*Destaque Asiáticos Ford Mercado Pickups Tecnologia

Ranger Raptor com 13 marchas: há limite para o número de velocidades?

ford-ranger-raptor-2019-2 Ranger Raptor com 13 marchas: há limite para o número de velocidades?

Existe um limite para marchas em um veículo leve? A questão volta a ser levantada com uma informação muito interessante que surgiu na Tailândia. Como se sabe, a Ford Ranger Raptor apareceu como uma opção alternativa à F-150 Raptor, apresentando-se como uma opção mais barata, leve e focada no mercado global, onde a picape full size americana é naturalmente limitada.



Espera-se que a Ford Ranger Raptor seja vendida em boa parte dos mercados onde a picape média é comercializada, sendo um impulsionador de imagem do produto, que também acabou chegando ao mercado americano. Para evitar até uma comparação direta, além de oferecer a opção que mais vende na versão tradicional, a picape off-road foi lançada apenas com motor diesel – novo, diga-se de passagem – 2.0 biturbo de 213 cv.

Além de um conjunto frugal e nem tão potente quanto se esperava – basta ver a Volkswagen Amarok V6 com 224 cv – a Ford Ranger Raptor trouxe um câmbio automático de 10 marchas, aquele desenvolvido em conjunto com a GM e que no Brasil estreia a bordo do Ford Mustang GT Premium, em março. Essa transmissão não é novidade na Ranger, pois a versão americana adota a mesma caixa. Porém, surpreende o que levou até ela, ainda mais quando se sabe agora que a Ford considerou seu uso.

ford-ranger-raptor-2019-2 Ranger Raptor com 13 marchas: há limite para o número de velocidades?

Estamos falando de um câmbio automático com nada menos que 13 marchas! Seria como imaginar a picape média da Ford como um caminhão extrapesado. Segundo John Fallu, gerente de engenharia de motor e transmissão da Ford Asia Pacific, divisão do Sudeste Asiático, a montadora executou diversos testes e experimentos no desenvolvimento da Ranger Raptor, incluindo o uso de transmissões com 7, 9, 10, 12 e 13 velocidades.

O objetivo era determinar qual o número de marchas ideal para uma picape de alta performance. Lembre-se que a Ford adicionou um motor diesel 2.0 de 213 cv e 51 kgfm no caso da Ranger Raptor, mas se fala no uso do V6 2.7 EcoBoost de até 340 cv no caso de uma eventual entrada no mercado americano, já cogitada. Ou seja, o modelo atual possui uma resposta em performance que ainda pode ser muito ampliada.

“Nós realmente fizemos simulações durante o processo de teste exaustivo para o número ótimo de relações de engrenagem para uma picape de tração traseira desse tamanho e potência”, segundo Fallu. Um dos pontos centrados foi no uso do conversor de torque para melhorar a resposta do conjunto durante a condução. Por fim, a Ford optou pelo câmbio de 10 marchas, pois este tem performance que atende melhor as aspirações globais do novo modelo.

ford-ranger-raptor-2019-2 Ranger Raptor com 13 marchas: há limite para o número de velocidades?

De acordo com Fallu, a caixa de 10 marchas é uniformemente equilibrada em suas relações e possui engates tão suaves que são imperceptíveis, além de garantir menor perdas nas trocas e reduções bem silenciosas. Obviamente, a Ford já dispunha desse câmbio, que pode suportar carga de até 71 kgfm de torque. Ela é a mesma utilizada na F-150 Raptor, que dispõe do motor V6 3.5 EcoBoost Biturbo com 456 cv e 70 kgfm. No caso da Ranger Raptor usando o V6 2.7 EcoBoost, o torque ficaria na casa dos 51,6 kgfm, ainda com uma boa margem.

Mas, até onde vai o limite para marchas? Para a Ford ter chegado em uma relação de 13 marchas, é que os engenheiros da empresa vislumbraram vantagens com esse enorme número de velocidades. Será que se o motor padrão fosse o V6 2.7 EcoBoost e não o Duratorq 2.0 Biturbo, essa relação teria sido empregada? Difícil dizer sem saber dos resultados do teste, mas o fato de existir em produção a opção de 10 marchas, torna essa mais viável, mesmo que não fosse a mais eficiente. Nos EUA, simulação semelhante foi feita e os engenheiros chegaram a desejar ver 11 ou 12 marchas em suas picapes.

Porém, não é somente a Ford que navega em números mais altos de marcha. A Honda estaria desenvolvendo um câmbio de tripla embreagem com 11 marchas! Com a GM, a própria Ford apostou nesse novo câmbio, mas a Volkswagen desistiu de seu DSG de 10 marchas, por exemplo. A Hyundai não se intimidou em ir até 10 marchas. Honda e Toyota também já adotaram câmbios com uma dezena de marchas. Fabricante tradicional de transmissões, a alemã ZF disse que o limite de eficiência é de nove marchas.

Buscando redução no consumo e consequentemente na emissão, além de proporcionar mais conforto e desempenho, empresas como Ford e GM já declararam que o mercado de veículos com câmbios de 10 marchas deverá crescer bastante nos próximos anos, motivado pela pressão ambiental.

[Fonte: Paul Tan/Automotive Fleet]

COMPARTILHAR:
  • Dead Lock

    Agora que o Trump quer relaxar os índices de consumo?

    • Raul Cotrim de Mattos

      Indústria automotiva evoluindo como nunca por causa dessas restrições e o sujeito toma esse tipo de decisão por puro ideologismo… Só mais um boçalidade do Trump.

      • Deadlock

        É só ironia, o mundo caminha para os elétricos. E essa decisão do Trump só prejudica a indústria ianque, pois pode afastar novas tecnologias.

  • Hugo Henrique Silva Lange

    em cambio at não tem graça, teria que ser manual… ai sim! me fez lembrar aqueles caminhões laranja que sempre apelidaram de jacarezinhos…. hahahaha

    • Alexandre Volpi

      Ou os FNM que tinham o famoso “cruzar marchas” hahah

    • Tipo os câmbios intermináveis dos carros de Velozes e Furiosos, né? Rsrs

    • Luis Burro

      Mas acho seria ainda melhor DCT.

      • leandro

        Sem dúvida o melhor de todos é o DCT, uma pena os mau usuários juntos com os juízes da internet terem detonado nossa opção de entrada, o PowerShift

        • Gil de Piento

          Os maus usuários devem ser maioria no mundo inteiro então, porque o PowerShift deu problema no mundo todo.

          • leandro

            Exato! Tem muito roda dura no mundo todo

        • Thales Sobral

          Você tem ou teve um carro com esse câmbio?

          • leandro

            Sim, Fiesta Sedan Titanium e rodei 110 mil km com ele

            • Thales Sobral

              E nunca teve problema com ele? Já estou no 3 kit de embreagem.

              • leandro

                Não, única coisa que lamento do powerShift foi não ter pego outro

                • Pedrob

                  Pego outro carro da concorrência né? Kkkkkk

                  • leandro

                    Não, comprei uma EcoSport 1.5 AT

  • Alexandre Volpi

    Essa questao de número de marchas sempre me faz lembrar do CVT. Uma pena que ele ainda não seja um sistema que suporte altos torques e nem todas as montadoras saibam tirar aquela morosidade dele. Mas em termos de eficiência, creio que seja imbatível.

    • Perse

      Hoje existem opções boas com câmbio CVT?

      • Pedro154

        Falam muito bem do CVT utilizado pelo Corolla brasileiro.

      • theroker

        Eu diria que os carros da Honda tem um CVT muito bom, porém faz tempo que os motores são os mesmos.

        • Luciano RC

          Tenho um Honda com CVT (HR-V EXL) e acho o cambio perfeito. A simulação das 7 marchas, seu conforto de rodagem e a economia que proporciona no carro. Perfeito.

    • Luis Burro

      Problema dele é tbm utilizar o conversor de torque,deviam fazer algo mecânico como substituto.

      • Matuska

        Nem todos. Os usados no Fit anterior e no Jac T5 por exemplo usam embreagem de partida banhada a óleo.

        • Luciano RC

          E era um problema, pois precisa de troca da embreagem. O conversor não tem troca.

    • toninho

      Meu amigo Alexandre você é que pensa.
      tem trator com 370cv e 157kgfm com cambio CVT (MF8690) pesa apenas 10300kg sem lastro
      ou seja TEM UMAS MENTIRINHAS ROLANDO POR AI. É jogada de interesse – VERGONHA

      • Alexandre Volpi

        Fora da área automotiva pode até ter. Teve até o Williams F1 FW15 CVT. Acontece o seguinte, não há aplicação nele. Os carros mais potentes que usam o CVT são os Subaru turbo, e sim, pode até ter jogo de interesses envolvidos, mas é fato que o CVT não é muito usado.

        • Luciano RC

          Viabilidade técnica tem, o problema é custo. Desenvolver um CVT que suporte torque muito elevado, custa muito mais caro que um AT normal.

      • Marcos Souza

        Acho que se vc aumenta a durabilidade do CVT para aumentar torque alto, ele fica mais vagaroso na hora de desenvolver velocidade.

    • Nicolas97

      Apesar do CVT ter um número infinito de marchas, o sistema apresenta um alto nível de atrito e perdas das correias com as polias (vide superaquecimento de alguns CVTs) maior que os automáticos convencionais, assim não é uma opção muito usada pelos fabricantes.

      • Luciano RC

        Por isso ele precisa de um sistema de arrefecimento exclusivo e ser ajustado para o carro. Senão fica que nem o CVT do Lancer que derretia.

    • Elmar Honorato Tavares

      Caro Alexandre, ledo engano! Os cambios CVT sofrem exatamente na eficiência energética, a propaganda de um CVT é exclusivamente seu conforto mas é uma transmissão que desperdiça bastante energia, entenda que, no manual do usario de seu veiculo aparece a potencia e torque medido no virabrequim, ou seja o motor é colocado numa bancada e é ignorado do volante pra lá, então caixa de marcha diferencia tamanho de roda tudo tudo tudo influencia na economia e quanto menos potencia desperdiçar mais economico será, e conversor de torque (automaticos convencionais) e CVT (transmissão continuamente variavel) tendem a ter menos energia transmitida ao asfalto do que transmissão manual ou automatizadas seja de uma ou duas embreagens! Por isso a busca incessante por números cada vez maiores de velocidades num transmissão automatizada já que sabido que se mantermos o carro em sua faixa de torque tende a ser mais economicos e assim conseguiremos ter um leque muito maior de velocidade numa rodovia andando na faixa de torque e automatizados por que cada vez mais fica dificil gerir tantas marchas num carro de passeio, Se nao me falha a memoria o carro carro com o maior numero de marchas ainda totalmente manual é ou era um porsche 911 de 7 marchas, o numero de marchas ta certo, quanto ao carro na melembro ao certo OK? Desculpa a pontuação!

  • Louis

    Em breve, carros elétricos sem necessidade de transmissão.

    • EuMeSmObYmYsElF

      nos casos de carros de alto desempenho, marchas continuarão a existir… o Rimac Concept One, por exemplo, tem 3

      • th!nk.t4nk

        E nao só em carros. Muitos trens e ônibus elétricos também têm caixa de marchas.

      • toninho

        Depende das rotações do motor, tem motor com 15000rpm; fazendo algumas contas (485voltas por km (205/55R17) em 15000rpm daria 30km/min em 60min 1800 km/h) podemos supor que não se necessita de marchas, sem contar que o torque é instantâneo 1rpm, mas depende do futuro, quem sabe as empresas de caixa de cambio façam um cartel pra exigir caixas onde não se precisa?, ainda esta no inicio este processo de eletrificação o futuro dirá.

        • EuMeSmObYmYsElF

          mas isso aumenta o estresse no conjunto.

          • toninho

            Acredito que o maior problema seja na arrancada mesmo com o inversor, mas no futuro isso vai ser corrigido – creio nisso.

    • RRodrigo Souza

      mas tem que ter um tipo de transmissão ,para pelo menos colocar o carro para frente ou para engatar a ré correto ?nem que seja uma marcha pra frente e a ré ao meu ver

      • Filipe Anderson

        De repente nem precisa nesse caso, só inverter os polos

        • Louis

          Sim, e se não limitarem a velocidade, um elétrico poderia chegar a 140 km/h de ré !

      • Victor Canavesi

        carro elétrico não precisa de marcha a ré, só inversão de polos já faz girar em sentido contrário, mas mesmo com a potencia útil sendo de 0rpm até 18.000 rpm eu acho que 2-3 marchas seriam ideais

        • toninho

          Faz uma conta rápida um pneu aro 17 de qualquer caroça tem 2,0m de perímetro, para 1,0km precisa de 500voltas se o motor gira a 5000rpm seriam 10km/min isso daria apenas 600km/h. Precisa de caixa de cambio?

        • RRodrigo Souza

          OK, mas para inverter vai ser só um botão no painel então por exemplo um interruptor de tomada apenas com a opção ir para frente ou ré ?

    • Luis Burro

      Mas msmo os elétricos tem limite de tração,tanto que na indústria utilizasse muito a partida em estrela-triângulo que é pra não forçar muito os motores em cargas muito pesadas.Qual o limite pros utilizados nos automóveis?

      • Thales Sobral

        Isso é pra não dar pico de corrente, mas com inversor (que carro já usa) não é necessário.

    • Luis Burro

      Qual a tensão que alimenta estes motores?

  • Fabio Marquez

    O consumidor comum pouco vai perceber um numero exagerado de marchas, um cambio AT6 bem escalonado é bom demais, manual também nem deve passar disso, já que de certo ponto ficaria cansativo as trocas, o que afugentaria ainda mais as pessoas deles.

    • th!nk.t4nk

      Cara, meu carro tem 9 marchas e é bem superior à caixa de 6, principalmente em altas velocidades. Ele está sempre na faixa ideal de torque, favorecendo consumo ou força, de acordo com o necessário. E sabe qual o ponto negativo? Nenhum, além de um pequeno ganho de peso no carro.

      • Luciano RC

        Pra carro automático, acredito que 9 marchas realmente é o ideal. Principalmente se ele for inteligente para usar a primeira marcha somente em necessidade e não em qualquer partida.

  • Wolfpack

    Não exsite limites, caixas com 24 velocidades, baixa e alta são comuns em caminhões. Agora em automóveis, não tanto sentido, o peso extra diminui a eficiência além de aumentar o número de peças móveia. Quando nada de peso e consumo importa dai vc pode ter até duas transmissões.

  • Luis Burro

    Taí uma boa dica pra uma matéria mais detalhada,pq esta ficou vaga o pq da ZF considerar 9 o limite.

    • th!nk.t4nk

      O ideal pra um carro de médio desempenho é entre 7 e 9 marchas mesmo. Acima disso a complexidade mecânica e peso aumentam muito e o ganho é pequeno demais. Mas utilitários já se enquadram num requisito diferente, pela carga que carregam.

  • Beto Sobral

    Cambio manual de 13 marchas, é o sonho dos pilotos de simuladores (esses pilotos não passam o dia inteiro trabalhando no transito pesado).

    • Nnoitra

      Câmbio manual nunca passou de 7 marchas, sendo automático não tem problema o número de marchas.

  • Baetatrip

    Maravilha da evolução de marchas!
    Preocupação com a parafernalia de eletrônicas/pecas!
    Estou com o meu confiável AT4 (SZK GV3 4×4), pelo menos nunca quebra, pois cuido bastante (Peguei com 44k e esta >107k)
    Ando mais devagar do que a minha TIG era AT6 que era maravilha de estrada, Era míssil!
    Porem ganhei mais “exploração” em estrada de terra e mau caminho!

    • RRodrigo Souza

      qual carro é esse TIG?

      • Danilo

        Deve ser uma Tiguan

      • Baetatrip

        TIGUAN 2.0 TSI

  • Richard Poletto

    A Shimano faz cambios de até 28 marchas.

  • Luciano RC

    Ele simula marcha exatamente para não parecer enceradeira. E as trocas não são sentidas em situação alguma.

    • Ricardo

      Mas simula na rotação ou no ronco do motor?

      • Luciano RC

        Em ambos… como muda a rotação, o ronco do motor fica igual de um carro automático convencional.

  • fabricioaguirre

    Alguém me explica porque não é melhor usar o CVT, tecnologia já dominada, do que investir milhões em desenvolver novas caixas ?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email