Linha 2018 Renault Veículos Comerciais

Renault Kangoo 2018: preço, consumo, revisão, detalhes

O Renault Kangoo 2018 é uma multivan importada da Argentina, que é vendida em duas configurações, com e sem porta lateral. O pequeno furgão tem preços a partir de R$ 59.550 e vem com o antigo motor 1.6 Hi-Flex. Porém, o modelo lançado em 1997 brevemente será substituído por um novo produto, originado da romena Dacia.

Renault Kangoo 2018: preço, consumo, revisão, detalhes


A origem do Renault Kangoo remonta ao modelo Express, que também chegou a ser vendido no Brasil. Este, porém, foi sucessor do clássico Renault 4 Fourgonnette, que era um derivado direto do R4, que foi produzido entre 1961 e 1978. No caso do pequeno furgão, a produção se estendeu até o começo dos anos 90, quando foi substituído completamente pelo Express.

Mesmo se a Renault tivesse chegado ao Brasil em 1990, por exemplo, provavelmente não seria o R4 Fourgonette a ser oferecido por aqui, visto que já existia desde 1985 o Express, derivado do Renault R5. Este sim, chegou ao Brasil importado do Uruguai, onde foi feito de 1996 a 2002. Assim como o R4 furgão, o Express herdou a suspensão traseira por barras de torção e amortecedores, que possuía geometria diferente em cada roda.

Cinco anos após a chegada do Renault Kangoo, o furgão Express saía de cena no Uruguai, dois anos após a Europa. O novo produto era derivado do Renault Clio da segunda geração. Feito na França, Malásia, Marrocos e Argentina, rapidamente o modelo caiu no gosto do europeu, devido a plataforma baixa, que permitia o acesso de cadeira de rodas e de cargas na versão Express. Era oferecido tanto na versão de passageiros quanto na comercial.


A multivan da Renault tinha bom espaço interno, janelas grandes e corrediças, espaço para seis pessoas, teto elevado e aproveitamento muito bom do volume interno. O Kangoo tinha diversos motores disponíveis na primeira geração, entre eles propulsores 1.0 de 68 cv, 1.2 com 75 cv, 1.4 de 75 cv e 1.6 (K4M atual) com 95 cv.

Tinha ainda uma versão diesel 1.5 dCi com potências entre 57 cv e 88 cv. Também foi equipado com motores diesel 1.9 aspirado de 55 cv ou 1.9 turbodiesel com até 85 cv. De forma limitada, o Renault Kangoo teve também versão 100% elétrica e híbrida plug-in, além de versões movidas por GLP ou GNV. É essa geração que continua a ser fabricada na Argentina e vendida no Brasil.

Em 2007, no entanto, a Renault decidiu pela segunda geração, que era feita sobre a plataforma C do Mégane e Scénic de terceira geração e tinha algo bem peculiar: uma versão curta e outra longa. O Kangoo Compact media apenas 3,90 m de comprimento com 2,31 m de entre-eixos. Já o Maxi, que era o maior, pulava para 4,66 m de comprimento por 3,08 m de entre-eixos. Já a versão Express tinha 4,21 m de comprimento e 2,68 m de entre-eixos.

Feito somente na França, o Renault Kangoo II continua em produção e deu origem ao Mercedes-Benz Citan e tem no motor diesel 1.5 dCi seu principal propulsor. Mas, o destaque dessa geração é a versão ZE (Zero Emission) totalmente elétrica. O projeto original era intercambiar a bateria de lítio através do sistema de troca automatizada da Better Place, que acabou fracassando.

Com densidade de 22 kWh, as células de lítio garantem ao modelo uma autonomia de 170 km, mas recentemente uma atualização para 41 kWh permite dobrar esse alcance. Seu motor elétrico tem 59 cv e 23 kgfm. Apesar de não ser vendido ao público, o Renault Kangoo ZE já roda pelo Brasil em frotas de empresas públicas e privadas, entre elas a Itaipu Binacional e os Correios. Apesar disso, não será este o sucessor do primeiro Kangoo. Isso ficará a cargo do Dacia Dokker, que substituirá o Kangoo.

Renault Kangoo 2018: preço, consumo, revisão, detalhes

Renault Kangoo 2018 – detalhes

O Renault Kangoo 2018 transporta 705 kg de carga no baú de 2.800 dm3, fora o motorista. Com 4,01 m de comprimento, o modelo tem 2,60 m de entre eixos. Ele está disponível com ou sem porta lateral corrediça, que permite facilitar o embarque e o desembarque de encomendas. Com teto alto, o pequeno furgão é bem útil em uso urbano, pois é fácil de estacionar.

Com o mesmo estilo dos anos 90, o Renault Kangoo 2018 tem frente atualizada há alguns anos atrás e consiste em um conjunto ótico com faróis amendoados e grade horizontal em acabamento preto. O para-choque possui laterais e parte central em preto, mas entre eles, a cor é a mesma da carroceria, tendo esta apenas três opções: Branco Glacier, Cinza Quartz e Prata Étoile.

Nas laterais, protetores pretos na base das portas, retrovisores grandes na mesma tonalidade, assim como as maçanetas das portas. As rodas de aço aro 14 polegadas podem ter calotas parciais. Na traseira, as lanternas são verticais e de bom tamanho, tendo as portas traseiras tamanhos diferentes, sendo a esquerda maior. Ambos possuem protetores inferiores, mas não possuem mais vigias.

Por dentro, o volante é simples e sem comandos adicionais, enquanto o quadro de instrumentos possuem mostradores analógicos principais e um display digital com nível de combustível e temperatura da água. Luzes de alerta também estão em boa posição. Há suporte para som no veículo, mas sem alto-falantes. Uma antena é fixada no teto do lado externo.

Internamente, o Renault Kangoo 2018 tem ainda comandos de ventilação e aquecimento, sendo este último e o ar-condicionado opcionais, assim como vidros e travas elétricas. No teto, um porta-objetos é útil para mapas e outros documentos do operador. Interessante é que, mesmo sendo bem básico, o furgão tem regulagem elétrica dos faróis.

Há também uma grade protetora interna, separando a cabine do baú de carga. Os bancos são revestidos em tecido. O espaço na frente é bom para trabalho, assim como o conforto. O acesso ao compartimento de carga é bom também. O Renault Kangoo 2018 se mostra um carro que ainda vende bem por conta de sua versatilidade no uso comercial, embora seja até usado como motor home por entusiastas de viagem.

Em 2017, o Renault Kangoo 2018 vendeu 1.254 unidades, ganhando de seu rival Peugeot Partner, que emplacou 939 exemplares. O Citroën Jumper é outro concorrente da PSA, que vendeu somente 415 veículos. Espera-se que a chegada do Dokker, que pode ser vendido como Renault Dokker ou mesmo com o nome Kangoo, deverá vender mais, pois retornará com a opção de passageiro, há muito abandonada pelo comercial leve atual.

Renault Kangoo 2018: preço, consumo, revisão, detalhes

Renault Kangoo 2018 – novidades

O Renault Kangoo 2018 já está há muito tempo no mercado brasileiro e ainda faz parte da primeira geração do comercial leve francês. Mas, agora o modelo será substituído por um novo modelo e não a geração atualmente em produção na Europa. Nesse caso, a escolha da marca francesa é óbvia, o Dacia Dokker.

Desenvolvido na Romênia e fabricado em Marrocos, o comercial leve tem custo de produção bem mais baixo que o comercial francês, compartilhando a plataforma do Logan. Nesta imagem, feita pelo leitor Fernando Zamariolli, o Dokker roda quase sem camuflagem em uma rodovia na cidade de São José dos Pinhais-PR.

O comercial leve deverá ser produzido na Argentina, onde a Kangoo atual é feito. Com 4,36 m de comprimento e 2,81 m de entre-eixos, o Dokker tem 1,75 m de largura e 1,81 m de altura, sendo assim bem maior que o modelo original da Renault, que tem 4,03 m de comprimento e 2,60 m de entre-eixos. Com mais volume interno e capacidade de carga, o modelo – que pode adotar o nome Kangoo no Brasil – deve bater de frente com o Fiat Fiorino, que tem 4,38 m de comprimento e 2,71 m de entre-eixos.

Por ora, não se sabe a motorização, mas o mais provável é o uso do propulsor 1.6 SCe com até 118 cv, agregando talvez Start&Stop para redução do consumo e outras melhorias introduzidas nos Logan e Sandero, recentemente. A transmissão manual de cinco marchas é algo certo.

Airbag duplo, ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, freios com ABS, vidros e travas elétricos, sistema de áudio, farão parte do pacote. Com o Dokker, a Renault reforça o time comercial, que tem como destaque a van Master, líder do segmento no mercado nacional. Proteção da bateria e recuperação de energia nas desacelerações, pneus de baixa resistência à rolagem, entre outros, podem ser alguns dos dispositivos para ajudar na redução do consumo, fundamental em um carro para uso comercial.

Apesar dos vidros, já que possui uma versão para passageiros, o Dacia Dokker deve focar mais em entregas e por isso a opção furgão deverá ter um mix maior de vendas. Com o fim do Kangoo antigo, a Renault tirará de cena o último modelo oriundo da fase inicial da marca no Brasil. Em comum com a gama europeia, a empresa só terá no país a van Master. Todo o restante é derivado da Dacia, mesmo o Captur, já que sua plataforma é a mesma do Duster. Bem ou mal, foi com essa gama que a francesa virou o jogo por aqui.

Renault Kangoo 2018: preço, consumo, revisão, detalhes

Renault Kangoo 2018 – versões

  • Renault Kangoo Express 1.6 MT s/porta lateral
  • Renault Kangoo Express 1.6 MT c/porta lateral

Renault Kangoo 2018 – equipamentos

Renault Kangoo Express 1.6 MT s/porta lateral – Motor 1.6 Hi-Flex e transmissão manual de cinco marchas, mais rodas de aço aro 14 polegadas com calotas, pneus 165/70 R14, baú de carga com 2.800 litros, pára-choque dianteiro na cor do veículo, airbag duplo, freios com ABS e EDB, bancos em tecido, ajuste elétrico da altura dos faróis, retrovisores com controle interno, grade tubular interna, ar-quente, direção mecânica, ventilação interna, protetor do cárter e câmbio, portas traseiras duplas, preparação para som, vidro verdes, repetidores de direção laterais, antena no teto, vidros traseiros, lavador e limpador do para-brisa, espelho interno dia e noite, cluster com iluminação padrão e conta-giros, cintos de segurança de três pontos, apoios de cabeça, porta-luvas com tampa, console com porta-copos, entre outros.

Opcionais: Pack Conforto (ar-condicionado e direção hidráulica) por R$ 5.200. Direção hidráulica por R$ 2.420.

Renault Kangoo Express 1.6 MT c/porta lateral – Itens acima, mais porta lateral corrediça com travamento interno.

Opcionais: Pack Conforto (ar-condicionado e direção hidráulica) por R$ 5.200. Direção hidráulica por R$ 2.420. Pacote Visu (ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos e abertura elétrica das portas pela chave à distância) por R$ 5.520.

Pintura: Branco Glacier (sólida), Cinza Quartz (metálica por R$ 1.370) e Prata Étoile (metálica por R$ 1.370).

Renault Kangoo 2018: preço, consumo, revisão, detalhes

Renault Kangoo 2018 – preços

  • Renault Kangoo Express 1.6 MT s/porta lateral – R$ 59.550
  • Renault Kangoo Express 1.6 MT c/porta lateral – R$ 61.065

Renault Kangoo 2018 – motor

O motor Renault K4M é um velho conhecido do mercado brasileiro, tendo sido introduzido no país junto com a segunda geração do Clio no começo dos anos 2000. Com cabeçote de alumínio dotado de duplo comandos de válvulas, ele tem 16 válvulas no total. O bloco é de ferro fundido e o cárter de latão.

Com injeção eletrônica indireta, mas com tecnologia Flex de combustível, o propulsor é adequado à proposta do Renault Kangoo 2018. O motor tem 95 cv de potência na gasolina e outros 98,3 cv no etanol, ambos obtidos a 5.000 rpm. Já os torques são de 15,1 kgfm e 15,3 kgfm, respectivamente com gasolina e etanol, mas conseguidos em 3.750 rpm.

De 1.6 litro, o K4M é bem antiquado e deve ser substituído completamente pelo novo 1.6 SCe. O propulsor é utilizado pelo modelo desde muito tempo atrás e é robusto, garantindo um custo de manutenção adequado e performance que atende as necessidades dos operadores.

No entanto, com a substituição do Kangoo pelo Dokker, provavelmente sairá de linha para dar lugar ao motor mais moderno, que pode chegar com até 118 cv no futuro comercial leve da Renault. O câmbio manual de cinco marchas é a única opção associada com o K4M no Renault Kangoo 2018.

Renault Kangoo 2018: preço, consumo, revisão, detalhes

Renault Kangoo 2018 – desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final

Renault Kangoo Express 1.6 MT – 12,5 segundos e 161 km/h

Por pesar apenas 1.075 kg, o Renault Kangoo 2018 tem uma performance adequada com o motor K4M 1.6 Hi-Flex 16V. O propulsor tem um bom torque em baixa rotação, garantindo saídas animadoras para um veículo comercial. O motor sobe rapidamente de giro, mas não precisa de altas rotações durante as trocas de marcha, que possuem uma relação bem adequada com engates precisos, porém, pouco macios.

A embreagem é macia, mas a direção hidráulica é um pouco pesada. Sem assistência, o motorista precisará de braço forte em manobras, pois o item é opcional. O Renault Kangoo 2018 tem retomadas adequadas, mas com carga completa, sofre um pouco mais, mas dá conta do recado. O nível de ruído atende ao esperado para um carro de trabalho. Os freios são bem firmes e garantem segurança, mesmo carregado.

Já a suspensão tem uma calibragem mais firme, especialmente na traseira, que ainda usa o sistema de eixo de torção com tirantes internos como nos antigos R4 F6 e Express, sendo bastante robusta e estável. Porém, o conforto fica de lado, apesar do conjunto frontal em McPherson ter uma boa maciez no uso. Para seu porte e peso, o Renault Kangoo 2018 é um carro bastante ágil e que permite uma condução mais confortável.

Rodando na estrada, o ponteiro marca mais de 3.000 rpm, suficientes para um nível de consumo adequado, exceto no etanol, fazendo 6,1 km/litro no etanol e 8,8 km/litro na gasolina dentro da cidade. Na estrada, 7,1 km/litro no etanol e 10,3 km/litro na gasolina. Ou seja, o negócio desse trabalho é abastecer sempre com gasolina, exceto se houver uma queda expressiva no álcool.

De modo geral, o Renault Kangoo 2018 é um produto que deixará saudades em muitas empresas que o operou nestes 20 anos de mercado. O sucessor será maior, mais espaçoso e espera-se que também com um custo-benefício superior, pois é isso que interessa para os operadores desse tipo de veículo. Com motor 1.6 SCe de até 118 cv (20 cv a mais), o Dokker deve superar em performance e economia, podendo até utilizar o Start&Stop de Logan e Sandero.

Renault Kangoo 2018: preço, consumo, revisão, detalhes

Renault Kangoo 2018 – consumo

Cidade

Renault Kangoo Express 1.6 MT – 6,1 km/litro no etanol e 8,8 km/litro na gasolina

Estrada 

Renault Kangoo Express 1.6 MT – 7,1 km/litro no etanol e 10,3 km/litro na gasolina

Renault Kangoo 2018 – manutenção e revisão

O Renault Kangoo 2018 tem um custo de manutenção de R$ 3.041 em seis revisões que compreende um período de utilização de 60.000 km. Com três anos de garantia, o furgão tem revisões a cada 10.000 km e basicamente são executados serviços de inspeção e substituição de itens previstos no manual do proprietário, entre eles troca de óleo lubrificante, filtro de óleo, filtro de ar, velas de ignição, correia em “V”, filtro de combustível, fluído de freio, entre outros.

Por ser um veículo de uso comercial, alguns itens são substituídos com maior frequência, mas o custo geral fica na média dos carros de passeio. As concessionárias Renault também indicam e substituem itens de desgaste natural, entre eles pneus, pastilhas de freio, discos, amortecedores, molas, líquido de arrefecimento, entre outros. As oficinas também realizam serviços rápidos de uma hora, funilaria e pintura.

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 1.6

10.000 km

R$ 429

20.000 km

R$ 517

30.000 km

R$ 453

40.000 km

R$ 672

50.000 km

R$ 453

60.000 km

R$ 517

Renault Kangoo 2018 – ficha técnica

Motor

1.6

Tipo

Dianteiro, Transversal, Etanol e Gasolina

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1598

Válvulas

16

Taxa de compressão

10:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 95 cv @ 5000 rpm / Etanol: 98,3 cv @ 5000 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 15,1 kgfm @ 3750 rpm / Etanol: 15,3 kgfm @ 3750 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 5 marchas

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Hidráulica

Suspensão

Dianteira

McPherson, barra estabilizadora

Traseira

Eixo de torção, barra estabilizadora

Rodas e Pneus

Rodas

Aço 14 polegadas

Pneus

165/70 R14

Dimensões

Comprimento total (mm)

4010

Largura sem retrovisores (mm)

1672

Altura (mm)

1860

Distância entre os eixos (mm)

2600

Capacidades

Porta-malas (litros)

2800

Tanque (litros)

52

Carga útil (kg)

800

Peso em ordem de marcha (kg)

1075

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

ND

Renault Kangoo 2018 – fotos

Renault Kangoo 2018: preço, consumo, revisão, detalhes
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email