Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

A Ford Ranger 2008 chegou ao mercado nacional com duas novidades nessa época, sendo uma a versão Sport com cabine simples e motor 2.3 a gasolina, além da topo de linha Limited com novos itens de série.


Produzida em General Pacheco, Argentina, a Ranger chegava ao mercado nacional com cabines simples ou dupla, ambas com opção de motores 2.3 ou diesel 3.0, além de tração 4×2 ou 4×4 (exceto a gasolina).

Não havia opção de câmbio automático e a Ford confiava que seus clientes não precisavam disso, mas a coisa mudou na segunda geração vendida aqui, que teve dois motores diesel (2.2 e 3.2) e versão flex (2.5).

Único modelo da Ford feito atualmente no Mercosul, a Ranger se mantém como um produto atraente, assim como em 2008, com a picape média sendo oferecida nas versões XL, XLS, XLT e Limited, além da Sport.

Falando nela, a proposta era dispor de um modelo jovial e atraente na gama, meio descolado em relação às versões comuns e com visual personalizado. Assim, custando R$ 49.990 na época, ela queria mesmo era pegar as picapes leves.

Ranger 2008 – detalhes

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

Rival de Chevrolet S10 e Toyota Hilux, a Ranger 2008 tinha na versão Sport um modelo de destaque, com rodas de liga leve aro 16 polegadas e pneus 245/70 R16, garde personalizada, para-choques em cinza e lanternas escurecidas.

Os faróis duplos também tinham máscara negra, além de interior escurecido com apoio de braço entre os bancos, que se convertia em um terceiro assento, além de ar condicionado, direção hidráulica e sistema de áudio com CD player.

Ela era oferecida nas cores vermelho, preto, prata, branco e cinza, tendo ainda o nome do pneu pintado de branco na banda de rodagem, deixando-a mais com ar de americana. Trazia ainda retrovisores na cor do carro e faróis de neblina.

Já a Ranger Limited recebeu de série estribos laterais, santantônio cromado, sensor de estacionamento, capota marítima e proteção plástica da caçamba de carga. A Ford disse na época que estes itens eram os mais procurados como acessórios.

Na ocasião, ela chegou com preço sugerido de R$ 108.125, mas tinha opção de pintura em dois tons, que elevava o preço para R$ 108.705. Bem completa, a Ranger 2008 nesta versão tinha bancos e volante em couro, trio elétrico e alarme.

Leia também sobre a Ranger 2010.

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

Também tinha sistema de áudio com CD Player e MP3, computador de bordo, freios com ABS, airbag duplo, banco traseiro com apoio de braço central, ar condicionado e seletor de tração por botão na versão diesel com 4×4.

Ela ainda tinha rodas de liga leve e para-choques cromados, bem como vários detalhes que a deixavam mais luxuosa que as demais versões, mas pecava por não ter piloto automático e nem transmissão automática.

A Ford Ranger 2008 era um produto que tinha 16 versões disponíveis para atingir o maior público possível, dada a limitação de mais motores e transmissões. Com chassi de longarinas em U, tinha carroceria de aço em duas partes.

A suspensão dianteira era de duplo braço com molas helicoidal e a traseira por eixo rígido, trazendo robustos feixes de molas. Com tração 4×4 com reduzida, acionadas as opções 4×2, 4×4 e 4×4 Low por botão, a Ranger era ideal no off-road.

Sua caçamba, contudo, era pequena na versão com cabine dupla, tendo assim 844 litros, enquanto a caçamba na cabine simples tinha bons 1.455 litros. A caçacidade de carga variava de 720 kg na gasolina até 1.060 kg no diesel.

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

Com linhas antiquadas e desgastadas pelo tempo, a Ranger já pedia atualização visual parta pelo menos durar até a chegada da nova geração. Na mecânica, seu motor Duratec 2.3 era bom e tinha 150 cavalos e 22,1 kgfm.

Ele era movido apenas por gasolina e tinha somente tração 4×2. Já o NGD 3.0 tinha injeção Common Rail, EGR e turbina de geometria variável, tendo assim 163 cavalos e 38,7 kgfm, fabricado pela International no Rio Grande do Sul.

No mercado de usados, a Ford Ranger 2008 tem preços entre R$ 35.000 e R$ 55.000, de acordo com a tabela Fipe, tendo muitas ofertas e com estados de conservação variados, com as melhores sendo bem valorizadas.

Como é uma picape, a Ranger diesel é a mais requisitada e com 4×4, melhor ainda.

Mas, peca pela falta de câmbio automático. É preciso estar de olho em retíficas e no estado da tração, assim como a carroceria no geral.

Ranger 2008 – versões

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

  • Ford Ranger CS XL 2.3 4×2 manual
  • Ford Ranger CS Sport 2.3 4×2 manual
  • Ford Ranger CS XLS 2.3 4×2 manual
  • Ford Ranger CD XL 2.3 4×2 manual
  • Ford Ranger CD XLS 2.3 4×2 manual
  • Ford Ranger CD XLT 2.3 4×2 manual
  • Ford Ranger CS XL 3.0 4×2 manual
  • Ford Ranger CS XL 3.0 4×4 manual
  • Ford Ranger CS XLS 3.0 4×2 manual
  • Ford Ranger CD XL 3.0 4×2 manual
  • Ford Ranger CD XL 3.0 4×4 manual
  • Ford Ranger CD XLS 3.0 4×2 manual
  • Ford Ranger CD XLS 3.0 4×4 manual
  • Ford Ranger CD XLT 3.0 4×2 manual
  • Ford Ranger CD XLT 3.0 4×4 manual
  • Ford Ranger CD Limited 3.0 4×4 manual

Equipamentos

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

Ford Ranger CS/CD XL 2.3/3.0 4×2/4×4 manual – Motor 2.3 ou 3.0 diesel e câmbio manual, mais ar condicionado, direção hidráulica, rodas de aço aro 15 polegadas, pneus 235/75 R15, bancos em tecido, fonte 12V, vidros verdes, para-brisa degradê, grade preta, para-choques pretos, entre outros.

Ford Ranger CS Sport 2.3 4×2 manual – Itens acima, mais para-choques em cinza, faróis de neblina, vidros elétricos, travas elétricas, retrovisores elétricos, rádio com CD e MP3, dois alto-falantes, apoio de braço entre os bancos individuais, rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 245/70 R16, nomeclatura Sport, lanternas escurecidas, faróis com máscara negra, entre outros.

Ford Ranger CS/CD XLS 2.3/3.0 4×2/4×4 manual – Itens da XL, mais para-choques na cor do carro, faróis de neblina, vidros elétricos, travas elétricas, retrovisores elétricos, rádio com CD e MP3, rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 245/70 R16,

Ford Ranger CD XLT 2.3/3.0 4×2/4×4 manual – Itens acima, mais para-choques cromados, grade cromada, bancos com padronagem diferenciada, volante em couro, entre outros.

Ford Ranger CD Limited 3.0 4×4 manual – Itens acima, mais bancos em couro, sensor de estacionamento, proteção da caçamba, capota marítima, estribos cromados, santantônio cromado, banco traseiro com apoio de braço, entre outros.

Preços

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

  • Ford Ranger CS XL 2.3 4×2 manual – R$ 30.585
  • Ford Ranger CS Sport 2.3 4×2 manual – R$ 35.000
  • Ford Ranger CS XLS 2.3 4×2 manual – R$ 34.828
  • Ford Ranger CD XL 2.3 4×2 manual – R$ 31.479
  • Ford Ranger CD XLS 2.3 4×2 manual – R$ 37.534
  • Ford Ranger CD XLT 2.3 4×2 manual – R$ 39.221
  • Ford Ranger CS XL 3.0 4×2 manual – R$ 35.338
  • Ford Ranger CS XL 3.0 4×4 manual – R$ 46.814
  • Ford Ranger CS XLS 3.0 4×2 manual – R$ 41.425
  • Ford Ranger CD XL 3.0 4×2 manual – R$ 44.085
  • Ford Ranger CD XL 3.0 4×4 manual – R$ 50.598
  • Ford Ranger CD XLS 3.0 4×2 manual – R$ 45.647
  • Ford Ranger CD XLS 3.0 4×4 manual – R$ 51.536
  • Ford Ranger CD XLT 3.0 4×2 manual – R$ 50.031
  • Ford Ranger CD XLT 3.0 4×4 manual – R$ 54.472
  • Ford Ranger CD Limited 3.0 4×4 manual – R$ 53.886

Ranger 2008 – motor

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

A Ford Ranger 2008 usou dois motores no mercado brasileiro, sendo um o Duratec 2.3 de origem Mazda e o NGD 3.0 diesel da International, que o forneceu para a marca como Power Stroke.

O primeiro era um quatro cilindros de 2.260 cm³ desenvolvido pela Mazda em parceria com a Ford. Na marca japonesa, ele é conhecido como motor L e fazia parte da Família MZR. Ele foi lançado em 2001 em versões 1.8, 2.0, 2.3 e 2.5 litros.

Sendo o motor usado no Ford Fusion, importado do México, o Duratec 2.3 da Ford tinha bloco de ferro fundido e cabeçote de alumínio com duplo comando de válvulas sem variação, conhecido como 23NS e feito em Dearborn, Michigan.

Ele tinha 137 cavalos na versão até 2003, mas depois foi potencializado para 150 cavalos a 5.250 rpm e 22,1 kgfm a 3.250 rpm, equipado com injeção eletrônica multiponto e ainda sem tecnologia flex. Os comandos eram acionados por corrente.

Esse propulsor serviu na Ranger de segunda geração até a chegada da terceira, a atual em produção, substituída pelo 2.5 Duratec, que chegava a 173 cavalos com etanol na picape média da Ford.

Já o Power Stroke, nome dado ao International NGD 3.0 E era fabricado em Canoas-RS e era bem moderno para sua época, tendo sido lançado em 2006 já como Euro III. Ele trazia bloco de ferro fundido e cabeçote de alumínio.

Com quatro válvulas por cilindro, tinha duplo comando no cabeçote, com um dos comandos acionados por corrente primária e o segundo por uma secundária. O propulsor NGD 3.0 tinha quatro cilindros em linha.

Ele apresentava sistema de injeção eletrônica direta Common Rail, que era muito mais eficiente, assim como turbina de geometria variável, produzindo assim um bom torque em rotações baixas.

Para conter as emissões e já pronto para o Euro V, o Power Stroke 3.0 da Ranger 2008 trazia o EGR, sendo a recirculação dos gases de escape e um gerenciamento de emissão e controle de ignição avançado.

Assim, com 2.982 cm³ e taxa de compressão de 17:1, o NGD 3.0 E entregava 163 cavalos a 3.800 rpm e 38,7 kgfm a 1.600 rpm, garantindo assim boa força em regimes baixos, permitindo melhor desempenho e economia.

A Ranger tinha somente transmissão manual de cinco marchas no Brasil, sendo ela com embreagem de acionamento hidráulico, bem como acoplamento com a caixa de transferência para tração nas quatro rodas (4×4).

Este dispositivo vinha com eixo cardã, caixa de transferência, diferencial dianteiro e traseiro, roda livre automática e caixa de redução, além de eixo rígido atrás e semieixos com homocinéticas na frente, protegidas por coifas.

O engate da reduzida era feito com o carro parado, mas a tração 4×4 padrão era acionada com o veículo rodando até 100 km/h, sendo acionado por um botão no painel. No 4×4 com reduzida, o veículo tinha limite de velocidade e rodagem.

Desempenho

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

  • Ford Ranger CS 2.3 4×2 manual – 13,7 segundos e 150 km/h
  • Ford Ranger CD 2.3 4×2 manual – 14,5 segundos e 147 km/h
  • Ford Ranger CS 3.0 4×2 manual – 12,5 segundos e 162 km/h
  • Ford Ranger CS 3.0 4×4 manual – 12,6 segundos e 160 km/h
  • Ford Ranger CD 3.0 4×2 manual – 12,7 segundos e 167 km/h
  • Ford Ranger CD 3.0 4×4 manual – 12,9 segundos e 165 km/h

Consumo

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

  • Ford Ranger CS 2.3 4×2 manual – 7,0/10,0 km/l
  • Ford Ranger CD 2.3 4×2 manual – 6,0/9,0 km/l
  • Ford Ranger CS 3.0 4×2 manual – 8,6/11,2 km/l
  • Ford Ranger CS 3.0 4×4 manual – 8,8/11,5 km/l
  • Ford Ranger CD 3.0 4×2 manual – 8,5/11,0 km/l
  • Ford Ranger CD 3.0 4×4 manual – 8,9/12,5 km/l

Ranger 2008 – manutenção e revisão

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

A Ford tem plano de revisão para a Ranger 2008 com paradas a cada 10.000 km ou 12 meses, o que vier primeiro. Porém, como outras marcas de picape, em condições de uso severo, a utilitária precisa ter as revisões abreviadas para proteção.

Assim, em vez do plano normal, são reconhecidas as paradas aos 5.000 km ou 6 meses, servindo o mesmo para o veículo parado no caso da gasolina, enquanto o diesel suporta mais tempo parado.

Nas revisões são trocados óleo do motor, bujão do cárter, filtro de óleo, filtro de ar do motor, filtro de ar condicionado, filtro de partículas do diesel, velas, fluido de freio, líquido de refrigeração, óleo da tração 4×4, fluido da embreagem, etc.

Há também troca das correias auxiliares, bem como serviços de itens de desgaste natural, como pastilhas de freio, lonas de freio, discos de freio, buchas de balança, coxins de motor e câmbio, buchas das barras estabilizadoras e pivôs de direção.

Também são trocados rolamentos, pneus, palhetas dos limpadores, batentes das torres, batentes da carroceria, molas helicoidais, feixes de molas semielípticas, retentor de eixo de tração e coifas das homocinéticas, entre outros.

Além disso, a rede Ford faz serviços de funilaria, pintura, alinhamento, cambagem, rodízio de pneus, instalação de acessórios, modificações previstas pelo fabricante, recall, lavagem, higienização, entre outros.

Ranger 2008 – ficha técnica

Ranger 2008: versões, motor, consumo, preços, manutenção, fotos

Motor2.3 Duratec3.0 NGD 
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm322602968
Válvulas1616
Taxa de compressão9,7:117:1
Injeção eletrônicaIndiretaDireta, turbo
Potência máxima150 cv a 5.250 rpm (gasolina)163 cv a 3.800 rpm (diesel)
Torque máximo22,1 kgfm a 3.250 rpm (gasolina)38,7 kgfm a 1.600 rpm (diesel)
Transmissão
TipoManual de 5 marchasManual de 5 marchas
Tração
Tipo4×24×2 ou 4×4
Direção
TipoHidráulicaHidráulica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraDuplo braçoDuplo braço
TraseiraEixo rígidoEixo rígido
Rodas e Pneus
RodasAço ou liga leve aro 15 ou 16 polegadasAço e liga leve aro 16 polegadas
Pneus235/75 R15 ou 245/70 R16245/70 R16
Dimensões
Comprimento (mm)4.811 (CS) 5.143 (CD)5.143
Largura (mm)1.7631.763
Altura (mm)1.732 (CS) 1.825 (CD)1.825
Entre eixos (mm)2.831 (CS) 3.192 (CD)3.192
Capacidades
Caçamba (L)1.455 (CS) 844 (CD)844
Tanque de combustível (L)60 (CS) 75 (CD)75
Carga (Kg)760 (CS) 720 (CD)1.060
Peso em ordem de marcha (Kg)1.490 (CS) 1.640 (CD)1.940 (4×2) 1.960 (4×4)
Coeficiente aerodinâmico (cx)NDND

Ranger 2008 – fotos

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.