Citroen Mercado Opel Peugeot

PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance

PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance

Ela nunca foi vendida no Brasil, mas seu nome tem um peso maior do que muitas marcas que estão há bastante tempo por aqui. O motivo é a longa história de produtos compartilhados e vendidos no país desde a década de 70, mas sua fama mesmo só ganhou força nos anos 90.


Estamos falando da Opel, a marca alemã que passou quase toda sua história ligada à General Motors e que há pouco menos de dois anos, passou para as mãos do grupo francês PSA, junto com a inglesa Vauxhall, seu braço britânico. Por aqui, vimos os carros do fabricante germânico sob o emblema da Chevrolet, sendo que alguns eram realmente “made in Opel”.

A boa fama dos carros da Opel perdura até hoje entre os consumidores brasileiros e agora, sem a GM, a marca alemã pode ter uma chance de realmente trazer seu relâmpago dourado para cá. A PSA diz oficialmente que não há planos de traze-la para cá, mas não nega que a nova estrutura que está sendo planejada para a região, tem espaço para mais marcas.

PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance


Recentemente, as redes Peugeot e Citroën foram drasticamente reduzidas. A PSA iniciou um processo de unificação quase geral das duas marcas no país, o que incluiu revendas numa mesma área e corte em vários concessionários, que não estavam atendendo no padrão exigido pela empresa.

No entanto, o plano da PSA mudou novamente e agora será a integração total das duas redes numa só, onde as lojas terão o mesmo espaço físico, mas com show room separado. Na parte de pós-venda, a oficina é unificada. Nesse projeto, a empresa deu o ponta-pé com duas lojas Peugeot-Citroën no Rio e em Maceió.

O projeto é ter uma rede com 245 lojas ainda este ano e 364 daqui a quatro anos. A PSA quer elevar seu market share dos atuais 2,9% para 5% no Brasil, nesse período. A chave estaria no compartilhamento de estruturas da rede e com foco no pós-venda, buscando um atendimento diferenciado para reverter a imagem ruim que as duas marcas acabaram tendo por aqui.

PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance

O plano iniciado na Peugeot parece ter dado resultado, pois em pesquisa de satisfação, a marca francesa aparece ao lado da Honda, ambas na segunda posição, perdendo apenas para a Hyundai. As duas são seguidas por Chevrolet e Toyota, nesse levantamento. A Citroën, porém, está em décimo.

De volta à Opel, a PSA entende que a estrutura com diversas marcas, para atender vários perfis de clientes, tem dado resultado na Europa e em outros lugares, reconhecendo que é necessário atender ao que o consumidor pede.

Então, quem sabe o mesmo não acontece por aqui? Na Argentina, a marca premium DS já está retornando, independente da Citroën. O que você acha, o mercado brasileiro precisa da Opel?

[Fonte: UOL]

PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance
Nota média 4 de 14 votos

  • CanalhaRS

    Sempre é bom saber que uma marca quer investir pesado aqui, mas vamos ver na prática isso tudo.

    • Kania

      Se você quiser olhar – ” Pet Sematary 2019 ” – com linguagem de legenda completa disponível Agora aqui: GOGOSERIES1.BLOGSPOT.COM

    • Deadlock

      Nem vai chegar perto dos 14 bi da GM ou de outras marcas, investimento de sobrevivência, apenas, já que a PSA encolheu no país (perdeu o boom do 206)…

      • Jr

        Ela quer chegar a 5% do mercado, com 364 concessionarias abertas até o final de 2021 esse numero é perfeitamente possível, não é intensão deles estar no top 5 de mais vendidos. De nada adianta vender tudo que a GM vende aqui e quando chega no final do ano a conta tá no vermelho

  • FREDRED

    Em indaiatuba a varios años que a css é dessa forma, Peugeot Citroen no mesmo prédio separados apenas por uma parede de gesso e vidro e oficina única, inclusive para agendar as revisões a sala é a mesma.
    Muitos carros da PSA na cidade. 208, 408 e C3 tem aos montes.
    Vem Opel Vectrão años 2000.

    • TchauQueridos

      “Nesse projeto, a empresa deu o ponta-pé com duas lojas Peugeot-Citroën no Rio e em Maceió.”
      Não entendi que ponta-pé foi esse, já que fazem muitos anos que já unificaram as css…

      • Marcos

        O ponta-pé é que agora todas as concessionárias serão duplas, antes só era assim com donos que possuiam as duas concessonárias.

    • th!nk.t4nk

      Nos EUA é tradicional juntarem numa concessionária várias marcas do mesmo grupo (ex: grupo GM). Na Europa também (FIAT, Alfa Romeo e Jeep normalmente são juntas, assim como Toyota e Lexus). Até a Mercedes tem concessionárias que têm um canto reservado pra Smart. Na parte de serviços também há muita integração (ex: concessionárias Audi são qualificadas pra atenderem VW), e assim por diante. Só no Brasil que alguns ficam de “mimimi vai manchar a imagem da marca se misturar”. É aquele povo que come mortadela e arrota caviar, e que acha que concessionária Honda servindo champagne é “exemplo de serviço premium”. O champagne que se lasque, quero é otimização do espaço pra ter mais opçoes no mesmo lugar.

      • Deadlock

        Lá as concessionárias são multimarcas, vendem várias marcas, no Brasil é tipo monopólio, um lixo…

      • Jackson

        Compartilho da mesma opinião. Como consumidor eu quero produtos e se puder escolher entre um C4 e um 208 num mesmo lugar, melhor ainda.

  • Domenico Monteleone

    Até onde sei a PSA tem se esforçado pra melhorar uma de suas fraquezas, que era a rede/pós-venda, mas não podem esquecer dos produtos, até agora só veio o C4 Cactus que é bem legal, faltam os novos Peugeot.

    • antonio

      Acho que o Peugeot 2008, terá frente nova esse ano, parecido com o 3008 e uma versão com motor 1.6 turbo acoplado a um cambio automático.

      • Mr Tony

        Cag@#@ do 2008 é ser pequeno, pois eu acho bem bacana. Tanto que falam que o THP “sobra” nele.

  • João Paulo Xavier Ferreira

    Amo a Opel e tive uma péssima experiência ao comprar um 208. Não volto pra pug, não vou pra Citröen e a PSA queimaria a Opel aqui. Péssimo serviço.

    • Leandro Figueiredo

      Cara, deve ter sido algo pontual. Sou dono de um 208 allure 1.2 2017 e estou surpreendido com o pós venda e com a qualidade do carrinho. No geral, foi o carro que mais nos agradou em todos os sentidos, entre todos que já passaram aqui em casa…

      • Gran RS 78

        Tive um C3 e não recomendo o modelo para ninguém.

        • Jr

          Nem fala, se eu ver uma concessionaria da citroen na minha frente, eu atravesso a rua para não passar na frente dela, citroen NUNCA MAIS !!!!!!!!

      • Djalma

        Quando fui trocar de carro, me interessei num 208 seminovo; como o cara não chegou na minha oferta, já que só valia a pena se pagasse preço abaixo da tabela, acabei partindo para um Polo zero mesmo. Quatro meses depois que comprei o Polo, vi o mesmo anuncio daquele 208 que tinha visto, liguei para confirmar e o cara ainda não tinha conseguido vender o carro. Esse é o problema da Peugeot/Citroen no Brasil; você casa com o carro.

    • Gabriel Oliveira

      sou dono de um 408 de 2011 e só alegria até então

      • leomix leo

        C4L 17/18 e C4 Hatch 2010/11 nada a reclamar, agora o cara que não tem dinheiro pra manter um fusca, não pode ter carro algum. Se seu carro teve algum problema ou vc foi mal atendido tem todo direito de reclamar João Paulo.

        • Jr

          O problema é justamente esse, eu como muitos não fomos atendidos, uma quantidade absurda de concessionarias fecharam e deixaram todo mundo na mão, nem explicação deram.

          • leomix leo

            Aqui em minha cidade tb fecharam a Css da Citroën, ficando somente a da Pug, precisei de uma presinha do para barro, me senti deslocado, entrando na CSS de outra marca para poder comprar a peça, o mesmo na revisão.

    • Diego Felipe

      Também acho que deve ter sido algo pontual. Tivemos um 308 e um 208 aqui em casa, e tanto os carros quanto o atendimento na rede foram impecáveis.

    • Erasmo Artur

      Tive 206, C4 e 3008. Os dois últimos por um longo período de tempo. Excelentes produtos. Também não tenho a reclamar da minha experiência com o pos venda.

    • Luconces

      PSA mandou bem na nova estratégia com a Opel, que teve lucro pela primeira vez após 20 anos de prejuízos seguidos.

      Mas com certeza a PSA queimaria a Opel no Brasil sim, abiguinho, pode acreditar!

  • No Chile eles ressuscitaram a Opel, que andava nas últimas, e tem tido bons resultados.

    • Deadlock

      A Opel era o que a Chevrolet tinha de melhor.. Seus projetos eram bem melhores que os da própria matriz…

    • Jr

      Bons resultados???? No mês passado a opel vendeu pífios 66 carros no Chile. No Chile é bem complicado vender muito, são muitas marcas, e as asiáticas estão cada vez mais dominantes. Fora que é mais vantajoso exportar da Ásia para o Chile do que da Europa

      • Não disse que virou líder de vendas, mas sim que trouxe a marca de volta aos holofotes. Por anos não se via nada de Opel em Santiago, nem anúncios, nem nada. Agora já tem outdoor na cidade inteira, propaganda direto em mídias sociais, etc.

  • Dudu Pimentel

    Acho que seria legal termos o Opel Corsa hatch e uma inédita versão sedan, o modelo Grandland X para competir com Compass e cia, um SUV Opel para competir com o Ecosport e cia e prá finalizar, outro SUV, mas para ficar acima na faixa de preço do Cherokee, Durango e etc.

    • Jr

      A presidente da PSA no Brasil já descartou a vinda da opel, quem pode voltar é a DS

      • Faheina

        Q noves fora? Nada

      • Dudu Pimentel

        Mas a estratégia pode mudar…só depende do mercado…sem ela que ela tb disse que há espaço para outras marcas do grupo no Brasil…

  • Christian

    E a volta da linha DS para o Brasil, acontece quando?

    • Jr

      A presidente da PSA no Brasil, deixou a porta aberta para a volta da DS, sinceramente não vejo graça nenhuma nessa marca, aliás muita gente no mundo concorda com essa minha afirmação, é uma marca que não vende nada, aonde vai fracassa, é desconhecida, se comparamos com as outras premium, parece uma citroen um pouquinho mais sofisticada, até o design é bem parecido com os carros da marca mãe, não ´por nada que a PSA tá doida de olho na Jaguar/Land Rover, eles mesmo que com penas a DS como marca premium eles não vão a lugar nenhum

  • CarLover

    Corsa, Astra, Zafira, só carro q marcou o país, carros bons, que vendiam bem. Essas marcas estão frescas na cabeça dos brasileiros e iria vender bem, os novos são show de bolas.

    • Victor Canavesi

      será que não teriam problema com patente nominal? Porque teoricamente o nome Astra aqui no BR creio que pertence a GM, não?

      • Terrorist Win

        Não, pertence a Opel.

        • Paulo Lustosa

          Aqui no Brasil os nomes são pertencentes a General Motors do Brasil, assim como todos os projetos da Opel antes da PSA comprar ainda continuam sob a tutela da GM.

          • Ricardo

            Os projetos atuais não podem ser oferecidos em mercados em que concorreriam com a GM, mas os futuros podem, e devem utilizar os nomes antigos, pois as patentes estão em nome da OPEL e não da GM

      • CarLover

        Isso eu não sei como funciona.

    • Marco

      Falou tudo agora, amigo. Tudo que a GM tinha de bom em terras tupiniquins era derivado da Opel. Quando se arriscou a fazer alguma coisa sozinha, a GM fez o favor de nos brindar com Agile, Cobált e Spin (acho que vou vomitar)…. :(
      A Opel em nosso mercado seria um sonho… bom de mais prá ser verdade. Mas quem sabe isso não acontece? Vamos aguardar e torcer !!!

      • Jr

        Não vai acontecer a presidente da PSA no Brasil disse que a vinda da opel esta descartada

    • Djalma

      O próprio Opala, Monza e o Chevete tem origem na Opel.

  • Ricardo

    Acho que se realmente vier, poderá vir nacional, ou da Argentina já que compartilhará as mesmas bases dos novos PUG Citröen, podendo produzir o Corsa junto do novo 208 e c3 na Argentina e CrossLand junto do 2008 e Cactus, enquanto o restante da linha (Astra Insígnia e GrandLand) poderia vir importada

    • Paulo Lustosa

      Problema seria vir o Insignia, já que é um produto GM, e por isso a GM pode barrar a venda dele por aqui, já que a própria GM tem total liberdade de vender o Insignia, o atual Astra e o atual Corsa como Buick.

      • Ricardo

        Eu comentei já considerando as próximas gerações de modelos já que os atuais não podem ser vendidos aqui (não sei com relação ao CrossLand e GrandLand já que são desenvolvidos sobre plataforma PSA mas foram projetados enquanto a OPEL pertencia a GM)

  • Eduardo Sad

    Confesso que tenho certa dificuldade em dissociar a Marca Opel da Chevrolet… rsrs

  • Marcio Souza

    Opel, vc é muito bem vinda!!

    • Jr

      Não vira, infelizmente

  • Alvarenga

    Só acredito vendo. A Peugeot sofre do efeito sanfona aqui no Brasil, desde que se estabeleceu. E fala muito……

    • Aristênio Catanduva

      ela veio para o Brasil na sua pior fase, se tivesse vindo na época do 205 teria tido melhor sorte, visto que esse foi eleito o melhor carro da Europa na década de 80 e ainda tinha a linha 405 que fez muito sucesso na Argentina

  • TchauQueridos

    “O projeto é ter uma rede com 245 lojas ainda este ano e 364 daqui a quatro anos. ”
    Fecharam quase todas css e agora o projeto é abrir ?!?!

    • Leandro Figueiredo

      O nome disso é reestruturação rs.

    • D34D P00l

      Antes tinha muita css do grupo SHA, que parece que foi uma das vilãs da imagem das marcas.

    • Djalma

      O número de lojas deve ser proporcional ao número de vendas. Não adianta ter um monte de lojas e não ter vendas; a rede não sobrevive.

  • TchauQueridos

    “reverter a imagem ruim que as duas marcas acabaram tendo por aqui.”
    Bota ruim nisso, quando fui cliente PSA, ela própria que mais desvalorizou os carros Citroen e Peugeot!
    Deixou uma imagem tão ruim que saí da marca e não voltei mais.

    • Aristênio Catanduva

      a melhor fase da Peugout foi dos modelos 205, 309, 505 e 405 que tinha dedo da Talbot/Simca/Chrysler, a linha 6 e 7 tinha baixa confiabilidade até mesmo na Europa, ela só veio se restabelecer com o “novo” 308

    • Jose Borges

      Isso não é exclusividade da PSA, infelizmente parece algo comum no Brasil. A Honda fez isso com meu pai na troca do Civic por um HR-V, ofereceram 13mil abaixo da Fipe. Meu pai agradeceu e disse ao vendedor que não o queriam como cliente, deu tchau e foi procurar outra marca.

  • V12 for life

    Se não repetir os mesmos erros, a Opel tem melhor chance que Peugeot e Citroen já que essas duas precisam se reconstruir perante o consumidor, e o fato de não ser francesa ajuda, principalmente por ser culpa da PSA a visão que o mercado tem de carros franceses.

    • Cromo

      A Renault pagou um pouco do pato por isso.

      • D34D P00l

        Renault é romena…

        • Fernando Gabriel

          Jura? Pensei que este texto seria verdade então: “O grupo Renault foi fundado em 25 de fevereiro de 1899 pelo industrial francês Louis Renault, seus irmãos Marcel e Fernand e seus amigos Thomas Evert e Julian Wyer, pioneiros da indústria automobilística e introdutores do taylorismo como forma de organização do trabalho na França.”

          • D34D P00l

            Você descreveu a Renault da Europa, a que eu falo é da que foi fundada em 1966 de origem romena.

            • Fernando Gabriel

              Renault, uma marca. Dacia, outra.

              • D34D P00l

                Sim, mas temos aqui apenas a segunda, travestida da primeira.

                • Fernando Gabriel

                  Mas a base do comentário é o que o Cromo postou. A Renault quase paga o preço por ser francesa.Para a esmagadora maioria dos compradores, estão levando um Renault Francês para casa, não um Dacia Romeno, que aliás, nem é um nome muito conhecido no mercado.

        • Djalma

          Dácia é romena; Renault é francesa.

  • Jackson

    O Monza nasceu como Opel ascona e foi o melhor carro produzido no Brasil até os dias de hoje…

    • Helder

      Ômega, marea ,Tempra, golf, Civic, focus, 206, c4, vc tava em Marte esse tempo todo ?

    • pedro rt

      a origem do monza foi da mercedes no final dos anos 70 eles qriam fazer um sedan menor q o classe E e nao gostaram do resultado final entao venderam a patente do carro pra OPEL q comprou e lançou o carro em 1981

  • Fábio Henrique

    Vao precisar trabalhar bem, pq no chile a opel esta faz anos e mes passado vendeu 66 carros contra 2700 da chevrolet.
    Alem disso os SUV’s “irmaos” do 3008 e 2008 conseguem ser mtooo sem gracas e vender bem menos q as versoes Peugeot na europa.
    Por fim se forem dar certo terao q investir mto no novo corsa e criar uma geracao nova do astra com carroceria sedan

    • Luconces

      A Opel depois de duas décadas de prejuízos seguidos, deu lucro após um ano de aquisição da PSA.

      A GM mandava mal no gerenciamento e estratégia da Opel.

      Creio que com a nova gerência a Opel vai crescer em todos os mercados existentes e tem tudo para vender bem nos mercados novos.

      • Djalma

        O problema não era só gerenciamento. A questão é que é impossível se manter viva vendendo menos de 1 milhão de carros por ano, não sobra recursos para renovação da linha. A partir do momento que em que houve a sinergia com a PSA, fechamento de fábricas obsoletas; divisão de custos, com uso de plataformas e desenvolvimento conjuntos; se possibilitou a marca melhorar os resultados.

        • Luconces

          Por isso que eu falei fora o gerenciamento, teve a estratégia errada tb.

    • Djalma

      É complicado; não é por outro motivo que a VW pensa mil vezes antes de trazer a SEAT de volta. É difícil fazer uma marca “pegar”.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Não fazer trazer Opel pra ca apenas pelas lembranças que o mercado tem de Opala, Chevette, Monza, Corsa e outros.

    A Opel seria mais uma marca generalista que venderia produtos similares aos Peugeot e Citroen. Fora todo investimento em publicidade que teriam que fazer para apresentar a marca, e adequar as concessionárias para espremer a marca Opel ao lado de Citroen e Peugeot.

    A PSA não precisa da Opel por aqui. Precisará concentrar-se em três medidas para melhorar a imagem de Peugeot e Citroen:
    -Oferecer produtos competitivos
    -Ampliar a rede de distribuição com metas agressivas de venda
    -Oferecer bom pós-venda
    Se fizerem isto nos próximos 5 anos a imagem de Peugeot e Citroen melhorará sensívelmente.

    Outra medida que poderiam adotar é construir uma rede de distribuição exclusiva para a DS, que tem muito potencial no Brasil.

    • Jr

      A DS é uma das marcas premium mais sem graça que existe, não faz sucesso em lugar nenhum, não é por nada que a PSA esta doida para comprar a jaguar/land rover

    • Luconces

      Existe sim espaço para a Opel no país.

      Tranquilamente os produtos Citroen seriam mais de entrada. Opel intermediários e Peugeot acima.

      PSA compartilhando plataforma entre os mesmos produtos pode ter sim um produto mais básico (Citroen), um mais elástico, abrangendo mais faixas de preço (Opel) e um mais refinado (Peugeot).

      Isso também (pensando em modelos compactos como C3, Corsa, 208) permitiria a PSA oferecer uma versão sedã (entreeixos alongado) para o Corsa e uma versão SW (sonho) para o 208 (num estilo mini 508 SW).

      Sem falar em motores, a PSA manda bem na Europa na redução de poluentes mesmo não tendo toda a linha turbinada. Podia usar uma estratégia bem bolada nesse ponto também, motores aspirados exclusivos para a Citroen. Aspirados e Turbo para Opel. E Peugeot apenas com a versão Turbo.

      Compartilhando plataforma, motores, tecnologia e um ou outro item/periférico, tá feito o segredo pro sucesso.

      Lembrando que depois de 20 anos de prejuízos seguidos, a Opel teve lucro pela primeira vez graças à PSA.

      Da mesma maneira, caso venham os projetos de Citycar para o RJ. Pode-se ter um Citycar mais básico pra Citroen e um mais completo pra Opel. Deixando a Peugeot de fora dessa.

      Nos casos dos SUVs, pesaria mais pra Peugeot oferecer produtos refinados e a Opel com uns modelos mais abaixo, de entrada. Restanto à Citroen, as minivans.

      Como diria o meme do Ronaldinho Gaúcho: “estão deixando a gente sonhar!”

      • Jr

        Lamento estragar o seu sonho, na entrevista que a presidente da PSA brasil deu, ela foi taxativa ao dizer que a opel não vem para o Brasil, a estratégia para o Brasil é abrir mais concessionaria e lançar mais produtos da pegeout e da citroen. Ela disse que os investimentos para a opel na américa latina já estão terminados e o Brasil ficou de fora, o próximo passo para a opel é voltar a entrar no mercado russo, eles vão ter que gastar muito dinheiro para fazer isso, outro foco e introduzir a citroen no mercado indiano, nçao preciso nem dizer da grana preta que eles vão ter que gastar para fazer isso, no final da entrevista ela deixou a porta aberta para a volta da DS no futuro

        • Luconces

          Qual entrevista com presidente?

          Eu li a entrevista com a diretora regional e ela diz que agora não mas que tem espaço para outras marcas dentro do novo conceito de concessionárias da PSA. Ainda mais agora com internet e de como o consumidor pesquisa mais sobre outros produtos.

          • Jr

            Esse espaço que ela tava falando era para a volta da DS no futuro, a prioridade para opel agora e voltar para o mercado russo, todo o investimento que tinha que ser feito para a marca opel na américa latina já foi feito e o Brasil ficou de fora

            • Luconces

              Não era DS, não. Era Opel mesmo que ela se referiu.

      • Zé Mundico

        Bem…. de ilusão também se vive. Mas um grupo que mal consegue 5% de participação e que mal consegue manter concessionárias não pode se dar ao luxo de trazer mais uma marca para bater cabeça.
        Administrar 3 marcas dentro de casa é uma barra e o chefão da PSA sabe que num país como o Brasil isso pode ser um inferno.

    • Marcelo Martins

      O Pós-venda já é ótimo !!

  • Gran RS 78

    Seria muito bom se a Opel voltasse ao Brasil. Eles tinham que colocar vários anúncios dos modelos antigos do Corsa, Astra, Zafira e Vectra com as novas gerações, para que o público pudesse identificar os modelos novos. Seria muito forte um anúncio desse tipo, pois temos muitos consumidores que sentem saudades da época de ouro da GM quando vendia no Brasil modelos da Opel.

    • pedro rt

      zafira e vectra sairam de linha ate na europa. seus sucessores sao a zafira life “um novo peugeot jumpy” e o opel insignia mas esses duvido q viriam pra ca… o maximo seria o corsa e o astra alem dos 3 suvs da marca.

  • Avanti PALMEIRAS 🇳🇬

    A psa mesmo nas dificuldades sempre acreditou no Brasil. Acredito que nos próximos anos ela irá colher boas vendas. Atualmente o 208 é um dos melhores custo benefício em seu segmento.

    • cepereira2006

      Desde que volte a colocar barras de proteção laterais, coisa que já era básica nos anos 90 e eles tiraram para diminuir custo em detrimento das vidas dos brasileiros.

  • Marcus Vinicius

    Os carros da Opel poderiam retornar usando o emblema da marca luxo francesa DS , que teria seus carros junto com as da Opel sendo vendidos por aqui

  • “Só vem bb”, depois que a GM começou a planejar seus próprios carros caiu muito a qualidade, saudades da qualidade Opel.

  • Ricardo Blume

    Sempre achei a Peugeot e a Citroen muito tímidas no Brasil, mas com um potencial enorme. Número baixo de ccs, falta de marketing agressivo, falta de novos modelos, enfim, pouco para um país com um mercado tão grande. Vamos ver se toda esta fome recém anunciada fará com que a PSA abocanhe uma fatia maior nas vendas e acabe de uma vez por todas com esta má fama que possue. Torço que sim, pois são carros muito bons; Opel então, que saudades!

  • Cromo

    No Brasil acho que a Opel seria muito interessante pra PSA principalmente no andar de cima, concorrendo com Corolla, Civic e… Cruze. O Opel Astra sedan tem melhores condições do que os C4 e 408, que nunca fizeram sucesso.

    • Aristênio Catanduva

      Astra sedan pode esquecer um segmento dominado pela Toyota que as vendas estão cada vez menores, sem falar que na Europa sedans derivados de hatchs “medios” já sumiram do mercado faz no minimo 2 décadas

      • pedro rt

        verdade, na europa so vende bem hatch, sw e agora suv

  • Cromo

    A Fiat já teve uma imagem muito ruim no início de sua produção no Brasil, com os Fiat 147, mas reverteu essa imagem, assim como a PSA também pode, e parece que é o que está acontecendo, mas leva tempo até ganhar a confiança do consumidor. A PSA só deve trazer os Opel quando reverter esta imagem ruim.

  • Rafael Oliveira

    Imagina se o Doria não dá incentivo para a GM ficar… E a gravatinha sai do Brasil ..

  • Gabriel

    Que venha! Concorrência nunca é demais!

  • Quais produtos Opel complementariam Peugeot e Citroen no Brasil?

    • Zé Mundico

      Nenhum. Seria mais uma marca para fazer a PSA bater cabeça.
      Se com 2 marcas já é o vexame que é, imagine administrar 3 marcas dentro de casa.

    • pedro rt

      o corsa, o astra e os 3 novos suvs da marca

  • Speed Racer

    Sim, precisamos da Opel, pra ontem! É uma excelente marca e com produtos de ponta e qualidade alemã.

    • Aristênio Catanduva

      fale mais sobre o Corsa que usa a plataforma de 2006 ser um produto de ponta

      • Speed Racer

        Não dá pra falar muito pois estão lançando a nova geração agora, tem até um teaser do carro, mas certamente a plataforma deverá ser nova.

        • Aristênio Catanduva

          ano que vem plataforma CMP novo 208

      • Zé Mundico

        Fabricado pela GM brasileira, aquela famosa por lançar modelos atualizados e modernos?
        Na Europa já deve estar na 4a. ou 5a. geração e vende bem.

  • Anderson

    Manda a Peugeot embora e fica só com a Opel. Iria ter muito mais sucesso aqui

  • Djalma

    Quanto é o dobro de nada? A participação da Peugeot no mercado não chega a 1%.

  • Estudante

    Duvido que a OPEL venha para o Brasil.

    • pedro rt

      de vez enquando anunciam a chegada da OPEL e CADILLAC pro brasil, nao duvide pois podem voltar daki pra 2021.

  • Zé Mundico

    Não acredito que o grupo PSA se lançe em mais uma aventura por aqui…
    Mal consegue 4% de participação no mercado e mal consegue manter concessionárias….acho que é pedir muito…..

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Não entendo o raciocínio de quem diz que não compraria um Peugeot ou um Citroen por receio de dificuldades de manutenção mas que compraria um dos novos Opel. E que por isto a PSA deveria trazer a marca alemã para o Brasil. Será que não entenderam que os novos Opel utilizarão plataforma mecânica oriunda da PSA?

  • Hodney Fortuna

    Opel só é conhecida pelos brasileiros que entendem de carro. Pergunte o seu zé da esquina se o seu chevette era derivado de um modelo similar alemão? Ele pensa que o carro só existia no Brasil! Isso é bobagem! Pergunte a qualquer dono de um Chevrolet mais antigo se ele sabe que o carro dele é derivado de um Opel!

  • Michel

    Quanta bobagem !!!!gente torcendo pela opel aqui, quando odeiam a PSA.

  • Fabão Rocky

    Já q brasileiro tem preconceito c/ carro francês e agora a Opel pertence ao gupo PSA, será q a Opel venderia bem aqui?

  • driguetto

    Eu sonhei que a perua Opel Insignia GSI Turbo de 260 cv viria ao Brasil……………………………

  • Marcos Drawer

    “O que você acha, o mercado brasileiro precisa da Opel?”

    Penso que como concorrente, é sempre bom termos mais e mais opções de marcar e modelos em várias faixas de preço e segmentos. No entanto, como marca Opel, o que teremos agora são carros com plataforma PSA e não GM. A menção na matéria sobre a Opel ter muitos fãs vem desta ligação com a GM que não existirá mais. Os novos Corsa e Astra por exemplo, não serão carros GM e sim, “primos” de 208 e C4, por exemplo. Ou seja, apesar do design “Opel”, mecanicamente teremos carros franceses, o que pelo menos até aqui, muitos torcem o nariz para a assistência técnica e pós venda ruins, falta de concessionários fora dos grandes centros, manutenção cara, desvalorização, etc…
    A Opel que todos se recordam (de Monza/Ascona, Vectra, Omega, Astra, Zafira, etc) só estará no logotipo e nos nomes de alguns modelos. Por baixo serão carros da PSA. Caso sejam vendidos no BR (acho difícil), terão que suprir estas falhas que citei. Caso contrário, será apenas mais uma marca “francesa”.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email