QQ Ice Cream: micro elétrico da Chery tem detalhes revelados

QQ Ice Cream: micro elétrico da Chery tem detalhes revelados

Disposta a estragar a vida do Wuling Hong Guang Mini EV, a atual sensação elétrica da China, a Chery registrou no Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação o QQ Ice Cream iCar.


O pequenino carro elétrico da Chery promete atuar numa faixa de preço ultrabaixa para captar um novo perfil de cliente por lá. A aposta é numa temática jovem com versões identificadas com frutas cítricas e sabores de sorvete.

A ideia é atingir os consumidores jovens, que dominam o mercado chinês. Com autonomia de 200 km (NEDC) e preços que podem iniciar em torno de US$ 4.500 ou R$ 23,5 mil, um valor que já foi praticado aqui no antigo QQ, que dá nome à submarca.

QQ Ice Cream: micro elétrico da Chery tem detalhes revelados

Com 2,980 m de comprimento, 1,496 m de largura, 1,637 m de altura e 1,960 m de entre-eixos, o QQ Ice Cream iCar pesa 743 kg vazio e até 1.043 kg carregado.

Além disso, seu motor elétrico entrega apenas 27 cavalos, mas suficientes para ele alcançar até 100 km/h. Num ambiente urbano, trata-se de uma velocidade compatível com vias expressas, como as marginais em São Paulo, por exemplo.

QQ Ice Cream: micro elétrico da Chery tem detalhes revelados

O QQ Ice Cream é equipado com rodas aro 12 polegadas e pneus 145/70 R12, tendo frente com grandes faróis de LED e luzes diurnas em LED, além de lanternas igualmente com diodos, num mesmo formato de “U” que o conjunto ótico frontal.

Com aplique escurecido e brilhante no lugar de grade e tampa do bagageiro, o QQ Ice Cream tem um visual simpático. Por dentro, o que é raro ver nos registros do órgão chinês, o espaço traseiro pode ser convertido em um bagageiro grande, no caso da versão de dois lugares ou ter dois assentos rebatíveis.

QQ Ice Cream: micro elétrico da Chery tem detalhes revelados

Os bancos dianteiros possuem até elemento vazado e apoios de cabeça integrados. Por um baixo preço, ele poderá até ganhar mercados no exterior, a exemplo duma versão do Mini EV da GM para a Europa.

Aqui, se ele custar o triplo desse valor estimado, ainda seria barato diante de outros elétricos, que começam acima de R$ 160 mil. Com a Caoa Chery comercializando uma proposta assim, provavelmente haveria algum volume por aqui.

 

 

 

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.