Combustíveis Ecologia Europa Governamental/Legal Trânsito

Reino Unido: óleo parafínico, muros e estradas cobertas para reduzir poluição

reino-unido-estrada Reino Unido: óleo parafínico, muros e estradas cobertas para reduzir poluição

Óleo parafínico, muros com polímeros e túneis feitos em estradas originalmente abertas, são apenas algumas das propostas que o governo britânico estuda para reduzir as emissões de CO2 e NOx no país. Assim como França, Alemanha e agora a Itália, o Reino Unido – mesmo fora da União Europeia – quer retirar do mercado todos os carros a gasolina ou diesel em 2040, substituindo-os por veículos elétricos.



Mas até 2040 ainda tem muito chão a ser percorrido e não dá para eliminar esses motores de forma tão abrupta. Assim, o governo britânico estuda algumas alternativas para reduzir a emissão de poluentes, começando pelo pior, o diesel. A ideia é trocar o derivado de petróleo pelo biodiesel, já bem conhecido dos brasileiros, mas que ainda não tem um percentual significante para impactar de forma mais direta os resultados.

Naquele país, 5% do diesel é composto por biodiesel, mas o percentual deve aumentar muito nos próximos anos. Se for usado de forma integral, pode mudar muito o panorama ambiental no país e também na Europa, se for adotado por outros países. O problema é o impacto na indústria de alimentos. Nos anos 80, o motor diesel Elko chamou a atenção do mundo ao utilizar qualquer tipo de óleo vegetal, mas sabemos bem o destino deste diante do derivado de petróleo, que domina o mercado mundial.

Os britânicos querem estudar os combustíveis parafínicos como alternativa ao diesel, o que não impactaria negativamente na produção de alimentos. A Shell, por exemplo, desenvolveu o GTL, um gás liquefeito de petróleo convertido em óleo combustível, que reduz as emissões de CO2 e NOx em 37% se comparado ao diesel oriundo do petróleo bruto. Mas, ainda assim, isso não resolve a questão completamente.

Fala-se também em estradas cobertas para reduzir as emissões de poluentes. A ideia, que pode parecer absurda para muitos, é reter a poluição gerada por carros, caminhões e ônibus em rodovias parcialmente fechadas, onde o material lançado na atmosfera seria filtrado e depois liberado ao ar livre, muito mais limpo. A ideia é que esses túneis fiquem dentro ou próximos de áreas urbanas, reduzindo o impacto da poluição veicular.

O Reino Unido estuda essa medida em conjunto com a Holanda, que também pretende criar túneis rodoviários sobre as vias abertas atuais. No entanto, se parece caro demais construir um túnel sobre uma rodovia aberta, há outra solução aparentemente mais barata. Trata-se das barreiras rodoviárias antipoluição. São muros de até seis metros de altura nas margens da estrada.

A diferença é que essa estrutura é revestida por materiais minerais com polímeros que absorvem o CO2 lançado pelos escapes dos veículos. Um trecho de 100 m na rodovia M62 está sendo testado para medir a eficácia do projeto. O Reino Unido quer investir £ 100 milhões em pesquisas desse tipo para obter meios que reduzam as emissões de poluentes. Tais ideias, se forem positivas, poderão ser copiadas em outros lugares, inclusive no Brasil.

[Fonte: Auto Express]

 

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend