BMW Esportivos Sedãs Super Carros

Próximo BMW M5 trocará o V10 por um V8 twin-turbo

bmw-m5-hurricane-g-power-1 Próximo BMW M5 trocará o V10 por um V8 twin-turbo







(a imagem acima é do BMW M5 Hurricane G-Power)

Uma fonte interna da BMW conversou com o pessoal da publicação Automotive News, e pelo andar da conversa, podemos acreditar em uma troca de motor para a próxima geração do BMW M5. A BMW estaria saindo fora de sua tradição de usar motores sem turbo nos modelos M.

O atual motor 4.4 V8 com dois turbos do BMW X6 seria aumentado para 4.8 litros e começaria a ser usado nos modelos M mais top de linha, começando com o próximo BMW M5, a ser lançado em 2011. Motores como o famoso 3.0 de seis cilindros que equipa os 335i, 535i e o X6 mais barato mostram que unidades menores e com turbo podem entregar grande potência, com menor consumo de combustível.

Só que fica a pergunta: será que um V8 twin-turbo consumiria menos ou poluiria menos que um V10?? Muito provavelmente não. O único benefício seria um peso menor e talvez potência ainda maior que os 500 cavalos do V10. E isso será necessário, pois os 407 cavalos desse V8 não chegam nem perto dos 572 cavalos do Audi RS6, por exemplo.

[Fonte: Automotive News]



  • ak47

    Sem esquecer que o RS6 tem o sistema QUATTRO de tração contínua nas 4 rodas, podendo então ser possível controlar esses 572 cavalos.

  • marc-df

    Lembrando que os 407 cv são extraidos de um motor sem nenhum preparação esportiva, o objetivo é ter torque abundante em todas as rotações, agora que imaginar como fica um motor M turbinado é só pegar o que era o seis cilindros sem turbo (258 cv) e ele com turbo (306 cv). O M3 só com o turbo pularia para cerca de 499 cv, o M5 poderia chegar a nada menos que 601 cv! Tá bom para vocês? :cool:

  • mxerer

    [Comentario #90723 sera citado aqui]

    Ah tah, como que se a BMW brincasse em serviço…
    Há anos que ela fabrica sedã esportivo e segundo palavras de Jeremy Clarckson “É o que ela sabe fazer de melhor.”
    Quanto aos motores, é outro ramo em que a artilharia dela é de chumbo grosso.
    Podem criticar a BMW por qualquer coisa que eu irei ler os comentários com o maior respeito. Mas a mecânica BMW é simplesmente a melhor do mundo no que se refere à precisão, eficiência e desempenho.
    Tanto que ela pode se dar ao luxo de dispensar uma tração integral…
    Por exemplo…

  • Ciro

    [Comentario #90731 sera citado aqui]

    O legal é ver a BMW engolindo seco. quando o RS4 saiu com um 2.7 V6 twin-turbo de 380cv e eles disseram que usar turbos é trapaçear. Aí os BMW fanboys acham a maior inovação do mundo um 3.0 6 em linha com dois turbos. onde esses fanboys estavam quando a volvo tinha um 2.8 6 em linha TT com 280cv? e no começo dos anos 90, quando a Toyota, Nissan e a Mitsubishi, todas tinham um 3.0 V6 TT com 320cv?

  • mxerer

    [Comentario #90744 sera citado aqui]

    Tah mas e quais desses motores citados por você ganhou algum prêmio de melhor motor do ano?
    Não adianta amigo… BMW é artilharia pesada em matéria de motor!
    Quando uma empresa independente resolveu fazer o melhor carro do mundo (Mclaren e seu F1) ela nem cogitou a idéia de usar um motor VW..ops AUDI. Foi direto em quem realmente sabia fazer.

  • ALE

    [Comentario #90744 sera citado aqui]

    :drinkk:

    pra mim eh idiotice tirar um senhor motor (v10) e colocar um v8 twin turbo. Que resultado se espera ? vai beber mais, o som será mais feio e terá potencia semelhante.

  • Ciro

    ^^eu discordo. sendo um motor V8 o consumo será menor que o V10, e sendo turbo é bem provável que tenha mais torque.

  • ALE

    [Comentario #90755 sera citado aqui]

    jamais será menor, se fosse assim o corsinha 1.0 turbo de meu amigo deveria fazer no min 10km/l, e na real faz menos de 6. E torque ? será maior em rotações mais altas, o v10 aspirado apresenta um torque mais constante desde as poucas rotações.

  • Ciro

    [Comentario #90748 sera citado aqui]

    e onde estava o V12 da BMW quando o Zonda escolheu o 7.3 da AMG?

  • ak47

    [Comentario #90748 sera citado aqui]

    Se a BMW brinca em serviço é caso a parte, porque sei que ela é ótima em motores e chassis. O comentário foi do M5 vir com mais potência do que a versão atual pois em comparativos, já foi citado que o chassi do M5 está no limite de potência. Sim, é possível ter muito mais potência em um carro de tração traseira (como vemos em formula 1, LeMans, etc), mas já que a reportagem é sobre o M5 e cita o RS6, vamos nos limitar a este parâmetro, e repito, sem controle muita potência é em vão, coisa que a Audi já provou com o RS6 atual e que a BMW (ainda) não tem resposta – não me surpreenderia se vai ter no futuro, mas o tempo está correndo, e olha que já se passou MUITO tempo…
    Agora, continuando “Tanto que ela pode se dar ao luxo de dispensar uma tração integral” – ERRADO, não vamos nos esquecer do 330Xi, o próprio X5, entre outros. Se não precisava da tração integral, não fariam tais versões, que respeitavelmente, levam PAU de outras marcas, principalmente da Audi.
    “…quais desses motores citados por você ganhou algum prêmio de melhor motor do ano?” – a VW, oops, AUDI já ganhou vários prêmios de melhor motor do ano com seu V6 2.7 biturbo, coincidentemente, um dos citados pelo nosso colega.
    Finalmente, F1 não se traduz para as ruas, mas se quizer jogar nessa linha, a AUDI vem quebrando recordes de vitórias seguidas na 24 horas de LeMans, coisa que tem muito mais a ver com os carros usados por consumidores (injeção direta, motor diesel de alta performance, por exemplo).
    Respeito a BMW, Mercedes Benz como concorrentes da Audi, mas falar que um em específico é a melhor do mundo, aí é papo de fanático – é só olhar o que a Porsche oferece, pois acho ela a melhor em termos de “precisão, eficiência e desempenho”.

  • Ciro

    ^^ele estava falando do McLaren F1, o carro de rua mesmo. Não da Formula 1, em que a McLaren trabalha com a Mercedes.

  • Luis.J.R.

    Vai ficar demais com esse motor twin-turbo?E eu só passndo vontade de ter um. :hahh:

  • mxerer

    [Comentario #90826 sera citado aqui]

    E quem disse que ZONDA é uma referência??
    A referência atual está em um BUGATTI..hahah…outro VW, mas seu motor “Carmen Miranda” jamais foi e jamais será referência em eficiência.
    Por essas e outras que tem muita gente que diz ser o Mclaren F1 o melhor carro SPORT do mundo. Ainda hoje.

  • mxerer

    [Comentario #90832 sera citado aqui]

    A mecânica bos BMW ***Xi é para uso específico em locais onde as condições climáticas requerem veículos com tração integral. Onde neva muito por exemplo.
    A BMW jamais propôs seu sistem de tração integral para uso esportivo (como faz a AUDI).

    A X5 e a X3 tem tração integral devido sua proposta… ou seja são jogadas de marketing…

    Outra, o chassis do M5 é novíssimo e está longe de estar no limite de suas possibilidades. Tanto, que há inúmeras preparações “não oficiais” muito bem sucedidas (o carro da foto por exemplo)

    E mais: o 2.7V6 biturbo da RS4 jamais ganhou prêmio de melhor motor. Verifique sua base de dados. Aliás, só o bloco é AUDI. Toda a preparação é COSWORTH – tradicional preparadora de ford’s.

    É tenho que respeitar a AUDI mesmo..ela veio literalmente “de baixo”…VW, FORD…

  • ak47

    [Comentario #90959 sera citado aqui]

    Estranho que apenas a BMW tem fanáticos que NUNCA admitem que outras marcas tem produtos igual o melhor que a BMW, seja aqui ou em outros países… Humildade faz bem de vez em quando.
    Xi é sim usado para lugares onde há neve, porém, ao contrário da proposta da missão da BMW, este carro não apenas perde toda sua “esportividade” como em termos de tração nas 4 rodas ele é incrivelmente medíocre (não me lembro qual revista americana, mas em um comparativo em 2006, o Xi não ficou em último lugar por pouco). O X5 não tem tração nas 4 APENAS por sua proposta, falaram com convicção que era um carro esporte (no lançamento já falaram de cara, não é um SUV, mas um SAV – SPORTS Activity Vehicle) e falaram um monte sobre como este carro seria intocável, mas depois que o Cayenne chegou, mudaram o discurso, sem esquecer que aumentaram a potência do X5 posteriormente para tentar correr atrás do prejuízo, mas sabem que não conseguem tocar no Cayenne Turbo. E o X6? Foi feito para bater de frente com o Cayenne GTS, apesar de não ser nada utilitário e a Nissan, oops, Infinity vem com o novo FX e imediatamente tirou o X6 do topo.
    O chassis do M5 está no limite sim, de acordo com a própria montadora. É muito conveniente falar que as versões “não oficiais” ficaram mais potentes, mas não é a toa que vc perde a garantia do carro. Aliás, para se obter a potência máxima do M5 vc tem que acionar manualmente um botal no volante, pois com este mapeamento, não é possível conduzir o carro no dia-a-dia, confortavelmente. Sem falar que a montadora recomenda nunca desligar o DSC para não perder o controle do carro, coisa que até os próprios pilotos de teste de revistas mencionaram. Se essas versões não oficiais fossem tão boas, a BMW não negaria garantia desses carros.
    O V6 2.7T já ganhou vários prêmios, me lembro quando trabalha para a Audi que parte dos materiais usados foi os prêmios do motor 1.8T e 2.7T. Não sei qual fonte foi usada, mas sei que foi uma fonte independente, nos anos de 2001 e 2002 e não foi do RS4, mas sim do S4 e A6 2.7T. Reconheço o mérito dos motores BMW, mas um pouco de humildade faria vc perceber que outras marcas também tiveram esse privilégio. E outra, MOTOR DO ANO não quer dizer tudo não, pois o motor atual da VW, oops, Audi 2.0T de injeção direta foi votado o melhor do mundo várias vezes por fontes diferentes, mas isso não quer dizer que esse motor é o mais potente ou mais econômico – opinião todo mundo tem.
    Mas vc se esquivou de outros assuntos: o V16 da VW, oops, Bugatti não tem pra BMW comparar (pois nenhum dos motores BMW de alta potência também é referência em eficiência). Ficar de baixo da saia da McLaren também contradiz essa idéia que a BMW é uma montadora “independente”. Jeremy Clarkson gosta muito de BMW, por isso ele dirige um VW, oops, AUDI, oops, Lamborghini, que aliás é produzida pela Audi (ou VW se quizer). Ainda não vi uma na 24 horas de LeMans. AINDA vejo a BMW arregar no DTM, enquanto a Audi e Mercedes Benz batalham neste campeonato que tem TUDO a ver com as 3 grandes da Alemanha, mas conta apenas com as 2.
    Como disse antes, gosto muito da BMW, de seus produtos e sua tecnologia. O que estraga na companhia é essa multidão de fanáticos que NUNCA vão aceitar o fato de que a BMW não é a melhor em TUDO e que vem aprendendo muito com outras montadoras (injeção direta, DSG, TRAÇÃO NAS 4, o uso do Turbo – que ela tinha esnobado anteriormente e agora, de acordo com essa reportagem, quer exibir como se ela fosse a pioneira em turbo compressores). Tanto você, como outros fanáticos da BMW, até os seus vendedores devem se jogar do seu pedestal e perceber que outas marcas SIM tem produtos e propostas melhores que a gloriosa BMW. A BMW, como qualquer outra montadora, só consegue melhorar aprendendo com os outros, isso é fato. Fui… nem preciso ler mais suas respostas pois já percebi sua arrogância é uma das mais cegas, vc pensa que sabe muito mas não percebe que sabe quase nada.

  • marc-df

    [Comentario #90958 sera citado aqui]

    Gente lembrando que o Zonda usa motor alemão pela ligação que o Fangio (uma das pessoas que influenciou o projeto) tinha livre acesso a Mercedes, não é pq é referencia e coisa e tal. É um motorzão, mas ter que alterar muitas coisas em relação ao original para equipar um carro desses é fogo né, o BMW só colocou 4 valvulas por cilindro e aumentou a capacidade cubica para equipar o F1.


Send this to a friend