GM dá R$ 500 para donos de Celta e Classic atenderem ao recall

GM dá R$ 500 para donos de Celta e Classic atenderem ao recall

A General Motors está convocando os donos de Chevrolet Celta e Classic para um recall de airbag da Takata, que já vitimou dezenas de pessoas em todo o mundo e convocou dezenas de milhões de veículos para o conserto.


Até aí, tudo bem, afinal, ela e outras marcas fazem o mesmo em relação aos “airbags mortais” da japonesa. Contudo, a campanha da GM chama atenção por um detalhe incomum nas campanhas de chamamento no Brasil.

Embora algumas marcas tenham feito campanhas na mídia, inclusive envolvendo a imprensa e também executivos das empresas, na Chevrolet a ação é direta com os proprietários.

Em vez de apenas enviar cartas, fazer chamadas na TV ou rádio, bem como divulgar na internet, a ação da Chevrolet literalmente “paga” para que os donos de Celta e Classic levem seus carros para o recall.

A campanha dá R$ 500 em combustível via app e ainda permite que o dono de Celta ou Classic concorra ao sorteio de três Onix. A ação é uma forma de a GM acelerar o atendimento ao recall por parte dos proprietários desses carros.

GM dá R$ 500 para donos de Celta e Classic atenderem ao recall

Mesmo em pequenas colisões, o deflagrador é acionado e os estilhaços lançados com o rompimento da bolsa inflável são potencialmente mortais. No Brasil, um dono de Celta 2013/2014 morreu em decorrência disso em Aracaju.

Vigente de 6 de abril a 30 de junho de 2021, a campanha com o incentivo da GM envolve somente os modelos Celta (2013-2016) e Classic (2012-2016).

Ao todo, são 235.844 unidades da dupla da Chevrolet, sendo que 63,36% já realizaram o serviço gratuito na rede de concessionárias até 28 de abril, conforme indicado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Isso dá 149.424 atendimentos.

Ao site UOL, a GM disse que “tem como prioridade a segurança dos seus clientes e está fazendo todos os esforços para atingir o público-alvo e completar a campanha de recall dos airbags Takata”. No site da marca, é possível pesquisar o número de chassi para saber se está envolvido e fazer o agendamento.

[Fonte: UOL]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.