*Destaque *Featured Lançamentos Renault SUVs

Renault Captur chega ao mercado nacional com preços a partir de R$ 78.900

renault-captur-lançamento-NA-1 Renault Captur chega ao mercado nacional com preços a partir de R$ 78.900

O Renault Captur chega para ser uma opção mais refinada no lineup de utilitários esportivos da marca francesa, que mais adiante terá o crossover Kwid e o SUV médio Koleos. O modelo tem porte compacto, desenvolvido sobre a plataforma modificada do Duster.



Com 4,33 m de comprimento, 1,81 de largura, 1,62 de altura e 2,67 de entre eixos, o Renault Captur apresenta um estilo mais esportivo, compartilhado com o equivalente francês, feito sobre a base do Clio europeu. Seu porta-malas tem 437 litros.

renault-captur-lançamento-NA-14 Renault Captur chega ao mercado nacional com preços a partir de R$ 78.900

Cores marcantes, teto contraste, faróis com LEDs diurnos, lanternas compactas, rodas esportivas e uma carroceria bastante aerodinâmica, marcam o design do Renault Captur, que chega em duas versões: Zen 1.6 SCe com transmissão manual (R$ 78.900) e Intense 2.0 com câmbio automático (R$ 88.490).

O Renault Captur chama atenção pelos LEDs diurnos em formato de “C” em volta dos faróis de neblina, grade com acabamento em preto brilhante, faróis com projetores tipo canhão e rodas de liga leve aro 17 polegadas com dois estilos. Na traseira, lanternas em LED com tamanho compacto.

renault-captur-lançamento-NA-6 Renault Captur chega ao mercado nacional com preços a partir de R$ 78.900

Por dentro, destaque para o acabamento personalizado dos assentos, que se harmonizam com as tonalidades exteriores, que somam 13 combinações, incluindo 9 combinações em biton. O teto pode ser preto ou marfim. Já a carroceria pode ser preta, branca, marrom, laranja, marfim, vermelha, prata ou cinza.

No painel, destaque para a multimídia Media Nav com navegador, bluetooth, câmera de ré, score para economia e dados de eficiência. Outra novidade é chave-cartão para acesso presencial e partida do motor. O Renault Captur ainda pode ter sensor crepuscular, controle de cruzeiro com limitador, ar-condicionado automático, direção eletro-hidráulica, retrovisores com rebatimento elétrico, sensor de chuva, entre outros.

renault-captur-lançamento-NA-4 Renault Captur chega ao mercado nacional com preços a partir de R$ 78.900

Renault Captur – Conteúdo das versões

•  Captur Zen 1.6 SCe manual: quatro airbags (dianteiros e laterais), controle eletrônico de estabilidade (ESP), controle eletrônico de tração (ASR), assistente de partida em rampas (HSA),  freios com ABS, ISOFIX,  direção eletro-hidráulica, volante com regulagem da altura, ar-condicionado, rodas aro 17 polegadas de liga leve, vidros elétricos, alarme perimétrico, chave-cartão hands free, comando de áudio e celular na coluna de direção (comando satélite), assento do condutor com regulagem de altura, sistema CAR (travamento automático das portas a 6 km/h), Luzes diurnas em LED, retrovisores rebatíveis, piloto automático com indicador e limitador de velocidade. Opcional: Media Nav + Câmera de Ré (R$ 1.990); pintura biton (R$ 1.400).

Captur Intense 2.0 automático: adiciona rodas aro 17 polegadas de liga leve diamantadas, apoio de braço, Media Nav 7” touchscreen, câmera de ré, ar-condicionado automático, sensor de chuva, farol de neblina com função Cornering Light, sensor crepuscular. Opcional: bancos em couro (R$ 1.500) e pintura biton (R$ 1.400).

renault-captur-lançamento-NA-17 Renault Captur chega ao mercado nacional com preços a partir de R$ 78.900

Renault Captur – Motorização

O Renault Captur chega equipado com duas opções de motor, sendo a Zen com motor 1.6 SCe com 118/120 cv a 5.500 rpm, respectivamente com etanol e gasolina, e torque de 16,2 kgfm a 4.000 rpm, nos dois combustíveis. A outra opção é o 2.0 16V com 143/148 cv a 5.750 rpm e 20,2/20,9 kgfm a 4.000 rpm, na mesma ordem.

A transmissão é manual de cinco marchas no 1.6 e automática com quatro velocidades no 2.0. O Renault Captur vem ainda com o sistema Eco Mode, que reduz o consumo de combustível em até 10%. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 11,9/13,3 segundos no 1.6 e 11,1/12,0 segundos no 2.0, respectivamente com etanol e gasolina. As máximas são de 168/169 km/h no 1.6 e 174/179 km/h no 2.0, respectivamente com gasolina e etanol.

renault-captur-lançamento-NA-11 Renault Captur chega ao mercado nacional com preços a partir de R$ 78.900

O crossover também dispõe do GSI, indicador de troca de marchas, que auxilia o condutor na redução do consumo de combustível. O sistema ESM, consiste na recuperação energética nas desacelerações para obter até 2% de economia de combustível. Falando nisso, o Renault Captur 1.6 tem consumo de 7,6/10,9 km/litro na cidade e 8,0/11,3 km/litro na estrada, respectivamente com etanol e gasolina. Já o 2.0 faz 6,2/8,8 km/litro na cidade e 7,3/10,8 km/litro na estrada, na mesma ordem de combustível.

O Renault Captur chega com garantia de 3 anos sem limite de quilometragem, mas os clientes que fizerem o financiamento pela Banco Renault, terão garantia adicional de 2 anos. Em breve, teremos mais detalhes e impressões ao dirigir.

Renault Captur – Galeria de fotos

  • Gabriel de Leon

    Quatro marchas… Nope!

    • Luís Paulo

      totalmente na contramão do restante do mercado
      é um bom produto mas tem grandes motivos para ser mero coadjuvante!

      • Gabriel de Leon

        concordo, um AT6 nele e venderia como água ou, mais fácil pra eles, joga o CVT do Fluence

        • João Felipe Machado Silvestre

          4 marchas e 4 airbags? não, obrigado!!!

          • Ricardo

            Hrv também tem 4 airbags e não parece ser um problema. E acredite: há quem prefira um automatico convencional a um cvt

            • Gran RS 78

              O HRV tem 4 air bags somente na versão top de 102 mil reais, no resto da gama somente dois air bags.

            • Wilibaldo

              Eu prefiro um automático convencional que um cvt. Porém, prefiro um veículo automático de 9 marchas. 4 marchas passo e passo.

            • Deadlock

              O CVT da HR-V é muito superior a esse AT4, que deveria ser relegado à história.

            • RVM

              Eu prefiro. Tenho um fluence cvt.. Oh negócio insosso. Prefiro rodar com o NF da patroa manual

        • lucas

          Não meu amigo. Não iria vender igual água. Pra começo de conversa, esse painel horroroso, motor terrível, câmbio 4 marchas e por ser Renault. Pra competir com Renegade, HRV, Tracker(1.4) tenho absoluta certeza de que não chega no 4 lugar.

          • oscar.fr

            Com motor 2.0 e câmbio seis marchas não sei qual vantagem o Renegade teria sobre o Captur.

            • Vini

              um eh jeep e o outro é renault. A vantagem começa aí. a marca jeep hj apresenta-se com melhor cara para classe média/alta que adquire esse carros. a questão é prestigio da marca no cenário social.

              • oscar.fr

                O único prestígio que faz sentido é aquele chocolate. Do resto, prestígio junto à classe média é aquilo que te faz levar para casa um Corolla pelado e caro no lugar de um C4, Cruze, Jetta ou 408 já que nenhum deles dá o mesmo prestígio. Eu passo. Não tenho tempo para ficar perdendo com vizinho se importante com meu carro.

                • Vini

                  em qualquer segmento do mercado, as marcas conseguem vender mais ou menos a depender do prestígio do seu nome. é inegável que jeep tem mais prestígio, nome associado à riqueza que a renault, já que a renault se pretende a vender carros mais baratos e durante os últimos anos com design indiscutivelmente feio como o logan antigo. a maioria das pessoas, no momento da compra, leva o “nome da marca” em consideração na hora da compra, desde uma camisa de 100 reais até um carro de 100 mil, e não há nada demais nisso. às vezes, as pessoas acabam dando maior prestígio pra algumas marcas que parecem não merecer tudo aquilo, mas é normal tbm. até na europa a renault é carro pessoas mais pobres se comparados com peugeot, citroen e sempre foi assim, é marca associada a quem não tem muito dinheiro, é esse o posicionamento em termos de nome de mercado da renault hj.

                  • oscar.fr

                    Não existe essa de Renault ser mais pobre que PSA e outras generalistas na Europa, engano seu. Do resto eu concordo. Meu time, o FIgueirense, jogava até ano passado com Lupo e esse ano trocou para Adidas (grande merda, não?), pois as pessoas ficaram eufóricas com isso e o marketing do Figueira só fala disso (até porque o futebol está horrível, eliminado ontem na Copa do Brasil, inclusive). O detalhe é que de 200 reais a camisa passará para 249, mas em termos de qualidade ou desenho não terá nenhuma mudança tão significativa que justifique esse salto de %% no valor. Vejo isso nos carros, especialmente sedãs médios, segmento no qual Toyota e Honda estão longe de ter os melhores carros, mas tem muito mais prestígio que Cruze ou C4 (que eu colocaria como os melhores, nesta ordem). Em nome do prestígio o consumidor paga mais e leva menos.

              • Bruno_O

                somente na bananalandia pra um jeep ter mais prestígio q um Renault… nesse país é tudo invertido

                • Leandro

                  Sim, mas você precisa reparar que os Renault são na verdade Dacia no Brasil.. Acabamento de Duster, Sandero e cia dão nojo, de tão ruins.

              • Walter Augusto

                Jeep com motor fiat……Lixo !!!!

                • Felipe

                  Motor, carroceria, suspensão, plataforma…

                • Rbs

                  Não seria um fiat com motor fiat?

              • Wolfpack

                Jeep é FIAT.

            • Gio

              Entrei rapidamente no Captur e, pelo menos um item eu posso responder: acabamento. Neste item o Renegade deixa o Captur bem pra trás.

              Até gostei do design do interior, mas achei os materiais e encaixes abaixo de boa parte dos concorrentes, especialmente Renegade e HR-V.. Está mais pro nível Ecosport.

              • Rodrigo Martins

                Tive a mesma impressão quando entrei no Captur que estava em exposição na Css de Valinhos.
                Por fora passa ideia de algum refinamento. Por dentro, decepcionou. Gostei do volume do porta malas.

            • Cristiano_RJ

              Sem parar muito para pensar: ACABAMENTO. O Renegade está bem acima do restante do segmento neste sentido. O Captur, este parece um Duster um pouco melhorado. Outro ponto que pode ser citado é a segurança. O Renegade já provou ser uma referência dentre os veículos comercializados no país pelo resultado do seu crash test. O Captur ainda não foi submetido, mas eu não acredito que chegue próximo nesse quesito.

              • Edson Fernandes

                E tem o agravante: O Captur nessa atual plataforma só pode receber até 4 air bags. O air bag de cortina não foi previsto para essa plataforma que ele utiliza.

                • Alessandro

                  Aqui nesse blog não é raro meter o pau na Ford. Mas em 2013 o Fiesta já tinha tudo: 7 Air Bags, ESP, TSC, Hill Holder, Cambio DCT AT6…. Em 2017 as outras marcas ainda estão correndo atrás… Por mais que o cambio DCT tenha dado pau, foi uma tentativa de colocar o cambio AT mais moderno do mercado… Bato palmas para a Ford…

                  • Edson Fernandes

                    Eu reconheço essa vontade da Ford modernizar um produto.

                    Realmente ele ajudou muito no mercado e ao mesmo tempo separou o bom carro de carros ruins.

                    O que eu fico triste no Fiesta é na falta de poucos itens que o tornaria imbativel. O DCT6 foi uma pisada de bola, mas há outros detalhes na perda de qualidade de materiais perante outros mercados que pega… entre outros poucos.

                    Eu acho mto bacana o produto, só acho a precificação exagerada (assim como dos demais carros).

                • Cristiano_RJ

                  Sério isso? Não sabia. Bola fora da Renault.

                  • Edson Fernandes

                    Sério sim. O Sandero, Logan e duster sempre tiveram de série lá fora os 4 air bags + ESP.

                    A diferença é que aqui esses altinhos ainda admitem ter um pacote de segurança mais simples, por isso ele veio a entrar no nosso mercado. (que não é nada exigente nesses altinhos qdo falamos de recursos tecnologicos e de conforto)

              • Gustavo73

                No teste antigo teria 4 estrelas como o Duster.

            • André

              Na verdade o Captur 1.6 com novo motor já é melhor que Renegade 1.8, basta ver os comparativos com o Kicks, o 1.6 tem mais desempenho e economia.

            • Alex Oliveira

              Parece que realmente não teria. Mas para atrair o consumidor comum para a Renault, precisaria de muito mais mimos.

          • Igor Lima

            Interior simples, motorizações novas, porem mancas e beberronas… Inovar pra dizer que é novo… Transmissão automática de 4 velocidades… Plataforma do Duster modificada… É Sério mesmo?

          • DougSampaNA

            ops, o kicks já está em 3o lugar em vendas na categoria..então o captur não chegaria em 5o..kkkkkkk

            • Rafael Del

              o kicks ja voltou para a 4 posição no mes, pois o creta já passou

          • Zeca Piroto 🤘🔥

            Exatamente, esse carro me pareceu mais um micão da Renault. E se a chaparia for a mesma de Duster/Sandero/Logan pfffff, em zona litorânea, pode preparar a paciência para as intermináveis entradas em garantia de chaparia a partir de um ano…kkk Pós venda péessimo. O único que se salvaria, a renault fez questão de matar de vez, que foi o fluence com aqueles preços absurdos, agora…

          • Paulo Lustosa

            Esse motor 2.0 da Renault o que não falta é torque, ao contrário do Renegade flex. Quem já dirigiu Duster 2.0 manual, Oroch, antigo Megane e o Sandero R.S. sabe do que tô falando em relação à esse motor.

          • Carlos Eduardo

            Vai perder para o próprio Duster em vendas…

        • Deadlock

          CVT que esquenta? Ninguém iria querer…

    • rodrigosr

      fora a plataforma e o acabamento tosco de Duster.

    • saulo

      Renô sendo Renô…..automático de 4 marchas e motor 2.0 de 143/148cv……e o consumo deplorável……estao estragando o carro mais bonito que ele tem

      • th!nk.t4nk

        Motor exclusivo pro Brasil. Na Europa usam os TCe turbinados, e a versão top custa o mesmo que o Renegade 1.6 E.torQ com os mesmos equipamentos (ou seja, a situação se inverte). Ah e a versão brasileira é feita na base do Duster, enquanto a européia é feita na base do Clio. Sacanagem da Renault com o Brasil, mais uma vez.

    • ObservadorCWB

      ESte carro, também devido ao câmbio 4 marchas, já estreia condenado pelo próprio fabricante. Vai ser mero figurante, desde o lançamento.

  • EuMeSmObYmYsElF

    tava achando interessantre até ler “4 marchas”… bom, não ia comprar mesmo. nem no brasil eu moro…

    • Deadlock

      E pintura biton? Porque não bi-tom ou em dois tons? Porque não usar o CVT? Acho porque ele esquentava com o Sentra, que é mais leve.

      • G.Alonso

        Biton kkkkkkkkk

      • Edson Fernandes

        Ele esquentava pela composição do oleo. Atualmente mesmo o Sentra anterior, já não aquece.

        E eu sou dono de Fluence… só esquentaria se vc quiser andar acima de 190km/h que é onde atualmente existem reclamações do tipo.

        • Deadlock

          Então porque não equipar com CVT?

          • Edson Fernandes

            Até onde eu tenho informação da propria Renault, o assunto em pauta que tiveram ao inserir o CVT, não seria possível simplesmente colocar todo o powertrain nissan por falta de espaço no cofre do Captur (devido aos limites da plataforma).

            Entretanto, eu ouvi e já li a respeito da adaptação de uma transmissão do tipo CVT da Jatco que pudesse ser compativel com espaço e motor F4R Renault.

            Mas isso faz tempo e não tenho ouvido falar em evolução nesse aspecto.

            • Deadlock

              E porquê não usar o motor Nissan?

              • Edson Fernandes

                Porque todo o local de colocação do motor além de mudanças, tomaria bastante tempo para homologar. E segundo radio peão, o cofre não caberia adequadatamente.

                Infelizmente entramos no campo do quem sabe. Mas de opinião pessoal? Corte de custos em não querer desenvolver algo que para eles o custo não iria ser tão mais interessante que manter o que eles colocam atualmente.

                • Dead Lock

                  A Citroen tem o mesmo problema de falta de espaço no 2008 THP, em que não cabe câmbio automático. Parece que as vendas fracas estão afetando os investimentos das francesas. A VW tem o mesmo problema no Brasil, com o 1.0 TSI, ainda não adaptado para o Tiptronic (na Europa existe o 1.0 TSI com DSG).

                  • Edson Fernandes

                    O que é uma pena. Justamente em deixar de acompanhar uma solicitação do mercado que um bom produto fica perdido.

                    Eu até agora não entendo porque a PSA não introduziu a versão 1.2 THP aliado ao cambio AT6 que supriria tranquilamente o espaço de um carro AT com otima performance.

  • celso

    De lado ficou muito “espichado”.

    • Paulo Estevinho

      Também fiquei com essa impressão, de que a distância entre eixos é bem grande. Deve resultar em bom espaço interno.

      • celso

        Certamente.
        Mas esse carro na rua deve ficar bem estranho.

      • Gustavo73

        Na categoria sim, mas principalmente porque o Captur original (derivado do Clio IV e não do Duster) é bem compacto.

    • Alessandro

      Foi em função da gambiarra em não utilizar a plataforma do Clio Europeu mas a plataforma do Duster aqui…

  • Gran RS 78

    Estava indo tudo bem até que li cambio automático com 4 marchas. Que mancada Renault, isso vai acabar com esse belo suv.

    • Janduir

      E provável que seja o famoso AL4…

      • Gustavo73

        O famoso AL4 era da PSA.

        • Andrew B.

          Renault também tem a famosa AL4.
          Ou estou errado?

          • Boleta7

            Sim, é a mesma mas com outra calibração

          • Gustavo73

            O famoso câmbio automático de 4 marchas AL4 era o da PSA. Famoso por.ser problemático. A Renault tem um câmbio automático de 4 marchas, mas não é o mesmo.

            • Andrew B.

              Bom,até onde sei,e já confirmaram, de fato é a mesma,mas com calibrações e “nome” diferente.

              • Gustavo73

                O AL4 (que tinha problemas nos selenoides entre outros) era de fabricação própria PSA, depois foi trocado pelo AL8 (também de 4 marchas). Os modelos que usam um AT6 são da marca Aisin. O da Renault também tem 4 marchas, apesar de também ser uma marca francesa pelo que sei não compartilham elementos mecânicos. E não tem os problemas encontrados no da PSA.

              • Gustavo73

                Última forma Adrew B. Segundo o Edson é realmente o mesmo câmbio, mas incrivelmente a Renault fez os ajustes no produto da PSA antes evitando os problemas famosos no da PSA. Algo que a própria PSA demorou anos para fazer. Incrível a lerdeza da PSA.

                • Andrew B.

                  É Gustavo,a Renault não quis ter fama de “câmbio ruim”.

                  • Gustavo73

                    E não teve. Como falei com o Edson por isso imaginava câmbios diferentes. Afinal ter 4 marchas na época era normal, Golf, Focus, Corolla. Nunca imaginei que a PSA sabendo de qual seria o caminho para acertar o seu AL4 demoraria tanto. Hoje o AL8 não apresenta os mesmos problemas, mas aí já é tarde. Tarde pois o padrão são 6 marchas e porque a fama já pegou.

        • Edson Fernandes

          É o “DP0”, Gustavo. Que é justamente o AL4 só que com o toque da Renault. E curiosamente esse “toque” evita problemas existentes no AL4. (ele tem algumas soluções que a PSA deveria ter feito antes… só que ela fez com o AT8 algo parecido, como aumento do conversor, aletas para respiração, solenoides que não trabalham sob intensa temperatura…)

          • Gustavo73

            Obrigado Edson. Que loucura a Renault ter ajustado algo feito pela PSA antes dela. E mais que a PSA tenha demorado tanto para fazer o mesmo.

            • Edson Fernandes

              O mais interessante é que o DP0 não costuma trazer problemas como na PSA.

              A Renault nesse aspecto sempre foi conservadora e sempre testou os produtos muito bem antes de por no mercado. Caso do proprio cambio que assim como a maioria de outros produtos, tem reclamação de alto consumo, mas não de problemas de funcionamento. Já o historico com C3 e 207 (ambos de mesmo periodo), já verá que existem inumeros problemas de funcionamento (que só vieram a resolver no AT8, obviamente no “novo” C3 e 208).

              • Gustavo73

                Exatamente pela ausência de problemas como os do AL4 é que eu imaginava ser. Câmbio diferente. E a PSA foi extremamente lenta em fazer as alterações, quando fizeram ter 4 marchas já era considerada defasado.

          • Leonardo Teixeira

            Edson esse toque que a renault deu foi depois de ter introduzido no megane, os primeiros meganes ainda vinha com problemas na solenoides, a renault prontamente trocou o radiador do cambio e o conversor de torque, assim sanando o problema. A PSA só resolveu o problema em 2012 quando indroduziu o AT8(AL4 melhorado) no C4 e 308

            • Edson Fernandes

              Leonardo,
              Até onde eu sei, a solução foi qdo ele veio a equipar o Megane 2.0. Pois o AL4 já equipava a Scenic. Mas enfim, o tempo de resposta para um problema foi bem mais rapido na Renault do que na dona do produto, o que chama atenção.

              • Leonardo Teixeira

                Sim, por essas e outras que renault sempre ficou acima das outras empresas francesas. Não adianta ter produto bom sem o devido pós venda

                • Edson Fernandes

                  Concordo. Mas te digo que ao menos em SP, ela tem pisado muito na bola viu. Eu sou dono de um Fluence e temos um clube deste, mas infelizmente nenhuma concessionaria dá a devida bola para ter a visibilidade que poderia ter a respeito de conseguir mais clientes (tanto no futuro como no presente).

      • oscar.fr

        Não, esse era o câmbio de Peugeot e Citroën. Nenhum carro mais é vendido com esse câmbio no Brasil.

        • Leonardo Teixeira

          Antigamente a renault vinha com o al4 mas com outro codinome, era usado no megane

        • DougSampaNA

          2008 usa AL8, antigo AL4 remexido…msm bosta.

          • Leonardo Teixeira

            Na verdade é o codinome AT8 mesmo do 308/c4 de 2012

            • DougSampaNA

              Perfeito, esqueci da nomenclatura correta, vlu.

    • Brasil_MG

      O carro ficou lindo, mas com esse 2.0 beberrão da época dos dinossauros, não rola

      • what_the_hell??

        Mas preste atenção q colocaram o at4 justamente para melhorar o desempenho fraco e o péssimo consumo do motor!!!! SQN

        • th!nk.t4nk

          Cara imagina o consumo disso. Loucura total essa combinação nos dias de hoje. Voltamos aos anos 90?

      • Gran RS 78

        Verdade. Se pelo menos a Renault colocasse o motor 2.0 do Fluence/Sentra, seria uma opção melhor.

    • Ricardo

      Eu até ia te responder com um “suv???”. Mas depois que a Honda chamou aquela carniça nova dela de suv, fazer o que, né?

      • Gustavo73

        Nenhum dessa categoria é suv.

        • Ricardo

          Pois é. Pra mim qualquer veículo derivado de carro compacto ou médio, com chassis monobloco e sem tração 4×4 é tudo, menos um utilitário esportivo.

          • Gustavo73

            Utilitários esportivos são em sua origem carros para o lazer (o espitivo vem daí) derivados de carros de trabalho (veículos utilitários) no caso as picapes. Então usavam chassis e carrocerias co.o as picapes e não raro tinham tração nas 4. Com o tempo e o desenvolvimento dos monoblocos, foi possível usar esse tipo de construção em carros que faziam o mesmo que os SUV originais. Um bom exemplo Discovery e Ranger Rover. Aí o termo ficou atrelaa capacidade offroad dos veículos. Mas eu não consigo chamar um Jimmy de suz pra mim é um jipe(parecido mas não a mesma coisa). Enfim, alguns fabricantes não usam o termo SUV, a BMW usa SAV(veículos de atividades esportivas). Mas são todos crossover (mistura de estilos de carrocerias diferentes). Agora aliado a uma altura maior do solo. Mas crossover ficou datado então o pessoal do Marketing veio com essa de suv e o mercado adotou. Em breve veremos o subcompacto da Renault ser lançado aqui como suv. Fazer o que, eu já desisti…

  • Vattt

    O CVT do Fluence seria a escolha certa. Esse AT4 condenou o carro a mico. Renault BR, vai ser amarrada e burra assim la na casa de k@ ray :(. Fizeram o mesmo estrago com o Sandero e Logan ao colocar aquele cambio Soluço.

    • TijucaBH

      Pior que nao aprenderam com Duster e Oroch. Com um AT6 ou CVT, poderiam ter o 1.6 MT, 1.6 AT e 2.0 AT, igual ao Ecosport e Creta.

  • oloko

    Cambio 4 marchas, e na top poderia ter pelo menos 6 airbags, po renault, assim não rola mesmo

    • Freaky Boss

      pelo jeito não lançaram um novo carro, lançaram um sandero com uma nova roupa.
      É a onda comum dos SUVs (com raras exceções)

      • Done Bardam

        Corrigindo: lançaram um Duster com uma nova roupa.

        • th!nk.t4nk

          Exclusivo pra Russia e Brasil. “Um produto adaptado para os gostos locais”.

    • Edson Fernandes

      Não tem como. Essa plataforma do Duster, só prevê até 4 air bags.

      • oloko

        Porr* hj em dia os caras lançarem um carro com uma plataforma que só comporta 4 air bags é para acabar mesmo

        • Edson Fernandes

          É justamente onde existe a contenção de custos na plataforma. E perceba que os nossosLogan, Sandero e Duster poderiam receber tais recursos mas não tiveram.

      • Gustavo73

        Foi o que eu imaginei.

  • José Luís

    Estamos em 2017 e cintro traseiro central não é 3 pontos… dá pra entender?

    • oscar.fr

      Ele é sim, ele vem do teto, como na Renault Scénic.

      • José Luís

        Nao tinha percebido. valeu!

  • carroair30

    Eu quero ver “MERCADO” pra tanto SUV que esta a venda!!!!

    • Lucas Alves

      Então quer dizer que você não é a favor dá concorrência? Parabéns!

      • Gustavo73

        Nem de longe foi isso que ele disse.

        • Lucas Alves

          Questão de interpretação, só isso. 😉

        • SDS SP

          Segmento está inchado e não há mais demanda para tantas opções. Esse novo modelo deve enterrar as versões mais tops do Duster, sendo que este último depende muito das vendas diretas em suas versões mais simples.

          • BrPb

            A Jeep tá indo forte nas vendas diretas. Vejo Renegade Sport da Movida e Localiza com frequência e a Polícia Civil do meu Estado tem usado o Renegade de entrada. E olha que ficou legal a cor prata, rodas pretas e os novos adesivos da Polícia. O duro é que os Gol 2017 1.0 3c também usados pela Civil devem ficar pouca coisa atrás em desempenho.

  • Rafael Henrique Arruda

    Acho a tracker muito mais negócio, 1.4T + AT6 contra o 2.0 beberrão + AT4 desse duster travestido. Mesmo assim esse captur irá vender bem, porque no quesito design ele é muito bonito.

    • Marciofilho Santos

      O problema da Tracker perto dela é o tamanho, a tracker internamente tem quase o espaço de um onix! e pra quem tem familia grande nao rola

      • Gustavo73

        Oque seria uma família grande?

        • Marciofilho Santos

          Se voce tiver uma família com 5 pessoas, e precisar viajar, por exemplo. ou se vc tiver 4 pessoas mas todos adultos, o carro ficará apertado. esteve no salão? viu a diferença de tamanho dos dois carros?

          • Gustavo73

            Já viu o vice líder na categoria em relação ao espaço interno?

        • Christian Balzano

          carrinhos de nenê, cadeirinha, só isso mata qualquer espaço interno do carro.

          • Gustavo73

            De qualquer carro que não seja um médio.

            • Christian Balzano

              SIm, por isso Duster/Captur tem ligeira vantagem pelo espaço interno. O paizão não tá nem mais ligando se é turbo ou CVT. Ele quer botar a cadeirinha, levar a molecada pra escola e ter um porta-malas grande pra botar as tranqueiras. Esse é o público alvo desse carro.

              • Gustavo73

                Então ele queria um perua ou uma minivan. O público alvo quer um carro altinho. Algo que lembre robustez.

                • Christian Balzano

                  SUV ganha pela altura com relação ao solo, buracos, valetas, lombadas. Manutenção mais barata em comparação com Golf Variant, A4 Avant, Passat Variant (os únicos comercializados aqui) sem contar o preço.

                  • Gustavo73

                    Um suv compacto ter manutenção menor que um carro médio ou médio grande é no mínimo normal. Também será inferior a esses em todos os aspectos. Falando da altura fico imaginando aonde o pessoal anda. Moro no Rio e rodo com frequência zona sul, norte e oeste. Tem pisos bem ruins, mas nada que realmente demande um carro mais alto. Afinal os pneus sofrem da mesma forma se você passar batido por essas irregularidades. E esses suv tem em sua maioria rodas ari 17 e pneus perfil baixo como o HRV. Falando em espaço o Renegade não se destaca e tem uma mala do tamanho da do Ka.

                    • Gustavo Zoch
                    • Gustavo73

                      Mas isso não é a realidade da maioria. Como você mesmo disse uma perua ou minivan te atenderia melhor. Se não fossem pelas situações das estradas, qpor sinal não deveriam ser assim. Como disse mesmo nos suvinhos você terá que achar aquele com porta-malas e espaço interno condizente com as suas necessidades. HRV, Kicks e agora o (K)Captur. Mas por exemplo o Renegade segundo mais vendido não teria esse espaço interno nem mala, a EcoSport a mesma coisa ou a Tracker. Logo não são todos os suvinhos que tem espaço interno e mala grande.

                    • Vini

                      sensação de dirigir em posição mais alta… isso não é relevante? ou mesmo o visual.. são carros, de um modo geral, bonitos.

                    • Gustavo73

                      Relevante em que sentido? Lembrando que a diferença gira nos 4/7 cm de altura com os compactos. HRV, Renegade flex 177mm, Kicks 2008 , Duster e Captur 2100mm. Para comparar, Gol Track, Uno Way tem 171mm e 18mm.
                      Agora é no desenho que eles ganham o consumidor. Mas na hora da explicação o pessoal vem com altura e tal.
                      Não tenho nada contra os suvinhos/crossovers fora o fato de serem caros, normalmente mal equipados e com powertrain inferior pelo valor pedido.

                • oscar.fr

                  Peruas e minivans praticamente não existem mais, assim o público alvo destes segmentos também é forçado a se voltar às SUV compactas, pois é o segmento que mais se assemelha aos segmentos de perua e minivan.

                  • Gustavo73

                    As peruas e minivans morreram antes da chegada dos suvinhos justamente por falta de compradores.

                • Gustavo Zoch

                  Não mesmo. Moro em Cuiabá, Tenho família, tenho criança pequena, tenho carrinho de bebê pra carregar, malas e mais uma cacetada de coisa, e viajo com frequência pelo interior de MT onde moram meus familiares (busque por MT358 e Barra do Bugres/MT e vai saber por onde eu ando). Perua ou minivan não resolve, já testei (se não fosse pela péssima condição das estradas resolveria. SUV de vdd eu não consigo comprar, e estou me rendendo a uma dessas de “ir ao shopping”. O que me atrai nesse carro é o espaço interno e porta-malas. O que me distancia dele hoje é só o preço!

                  • GPE

                    Espaço interno e porta malas qualquer sedan médio tem a mais. E serao raros os lugares q um SUV falso passa q um sedan nao passa. Diferença /altura livre do solo de 3 ou 4cm no max

                • SDS SP

                  E o desenho que da à sensação de tamanho avantajado. Já vi gente qurendo trocar um 308 pelo Renegade por achar o último maior para carregar à família. Vai quebrar a cara.

              • DougSampaNA

                desculpe, a sede do carro faz o cara lembrar desse desconforto financeiro rapidinho; gasolina no preço que está e carro pesado com cambio AT4 = carroça beberrona.

      • tjbuenf

        Para mim o principal problema do Tracker é não ter controle de estabilidade. Este é um item obrigatório nos SUVs hoje em dia.

    • Done Bardam

      O grande problema da Tracker neste segmento é não ter controle de tração.

      Mancada da Chevrolet.

      • Ricardo

        Controle de tração? Aposto que vc nem sabe como funciona e para que serve. Se soubesse não falaria isso. Controle de estabilidade até concordo ser um problema.

        • Leandro

          Acho que ele quis dizer controle de estabilidade.

        • Done Bardam

          Opa…errei mesmo ….é controle de estabilidade.

          Não precisa querer ofender eu sei o que significa.

          Obrigado pelo alerta.

          • Ricardo

            Perdão se pareceu ofensivo. Não foi essa a intenção. Veja que não usei nenhum adjetivo para desqualificar seu comentário. Valeu!

    • DougSampaNA

      eu vejo negócio de baixa segurança; tracker com motor pra andar e sem segurança pra parar aquela carroceria enorme, passo!

    • André

      Tracker não tem ESP, isso é grave nesta categoria. Prefiro um AT4 que um AT6 sem ESP em pleno 2017.

  • Leandro

    Câmbio de 4 marchas e essa multimídia sem Android Auto e Apple Car Play em um lançamento em pleno 2017? Só vai vender pelo design mesmo, porque é um Duster maquiado.

  • fschulz84

    A Renault tinha a faca e o queijo nas mãos… Ai vai e me coloca um câmbio AT 4 marchas ao invés do CVT já presente até mesmo nos populares da co-irmã Nissan… Não consigo entender essa estratégia, sério mesmo…

  • Leonel

    Ué, não teria uma versão 1.6 AT? Sobre a 2.0 AT, o preço é bom, atraente, mas o motor e câmbio defasado desanimam.

    • Brasileiro

      Tem sim, 1.6 CVT.

      • Gustavo73

        Mas essa versão com CVT não apareceu em nenhuma matéria até agora.

        • oscar.fr

          Sairá em junho pelo que foi dito na mídia hoje.

  • Roger Abdulack

    quinta passada estava fazendo a revisão no meu carro na concessionária Renault da minha cidade (Ponta Grossa/PR) e tinha acabado de chegar uma unidade branca. O que mais gostei foram das luzes diurnas LED, o desenho é bem moderno, só não gostei muito do acabamento. Mas por esses valores apresentados parece ser bem interessante, muito mais negócio que a Duster.

    • Lucas Alves

      A única coisa que me conquistou neste carro foi o design mesmo, maravilhoso, não têm nenhum outro destaque.

    • Ricardo

      Infelizmente brasileiro decide a compra de um carro por um farol de led, uma roda diamantada…

      • Gran RS 78

        O farol de led é uma boa coisa, especialmente com a lei do farol ligado nas estradas o que exclui carros com leds diurnos e seria uma coisa a menos para o motorista ter que se preocupar para não levar multas.

  • matheusguila

    Impressão minha ou aquela saída de ar lateral é a mesma que a VW usou no Gol?!

    • Rafael Lima

      A mesma do sandero

      • matheusguila

        Uma das duas copiaram a saída de ar…
        A saída de ar do gol g6 é idêntica a essa usada no Renault Captur.

        • Rafael Lima

          Ah é mesmo foi a VW que inventou as saídas de ar circulares… (contém ironia)

          • matheusguila

            Cara, não falo pelo fato das saídas serem circulares, mas sim pelo modelo adotado. Pega foto das duas e compara… Alguém inventou esse modelo e alguém copiou…
            Ah, e não disse que foi a VW que copiou.

            • Rafael Lima

              Eu já tive um Gol, tenho um Sandero, e a única semelhança é que são circulares.

  • Gustavo73

    Alguém com real conhecimento pode me dizer se não é possível colocar o powertrain do Fluence nesse carro? Os 4 airbags seriam por limitações da plataforma?

    • Cyro

      Na Europa o carro tem 6 airbags.
      Limitação nenhuma…

      • Gustavo73

        O Kaptur tem 6 airbags na Europa? Lembrando que o Captur europeu não é o mesmo do nosso. Plataformas diferentes, por isso a pergunta.

      • Fernando

        Não, mesmo na Europa ele tem 4 airbags. A diferença é que o lateral dele protege tanto tórax quanto cabeça, mas só banco dianteiro. Idem para Clio, Sandero, Duster, cia.

        • Gustavo73

          Igual ao Up e Fusca.

    • th!nk.t4nk

      Gustavo creio que a questão seja que o Captur brasileiro é basicamente um Duster com outro visual. Ou seja, a mecânica está toda pronta. Mas concordo totalmente que poderiam ter investido um pouco mais para trocar motor e câmbio. Foi um erro estratégico feio aí, quiseram maximizar lucros com o mínimo de investimento, e creio que o consumidor não vai cair nessa.

    • Edson Fernandes

      Não é possível sem a colocação da central existente no Fluence. Outro detalhe é que o Fluence tem muito mais sensores que se comparado ao Duster (objeto de mesmo carro que o Captur).

      • Gustavo73

        Mais uma vez obrigado Edson. Talvez fosse possível com um investimento/trabalho maior. No Duster talvez não fosse necessário, mas acho que no Captur pela espectativa do mercado faria a diferença. O at4 limita o desempenho e principalmente atrapalha o consumo.

        • Edson Fernandes

          O que parece é que o local em que ficaria o cambio, não encaixa no formato esperado. Tanto que a Renault estava buscando alternativa de colocar o cambio CVT no motor F4R.

          Eu até achei imbecil, porque poderiam modificar a bancada de motor e cambio e colocar logo o powertrain Nissan, mas não há mais detalhes a respeito do porque da decisão ter sido esta e esses testes até onde sei, não foram mais divulgados ou conversados(parece ter sido engavetado).

          • Gustavo73

            Teria um custo, e provavelmente alguém achou que não valeria a pena. A questão é que é uma categoria cada vez mais cheia de concorrentes e os detalhes fazem a diferença. Devem pensar que o tamanho (um dos maiores se não o maior espaço interno da categoria) a altura (maior também) e o desenho serão capazes de suprir o powertrain datado. Sinceramente tenho minhas dúvidas, nem o preço é tão baixo. O 2008 1.6 manual na tabela custa menos de 73 mil, com 4 airbags ar-condicionado dualzone e teto-solar além da CMM com gps de série. Faltam o esp e isofix e claro ela é menor. Mas não vende apesar das qualidades e do preço abaixo da media da categoria. Atributo a isso o at8, mesmo sem os problemas de antes o pessoal não compra. Parece que o agora teremos o at com 6 marchas (falaram que está em homologação aqui). Mas aí não é novo , não chama atenção. Pode vender um pouco mais. Mas não o quanto poderia. O mesmo acho que vai acontecer com o Captur. Se viesse com o 2.0+CVT poderia ter alguma chance. Queimaram a largada, provavelmente irão fazer os ajustes depois mas aí já era.

  • Lucas Alves

    Tantos defeitos em pleno 2017!

    1) Transmissão de apenas 4 marchas.
    2) Apenas 4 airbags mesmo na TOP.
    3) Direção sem ser puramente elétrica.
    4) Chave-cartão, pura pataqüada, totalmente desnecessária.
    5) Motores fracos para o porte do carro, nem turbo são.
    6) Interior simplista ao extremo, bem ao nível Renault de ser.

    • Gustavo73

      Concordo, mas HRV só tem no máximo 4 airbags, turbo nessa categoria é raridade e não padrão. Mas a Renault realmente não se esforçou nesse Kaptur.

      • th!nk.t4nk

        Pior que sacanearam até no nome. Na Rússia pelo menos mudaram uma letra (C pra K) pra diferenciar do verdadeiro Captur feito sobre o Clio. E olha, nesses tempos em que o povo tá sem grana, vai ter muito menos bobo comprando só pela emoção do design (ainda mais com tantos concorrentes no mercado).

        • Gustavo73

          Esse é o problema. Aqui o (K)Captur vai brigar com outros produtos. Mesmo ligeiramente mais barato o mercado vê ele de forma diferente. Só a carinha bonita não dá.

    • oscar.fr

      1) OK
      2) HRV também
      3) Apenas o test drive dirá se isso traz algum incoveniente para a condução
      4) Não tem diferença nenhuma, o cartão é até mesmo mais fácil de ser carregado no bolso de calças e bermudas, por exemplo.
      5) Não é um carro médio, para um compacto motores 1.6 e 2.0 são suficientes
      6) Ninguém deixa de comprar Honda por isso ;)

      • Artur

        Por mais simplista que o interior da HR-V possa ser, ao menos pelas fotos (do Captur, que ainda não vi ao vivo) aparenta ter melhor qualidade de materiais e de construção. É plástico rígido? É, mas possui os apliques em couro para dar um melhorada geral no ambiente (até no Cruze atual é assim).
        O Renegade então, nem se compara. Tem material macio no painel e tudo mais.

      • Lucas Alves

        Mas é preciso ter diferenciais para se sobressair numa concorrência que só faz crescer, e depois, a Honda têm bem mais prestígio que a Renault, um motor 1.6 neste carro com proposta familiar me soa meio que irônico, sério mesmo.

        • oscar.fr

          Olha, eu tenho uma Mégane GT, proposta mais familiar impossível, com motor 1.6 e não vejo necessidade de mais motor. No mais, a Renault deu a opção de um motor mais forte, 2.0, tudo bem que cagou no câmbio, mas ainda assim tem preço bom e conteúdo bastante recheado, sem contar que é um SUV com espaço, o que é raro (Renegade, 2008, Tracker…). Tem seus argumentos de compra. Eu levaria sem medo um compacto como Eco, Captur, 2008 ou Kicks com motor 1.6.

    • ViniciusVS

      Poderia usar o Conjunto do Sentra com o 2.0 + CVT na versão completa.

      Agora falar que o 2.0 + AT4 é fraco é ser leviano, pode ser velho e ter um cambio ruim. Fraco ele não é, pelo menos na Oroch que andei não senti falta de força.

      • Edson Fernandes

        Falta de força não tem… mas tem buraco onde mais marchas atuariam melhor. E é nesses detalhes que consumo aumenta.

        Se rodar no plano numa boa… esse cambio é bem competente. Mas para algumas situações em que se precisa de escalonamento é onde ele cobra a conta. Mas eu concordo contigo… deveria ter o motor 2.0 e CVT do Sentra / Fluence.

  • Filipo

    Um Duster com carroceria e interior novos. Deveria se chamar novo Duster!
    Qual o diferencial deste em relação ao Duster? Desenho bonitinho?
    Mancada da Renault. Mas é o que o povo quer, é o que o povo gosta. Infelizmente o brasileiro é facilmente enganado, ou gosta de se enganar.
    Quando a Renault vendia os Renault europeus, ainda que fabricados por aqui, ninguém queria. Agora que é tudo “Dacializado”, caiu nas graças do povo.
    E antes que alguém venha me dizer que existe Captur lá na europa e ele é o SUV mais vendido da europa atualmente, cabe lembrar que: 1. A plataforma não é a mesma; 2. O acabamento não é o mesmo (nem a mídia é a mesma).
    Adoro a Renault, mas essa jogada ai não me engana.

    • Edson Fernandes

      O interessante é que ela se enforcou com a Oroch. A Oroch ferrou a vida de ter um novo desenho. Se eles tivessem segurado um pouco mais, poderiam ter lançado a Oroch + Duster com o visual da Captur.

      • Leandro

        E tem suspensão multlink…

        • Edson Fernandes

          Mas poderia ter de qualquer forma. O Duster 4×4 tbm usa suspensão multilink.

          • Leandro

            Sim, “depenation team” mais uma vez entrou em cena pra baixar os custos.

            • Edson Fernandes

              Para o Captur eles estão exagerando na dose. Era para ser mais refinado porque tbm é mais caro… eles deveriam ter entendido esse recado.

  • Gustavo

    Cheio de lembretes que ele é derivado do Logan/Sandero/Duster como os botões do volante e o comando do a/c.

  • Fábio Prates Rocha

    Bem vindo e adeus. Já nasceu morto aqui. Com tantas opções com configurações bem mais empolgantes. Creta, HRV e coleguinhas enviam lembranças.

  • Pablo Moreira

    Achei a versão 1.6 bem manca, 13,3 segundos na gasolina, isso com o cambio manual, quando chegar o cvt (que tem como característica arrancada xoxa) vai fazer esse carro se arrastar por aí.

    • Gustavo73

      Desempenho ruim, mas não seria o pior da categoria. E nessa categoria o desempenho não é o principal argumento de vendas.

      • Pablo Moreira

        Considerando as versões manuais dos suvs… Acho q esse é o pior, mas como nessa categoria só vende automático mesmo a Renault ta se lixando.

        • Gustavo73

          Teria que conferir na prática esses números. Mas o Renegade é pior, acelera acima dis 14 seg.(manual).

    • Christian Balzano

      Botaram o Hill Holder especialmente por isso. Imagina esse carro subindo uma ladeira sem Hill Holder? Carro volta pra trás empurrando tudo que vier pela frente, ou por trás… hahahaha

  • Luis LC

    S-Cross na veia!!!

    • Hater x Haters

      S-Cross, Vitara…produtos tão interessantes mas a Souza Ramos faz pouco esforço pela Suzuki.
      Gostaria que a Suzuki tivesse o sucesso aqui que ela tem na índia, ela merece.

      • Luis LC

        Também gostaria. Até hoje não faço ideia a onde a SZK quer chegar aqui no Brasil. Os carros são importados, pagam um IPI que é uma verdadeira sacanagem mas tem muita qualidade, um pouco de marketing e investimento em mais css poderiam ajudar muito

        • Marco Antônio

          A CSS mais perto da minha humilde residência fica a módicos 1000 Km. (ou por ai), É uma marca que não é cogitada nem como conversinha de bar! :

          • Luis LC

            Justo!!!!

  • Mauro Mury Junior

    Mesmo o Captur original na França, com melhor qualidade de acabamento, base e mecânica mais moderna, não vende bem como os concorrentes. O que dizer desta versão tupiniquim… Mais um Renault fadado ao insucesso.

    • oscar.fr

      Não vende bem, oi? Vende sim, normalmente disputa a liderança do segmento com 2008 na França.

      • th!nk.t4nk

        O Captur liderou ano passado entre os crossovers. Vendeu mais que 2008, Mokka, Tiguan, Qashqai, etc. Isso considerando o continente europeu inteiro! Na França então nem se fala, fechou o ano como o 4° mais vendido no ranking geral. Mas é um carro muuuuuuito diferente do brasileiro (é feito na plataforma do Clio europeu atual e muda todo o conjunto mecânico).

  • Hater x Haters

    Até que o custo x benefício do 1.6 é muito bom. Quatro airbags + ESP (Alô Toyota!) + ASR + HSA + ISOFIX + rodas 17 + LED + piloto automático + retrovisores rebatíveis eletricamente? Nada mau viu!
    Aliás o seu primo Kicks prometia ser o rei do custo x benefício entre os SUVs quando foi anunciado, mas parece que a Nissan furou com o compromisso e deixou a tarefa para o Captur.
    Os poréns:
    -AT de 4 marchas num carro de quase 90.000 é sacanear a gente né Renault?
    -Não gostei do consumo, é bem razoável.
    -Esse acabamento…tem cara de ser fraco. Melhor aguardar as avaliações.
    De resto achei o conjunto muito bom. Design, equipamentos, espaço, porta-malas e preço do 1.6.

    • Gustavo73

      Não gostei do desenda lateral esticada (assim como a Tiguan para 7). A frente é bonita a traseira nem tanto. O resto tenho uma opinião parecida com a sua. O Kicks é mais bem equipado (versão top) e deveria ter 4 ab na de entrada.

  • Carlos

    Qual o peso do Captur?

    • Gustavo73

      Segundo um post que li em outro site. Entre 1.237kg 1.6 manual até 1357 kg o 2.0 at4.

      • Carlos

        Valeu!!

  • AlemãoMoreira

    Nova espécie em breve nas ruas próximas a sua casa, tome cuidado com o JurassiCaptur versão 2018 com AT de 4 marchas.

  • 1/2 URSO 1/2 CÃO

    Fora a questão do cambio e tal, achei esse interior muito espartano.

  • Leandro

    Bonito por fora, feio por dentro. Câmbio 4 marchas num carro de quase noventa mil. Depois o problema é o brasileiro que não sabe comprar, mas as opções que as montadoras oferecem também são brincadeira!

  • thi

    Painel de carro Frances ,4 marchas e desenho hora interessante hora desengoncado .Nao obr .

    • mauricio

      Marca francesa vai ter painel de carro alemão? cada uma

  • Mateus

    Quatro machas?! Putz… Esse ai, é só um Dacia Duster travestido de Renault(pra variar). Só fazer um crash test nele que o DNA Dacia vem à tona.

    • Tosca16

      O pessoal gosta de carros que são vendidos na Europa, e os Dacia são kkkkkkk (ironia).

    • arzanette

      UM TRAVECO KKKKKK

  • Tosca16

    O pessoal tá detonando a versão 2.0 mas até que a versão 1.6 SCe ficou interessante, pra concorrer com Creta 1.6 por exemplo tá de muito bom tamanho.

    • oscar.fr

      Captur 1.6, Creta 1.6 e 2008 1.6 são, na minha opinião, os suv compactos mais interessantes. Renegade, HRV e Renegade são muito caros.

      • Tosca16

        Dizem que a Tracker é a mais interessante de todos, pelo conjunto e preço… sei não, só testando pra vê e analisar a lista de equipamentos.

        • invalid_pilot

          Dirigi a Tracker, posso falar que pra quem gosta de desempenho e conforto é um baita carro.
          Único porém é o espaço interno não muito amplo, mas acho na medida pra uma familia pequena.

          • Edson Fernandes

            E a falta de itens de conforto existentes nos demais (ar digital, ar de duas zonas em alguns e por aí vai)

            • invalid_pilot

              Pro meu gosto não sinto mínima falta, ainda mais quando o carro embala e enche motor com vigor, silêncio e maciez, com bom consumo.

              A falta de ESP em uso normal e em estradas bem pavimentadas como as do meu Estado (SP) não se sente falta, de verdade, direção em rodovia tem bom peso e o carro nao sente vento lateral forte até onde pude perceber.

              • Leandro

                Vai sentir falta o dia que um cavalo atravessar a rodovia e você tentar desviar. Mande uma mensagem do céu.

                • invalid_pilot

                  Pode deixar campeão! Meus pais e meus avós sobreviveram andando em veículos e estradas com condições muito piores.
                  Melhor que se arrastar com Renegade 1,8 eu garanto que é…

                  • Leandro

                    Ta certo, meus bisavós sobreviveram andando de carroça com tração animal, mas nem por isso eu vou aceitar andar em uma. Pensamento de brasileiro mesmo, nos EUA o Tracker vem com ESP por que de outra maneira não vende. Prefiro o Renegade se arrastando mas com ESP. Abçs.

              • Edson Fernandes

                Eu já sinto falta. Alias foi um dos motivos de eu eliminar qdo troquei de carro, N produtos por causa disso.

                Obviamente uma vez que eu possuo, gostaria de um produto com esses recursos ou mais. Então nesse aspecto eu acho o Tracker simples. Mas considero um otimo player de mercado.

                Ainda que o ESP já tenha me salvado a vida (e não por estabilidade em velocidade e sim em perigo real), dá para cogitar sua compra diante dos outros itens ofertados pelo produto e no mercado em que ele atua. Eu particularmente iria preferir o Cruze hatch, mas o mercado dele, ele entrou disputando bem com o motor 1.4 turbo.

      • th!nk.t4nk

        Captur, Creta, 2008 e Ecosport são o que chamam de “crossovers” por aqui, por serem basicamente hatchs altinhos (leves e econômicos). Renegade, Tracker, Kuga e Tiguan entram num segmento acima, onde há maior rigidez estrutural, sistemas 4×4 mais elaborados e no geral maior capacidade off-road, às custas de maior peso (e em geral maior altura também). Esses chamam tanto de crossovers, quanto de SUVs. E tem os SUVs tradicionais, feitos sobre chassi, que estão em decadência (tirando os EUA) pelo peso muito elevado e conforto ruim (com suspensão de pickup, a grosso modo). Eu diria que pra 99% das pessoas os modelos do primeiro segmento que citei suprem perfeitamente as necessidades (exceto pra quem tem família grande).

        • oscar.fr

          Tracker mais SUV que Crossover? Acho que não consigo concordar não. Até porque é, via de regra, um Sonic anabolizado, bem como Kicks/March, HRV/Fit, etc. Evidentemente que nem tudo se resume a isso, mas vale lembrar que Peugeot 2008 e Renault Captur tem as maiores alturas em relação ao solo na categoria Crossover/SUV compacto.

  • Vinícius

    Design do carro maravilhoso, acabamento e design interno de Duster (não agradou).

  • Anderson Trajano

    Quando eu li que a Renault estava “adaptando” o Captur para o Brasil, imaginei que não teríamos a mesma qualidade de outros mercados.

    Depois veio a divulgação que teríamos a plataforma do Duster, o que complicaria o uso do “Trem de força” do Fluence. Agora veio o resultado previsto.

    Por baixo, um Duster completo, com todos os seus defeitos e qualidades. Quem já dirigiu um, sabe das limitações do carro, até porque o projeto é de baixo custo e para mercados emergentes. Direção pesada, acabamento paupérrimo, suspensão dura, e barulhos, muitos barulhos por todos os lados. Não tem milagre.

    Estou aguardando as análises de rodagem, para ver a opinião no pessoal.

    • Gustavo73

      A Renault não adaptou o Captur para o Brasil. Esse aí é o Kaptur oferecido na Rússia por exemplo inclusive usa o mesmo powertrain. O Captur europeu é menor e usa a plataforma fo Clio.

  • arzanette

    Deveria ser lançada como new Duster ai ate colava….. e nao entendo este pessoal cismar neste raio de interior todo preto……. custa mudar um pouco o ambiente……….

  • cesar suarez

    Kaptur

  • Romulo’

    De lado parece uma Spin. Não curti a primeira impressão da versão brasileira não. Interior pobre como todos da marca aqui.

  • RKK

    Duster de fraque com câmbio AT4 e freios traseiros à tambor por R$ 90 mil ??

  • Robert

    Estive a convite da conscessionária de minha cidade para o pré-lançamento e tenho algumas ressalvas.
    1.Tampa do capô sem amortercedor como nos Duster e Sandero sustentada por vareta (regressão);
    2.Luz de ré minuscula e ainda de forma assimétrica de um dos lados apenas que não serva para iluminar apenas como alerta;
    3. Estepe do lado de fora;
    4. Pela proposta do veículo deveria contar com longarinas no teto para instalação de rack.
    5. Aguardo a versão 1.6 mas com câmbio CVT mais econômica e mais em conta para ser usado no país das armadilhas da industria da multa onde é dispensável um motor mais potente gastão.

  • G.Alonso

    Biton!

  • Matheus Amorim

    Em tempos de eficiência, oferecer um câmbio de 4 marchas em um carro de quase 90 mil, não é uma estratégia inteligente. Além disso, o carro é bonito, porém se percebe logo de cara que perde dos HR-V e Renegade em acabamento. Assim como acontece com o Kicks, não há um apoio de braço central de verdade (“colado” no banco, é coisa para os populares) e o freio de mão é manual, não que faça diferença grande, mas se o líderes tem… Ao menos, o Kicks compensa com as câmeras 360 da versão top, bom acabamento e um belo cluster que mistura o analógico e digital. No fim, o Captur é um carro Ok, sem diferenciais.

  • Thiago Pessoa

    Alguém avisa a Renault que esses comandos de ar condicionado automático utilizados nos Dacia são confusos e de péssimo gosto. Obrigado.

  • Davidsandro18

    Se eu fosse comprar esse carro, levaria a 1.6 manual de entrada, tem bons itens de série a um preço razoável… Agora sobre o acabamento, o mesmo deixa a desejar, vi pessoalmente no salão do automóvel e a qualidade do plástico do painel é realmente de baixa qualidade, iguais o da dupla logan/sandero. A Renault deu uma baita mancada no powertrain das versões mais caras, o motor até passa, mas um câmbio AT4 em pleno 2017 é um tapa na cara do consumidor, e tem outra… alô Renault, essa central multimídia aí não dá não porque não colocaram uma mais completa com CarPlay e AndroidAuto? Ajuda nós aí!

  • Hugosw

    Já que tem o mesmo powertrain do Duster, bem que eles poderiam ter aposentado o modelo atual é ter chamado de New Duster. Só assim para os compradores tolerarem um câmbio de 4 marchas em 2017.

  • Willian Silva

    Eu vi um na rua sábado aqui em Curitiba, carro muito feio. Eu vi um desse branco ai (nao sei o nome desse tom) e o painel da Rinaultiii não desce né, parece cerveja quente, kkkkkk

  • mariostefa

    Lamentavel uma Renault lançar um carro desse com cambio 4 marchas AT, quando a maioria do mercado tá indo de 6AT.
    Isso se chama falta de competência de toda a equipe. Aí vão reclamar do mercado.

  • Ander33x

    Complicado esse carro ein…

    2017 e ainda vemos câmbio AL4? Hã!!! Alô brasillll… PQpariuuuuuu!!!!

    CMM completamente ultrapassada, não ter compatibilidade com Android Auto ou Carplay é de uma deselegância absurda (pra não falar outra coisa), ainda mais por módicos 88K.

    Passo com força.

  • Carlos Teixeira

    O painel do captur vendido na França é igual ao captur brasileiro.
    https://goo.gl/images/876qTh

    • tjbuenf

      O desenho ser o mesmo não quer dizer muita coisa. Agora compara o material e acabamento.

    • Gustavo73

      O Captur brasileiro é o Kaptur vendido na Rússia.

  • marcosCAR

    Perderam a chance de lançar por 69.990,00 e virar o assunto do mês… Até eu iria querer

  • Done Bardam

    Onde já se viu lançar um SUV nesta época com um cambio de 4 marchas.

    Não nega as origens da Dacia.

  • Magno Will

    Onde ficará o Duster nessa história?

    • Zé Mundico

      Acho que o Duster vai cair fora.
      Mas a picape dele deve ficar.

  • Kaian Reis

    Ué, cadê a versão 1.6 CVT???

    • Zé Mundico

      Tá no Nissan Kicks.

  • Bruno Silva

    Bom, pontos para mim que poderiam melhorar:
    Cambio CVT nas versões 2.0, poderia ganhar um acabamento emborrachado ou simulando couro igual Kicks e HR-V, enfim, uma melhora, criação de uma versão 1.6 PCD, criar uma versão mais completa com bancos em couro, teto solar, sensor dianteiro, 6 airbags e opção interior todo claro (couro nas portas e bancos também claros).

  • Ronaldo Santos

    Carro só completar mercado ,mais do mesmo ,sem inovação ,cambio AT antigo,ele bem bonito com ar sofisticado .

  • Haggard

    Estofamento bem bonito e acabado, mas esse painel aí ein… tá muito “Duster” pro meu gosto, ainda mais pra um carro de 90,000!

    • Sergio Quintela

      mas tem 2 painéis, vc viu? creio que o mais bonito seja o mais caro :)

      • Haggard

        Só tem um tipo de painel pelas fotos ali em cima.

        • Sergio Quintela

          é que tem um que tem 3 botoes, e o outro é um visual mais moderno, este que achei legal. mas acho que confundi com o som do carro. o painel em si, onde marca velocidade etc, tb achei bonito.

  • augusto lino

    As vezes me questiono em que os criticos de plantao se baseiam qdo dizem q o interior desse carro e’ diferente daquele usado pelos modelos europeus. Afora a pessima gama de motores e o cambio aut de 4 velocidades, vai ser um bom concorrente, principalmente no modelo de entrada. Carro bem completo, ate’ mais do que os concorrentes, a partir de R$ 78 mil…

  • Caue

    Para que essa moldura em torno da Tela.. parece xingling

  • Speed Racer

    Porquê não tem airbags de cortina?

    • Gustavo73

      Usa a PL do Duster. Acho que é o máximo possível.

  • augusto lino

    Dei uma olhada no q a Renault oferece na Inglaterra. Um Captur de entrada montado co todos os opcionais, nao sai por menos de 17k libras, ou o equivalente a R$ 67 mil. Nada mal. Equipado com o moderno motor Energy TCe 90, um tres cilindros de apenas 900 cilindradas. Isso mesmo, 0.9. Imagine a Reanault lancando um motor desse tamanho em um SUV no Brasil… “Este foi desenvolvido e fabricado pela Renault. Sobrealimentado, gera 90cv de potência em 5.250 rpm e 13,5kgf.m de torque em apenas 1.250 rpm. Um motor um tanto “chocho” para equipar carros como a Captur, por exemplo. Em princípio, o objetivo principal deste propulsor é a economia e torque em baixas rotações. Se compararmos aos 1.0, 1.4 e até 1.6 nacionais, este motor dá um banho de eficiência e desempenho.” No site ingles da Renault, o consumo informado e’ de qse 20km/l em circuito urbano.

  • afonso200

    Fielder AT4,
    Ops não
    é um Captur AT4

  • Fernando Sampaio

    Bom, versão mais barata tá 6 mil mais cara que a versão base manual do Creta… e o AT4 está relativamente mais barato quando se refere a motorização, .. não sei não.. não boto fé no Captur :!

  • Lucas086

    Ar digital do sandero kkkkkkkkk e, por fotos, o acabamento a lá Renault /Dacia, e o que falar do cambio? 4 marchas, em 2017, um carro 17/18? Enfim, Renault se superando sempre.

  • Leandro

    Nutelizaram até o Duster. O Captur não é nada mais que um Duster Nutella.

  • Jackson

    CADÊ O CVT POHAAAA???? TA DOIDA RENAULT???? Fecha, fecha FECHA!! quer fechar desse jeito…

    • mauricio

      Renault vende ate bem

  • Ricardo

    Se a honda chama aquela carniça w alguma coisa v de “suv”, esse renault poderia ser o concorrente das land rover. Mas falando sério, bem que poderia se chamar Renault Exu!

  • João R

    Nada mais do que um Clio com susp elevada em terra de cego querendo se justificar a partir de 80mil… e ainda com 4 marchas AT! Amado povo… continue entendendo que nem você deve aceitar qualquer coisinha (hb20, cobalt, city, onix,…), nem deve pagar horrores por uma meia coisa (corolla, cruze, elantra…). Tá na hora de reposicionar os preços dos veículos 10-20mil abaixo de todo isso aí citado por TODAS as marcas. Palhaçada…

  • Thiago C

    Visual externo agrada, interno não convence. 1.6 com CVT a 80 mil seria mais atrativo.

    • Louis

      Acho que o 1.6 CVT andaria junto com o 2.0 4marchas, e beberia beeeem menos.

  • GABRIELCSFLORIPA

    Fluence 2.0 usa CVT, pq não fizeram o mesmo com o Captur?

  • Elfo Safadão.

    Transmissão automática de CB 125 4 marchas….
    Putz que mancada, hein Renault.

  • Licergico

    “destaque para a multimídia Media Nav com navegador,”
    diga-se destaque negativo ! como conseguem fazer um design interno tão feio ?! essa central parece instalada no botequim da esquina por uma equipe de bêbados .

    Quando sair uma versão automática de verdade penso no caso ( e depois que corrigir os problemas de ergonomia / trocar esse volante horroroso / colocar paddles e cc no volante . )

  • Luís Paulo

    tô achando q a única coisa que veio a calhar com esse carro foram as propagandas com a Marina Ruy Barbosa!! kkkkkkkkkkkk

  • Jurandir Filho

    Acho que vai vender bem, povo gosta de novidade e o captur está longe de ser feio… mas a Renault tá de sacanagem né, custava colocar o cvt do fluence?

  • dallebu

    Duster Gourmet… Passo

  • carloscomp

    Só se diferencia do Duster pelos 2 air bags a mais e os controles de estabilidade/tração. Espaço e acabamento é a mesma coisa.

  • Vinicius

    Natimorta

  • Ellen Tortorelli Rodrigo Morae

    Bom dia galera…..Quem viu a Captur no Salão do Automovel sabe que o espaço interno e o acabamento não e o forte do carro

  • Zé Mundico

    Enquanto isso o Nissan Kicks 1.6 vai de CVT….

  • Cláudio

    Olha, não achei ruim não….tirando os já falados AT4 e, talvez, o acabamento (só vendo ao vivo mesmo), de resto vem bem recheado…Sou dono de um Fluence, gosto muito do carro e do atendimento da concessionária em Piracicaba-SP, só tenho a reclamar do consumo….Possível compra na troca do carro da esposa (ela quer o Kicks/Creta/HRV)

  • Rafael Trindade

    Mas que interior mixuruca!

  • Zeca Piroto 🤘🔥

    Rapaz, que vacilo da Renault lançar um carro desses…resumindo, é uma Duster com umas poucas firoulas e bem mais caro. Já micou! kkkkk E digo mais, pelos reviews que ja vi, o escalonamento do AT4 está horrível, matando o desempenho do 2.0, que é um motor bom.

  • Jonas

    4 Marchas forçou .. nao vai vender .. esquece

  • No_Name

    R$ 90 mil num Audi A3 sedã semi novo ou R$ 90 mil num Dacia Duster travestido de Renault… Dúvida cruel…

  • Ricardo

    É a SUVilização acabando com a Civilização…

  • O carro é muito bonito. Eu o vi pessoalmente. Mas esse câmbio de 4 marchas vai complicar muito as coisas pra Renault.
    O preço está competitivo, o conteúdo é muito bom. Mas um câmbio automático de 6 marchas é indispensável se quiser brigar por um lugar ao sol.

  • Rafael K

    Ja nasceu ultrapassado. Com essa motorização e cambio vai micar!

    • Fanjos

      Não se esqueça do facelift que vai ser lançado na Europa

  • Alexandre Maciel

    4 marchas e painel de gol bola. Bem complicado gostar desse veículo.

  • Luis Mello

    Mais um Dácia tupiniquim! Não tem chance essa porcaria, deve ser mesma mecânica do irmão Duster.

  • Eduardo Riso

    Como sempre o preço muito caro. Na Europa custa €13.950 Euros a R$3,29 seriam razoáveis R$45.895,50, aqui não compra nem um Sandero. Também, 50% é imposto. Revoltante!

  • Ricardo Blume

    Complicado pagar por um SUV com chassi e motor de Duster e câmbio AT4. Esse 2.0 deve consumir horrores. Merecia o CVT do Kicks ao menos. Também achei esse interior muito simples por um veículo desse preço. Merecia mais.

  • lucas

    A Renault deveria criar um perfil assim no Facebook: RENAULT PIADISTA

  • Wolfpack

    A central multimidia do Sandero mata o carro. Nunca vi interior tão espartano. A Renault no Brasil se chama Dacia, infelizmente.

  • Deve vender para os consumidores que pensam que câmbio automático é tudo a mesma coisa. Aí o vendedor ainda completa dizendo que o motor é um super potente 2.0, e pronto, o cliente compra.

  • Vinicius

    O carro está bom. Os motores estão uma merda. Não tem um moderno e econômico 1.2 ou 1.4 turbo para esta bagaça?

  • FocusMan

    Não entendo algumas montadoras…

    Pessoal n faz mais pesquisa com os consumidores? 4 marchas?

  • Fanjos

    Não obrigado

  • POis é, renault perdendo um consumidor…com essas merdas que ela lança aqui…vou usar minha Megane GT até acabar e mais 6 meses

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend