Europa Mercado Mercedes Benz Nissan Renault

Renault-Nissan e Daimler podem encerrar parcerias em breve

Renault-Nissan e Daimler podem encerrar parcerias em breve

O casamento entre Renault-Nissan e Daimler pode acabar em breve. Os movimentos nesse sentido estão surgindo com força no mercado internacional, especialmente após a escolha do sueco Ola Kallënius, que assumirá a montadora alemã a partir de maio. O executivo quer mudar os planos atuais da companhia, inclusive os acordos com o grupo franco-nipônico.


O primeiro movimento nesse sentido seria o fim da sinergia entre as duas empresas no desenvolvimento de picapes. Nesse caso, a picape Classe X da Mercedes-Benz não estaria obtendo bons resultados em vendas globais, especialmente na Austrália. Diante disso, a Daimler acusa que está perdendo dinheiro nessa associação com a Renault-Nissan.

Aqui na região, a picape da Mercedes roda há muito tempo com ou sem camuflagem, inclusive até mesmo num “quase evento de lançamento” em São Luis, no Maranhão, quando desfilou abertamente para todo mundo ver. Isso já tem muitos meses e até agora nada.

Renault-Nissan e Daimler podem encerrar parcerias em breve


Na vizinha Argentina, onde deveria estar sendo feito em Córdoba, ela apenas atravessa o país em direção ao Chile, importada da Espanha. Até mesmo a Renault Alaskan está demorando mais do que o esperado, mas nos dois casos, a promessa de chegada está mantida. Quando exatamente? Ninguém sabe. A picape da Renault não vem este ano por causa da crise.

O que realmente está chegando é a picape Nissan Frontier, que de acordo com a empresa, sustenta os custos de produção no norte da Argentina. Com Dieter Zetsche pendurando as chuteiras e Carlos Ghosn em prisão por fraude, a aliança anterior agora depende exclusivamente das ações de Kallënius, que parece mais interessado numa aproximação com a BMW.

O motivo, segundo uma fonte, é que a Daimler vê hoje as empresas no vermelho e assim não faz sentido manter-se numa parceria que não dá resultados esperados. A situação deve atingir projetos em comuns, como Mercedes Cítan/Renault Kangoo, Mercedes GLA/Infiniti QX30 e talvez até o uso do motor 1.3 TCe da Renault.

Renault-Nissan e Daimler podem encerrar parcerias em breve

Estranhamente, a Daimler confirmou a produção do Mercedes-Benz GLB em Aguascalientes, México, onde a planta é da Renault-Nissan. Kallënius, segundo a mesma fonte, não deverá cortar os negócios de forma abrupta, evitando assim perdas grandes para os dois lados.

No caso das picapes, a próxima Frontier pode ter o DNA da L200 Triton ou empresta-lo para a picape da Mitsubishi. No caso da Daimler, a Classe X teria que surgir do zero ou ser compartilhada com um novo parceiro. VW e Ford acertaram que o DNA da Ranger estará na Amarok.

[Fonte: CarAdvice/Autoblog]

 

 

Renault-Nissan e Daimler podem encerrar parcerias em breve
Nota média 4.8 de 6 votos

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Meu palpite é que este divorcio ocorrerá porque a Daimler deve estar em conversações com a PSA. Afinal não faz nem um mês que o Carlos Tavares, CEO da PSA, confirmou que o grupo francês está em busca de uma aquisição ou de uma sociedade.

    • JGx

      Quem salvou a PSA (Peugeot-Citroen) foi a chinesa DongFeng.
      Já a Daimler AG (Mercedes-Benz) está mais pros investidores árabes.
      Posso estar errado, mas me parece que os árabes não negociam muito com os chineses.
      Logo não acredito tanto na sua previsão.

      Aliás, os árabes vêm comprando a Europa inteira.
      Só restou o simbolismo e as lendas míticas européias, porque o capital se foi.
      1/3 da Volkswagen já é árabe

      • O maior acionista individual da Daimler AG é a chinesa Geely, que ainda pretende aumentar sua participação na alemã.

        • th!nk.t4nk

          Não podem aumentar. Já está no limite do que a nova lei alemã permite. Estão tentando driblar isso, mas tudo indica que o governo vai tentar barrar de todas as formas.

          • Chap

            Não vão deixar mesmo. Os alemães e europeus em geral são nacionalistas, não entregam seus patrimônios assim tão fácil, sem necessidade.
            Já numa certa república das bananas com um fantoche no palácio do planalto…estão vendendo até a mãe.

            • Ernesto

              Bom, no governo vermelhinho que tivemos, os chineses deitavam e rolavam comprando terras brasileiras. Você ficou indignado ou nem ficou sabendo?
              Quanto às estatais, melhor vender mesmo do que virar cabide de emprego para políticos.

          • Não há nada que impeça a aquisição, uma vez que a maior parte das ações da Daimler AG estão nas Bolsas Mundiais. O Governo Alemão realmente não queria e viu com preocupação o movimento da Geely, que já é o maior acionista individual da fabricante, mas a chinesa deve confirmar o aumento da participação que ocorrerá da mesma forma que a primeira vez, a revelia da empresa e por meio de braços independentes de investimento. A Geely já começou a dar as cartas na Daimler AG, inclusive prestes a encerrar a parceria da mesma com a Renault-Nissan, o que a beneficiará diretamente, uma vez que a Smart, hoje a cargo da Renault, ficará a cargo dela.

            • th!nk.t4nk

              Você está confundindo açoes ordinárias com açoes participativas. Simplesmente não existe nenhuma influência da Geely nas decisoes da empresa, e pela nova lei continuará não havendo. O caso da Smart não tem nada a ver com a história: essa divisão trabalha no vermelho há muito tempo, e os chineses já haviam demonstrado interesse na marca anos atrás. Vai se concretizar agora porque chegou a hora de desenvolver uma nova geração, e não faz mais sentido jogar dinheiro no ralo a essa altura.

              • Ações ordinárias possuem direito a voto e viabilizam que se exerça o controle ou que se tenha participação na tomada de decisões e etc, e são essas as que a Geely tem; já ações preferenciais não dão direito a voto, e tem como foco investidores, uma vez que os bônus, lucros e etc são direcionados primeiramente a elas.

                A Smart, com a Renault-Nissan, saiu do vermelho, mas não cresceu o esperado. A Geely ofertou ela assumir a nova geração da linha, e obviamente ela mesma votou favorável, junto com outros acionistas do bloco controlador, que hoje estão em apoio a Geely.

                A Alemanha quer impor limites ao capital estrangeiro sob o controle de empresas chave para a economia do país (ainda não o fez), mas no caso da Daimler e Volkswagen, não tem o que ser feito, pois a maior parte das ações destas são comercializadas fora da Alemanha, e hoje a VW tem forte participação de capital árabe e a Daimler deve parar nas mãos da Geely, cedo ou tarde, a menos que deixe de ser interessante aos chineses.

    • Allifen Marques

      PSA está de olho na Jaguar-Land Rover

      • Seria interessante uma picape Land Rover.

        • Allifen Marques

          Com todo o know-how em off-road que a Land Rover tem, poderia sair um produto muito interessante mesmo.

  • Razzo

    Então babou a pickup Mercedes Classe X e o motor 1.3 TCe.

  • vi.22

    Todos esperavam mto mais da classe x, não q ela n seja boa, mas mudaram mto pouco pra ser de uma categoria superior e ter o status Mercedes, não teve ontoc de refinamento necessário , não e um Mercedes de verdade, n tem preço como vantagem perante a concorrência, etc… não faz mto sentido escolhe-la diante das concorrentes….

    • CharlesAle

      Exato.. Pessoal fez muitas “previsões; sobre o porque do divórcio. Mas vc falou a real.. O produto da Mercedes é muito “fraquinho” pars ser um Mercedes. Aliás, até a BMW tirou sarro da pobreza da picape Mercedes…

    • G E O

      Realmente. Eu vi uma no salão de Frankfurt e achei igual a uma S10 ou Ranger produzidas aqui na América do Sul.
      Lembro que o acabamento interno estava todo riscado de tanto as pessoas entrarem e saírem do carro.

    • th!nk.t4nk

      Essa é sua opinião como brasileiro (onde ela nem sequer foi lançada), mas na Europa a maioria não busca status com essa pickup. Vejo essa X-Class sendo usada só pra trabalho pesado, cheias de tralhas e sempre sujas. O diferencial dela é o pack tecnológico da Mercedes (particularmente o Command Online e os sistemas de assistência de direção). O problema é que pra isso eles cobram em torno de 5 mil € a mais, o que é muito dinheiro pra um veículo que é colocado nas mãos de funcionários.

      • TchauQueridos

        Pelo jeito a opinião de “brasileiro” não foi isolada. Já que a BMW e VW já criticaram o produto exatamente por isso.
        Agora parece que a própria MB já abriu os olhos. Vai ter que refinar esse produto.

        • th!nk.t4nk

          Claro que criticaram. São concorrentes. O problema nao é o refinamento do produto, tanto é que a Mercedes tem muitos veículos pra trabalho aqui no exterior, e todos têm esse mesmíssimo nível de acabamento. Os brasileiros não entendem isso: nao tem nada a ver com status por essas bandas. Tem a ver com o custo x benefício. Classe X nao é pickup de luxo, assim como a Classe V e a Vito também não são.

          • Edson Fernandes

            Mas tentam vender a Classe X como algo superior as picapes “comuns” do mercado.

            E é isso que não colou. Não precisa de status, precisa do esperado pela qualidade da propria marca onde seus potenciais compradores não viram.

            • th!nk.t4nk

              Não tentaram, Edson. Tem uma concessionária Mercedes perto de casa. Eles nem sequer colocam a Classe X no show-room: fica no pátio, junto com os demais veículos de trabalho. A Mercedes é famosa aqui na Europa como montadora de carros rústicos pra trabalho. Vocês estão confundindo com as expectativas dos brasileiros, onde essa pickup nem sequer é vendida. Ela vai mal porque o custo x benefício é ruim frente aos concorrentes.

              • Unknown

                Explique porque a Hilux é líder de vendas no Brasil?

              • Edson Fernandes

                Ou seja, vc diz que eu estou viajando mas a fabricante coloca refinamentos no produto que ainda assim não condizem com o esperado. Ou seja, os consumidores… logo…

          • TchauQueridos

            Amigo no mundo todo a Mercedes fabrica veículos de trabalho. Inclusive no Brasil.
            Muitos aliás buscam a marca pela confiabilidade, não apenas status como você insiste em afirmar.

      • Unknown

        Você é funcionário da Mercedes? Defende-a em tudo!

    • Danilo

      Eu já vejo diferente, por se tratar de uma caminhonete, mesmo sendo luxuosa, é um carro utilitário, seria interessante ela ter características de manutenção, por exemplo, mais acessível assim como suas concorrentes, manutenção razoável essa que os carros mercedes não tem. Uma plataforma compartilhada com carros de marcas mais acessíveis proporcionaria isso. Acho que a pick-up mercedes tenderia pro lado mercedes de transporte (caminhões, pequenos caminhões e vans) mais do que pro lado mercedes de luxo.

  • Louis

    Todo mundo sabia que esta pickup Mercedes seria um fiasco.

  • zekinha71

    Nem chegou aqui e já vai morrer, mas poderá surgir uma picape BMW.

  • 1945_DE

    Quem compra Mercedes Benz, não quer uma Nissan disfarçada de Mercedes. Essa foi a maior furada que a Mercedes Benz ja se enfiou. Foi uma falta de visão sem prescedente. Não tinha como dar certo.

    • Unknown

      Pickup Nissan é excelente.

  • Cromo

    Até onde o lado “ostentação” fala tanto quanto o lado “utilitário”? Meu feeling me diz que na maioria dos países o lado utilitário é mais forte que o lado ostentação pras picapes. Penso que nos EUA seja diferente, picape lá vende horrores, penso que lá tem + picape como veículo familiar e a ostentação possa falar mais alto. Mas será que eles preferem ostentar com o luxo de uma picape Mercedes ou com uma picape monstruosamente gigante de outra categoria? Essa Mercedes é pequena pros EUA, e suponho que este seria o único mercado onde uma picape de luxo poderia se dar bem.

  • Marcus Vinicius

    a picape Classe X da Mercedes-Benz não estaria obtendo bons resultados em vendas globais, especialmente na Austrália,essa picape poderia ser feita no México na mesma linha de montagem da Frontier para ser exportada aos Estados Unidos , aí sim obteria resultados melhores

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Cagou o 1.3 turbo.

  • Hodney Fortuna

    Fato que a Renault Nissan está pisando na bola a todo custo! A Renault no brasil está atrasada com o lançamento da nova geração da Duster que já vai fazer um ano que foi lançada na Europa e aqui só promessas.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email