*Destaque Lançamentos Renault

Renault anuncia novos motores 1.0 e 1.6 SCe para sua linha de compactos

renault-sandero-logan-sce Renault anuncia novos motores 1.0 e 1.6 SCe para sua linha de compactos

A Renault anunciou nesta quarta-feira, 30, a chegada dos novos motores 1.0 litro SCe (Smart Control Efficiency) para o hatch Sandero e o sedã Logan e 1.6 litro SCe para Sandero, Logan, Duster e Duster Oroch. De acordo com a fabricante, os novos propulsores são mais modernos, com direito a uma série de tecnologias para maximizar a economia de combustíveis, e mais potentes e com mais torque em relação às unidades anteriores. O motor menor sai de uma das fábricas da marca no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR), enquanto o maior é produzido na unidade CMO (Curitiba Motores).



“Equipamos Sandero e Logan, nossos best-sellers no Brasil, além de Duster e Duster Oroch com os novos motores 1.0 SCe e 1.6 SCe, que proporcionam baixo consumo de combustível e prazer ao dirigir. Esta é uma mudança importante e muito significativa, já que traz um grande pacote de benefícios para mais de 70% da nossa gama à venda no Brasil”, afirma Fabrice Cambolive, Presidente da Renault do Brasil.

Entre os destaques, o novo motor 1.0 SCe oferece três cilindros e 12 válvulas, além de duplo comando de válvulas variável na admissão e no escape, algo inédito entre os carros de entrada. A lista inclui ainda bloco do motor, cabeçote, pré-cárter e cárter em alumínio (proporcionando uma redução de peso de 20 quilos), comando de válvulas por corrente no lugar de correia (maior durabilidade) e polias, tuchos e anéis de pistões com revestimento em DLC (Diamond Like Carbon), com menor atrito e redução do consumo de combustível.

renault-sandero-logan-sce Renault anuncia novos motores 1.0 e 1.6 SCe para sua linha de compactos

Há também tampa de cabeçote plástica com bolhas de ar, coletor de escapamento integrado ao cabeçote (redução de peso), coletor de escapamento integrado ao cabeçote (proporcionando um tratamento mais rápido dos gases de escape e menor emissão de gases), bielas fraturadas (com maior resistência, menor vibração e menor consumo de combustível), bielas forjadas em aço, virabrequim de aço forjado e bomba de óleo de vazão variável.

Outra novidade é o sistema ESM (Energy Smart Management) de regeneração de energia já equipa Duster e Duster Oroch com o motor 2.0 desde a metade do ano. Durante a desaceleração do carro, quando o motorista tira o pé do desacelerador, o motor continua girando sem consumir combustível. Nesse momento, o alternador automaticamente passa a recuperar energia e enviá-la para a bateria, que aumenta sua carga sem consumo de combustível. Na aceleração, o alternador não precisa “roubar” energia do motor para enviar à bateria, já que houve a carga na desaceleração. Com isso, há uma redução do consumo de até 2%.

Há ainda direção eletro-hidráulica, que é mais leve em manobras, se ajusta de acordo com a velocidade (ficando mais pesada em velocidades mais altas e proporcionando maior segurança), evita a perda de potência do motor. Além do mais, o sistema conseguiu reduzir o consumo de combustível em 2 por cento. Os pneus “verdes” são outra novidade.

Para potencializar o comportamento econômico, os modelos equipados com o Media NAV 2.0 trazem a função Eco-Coaching, que consegue avaliar a condução do motorista ao final de um percurso, levando em consideração o momento certo para a troca de marchas, a regularidade da velocidade, o consumo e a quilometragem percorrida; além do Eco-Scoring, que orienta o condutor para dirigir de modo mais econômico.

renault-sandero-logan-sce Renault anuncia novos motores 1.0 e 1.6 SCe para sua linha de compactos

Esse propulsor consegue desenvolver 79 cavalos de potência com gasolina e 82 cv com etanol, a 6.300 rpm, ou 2 cv a mais que antes. Já o torque é de 10,2 kgfm e 10,5 kgfm, respectivamente, a 3.500 rpm, sendo que 90% são entregues já a 2.000 rpm. Junto a ele está uma transmissão manual de cinco velocidades.

“O 1.0 SCe é um dos motores com mais tecnologia no mercado atualmente. É um motor que reúne soluções da Fórmula 1 e a expertise da Renault na fabricação e desenvolvimento de motores. Como resultado, o 1.0 SCe garante desempenho e prazer ao dirigir aliados à economia de combustível”, explica Márcio Melhorança, Gerente Geral de Engenharia Motores da Renault.

Com todas essas novidades, o Sandero e o Logan estão até 19% mais econômicos, com nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) do Inmetro. Ainda de acordo com dados da Renault, o hatch 1.0 é o único de seu segmento a superar a casa dos 14 km/l, enquanto o sedã 1.0 se destaca pelo consumo de 13,8 km/l.

Já o novo motor 1.6 litro SCe, que vai equipar o Sandero e o Logan nas versões mais caras, além do Duster e da Duster Oroch, oferece também bloco, cabeçote, cárter e pré-cater em alumínio (redução de peso de 30 kg), duplo comando de válvulas variável na admissão, comando de válvulas por corrente no lugar de correia, injetores posicionados no cabeçote, pistões e anéis com baixo atrito, coletor de escapamento integrado ao cabeçote, bielas forjadas em aço, virabrequim de aço forjado e sistema de acessórios com acionamento através de correia elástica.

renault-sandero-logan-sce Renault anuncia novos motores 1.0 e 1.6 SCe para sua linha de compactos

No Sandero e no Logan, ele rende 115 cv com gasolina e 118 cv com etanol, a 5.500 rpm, e torque de 16 kgfm em ambos os casos, a 4.000 rpm. Já no Duster e na Duster Oroch, são 118 cv e 120 cv, a 5.500 rpm, e 16,2 kgfm, a 4.000 rpm.

Ele oferece ainda o sistema Stop&Start, que desliga o motor automaticamente quando o veículo para em semáforo/congestionamento e religa automaticamente quando o motorista começa a pressionar o pedal da embreagem, economizando até 5% de combustível. O sistema pode ser ativado/desativado conforme a necessidade do motorista por meio de um botão à esquerda do volante.

Quando equipados com o novo motor 1.6 litro, o Renault Sandero consegue ir de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos (ganho de 3,7 s em relação ao motor antigo), enquanto a retomada de 60 a 100 km/h é feita em 9,2 s (quase 4 s mais ágil).

renault-sandero-logan-sce Renault anuncia novos motores 1.0 e 1.6 SCe para sua linha de compactos

Esse motor usa uma transmissão manual de cinco velocidades. Todavia, para o Sandero e Logan haverá ainda a opção do câmbio automatizado Easy’R, também de cinco marchas, que passam a dispor ainda de controle eletrônico de estabilidade (ESP) e assistente de arrancada em subidas (HSA), que é acionado quando o carro se encontra em uma inclinação superior a 3°.

Os modelos Sandero, Sandero Stepway e Logan com os novos motores já estão disponíveis nas concessionárias, enquanto os utilitários Duster e Duster Oroch com os novos propulsores serão vendidos a partir de dezembro.

A Renault oferece garantia de três anos ou 100 mil quilômetros rodados, prevalecendo o que ocorrer primeiro. O plano de manutenção prevê revisões periódicas a serem feitas em intervalos de 10.000 quilômetros ou a cada ano de uso. Há também o “Revisão com Preço Fechado” e o “Pacote de Preço Fechado de Peças”, que permitem aos clientes saberem de forma antecipada quanto gastarão para a realização de reparos, já que os preços sugeridos dos dois pacotes incluem os valores de peças e mão de obra.

Os proprietários dos compactos da Renault também contam com o Renault Assistance, um serviço de atendimento emergencial e de socorro mecânico disponível 24 horas por dia, em todo território nacional, que oferece técnico para reparo no local, remoção do automóvel para a concessionária mais próxima, meio de transporte alternativo aos ocupantes do veículo, entre outros. Para os veículos de passeio, o serviço é oferecido, gratuitamente, por 24 meses após a compra e 12 meses para veículos utilitários.

Renault Sandero Vibe

renault-sandero-logan-sce Renault anuncia novos motores 1.0 e 1.6 SCe para sua linha de compactos

Outra novidade da Renault para o mercado brasileiro é o Sandero Vibe. Trata-se de uma série especial do hatch compacto, limitada a 9.500 unidades, que usa o novo motor 1.0 SCe de três cilindros. Ele custa R$ 47,1 mil e se diferencia por detalhes estéticos, acabamento interno diferenciado e novos equipamentos.

Do lado de fora, há rodas de alumínio de 15 polegadas pintadas na cor Dark Metallic, retrovisores elétricos também na cor Dark Metallic, faróis dianteiros com acabamento escurecido, entre outros. Já no interior, o hatch oferece bancos exclusivos, alto-falantes com iluminação em LED, saídas de ar com acabamento na cor azul e serigrafia “Vibe” no volante.

renault-sandero-logan-sce Renault anuncia novos motores 1.0 e 1.6 SCe para sua linha de compactos

Entre os itens de série, há ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, vidros dianteiros, retrovisores e travas elétricos, computador de bordo multifunções, indicador de troca de marchas, sensor de estacionamento e sistema multimídiaMedia NAV Evolution com tela touchscreen de 7” polegadas, navegação GPS, rádio, conexão Bluetooth, USB e as funções EcoCoaching e EcoScoring.

O Sandero Vibe tem como base a versão de acabamento Expression 1.0. Todo os equipamentos adicionais custam R$ 850 nesta versão. Todavia, esses itens têm valor percebido de R$ 1.975, ou seja, a série especial apresenta R$ 1.125 (2,3%) em vantagem cliente, segundo dados da Renault.

Confira abaixo os preços da nova linha dos compactos da Renault:

Renault Sandero Authentique 1.0: R$ 42.400
Renault Sandero Expression 1.0: R$ 44.950
Renault Sandero Vibe 1.0: R$ 47.100
Renault Sandero Expression 1.6: R$ 49.770
Renault Sandero Expression 1.6 Easy’R: R$ 54.420
Renault Sandero Dynamique 1.6: R$ 53.500
Renault Sandero Dynamique 1.6 Easy’R: R$ 58.550
Renault Sandero GT Line 1.6: R$ 54.620

Renault Logan Authentique 1.0: R$ 46.300
Renault Logan Expression 1.0: R$ 48.200
Renault Logan Expression 1.6: R$ 52.750
Renault Logan Expression 1.6 Easy’R: R$ 57.350
Renault Logan Dynamique 1.6: R$ 56.400
Renault Logan Dynamique 1.6 Easy-R: R$ 61.400

Renault Sandero Stepway 1.6: R$ 59.720
Renault Sandero Stepway 1.6 Easy’R: R$ 63.070

Renault Duster Expression 1.6: R$ 69.200
Renault Duster Dynamique 1.6: R$ 75.290

Renault Duster Oroch Expression 1.6: R$ 69.620
Renault Duster Oroch 1.6: R$ 74.120

Galeria de fotos dos novos motores SCe da Renault

COMPARTILHAR:
  • Brasil_MG

    Quanto a Renault vai pedir na Capitú 1.6?

  • BrPb

    Confirmado os 14,2 km/l na cidade do Sandero 1.0 (que já está sendo vendido por 37.990 2017 e com o novo motor). Imagine o que o kwid com uns 150kg a menos poderá fazer. Vai passar dos 15.

    Os 1.0 e 1.3 firefly no substituto de Palio/Punto deverão ficar por volta dos 12,5 na cidade, já que no Uno obteve 13,1 e 12,9 respectivamente.

    Ps.: a Renault focou no consumo e desempenho na cidade. O consumo na estrada ficou a desejar. Ótimo para quem roda mais nas cidades.

  • Ailton Junior

    Os preços tão bem altos. Cadê o custo benefício?

    • BrPb

      Já com esse novo motor, a Renault tá ofertando em comercial na tv o Sandero por 37.990, o mesmo preço de oferta que a Fiat faz com o Uno.

      Quase um Golias contra Davi em termos de dimensões e espaço interno.

      • carroair30

        essa comparaçao foi boa!!! e verdadeira!!!

      • th!nk.t4nk

        E tem maluco que vai optar mesmo assim pelo Uno, só por birra com marca francesa.

        • BrPb

          Aí é caso de procurar um psicólogo. Kkkk

  • Matthew

    Com certeza agora o Sandero volta a entrar na minha lista de compra. Se o antigo 1.0-16v já era dos mais econômicos, imagina esse novo motor. E finalmente um motor 1.6 de verdade. Pontos para a adoção da corrente de sincronismo, aumentará ainda mais a fama de carro robusto desses Renault.

    • th!nk.t4nk

      Atualmente usam corrente só por ser barata. Ficou no passado essa história de “vantagem na durabilidade”, esse era o papo nos anos 2000 e que curiosamente até hoje ficou na cabeça dos brasileiros. Os novos sistemas com correia dentada são igualmente duráveis, mais silenciosos e geram menos atrito.

      • Matthew

        Pra mim a vantagem permanece. Por mais que o intervalo de troca seja estendido nas correias dos motores mais modernos, só a necessidade de substitui-la já me deixa receoso com os mecânicos que nós temos. Sempre tem o risco do cara deixar o motor fora do ponto, de dá chiado após a troca e estourar antes do prazo previsto de substituição, atropelando as válvulas etc. Não quero dizer com isso que o motor dura menos. Tenho carro com mais de 200 mil kms que usa correia. E outra, esses motores com troca estendida sempre têm a substituição mais complicada que a de um motor GM ou VW EA111, sem necessidade de ferramentas especiais.
        Portanto, eu considero o uso da corrente uma preocupação a menos pra se ter na hora da manutenção.

      • Paulo Lustosa

        Na verdade o sistema por corrente é mais confiável, pois a troca de corrente é em uma quilometragem geralmente bem mais alta, quando dá algum problema, e a corrente avisa antes de quebrar, o que não acontece com correia dentada.

  • Ricardo Blume

    Sempre achei o Sandero interessante pelo seu razoável custo-benefício mas agora como estes preços sofrendo alterações quase que mensais, o tal benefício já não existe mais. Um modelo 1.6 de entrada está beirando os 50 k, um horror. Sem chance. Vou conseguir trocar de carro é nunca, a não ser que parta para um semi-novo.

    • Matthew

      Ou semi virgem kkkkkk

    • Ricardo Blume

      Semi-novo foi a forma que as css passaram a chamar os veículos usados com 2 ou até 3 anos de uso mas eu entendo seu ponto de vista e concordo.

  • BrPb

    Interessante ver que o Logan 1.0 tem o mesmo consumo de 13,8 na cidade que o Mobi 1.0 Firefly.

    • dallebu

      Mas na estrada o Mobi se sobressai, assim como o Uno.
      Esse novo motor da Renault tem consumo focano na cidade, e a aerodinâmica dos carros também não ajuda, pois Sandero e Logan são bem largos e altos.

      • BrPb

        Já havia comentado sobre o foco da Renault em pensar os novos 1.0 e 1.6 para a cidade. Isso é ótimo. Brasil em crise, tudo caro, gasolina cara. As pessoas estão dirigindo nas cidades! Faz mais sentindo focar consumo e desempenho para as cidades. Quantas vezes as pessoas viajam de carro por ano? E pela constância que é dirigir um carro na estrada, eles sempre são mais econômicos. Quem usa o carro mais em estrada, tem o Ka que faz 15,7, Onix 15,3. Achei acertada a decisão da Renault. Os motores já tem que equalizar entre gasolina e etanol, cidade e estrada, depois acaba ficando mais ou menos em tudo.

  • Leandro

    48k em um Logan 1.0? Definitivamente não tá dando pra comprar carro nesse país.

    • th!nk.t4nk

      48 mil hoje em dia é pouca grana, essa é a verdade. Os salários é que não acompanharam. O governo anterior desvalorizou muito a moeda, e perdeu-se poder de compra. Não são os carros que subiram, por incrível que pareça (ao descontar a inflação do período, muitos ficaram até mais baratos!).

  • EJ

    Tá,o que ngm respondeu,nem site noticiou: Que motor é esse 1.6? O mesmo 8v modernizado ou uma modificação do Nissan 16v?

    • Elano Carvalho

      Ele é baseado, embora a Renault diga que do moto Nissan praticamente não sobrou nada. Já o motor 1.0 utiliza a mesa base também do motor já utilizado na Nissan, porém, teve um capricho a mais pela engenharia Renault. Provavelmente nos próximos anos eles passam a equipar os japoneses, assim como ocorreu com os antigos 1.0 16V e 1.6 16V.

      • EJ

        Obrigado! Teve muito blah blah blah da Renault e o que mais queria saber ela não quis falar.

        • Elano Carvalho

          Por nada. De qualquer forma, são motores muito novos, e acho que eficientes até demais. Eu como dono de um Versa mexicano, acho incrível o 1.6 da Nissa, e acho que esse Renault deve ser melhor ainda, unindo potência e economia. Demorou para a Renault se mexer, mas o fez bem feito. Falta agora só a GM aposentar seus dinossauros.

  • Kiyoshi Yamashiro

    Duster Oroch 1.6 tá com o mesmo preço do 2.0 no lançamento

  • Lucas086

    Não gostava da linha de motores anterior, o 1.0 era lento, era estranho de andar e o 1.6 berrava, na verdade logan e sandero são carroa estranhos, fiz uma viagem e aluguei um sandero 1.0, de longe o pior carro que dirigir, troquei por um ka e que diferença. Espero que tenha melhorado

    • Thiago Andrade

      Não é estranho é “exótico”. Hahahah. Eu já tô no segundo Sandero mas entendo o que vc disse. E quando vc fala pior que dirigiu experimenta o Cielo esse sim é estranho.

      • Lucas086

        Esqueci dele kkkk mas pior foi exagero, mas são carros estranho, tipo desregulados de fábrica. Com tudo, ótimo espaço e acabamento correto, meu vizinho tem um logan 2011 com 150 mil rodados e íntegro ainda, sem muitos ruídos, a unica reclamação é o ar condicionado, meio fraco.

        • Thiago Andrade

          Bom saber. Então esse ar fraco é de projeto mesmo. A porra leva o triplo do tempo pra gelar se comprado com o March 1. nada da patroa. Esse motor parece que não casa com o carro, com a gasolina, com o motorista sei lá. Vc disse bem, é como se fosse algo desregulado. Mas mesmo assim adoro meu pratinha. hahahahah

          • Lucas086

            O que importa é isso, estar satisfeito com o que tem. espero que esses novos motores melhorem essa impressão, pq a dupla para quem procura espaço e também manutenção baixa, é uma boa pedida.

  • tiago

    1.0 mais econômico na cidade do que na estrada?!

  • Cleidson

    Sandero 1.6 automatizado com ESP de série. Um beijo pro Corolla e pro Tracker!

    • Felipe S. Rangel

      Podia ter um CVT ou com conversor de torque, que eu pensaria com carinho. Automatizado não dá.

  • Gu92

    E o velho tanquinho de partida a frio continua, mesmo com os novos motores, oque custava a Renault ter colocado um sistema de aquecimento de combustível nesses motores em pleno 2016!!!

    • Bruno_O

      motor Renault/Nissan eh feito pra andar com gasolina, eles “aceitam” etanol mas a diferenca no consumo nunca compensou. E pra quem anda com gasolina, dane-se o tanquinho.

      • Esquilo Tranquilo

        Eu por exemplo tenho um flex que desde 2010, quando saiu da loja nunca viu 1 gota de alcool no tanque ou de gasolina no “tanquinho”…

      • Gu92

        A taxa de compressão é de 12:1, a do Up! por exemplo é 11,5:1 ou seja a taxa é bem alta pra gasolina, queimando melhor etanol!!! mas não tanto quanto o firefly com exorbitantes 13,2:1 de taxa

  • Raphael Pereira

    Quero ver na pista o desempenho e consumo destes motores. Enfim motores de verdade.

  • esse 1.0 no kwid deve ser bem legal, estou muito curioso pra ver o consumo real na cidade
    agora não entendi essa ultima frase da reportagem: “O Sandero Vibe tem como base a versão de acabamento Expression 1.0. Todo os equipamentos adicionais custam R$ 850 nesta versão. Todavia, esses itens têm valor percebido de R$ 1.975, ou seja, a série especial apresenta R$ 1.125 (2,3%) em vantagem cliente”
    Vantagem cliente? Ou vantagem Renault? Se paga 2.000 a mais para um pacote de 850 cadê a vantagem?

    • GPE

      Ta bem óbvio. A pessoa paga 850 p um pacote q vale quase 2000. (1.125 de economia p cliente). Leia de novo o q vc escreveu

      • sim deveria ser assim, logico, mas olhando os valores o vibe custa 2.150 a mais que o expression então parece que vc está pagando dois mil reais para um pacote que custa 850
        Renault Sandero Expression 1.0: R$ 44.950
        Renault Sandero Vibe 1.0: R$ 47.100
        provavelmente o valor do expression não esta correto, ou sou eu que, sendo estrangeiro, não entendo o portugues?

        • GPE

          Provavelmente esse expression de 44mil deve ser sem algum opcional que falta p se equiparar ao vibe (além dos opcionais específicos do vibe). Deu p entender?

  • Zema

    o câmbio manual borrachudo continua ?

  • Marcelo Bauab

    Motores modernos com tanquinho de gasolina, o March não tem, já conta com outro sistema.

  • Navaman

    Esse ESM (Energy Smart Management) parece ser algo tão simples e bacana, que deveria já estar em todos veículos. Não sei se é caro.
    Ele sozinho dar 2% é uma bela economia.

  • Leandro Morais

    Tenho um Logan 2015 e consigo fazer 13 km/l com etanol na rodovia…imagine com esse motor novo e pezinho mais leve

  • Marcelo Paiva

    Deveriam ter aproveitado e feito o pqno facelift aplicado no europeu. Preferiram o esquema de conta-gotas de novidades.

  • Fábio A.

    Interessantes esses novos motores.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email