Mercedes Benz Montadoras/Fábricas

Quem poderia comprar a fábrica da Mercedes no interior de SP?

Quem poderia comprar a fábrica da Mercedes no interior de SP?

O Brasil tem atualmente quatro fábricas do setor automotivo paradas definitivamente. Bom, uma delas ainda não e esta fica em Horizonte-CE, pertencente à Troller (Ford). As outras duas da montadora americana estão fechadas.


Contudo, existe outra planta que ficou quase esquecida devido ao impacto provocado pela Ford. Na pequena Iracemápolis, quase no centro do estado de São Paulo, a planta da Mercedes-Benz espera por um futuro melhor.

A instalação anteriormente criada para produção dos modelos Classe C e GLA, tendo sido até cogitada a produção do Classe A Sedan por aqui, continua fechada após sua desativação, mas é um ativo completo.

Com instalações compactas, a fábrica paulista foi projetada para produção de baixo volume, mas ainda se encontra devidamente equipada, com ferramentais de última geração, destinados a fazer carros de luxo.

Quem poderia comprar a fábrica da Mercedes no interior de SP?

Além disso, ao lado fica um campo de provas completo e moderno. Tendo capacidade instalada de 20.000 unidades por ano, a planta da Mercedes-Benz aguarda uma definição da montadora alemã.

Uma das possibilidades para a unidade é a venda, ainda mais que a Mercedes-Benz tem ainda outras três fábricas no país. Uma fica no ABC para caminhões e ônibus, outra em Campinas para fabricação de peças e componentes (fez os famosos ônibus monobloco no passado), bem como a unidade de Juiz de Fora.

Esta última fez de Classe A da primeira geração ao CLC, além de caminhões Accelo e Actros, mas atualmente só produz cabines. Então, quem poderia comprar a fábrica da Mercedes no interior de São Paulo?

Devido ao seu dimensionamento, um candidato provável seria um fabricante de carros de luxo. Como se trata de uma planta sofisticada, a Volvo seria uma opção interessante.

A marca sueca descarta fábrica no país, mas vem aumentando rapidamente suas vendas por aqui. Ainda que a Volvo possa não se interessar pela unidade, a Geely poderia assumir a fábrica para outro fim.

Quem poderia comprar a fábrica da Mercedes no interior de SP?

Acionista da Daimler, a Geely poderia adicionar Iracemápolis ao mapa de suas operações, mas em vez de fazer carros da Volvo, poderia no local produzir carros da Lynk & Co.

Atuando no país apenas com híbridos, a chinesa atuaria num modelo de negócios que está surgindo por aqui: assinatura. Isso sem contar no perfil estilo Tesla de vender ou comercializar serviços, através da internet e aplicativo.

Para marcas como a Mazda, por exemplo, o tamanho de Iracemápolis exigiria um grande investimento para pelo menos triplicar sua capacidade. Outra ação poderia vir de fabricantes chineses, porém, o tamanho da instalação limitaria seu emprego a nichos de mercado até uma eventual ampliação. Vamos esperar para ver…

[Fonte: CNN Brasil]

Avatar

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

                                Quem somos

                                O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

                                Notícias por email