Europa Land Rover Mercado Montadoras/Fábricas Range Rover SUVs

Range Rover Evoque com duas portas deixa de ser produzido

Range Rover Evoque com duas portas deixa de ser produzido

Quando Victoria Beckham apareceu junto com o Range Rover Evoque, o que mais chamava atenção – fora a própria celebridade, esposa do não menos famoso David – era o crossover britânico com apenas duas portas e um estilo cupê bem jovial e atraente sob diversos ângulos. Mais individualista, embora não menos que o conversível, o modelo com um par de entradas parecia destinado ao nicho e muito menos se esperava sua vinda ao Brasil, mas aconteceu.


Porém, a atratividade maior sempre esteve com o Range Rover Evoque em sua configuração mais natural, com quatro portas, o que não diminuiu em nada sua proposta na comparação com o cupê. Como é mais versátil no acesso ao ambiente luxuoso, inspirado no muito maior Range Rover, o Evoque “padrão” nunca teve problemas com as vendas. O sucesso fez com que Land Rover ousasse percorrer um caminho que a Nissan já havia desistido com o Murano, um SUV conversível. Parece que isso deu certo, até agora, pois a Land Rover garante sua produção, entretanto, o mesmo não se pode dizer do cupê.

Range Rover Evoque com duas portas deixa de ser produzido

Por causa das vendas em baixa, o Evoque de duas portas, ou Coupé se preferir, deixou a linha de montagem britânica. Um porta-voz da Land Rover disse: “A partir do ano-modelo 2019, a Land Rover racionalizou sua oferta de ‘bodystyle’ do Range Rover Evoque para se concentrar no modelo de cinco portas (no Brasil não se conta a tampa traseira) e conversível, que responde pela maioria das vendas.” No mix de emplacamentos da marca inglesa, a versão de quatro portas e o conversível respondem por 95% das vendas, enquanto o restante é preenchido pelo cupê.


Sem dar detalhes sobre o volume ou percentual do Evoque conversível, a Land Rover indica que o menor dos Range Rover, com duas portas, não se sustenta financeiramente com apenas 5%. Assim, ela segue uma tendência de mercado na Europa com a eliminação gradativa de entrada dupla, tais como no Renault Clio, Volkswagen Polo, Audi A3 e mesmo o fim de produtos, como foi o caso do Volkswagen Scirocco.

Para a marca, as duas portas de entrada sempre significaram muito, tanto nas séries clássicas e no Discovery, quanto no próprio Range Rover, tanto que ainda atrai os puristas, o que obrigou a Land Rover à criação do Range Rover SV Coupe Sport como uma série limitada em 999 exemplares. Mas mesmo assim, a praticidade das quatro portas é mandatória no mercado e espera-se pela nova geração do Evoque dessa forma em 2020, sendo ainda aguardado o próximo modelo do conversível para algum tempo depois. Apenas o futuro Defender pode oferecer duas portas sem prejuízo comercial.

[Fonte: Autocar]

Range Rover Evoque com duas portas deixa de ser produzido
Nota média 5 de 4 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email