Avaliações Veículos Comerciais

Rely Link tem versatilidade para levar pessoas mas precisa melhorar nos detalhes

rely-link-avaliacao-NA-1-700x466 Rely Link tem versatilidade para levar pessoas mas precisa melhorar nos detalhes

Rely Link. A nova minivan da divisão de comerciais da Chery no Brasil – uma das quatro submarcas da empresa na China – está chegando ao mercado nacional com preço sugerido de R$ 47.990 e garantia de 3 anos.



O monovolume é historicamente importante para o fabricante chinês, já que foi um dos primeiros projetos próprios, tendo surgido oficialmente em 2007 como Chery Riich, nome que deu origem à submarca de luxo na China.

O NA acompanhou a evolução da Chery durante esses anos e a Rely Link foi um dos modelos que esperávamos ver no mercado nacional. Feita para levar até oito pessoas, a minivan compartilha alguns componentes com o Face e outros carros da empresa, reduzindo assim custos de manutenção.

Com o fim da Kombi, a Rely Link passa a ser uma alternativa para quem precisa transporte até sete passageiros com o motorista, seja para empresas ou autônomos. O foco é puramente comercial e por isso o veículo não possui apelo familiar, apesar do visual amigável. E o modelo ainda precisa corrigir alguns detalhes.

rely-link-avaliacao-NA-13-700x466 Rely Link tem versatilidade para levar pessoas mas precisa melhorar nos detalhes

Por fora…

Com estilo italiano, a Rely Link tem como destaque uma elevação acentuada no teto, na parte acima do posto do motorista e do passageiro dianteiro, criando assim uma identidade própria. A carroceria é alta e a frente é pouco inclinada. Na parte frontal, os faróis apresentam desenho vertical, com faróis de neblina integrados ao conjunto ótico. A grade do motor é pequena e possui acabamento cromado.

Já o para-choque tem perfil limpo e uma grade em forma de boca, mas dividida em duas partes. Na lateral, a Rely Link apresenta um friso que nasce no para-choque dianteiro e termina sob as lanternas traseiras, criando um visual até elegante. As janelas são grandes, especialmente as dianteiras, cujos vidros infelizmente não descem totalmente.

O modelo ainda dispõe de duas portas corrediças com vidros de abertura horizontal, além de duas vigias na terceira fileira. Retrovisores e maçanetas apresentam formato ovalado. No lado do motorista, abaixo da porta, está localizada a tampa do tanque de combustível, que tem acionamento interno. As rodas são de aço e sem calotas, contando com aro 14 e pneus 165/70 R14. O detalhe não combina com um veículo do preço da Link. As rodas poderiam ser de liga leve ou ao menos ter uma calota por cima.

A traseira é vertical e possui lanternas em posição elevada, além de vidro traseiro de bom tamanho e um para-choque com tampa de acesso ao salão integrados em um único desenho, limpo e harmônico. Luzes de ré e de neblina ficam localizadas na parte inferior do protetor, que ainda apresenta duas lentes de posição. Há também luz auxiliar de freio na tampa, limpador/lavador do vidro e antena no teto dobrável.

rely-link-avaliacao-NA-20-700x466 Rely Link tem versatilidade para levar pessoas mas precisa melhorar nos detalhes

Por dentro…

O interior da Rely Link também parece amigável, mas não com oito adultos no interior, pois eles ficariam bem apertados. O visual interno é moderno, apesar do projeto remontar à metade da década passada. A tonalidade geral é cinza, mas os bancos possuem laterais em tom salmão. O painel e as portas ainda possuem apliques prateados.

O painel apresenta difusores de ar prateados e de formato circular, que poderiam ser um pouco maiores, ampliando a ventilação. O console central com acabamento prateado dispõe de rádio 1din com CD/MP3/miniUSB. Logo abaixo, um porta-objetos. Os comandos de climatização também são prateados e de fácil operação.

A alavanca da transmissão é posicionada junto ao painel e tem acabamento prateado e emborrachado. Ao lado, uma fonte de 12V com isqueiro, que ao ser acionado, joga o acendedor no assoalho… Logo abaixo, cinzeiro e um espaço aberto até o porta-copos e o freio de estacionamento entre os assentos.

O cluster tem instrumentação circular e de iluminação branca. Um display digital de cor laranja agrega as funções de hodômetro, relógio e medidor de consumo (médio e instantâneo). O volante tem três raios, mas não há regulagem de altura. Os retrovisores e faróis com regulagem elétrica e luz de neblina ficam na parte inferior do conjunto frontal. O capô tem botão integrado ao conjunto, enquanto a tampa do tanque tem abertura em uma alavanca na quina da porta.

rely-link-avaliacao-NA-23-700x466 Rely Link tem versatilidade para levar pessoas mas precisa melhorar nos detalhes

As portas possuem maçanetas e apoios de braço prateados, além de botões dos vidros elétricos (apenas dianteiros) com iluminação azul, a mesma dos demais itens do painel. Há também detalhes em tecido de cor salmão. As travas das portas estão embutidas nas maçanetas, mas na traseira ficam isoladas.

O banco do motorista não tem regulagem de altura e entre os assentos vemos dois porta-copos e um porta-objeto. O porta-luvas tem espaço reduzido e no teto alto, luz interna e para-sol com espelho do lado direito. Há também um evaporador de ar condicionado entre a primeira e a segunda fileira. A entrada de ar fica na parte frontal e as saídas na traseira, contendo seis difusores retangulares e regulagem de ventilação. Há também luz interna traseira.

Na segunda fileira, as portas corrediças apresentam detalhes em tecido salmão, assim como o bancos, que possuem divisão 2/3. Eles podem ser regulados em distância e inclinação do encosto de forma individual e dispõe de apenas dois apoios de cabeça, assim como o traseiro inteiriço.

Há cintos de segurança de 3 pontos para os passageiros laterais e subabdominais para o central nas duas fileiras. Um sistema de basculamento permite melhor acesso à parte traseira da Rely Link, onde três adultos ficam apertados. Afinal, o veículo mede apenas 4,04 m de comprimento e 1,64 m de largura.

Os três que vão na segunda fileira ficam sem porta-copos e dispõem apenas de espaço para revistas nas portas corrediças, enquanto atrás há porta-copos nas laterais e porta-objetos. Há também cinzeiros móveis ali. O banco traseiro pode bascular para ampliar o volume para cargas, mas não pode ser retirado. A Rely não informa o volume traseiro, mas o espaço é generoso com a fileira dobrada. A capacidade de carga da minivan é de 600 kg.

rely-link-avaliacao-NA-29-700x1050 Rely Link tem versatilidade para levar pessoas mas precisa melhorar nos detalhes

Por ruas e estradas…

A Rely Link herdou do Chery Face o motor 1.3 16V de 83 cv a 6.000 rpm e 11,4 kgfm entre 3.500 e 4.500 rpm, movido apenas por gasolina. Pesando 1.250 kg (1.850 kg no total), o veículo faz o propulsor da Acteco sofrer quando o ar condicionado está ligado, muito mais com lotação máxima. É necessário pisar fundo e esticar bem as marchas, fazendo o giro ir para além dos 3.500 rpm para começar a deslanchar de forma adequada. Sem o climatizador ligado, o 1.3 responde muito melhor.

Durante nossa avaliação, percebemos que o ar condicionado vai muito bem na cidade com pouca gente a bordo, mas lotado, o melhor é acioná-lo apenas na estrada. O câmbio apresenta engates duros e a relação de marchas, especialmente entre primeira e segunda. As retomadas são lentas e exige-se cautela nas ultrapassagens.

Notamos que a velocidade de cruzeiro de segurança é de 90 km/h. O veículo pode ir além, mas com prejuízo do conforto, já que o giro passa dos 3.500 rpm e o ruído do propulsor invade com força o interior. Os freios acionam o ABS com relativa facilidade, apresentando funcionamento condizente com a proposta.

A direção hidráulica é leve e facilita as manobras. A suspensão dianteira é independente, mas a traseira é por eixo rígido e feixe de molas semielípticas. O conjunto atende de forma razoável, sendo a traseira mais dura e assim transmitindo mais os defeitos do solo aos passageiros, mesmo com pneus 165/70 R14.

rely-link-avaliacao-NA-22-700x1050 Rely Link tem versatilidade para levar pessoas mas precisa melhorar nos detalhes

Aliás, estes contribuem também para um consumo moderado. Já em termos de estabilidade, no meio urbano a Rely Link se mostrou bastante tranquila, mas na estrada, desvios e curvas muito fechadas merecem atenção e que o condutor ande de forma adequada.

Na estrada, com apenas motorista e ar condicionado ligado, a Rely Link fez bons 13,9 km/litro. Com lotação completa, o consumo caiu para 12,1 km/litro. Nada mal. No circuito urbano, a média foi de 7,7 km/litro. Para quem pensa em GNV, há dois espaços bons sob a plataforma, onde cilindros de tamanho médio podem ser instalados. No entanto, é vital consultar o concessionário ou a Rely para não perder a garantia. O estepe fica quase sob a porta dianteira direita e o tanque de 45 litros do lado oposto.

A posição de dirigir é elevada e o condutor tem ótima visibilidade para frente e lados, mas sentimos que a Rely Link poderia ter um sensor de estacionamento traseiro, que ajudaria muito nas manobras e este equipamento seria condizente com o preço do veículo. Os retrovisores poderiam ser mais retangulares, pois o campo de visão fica comprometido com o formato ovalado.

Mesmo sem as regulagens de assento e direção, dá para conduzir o veículo com relativo conforto. Os bancos possuem tecido áspero e firme, não contribuindo muito para viagens de média ou longa distâncias. De modo geral, o espaço interno é bom para seis ocupantes. Os dois extras vão ficar apertados. O ar condicionado mostrou funcionamento razoável, sendo melhor na segunda fileira em detrimento das demais.

rely-link-avaliacao-NA-27-700x466 Rely Link tem versatilidade para levar pessoas mas precisa melhorar nos detalhes

Falando em qualidade, item apregoado pela Rely, o veículo apresenta ainda alguns deslizes, que poderiam ser sanados facilmente. Podem ser problemas pontuais da unidade de teste, a seguir: o acabamento junto à alavanca de câmbio estava solto e parecia que iria sair do lugar. O banco esquerdo da segunda fileira estava com a trava de rebatimento quebrada, por isso não pudemos entrar na parte traseira por ambos os lados, apenas pelo direito.

O aviso de portas abertas acendeu várias vezes, obrigando-nos a parar e descer do veículo para chegar se as entradas estavam realmente fechadas. Diante disso, tivemos de desligar as luzes internas, pois também acendiam e apagavam com o defeito. As portas, especialmente do condutor, precisam ser fechadas com atenção e alguma força, pois também podem ficar abertas com algum deslize visual.

rely-link-avaliacao-NA-26-700x1050 Rely Link tem versatilidade para levar pessoas mas precisa melhorar nos detalhes

Por você…

Para quem precisa de um veículo comercial para levar seis pessoas em viagens curtas, a Rely Link se mostra ideal. No entanto, com oito pessoas a bordo, o conforto fica comprometido. Por ser estreita (1,64 m), o espaço lateral é reduzido, mesmo na segunda fileira. Não dá para fazer milagre. A altura interna é muito boa, mas na parte frontal foi pouco aproveitada (alguns comerciais dispõem de porta-documentos/mapas/objetos nesse espaço).

A Rely Link tem na Changan Star sua principal concorrente, já que também dispõe de motor 1.3 e espaço para oito pessoas. No entanto, esta outra chinesa não está disponível para venda no momento. A Rely não forneceu os custos das revisões. Por R$ 47.990, o modelo oferece também 3 anos de garantia ou 80.000 km, além de manutenção programada e conteúdo de série generoso.

Entre os itens, destaque para airbag duplo, ABS, ar condicionado (2 evaporadores), CD/MP3/miniUSB, 4 alto-falantes, regulagem elétrica dos faróis, faróis e lanterna de neblina, direção hidráulica, alarme com acionamento dos vidros, vidros elétrico one touch (para descer), retrovisores e trava elétricos, entre outros. Enfim, uma opção interessante para tentar cobrir o vazio que a Kombi Standard (R$ 52.070) deixará no mercado.

Medidas e números…

Ficha Técnica da Rely Link

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha
Cilindrada – 1297 cm³
Potência – 83 cv a 6.000 rpm (gasolina)
Torque – 11,4 kgfm a 3.500/4.500 rpm (gasolina)
Transmissão – Manual com cinco marchas

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – ND
Velocidade máxima – ND

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Eixo rígido com feixe de molas
Hidráulica

Freios
Discos dianteiros e tambores traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Aço sem calotas aro 14 com pneus 165/70 R14

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.040 mm
Largura – 1.640 mm (sem retrovisores)
Altura – 1.900 mm
Entre-eixos – 2.625 mm
Peso em ordem de marcha – 1.250 kg
Tanque – 45 litros
Porta-malas – ND
Capacidade – 8 passageiros ou 600 kg de carga

Galeria de fotos da Rely Link:

4.0

COMPARTILHAR:
  • CanalhaRS

    Qualquer porcaria que vier pra cá é melhor que a Kombi. Até essa vanzinha chinesa ordinária já é um alento.
    Eu fico impressionado com a inércia da concorrência, que teve quase 60 anos para criar uma concorrente a kombi e não o fez. E mais ainda com a VW que se acomodou em berço esplêndido e nunca pensou numa substituta pra ela, mesmo sabendo que em 2014 ela morreria. Enfim, falhas grotescas na direção das multinacionais que só se explicam pelo desrespeito e desleixo com que tratam o mercado brasileiro.

    • netovski

      A Besta era uma concorrente superior mas parou de ser fabricada na própria coréia em algum ponto da estória e nunca mais chegou aqui.

      • Felipe Lobo

        foi que a embresa, se não me engano a ASIA, faliu na crise de 98 e voltou agora, só que chinesa.

        • ubiratamuniz

          a Besta era da Kia.

    • Magno

      Em relação à Kombi é um belo up grade ! Concordo que a VW foi muito incompentente em não criar uma substituta para a guerreira Kombi.

  • luizj

    Nova Kombi, novo carro da funerária.

  • Cheetos

    Me lembrou as Towner da década de 90.

    Sempre tive a impressão que aqueles ovões iam tombar na primeira rajada de vento lateral.

    Bem que podiam ter colocado um motor maior aí não ?

    Com esse tanto de saída de ar e de gente dentro, é de se esperar que o AC roube muita potência, ademais, concordo com o CanalhaRS.

    • luizj

      Verdade, carro feio.

  • debate_intense

    Parece ser mais confortavel e seguro que a Kombi, sem contar o melhor acabamento e design. Eu compraria entre ela e a Kombi. O painel ate que e bonitinho. 2 saidas para A/C.

    • luizj

      Mais seguro ele é mesmo não tem comparações, mas na minha opinião bonitinho ele não é não.

      • debate_intense

        Mais bonito que a Kombi pelo menos e sim… o interior da Kombi faz ate vergonha………

        • PauloNJR

          Não faz vergonha, é porque é um interior da década de 60…. Ficou parado no tempo kkk

          • luizj

            É verdade meu caro kkk.

          • Pedro_Rocha

            Um carro adequado para Cuba, então.

            • PauloNJR

              Fala isso não rapaz, vai que a VW gosta da idéia e cria a Kombi Fidel Edition!

        • Marco_ABP

          Que "interior"?! :)

      • Felipe Lobo

        esse "vinco" na frente é estranho, e parece ser meio desproporcional, é bonitinho, o problema é em estabilidade. como o que acontece com o smart e a ecosport antiga.

  • Brunocarro1998

    Lixo, deve ser (tem que ser) mais segura que a Kombi. Mas não tem um décimo de sua durabilidade.

    • luizj

      Lixo mesmo.

    • Silvano Campini

      Isso não passa de preconceito, nada prova que esse veiculo deva durar menos que qualquer outro. As Kombi Vw por exemplo eram muito mal protegidas contra a corrosão e costumavam apodrecer de dentro para fora.

  • Rafael_rec

    O auxílio funeral vem de série para todos os ocupantes?

    • luizj

      Os mortos terão que ir sentados?

  • Tosca16

    10x melhor e mais bonita que a Kombi, só precisa ajustar os detalhes citados na versão final que será comercializada aqui e quem sabe futuramente vim com GNV de fábrica … Essa sim tem tudo pra dá certo no mercado, melhor que as CN Auto , EFFA , Shineray e Changan…

    • luizj

      Verdade, mas ela não é bonita na minha opinião.

  • Tosca16

    Agora uma colocação minha , por que a CHERY não coloca sua marca definitivamente nos modelos ? Será que é benéfica a marca separar a linha de ultilitários e vans da linha de carros ? Sei não, por mim colocava estes modelos logo nas revendas Chery que nem todas comercializam a marca Rely pra ter maior quantidade de revendas e associar a marca Chery logo de uma vez .

    • Louis

      Concordo, melhor ter apenas uma marca mais forte, do que ficar pingando entre outras desconhecidas.

  • Fix It Again Tony

    É evidente que a Kombi é melhor do esse lixo. Ausência de Airbag duplo e ABS não são motivos para desconsiderar a Kombi. Quanto à resistência estrutural ou zonas de deformação, nada garante que a Chery tenha se empenhado nisso.

    "(…)a Rely Link tem como destaque uma elevação acentuada no teto, na parte acima do posto do motorista e do passageiro dianteiro, criando assim uma identidade própria. "

    Foi copiado da Renault Traffic.

    • luizj

      Vc tem certeza? Eu acho essa porcaria é melhor que a Kombi.

      • FelipeLange

        Qualquer carro tem mais segurança que a Kombi.

        • luizj

          Verdade, mas estou falando de boniteza não de segurança.

    • Pedro_Rocha

      Será que tem alguma van pior do que a Kombi no quesito segurança?
      http://uipi.com.br/destaques/destaque-1/2012/07/2

  • Gabriel

    O painel parece uma copia do interior do fiesta rocam 2003

    • luizj

      Verdade, feio.

  • Diggo

    Considerando que tem o mesmo preço da Kombi, ou seja, metade das demais, e tem tudo que a Kombi não tinha, o preço não é tão ruim assim.

    • luizj

      Isso é verdade mas a Kombi é mais bonita que isso ai na minha opinião, esse dai só é mais confortável, mas isso não quer dizer que a Kombi é ruim por causa disso.

  • Anderson_sp

    Parece um frigobar ambulante, a Komboza tinha maior espaço útil que isso aí, mesmo sendo mega ultrapassada.

    • luizj

      A Kombi já mais pra veículo de trabalho, é a melhor pra trabalhar, por exemplo pedreiro se ele tiver uma Kombi ele poderá levar seu equipamentos de serviço tranquilo e ainda vai sobrar bastante espaço.

    • Silvano Campini

      Já tive diversas Kombis e uma Towner da Asia, sendo que a Towner é mil vezes mais pratica que a Kombi pelo fato de ter o motor na frente e plataforma de carga plana. Se a VW tivesse adotado suspensão de molas helicoidais na frente e motor igualmente dianteiro ela poderia continuar sendo fabricada e vendida por mais 50 anos.

  • hans

    vejam os crash tests feitos no c-ncap (na china) com os chery/rely….. .http://www.c-ncap.org.cn/app/cncap/eng/pzlist_eng.jsp

    • debate_intense

      Nao achei esse Link nao…

      O cielo ao menos ficou com 5 estrelas. Parece bom.

    • ERIC

      não consegui assistir o tal video do teste :( tente posta outro link de teste se alguem conseguir

  • thiagoviniciusx

    Quem é um bom substituto para Kombi é a Dobló, só não tem preço competitivo, mas tem assistência técnica e já tá no mercado a pouco mais de uma década.

    • luizj

      Aquele veículo é muito feio.

      • jvc

        eu tenho uma… com o tempo vc acostuma e até gosta de alguns angulos kkkk… mas em praticidade não vi igual até hj… tamanho de compacto e espaço de furgão…

        • luizj

          Pelo amor de Deus.

    • O_Corsario

      Exato, a Doblo é interessante mas incrivelmente cara!

    • Felipe Lobo

      pode ser até feia, mas meu pai que trapalha com carros disse que é o melhor em tamanho, conforto, dirigibilidade e em ângulos de visão, digamos assim,

  • Thiago

    Nossa senhora, que coisa horrível! É muita coragem comprar um carros desses! Tão de sacanagem…

    • luizj

      Falou tudo cara.

  • jkpops

    33K estaria de bom tamanho acho que se a jimbei colocasse um motor mistubishi na topic venderia bem por uns 50 ou 60K que fosse..

    • luizj

      Nem de graça essa porcaria.

  • robertosalgado2
    • luizj

      Prefiro a Kombi.

  • Rafael

    Carro dos sonhos!

    • luizj

      Essa porcaria ai, afffffs.

  • Legal, mas se não tiver peças, não adiantará merlim nenhuma…

  • O_Corsario

    Até a Kombi devia ser melhor. Para quem tem esperança nos chineses, olha o precinho… Deus meu!

    • luizj

      Verdade O_Corsario.

    • Felipe Lobo

      aprenderam rápido com os brasileiros, esse país não tem esperanças mesmo.

      • luizj

        Esse país é uma vergonha.

  • Landrutt

    Lixo.

    • luizj

      Verdade meu caro.

  • FelipeLange

    Se a Volkswagen fosse mais competente em trazer um substituto pra Kombi, não precisaria comprar um desses veículos chineses.

    • Felipe Lobo

      a volkswagen do brasil produz carros piores que os chineses.

      • Tosca16

        não duvido , da Kombi o único ponto forte era o motor VW…

  • fabioalisson

    O dia em que os xing-lings forem vendidos em países de primeiro mundo como EUA, Canadá, Japão, Alemanha, talvez eu considere a compra de um.

    Até isso acontecer, pra mim xing-ling será sinônimo de porcaria.

    • Tosca16

      Qoros na Europa, BYD entra no mercado americano em 2015… vai demorar muito não …

    • vini77

      Interessante, já que Gol, Uno, Celta, Palio, Logan, Sandero, entre tantos outros, são vendidos nos países citados… pffffff!

  • Magnao Cordeiro

    Não é pra ser bonito , não é pra ser esportivo . . . é pra ser funcional , é isto que a categoria precisa . . . . . to de saco cheio desse povo que acha que carro de trabalho deve ser desenhado pela pininfarina . . . . .

    • luizj

      Eu prefiro a Kombi.

    • Louis

      O pior é o próprio texto falando que podia ter roda de liga-leve…. afff…

      • Silvano Campini

        Que absurdo, não é? A peruinha é um veiculo 100% utilitário, botar-lhe rodas de liga leve seria o mesmo que dar pérolas aos porcos.

  • Thiago_NCO

    Esse troço me passa a impressão que irá tombar no primeiro vento lateral mais severo ou na primeira curva mais fechada… Se o QQ não é nenhum primor de estabilidade, imagina isso aí!

    • Magnao Cordeiro

      Não tomba viu , não sei se já andou nas antigas Towner , eu andei em uma uma vez há uns 12 anos atrás e não me esqueço , logo que lançou um amigo meu comprou umas 10 pra empresa dele , de vez em quando ele pegava uma pra dar uma zuada . . . . . ele tirava as rodas do chão na curva e não tombava . . porque???Simples , motor central embaixo do carro , o centro de gravidade fica igual ao de uma moto , a encrenca não tomba nem a pau!!!!!!

    • Silvano Campini

      Procure no You Tube vídeos de disputas de slalom com Chery QQ e você verá que ele não é tão instável quanto andam dizendo. No Brasil muitos falam porque tem boca infelizmente.

  • mjprio

    Dos carros chineses que já vi esse parece ter uma das construções e acabamento mais satisfatórios. tem tudo pra que, nacionalizado ganhe melhor qualidade. Tem pelo menos AB2 e ABS coisas que não se pode cogitar numa kombi. Merecia um motor maior, 1.6 ou 1.8 pelo menos. Mas começo a acreditar que dentro em breve os Chineses serão o que são os coreanos hoje

    • ProfPR

      "Mas começo a acreditar que dentro em breve os Chineses serão o que são os coreanos hoje"

      Meu raciocínio é bem simples:
      Os sul coreanos estão mais para japoneses. Buscaram qualidade e estão aonde estão.
      Os chineses estão mais para chineses mesmo. Buscam volume de produção e presença de mercado. Só.

  • Pedro

    83 cv pra puxar 6 pessoas + bagagens ? só em decida mesmo hahahaha

  • luizj

    Lixo de carroça.

  • Omega3

    A Towner era bem mais curta que este carro, por conta do motor instalado sobre o eixo dianteiro. Acredito que esta Rely faça algum sucesso, tendo em vista um nicho pouquíssimo explorado no mercado. O problema é que para uso comercial, a famosa má qualidade dos chineses pode jogar contra.

  • luizj

    Lixo.

  • FiuzaLima

    Achei caro, sério mesmo. Custasse até 38 mil seria uma boa opção pro mercado. Fora isso, pra quem fala que é melhor que a Kombi favor especificar em quê. Porque a Kombi leva mais gente (com mais decência até, já que é mais espaçosa), tem mecânica fácil de manter, é incrivelmente compacta também e é carta de crédito (onde e quando quiser você pode vender a sua – bem como a roubam muito tb rs…)
    A Kombosa era velha e um desastre em segurança, beleza, acabamento, estabilidade e aerodinâmica, mas não houve carro que aguentasse rodar nos mais distantes fins de mundo nesse Brasil como a velha aguentou.
    Mais respeito.
    Rs…

  • Heisenberg

    Esse "altinho" no teto deve ter sido inspirado dos crash tests onde o carro ao colidir contra uma barreira, era possível ver a coluna A se deformando, para isso os chineses resolveram fazer esse engendro de design para quando o carro bater na primeira vez, o teto não ficar mais retílinio e com isso os futuros compradores ignorarem esse problema, mesmo quando o carro for reparado em oficinas de baixa qualidade.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email