India Mercado PSA

PSA define estratégia com três modelos para o mercado indiano

Peugeot-301-2016 PSA define estratégia com três modelos para o mercado indiano







A PSA definiu sua estratégia para o mercado indiano, após a compra da marca Ambassador. O grupo francês quer atuar na região com três modelos básicos, feitos sobre a plataforma modular CMP, a mesma que será fabricada em Palomar, Argentina. Chamados de Smart Car 1, 2 e 3, os três projetos vão gerar respectivamente um compacto premium, um SUV compacto e um sedã com porte de médio. A ordem de lançamento será a mesma descrita acima, sendo anual.

Os modelos serão oriundos de projetos voltados para mercados emergentes com a plataforma CMP. Isto significa que esse trio deve chegar ao mercado brasileiro e latino-americano. Irã e Sudeste Asiático também entram na lista, assim como a África. Na Índia, a PSA já contratou duas empresas do grupo Tata para cuidar da engenharia e da logística de compras. A intenção da empresa francesa não é entrar no segmento de acesso, aquele com carros de até quatro metros, mas não irá ignorá-lo.

A marca Ambassador tem forte apelo na Índia e entrar com ela no “sub-4” pode ser uma boa ideia. Nesse caso, porém, os custos terão de ser bem enxutos. A PSA já declarou que quer atuar no país da mesma forma que a Renault, vendendo carros adaptados à realidade local e com preços que os consumidores possam pagar.

citroen-c-aircross-concept-01 PSA define estratégia com três modelos para o mercado indiano

E aqui no Brasil?

Por aqui, o trio “Smart Car” da PSA deve ter no primeiro caso os sucessores do Citroën C3 e do Peugeot 208. Em seguida, surgem os próximos C3 Aircross e 2008. Mas e o terceiro elemento?

A Peugeot Citroën desistiu do segmento de sedãs compactos há algum tempo no mercado nacional, mas esse novo projeto poderia colocar uma dupla com porta-malas saliente para disputar mercado com City, Cobalt, Fiesta Sedan e Virtus, por exemplo, suprimindo 408 e C4 Lounge atuais, colocando assim novos sedãs médios importados um pouco mais acima, com preços mais altos e volumes menores.

Estes sedãs Smart Car 3, assim como outros da PSA no passado, poderiam oferecer espaço interno e porta-malas generosos, assim como design e tecnologia embarcada de vanguarda, sempre com motores 1.2 Turbo (Pure Tech) Flex, Start&Stop e câmbio automático com seis ou oito marchas. A única dúvida fica para os preços, que não poderiam alcançar a média do segmento superior.

[Fonte: Economic Times]

 




Send this to friend