Lançamentos Renault Sedãs

Renault confirma chegada do Symbol no Brasil em 2009

renault-confirma-chegada-do-symbol-no-brasil-em-2009 Renault confirma chegada do Symbol no Brasil em 2009







No primeiro semestre de 2009, será a vez dos brasileiros conhecerem o novo Renault Symbol, que passará a fazer parte da linha nacional da marca francesa.

Estimativas de preços, dão a entender que o modelo terá preços entre R$45.000 e R$50.000, ficando assim entre Logan e Mégane.

No Brasil, seus motores deverão ser todos flex e especula-se que o modelo possa ganhar uma versão com motor 1.8 utilizado no Nissan Tiida. Outro motor poderá ser o 1.6 8V utilizado no Sandero/Logan.

Com a chegada do Symbol, a Renault cumpre com o “Plano Renault Mercosul Contrato 2009 – Compromisso Brasil”. Plano esse que previa o lançamento de seis modelos em três anos: Logan, Sandero, Sandero Stepway, Mégane Sedan e Grand Tour.

Fonte: Alpini.



  • marcodoido

    Tomara que no fim deste plano comece outro de três anos que inclua o novo megane e um novo clio,sonhar não custa nada né. :hauhau:

  • pablorocha

    Vai vir para o Brasil? será que não vai ocorrer canibalização com o Logan?

  • luiz_otavio15

    mais uma gambiarra desgraçada pro bra$il… :water: :water: :censor: :pao: :OoO: :censor:
    quando sera q nós vamos aprender a defender os nossos direitos??? :banana: :banana:

  • Danilo Fróes

    Não seria pra ele ficar na faixa de preço entre o Clio Sendan e o Megane? :??:

  • Volks_forever

    Não acredito que o stepway fazia parte dos lançamentos, é só uma modificação do réris Sandero

  • LFSP2

    [Comentario #128363 sera citado aqui]

    Poisé, a Ré Nô acha que meter um monte de plástico, elevar a altura do carro e botar o prçeo nas alturas é lançamento.
    E esse Symbol é muito feio, em vez de trazer a linha européia como Clio III, Novo Mégane, trazem os projetos para países emergentes(traduzindo, carros para os pobres pé rapados do 3º mundo).

    [Comentario #128359 sera citado aqui]

    O Clio sedã vai sair de linha, não vai ter espaço para três sedãs na linha da Ré Nô.

  • duhehe

    Mais plastico nas ruas !

    Sonho em um dia ver um renault que enxa aos olhos por sua “robustez”

  • DoberMANN

    Eu vou dar uma olhada com carinho nesse carro. Parece melhor acabado que o Sandero e com um visual mais “acertado”, ainda que não seja bonito.

    A Renault tem subido no meu conceito. 3 anos de garantia, carros bem equipados e com acabamento acima da media (do mercado brasileiro claro) e preços bem agressivos.

    Pos venda melhor que Peugeot, VW e Fiat. Tudo bem que não é uma Honda nem Toyota, mas os carros são de outro “nivel” tambem.

    Eu parei de comprar carros pros outros. To casando e ja colocando o rebento nos planos.

    Se vier com o mesmo custo X beneficio do Megane, e sendo um pouco menor e mais barato, ta excelente.

  • Claudio

    Continua com lateral esquisita e teto caido na traseira, igual o orrível Clio sedan, a diferença é que tem uma frente e traseira pouco mais moderninha, mas eu não compraria!

  • Rafael FM

    50000000000000000000000000000 MINHA NOSSA, $$$$ SALGADO >>>> :rayban:

  • Luis.J.R.

    Tem que custar uns 40mil ou até menos?Ai sim vai vender bem, não duvido que faça sucesso.O logan é feio já vende bem, então esse ai vai ser a mesma coisa.Mais se tiver mesmo motor 1.8, vai ser até interesante. :blink:

  • Jeff Brown

    É uma boa estratégia, o Logan fica com o mercado de 1.0, e o Symbol pega os compradores de Siena 1.8 e Voyage 1,6.

  • Jeff Brown

    Complementando, se os preços praticados na Argentina fossem proximo ao de venda o Brasil o carro emplacaria:

    Lá o 1.6 8v, sai por R$ 33 mil na versão Pack (básica) e R$ 40 mil a Luxe.

  • Hyago

    vai ser um carro bem interessante, mas custar R$45.000,00 nun básico desse aí é f*da, tinha que ser mais barato, aí ficaria o Logan como carro bem básico e esse aí numa faixa acima, mas com preços justos

  • Mesmo na versão mais básica ele deve vir com mais equipamentos que os outros.

    A Renault tem uma história de adaptação ao Brasil interessante. Começou trazendo Clio, Twingo e Mégane todos com airbag de série. Brasileiro, claro, quer saber de ar-condicionado (parece que ar é mais importante que a mãe) logo os carros que vinham com o tal do airbag perderam espaço. Twingo eu até entendo, era feio pra dedéu, mas quem tem gosta. Clio é simplesmente um dos melhores carros de sua categoria, até hoje. O carro é muito estável, o mais seguro da categoria (mesmo sem o airbag,o Clio é campeão em impactos laterais e tem uma carroceria muito rígida). Pena que sofra um pouco com defeitos bestas em bomba de gasolina e coisas do tipo.

    Aos poucos, a Renault viu que o Brasil não é a França. Trouxe o novo Mégane, mas só na versão sedã, pois o hatch era criativo demais para o Brasil: apesar de vender na europa, aqui no Brasil todos achariam o carro rídiculo, com sua traseira arrebitada. Aqui carro tem que ser tudo igual, lembra?

    O Clio recebeu os dois facelifts que o europeu recebeu (para quem não sabe, lá tem Clio Campus até hoje, convivendo com o Clio 3), mas não no interior, e o tal do airbag que era de série simplesmente nem existe mais. A renault viu que trazer o Clio C ia ser jogar dinheiro no lixo, porque Brasileiro não gosta de nada diferente, o nome Clio virou sinônimo de “ué, você comprou um Clio mesmo?”. Daí entrou a maravilha da Dacia.

    Pega o Clio 3, troca as partes boas por partes baratas, estica a traseira e chama de Logan! É mais ou menos como pegar um Corolla, trocar o interior dele pelo do Fox e vender na categoria desse último. Ficou o espaço grande e a mecânica “boa” – se bem que a Quatro Rodas mostrou que o Logan é meio frágil no Longa Duração.

    Certamente, o carro é muito bom, se comparado ao Classic 94 e Siena 96. Clio sedã ficou lá na dele, eu particularmente não acho feio, mas existe um consenso geral na nação, aquelas idéias formadas que nem “Ford é ruim” e “Civic é econômico”, de que o Clio é o cão chupando manga. Beleza, vai andar de Prisma. Agora ele sai pra entrar um facelift com pouquíssima personalidade, não dá pra ver expressão nenhuma no “rosto” do Symbol. Não é agressivo, não é “alegre” que nem o 207, não é nada. Mas assim pelo menos a Renault mostra que fez o dever de casa: Brasileiro gosta de carro tudo igual. Se quiser inovar, vai pra europa!

  • Paulo Kuster

    É impressionante como a Renault especializou-se em fabricar carros feios (e bote feio nisso…). Este Symbol tá parecendo o pavoroso Clio Sedan depois de uma plástica-meia-boca. Mais uma tralha no já sofrido mercado nacional.

  • helmygalindo

    Feio. Muito Feio!

  • tonywalker

    Se for esse preço, vou de Polo Sedã mesmo….

  • sam_pa90

    Esses povo tão loco!!!! Pra vender este carro tinha que custar no máximo 35.000

    pra concorrer com voyage, siena, prisma ……

  • fr_amaral

    Prefiro um Linea do que este carro! :trowup:
    Ate o Linea ganha! :hauhau: :hauhau: :hauhau:

  • D.Lobo

    Mais uma aberração para nossas ruas :trowup: :cavera:

  • Commando

    [Comentario #128462 sera citado aqui]

    Bom comentário! Realmente acho que o problema nem seja a Renault do Brasil. Parte da culpa é dos brasileiros que só gostam de mesmice. É tudo maria-vai-com-as-outras. O trânsito está dando nojo de se ver. Só tem carro prata, prata, prata e prata.
    Uma pena pq me simpatizo com o Renault Megane hatch. Gosto de carros com design inovador que os outros odeiam como Twingo, o próprio Megane hatch, Ford Ka antigo, C4 VTR entre outros. Questão de gosto. Mas na europa esses carros ditos “exóticos” vendem bem. Talvez o consumidor europeu gosta de personalidade, ao contrário do brasileiro.
    O mais lamentável disso tudo é a rejeição do brasileiro pelo airbag. Uma pena mesmo que o conforto seja mais importante que a proteção. Mas logo isso vai mudar, felizmente…

    Voltando ao Symbol, ele não é bonito. Porém se o argumento para comprá-lo for custo-benefício, aí sim vai vender bem. Quem sabe volte a ter airbag de série, ar, direção, vidro e trava tb de série, tudo por uns 38.000. Mas é a Renault quem sabe. O Clio sedan podia ser feio, mas era um carro muito bom. Tanto que ganhou a pesquisa dos “Eleitos” da 4Rodas. Se o Symbol tiver a emsma qualidade do Clio sedan já é um ótimo começo.

  • Fernando Eclipse

    [Comentario #128525 sera citado aqui]

    Bom o único problema deste carro me parece ser a dianteira.
    Concordo que a Renault está começando a fazer carro para brasileiros. Certo ela, já que o povo sempre compra Chevrolet, Fiat, VW e deixam as francesas Peugeot, Citroen e Renault a ver navios (ambas com nível de equipamentos excelentes para o preço, quer dizer com o mesmo preço das já citadas “PELADAS”, e falando de populares, não incluíndo Kia, entre outras). Tirando tudo o que os seus carros possuem a Renault vai ver suas vendas crescerem, já que brasileiros gostam dos “PELADOS”.

    Meu tio tem um 206, já a três anos, as concessionarias são ótimas em atendimento, até hoje o carro nunca deu problema. Agora ele está pensando em trocar por um 207 Passion ou por um Citroen C3.

    Muito mais equipamentos, muito mais em conta, carros excelentes para a categoria.

  • sabatino

    Esse ai è uma Renault de verdade ou è uma DACIA?

    Aqui na europa Logan e Sandero nao sao da Renault mais sao da Dacia e sao vendidos como carros low-cost e custa uns 7 mil euros.

  • AZAMBUJA

    Concordo com o colega quando este fala que “brasileiro gosta de carro igual”… estava até comentando com meu irmão hoje sobre os últimos lançamentos da indústria nacional. Vários “remendos”, coisas improvisadas e/ou adaptadas para o mercado nacional. Somente para citar alguns:

    – Peugeot 207 Brasil: O motivo deste surgir é que trazer o original ficaria caro para eles (os mesmos não lucrariam tanto sendo vendidos aqui). O que restou é um carro improvisado e sem o menor cuidado com as proporções dos elementos de estilo da carroceria (faróis absurdamente enormes para o porte do carro, uma idéia adaptada exageradamente do celta). Como o brasileiro continua comprando assim mesmo…

    – Renault Logan / Sandero: Pelo mesmo motivo do 207, temos estes carros de custo baixo (para os fabricantes, é claro) sendo vendidos em uma categoria acima, com a única vantagem, ao meu ver, em espaço interno. Do resto, truques de marketing e receitas já usadas anteriormente na parte mecânica e acabamento interno (este se equiparando aos mais inferiores, pobre em criatividade e em materiais). Mas brasileiro continua comprando assim mesmo…

    – Prisma: Se não fosse pelo motor eficiente, não teria muitos argumentos de venda. Se mostra uma colcha de retalhos (frente desproporcional com faróis e grade grandes para suas linhas e traseira bonita, mas meramente adaptada ao restante do carro) com acabamento fraco para o seu preço final (avaliando este como é vendido em sua maioria para os consumidores diretos, com ar e direção). Deveria receber mais atenção por parte da GM, pois este é um provável candidato a substituir o Classic (ao meu ver, este tem acabamento superior, por vir de um projeto europeu, com acabamento voltado para o cliente e não para o setor de custos). Mas, como já dizia, brasileiro continua comprando assim mesmo…

    – Fox: Carro CARO para o que oferece, além de espaço interno diferenciado e design que divide opniões. Conta com um acabamento feito pensando somente em bater as metas de custo impostas para o carro. Isso resultou em um painel de moto (conta-giros parecendo um marcador de temperatura), plástico por todo o lado (e de textura ruim) e um tom de acabamento monocromático, tornando-o insosso e nada aconchegante; Uma frente com alguns detalhes estilísticos na grade e pára-choques e traseira lisa, sem gosto nenhum e destoando da frente detalhada. O nome VW é que impulsiona as vendas de um carro que até o seu motor mais vendido (1.0) quase não consegue tirá-lo do lugar com algum vigor (os primeiros queimavam a embreagem toda e não davam ré em uma ladeira com 5 pessoas dentro…).
    Somente relembrando: mas brasileiro continua comprando assim mesmo…

    Tenho saudade dos pequenos que tinham acabamento diferenciado (Palio ELX / 500 anos, corsa Super/GL/GLS, Ford Fiesta GL / CLX, …), que dava até um certo gosto de passar um tempo maior dentro dos mesmos. Fazer valer um pouco mais do seu dinheiro em um carro que te agradasse não somente na estética e nos custos de manutenção, mas pelo interior lembrando carros de categoria maior. Pois, ao meu ver, é assim que se justifica pagar um valor maior em uma versão que não seja a básica dos referidos carros.
    Mas o consumidor brasileiro se deixa levar por questões de ordem somente racionais, como padronizar as cores para influenciar somente na revenda… padronizar tecidos internos por questão de alguns colocarem bancos de couro… padronizar alguns kits de acessórios para minimizar o custo de um produto final como: vidros elétricos somente na dianteira, problema para quem anda com pessoas atrás que se esquecem de levantá-los; degradê no pára-brisa – este em alguns sumiu sem deixar rastros, muito útil para evitar que o sol ofusque os olhos de vez…; acendimento da luz interna ao abrir qualquer porta – será que volta…?; marcador de temperatura do motor – muitos não reclmaram…; implantação de fechaduras “quebra-chave” nas tampas de mala…
    É claro que muitas destas decisões são das fábricas, mas os consumidores podem fazer a parte deles. Foi assim que conseguimos uma otimização dos custos para que as fábricas, nos opcionais AR e DIREçÃO, oferecessem estes em valores mais em conta para carros populares (proporcionalmente ao que representavam antigamente no preço do carro). Por que não cobrar cada vez que forem comprar ou orçar um carro novo? Mandar e-mail´s para as fábricas, blogs e imprensa? Cobrar também projetos novos, como o Clio 2, Peugeot 207, Corsa Europeu, Palio sem face-lift, dentre outros? Não podemos apenas consumir, mas também reclamar.

    Abraços a todos e um feliz 2009!

  • Virtus

    Caralh :censor:! O megane étão caro asim ?!!
    Depois do logan, mais um carro novo com visual ja defasado.
    A maioria dos nosso populares velhos de guerra é mais bonita, e eu acho que mais barata tb.


Send this to a friend