Mercado Minivans Renault

Renault anuncia o fim da produção da minivan Scénic no Brasil

renault-anuncia-o-fim-da-producao-da-minivan-scenic-no-brasil Renault anuncia o fim da produção da minivan Scénic no Brasil

É o fim da produção da Renault Scénic no Brasil. A minivan Scénic se despede do mercado nacional depois de 11 anos de produção e 142 mil unidades vendidas no país, em uma vida que percorreu os anos de 1999 a 2010.



A partir da primeira semana de Agosto deste ano de 2010, a linha de montagem da Renault Scénic para definitivamente. O motivo do fim da Renault Scénic no Brasil não precisa de maiores detalhes, pois o próprio modelo em si já diz tudo.

O que um dia foi uma minivan inovadora e moderna, hoje tem um visual antiquado e sem novos atrativos para o consumidor, exatamente por isso o futuro da Scénic foi enterrado pelo peso dos anos.

A minivan francesa Scénic emplacou apenas 897 unidades de Janeiro a Junho, o que mostrou sua incapacidade de sobreviver no mercado, mostrando que o mercado já não se interessa mais pela Scénic no Brasil.

Algumas tentativas frustradas da Renault em emplacar uma substituta importada para colocar no lugar da Renault Scénic não deram certo e parece que a marca francesa vai mesmo ficar sem minivan daqui pra frente, o que é uma grande pena.

Por outro lado o positivo é que hoje é possível comprar uma Renault Scénic de seu último ano de fabricação brasileira, 2010, por menos de R$ 25.000.

COMPARTILHAR:
  • Coitada, foi tão injustiçada! Que descanse em paz…

    • FernandoVW

      Concordo… Mas a notícia devia ter sido “Renault inicia produção da “NOVA SCÉNIC” em 2007, quando começou a fabricação do Mégane II…
      Importar da França nunca foi solução. Se ao menos tivessem fábrica no México ou acordo semelhante…

    • Zé Paulo

      já vai tarde…menos um embromecion

  • Wellison

    Já vai tarde, apesar de ser um bom carro, mas já deu o que tinha que dar. A Grand Scénic é um bom carro também, quem sabe se fosse fabricada no Brasil e tivesse um preço atraente ao contrário da que era importada, quem sabe poderia brigar bem com a GrandLivina e Zafira, quem sabe até com a Idéia, Livina e Meriva, mesmo esse segmento sendo muito fraco em nosso país.

    • Cadu

      Essa já vai tarde mesmo! Um carro que não evolui tem que sumir mesmo! A Renault tava pensando que era a VW e podia deixar um carro 60 anos no mercado sem evoluir??? KKKKKKK!

      • Gilberto Belin

        Calma aí cara… concordo que a renault não tratou a scenic como deveria, mas se trata de um otimo carro, apesar de perder para seus concorrentes em design. Nunca tive nem penso em ter uma, mas conheço quem tenha e já andei em uma também… nada mau para um modelo que está a uma década no mercado…

  • Rafael Marinheiro

    Conquistou e perdeu espaço nesse Tipo de Veiculo… Vai entende…

  • Fernando

    A Renault errou em não trazer a sua segunda geração com o Megane.
    Alias, com o Megane erraram em ter lançado primeiro a versão 1.6 e depois a 2.0. Detalhe para o fato da ultima versão nunca ter sido flex, mesmo usando o mesmo motor do Sentra.
    Hoje eles focam no Livina e Gran Livina, mas não é a mesma coisa.
    Logo logo a C4 Picasso será produzida aqui ou na Argentina, daí quem sabe eles trazem como nacional ou pela argentina =)

    • Edu

      Eu usei por um tempo a C4 Picasso.

      Realmente o carro é fantastico, fiquei surpreso com a citroen .

      Não da para comparar o carro vindo da frança com o nacional , as diferenças são gritantes.

    • Gustavo_Ctba

      Caro Fernando, o motor do Sentra não é o mesmo do Megane. É bem mais avançado, tem bloco e cabeçote em alumínio e comando de válvulas variável, coisas que o do Megane nem sonha em ter (por isso os valores de torque e potência mais baixos e consumo mais alto que o do Sentra). No entanto, a caixa de câmbio manual de 6 marchas é a mesma nos dois, sim. Se a Renault quisesse, poderia ter equipado o Megane não apenas com o motor, mas também o fantástico câmbio CVT do Sentra, já que ambos os carros derivam da mesma plataforma. Mas acredito que nem a própria Renault esteja apostando na geração atual do Megane, os rumores são de que vão aproveitar a mecânica do Sentra no Fluence. Com relação à Scenic, eu tive uma, de 2004 a 2007. Trata-se de um excelente carro, espaçoso, confortável, seguro, econômico no consumo, manutenção e seguro – só era ultrapassado em termos de design.

  • rafaello

    isso ainda era produzido?

    • ainda continua sendo até o começo de agosto…

      • gabriel

        esses dias eu fui ver o sandero stepway numa loja da renault em curitiba, ai tinha um Scenic dessas embocada lá no fundo da loja… Eu me fiz de desentendido e perguntei pro vendedor: esse carro ainda existe?? Ele respondeu prontamente: "claro, ainda tem muita gente que procura esse carro.. a renault está crescendo muito no brasil, principalmente aqui em curitiba" AHAMM..
        O pior mentiroso é aquele que acredita na própria mentira.. Fiquei com vergonha por ele, vergonha pelos outros é a pior que pode existir.. Mas já foi um ótimo carro sim, há uns 10 anos atrás…

    • Mougle

      Que bom que parou, senão iria fazer mais sofredores como que em menos de 2 anos desembolsou quase 8000 para resolver problemas que nunca acabam. Fdp de carro…

  • Renó

    Deveriam ter feito uma cross-scenic-sport-stepway cheia de plastiquera no pára-lamas e nos pára-choque, colocar o pneu estepe na porta traseira, erguer a suspensão e botar pneus mais largos, aí o consumidor brasileira gostaria…
    Ah, e comerciais do tipo do Eco Sport, um carro que não passa de um fiesta estufado e de salto alto, mas que o povo acha bonito e paga caro, para ter o status de um "jipero de fim de semana"…

    A Scenic tem espaço interno enorme para um carro da sua categoria e preço, três bancos traseiros independentes, porta-trecos em vários lugares, bagageiro alçapão perto dos passegeiros, bandeja com porta copos, porta-malas super espaçoso, motor 1.6 16V, com bom torque e potência suficiente para movimentar bem um carro familiar na cidade e na estrada, (quem quiser tirar racha ou sentir emoção desnecessária existem opções o próprio para isso), econômico (melhor que muito motor flex por aí que gasta mais etanol do que os motores dos anos 80) suspensão bem acertada, boa largura, seguro barato, durável e resistente, manutenção com preço honesto até mesmo nas concessionárias, peças com boa disponibilidade.

    Muita gente não comprava porque achava que era importado e era "mais um carro francẽs frágil para o chão brasileiro"…. A Renault não fazia marketing para mostrar as boas características e dissipar os mal-entendidos e suspeitas infundadas do consumidor. Deveriam fazer comerciais do tipo: 100% fabricada no Brasil, garantia 3 anos, durável, garantia de fornecimento de peças etc.

    É de reconhecer que o som está meio superado. Não tem MP3, sem entrada ou USB auxiliar aparente, sem suporte para iPod – existe entrada auxiliar escondida uma na traseira do aparelho de som original, mas tem que abrir e puxar um fiozinho.
    Pelo menos tem controle de som no volante.

    Poderiam atualizar também ar condicionado para digital ou oferecer como opcional. Poderiam colocar ABS, que não existe nem como opcional, como item de série em todos os modelos, assim como o airbag, que é de série só no modelos mais caros, e fazer marketing como carro de família bem mais seguro que os da mesma faixa de preço. O gozado é que até o Sandero Stepway, que é vendido como o mesmo motor Renault 1.6 16V, oferece freio ABS como opcional, e a Scenic que é um carro mais caro, nem tinha como opção.

    A falta do câmbio automático foi reflexo de usarem só motor 1.6 16v, eliminando as antigas versões 2.0 RXE, com opção de câmbio automático.

    Enfim, tinha tudo para ser um carro melhor aceito em sua categoria do que de fato foi, se fosse melhor trabalhado e corrigido pequenos errinhos como a falta de alguns opcionais (não daria, contudo, para bater as vendas dos populares pelados nem dos carros de frota). Era a mais barata em relação aos carros com espaço interno semelhante.

    Tinha mais bagageiro, espaço para os passageiros e conforto em relação a um Honda Fit por exemplo. Apesar do Fit não ser propriamente da mesma categoria que a Scenic, a minivan da Renault era mais barata e oferecia mais em termos de espaço interno e conforto para passageiros, quesitos primordiais para carros família.

    A minivan HOnda, apesar de menor e mais cara, mesmo considerando suas bem resolvidas soluções internas e mecânica confiável, teve um marketing claramente mais bem trabalhado e conseguiu passar a imagem de algo diferenciado que deve ter um preço mais caro. E pensar que nos EUA o Fit não tem status de carro de luxo, não passa de popular pequeno-médio com inteligente disposição de espaço interno, mas aqui no Brasil o Fit é vendido como se fosse um carro de status e luxo por mais de R$65.000 nas versões completas, enquanto a Scenic com mais conforto e espaço interno custa(va) uns R$57.000 na versão mais completa.

    • Se expressou hein? :D

      • Wellison

        Acho que ele esqueceu que aquii se escrevem os comentários, e não as matérias,rsrsrsr!!!

    • sério, alguém teve saco pra ler um texto desse tamanho? eu passei lonje rsrs

      • Edgar__RJ

        Eu li….. Gostei , o cara saca de carro , e é interessante a explicção dele. Coisa que , se a rede Renault tivesse passado para seus clientes , as vendas seriam bem melhores !!!!!
        Ah …… VC não deve entender de carro …… Vc não sabe nem escrever direito. Lonje ??????? O que é isso TUPI-GUARANI???

        • rafthehay

          Respeito com o tupi-guarani, cara ;]

        • pq vc não se deda??? eram quase duas da manhã e não sou obrigado a ler o q não quero seu babaca

      • Se você tivesse mais paciência para ler, talvez não cometesse erros bisonhos assim. Longe. LONGE! O texto está excelente e concordo integralmente com o autor.

        • ha mew, tanto faz, estou num blog e não escrevendo uma redação, dá um tempo vai

      • Alex-BH

        Eu li e gostei. Melhor ler um texto longo e bem escrito, do que uma simples frase cheia de erros grotescos de português.

        • JULIO_RN

          O público que compra o Fit não é o mesmo público que compra uma Scénic. O Honda Fit é um hatchback, a Scénic é uma minivan e concorre com Meriva, Livina, Xsara Picasso, entre outras.
          Pra mim, já vai tarde. Coitado de quem comprou uma esse ano, o mico é grande.

    • erom

      Parabéns pelo comentário muito bem redigido! Tive 2 Scenics e se o preço for bom compro uma das últimas unidades. Idea, Fit, Livina e Meriva não são concorrentes diretas por serem carros menores. As concorrentes são Xsara Picasso e Zafira. Se colocar as três lado a lado verá que o melhor projeto é da Scenic. Ela consegue ser mais confortável e espaçosa sendo menor externamente, fator muito importante em minivans. O que matou-a foi a política de depenamento executada pela Renault e falta de melhorias. A importação da Scenic 2 foi interropida pois saiu de linha na Europa e a Scenic 3 não vem porque não tem mais nenhuma relação com o Megane produzido aqui, portanto, todas as peças de reposição teriam que ser importadas.

    • kikofar

      Muito boa análise! A própria mãe matou o filho. A Renault não fez absolutamente nada nos últimos 5 anos para melhorar o carro. E pensar que ela era referência há 10 anos atrás! Realmente, um bom carro, com ótima mecânica, durável, mas que passava a imagem de importado, coisa que o brasileiro tem horror!

    • MatheusAndrade_

      Tem uma dessa na Europa é Scenic rx4 pesquisa no google tem tudo , estepe atras é bonita

  • Bakuillian

    Bom carro… injustiçado realmente.

  • Rafael Santana

    A nova Scénic não falhou, ela está apenas fora de faixa de preço, carrisima e eum uma faixa que não se justifica com tantas grandes opções nessa faixa de preço que ela disputa.

    Se fosse feita no Brasil como deveria ser o correto para o novo modelo e estive-se na casa dos R$55mil a R$65mil não teria problema, venderia bastante.

  • Fábio

    Culpa da Daci…digo, Renault com a falta de marketing. Mais um bom carro da Renault sacrificado por falta de atualização e marketing em prol das porcarias da Dacia…

  • nem sabia q fabricavam ela ainda. deu entrada no segmento aki e se vai sem sucessora por aki.

    a renault ainda t~em a cara de pau de dizer q falhou em tentar colocar sua substituta aki…

    mermão vai olhar a diferença nos preços. público totalmente diferente blz? deveria ter é fabricado a nova aki substituindo essa antiga com preços competitivos.

  • João Melo

    a renault tá se lascando por que quer… cadê o sucessor do scénic?! cadê um carro pra se posicionar entre o logan e o megane (não digam que tem o symbol, pois esse é um clio sedã. e, portanto, pior que o logan)? cadê um sedã mais caro que o megane? tão pisando na bola…

  • Vai em paz…ate que conseguiu vender bem né..142 mil unidades…

  • Vai tarde….mas estão faltando mais carro da Renault a serem descontinuados!

  • ary

    ja vai tarde.devia levar junto sua irma que tem 2 frentes e nome de duplo sentido,picasso

    • até onde sei renault e citroen não têm vinculo algum. esta última têm vinculo com a peugeot meu caro e a c4 picasso é muito mais bonita q o scenic

  • Rodrigo Bernardo

    Se as montadoras brasileirasdesse mais valor, investisem mais, quem sabe ela poderia fabricar os modelos europeus, que por sinal é uma falta de vergonha…

    • Rodrigo

      Concordo completamente, se a Renault daqui fosse como a Renault européia, certamente estaria entre minhas opções de compra. Como eu já andei falando por aqui, essas montadoras são BURRAS, pq acham que todo mundo continua comprando as merdas que eles fabricam. Eles esquecem apenas de um pequeno detalhe: Quem entende, não compra!

  • @swissballerine

    Descanse em paz…

  • descanse em paz
    completou com sucesso seu trabalho no Brasil

  • Mario

    142 mil unidades em 11 anos, brincadeira, né?

  • Nelson

    Foram incopetentes em nao reestilizar o carro, mercado até tinha, pois concorrer com a também jurassica Zafira é jogo duro. As pessoas tinham um carro 2010 modelo 2001. Agora vao trazer aquele jipinho Sandero, que talvez seja pior que a Scenic.

    • Nelson, vale lembrar que a Zafira tbm é antiga e sua plataforma é de 2002. Portanto ambas estão na mesma base de comparação.

      A Scenic, hoje valeria a pena se o pessoasl da Renault como já dito mesmo que sem atualização externa, colocassem mais itens de serie no produto. Uma Zafira não tem uma diferença muito grande, mas hoje oferece motor maior, mais itens de serie e ainda de uma montadora cujo tem uma maior numero de concessionarias.

      Alias mesmo sendo um carro ultrapassado, a Zafira ainda continua a ser um dos carros competitivos em seu segmento.

      Abraços
      Edson

  • R.I.P.

  • Klaus Nickel

    vai abrir vaga na linha de produção

    • gabriel

      AÍÍÍ É QUE MORA O PERIGO…. LÁ VEM MAIS UM LADA MAQUEADO DE RENAULT COM AQUELE MESMO CD PALYER DE CLIO 1999 E CONTROLE DE SOM NA BARRA DE DIREÇÃO!! ÓÓÓ GRANDE COISA…
      COMO PODE UMA EMPRESA COM UM PRESIDENTE BRASILEIRO SER DEIXADA MORRER NESSA AGONIA??

  • Marcio

    Gosto da sénic, acho superior á picasso nacional, mas assim como fez com o clio que também já vendeu bem, a renault abandonou o carro, clio e scénic são carros muito bons mas que sem modificações visuais não teriam mesmo como sobreviver.
    A scénic é espaçosa, confortável e tem bom desempenho, a renault precisaria apenas colocar sobre esta scénic a carroceria e interior do modelo atual, para o Brasil seria mais do que suficiente para recolocar o carro no mercado, o mesmo vale para o clio.
    Brasiliero não avalia cãmbio, motor, suspensão ou modernidade da projeto, compra visual, quando a renault compreender isso fará mais sucesso no mercado.

  • davi

    descanse em paz!!!!!!!!

  • marcos p união sc

    coitado de quem for proprietário dessa bomba , aqui a policia militar tinha um monte, esta tudo encostado por falta de assistencia e não tem dinheiro q pague as peças desse carro !!

  • vitor@joga1000

    JA VAI TARDE,ADEUS!!!

  • Marcio

    Aqui no estado a receita estadual tinha 200 scénics, um amigo seguidamente trabalhava nelas e todos gostavam, estavam com mais de 200.000km e não incomodavam, somente manutenção normal. Agora trocaram as scénics por doblôs e estão todos detestando, e não se pode esquecer que os doblôs custam praticamente o mesmo.
    Estas da polícia militar estão encostadas porque a polícia nãod á manutenção, feles vão pegando peças de um carro para colocar no outro até que toda a fronta está sucateada, na polícia isto acontece com qualquer carro, não apenas com scénics.
    Agora, acho engraçados estes comentários do tipo já vai tarde, provavelmente são feitos por pessoas que não conhecem a scénic porque se conhecessem diriam que foi uma pena a renault abandonar o carro.
    Também acho engraçado comentários do tipo "estão faltando mais carros da renault a serem descontinuados", qual? o clio? Ainda é o melhor popular do segmento, então deveriam todos ser descontinuados.
    O mégane vai sair de linha, em 2011 chegao fluence, agora ao contrário da scénic e clio que foram abandonados pela renault o mégane foi sim um injustiçado, o carro é excelente e seu modelo básico é muito mais mais equipado do que civic e corolla básicos que começam em R$63.000.
    A grande injustiça que aconteceu com a renault foi o caso do mégane, no restante ela pediu pelo fracasso dos carros.
    Sobre os dacia, é o que o consumidor quer, tanto que vendem bem, o último carro realmente atual e de primeiro mundo lançado pela renault foi o mégane, não vendeu.

  • Roberto Valle

    Eu tive uma 2001, RXE completa de tudo, até com ABS. Sinceramente foi um dos melhores carros que já possuí. Econômico, com grande desempenho para o motor 2.0 e um acabamento e conforto que não havia nos carros de sua classe. É uma pena que a Renault não evoluiu o carro.

  • André

    Durou mais do que devi, mas vai embora com a missão cumprida. Se o Brasil prestasse, a nova geração já estaria entre nós.

    • GabrielGuimaraes

      O Brasil presta, a RENAULT do Brasil e o governo que não!

  • Marcelo

    Quando a Scenic saiu era um sucesso de venda, foi a primeira minivan do Brasil, conheci proprietarios muitos felizes, e chegou a ganhar uns 2 anos de satisfacação do ano por revistas especializadas. Quando saiu a Megane II, a Renalt achou que ia ficar caro faze a Scenic nova e resolveu fazer a Megane Grand Tour que ia sair mais barato pois usa todas a pecas da Megane Sedan. Ela achava que ia os compradores de Scenic iriam migrar para a perua, e se deu mau, pois muitas outras minivans surgiram. Eu cheguei a ver proprietario de Scenic que trocou por Zafira só porque a Renaul parou de fazer Scnenic automatica. Acho que Renault vai acabar só com os populares da DAcia mesmo. Eles ainda tem uma certa gana de querer pegar os 9000 compradores mensais de Corola/Civic/City com o Fluence mas acho que isso não vai acontecer.

  • Rafa S.

    que triste meu pai tem uam scenic e adora muito confortavel e etc… carro auto bm minha mãe tbm adora
    mas bem q a renaul poderia trazer o modelo novo para o brasil que é maravilhosa bm gosto é gosto
    pq qeum critica ela aque é gente que num tem é grana para comprar uma scenic
    e outro sou mais uma scenic do uma nova Idea que custa orrores =/
    vms renaul traga a nova renault 2011 logo para o BRASIL !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email