa como Found On Road Dead ou Fix or Repair Daily. A Fiat eu conheço uma: Fui Indicado para Atrapalhar o Trânsito.

      • Danilo Carvalho

        a Fiat nos EUA é conhecida como ” Fix It Again, Tony” (conserte de novo, tony)

        • Adriano

          Fiat entrou la com o 500 sofrido e tem a pior nota de avaliação de clientes, ja já morre novamente por la.

      • Thales Sobral

        Tem também Fui Iludido Agora é Tarde.

      • alixgracus

        Temos outra: F*-se, Isso Agora é Teu.

      • Thiago C

        A Fiat também é conhecida como Fábrica Italiana de Automóveis Tesudos.

        • Alessandro Lagoeiro

          Meio fanboy essa frase, mas tenho que concordar por dois modelos…

          • Thiago C

            Hehehe, exagerei mesmo porque as pessoas só criticam. Não sou fã da Fiat, mas já tive UNO, punto e bravo e nunca tive grandes problemas. Atualmente nenhum carro da marca me interessa, porque não repito carro. Contudo, não descarto a Fiat em uma compra futura.

            • Alessandro Lagoeiro

              Mas Tempra e Marea são um tesão mesmo! Não são para os fracos (Principalmente mecânicos e bolsos fracos!).

              • Robinho

                hehe, verdade.

        • Claudio Ronsini

          ou Família Italiana Atrapalhando o Trânsito

        • Robinho

          kkkkk, e vc acredita nisso?

  • Thiago Porto

    Já que vocês tocaram no assunto e utilizaram a antiga foto do dito cujo.
    Esqueci de avisar ao NA que passei o Fiesta ( o da foto) exatamente por problemas no cambio.
    Em Janeiro o problema de trepidação passou a ser muito constate, levando na CCS foram 2 atualizações de software e nada.
    Fiquei aguardando a Ford liberar a substituição e reparo mesmo CCS tendo enviado laudo atestando que era necessário a substituição.
    Deixei de viajar pro Rio no Carnaval por medo do carro dar problema na Estrada.
    Em Maio levei o carro pra revisão de 24 meses da Ford na qual você deixa seus Rins na CCS.

    O pessoal da CCS já não sabia mais com que cara me atender já que a Fabrica não enviava a permissão e a nova caixa para substituição.

    Em Junho desisti, passei numa Peugeot, recebi uma boa oferta e comprei um 208 Griffe.

    No dia que formalizei a compra mandei mensagem para a Ouvidoria descascando.
    Coincidencia, quando estava a caminho da CCS Peugeot para buscar o veiculo novo, toca o celular , era um Diretor da Ford em SP pedindo mil desculpas, dizendo que estava enviando a peça imediatamente, que em 5 dias eu poderia levar meu veículo na CCS Ford que o reparo iria ser feito.

    Agradeci mas disse ” Agora o senhor pode ligar lá na Peugeot e falar com eles, pois eles são os proprietários do Veículo, eu não possuo mais Ford e não pretendo ter outra vez, um abraço.”

    Eu soube depois pelo vendedor da Peugeot que a Ford enviou um representante, retirou o carro e encaminhou para substituição do Cambio mesmo assim.

    A Ford produz carros lindos, com alguns equipamentos fantasticos como aquele Motor 1.6 16v, mas por outro lado, seu nivel de qualidade de montagem e de peças me parece pior do que as chinesas.

    O que eu conheci de gente com Fords com menos de 3 anos de uso dando problema, não cabe nos dedos da mão.

    Abraços gente, e desculpe só lembrar de contar isso hoje. Vi a foto das minhas pernas e lembrei….kkkkk

    • RafaCtba

      Depois desse seu grande relato sobre os problemas com o seu “ex-” New Fiesta, fiquei com medo dessa transmissão da Ford. É a mesma sensação que eu tive antigamente com o cambio AT-4 do Peugeot 307.

    • zekinha71

      Vc estava sumido daqui, lembro quando vc comprou o Fiesta e sempre comentava.

      • Thiago Porto

        Tava trabalhando bastante para pagar isso tudo! kkkk
        E cá pra nós, eu dei uma desanimada de lista de comentários, é muita baboseira que se lê por aqui.
        Eu tenho alma de professor ( pq tb dou aula) acabo querendo explicar muitas coisas pra pessoas “menos informadas”, mas percebi que Einstein estava certo.
        “Só existem duas coisas infinitas, o Universo e a Estupidez humana”.

        • MauroRF

          KKKKKKK, sábias palavras, Thiago. Eu sempre estou na correria, mas quando sobra um tempinho durante a tarde ou quando raramente tenho um dia mais tranquilo (sou tradutor autônomo), apareço por aqui. Não desista de comentar não.

          Falando em Ford, só tive Fords de 2002 até este ano. Mas, definitivamente, foi o último.

          • Thiago Porto

            Me desfiz do Fiesta com dó no coração cara.
            Aquele motorzinho era fantastico e o carro é lindo.
            Mas puxa, é como se relacionar com uma Loira fenomenal e gostosa que pegou uma DST.
            Perdida a confiança é muito dificil reconquista-la. hhauhauahuahua

            • MauroRF

              Eu também. Tive o Titanium azul. Aquela cor era linda, e concordo: adorava o motor, a arrancada, o carro bem equipado e bonito, mas esse PS matou, além do acabamento ruim. Essa loira realmente não deu, rsrsrs.

    • Audi a5

      Meu primeiro e último ford foi um Fusion/10. O pôs venda te faz jurar nunca mais querer um carro da marca. Em garantia precisei fazer reparos em oficinas particulares (troca de coxim do motor) pois a css garantia que não tinha problema (e o carro estalava todo). Em todas as revisões cobravam mas não trocavam os filtros (oleo, ar e ar condicionado) e ainda devolviam o carro faltando oleo. O carro em si é bom, mas ford de novo NEM DE GRAÇA!

      • Lu RS

        Realmente complicado isso…….a css tem q lidar com gente incompetente, o qual por teoria e treinamento não poderiam estar no quadro de funcionários…

        E……………gente desonesta…

        Aqui em um css da Renault..os caras faziam isso direto…..tiravam so a metade do óleo, completavam o resto e levavam para casa os outros litros….

    • Adolfo Frota

      Quando possível, fale sobre a sua experiência com o 208, claro, comparando-o ao fiesta.

      • Thiago Porto

        Cara, o carro é bom.
        Faz falta um cambio de 5 ou 6 marchas?
        Faz!
        A ponto de incomodar?
        Não!
        O Nível de acabamento e montagem é muito superior ao Fiesta, mas acho q isso todos já sabem.
        O Consumo é pior, e já sabemos que o motivo é o cambio afinal as versões manuais do 208 possuem marcas bem melhores.
        Nas primeiras semanas estava dificil fazer 8km/l na Gasolina, hoje já to fazendo 9,5km/l
        Não é um motor bom para Etanol, melhora o desempenho mas destrói o consumo, não consegui fazer nada melhor que 7,2km/l, o normal é ficar na casa de 6,5km/l mas já tem 1 mês que não uso Etanol, pode ser que tenha melhorado.

        O Sistema de Partida a Frio da Peugeot não é tão bom quando o da Ford.
        AS vezes, no frio, precisa bater a chave mais de uma vez ( mais um motivo que abandonei temporariamente o Etanol)
        O Desempenho do Motor Ford é melhor, principalmente em altas rotações.
        Só lembrando que o Fiesta ( para quem nunca dirigiu um) é quase um carro rebaixado, você precisa tomar muito cuidado por onde anda senão é cascudo no assoalho e arranho no para-choques dianteiros toda hora.
        O Acerto de suspensão da Peugeot é muito mais realista e confortável.
        O nível de isolamento acústico do 208 é comparável a carros de segmento superior, muito melhor que o do Fiesta.

        Fora isso, o restante são só mimos.
        O 208 tem teto de vidro, ar condicionado dual zone, tela lcd com gps e etc…, volante reduzido, paddle shift, painel de instrumentos em posição superior ( o que parece bobagem mas é um ideia muito interessante, principalmente para quem como eu, gosta de colocar a regulagem do banco o mais baixo possível, não tem dificuldades pelo arco do volante ficar na frente dos instrumentos)
        Vamos esperar as revisões, daí comento mais.
        O Carro tá com 3 mil km ainda, nessa fase dificilmente se tem algo a reclamar.
        Quero ver com 40 mil km se vai estar melhor que o Fiesta, aí sim dá pra gente avaliar bem.

        • Adolfo Frota

          Muito obrigado pelo relato. Deu para esclarecer algumas dúvidas. Abraços.

    • Atley jackson

      Interessante seu relato amigo. O que acha de fazer um relato sobre o 208, comparando com o NF que você tinha? Pois temos um 208 Griffe 1.6 Aut em casa, da minha esposa, estamos felizes, mas nunca andamos ou fizemos um test drive no NF, portanto seria legal um relato aqui de quem realmente TEM/TEVE os dois carros.
      Abraço

      • Thiago Porto

        Não sei o NA tem interesse em Publicar.

        • Stark

          Manda um email pro NA perguntando se eles tem interesse. Já teve um relato do 208 aqui, mas foi do 1.5 Active Pack.

          Acho bem interessante ver essa comparação de quem tem/teve os dois carros.

          • Thiago Porto

            cara, não tem quase nenhuma diferença para o 1.5, só acabamento interno mesmo e o motor 1.6 16v que obviamente faz andar melhor.
            Minha irmã tem um 1.5, é um motorzinho bem interessante.

            O sistema Flexstart da peugeot acho que pode ser melhorado, aqui em Curitiba onde facilmente faz menos de 15ºC as vezes foi preciso bater a ignição mais de uma vez, e se você pesquisar em foruns de proprietários verá que tem bastante reclamação nesse sentido.

            As outras diferenças são mais perfumaria e mimos.
            Tem seu valor, mas acho q não valem um Artigo só pra falar disso.

            • Stark

              Bom, eu fiz o do meu New Fiesta 1.5, mesmo já tendo o relato do mexicano no site. As maiores diferenças são o acabamento e o motor. Também falta no meu o controle de tração e estabilidade, e o Sync, mas o carro é basicamente o mesmo.

              Se estiver com disposição, faça. Acho os relatos bem interessantes. Fico até desapontado quando não publicam (acho que sai toda quinta).

    • MauroRF

      Opa, Thiago, beleza pura?

      Pois é, vendi o meu com 1 ano de uso e 20 mil km por começar a trepidar e por medo de passar por tudo isso. Já tenho tanta encrenca profissional para resolver, o tempo sempre me parece curto, e não estava a fim de perder tempo com isso. Peguei um City e estou satisfeito.

      • Thiago Porto

        Meu negocio é hatch!! kkkk
        Cheguei a ver o FIT mas preferi o 208, alías eu já tinha ido ver o 208 quando fui comprar o Fiesta, optei pela Ford na epoca dando um voto de confiança que eles me entregariam um produto semelhante ao Mexicano.
        Doce engano.

        • MauroRF

          Tive o Fiesta hatch e fui atrás do Fit, o City foi pura casualidade: por incrível que pareça, teve diferença sim na posição de dirigir de um para o outro. O banco do motorista do City vai mais para trás, e eu gosto de dirigir mais para trás por ter 1,82. Depois o City tinha mais mimos, como o ar digital one touch. Minha esposa viu o porta-malas e principalmente o espaço interno. Muitas vezes, saímos com amigos nossos em comum para passeios, e os coitados ficam espremidos no Fiesta. Levo meus pais para passear algumas vezes em nossa casa no interior de SP. E no Fiesta, a gente tinha que ser cuidadoso com o que levava de bagagem e ainda quem ia atrás sempre comentava “nossa, como esse carro é apertado”. Mesmo assim, eu não estava muito disposto a levar o City, minha esposa, sim. Mas, comecei a chorar no preço e fizeram por 67k o EXL (o Fit saía isso também, sem desconto algum, pois já era o 16, e o City, 15/15). Resolvi ceder, quebrar o paradigma de só comprar hatch e acabei me surpreendendo, pois é um carro bem confortável, o CVT é muito confortável para o trânsito urbano, enfim, é um carro familiar. Acho que estou ficando tiozão e não estou sabendo, kkkkkkk.

          • Thiago Porto

            pois é, a casa próxima aos R$70K pra mim já ficava puxado e se fosse pra meter o pé na jaca, aí eu ja partia prum Sentra mesmo.
            Confesso que fiquei muito tentado e incomodei bastante o vendedor da Nissan na época..kkk Coitado.

    • Minerius Valioso

      E hoje aprendemos que um câmbio velho da PSA é mais confiável que o sofisticado da Ford.

      • Janduir

        Parece que eles deram uma atualizada no cambio e com isso melhorou a durabilidade…

        • Minerius Valioso

          Sim, exatamente. O câmbio é durável de fato, o que vejo são relatos de donos que ultrapassam os 100 mil Km, inclusive os que usam o AL4.

  • Miro Saraiva

    O marido da minha melhor amiga comprou um fiesta Sel ou Se(não recordo a versão) no fim do ano passado o carro com 15 dias patinava. Foi guinchado pra revenda atualizaram o software. Blz? Antes de chegar em casa, da retirada da revenda, o mesmo defeito ele tinha!!!! Tinha q acelerar tudo e o carro não Passava de 20km ele voltou se arrastando pra revenda pq o pessoal não acreditaria…. Jogou a chave e foi brigar no procon. Briga feita eles ofereceram um titanium automático q tava pra chegar e na hr de receber não passava de um Sel.

    • FocusMan

      Não existe Fiesta SEL.

      • Miro Saraiva

        Enfim o abaixo do titanium que tem o dito ps

  • Guilhe

    Meu tio tem uma Fiesta PS e já primeiros meses de uso com menos de 10k km eu peguei um pouco de trânsito com ele e o câmbio aqueceu, até liguei pra ele pra ver se era normal ou não, realmente é um incômodo bem chato isso.

  • RyanSX

    Cara, isso só os relatos da internet, imagina os que não foram divulgados. Depois reclamam dos Automaticos convencionais

  • FocusMan

    Cambios de dupla embreagem ainda não são aptos a serem utilizados como carros de uso diário ao meu ver.

    Se você procurar na internet vai achar defeitos em todas as marcas.

    Um conheçido que trabalha na VW me falou por exemplo que a VW preferiu usar a velha Tiptronic no Golf nacional por conta da fiabilidade, mesmo motivo que usa essa caixa nos EUA.

    É fácil aceitar trepidações em um esportivo que é usado de vez em quando, mas num carro de uso diário, é complexo….

    • Rodrigo

      Comprar um carro pra não fazer uso diário então.. seria a solução?

      Faz-me-rir.

      • FocusMan

        Você não me entendeu.

        Eu vendi o meu dupla embreagem e comprei um manual. Como não pego engarrafamento, prefiro cambiar, é muito mais prazeroso para mim. O que perdi em motor, ganhei em prazer de condução.

        Hoje se eu fosse comprar um daily driver iria de cambio automático epicicloidal. Temos um CVT em casa, num Sentra 2015 e também é um cambio bom para uso diário, com a desvantagem de parecer que está o tempo todo patinando embreagem, o que não agrada a meus ouvidos.

        • MauroRF

          Pois é, Focus, muita gente não gosta de CVT por esse motivo. Eu, agora já há 4 meses com o City, estou adorando, porque tenho viajado pouco ultimamente e usado predominantemente na cidade, e é no trânsito urbano que o conforto do CVT aparece bem. Tocando o carro de boa no trânsito, pouco se vê o giro passando de 2.500 RPM, já acostumei a levar o carro, e gasta pouco fazendo dessa forma.

  • Ken

    Meus olhos me enganam!!! Depois vem neguinho falando que o Fusion não perde em nada para a 320i, deve ser pq o nome do Fusion é homenagem ao câmbio que esquenta e derrete… Tem gente ainda que compara o Fracus com o Golf, tem muito a aprender esse pessoal.

    • Thales Sobral

      Mas o fusion não usa powershift…

      • Alessandro Lagoeiro

        Fatality!

      • fschulz84

        Este Ken é hater-Ford… Ele só comenta em notícias Ford para descer a lenha… Não dê atenção, ele sequer deve ter 18 anos…

        Do not feed the trolls

    • CarlosChl

      É tanto “expert” pela rede… mas de vez em quando a ignorância se apresenta… kkkkkkkkkkkk

    • Artur

      O Golf também tem a DSG que vem apresentando problemas semelhantes.

      • Ken

        Só que com uma frequência muito menor, ainda levando em conta que vende menos.

    • Robinho

      aff, que nada haver, se não for para comparar Focus com Golf vamos comparar com o que? Gol ???

    • Adriano

      Focus é fraco? Ta sabendo legal hein, quero ver se esse golf da 210 de quarta marcha! Isso estou falando do meu antigo focus 2.0 2007, pega o golf 2007 da época e coloca na pista, fala sério, golf atualmente é um excelente carro, mas o focus não perde realmente para ele.

      • Ken

        RApaz, desculpe por desiludir-te agora, pesquisa o programa acelerados no youtube, o Golf 1.4 TSI + DSG colocou quase 2s em uma volta no Vello Citá no Fracus, inclusive o Punto, acredite, com eixo de torção 40cv a menos e um pouco mais de torque, tb foi mais rápido que o Fracus, esse carro é uma enganação. Troque o seu o mais rápido antes que todos fiquem sabendo disso.

        • Adriano

          Já vendi o meu, e posso te garantir que não foi por conta do motor, como eu falei, se o golf 2007 bater 210 de quarta marcha, retiro que falei!
          Esqueceu de citar que o punto é mais leve tbm, compare com motores sem turbo e vamos ver.

          • Ken

            Aí vc já está dando desculpas pela derrota, se vc bateu 210 de quarta ou não, não é importante, o Golf anda muito mais que o Fracus e o punto um pouco mais, isto é fato. Não existe mais comparar as especificações do motor, o grande divisor de águas é o preço aproximado, o Boxter é aspirado( e anda mais) do que Z4, o A45 é um 4 cilindros, o 135 são 6, o Corvette é aspirado e o California T é trubo…

  • Leandro Santos

    Talvez caiba a nós mesmos ajudar outras pessoas a não passar por isso avisando elas da furada que é comprar um veículos desse.

  • Daniel dos Santos

    Meu pai tem um fiesta sedan powershift titanium 2014, e nenhum problema….minha esposa tem um 2013 e nunca teve problema no cambio.

    • tech76

      Pela reportagem e o que comentam, o problema não aparece no Fiesta Sedan (mexicano)?

      • Thales Sobral

        Aparece também.

    • Tygra

      Eu tenho um com 20 mil km e também nunca apareceu nenhum problema. Pelo contrário, o câmbio pra mim é o que existe de melhor no mercado brasileiro (juntamente com o DSG da VW e o câmbio de dupla embreagem de 9 marchas da Jeep e Ranger Rover). São câmbios que aliam, conforto, performance (rapidez nas trocas) e economia de combustível. Não pretendo comprar mais carros que não possuem câmbio de dupla embreagem.

  • Alessandro Lagoeiro

    Agora voltem lá no tópico de aumento de preço do Fusion e falem para esses proprietários que estão sendo mal atendidos pela Ford: “Não sei quem deixa de comprar um Fusion para comprar um Corolla”.

    • Gabriel M. Vieira

      Ou então comprar um Audi A5 usado bonitão… pelo mesmo preço… kkkkk

      • THE GUNSLINGER

        Se conhecer o dono anterior, beleza.

  • CanalhaRS

    Tenho um amigo que também teve problema com um Gol I-Motion e vai se desfazer do carro.
    Não troco câmbio manual por nada. Se um dia eu não tiver como ter um carro manual eu vou para o automático. Automatizado nem em sonho.

    • ALVIN_1982

      Dependendo do automático é outra zica…

    • Ramom Alencar

      sua imagem de perfil e seu comentário não combinam muito…

  • ALVIN_1982

    Por isso que ainda sou mais um bom e velho câmbio manual. Já tive carros de todas as idades, e nunca precisei trocar nada de câmbio. Nem kit de embreagem.

  • ALVIN_1982

    Então agora para adquirir seu Ford, além do TD tem que ler o manual antes de assinar o cheque… então tá…

  • Ramom Alencar

    “Na internet há pelo menos 458 casos relatados”
    bem, pelo alarde que alguns fazem pensei que pelo menos 70% dos powershifts davam problema, o problema existe sim, é digno de recall, mas para a quantidade de carro com esse câmbio vendido até que não é um número tão grande quanto imaginei…

    • ACELERANDO

      Pode ser, mas também pode não ser! E se só 20% dos que tiveram problema relataram na internet?

    • Doccar

      Nem todos que tiveram o problema, relataram o mesmo na internet

    • Artur

      Mas nem todo mundo reclama na internet. Eu, por exemplo, iria primeiramente acionar a garantia e, se o problema voltasse, reclamar na concessionária e exigir que o defeito fosse solucionado, antes de relatar o problema na internet.

    • Robinho

      eu disse anteriomente em outro topico, temos uma Eco Powershift na familia, e não temos o que reclamar, mas isso não significa que os relatos acimas não são verdadeiros e digno de recall, se errou tem que consertar não importa a marca.

  • CarlosChl

    Esqueceram de comentar a petição online, até o momento 1950 usuários assinaram: http://www.peticaopublica.com.br/viewsignatures.aspx?pi=P2013N44036

  • Boris

    Meus dois sócios compraram NF´s para suas esposas e os ficaram “na mão” com a Ford.
    Ambos já tiveram outros Fords e dizem que nunca mais vao comprar outro.

  • Cláudio Moisés

    Muda logo o nome para PowerSHIT! E coloque também nas especficações dos seus carros: acabamento Shit toutch!

  • V12 for life

    Estão acabando com os câmbios de dupla embreagem assim como fizeram como os 16v que tinham desempenho horrível em baixa e precisou de Honda e Toyota para mudarem um pouco disso, já que no modelos de entrada isso não importa tanto até hoje.

  • Bruno Wendel Marcolino

    que coisa não, o valor dos usados com Powershift tende a cair e cá pra nós, será um risco absurdo compra-los já que não se sabe se o carro teve problemas ou não.
    Tem que ter coragem!

  • Popdogue

    Nos EUA a Ford teve que aumentar o tempo de garantia e troca dos câmbios devido aos problemas, então não é um caso dos carros do BR.

  • Carlos Morano

    Não é novidade os problemas nesse cambio, mas fiquei surpreso pela qtd de casos relatados, que são poucos baseado nas reclamações que vi.

    Aqui na minha cidade é comum se ver Fiesta 14/14 e 14/15 à venda. Veiculos com menos de 10 mil rodados. E acredito que o motivo seja por conta do cambio.

  • Aristeu Junior

    E a má fama fica só com os AL4 rs

  • Hugosw

    Essa era a minha grande dúvida nos câmbios de dupla embreagem. Pois ninguém tinha a informação do desgaste e possíveis problemas em uso severo.
    Se a troca de uma simples embreagem é ridiculamente cara imagina uma dessas após passar a garantia.
    Como sou adepto a compra de carros semi novos, passarei longe dos duplas embreagens, melhor ficar no tradicional e robusto conversor de torque.

  • Rodrigo

    Ford’s Fan boys correndo em 3…2…1…….

  • Popdogue

    Nos EUA a Ford aumentou o tempo de garantia do câmbio devido aos problemas, não é um caso só nos carros do BR. Eu ia comprar um Escape para usar na casa da praia e fui aconselhado a escolher outro carro.

  • gustavo

    Cambio DSG Volks e Powershift Ford, na hora de vender o carro e desvalorização na certa !!

    • Brasil_MG

      tem um New fiesta Powershift, que está a 6 meses em uma loja de seminovos..

      • gustavo

        Pra vc ver se fosse um cambio At era muito mais fácil de vender Powershift e muito arriscado.

        • Brasil_MG

          …Pelos comentários que vejo, o Dualogic da Fiat é pior que o Powershift da Ford. Meu vizinho tem um Fiat com cambio Dualogic e o mesmo já deu problema várias vezes.

  • Raimundo M.

    Acho que o problema maior é alguns fabricantes optarem pelo sistema a seco. Salvo engano, o da Ford é, alguns da VW/Audi são, o da Fiat idem, etc. Fazendo buscas na net, relatos como os citados na matéria estão envolvendo justamente os a seco por não terem o óleo que ajuda a reduzir elevação de temperatura por atrito.
    Agora, independente de ser a seco ou com óleo, esse tipo de transmissão não é apropriado para situações onde as marchas mais lentas e a transição entre elas são mais exigidas tipo uso off road. Recordo que na nova geração do Cayenne que já passou por face-lift e especulavam que usaria um câmbio de dupla embreagem, a Porsche afirmou que esse tipo de sistema não é ideal para uso off-road justamente por exigir demais da embreagem ou embreagens. O produto veio com uma AT8 por conversor de torque.

  • Stan Work

    “Seu guarda, só entrei no corredor exclusivo pq meu powershift estava muito quente!!”

    • THE GUNSLINGER

      Boa…

  • FLMG

    Vendi meu Focus SE 2.0 2014 por causa desse cambio, com 11.000km.
    Impossivel andar no carro, comprei um Golf Highline 2015, estou escrevendo um relato de ambos agora que ja rodei 6.000km com o Golf e enviarei para o NA.

  • Chicão

    Acompanho esse tópico do fórum desde o início.
    E a verdadeé que a ocorrência do problema já diminuiu muito.
    O apice foi nos modelos de 2013 – 2014.
    Nos 14/15 ja começou a diminuir.
    Nos 15/15 mais ainda.
    É só observar que o numero de reclamações no forum caiu absurdamente, bem como o número de usuários novos que se cadastravam só pra reclamar (algo tipico de internet).
    E se vc observar o numero de reclamações junto ao número de nf vendidos, vai ver que é um número bem pequeno.
    Mas não ouse comentar isso la, se não vc apanha de algumas pessoas.

    • Lucas de Lucca

      Eles dizem que há um novo kit de série F nos EUA que resolve o problema. Porém só os modelos novos viram atualizados. Os antigos continuam dando problema e a Ford se recusa a assumir o erro e fazer um recall. Acho que esse é o maior problema, ter uma solução aparente e só fazer o reparo após muitas idas na concessionária e muita briga. Fora que quem não fez as revisões em autorizadas e está sem garantia vai pagar do bolso por um problema que não foi plantado pelas revisões por fora. Complicado isso. Fora a imagem do câmbio totalmente queimada.

      • Chicão

        A ford deu 6 anos de garantia pra quem tem o powershift.

        • Lofin

          No Brasil?

          • Chicão

            Sim.

            • Lofin

              Interessante. Não sabia.

        • Lucas de Lucca

          Faz pouco tempo isso. Os primeiros vinham com a garantia padrão de 3 anos. Mas mesmo assim, casos de quem fez as revisões por fora já era.
          Meu caso mesmo, tenho um New Fiesta mexicano, só fiz 3 reviões na Ford, depois abri mão de 2 anos que tinha ainda de garantia e fiz as demais por fora, nunca tive nenhum problema com o carro.
          Porém se hoje eu adquirisse um Powershift, iria fazer todas na autorizada, mesmo contra minha vontade e achando isso um absurdo, por medo do câmbio.

    • Zé Mundico

      Mas é claro que de 2014 para cá ainda não deu tempo de apresentar problemas, mas a tendência é ir aparecendo com o tempo e conforme o uso.

      • Chicão

        Se vc conhecesse o problema, saberia que mesmo o 15/16 ja tem tempo de apresentar o problema.

  • Lucas

    Tenho um Focus Sedan SE 14 e com 10 mil km começou a patinar em retomadas e aclives. Fizeram a tal reprogramação do software duas vezes, mas uma semana depois o problemas voltava. Finalmente solicitaram a troca da embreagem, mas pelo visto em muitos casos não adiantou nada. Lamentável.

  • D01S

    Lembro muito bem do dia que meu ex-fiesta powershift quase não subiu uma ladeira pois simplesmente foi perdendo potência, atolei o pé no acelerador e mesmo assim nada de resposta, além das trepidadas que já vinham ocorrendo… Pedi para o guincho da ford buscar o carro e levar para a oficina só para ouvir que o carro não possuía defeito algum. É mole?

  • Fael

    Desculpa ai gente, mas tenho um NF SE 1.6 16v Powershift, pego trânsito pesado, e até agora ele se comporta muito bem! Vá entender esses problemas todos.

    • Lucas de Lucca

      Qual o ano/modelo?

      • Fael

        2015/2015

        • Lucas de Lucca

          Talvez o seu por ser dos últimos modelos já veio com o kit que eles dizem que corrige o problema. Ou talvez pelo pouco tempo de uso ainda não se manifestou o problema. Tomara que seja a primeira opção!!

          • Fael

            Assim, a grande maioria não reclama né!!

  • Zé Mundico

    É o famoso “morreu mas passa bem”.

  • Paulo Estevinho

    Reclamações do powershift, dualogic, dsg, asg… O povo tá chato ou está difícil acertar os automatizados?

    • Marco Bonato

      Tenho um Polo Sportline 2014 Imotion, como sou PcD, não saio por aí achando que estou numa Ferrari, acredito que vai mto da forma de condução que a pessoa está acostumada, até agora ñ tenho do que reclamar do cambio.

      • Paulo Estevinho

        Tenho um Bravo dualogic e também nada a reclamar (pelo menos do câmbio rsrsrs). 32.000km rodados sem problemas.

  • Rafael

    Pensava em pegar uma Ecosport 2.0 usada (sim.. preciso de um semi novo para andar em estrada de terra (não precisa de ser um offroad nato, apenas ser alto). Pelo jeito é melhor nem olhar as Powershifts.

    • THE GUNSLINGER

      Tem que ser automático? Se sim, vai de Tucson. Tive uma por um ano e meio justamente pelo mesmo motivo (estrada de terra e asfalto lunar). Gasta muito combustível (se a economia for pré-requisito, esqueça), mas encara o tranco como ninguém, e tem muito espaço interno.

  • HugoCT

    Imagina se fosse o Dualogic kkkk, imagina o estardalhaço. Infelizmente nunca tive a oportunidade de comparar um automatizado com automatico, que tive contato com Civic e Pallas.

  • Bruno Brasil

    Sempre olhei “torto” para esses cambios “brasileiros”, e agora vejo q não estava tão errado…

  • fschulz84

    Meu pai possui um Fiesta Sedan Titanium 14/15…

    Realmente apresentou as trepidações no câmbio quando andava em solo irregular…

    A primeira vez que levou na CCS, fizeram uma atualização do software, não resolveu.

    Na segunda vez, também não resolveu.

    Na terceira, aparentemente resolveu (isso já fazem 6 meses e nenhuma trepidação foi notada após esta última atualização).

    Segundo relato do próprio mecânico da Ford Ativ de Pindamonhangaba-SP (onde meu pai mora), a orientação que eles tem é de realizar as 3 tentativas de atualização de software e caso não surta efeito, a embreagem teria que ser trocada. Pelo menos nesta CCS, os atendentes da oficina são bem transparentes…

  • Louis

    Ah como eu gosto do meu AT com conversor de torque!

  • Bruno Borges

    Estou quase comprando um Focus SE 2.0 14/15 com 12mil KM, será hein?? Qual outro carro da mesma categoria na faixa de 62mil comprar… e agora?

    • Daniel

      308 thp

    • Guilhe

      Eu compraria bem com o pé atrás um usado com Powershit, mesmo com garantia, haja visto alguns comentários por aí e aqui mesmo na matéria de gente que não conseguiu resolver os problemas na CSS e passou o carro pra frente…

    • Bruno Borges

      Pois eh meio tenso isso, mas vejo mais relatos de NF do que Focus, mesmo assim fico com pé atras mesmo. O 308THP era o primeiro da lista, mas tô achando ele já meio com design meio defasado.

      • THE GUNSLINGER

        Nesse caso iria no 308 THP, mesmo. O visual é um pouco cansado, principalmente no interior. Mas o motor é uma beleza, e não há registros (ou pelo menos nunca vi) de problemas com o câmbio automático de seis marchas que equipa o modelo. Dependendo do lugar ainda deve-se encontrar unidades 0 km do modelo pre-facelift com ótimos descontos.

      • MauroRF

        Meu conselho: não entre nessa fria de PowerShift, procure outro carro ou um Focus manual.

  • Adriano

    Rídiculo, as empresas fazem o que quer aqui, terra sem justiça, mesmo que iremos atrás com processo e tudo mais que precisa(Burocracia idiot@), mesmo assim ficamos anos com o problema e nossa justiça andando de importado sem se preocupar, o brasil está num momento extremamente ruim e a culpa não é somento do governo e sim do povo, temos dor de cabeça até quando se vai comprar um doce na rua, com mau atendimento, descaso e etc…
    Lembrando que politico é povo!
    Senta ai e chora com seu carro de 60 mil cheio de problemas! Se fosse nos eua ou europa eu queria ver se não teria solução, a multa é alta, coisa que nem isso tem aqui!

    • Chicão

      Jovem politizado, entenda antes de tudo que ao contrário de mts coisas ruins, o problema do PS nãoé exclusividade do Brasil.

      • Adriano

        Não estou falando que o problema é só aqui e sim que aqui não se tem solução dos problemas, “Jovem politizado”

    • gustavo

      Bom comentario meu caro, essas montadoras Mandraque, viu o caso da Volks Amarok quebrando correia dentada com baixa km, ficou acertado em MG nas dita audiência pública a instalação de uma
      engenhoca um kit, um tipo de aspirador, para soprar a correia, um verdadeiro deboche !!! isso ai e falha de projeto, a dona Volks tinha que tirar esse motor de linha, e fica se esquivando !! justificativa da montadora a culpa e do Pó de minerio suspenso no ar, que racha, danifica a correia.

      • Adriano

        Vai tirar pra que né? não soluciona e o cliente sai no prejuizo, aqui todas empresas sem distinção de segmento é uma merd@, estou com 2 celulares em posse da sony pq a porcaria vem falando que pode tirar foto debaixo da água e os 2 entraram água, enfim 3 meses sem 1 e 1,5 meses sem o outro, porém solicitei o reembolso dos 2 e até agora nada! Enfim vamos ver até aonde essa economia vai chegar.

  • Fanjos

    Só não entendo porque não passam a usar de vez a caixa banhada a óleo em todos esses câmbios, já que as banhadas a óleo dão menos problemas

  • LoganVB

    Sobre câmbio automático: Muitos disseram que quem comprou o DSG alemão, estão dando pulos de alegria, já que com a nacionalização esse câmbio não vai existir. Mas eu vejo um problema, menos peças no mercado, maior custo de manutenção etc. Infelizmente agora que o brasileiro está perdendo o preconceito e procurando carros automáticos começam a apresentar problemas…

    • Alligator

      Para mim quem teve sorte foi quem comprou um alemão manual, o DSG acho que vai virar mico tanto o alemão quanto o mexicano, pois estou duvidando que o DSG continue sendo vendido no México, já que o mercado americano é abastecido pelo Tiptronic, não valendo apena manter produzir 2 tipos de Câmbios para atender o pequeno mercado local

  • Bittencourt

    Está aí um dos, se não o principal motivo, do Focus Sedan não emplacar…quem quer um sedan com um câmbio desse?!

  • duduEAS

    E por essas que escuto do meu Pai: Depois voce fala que o cambio do corolla de 4 marchas que era ruim e bla bla bla bla bla bla.

    • Bittencourt

      Falo como proprietário: realmente tem suas restrições, mas pelo menos não preciso ficar encostando para ele esfriar…
      Um abraço.

      • duduEAS

        Pois é cara, acho que a evolução e sempre bem vinda mas o principio basico é ter qualidade. Nao adianta ser mil e uma maravilha no papel e na pratica dar tanto problema. O irmao de um amigo tem um fiesta com esse cambio e tbm da problema e ja vai desfazer do carro. Nunca defendi a toyota mas a qualidade e resistencia deve ser reconhecida ( os hater pira ).

  • Bittencourt

    Temos dois Dualogic em casa, com mais de 50.000 kms, e nenhum problema em nenhum dos dois.
    Só são ruins, mesmo…
    Ah, não tem nota no manual para caso ele dê zica, não.

  • Charlie

    To chegando a conclusão de que câmbio “automático” bom mesmo é o DUALOGIC. Pode não ter aquele desempenho, mas aguenta muito bem o tranco. Já os conhecidos por serem rápidos e eficientes(DSG e PowerShift) não param de dar problema.

    • Jackson A

      Prefiro o bom AT6

      • Charlie

        Eu sou mais o Dualogic Plus só por um motivo: Borboletas atrás do volante. Pra estrada é um diferencial.

        • Alligator

          Se for por isso tem o Honda AT5 que tem as borboletas

          • Jackson A

            O HR-V CVT tbm… tem um bocado… não entendi esse argumento de borboletas, isso não tem nada a ver com ser “dualogic” diga-se de passagem é um cambio bem inferior.

  • Atley jackson

    A Ford já deveria ter apresentado uma solução para esses problemas, pois eles são relatados desde o lançamento do NF! Mas, enquanto houver os “membros de torcida organizada” de montadoras, endeusando esse câmbio e metendo o pau em câmbios de outras montadoras, ficará por isso mesmo.
    Obs: Contente, com extremamente criticado câmbio de 4 marchas do 208 Griffe, que não apresentou nenhum problema até agora e o consumo fica na casa dos 9,5 gasolina/urbano.

  • João Silva

    New Civic tem um problema no cilindro de embreagem, meu processo contra a honda já corre há 5 anos. Código de defesa do consumidor e procon não serviram para nada

    • Freaky Boss

      Justiça no Brasil é isso aí. Uma pena, pois todos perdem. Tinha que ser igual nos Estados Unidos: em 6 meses a sentença tá definitiva e dada, goste ou não. Mas pelo menos isso gera segurança. Aqui você tem direito mas não tem, porque se entrar na justiça esquece!

    • Alexandre Maciel

      O problema em si não é do cilindro de embreagem. O problema, que também atinge o Honda Fit da geração anterior, está no posicionamento do local de encaixe do cilindro e na resistência da peça em que ele é fixado.

      O que ocorre é que, com o uso contínuo, ocorre mudança de ângulo do cilindro pela deficiência do local onde está fixado e isso faz com que o pistão do cilindro secundário passe a arranhar a parede do mesmo. Após algum tempo isso produz aquele som de nhec irritante. Digo isso por já ter tido Honda Fit e a troca do cilindro não foi solução definitiva para a questão.

      • João Silva

        Entre substituições da peça e procedimentos de reparo foram 8 idas à concessionária fora os reparos nas revisões.

  • RKBerg

    Relatos verdadeiros.

    Estou com um Fiesta Titanium Powershift, com 15 mil km, que parece uma carroça, com trancos e mais trancos, tremores que parecem terremotos, barulhos, etc.

    Já levei na Ford 5 vezes, e a resposta é sempre a mesma: “realizamos uma atualização”.

    Nunca resolveu.

    No início era ótimo, tanto que preferia o Fiesta ao meu I30 2011 AT.

    A única solução viável é ingressar com ação judicial contra a Ford, postulando a troca do câmbio. Entretanto, como eles estão recorrendo aos Tribunais Superiores, e não vem realizando acordo, o processo vai demorar alguns anos.

    Como não tenho interesse em ficar com este carro mais tempo, coloquei à venda, e com o que conseguir vou comprar outro I30.

  • SDS SP

    Quem eu conheço que possui veículos equipados com essa transmissão, nunca ouvi relatos de problemas.
    Agora eu fico pensando nos carros que estão no mercado de usados, pois quem vendeu por conta dos problemas, passou a “bomba” para frente. Azar do próximo proprietário.

    • THE GUNSLINGER

      Sim, e dá gosto ver aquela galera comentar nas matérias: “Ah, mas com essa grana sou muito mais um XXXX seminovo…”.

      • alexandre

        Exatamente o que eu pensei lendo essa matéria: sempre tem o esperto que achou o usado completão, motorzão, com apenas 2 anos, muuuito mais barato que o zero peladão. Mas não aparece aqui pra relatar sua felicidade qdo o carro berra…

  • Freaky Boss

    Minha patroa tem um focus com o powershift. não teve problema ainda. Estamos gostando do carro e do câmbio. Mas se existe um problema crônico que um “simples” recall resolva, a FORD tinha que fazer. Se não fizer, vai perder mais, isso é óbvio. Uma imagem com filme queimado é difícil de reverter (vide francesas).
    Sobre o tal aquecimento, alguém sabe se ocorre em subida de serra (por exemplo serra do mar na rodovia tamoios ou na serra de taubaté-ubatuba SP)?

    • Thales Sobral

      A depender do uso, pode ocorrer. Se você anda manso, mais difícil de aparecer qualquer aviso do tipo. No meu carro, o aviso de superaquecimento nunca apareceu. Mas se eu estiver viajando e estiver fazendo muitas ultrapassagens (pista simples, tem que meter o pé), aí ele dá uma vibrada na passagem da 2 pra 3 marcha. Quando esfria para. Vou comunicar isso à Ford na próxima revisão.

      • Freaky Boss

        Mas o resfriamento que ocorre pela ventilação forçada na estrada não seria capaz de esfriar até um limite aceitável?
        Eu posso até entender isso num congestionamento, mas em estrada? (não estou duvidando de você, de jeito nenhum, estou apenas indagando o problema)

        • Thales Sobral

          Também achava que seria assim, mas pelo jeito não é o que acontece… Por exemplo, pegando transito pesado nunca tive ocorrência dessa vibração. Ela só aparece quando estou na estrada, depois de fazer algumas ultrapassagens mais fortes. Imagino que o calor do conjunto (principalmente da caixa de marchas) acabe esquentando a embreagem, mas isso é meu chute.

  • Freaky Boss

    Tá difícil ter câmbio automático no Brasil: AT4 da citroen levou bomba, dualogic da FIAT recebe crítica de todo lado, DSG da Volks idem (tem gente em fórum anunciando que vendeu golf novo só por isso). Agora o powershift.
    Complicado hein Juvenal….

    • André Flandres

      Qualquer coisa que seja um pouco mais complexa não funciona bem em Banânia. Transmissão, seja automática, automatizada ou manual, é o ponto mais nevrálgico da mecânica de qualquer carro. Qualquer novidade dá um nó na cabeça da preguiça nacional.

      Nossa engenharia só consegue lidar bem mesmo com mecânica já velha de guerra, ao contrário dos EUA, por exemplo, em que a cada esquina há oficinas ultra-equipadas e preparadas para lidar com qualquer tecnologia automotiva. Tudo fica mais fácil num país onde, na média, você pode ter tranquilamente três carros e ainda sobra espaço na garagem, podendo levar o carro problemático (sobrando ainda dois para você se transportar, afora quando há bom transporte público) numa dessas várias oficinas, as quais são geralmente confiáveis em razão da concorrência leal — e a vontade verdadeira de fazer um bom serviço — que costuma haver por lá nesse tipo de empreendimento.

  • Freaky Boss

    Onde falta comunicação sobra ruído, e ninguém sabe o tamanho do problema de fato. A FORD tinha que se comunicar de forma direta e explicar.

  • VORTEC REDNECK

    É por isso que eu falo: Ford e Fiat nunca mais! Se for pra ficar preso nas 4 gigantes, GM e VW são muito mais confiáveis.

  • Humberto Sabino

    Tenho um fiesta 14/14 com este problema, levei 2x na concessionária ford caoa e problema não foi resolvido. Tenho 3 amigos com Fiesta powershift como mesmo problena. A ford está fugindo deste problema.
    Demorou para aparecer na mídia esta notícia, o problema é bem grave.

    • Alexandre Maciel

      Essa notícia já tinha aparecido na mídia há vários meses. Saiu na 4 Rodas juntamente com a questão do alarme que é desativado quando alguém arromba o miolo da porta.

  • Miguel Lima

    Aproveitando p tirar uma dúvida: vi em algum lugar q o problema seria do Powershift c/c motor 1.6, q os Powershift c/c motor 2.0 não teriam esse problema. Alguém sabe se procede?

    • Lucas

      Não procede, como comentei mais acima o meu é um Focus Sedan 2.0 e tá com problema, assim como vários outros.

  • Marcos Wild

    Que porcaria, e ainda querem comparar Focus com Golf

    Cambio de verdade é DSG

    • Pesao

      Realmente cambio bom é o DSG..!! hehehehehehehehhe
      depois procura relatos do seu cambio de verdade!!

  • Freaky Boss

    Rapaz
    câmbio bom é o do corollão AT4 velho (relatos de 200.000 km sem nada ocorrer) e o do Civic AT5 velho de guerra. Estou chegando a essa conclusão.
    Eu tenho um nissan tiida AT4 também. Carro tem 5 anos e câmbio nunca deu problema e pelo jeito não vai dar. Robusto e até suave por não ser dupla embreagem ou CVT.
    Agora entendo os japoneses venderem caro seus produtos por aqui….
    Que lástima.

    • gustavo

      E meu caro realmente o AT e guerreiro !! tem carro da década de 90 com AT rodando de boa, claro que, com aquela manutenção preventiva de praxe.

  • Lucas Irrthum

    Meu tio tem um New Fiesta sedã equipado com essa transmissão, e realmente é uma merda! A alavanca do câmbio trepida como se o carro fosse movido à diesel. Fora os trancos nas trocas de marcha. A Ford tem muito o que melhorar.

  • sigma7777777

    Câmbio de dupla embreagem? Sai de mim! Dá-lhe CVT neles Nissan! Kkk

  • David

    Por isso que eu adoro a transmissão CVT com conversor de torque do meu carro.

  • Ricardo Soares

    Meu carro eh um PS SE 14/15 com 12000km e até agora não apresentou nenhum problema no cambio. Ja levei na concessionária pra tirar uns grilos no painel e um problema no sensor de estacionamento e só . Sobre a garantia de 6 anos pro câmbio , alguém sabe se são pra todos os PS que ainda estão em garantia ?
    Pro pessoal que tem Powershift, ao estacionar o carro, costumam acionar o freio de estacionamento? Pq teve uma vez q fui por o carro em marcha ré e acidentalmente pus no P, o carro nao estava completamente parado, lembro de ouvir um impacto com barulho metalico, doeu na alma kkk. Depois desse dia sempre aciono o freio de estacionamento antes de pôr no P. Sera q isso pode ter a ver com o problema no câmbio? Uma vez q não eh difícil de esse acidente ocorrer, pois vejo muita gente com cambio manual segurando o carro na marcha, ao estacionar, e poderia achar q vale no automatizado tbm….

    • Tygra

      Qualquer carro automático é recomendado acionar o freio de mão ao estacionar. Independente do tipo de transmissão automática o procedimento correto ao estacionar é: pé no freio; colocar o câmbio em N; puxar o freio de mão; tirar o pé do freio (para que o peso do veículo fique no freio de mão) e por fim colocar o câmbio no P.

  • Airplane

    Câmbio automatizado é fria
    Se duvidam comprem e se arrependerão.

  • Hildegard

    Prefiro câmbio AT do meu corolla 2005. kkkkk

  • shdn2010

    “458 casos”… tem petição contra a ford com mais de 2 mil pessoas com problemas nesse cambio.

  • Don Ramón

    Interessante que os automatizados usados em caminhões e ônibus, como a I-Shift da Volvo, não dão problemas. E operam sob condições só um pouquinho mais exigentes…

    • Vagnerclp

      E o Opticruise e ConfortShift da Scania também não vejo relatos de problemas.

  • Paulo Mateus Guerra

    Eu sou muito idiota de ter comprado um New Fiesta Titanium PowerShift. Nunca mais cometo o erro de comprar um Ford, e não é por ele apresentar os problemas relatados acima, é na verdade, porque a Ford não move um dedo pra resolver meu problema.

    • CarlosChl

      Em 2008 eu comprei um Focus Sedan 2.0 2007 e o carro era muito bom. Mas
      tinha um barulho a partir dos 100km/h que parecia vir das rodas, eu
      levei em todas as concessionárias da cidade e um duas outros de outra
      cidade. Ninguém resolveu, diziam que “era assim mesmo”, me sentia um besta por ter comprado o carro. Cheguei a trocar
      um bando de peças e paguei caro por um problema não resolvido. Jurava
      que Ford nunca mais. Há algum tempo eu dei uma olhada no Focus 2015 e
      encontrei essas notícias e as concessionárias continuam com um péssimo
      atendimento. Reafirmei meu pensamento: “Ford nunca mais”.

  • Paulo Henrique

    Não vejo reclamações sobre o câmbio do Corolla, depois vem perguntando porque ele é líder

    • Marcos Souza

      O câmbio do cruze, do civic, do fluence, do sentra tbm não dão problemas… Toyota é muito mais fama, apenas isso.
      E um amigo meu reclamava do at4 do corolla dele, disse que gastava demais.

      • Hildegard

        Gasta demais? Qual estilo de condução aplicada no veiculo? Manutenções em dias? Qual a condição da malha viária? Relevo da região onde o carro circula? Carga que o carro carrega? % do AC ligado e desligado? Pneus sempre calibrados? Marca dos pneus? % rodado em rodovia e cidade? Consumo é complicado de se medir, isso por N motivos…

    • Alexandre Maciel

      Pois procure reclamações sobre a caixa de direção. Não por outra razão a caixa de direção do Corolla tem preço significativamente menor do que o cobrado para os concorrentes desse veículo.

  • Alexandre Maciel

    1. Não vai ter recall até onde tenho conhecimento.
    2. Nos EUA, salvo engano, saiu a revisão F do câmbio que cuida dos problemas mas, parece-me, não os soluciona totalmente.
    3. A Ford do Brasil dará extensão da garantia do câmbio, salvo engano por mais 2 anos, de modo a “compensar” pelas falhas absurdas desse arremedo de projeto.
    4. Até mesmo a extensão da garantia está sendo mantida com discrição e, não duvido, de repente a Ford sequer comunicará via veículos de impressa.
    5. Esse problema não diz respeito a ALGUNS proprietários. É um problema do câmbio em si, seja no Brasil, seja nos EUA, seja onde for. Alguns reclamam, conforme tratado na matéria, mas o projeto é problemático.
    6. O NA deveria ter dado atenção a isso há bastante tempo visto que muitas pessoas compraram carros da Ford com esse câmbio acreditando numa suposta maravilha dos trepidashift e esse problema existe desde antes do lançamento do câmbio no Brasil.
    7. O custo de reparo é absurdo e, precavido que sou, quando comprei um Ford tive a iniciativa de pesquisar a cesta de peças do câmbio no Ford Parts. Resumo: reparo absolutamente proibitivo! Por essa razão permaneci no MT tradicional.

  • carlos rodrigues

    Só espero que essa matéria se espalhe de forma que crie uma repercussão negativa pra ver se a ford se movimenta e chama logo pra um recall desse problema. Enquanto isso ela fica fazendo paliativo de atualização de software do câmbio, que não resolve o problema.

  • Marcos Souza

    Infelizmente o não-manual mais barato é o ônix at6, levando em conta os câmbios que prestam.

  • Leopoldo Leão

    Meu civic 2005 automatico, comprado zero, nunca deu problema na marcha. Ta com 230 mil rodados. :)

  • Luciano

    Alguem sabe se o fusion 2016 é powershift? Tem reclamação dele? Estou querendo comprar um mas assusta esses problemas com o cambio =/

    • gustavo

      Parece que usa a caixa frn5.ou 6f35, que e cambio automático convencional. vc teria que confirmar isso mais seguramente numa oficina que trabalha com cambio automatico !!

    • Alexandre Maciel

      O Fusion não usa o PS.

    • Janduir

      Usa cambio automatico de 6 marchas feito em parceria com a gm. Os 1ºs modelos lá em 2008 apresentaram defeito que foi corrigido se não me engano apartir de 2010…

  • Lauro Agrizzi

    Se esquentar no meio de uma favela pare para esfriar e ser assaltado.

  • João Carlos

    Nunca vai haver recall, pois a Ford não admite que o carro pode parar de funcionar, como é o caso do recall do CVT da Honda.

  • Vagnerclp

    Ouvi falar que os problemas só ocorrem no conjunto powershift+1.6 (sigma). Será que confere, ou existem modelos powershift+ 2.0 (duratec) com problemas? Eu penso em pegar um focus (usado) no futuro, mas estes relatos me dão medo.

    • Wilmar Kleemann

      2.0 também sofre desse mal. Na revenda me disseram que o problema foi resolvido nas versões 15/16.

  • Joildo Dias

    Imagina esse carro em São Paulo no horário de pico que perigo……

  • Jeff

    Quem fala mal de Dsg é pq nunca teve um carro com tal caixa. Estou no meu terceiro modelo dotado desta caixa e cá para nós, não existe nada melhor. Power shift? É só andar no carro que é fácil perceber o quanto é diferente do Dsg da Vw.

  • Poperon

    Cambio PowerSHIT da Ford

  • Milton Quadros

    Até que enfim saiu na imprensa. Parece que o “manto” que cobria esse assunto foi retirado, que o fluxo que o mantinha submerso cessou, pois o problema existe há mais de três anos, bomba na internet e pela primeira vez é publicado em um jornal e, na esteira, em um blog. Consumidor brasileiro está ferrado com essa imprensa.

  • Henrique Ferreira Lima

    Eu reclamaria apenas pelo fato desses botões escrotos existirem nesse câmbio. E pra que fazer um serviço decente no carro né? Mais fácil entregar de qualquer jeito porque brasileiro vai adorar explicar que o carro tem 2 embreagens e como acontece a mágica! Se esquentar e trepidar é só uma pequena consequência da ostentação

  • Jorge

    O problema do câmbio afeta somente o motor 1.6 com powershift ou também o motor 2.0 com powershift?

    Eu li, mas não lembro onde, que a Ford tinha retirado a opção de motor 1.6 com powershift do Focus justamente por causa dos problemas no câmbio.

  • srxys

    Interessante é que o câmbio Geartronic da Volvo (herança do tempo que a Ford era dona) trata-se do mesmo equipamento e parece que ninguém reclama……

  • Racbc

    Pode ser ignorância minha e tal, mas pra mim automático tem que ser automático… não vem com esses automatizadinhos não kkk

  • Guilherme Batista

    Participo dos fóruns do New Fiesta e do Focus, e vejo muita reclamação mesmo. A maioria está relacionada aos motores 1.6, nos motores 2.0 são poucas, talvez tenha relação com a potência menor. Não querendo defender a marca, mas é um fato que as pessoas não leem manual, na verdade não escutam nem a recomendação do vendedor que, pelo menos no meu caso, recomendou a usar o neutro sempre em paradas. Eu faço um pouco mais, coloco no Neutro e aproveito e uso o freio de mão também, pra não ficar forçando o sistema de freio. É claro que não justifica os problemas, mas é o tipo de coisa que você deve se preocupar quando se compra um carro. Todo carro tem alguma coisa que não é boa e requer mais atenção.
    Ao mesmo tempo acho que a Ford deveria ficar mais atenta a essa questão e no mínimo fazer uma campanha ou algo do tipo para conscientizar melhor os motoristas, e enquanto isso, deveria procurar uma solução definitiva para o problema

  • Claudio

    Tenho um new fiesta sedan..escolhi o manual e não me arrependo!

  • Fabio

    F_ábrica O_rdinária de R_ecortes D_iários

  • Carlos Ernesto de Oliveira

    Comprei um Ford Fiesta preto com
    embreagem eletrônica em AGO de 2013, e desde FEV14 a embreagem começou a
    trepidar; todas as revisões foram feitas a tempo na CAOA João Dias em
    São Paulo, em FEV14, AGO14, FEV15 e AGO15; atendentes técnicos Luciano e
    Márcio;

    Na revisão de AGO15 foi feito mais uma vez o teste de trepidação e
    apenas por volta de OUT15, dois meses depois, o atendente Márcio me
    comunicou por telefone que a FORD considera a trepidação normal; e a
    FORD dá a situação como resolvida, para meu desgosto; a trepidação está
    piorando, a garantia vai acabar em AGO16;

    Estou extremamente insatisfeito pois sou cliente FORD desde 1995 (Três
    Ranger, uma F-250 e um Mustang) e o FIESTA, que uso para trabalhar, está
    trepidando cada vez mais e mais frequentemente; não me parece adequado,
    nem justo.

    Dirijo carros alugados FORD, na LOCALIZA de Navegantes (SC), dos modelos
    FOCUS e ECOSPORT, com embreagem eletrônica também, e todos funcionam
    muito bem, nunca trepidam. Há gente habilitada que diz que o problema é
    só no Fiesta.

    Desejo ver meu problema resolvido de imediato, e de uma vez por todas,
    sem o que irei ao Procon e ao Judiciário, e pedirei indenização
    significativa por perdas e danos ao meu trabalho, fora o aspecto de
    segurança. pois o carro demora para reagir à aceleração e isso pode por
    minha vida em risco.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend