RAM 1000 é a Fiat Toro com o velho E.torQ 1.8 na América do Sul

RAM 1000 é a Fiat Toro com o velho E.torQ 1.8 na América do Sul

Chile, Colômbia, Peru e República Dominicana receberão em breve a RAM 1000, uma picape dupla de carroceria monobloco que conhecemos bem, a Fiat Toro. Com exceção do primeiro, os demais países já podem reservar o produto.


A RAM 1000 se adianta à rival Ford Maverick, buscando pavimentar seu caminho pela América Latina, um alvo desejável para a picape monobloco de Hermosillo. Contudo, a picape da Stellantis peca num detalhe importante: motor.

Ainda que a Toro para o Mercosul venha com o forte motor GSE 1.3 Turbo de 180 cavalos na gasolina e 185 cavalos no etanol, tendo 27,9 kgfm, a picape da RAM passa longe dessa proposta ao admitir somente o velho E.torQ 1.8.

RAM 1000 é a Fiat Toro com o velho E.torQ 1.8 na América do Sul

Lembrando a Dodge em mercados como do México e da Venezuela, a RAM decepciona com sua 1000 que tem apenas 130 cavalos num motor aspirado que faz hora extra por aqui. O torque não passa de 17,3 kgfm e o câmbio é automático de seis marchas.

Diesel? Sem chance para os hermanos latinos… A oferta fica somente na Toro a gasolina, quer dizer, RAM 1000. Na Colômbia, pelo menos, ela custa 105.990.000 de pesos ou R$ 146,5 mil.

RAM 1000 é a Fiat Toro com o velho E.torQ 1.8 na América do Sul

Visualmente atualizada como aqui, a picape fabricada em Goiana-PE apresenta pacote de segurança com controles de tração e estabilidade, assim como assistente de partida em rampa e sete airbags (Latin NCAP está de olho…).

Tem ainda multimídia Uconnect com tela de 8,4 ou 10,1 polegadas e cluster com display TFT de 7 polegadas entre os mostradores analógicos. Ar-condicionado automático, trio elétrico, direção elétrica e outros recursos de conforto estão a bordo.

RAM 1000 é a Fiat Toro com o velho E.torQ 1.8 na América do Sul

Não há itens de assistência ao condutor mais avançados do pacote ADAS, por exemplo. Então, dessa forma a RAM 1000 se apresenta nos mercados latinos, ampliando assim o alcance da Fiat Toro, mais centrada até agora no Brasil.

Por aqui, contudo, logo ela terá a companhia da Nova Chevrolet Montana, que será o primeiro player a enfrentá-la, se a Ford não colocar a Maverick no mercado antes disso. Já a VW Tarok, segundo rumores, vai demorar…

 

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.