Antigos Brasil Clássicos História Renault Volkswagen

Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

Em decorrência da substituição das importações por produção nacional e posterior instauração do regime militar, a economia brasileira sofreu um enorme impacto negativo entre os anos de 1962 e 1968. Nesse período, a crise econômica produziu alguns carros extremamente “pelados”, limpos de quaisquer itens considerados “desnecessários”.



Para os (poucos) consumidores da época, quando não havia outra opção, o negócio era adquirir um carro simples, barato (em relação às demais ofertas)e robusto. Esses carros pelados eram fruto da política do governo na época, que criou um programa para incentivar as vendas com empréstimos acessíveis e juros subsidiados. Apesar de simples, muitos dos modelos disponíveis no mercado eram caros para a maioria dos brasileiros.

Na indústria, a resposta veio com o Volkswagen Fusca “Pé de boi”, DKW-Vemag “Pracinha”, Willys Gordini Teimoso e Simca Profissional. Todos eles tiveram muitos itens retirados de seus modelos originais, a fim de reduzir o preço nos revendedores. Dos quatro, foi o modelo da VW que popularizou o termo associado com a versão mais despojada do Fusca.

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

“Pé de boi”

O Volkswagen Fusca, ao contrário do internacionalmente famoso Beetle, não era um carro barato no Brasil. Poucos podiam pagar pelo besouro alemão, feito na fábrica da Anchieta. Para atender ao programa do governo, a montadora cortou todo o “luxo” que existia no modelo e criou o “Pé de boi” (ou trabalhador incansável…). Por fora, os cromados sumiram e apareceram detalhes pintados de branco, tais como para-choques, aros dos faróis, maçanetas e calotas (sim, esqueceram de tirar isso).

O tradicional escape duplo foi simplificado para apenas uma saída. Também não havia tapetes, o revestimento dos bancos era o mais simples possível, tampa do porta-luvas, isolamento acústico, revestimentos diversos, medidor de combustível (havia uma vareta com essa função…) e repetidores de direção (ainda hoje tem quem use a mão). Tudo que era possível retirar, foi retirado. O painel era incrivelmente simples e mesmo os pedais não possuíam revestimentos.

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

 

 

Com tanto corte, a Volkswagen se esqueceu – além das calotas – de retirar os quebra-ventos, limpador do para-brisa do lado direito e cromado do volante, mas se lembrou dos retrovisores. O Fusca “Pé de boi” era promovido como um carro extremamente robusto e feito para o campo, que podia enfrentar quaisquer situações típicas do cenário viário dos anos 60, que era verdadeiramente terrível. Custava 25% menos e durou três anos, sendo feito de 65 até 68.

Quando a economia voltou à acelerar, a Volkswagen retirou o “Pé de boi” do mercado, mas as revendas e lojas de autopeças logo agradeceram, pois muitas unidades foram reequipadas posteriormente com vários “acessórios”, entre eles os faltantes espelhos retrovisores e indicadores de direção. Mas, o Fusca mais pelado que talvez tenha existido, não viveu sozinho nos distantes anos 60.

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

DKW-Vemag “Pracinha”

A Vemag era uma empresa nacional que fabricava carros sob licença da alemã DKW antes de sua aquisição pela VW. Eram modelos equipados com motor de três cilindros dois tempos, tração dianteira, três marchas e portas de abertura invertida, no caso da série 1001. No auge da crise dos anos 60, a montadora paulistana respondeu com uma versão “limpa” da tradicional perua Vemaguet, que era derivada da alemã 3=6, da família F-91.

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

Batizada de “Pracinha”, a Vemaguet pelada não escondia “suas vergonhas” ao trocar os detalhes cromados por peças de cor cinza, mas também tinha itens pretos, como a moldura do para-brisa e as calotas. Os para-choques pareciam mais robustos que os originais. Por dentro, o acabamento era igualmente espartano. Produzida apenas em 1965, ela foi direcionada para famílias grandes (podia levar seis) e operação comercial.

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-5 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

 

Willys Gordini Teimoso

Já conhecido como pelo jargão “leite Glória, se desmancha sem bater”, o Willys Gordini era uma versão nacional do Renault de mesmo nome, surgido em 1958. No Brasil, ele começou a ser feito em 1962. Equipado com motor traseiro de menos de 0.9 litro e com dimensões bem compactas, o sedã também entrou no grupo dos pelados dos anos 60.

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-5 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

Tampa do porta-luvas, bancos com apenas uma capa como revestimento, ausência de medidor de combustível, retirada de indicadores de direção, muitos cortes de cromados, detalhes exteriores na cor cinza, entre outros. Mas a Willys superou as rivais em termos de baixo custo. Havia apenas um limpador de para-brisa, assim como não havia retrovisores. As rodas de aço eram sem calotas e com apenas três parafusos (que voltam em breve lançamento).

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-5 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

Mas, a superação veio com a iluminação traseira. À noite, talvez o Willys Gordini Teimoso fosse confundido com uma moto, pois a montadora suprimiu as lanternas e converteu a luz da placa para essa função, inclusive com a luz de freio embutida. Com menos que o necessário – e a segurança em risco – o comprador pagava 60% menos nessa versão oferecida pela fabricante dos Jeeps da época. Ele chegou a ter uma versão atualizada em 66 e pesava 70 kg a menos. Foram feitas 8.967 unidades.

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-5 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  simca-profissional-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

Simca Profissional

Mas se Volkswagen, DKW-Vemag e Willys criaram carros pelados derivados de modelos comuns, a Simca fez mais, ela criou uma versão simplificada de outra opção popular do clássico Chambord. O Alvorada era essa versão popular do elegante sedã, custando 30% menos. Porém, ela não caiu no gosto do brasileiro e saiu de linha.

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-5 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  simca-profissional-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  simca-profissional-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

Em seu lugar, a Simca criou um substituto para o Alvorada, chamado Profissional. O modelo anterior já era muito depenado em relação ao Chambord, mas esta nova opção ia além, sendo destinado ao mercado de “carros de praça”, como eram chamados os táxis. O baixo custo foi ao extremo com esse carro, pois os bancos tinham revestimento de plástico e as portas vinham com molduras em papelão pintado!

carros-pelados-passado-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  vw-fusca-pe-de-boi-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  dkw-vemag-pracinha-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-5 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-3 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  willys-gordini-teimoso-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  simca-profissional-2 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  simca-profissional-1 Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados  simca-profissional Quatro nacionais que inauguraram a categoria dos carros pelados

Claro, no Simca Profissional não havia espaço para rádio ou tampa do porta-luvas, assim como muitos cromados, carpetes, esguichos de água no para-brisa, acendedor de cigarros, cinzeiro, hodômetro parcial, entre muitos outros itens, a maioria já retirada ainda no Alvorada. Lançado em 1965, essa opção não teve um número de vendas divulgado, mas sabe-se que 378 unidades do Alvorada foram feitas. Ele teve motor 2.4, câmbio de três marchas e tração traseira.

[Fonte: Jalopnik/Blog do Gordini]

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend