Renault: greve para atividades no Paraná

fabrica renault 1

Nesta sexta-feira (6), funcionários da Renault em São José dos Pinhais-PR entraram em greve por conta do PLR – Participação de Lucros e Resultados.


Com 5 mil trabalhadores, o complexo da Renault, que tem quatro fábricas, paralisa a produção dos modelos Kwid, Sandero, Logan, Duster, Oroch e Captur, além da van Master.

A Renault também deixa de produzir motores, blocos e cabeçotes em uma das unidades devido à paralisação.

De acordo com o sindicato local, a greve terá duração por tempo indefinido e uma assembleia será convocada na segunda-feira (9).

Segundo a entidade que reúne os empregados da Renault, a empresa não teria cumprido o acordo de flexibilidade e competitividade, assinado em 2020.

Assim, a montadora francesa teria reduzido o ritmo de produção e encolhido o quadro de funcionários de 7 mil para 5 mil pessoas.

Em sua defesa, a Renault afirma que “o acordo coletivo de trabalho, aprovado em assembleia promovida pelo sindicato em 2020, tem duração de quatro anos, com vigência de setembro de 2020 a agosto de 2024”.

A Renault diz que está aberta ao diálogo e, que também vem cumprindo com o estabelecido no acordo com os trabalhadores, que protestam contra os ajustes feitos no PLR.

Com a paralisação nas atividades, a empresa deixará de produzir um volume considerável se não houver um novo acordo na próxima semana.

No ano passado e este ano, a Renault suspendeu a produção temporariamente por falta de peças e componentes para seus carros feitos localmente.

Ela é uma das montadoras afetadas pela crise dos chips, que reduziu o ritmo de praticamente todos os fabricantes no país.

Segundo a Anfavea, o Brasil perdeu mais de 100 mil carros só no primeiro trimestre de 2022, devido à crise na cadeia global de fornecimento.

Enquanto isso, o Brasil aguarda um Plano Nacional de Semicondutores, que visa reduzir a dependência externa de chips e estimular a produção local para atender o setor automotivo.

[Fonte: Automotive Business]

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.