Comprando e Vendendo EUA Finanças Longform

Quanto tempo os jovens do Brasil e dos EUA levam para comprar um carro 0 km com salário mínimo

Fala galera! Meu nome é Marcelo Lima e escrevo do estado da Carolina do Norte, EUA. O artigo de hoje é um comparativo rápido a fim de responder a seguinte questão: “Se dois jovens – um no Brasil e outro nos EUA – fossem economizar para comprar o carro 0km mais barato de cada país, quanto tempo eles levariam?” Vamos ver…

No Brasil temos João: 18 anos e acabou de entrar na universidade. Mesmo inexperiente, conseguiu o seu primeiro emprego: ganha salário mínimo. Seu objetivo agora é poupar para comprar um carro 0km à vista, poder usufruir do conforto e autonomia oferecidos por um carro e ficar bons anos sem esquentar a cabeça com manutenção.

chery-new-qq-vermelho

Em Maio-2016, o Chery New QQ é o carro mais barato do Brasil, por R$ 28.790 na versão Look.
Já nos EUA, o Nissan Versa na versão Sedan S é o mais barato: US$ 12.825,00 com o frete incluso.

nissan-versa-azul-eua

Os americanos usam a expressão average Joe quando querem exemplificar o cidadão comum, mediano. Esse termo seria equivalente à expressão “brasileiro médio”… Vamos usar esse nome.
Pronto! Já temos os carros e personagens especificados: João economizando para um compacto com motor 1.0 de 69 cv e Joe sonhando com um Sedan 1.6 de 109 hp. Vamos ver agora quanto cada um ganha nos dias de hoje, ambos ganhando o salário mínimo local.

001-grafico1

Usei os valores líquidos (after taxes ou take-home em inglês) para tentar chegar o mais perto possível da realidade. Esse é o mesmo motivo que me levou a simular dois cenários ao invés de um.

No primeiro cenário, João e Joe conseguem economizar 100% do salário para a compra do carro (exemplo: ambos moram com a família e todos seus gastos são bancados pelos pais).

001-grafico2

Se eles conseguissem juntar tudo que ganham mês após mês, Joe levaria pouco mais de 11 meses para comprar o Versa enquanto João precisaria de quase 36 meses para comprar o New QQ. Isso significa que Joe já estaria de carro 0km – pago à vista! – ao fim do segundo semestre da universidade. Enquanto João passaria no mínimo 3 anos da universidade andando a pé!

carro-jovem-chave

Joe levaria 3x menos tempo do que João para comprar um carro 0km.

E se eles não conseguissem juntar 100% do salário todo mês? Bom, vamos ao segundo cenário, mais realista: 50% do salário todo mês. Reservando metade do salário para gastos pessoais e a outra metade para a compra do carro, o resultado logicamente seria o dobro de tempo:

001-grafico3

Veja que nessa situação Joe só teria acesso ao carro após 22 meses (perto do fim do segundo ano de estudos). E o João? Bom… João seria obrigado a cancelar o sonho de dar carona para as amiguinhas de curso com seu Chery, já que só teria o dinheiro quase 6 anos depois de ter começado a juntar… Seis anos é uma graduação inteira e mais uma pós inteira, e sem carro!

Conclusão

Após o assunto principal (“quanto tempo”), posso comentar agora a diferença de motores e categoria dos carros que caíram no quesito “0km mais barato de cada país”.

Pois bem. Não bastasse demorar no mínimo 3x mais para comprá-lo, o carro 0km mais barato que o brasileiro pode comprar é pior, menor, mais fraco, menos seguro e tem menos porta-malas que o carro mais barato do mercado americano.

Isso demonstra algumas diferenças entre os dois mercados:

– “Carro popular” nos EUA não significa que você vai levar um compacto 1.0 para casa.
– Quem ganha salário mínimo nos EUA tem acesso ao conforto de um carro e consegue pagar por isso mais rápido do que o brasileiro na mesma situação.
– O “pior” carro 0km (“pior” no sentido de mais barato) do mercado automotivo dos EUA é mais seguro e melhor construído do que o 0km mais barato disponível no Brasil.

É exagero então dizer que é negada a opção de ter um carro 0km ao jovem brasileiro que trabalha por salário mínimo e tem seus gastos pessoais (cenário dos 50%), mesmo que seja o mais barato do mercado? Acho que não. Trabalhar seis anos para comprar o primeiro carro não faz muito sentido, não é mesmo?

preco-vida

Até a próxima!





  • Zé Mundico

    Excelente comparação. Não usou a “conversão burra” e estipulou um valor comum de referencia para a comparação.
    Mesmo que quase ninguém ganhe o salário-mínimo aqui ou lá, serve como a referencia mais fiel e exata para fazer um paralelo sobre o poder aquisitivo de pessoas que moram em países diferentes.

    • Zoran Borut

      O “quase ninguém” que ganha salário mínimo no Brasil são apenas mais de 50 milhões de pessoas, sem contar que ainda há outros milhões vivendo com menos que isso.

      • celso

        Quase caí da cadeira quando li o ” ‘quase ninguém’ ganha salário-mínimo aqui”,rsrsrsrs. O cara vive uma realidade irreal.

        • Zoran Borut

          E ele não é o único por aqui. Há inúmeros comentaristas que vivem por fora da realidade brasileira.

          • Tem um problema no texto. Pois ainda tem que pagar licenciamento, ipva, seguro, e mais monte de porcarias, e com mijolina baratinho. E para piorar, após 3 anos juntando grana, quem disse que o carro vai estar custando o mesmo valor de 3 anos atras? kkkkkkkkkk. Daqui 3 anos, esses 28 mil será 35 mil na melhores hipoteses.

            • David Ferreira

              quer dizer 25 ne mano mas acho ue nem 25 cherri q nem da saida aqui pode por 17 no ano seguinte apos 3 anos so vende por 15 joão se lascou e joe ta com um versa que nem vende no brasil deve ser um versa tompo brasileiro mais esquipado

        • Zé Mundico

          Caso o amigo não saiba, no universo de trabalhadores de carteira assinada, QUASE NINGUÉM recebe salário mínimo, pois as negociações coletivas dos sindicatos (comerciários, industriários, serviços de transportes, vendas, logística, comunicações, cargas, bancários, etc,etc.etc) estipulam SEMPRE valores superiores ao salário mínimo oficial, fora benefícios indiretos.
          Quem ganha salário mínimo geralmente são trabalhadores avulsos ou braçais sem especialização ou qualificação.

          • Zoran Borut

            Somente nos casos em que há sindicatos fortes e atuantes, coisa que é abominada pela maioria dos comentaristas como estamos acostumados a ver. Todavia, há sim milhões e milhões de trabalhadores com carteira assinada recebendo salário mínimo, e isso é visível para quem frequenta os círculos sociais dessas pessoas, que não é o caso da maioria aqui.

          • celso

            O Zoran Borut respondeu por mim.

          • MarceloEUA

            Concordo. Na comparação eu usei o menor possível (US$ 7,25 / hora, bruto), mas aqui os estados podem ter diferentes valores para o salário mínimo. Massachusetts e California pagam US$ 10,00 / hora (bruto). A escolha do “salário mínimo de cada país” foi apenas para ter um parâmetro em comum.

      • Marcus

        Esses que ganham salário mínimo (ou menos) não são consumidores de carros 0 Km. Dentre os reais consumidores, certamente quase ninguém ganha salário mínimo. A ideia do post era apenas fazer uma comparação tendo como base um parâmetro usado nas 2 pontas, no caso o salário mínimo. Mas poderiam usar qualquer outro parâmetro em comum… preço da saca de café, do boi gordo, preço do big mac, etc.

        • Zoran Borut

          Todavia o colega não se referiu especificamente aos consumidores de carro zero km, basta ler a forma exata como ele escreveu: “Mesmo que quase ninguém ganhe o salário-mínimo aqui ou lá”.

          • Eduardo Santos

            Verdade, Zoran. Muitas pessoas ganham o salário mínimo sim. Um bom exemplo são as pessoas que trabalham como “terceirizados”. O outro amigo está equivocado.

        • MarceloEUA

          Também cheguei na mesma conclusão quando estava escrevendo, por isso no próximo texto o foco será carros usados, para tentar chegar mais perto da realidade. Valeu!

          • Alberto Sergio Chagas

            Valeu, Marcelo! Ficou muito boa a comparação e já vou ficar esperando essa sua próxima com os usados

        • Fernando

          Seguindo sua ideia, entao, podemos dizer que os mesmos compradores de carros zero km do mercado americano sao os mesmos brasileiros que ganham o valor de R$ 1.150 doláres convertidos em reais, ou seja: R$ 4 mil reais.

          O publico brasileiro que compra carro zero hoje é quem ganha R$ 4 mil pelo menos, contra que U$ 1 mil lá nos EUA.

          O detalhe é que quem anda de carro zero com U$ 1 mil lá é jovem de 18 anos, aqui, quem anda com equivalente é pessoa de 30 anos mais ou menos.

          Eita país justo esse Brasil sô!

          • Vagnerclp

            Kkk, quem ganha 4 mil dilmas (amanhã será 4 mil temers) aqui na bananalândia não tá dando pra comprar carro zero não.

      • Tosca16

        Poderia ter dito “quase ninguém que ganha um salário mínimo tem carro” ai poderíamos discutir .

    • ataide13

      Infelizmente eu entendo o que ele quis dizer em certa parte.
      Se caso você não pegar o ponto em que dependendo da cidade que ele estiver falando e principalmente o circulo social em que ele conviva é uma minoria que ele vê que seja minimista, porém claro temos que sempre ver pela abrangência geral e principalmente pelos dados fornecidos para a sociedade por empresas seguras tipo IBOPE, VOX POPOLI, SENSO e etc.

      Agora falando uma outra coisa, hoje mesmo uma pessoa que tenha um rendimento mensal por volta de 3 a 4 salario minimo não estão vivendo em condições boas financeiramente, pois uma compra de mês basica em casa que somos apenas eu e minha esposa fica em media 800 reais sem contar a mistura e vivendo de luxo nao hein pessoal.

    • duhehe

      A media aritmética do salario dos brasileiros é R$ 1.800,00, as pessoas no geral são muito mais pobres do que se leva a crer.

      • Vagnerclp

        A média é uma medida estatística muito pobre. Basta imaginar 2 caras que ganham 50 mil cada e um outro que ganha 1 mil: média: 33,6 mil que está longe da realidade do último cara mencionado.

    • afonso200

      aqui 1/4 da população vive com salario minimo, nos EUA, apenas 1,6% da população ganha salario miinimo,,, lá com minmo de um cursinho, ou a propria experiencia voce ja ganha 2, 3 salarios

  • Franco da Silva

    Perfeito! É isso que vários de nós postamos aqui nos comentários há anos. Agora está bem ilustrado, para quem precisar entender ainda… se é que alguém não entendeu, pois sente na pele o que é ser brasileiro.

  • Marcio Almeida

    boa analogia e que retrata exatamente o que pagamos e o que recebemos, Uma pena este pais era pra ser muito melhor e o culpado infelizmente somos nos mesmos, mas como diz o ditado esperança e a última que morre se bem que no nosso caso estamos na UTI e vendo quando quebrar que irá pagar as contas rsss

  • Guilherme

    não gosto muito desse tipo de comparação!

    pois elas me deixam deprimido…ahusauhshua

    • leomix leo

      Eu tb, fico imaginando ganhando R$ 5.000,00 doletas e podendo comprar um bom carro, mais acordo e vejo que depois que descontam tudo de meu salário, mal dar para bancar um Civic 2012.

    • Fabio Marquez

      Estou quase chegando a conclusão que erramos em outra vida e estamos sendo punidos morando nesse lugar. Será que eu me mudando de país, ou ficando muito rico não vou estar cumprindo minha penitência e tendo de voltar mais vezes? kkkkkkkk

    • Eduardo

      Se comparar o mercado de usados então, é suicídio na certa kkkk

  • Leonel

    NA, a intenção deste post foi nos ofender e humilhar mais ainda ? Sem falar na qualidade dos veículos apresentados ! Deixando essa “brincadeira” de lado e falando sério, parabéns pelo comparativo.

    Já estava cansado de pessoas simplesmente convertendo um carro vendido e produzido aqui com o mesmo cenário de lá (exemplo: 10 mil dólares aqui são 35 mil reais [supondo 3.5 reais cada dólar] e assim por diante).

    • Raimundo A.

      A comparação por simples conversão de moeda é válida para aferir outros aspectos, isso se o leitor tiver conhecimento para interpretar direito. Sabemos que todo país têm seus impostos, salários distintos, regras tributárias para comércio interno e externo, custos, etc. A conversão de preços pelo câmbio dá minimamente noção de como um veículo feito no exterior com tributos pagos lá, talvez outros para exportação, translado, e ao chegar aqui também é tributado, mas o preço é melhor que alguns nacionais sendo produto superior, isso sem esquecer margem de lucro, valor para sustentar o investimento na operação local, etc? A moeda nossa estando bastante depreciada ilude ao converter produto para moeda estrangeira um falso preço global baixo e quando está valorizada faz o produto importado reduzir o seu preço aqui reforçando o quanto caros são os feitos in loco.

      Esse assunto deve ser explorando vendo os custos de produção em cada país, margem de lucro adotada, impostos incidentes sobre os consumidores, entre outros.

  • José Eduardo Borba

    Apesar de ser bem claro essa dificuldade, a comparação dele, pode ser estendida a tudo e veremos que no Brasil, tu é muito mais difícil! Como dizem, não somos um país de amadores!

  • Pedro Henrique

    Quando um jovem brasileiro conseguir comprar um carro 0 km ganhando um salário mínimo, ele não será mais jovem. Hahaha

  • Linkera

    Este foi o cenário no caso da compra do carro a vista, a coisa começa a ficar ainda mais feia quando o carro é financiado:

    O Chery QQ (R$28.790), com entrada de 20% e financiado em 60 parcelas de R$939,69 sai a modestos R$62139,40. (fonte: site Bradesco)

    Este é um exemplo que peguei de uma taxa de mercado, no banco da própria montadora pode ser que o cenário seja menos pior, mas ainda assim desesperador.

    • fschulz84

      Exato… E acredito que correspondam à maioria das vendas de nossos veículos de entrada.

      • Linkera

        Com certeza, um exemplo claro disso foi uma matéria que saiu esses dias atribuindo a diminuição da venda de veículos ditos “populares” ao fato de que o os bancos estão aprovando apenas 3 de cada 10 propostas e liberando menos crédito. Prejudicando, assim, a classe mais baixa da população, ou seja, a classe que compra os carros populares.

      • Vagnerclp

        A algum tempo atrás me parece que 70% dos carros novos eram financiados. Hoje com a restrição de crédito não sei como está.

    • pedro rt

      nesse caso sai mais barato fzer um consorcio q so tem a taxa administrativa q e entre 7 a 10% do valor do bem

      • Linkera

        Pedro, no caso a taxa administrativa de consórcio pode variar de 17% a 22% do valor do bem. Ainda sim mais atrativa do que financiamentos a longo prazo.
        Quanto aos financiamentos a curto prazo, o consórcio pode não valer tanto a pena. Meu carro atual eu dei entrada de 50% e financiei o resto em 24x. Os juros do financiamentos ficaram menores do que a taxa adm de consórcio e sem falar na vantagem de pegar o bem no ato, não precisando esperar ser contemplado por lances ou sorteios.

      • Mas não esquece que a parcela é reajustada pelo preço do carro zero. E da forma que o preço está aumentando todo mês pode ser um abacaxi quando se contempla um consórcio no início.

      • Vagnerclp

        Estou fazendo o seguinte jovem: ao invés de pagar consórcio, estou comprando título público todo mês com vencimento para 2019 (NTN-B) e que pelo menos é corrigido pela inflação. Enquanto isso, mantenho o meu transporte atual e fico sem dívidas.

  • Zé Mundico

    Todo dia peço ao Pai Eterno para que um dia o brasileiro aprenda a diferença entre “PREÇO” e “VALOR”, que são coisas completamente diferentes.

    • MarceloEUA

      Esse assunto é tão rico, que no caso dos carros, rende um outro artigo só para ele. Até o próprio Versa pode ser usado como exemplo. Custa perto de 50 mil no Brasil, o que o coloca como um carro de categoria “superior” no mercado brasileiro. Outros exemplos que cairiam no mesmo conceito de “valor percebido”: Corolla, Civic, etc

      • Vagnerclp

        Dá pra fazer uma monografia ou uma tese de mestrado, rs.

  • Walter

    Finalmente, uma matéria excelente, muito bem escrita e bem objetiva, mostrando o grande abismo entre os salariados mínimos dos EUA e do Brasil, ligando ao sonho do carro zero pelos mesmos.

  • Gustavo73

    Ainda existe a questão dos impostos e lucros em cima dos carros. Aqui um 1.0 paga uns 40% de impostos diretos além do lucro estimado em 10/15%. Nos EUA o impostos diretos sobre os carros mal chegam aos 10% e o lucro fica entre 3/5% segundo uma matéria que li tem alguns anos. Quanto ao salário, lá se ganha por semana baseado em horas trabalhadas. Trabalhoi ganhou não trabalhou não ganhou. Muito menos feriados que aqui e etc. Não significa que lá seja um mar de flores e que todos tenham um carro 0km e casa própria. Mas que é bem.mais fácil que aqui é.

    • Thales Sobral

      Mas lá não tem os “benefícios” que só o trabalhador brasileiro tem: FGTS, férias remuneradas, seguro desemprego, etc… rssssssssssssssssssssssssssssss

  • T1000

    Na verdade, com esta renda, provavelmente João nunca conseguiria comprar este carro à vista. Se levar em conta os juros da poupança e uma projeção de inflação no valor do carro e do salario, quando ele tivesse dinheiro, o preço subiria.
    Daí, teria que entrar num financiamento. Se os juros são altos, teria que ver se o financiamento se torna viável (juros mensal inferior ao valor da parcela), se sim, pelo menos o preço do carro é “congelado” na dívida.

  • Louis

    Vale lembrar a diferença de produtividade média de um trabalhador banânio e um norte-americano. A produtividade do trabalhador norte-americano é quase 5x a de um banânio.
    Isso quer dizer que um operário nos EUA produz o mesmo que 5 banânios? Não exatamente. Mas deve-se levar em consideração o PIB per capita.
    A corrupção, a burocracia, a violência, os roubos de todas as esferas, a falta de educação, falta de investimento em infra-estrutura, falta de competência, etc, etc, etc fazem esta diferença.
    Onde quero chegar? Para dar poder de compra para um banânio, não basta aumentar o salário mínimo. Imprimir cédulas de reais sem contra partida é gerar inflação!. Tem que melhorar a produtividade / competitividade.

    • Freaky Boss

      sem dúvida. Mas vai explicar isso na banânia. Alguns entendem produtividade como palavrão. Vamos pastar mais algumas décadas. A sociedade brasileira, de tão atrasada que é, merece tudo isso infelizmente.

      • Louis

        Já não bastasse tanta dificuldade que temos, metade do país que trabalha tem que “carregar” a outra metade que não trabalha nas costas. Os parasitas-sociais são o símbolo do atraso.

    • SDS SP

      Perfeito!
      Aqui quase tudo é mais caro, por ex. Os encargos de um trabalhador brasileiro é de cerca de 102% do salario base, sendo que de um estadunidense é de apenas 9%. Isso sem contar energia elétrica, aço, dificuldade de crédito e por ai vai… Nossa competitividade é muito baixa.

  • Louis

    É hoje ! TCHAU QUERIDA!

  • Fabio Maciel

    é uma comparação simplista, desconsiderando inflação e outras coisas que pioram ainda mais a perspectiva por aqui!! :) mas seria legal ver uma comparação com a Europa, que tem preços mais similares ao Brasileiro…

    • T1000

      se considerar isto, João nunca chegaria a comprar o carro à vista. Quando tivesse dinheiro, o preço já teria subido.

      • Raimundo A.

        Depende, meu caro. Se você fizer algum investimento que mesmo pagando taxa de administração e imposto de renda promova ganhos superior a taxa de inflação, daria, sim, para comprar zero. A questão é os automóveis subirem mais que a inflação, o que é fácil de ocorrer. Um produto, hoje, pode custar R$ 100mil, e no fim do ano temos uma nova geração que agora tem preço de R$ 120mil. São 20% de aumento, superior a média de inflação, e valor algumas aplicações pagam dentro de limites investidos, tempo da aplicação, etc. Aí fica difícil você continuar querendo o mesmo carro zero. Teria que mudar de modelo, que é o feito por muitos ou passam a comprar usados.

    • pedro rt

      os valores medios de um carro popular em paises europeus e de 9mil euros

      • celso

        É, mas são carros sub-compactos. Estes carros se fossem vendidos nos EUA, custariam pouco mais de 9 mil dólares.

    • Raimundo A.

      Aí, meu nobre, você teria que ver custo de vida dos locais, etc. No Reino Unido, me parece, o salário mínimo é por volta de 1500 libras. O Renegade mais em conta custa 17500 libras. Daí, da forma simplista da matéria, o cara levaria quase 12 meses para ter um. Aqui, o nosso Renegade com base no salário mínimo teríamos 85 meses.
      Claro, aí faço que nem alguns que controlam o mercado automotivo daqui anteriormente disseram que tínhamos veículos mais em conta a nível de preço global, pudera com o câmbio desvalorizado, o Renegade do Reino Unido, básico, que é 1.6 E-torQ/MT5, custa R$ 85mil, enquanto o nosso começa pouco acima dos R$ 72mil com motor mais potente, mas sem os itens de segurança de série no europeu, o que aqui daria para equipar e ainda custaria menos.
      Beleza, os preços são ilusoriamente próximos quando se tenta equiparar, mas o tempo para adquirir continua muito diferente.

      • Fabio Maciel

        Concordo, eu estou de mudança para Espanha e tenho reparado que a faixa de preço na conversão direta, são bem próximos, mas as características dos carros varia muito. Acessórios, motorização etc… lá o grande foco é economia de combustível e segurança… diferente daqui…

    • Peuooo

      kkkkkk Ainda mais com os aumentos quinzenais que temos hoje em dia! #tchauquerida

  • DINEIROO

    A realidade é cruel…. kkk

  • pedro rt

    esqueçeu de comentar q ninguem aqui trabalha ganhando 880 reais, isso e salario de estagio nao de emprego. qto a esperar pra comprar nao e uma boa opcao e melhor juntar isso na poupança ou em acoes em bons tempos e claro e esse dinheiro aumentara muito do dia pra noite. conheço gente q aumentou em 50% o vlor investido em 6 meses na bolsa de valores

    • Zoran Borut

      Mais de 50 milhões de brasileiros recebem 880,00 por mês, fora os outros milhões que ganham menos que isso.

    • Louis

      Bolsa não é para amadores, um ganho de 50% em 6 meses é ganho especulativo, não se sustenta.
      Eu mesmo, ganhei mais de 20% em 2 meses em um ativo da bolsa, mas sei que foi “sorte”.

    • MarceloEUA

      Da mesma forma que quase ninguém ganha o US$ 1150 dólares nos EUA. São apenas valores básicos, de referência.

    • Depende. Com o negócio da crise de emprego atual tem muito funcionário que ganhava 3 mil e ficou desempregado. Aí a empresa colocou um novato no lugar pagando 2 mil enquanto o que foi demitido está tendo que aceitar emprego mais simples e quando vê tá ganhando 1,2 mil por mês. A exceção são os funcionários públicos naturalmente.

  • V12 for life

    Ilustra bem o que já disse a tempos, comparar os valores dos carros diretamente não reflete a realidade de nenhum dos mercados, além de nos Estados Unidos se pagar menos impostos tanto sobre o salário quanto sobre o veículo, o poder aquisitivo do americano médio é bem maior que o brasileiro.

  • Rafael Trindade

    Belo comparativo, e muito realista!

  • Fernando S.

    Essa frase final de Thoerau é realmente impactante e muito real. Ainda mais quando falamos de carro.

  • Maycon Farias

    Fantástica e dolorosa realidade. Conheço um colega americano que comprou um Corolla do modelo novo com 2 mil dólares de entrada e parcelas menor que 200, e ainda levou garantia do motor vitalícia. Aqui já comprei um Corolla 2004 dando 15 mil reais mais 60x de 589.

    • Douglas

      Edit: Comprou quando?

      • Maycon Farias

        Comprei em 2010

        • Douglas

          Muita coragem pagar 50 mil num carro com 11 anos que na época valia uns 32 mil.

    • Zoran Borut

      Juntando esses 589,00 por 1 ano e meio, vc teria o valor que faltava para pagar à vista. Será que valeu a pena?

      • Maycon Farias

        Não valeu, eu poderia ter esperado, mas sou ansioso e quando percebi a bola de neve já estava rolando e não havia volta. Um ex amigo meu bateu com o carro e alem de tudo ainda subiu mais 13 mil reais de reparo na lataria apenas. Faça a somatória, eu deveria estar com um Altis 2016. Felizmente após 80 mil rodados somente comigo o carro não apresentou problemas além de borrachas e trocas periódicas.

        • Zoran Borut

          Rapaz! Que coisa, mais esse preju da batida ainda! Putz.

    • ObservadorCWB

      Vi o “chapeiro” do McDonalds chegando de Civic seminovo. E na abertura dos parques de Orlando, é incrível a qualidade dos carros que acessam estacionamento de funcionário. Dias destes também no National Geographic, mostrou a fábrica da BMW nos EUA. Lembro que o cara responsável pelo chicote elétrico do carro comentou: “Tenho uma X3, e espero que outras famílias gostem do carro assim como a minha….”….. REalmente é muita diferença.

  • carnero

    A comparação foi excelente!

    Só não precisava diminuir pela metade a porcentagem de dinheiro poupado. Era óbvio que iria dar o dobro….

    O que poderia ser colocado é quanto Joe precisa poupar para o tempo ser igual o do João
    E quanto João precisaria ganhar para comprar o QQ no mesmo tempo de Joe

    Segue:

    1-quanto Joe precisa poupar para o tempo ser igual o do João = US$ 360,65
    2-quanto João precisaria ganhar para comprar o QQ no mesmo tempo de Joe poupando 100% do salário = R$ 2.581,56

    • Iran Borges

      Tem também outra… quanto tempo e dinheiro (880 ou 2581,56) João levaria para conseguir comprar o mesmo versa que o Joe.

    • Zoran Borut

      O salário mínimo necessário no Brasil segundo o cálculo do Dieese seria de R$ 3,700 para abril de 2016, ou cerca de 4,2 salários mínimos. Se parece uma discrepância enorme, imagine há dez anos, quando em abril de 2006 era de 5,9 vezes, ou há vinte anos (abril 1996) quando era de 7,7 vezes.

      O maior problema brasileiro é ainda manter uma mentalidade da época da escravidão, como se pode ver no desejo de ter empregada doméstica, babá para carregar os filhos, pagar o mínimo possível por qualquer mão-de-obra e sempre que possível burlar a legislação trabalhista para pagar menos ainda – enquanto se queixam sistematicamente que o custo da mão de obra no Brasil é alto.

      • Vattt

        Verdade, mas se depender do Governo vermelho, vai voltar a ser as 7,7 vezes o salário minimo e ao invés de escravos, terão apenas desempregados e agrergados do bolsa família. Ou seja duas situações nada saudáveis para o desenvolvimento do país.
        Sou contra a escravidão e a esmola do governo para angariar votos.
        Sou a favor do trabalho, meritocracia, baixa carga tributária e o fim dos privilégios abusivos dos políticos (auxílios de luxo) como se já não bastasse os altos salários acima do poder aquisitivo da população.

    • MarceloEUA

      Bem observado! Esse assunto cabe muitas simulações! Decidi manter o cenário dos 50% mesmo que a resposta fosse óbvia pois estava tentando focar na proposta inicial (“quanto tempo eles levariam”).

  • Iran Borges

    Nem tudo está perdido para João! Pelo menos o QQ é menos feio que o versa kkk

    • Marcus

      Mas nem fud3ndo!! Não que o Versa seja bonito, mas o QQ é uma caganeira sobre rodas!!

      • Iran Borges

        kkkkk até que eu acho esse QQ simpático! Mas tudo bem… gosto é gosto.

  • sigma7777777

    Se for o mesmo que aluguei na Álamo, faltou dizer que o Versa tem maior espaço interno e uma suspensão que gera mais conforto, sem falar do ESP/ESC presente no veículo e o câmbio automático, presente em 98% dos carros de passeio americanos. Certamente existem outros itens, como dimensões maiores dos pneus, mas acho que já é o suficiente.

  • The Canadian

    Daqui a pouco aparece alguém pra comentar que isso é “complexo de vira lata”.

  • Vattt

    “Tirou a minha da boca”, NA!!! Esse é o modelo de matéria a ser divulgado por todos, e não aquele com a foto do Corola prateado. E isso vale pra tudo que consumimos no Brasil que os nossos governantes dizem que é o melhor do mundo. Parabéns pela matéria, até minha filha de 6 anos entendeu e prefere o Versa!!!

  • ataide13

    Triste ver uma coisa dessa e não se sentir puto, raivoso, triste, humilhado.
    Somos tratados na hora de comprar qualquer coisa como pessoas abastadas e abestadas, pois é caro, precisamos comprar e eles nunca baixam o preço e olhe que nem estou falando de carro, pois com um simples litro de leite ou o nosso arroz e feijão do dia a dia ja se mostra completamente fora dos parametros que deveriam estar.
    Ou se baixa o preço de todos os produtos ou se aumenta as rendas porque do jeito que anda daqui uns 2 anos com 50 reais vc nao sai da padaria com leite, pao, queijo e presunto (coloquei presunto e queijo porque nao gosto de mortadela).

    Se eu estivesse nos USA eu iria de Passat Alemão 2012 por miseros U$5.000,00

  • Freaky Boss

    Isso aí é o seguinte: quem está no playground e não sabe/entende as regras do jogo (caso do Brasil) vai para o fim da fila. Quem sabe (EUA), fica na frente e brinca melhor.

  • Fanjos

    Tapa na cara do socialismo

  • Marcos Souza

    esqueceu de adicionar férias(caso ele venda),13º e pis(no caso de usar 50% do salario), sem falar do aumento salarial anual que varia de 7-9%…não que seja uma grande vantagem, mas esqueceu…

    • ObservadorCWB

      Sério o seu comentário ? São tantas coisas negativas para cada ponto apresentado, que se fôssemos criticar seria pelo que não apareceu prejudicando ainda mais o “huazileiro”.

      • Marcos Souza

        Concordo com vc, mas vc tem que ver que é dinheiro que tá entrando, nesse caso deve ser somado, não?

        • MarceloEUA

          Bem observado! Obrigado! Decidi não incluir “aumento” pois daí teria que abrir muito o leque (por exemplo: tem estados aqui que o salário mínimo é maior que o “federal”, Massachusetts e California são os que pagam mais) e incluir projeções de valores que ainda não temos para os próximos anos . Quanto ao 13º, realmente pode entrar nas contas. Sobre as férias, convenhamos, deixa o João curtir o carnaval, já não basta trabalhar e estudar 6 anos pra comprar o Chery hehehe. Valeu

          • Marcos Souza

            ok, tiramos as férias mas incluimos o pis no caso de 6 anos, rsrs

  • Vitão

    Fora que nesses 6 anos, com a inflação desenfreada no HUEzil, o carro já não custaria este valor… Tendo que acrescentar mais alguns meses ou até anos para comprar o tal 0 Km…

  • Observador

    Faltou só acrescentar que no segundo exemplo que há a incidência nos financiamentos dos juros bancários, que no Brasil são inconstitucionais e imorais. Mas cadê o MP pra defender o interesse da sociedade contra os bancos?

  • Thiago

    Ainda bem que ele não comentou das despesas com o carro, tais como:
    – Combustível
    – Revisão
    – IPVA
    – Eventuais corretivas
    – Multas
    – Seguro

    Vixi, aí o negócio tá feio kkkkkk.

    • MarceloEUA

      O impacto do combustível é realmente bem menor em um orçamento familiar daqui. Esse é um dos assuntos que pretendo escrever.

  • Thiago

    Sei que nos estados unidos sai muito mais barato de manter um carro que aqui no Brasil.

  • duhehe

    ** Não quero defender nossa realidade econômica, só fazendo um adendo **
    Nosso amigo Marcelo, se, mora nos EUA ha um tempo e morando no sudeste americano, sabe muito bem que a realidade por la, é sim mais difícil que em outros estados americanos mais ricos.
    Se aqui o esforço para sair da massa mais pobre e garantir um salario classe A é grande, por la é muito maior, bem por isso a imensa maioria das pessoas é classe media.
    Graduações e MBA são lugar comum, precisa-se de muito mais que isso ( talento, experiencia muito relevante …) para se destacar no mercado.
    Ao contrario daqui, uma massa de estúpidos e analfabetos funcionais ( recomendo lançar um anuncio de emprego e ficar só vendo os perfis que aparecem, caso alguém discorde), qualquer sopa de letrinhas no CV já te coloca com um bom salario e tendo uma vida análoga a aquela que você teria nos EUA ganhando um salario de 40 ~ 60 mil dólares ano( que é oq a grande maioria ganha).
    Amo os EUA, mas lá não é a maravilha de vida que muitos pensam, após os deslumbres iniciais, algumas coisa vem a tona.
    PS: To falando aqui de renda e padrão de consumo, tirando o fator segurança, organização, justiça e muitos aspectos locais, que humilham o BR por 1mol x 0

    • MarceloEUA

      Concordo. Mas, como no Brasil, depende muito da escolha de cada um. Vou dar um exemplo. O cara qualificado com graduação e MBA em início de carreira ganha o mesmo que um motorista de caminhão aqui (essa faixa dos 40-60). Sendo que: 1) o qualificado ralou mais e investiu muita mais $ na sua formação que o motorista de caminhão 2) o qualificado deve encontrar um mercado disputado, com concorrência pelas vagas, enquanto o motorista deve ter mais facilidade para encontrar emprego, já que os EUA publicaram pesquisas e estudos mostrando a escassez (termo em inglês: shortage) de motoristas atualmente e nos próximos anos. Por isso digo que é uma questão de escolha, cada um escolhe pra onde quer remar…

      • duhehe

        Muito bem apontado, esqueci de mencionar isso no meu comentário.
        Esqueci dessa parte da ”ralação”, isso é inerente ao brasileiro, aqui pode se escolher entre 2 ralações, ralar para estudar e depois ralar de trabalhar ou não ralar nos estudar e ralar duplamente no trabalho e ainda levar um vida na dureza.
        de um jeito ou de outro aqui o esforço esta garantido.

    • Tosoobservando

      “Se aqui o esforço para sair da massa mais pobre e garantir um salario
      classe A é grande, por la é muito maior, bem por isso a imensa maioria
      das pessoas é classe media.”
      ???
      Mesmo nos Eua tudo sendo mais barato que aqui e o salario sendo maior na sua concepção la é mais dificil que aqui ir pra classe A, por isso a maioria é classe media (a mesma que compra F-150, Silverado, Camry, Accord etc..) ??? A classe media americana aqui no Brasil seria a classe AA (pra ter o mesmo nivel de vida vc tem de ganhar muito, mas muito mesmo aqui).

    • Guilherme Batista

      Na minha visão isso acontecia em um passado distante no brasil, pois o que mais vejo hoje é que se você tem um bom curriculo e é bem qualificado, não irá conseguir um bom emprego porque ninguém está querendo pagar salário justo pra esse tipo de profissional

  • Bruno

    O bixo pega mesmo se fizermos essa comparação com médios completos… aqui está batendo os 90 mil reais kkkk

  • Victor Hugo

    Interessante. Acho melhor o João economizar essa grana e investir, por que se ele continuar com esse salário vai perder muito dinheiro mantendo essa lata de sardinha e nunca vai sair do mínimo. Quem sabe ele não investe e se tornar um grande empresário, que possa compraro carro que ele quer, em pouco tempo?!

  • Brenno

    No Brasil, João iria penar pra conseguir comprar comida e pagar aluguel.
    Sem brincadeira, um Universitário gasta R$ 1 mil por mês fácil fácil, isso usando transporte coletivo e morando em república. É dificílimo conseguir comprar um carro durante a faculdade. Quem tem, ou trabalhou antes ou ganhou. Porque ou você come ou você paga a prestação, não dá pra fazer as duas coisas. Isso fazendo-se federal. Agora, imagina uma particular de Engenharia que gira em torno de R$ 1500,00 por mês? Como faz? Carro só depois da graduação. E 6 anos, pra graduação em engenharia, é um tempo comum de formatura. Claro, tem quem consiga se formar em 5~5,5 anos, mas nem sempre funciona assim.

    • SDS SP

      Curso de engenharia em uma boa faculdade particular as mensalidades passam dos 2000 reais tranquilamente (FEI e Maua, por exemplo). Um perrengue para pagar e se manter…

      • Brenno

        Pra tu ver. Quem aguenta pagar uma mensalidade dessa? O cara que ganha salário minimo eu acho que não…

  • Newton Freitas

    Bacana a comparação porém não é adequado comparar a realidade de um país desenvolvido com um País Subdesenvolvido ou emergente.

    • Tosoobservando

      Na verdade nao é adequeado estes termos que vc usa, que nao estao mais em voga.

      • Newton Freitas

        Na verdade estes termos ainda são válidos portanto posso utilizar -los

        • Tosoobservando

          E pq não seria adequado? Se comparar a China por ex com os Eua, voce nao ve tanta disparidade, e la tambem é subdesenvolvido e emergente. Tem varios países que sao e tem o mercado muito melhor que o nosso e bem proximo ao dos Eua.

          • Newton Freitas

            China com os EUA? Olha difícil comparar exceto pelo PIB, e etc. Comprar um carro novo na china trabalhando com o salário médio é possível comprar um veículo novo de entrada ( já completo), mas vale lembrar que a China tem 1 bilhão e mais um pouco de pessoas então é ainda mais difícil comparar os países.
            EUA pode ter comparação com a parte mais rica da União Européia, Austrália e também em parte os Emirados Árabes Unidos

            • Tosoobservando

              Estou falando em lista dos mais vendidos, faça a comparação e vera que os da china estao no nivel dos Eua.

  • Fernando

    A materia é bem legal, mas para mim, essa coisa eu já faço há muitos anos. Uma conta simploria de padaria mostra toda essa equação aí.

    O nosso custo de vida é mto mais caro que do americano. Nao importa o que é, de carros a eletronicos, e casas, tudo que compoem a vida de um ser humano “normal”. Quem vive nos EUA consegue comprar num periodo menor qualquer um desses bens. No entanto isso nao quer dizer que morar lá é garantia de vida e dinheiro facil.

    Infelizmente esse Brasil, acessivel à todos, nos que estamos aqui debatendo nao veremos nem na nossa velhice.

  • HugoCT

    Infelizmente por causa de nossa política e maneira como estamos nos desenvolvendo, tudo acaba ficando caro e o produto não condiz com seu Preço. Pelo pais que temos, nossa vida deveria ser mais facil, principalmente para os mais pobres.

  • Lula Malucão

    Cadê o bolsa carro para cotistas? cotistas tem que pagar 40% a menos no valor do carro.

    • Lula Malucão

      Só a elite opressora pode ter carro?

  • iamdix

    Trabalhar seis anos para comprar o primeiro carro não faz NENHUM sentido …Belo texto Marcelo!

  • Tosoobservando

    Esqueceu de citar que aqui + da metade desse valor fica para o governo nos roubar, pagamos 2 carros pelo preço de um, pois damos um de bandeja pra eles. E o povo trouxa ainda vota nessa corja kkk

  • Rodrigo

    Que é isso?…..Com o bolsa família dá!

  • Ricardo

    Compare Versa com Versa agora! Covardia!

    • MarceloEUA

      ~5 anos (100% salário)
      ~10 anos (50% salário)
      Usando o preço do site da Nissan BR (R$ 47.490,00)

  • The Monster Man

    O Brasil é uma merda…

  • willian

    Agora coloca o preço do litro da gasolina e ipva e joão está estará vivendo para pagar o carro!

  • Rodrigo

    Se fosse só carro estava bom. Vai ver o quanto de “vida” se gasta pra comprar um iPhone, uma TV, um refrigerador, uma casa,…
    É duro, mas não dá pra comparar as realidades. Pra começar aqui se taxa (em cascata, diga-se de passagem) o consumo e lá se taxa a renda. (Em maior proporção), então já se começa tudo errado. Nem precisa ser phd em ciências econômicas pra deduzir que a parcela mais frágil (que paga mais imposto) dessa cadeia é quem ganha menos.
    Alimentação, vestuário e remédios com impostos de, no mínimo, 20% é sim o verdadeiro golpe.

    • MarceloEUA

      Sua primeira sentença é exatamente o que eu pensei quando comecei a fazer comparativos usando “dias trabalhados” ao invés de converter dólar em real e vice-versa.

      Principalmente pois, independente de onde moramos e em que moeda recebemos, todos estamos sujeitos a um critério universal: o tempo.

  • Zé Carioca

    Se eu tivesse o mesmo emprego e situação, mas lá, eu realizava sonho de pilotar um Dodge ou Mustang em no máximo dois anos :/

  • Anderson Costa

    Em 2009,ao adquirir um carro da marca Fiat,o vendedor fez o seguinte comentário depois que observei crítica ao valor cobrado no carro em relação ao custo x beneficio…”No Brasil nenhum carro vendido vale mais que o limite de $60 mil reais..mas os brasileiros valorizam carros caros como referencia à qualidade..e as empresas sabem disso..”passados 3 anos com o Fiat troquei sem cerimônia pelo Chinês Tiggo..até aqui nenhuma manutenção,depois de rodar 46 mil kms parece novo,agora eu sei o valor do custo x beneficio…

  • leitor

    Isso deveria mostrar o quanto somos atrasados não somente em tecnologia e educação. Mostra que não temos perspectiva nenhuma de futuro.

  • afonso200

    É FODA, o BR ta foda

  • Kranz

    Nasci no país errado. Só pode :(
    Eu me atando pra pagar mil e pouco de faculdade e ainda ando a pé…

  • Félix

    Aqui quem ganha SM nem sonha com um Versa 1.6, apenas sobrevive. Mas se for jovem e ainda morar com os pais, ADIE esse negócio de comprar carro e invista na sua vida e formação. O dinheiro vem com o tempo, esforço e trabalho mais qualificado (às vezes…). Sei que a coisa aqui é difícil, mas com boa cabeça e um pouco de sorte (claro) dá pra viver bem aqui. Como a maioria é acomodado, ainda dá pra se diferenciar. É o conselho que dou ao meu filho de 19 anos. Se todo mundo corresse atrás com vontade mesmo, aí seria bem mais difícil!!!

  • Joel Padilha de Sousa Júnior

    Eu até comecei a ler e gostar de seu artigo.
    Mas para mim quando se converte o dinheiro perde a qualidade da comparação, devido cada país ter um poder de compra diferente.
    Você deveria pensar no salário, economia do salário de cada um é fazer a estimativa real do tempo de comprar.
    Para mim está comparação feita por você tem problemas de formatação….. Deveria fazer como eu disse….
    .

    • MarceloEUA

      Eu não converti moedas.
      Se tivesse feito, o texto falaria do preço do Versa Brasileiro convertido em dólar comparado ao preço do Versa nos EUA.

      No lugar disso, sugeri calcular quanto tempo levaria pra comprar a “mesma coisa” (o carro mais barato de cada país, mesmo que sejam carros diferentes) para ter uma ideia do poder de compra de cada um..

  • Luis Burro

    Realmente isto exemplifica de modo eficaz o q todos queremos dizer qndo falamos como em outros paises eh mais facil adquirir bens.Soh achei meio incorreto o uso dos EUA na comparacao,pois lah eh tudo voltado para o consumo.Entao a maioria das coisas sao baratas e o juros sao baixos,a nao ser bem duraveis e uma alimentacao mais comum q sao um pouco menos em conta.
    Acho q a Europa seria uma melhor comparacao pq lah eh mais tipo consumo consciente. Engracado,estava pensando sobre isto mesmo hj cedo.Qndo comparava um fusion a um ka.E como a questao da especulacao influencia na classificacao de um modelo pq aki no brasil o fusion eh o top da marca,mas lah ele eh popular.Pra mim,se o padrao fosse igual ao fusion desde os de entrada e o preco menos absurdo jah estaria bom!

  • Alexandre

    Esqueceu de incluir aí IPVA, gasolina e seguro que são 1000x mais caros no Brasil…

  • CanalhaRS

    O jovem brasileiro nem sonha com carro 0Km, no máximo um usado.

  • Marcos Drawer

    O mais revoltante é ver como tem gente alienada que defende governo (querem que o governo “dê” isso ou aquilo, e na verdade é ele quem fica com 6 meses de trabalho do brasileiro), e outros que concordam em pagar 43K em veículos 1.0 básicos… Logo (logo mesmo) teremos esse new QQ custando 65K básico, Gol e Palio a partir de 80K, e todos pagando… E ainda tem locais que chamam esses carros de “populares”… Popular é ônibus, Pau-de-arara, chinelo…

    Brasil… País do futuro… do pretérito.

  • FocusMan

    Desculpem…

    Texto sensacionalista apesar de ser bom

    Não tem como comparar esse tipo de coisa.

    Nos EUA um carro custa barato, pois na maior parte do país ele é extremamente necessário. A produção de veículos lá é enorme e por isso o custo unitário é bem menor.

    Gerar indignação gratuíta nesse momento do país não agrega nada galera…

    • Tosoobservando

      Nao sabia que carro nos Eua é barato so pq é necessario, o que isso quer dizer, aqui é caro pq nao é? kkkkkkk e outra aqui é o mais necessario de todos , afinal temos transporte porco, estradas ruins, somos um país continental, tem cidades gigantescas (Sao Paulo é maior que Nova York). Nao entendo essa concepção de achar que aqui carro é desnecessario.

      • FocusMan

        Matérias que mostram que carros são baratos nos EUA não ajudam em nada. Apenas garantem muitos page-views e muitos comentes de pessoas revoltadas com a situação do país.

        Alguns pontos…

        Aqui tem transporte público ruim. Lá não tem na maioria das cidades. É algo bem diferente daqui.

        A economia americana é baseada no consumo, então as coisas precisam ter um preço mais em conta para existir lucratividade através de grandes volumes, pois a margem de lucro é baixíssima.

        Bom, vamos continuar pensando como vítimas. Carro no Brasil é mais barato que em muitas partes do mundo e a única maneira deles se tornarem mais baratos hoje é o governo mudar radicalmente o modo de cobrança de impostos, o que não vai ocorrer.

        Quando uma montadora vem para o Brasil, alguém explica o modus operandis do empresariado local e já era. Ninguém vai erguer plantas produtivas caras por aqui se não puder lucrar mais do que em outras partes do mundo. É assim que funciona.

        • Tosoobservando

          De onde vc tirou que nao tem transporte publico (que nem aqui na verdade é publico, afinal é pago, entao é particular) nos Eua?
          Quais partes do mundo carro é mais caro que aqui (que eu saiba so Cuba e Venezuela)?
          E tem jeito sim de mudar, simples, como eu disse antes, cria imposto sobre grandes fortunas, aumenta imposto sobre heranças, cobra-se univers. publica de quem puder pagar, cobra-se no Sus pra quem puder pagar, e por ae vai, de graça mesmo so se o sujeito for bem pobre. Privatiza ou terceiriza tudo que der (alias é um dos pilares desse novo governo). Exatamente como é nos Eua e em varios países da Europa e Japao.

          • FocusMan

            Passei 3 meses nos EUA. Cheguei semana passada. Transporte público lá somente em grandes centros.

            • Tosoobservando

              E de onde vc tirou que aqui o transporte é publico? Talvez seja publico pq é usado pelo povao, mas nao tem nada de publico e ha muito tempo, a nao ser cidadezinha bem pequena que a prefeitura da onibus de graça. O resto é privado, e bem caro por sinal.
              E tu esqueceu de citar 2 coisas: no Brasil tirando poucas cidades (que a minha é uma) o transporte que vc chama de publico é bom mas é caro, agora o resto é uma porcaria. Outra coisa, la nos Eua o transporte dos grandes centros, principalmente metrô, ganha e muito dos nossos, em tudo praticamente (principalmente tamanho, extensão etc…).
              E mais uma coisa eles compensam esse transporte publico ruim com carros baratos, coisa que aqui nao acontece!

              • FocusMan

                Pare de reclamar e vá trabalhar. Ai sentirá que o Brasil é um pouco melhor!

                • Tosoobservando

                  Quem ta reclamando é vc amigo, so pq eu falei que este carro tem de custa mais caro pra elite se exibir nele? Pois é a realidade, adoram se mostra e ainda se gabar que pagaram caro kkkk Ate a revista Forbes, lembra como foi a frase que usaram: “…consumer naivete that thinks paying the sticker price of a BMW X5 is the same value as buying a Cherokee. Sorry, Brazukas…there is no status in a Toyota Corolla, Honda Civic, Jeep Grand or Dodge Durango. Don’t be fooled by the sticker price. You’re definitely getting ripped off.”
                  Alias este artigo cita o Noticias Automotivas.

    • MarceloEUA

      Confesso que reli o texto e não achei onde você viu sensacionalismo.

      Também não entendi como “não tem como comparar”. Acredito que não só podemos como devemos comparar qualquer mercado de qualquer país, usando números básicos e estipulando critérios…

      Acredito também que dados transformados em informação constituem a base para a tomada de decisões. Sendo assim, o objetivo do texto é basicamente esse: informar.

  • vinicius

    éeehhhhhhhhh do Brasillllllllllllllllllll



Send this to friend