EUA Mercado Pickups Projeções RAM

RAM registra nome Dakota e pode finalmente ter sua picape média

RAM registra nome Dakota e pode finalmente ter sua picape média

A Fiat Chrysler está em débito com o mercado de picapes nos EUA e fora deles. O motivo é que o grupo ítalo-americano não dispõe de uma picape média com chassi de longarinas.


Tal produto bateria de frente com rivais como Chevrolet Colorado (e S10 fora dos states), Ford Ranger e Toyota Tacoma no mercado americano, sem contar Honda Ridgeline, Nissan Frontier e GMC Sierra.

No mercado internacional, a mesma ainda teria de enfrentar a bem-sucedida Toyota Hilux, assim como VW Amarok, Nissan Frontier global, Renault Alaskan e Mitsubishi L200, sem contar a ainda existente Mercedes Classe X e a futura Peugeot Landtrek.

Como se vê, não é um mercado com poucas opções, mesmo nos EUA, onde o segmento médio retornou. Por lá, a FCA registrou novamente o nome Dakota, bem conhecido dos brasileiros também, mas que dessa vez tem algo especial. Ele foi protocolado com a marca RAM e não pela Dodge.

RAM registra nome Dakota e pode finalmente ter sua picape média

Nos anos 90, a Chrysler retornou ao Brasil com produção da Dodge Dakota no Paraná, inclusive trazendo o clássico V8 5.2, além do V6 3.9 Magnum e seu menor 2.5, além do diesel VM Motori 2.5. Tinha 3 opções de cabine e tudo mais, só que não teve sucesso.

Depois dessa geração, a segunda, a Dakota teve ainda uma terceira nos EUA, que durou até 2011. A partir daí, a Dodge deixou de vender picapes, passando a linha 1500/2500 e demais para a RAM, seu nome original. Desde então, rumores falam de retorno ao segmento.

Nesse meio tempo, a FCA sacou até uma pouco cogitada Jeep Gladiator, que por muito tempo também fazia parte da imaginação de muitos. Agora, comenta-se que a RAM Dakota deve chegar até 2022.

Os caminhos desse RAM de porte médio parecem também passar pelo Brasil, onde a mesma poderia ser produzida em Goiana-PE. A ideia seria boa se não houvesse o México.

RAM registra nome Dakota e pode finalmente ter sua picape média

Embora a antiga tenha sido feita em Warren, Michigan, assim como em Campo Largo, uma RAM Dakota seria economicamente eficiente a partir do México, atingindo os EUA e a América Latina, além da Europa e até mercados do Sudeste Asiático.

Inspirada na linha de tamanho grande, a RAM Dakota poderia se beneficiar do V6 3.6 Pentastar de 310 cavalos e do diesel VM Motori 3.0 (630) com algo em torno de 275 cavalos para peitar VW Amarok V6 e qualquer outra concorrente do nível.

Fora dos EUA, poderia usar o VM 428 2.8 litros de 200 cavalos e 51 kgfm. Parece conhecido? Sim, é o Duramax que a GM usa na Chevrolet S10. Câmbio automático de oito marchas e tração 4×4 fechariam o pacote. O que você acha disso?

[Fonte: Motor Trend]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • disturbed591

    Picape linda!

  • Helder

    Só falta voltar com v oitão, aí ficaria perfeito

    • Maycon Farias

      Espero que seja elétrica ou híbrida.

      • Helder

        Ram/ Dodge sao as marcas mais raiz de hj , aí perde o diferencial dela se vir com motor Nutella

        • Raul Cotrim de Mattos

          Ainda tem gente com esse papinho manjado de motor elétrico ser Nutella? O sucesso nas reservas do Cybertruck já dá uma noção de qual é o futuro desse mercado…

          • Helder

            Que tipo de idiota compra cybertruck ?

            • Sino Weibo

              Se vc esta achando ruim cria sua própria montadora, pois ate a Hummer irá voltar com aqueles suvoes enormes e pick-up, mas tudo 100% elétrico.

            • Everton Shibica Fontanella

              Quem tem uma frota e gasta milhões por mês e ainda tem manutenção infinitamente maior que o motor elétrico.

          • Sino Weibo

            Eu nao entendo pq se preocupam tanto aqui, o Brasil vai ser um dos últimos países a “pegar” o carro elétrico, isso se pegar. Talvez o medo seja pq como aqui nao tem indústria própria de tecnologia, seguem o que dita o mundo lá fora, ae ficam nesse mimimi.

        • Sino Weibo

          Motor Nutella que dá banho em V12 turbinado? kkkk a pessoa nem sabe do que fala mesmo, por isso que o Brasil parou no tempo.

          • Helder

            Gosto e dirijo carro pra quem gosta de carro , se gosta de eletrodoméstico sobre rodas, sem problema

            • Sino Weibo

              Quando ve assim anda de gol 1000 modificado, e quem ve pensa que anda de Ferrari ou Bentley.

              • Helder

                Ok , fica com teus carros emocionantes aí e não me aborrece

          • Matafuego

            A diferença é que depois de esgotar o tanque do V12, vc passa no posto e 5 minutos depois, continua acelerando. O motor nutella vc põe na tomada e vai dormir.

            Motor elétrico até pode ser o futuro, mas enquanto não resolverem a questão do armazenamento e da recarga de energia, será coisa de entusiasta.

            • Sino Weibo

              Ja existem modelos de elétricos com mais de 1000 km de autonomia, sem necessidade de recarga. Vc tem noção do que isso representa? Vc conhece algum carro que k tanque te da essa autonomia sem reabastecer? E não sei se sabe também. A tecnologia de carregamento ultra-rapido é outra que evoluiu drasticamente nos últimos anos. Ninguém contesta a viabilidade destes carros e suas vantagens hoje no mundo.

              • Matafuego

                Existem, mas são a maioria? É possível dar essa autonomia para carros pequenos?

                Nenhum carro tem tanque para dar autonomia de 1000km, mas a “recarga” é praticamente instantânea em um posto de combustível.

                Quem disse que ninguém contesta a viabilidade? Se ninguém contestasse, carros elétricos já seriam a maioria nas concessionárias. Eu disse que HOJE o carro elétrico é inviável. Se resolverem as questões de armazenamento, recarga e preço, é muito provável que eles substituam os carros com motores a combustão interna.

                • Sino Weibo

                  São inviáveis em paises de 3° mundo, sim, pois nao existe investimentos e nem tecnologia pra isso, e os preços sao proibitivos. Agora tem países desenvolvidos que eles já estão entre os mais vendidos, na Finlandia já é o mais vendido, e países como a China planejam ter ate 25% das vendas somente de elétricos puros. É outra realidade. Assim como foram varias outras melhorias, quando essa tecnologia chegar no Brasil, la fora ja sera algo normal.

                  • Diogo Marques

                    Tem o ponto de vista ambiental das baterias após o seu uso. Além disso, acredito que os elétricos irão dominar até 2035, mas apenas lá fora, no Brasil deve ter um delay de 15 anos após isso, vide veículos turbo e etc, sem contar que nossa infraestrutura não está preparada para absorver veículos elétricos, já que ainda hoje nem todos os estados possuem cobertura 4G de telefonia.

                    • Sino Weibo

                      Delay de 15 anos? Kkk coloca uns 100 anos ae.

                  • Na Finlândia e Noruega são os mais vendidos… volume de 3 mil carros no ano, em países minúsculos, 70% da população mora nas capitais e são riquíssimos.
                    Fora isso ainda é só pra entusiasta.

                    • David Diniz

                      Só vende por que o Governo dá benefício pois caso contrário seria coisa de amigo da greta…

              • 1945_DE

                Infelizmente este tipo de carro não é para o mercado brasileiro.

            • David Diniz

              Sou “entusiasta” e quero que essa praga de carro elétrico passe bem longe de mim, carro tem que ter barulho de motor e não parecer um celular com rodas.

      • Murilo Soares de O. Filho

        Híbrida, pode ter uma versão, elétrica ainda não.

    • Dudu Pimentel

      Oq rendia um V8 de mais de 5 litros, hj um V6 já rende mais e se for turbo ou biturbo então…V8 hj é só será da RAM 1500 prá cima.

  • rayner patrick pontes imanobu

    Demorou.

  • Pedro Santos

    Gostei!! Que venha mais essa opção para o nosso mercado BR

  • Dudu Pimentel

    Acho que os motores serão o 2.0 TDI da Toro, e o 2.0 16V Hurricane Turbo GDI.

  • Baetatrip

    Bela Dakota brasileira…..
    V8 5.2 é usado na ZJ anos 90…….
    ” Parece conhecido? Sim, é o Duramax que a GM usa na Chevrolet S10. Câmbio automático de oito marchas e tração 4×4 fechariam o pacote. O que você acha disso?”
    Pode vir p/ o BR!
    Imagino fazendo passeios com essa New Dakota com AT8 na caixa baixa……. Ou seja a reduzida…!

    • Augusto

      Duramax, que pesadelo! Recentemente minha ex S10 fundiu um motor desse! Não consigo em palavras descrever o que passei para conseguir arrumar! Teríamos q sentar, pessoalmente pra vc chorar do meu lado!

      GM, nunca mais, se Deus quiser!!!

      • Baetatrip

        Augusto!
        Que houve?
        Como fundiu esse Duramax?

        • Augusto

          Com 140mil km! Carro dirigido só por mim! Manutenção sempre preventiva e sempre de 2 em 2 meses devido o meu uso!!! Tudo indica falta de lubrificação por causa da bomba de óleo! Como eu disse, tudo indica! Mas a questão não foi oq levou a fundir e sim o trabalho q deu para conseguir retificar!!! Não encontrava as peças! Com isso ficou quase 2 meses parado na oficina!! Mais detalhes, só pessoalmente, rsssss!! Sei q sofri, mas por fim consegui vender na tabela ainda pra um conhecido, dando um bom prazo!!!

  • Cebobina

    Vem monstro!

  • Gabriel Camilo

    Com certeza fará muito sucesso se vier ao Brasil, a marca RAM é associada à robustez, força bruta e até mesmo ao luxo. Dependendo de onde for fabricada (o que refletirá nos preços), será uma boa concorrente para o segmento, abocanhando inclusive muitos clientes da RAM 2500. A FCA só não pode cometer erros e realizar diversos recalls, como acontece na Toro, Compass e cia, pois o mercado de picapes médias, muito conservador e exigente, geralmente não tolera certos erros, vide Amarok , Ranger…

    • Murilo Soares de O. Filho

      A questão do Recalls, não vejo como algo muito negativo não, pois realmente acredito e querem preservar os produtos hoje e seus clientes, até porque a concorrência é feroz hoje, lógico que há muito recall na indústria automotiva hoje, eu que já sou da geração 4.0 pra mais, lembro bem da época que a palavra recall nem existia praticamente, e falo com experiência, os carros hoje apesar de mais sofisticados, dão menos problemas, duram muito mais, mesmo sendo só plásticos como dizem…Qualquer carro hoje roda 100 mil km pelo menos, sem problemas , apenas com revisões habituais. Carro da década de 70, 80 e 90 e 2000, davam muito mais manutenção. Lógico que há algumas exceções, como um modelo premiado, que sai de fábrica com tanto problema que nem a montadora resolve, porém isso nunca aconteceu comigo.

      • Gabriel Camilo

        Não que seja um problema, mas defeitos como os das picapes que citei acima desgastam a imagem do veículo. Ninguém quer enfiar uma picape no meio do mato, nas distantes fazendas do Centro-Oeste e Norte do país para que ela dê um problema e precise ir para a autorizada de guincho, entende. Além do mais, defeitos assim só afugentam futuros compradores de carros usados e faz com que o preço se deprecie.

  • Guilherme Batista

    Ta aí um veículo que não faz sentido algum ter saído de linha.
    Se a FCA conseguir voltar a fazer motor e câmbios confiáveis, vai vender bem demais.

    Sobre a projeção, gostei bastante, exceto pelo para-choque que claramente foi tirado da Chrysler Pacifica.

  • vitor henrique

    Duvido que seja feita apenas no mexico.a versão mexicana provavelmente sera vendida na america do norte e a versão sulamericana tavez seja feita em goiana-pe.

  • 😎.

    Poderia utilizar também o 2.0 MultiJet da Toro .

  • Carlos AM

    Bons tempos de Dodge Dakota. Na época era meu carro dos sonhos (a V8, claro!).

  • Victor Freire

    “sem contar Honda Ridgeline, Nissan Frontier e GMC Sierra.”

    a equivalente da s10 na gmc não é a canyon? a sierra é a equivalente da silverado, até onde me lembre.

  • Fabão Rocky

    O que é mais atraente nas picapes americanas não tem em nenhuma picape brasileira: Caixas de roda quadradas e salientes, sem esquecer dos retrovisores grandes tbm. Soluções simples que deixam a picape mais bonita e robusta.

  • Fabão Rocky

    Aqui deveria ter essas picapes médias com cabine estendida!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email