Hatches Populares Renault

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo
Renault Sandero automático

Para seguir a toada dos concorrentes, o Renault Sandero automático 2020 foi lançado recentemente como uma das principais novidades da linha. Combinado ao motor 1.6 SCe flex, o novo câmbio automático CVT consegue proporcionar maior conforto e eficiência, sobretudo na condução do dia a dia.

Este modelo está disponível somente nas versões mais caras da gama: a Zen e a Intense. Para levar um Sandero automático para a casa, é preciso desembolsar pelo menos R$ 63.890.


Tal valor é maior que o de outros hatches compactos automáticos em suas versões mais básicas, como Chevrolet Onix, Ford Ka e Hyundai HB20, que também são mais completos.

Confira abaixo tudo sobre o novo Sandero automático:

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo
Renault Sandero automático

Renault Sandero automático – detalhes

Depois de muito tempo de espera por parte dos consumidores, a Renault, enfim, passou a oferecer um câmbio automático de verdade para os compactos Sandero e Logan.

Os modelos ganharam retoques no visual e no interior, ligeiras melhorias mecânicas e novos equipamentos na linha 2020, anunciada em julho de 2019.

O Sandero CVT 2020, como o próprio nome indica, traz a transmissão continuamente variável. Trata-se do mesmo câmbio X-Tronic CVT encontrado em modelos como Duster e Captur, além de carros da Nissan como Kicks, March, Versa e Sentra.

Para ser ainda mais diferenciado, o Sandero automático traz um visual mais aventureiro, mas sem tantos penduricalhos como no Sandero Stepway. Ele recebeu faróis com luzes diurnas em LED, grade redesenhada, novo para-choque, molduras nas caixas de roda, soleiras, rodas de 15 ou 16 polegadas exclusivas, lanternas em LED que se prolongam sobre a tampa, entre outros.

Fora isso, ele é mais alto que os demais modelos da linha, com 18,5 centímetros de altura livre em relação ao solo. Isso porque a caixa do CVT fica mais baixa que o cárter, exigindo uma elevação extra para deixa-lo mais distante do chão.

Por dentro, o volante é novo, bem como o painel de instrumentos e outros detalhes de acabamento. Ele traz também uma central multimídia renovada que agora espelha a tela de smartphones Android e iOS.

O câmbio CVT tem uma alavanca que mais parece a de um câmbio manual, com pomo prateado e a opção de trocas manuais pela própria alavanca.

Todo o conjunto entrega um desempenho razoável, sobretudo se você for utilizar o Sandero CVT mais na cidade. A transmissão automática, como todo bom CVT, tem funcionamento suave e bom desempenho em arrancadas.

Todavia, em velocidades mais altas ele vai “morrendo” e é necessário dar um pequeno tranco com pé no pedal do acelerador para dar uma reanimada no motor e câmbio.

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Em retomadas, o giro sobe repentinamente e ultrapassa a faixa dos 4.000 rpm. Ou seja, o carro grita bastante. E como o Sandero não possui um dos isolamentos acústicos mais exemplares da cabine, o ruído acaba invadindo os ouvidos dos ocupantes.

No modo manual, o motorista pode trocar as marchas através da alavanca. Porém, não espere por uma condução muito esportiva, até porque se a marcha escolhida estiver chegando perto do limite de giro do motor, a caixa muda a marcha automaticamente.

Neste modo, o carro simula até seis marchas.

Embora tenha sido renovado, o Sandero 2020 conserva alguns vícios do modelo antigo. Entre eles, o sistema de direção eletro-hidráulico que é duro em manobras, sobretudo com o carro parado. Vale lembrar que praticamente todos os seus rivais já saem com direção elétrica de série, um sistema bem mais eficiente e moderno.

O acabamento interno do carro também não é uma das referências do segmento, com plásticos rígidos por todos os lados. Todavia, as versões com câmbio CVT contam com revestimento em tecido (no Zen CVT) ou couro sintético (no Intense CVT) nos apoios de braço nas portas.

A suspensão do carro tem ajuste mais firme para evitar maior inclinação da carroceria em curvas, visto que o Sandero CVT 2020 tem altura mais elevada.

Por conta disso, o carro é um pouco mais desconfortável no andar do dia a dia, sobretudo ao passar por ruas má pavimentadas ou com paralelepípedos, por exemplo.

Vale ressaltar que o Sandero automático 2020 é o único modelo da linha Renault Sandero que oferece controle eletrônico de estabilidade, controle de tração e assistente de partidas em rampas de série. Todas as variantes têm airbags frontais e laterais, assim como no Kwid.

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Renault Sandero automático – versões

  • Renault Sandero Zen 1.6 CVT 2020
  • Renault Sandero Intense 1.6 CVT 2020

Renault Sandero automático – equipamentos

Renault Sandero Zen 1.6 CVT 2020

Segurança: dois airbags frontais, dois airbags laterais, alarme perimétrico, freios ABS, sistema Isofix de fixação para cadeirinhas infantis, assistente de partida em rampas, controle eletrônico de estabilidade, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, alerta sonoro e visual de não utilização do cinto de segurança do motorista, entre outros.

Conforto: ar-condicionado manual, direção eletro-hidráulica, abertura elétrica da tampa do porta-malas, abertura interna do reservatório de combustível, vidros dianteiros elétricos com sistema “one touch”, travas elétricas das portas e do porta-malas, sensor de estacionamento traseiro, coluna de direção com ajuste de altura, chave canivete com comando de abertura das portas, banco do motorista ajustável em altura, entre outros.

Visual e acabamento: moldura preta de proteção nas caixas de roda, detalhes de acabamento interno em preto brilhante, grade frontal com frisos cromados, lanternas traseiras com assinatura integral em LED, luzes diurnas em LED integradas aos faróis, detalhes internos cromados, apoio de braço nas portas em tecido, rodas Flex Wheel de 16 polegadas, saídas de ar com moldura cromada, volante com detalhes cromados, entre outros.

Tecnologia: sistema multimídia Media Evolution com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto, Apple CarPlay e sistema Eco Coaching e Eco Driving, indicador de troca de marcha, comando de satélite no volante, computador de bordo multifunções, entre outros.

Renault Sandero Intense 1.6 CVT 2020

Conforto: se diferencia pelo ar-condicionado automático, banco traseiro com encosto bipartido e rebatível, retrovisores externos elétricos com repetidores de seta e vidros traseiros elétricos com tecnologia “one touch”.

Visual e acabamento: agrega faróis de neblina com moldura cromada, revestimento do apoio de braço nas portas em couro sintético, rodas de liga-leve Biton de 16 polegadas e volante com detalhes cromados e revestimento em couro sintético.

Tecnologia: recebe piloto automático com limitador de velocidade e câmera de ré.

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Renault Sandero automático – preços

  • Renault Sandero Zen 1.6 CVT 2020: R$ 63.890
  • Renault Sandero Intense 1.6 CVT 2020: R$ 66.390

Renault Sandero automático – cores

Veja abaixo as cores disponíveis para a linha Renault Sandero 2020:

  • Branco Glacier (+ R$ 700)
  • Vermelho Vivo (sem custo adicional)
  • Prata Étoile (+ R$ 1.500)
  • Cinza Cassiopée (+ R$ 1.500)
  • Azul Iron (+ R$ 1.500)
  • Preto Nacré (+ R$ 1.500)

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Renault Sandero automático – motor

O Sandero automático é equipado com o motor 1.6 SCe 16V flex, dotado de quatro cilindros, duplo comando de válvulas variável na admissão, injetores posicionados no cabeçote e fabricado em alumínio.

Este propulsor consegue desenvolver 115 cavalos de potência quando abastecido com gasolina e 118 cv com etanol, a 5.500 rpm. O torque é de 16 kgfm com ambos os combustíveis, entregue a partir de 4.000 giros.

Junto a ele está a transmissão automática X-Tronic do tipo CVT (continuamente variável).

De acordo com a Renault, um dos diferenciais desse câmbio é um software de gerenciamento que dá a opção ao condutor de reproduzir seis marchas virtualmente, com trocas manuais na alavanca do câmbio – basta posicionar a manopla à esquerda para assumir o controle.

O X-Tronic CVT tem ainda o sistema Lock-up com Active Slip Control, onde a polia é liberada gradualmente para que o torque seja transmitido de forma linear. Isso garante acelerações com respostas mais vigorosas e sem alternâncias, visto que a polia fica “retida” e é liberada de forma gradual para melhor aproveitamento da força do motor.

O conjunto oferece ainda a função Eco-Coaching na central multimídia, que avalia a condução do motorista ao final do percurso levando em troca a quilometragem percorrida, o consumo, a regularidade da velocidade e as trocas de marcha.

Há também o Eco-Scoring, que orienta o condutor para dirigir de modo mais econômico.

Renault Sandero automático – consumo

De acordo com a Renault, os números de consumo do novo Sandero automático 2020 são os seguintes:

  • Consumo de 8,1 km/l na cidade e 8,8 km/l na estrada com etanol;
  • Consumo de 11,8 km/l na cidade e 12,8 km/l na estrada com gasolina.
  • Autonomia de 405 km na cidade e 440 km na estrada com etanol;
  • Autonomia de 590 km na cidade e 640 km na estrada com gasolina.

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Renault Sandero automático – desempenho

A seguir, os números de desempenho do Sandero automático:

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 11 segundos;
  • Velocidade máxima de 177 km/h.

Renault Sandero automático – garantia e revisões

A Renault comercializa o novo Sandero automático com garantia de três anos, sem limite de quilometragem, a exemplo dos outros carros de passeio vendidos pela marca no Brasil.

Confira abaixo os preços fixos das revisões do Renault:

  • Revisão de 10.000 km ou 1 ano: R$ 459,09
  • Revisão de 20.000 km ou 2 anos: R$ 459,09
  • Revisão de 30.000 km ou 3 anos: R$ 459,09
  • Revisão de 40.000 km ou 4 anos: R$ 765,97
  • Revisão de 50.000 km ou 5 anos: R$ 477,18
  • Revisão de 60.000 km ou 6 anos: R$ 477,18
  • Revisão de 70.000 km ou 7 anos: R$ 567,59
  • Revisão de 80.000 km ou 8 anos: R$ 1.616,49
  • Revisão de 90.000 km ou 9 anos: R$ 567,59
  • Revisão de 1000.000 km ou 10 anos: R$ 567,59

Sendo assim, as seis primeiras revisões até os 60 mil quilômetros rodados ou seis anos de uso do Renault Sandero automático totalizam um valor de R$ 3.097,60.

Renault Sandero automático – concorrentes

Chevrolet Onix LT 1.0 Turbo Automático – R$ 62.890

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Um dos principais rivais do Sandero, ele é o único desta lista com motor 1.0 Turbo, que rende até 116 cv e 16,8 kgfm, com câmbio automático de seis marchas.

O novo Onix LT Turbo AT é também um dos mais equipados, com seis airbags, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, direção elétrica progressiva, trio elétrico, chave presencial, partida do motor por botão, piloto automático, carregador wireless, câmera de ré, rodas de liga-leve, faróis com acendimento automático, entre outros.

Fiat Argo Precision 1.8 Automático – R$ 63.990

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

A versão automática mais barata do Argo tem preço de quase R$ 64 mil, sem opcionais. Ele usa um motor 1.8 flex de até 139 cv e 19,3 kgfm, com câmbio automático de seis marchas.

Tem ar-condicionado, computador de bordo, direção elétrica progressiva, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, monitoramento da pressão dos pneus, vidros e travas elétricas, rádio com Bluetooth, volante multifuncional, entre outros.

Ford Ka SE Plus 1.5 Automático – R$ 61.390

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Este não é o Ka automático mais barato, mas o que mais se aproxima do Sandero automático em preço. O Ka SE Plus tem um motor 1.5 flex de três cilindros com 137 cv e 16,1 kgfm, mais câmbio automático de seis marchas.

Entre os principais recursos, tem piloto automático, vidros e travas elétricas, sensor de estacionamento, central multimídia, ar-condicionado, direção elétrica, computador de bordo, faróis de neblina, Isofix, entre outros.

Hyundai HB20 Vision 1.6 Automático – R$ 62.790

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Com uma nova geração lançada recentemente, o HB20 automático mais barato parte de R$ 62.790. Este modelo tem um motor 1.6 flex de 130 cv e 16,5 kgfm, com câmbio automático de seis velocidades.

É equipado de fábrica com controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, alarme, ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico, computador de bordo, piloto automático, USB para carregamento rápido de celular, central multimídia com tela de oito polegadas e espelhamento de smartphones, entre outros.

Volkswagen Polo 1.6 Automático – R$ 63.350

Renault Sandero automático: versões, equipamentos, preços, consumo

Por fim, o Polo automático com motor 1.6 flex de 117 cv e 16,5 kgfm e câmbio de seis marchas parte de R$ 63.350.

Ele tem itens como quatro airbags, controles de estabilidade e tração, bloqueio eletrônico do diferencial, assistente de partida em rampas, alarme, direção elétrica, ar-condicionado, computador de bordo, trio elétrico, Isofix, rádio com Bluetooth, volante multifuncional, entre outros.

Renault Sandero automático – ficha técnica

Motor

1.6 SCe 16V Flex CVT

Tipo

Dianteiro, transversal e bicombustível

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1.597

Válvulas

16 (4 por cilindro)

Taxa de compressão

10,7:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima

115 cv (gasolina) e 115 cv (etanol) a 5.500 rpm

Torque Máximo

16 kgfm (gasolina ou etanol) a 4.000 rpm

Transmissão

Tipo

CVT de seis marchas com conversor de torque

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Discos ventilados (dianteira) e tambores (traseira)

Direção

Tipo

Eletro-hidráulica

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson, com molas helicoidais

Traseira

Eixo de torção, com molas helicoidais

Rodas e Pneus

Rodas

Liga-leve de 15 polegadas

Pneus

205/55 R16

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.070

Largura (mm)

1.733

Altura (mm)

1.570

Distância entre os eixos (mm)

2.590

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

446

Tanque (litros)

50

Porta-malas (litros)

320

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

1.140

Renault Sandero automático – galeria de fotos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • Clayton Martins

    Enfim, caro, mal acabado e obsoleto. Não é opção

  • Cardoso (não aquele)

    O Sandero 2013 automático é horrível nas saídas a ponto de ser quase perigoso ao entrar em uma rodovia.
    Esse CVT será que é melhor nesse aspecto?

    • fabio

      Em 2015 compramos um SANDERO e um UP para empresa . O SANDERO foi so troca de filtros e oleo e uma correia dentada esta com 150 000KM nao faz nenhum barulho. O UP pareçe uma escola de samba tudo bate dentro do carro,ja deu problema na injeçao,bateria soltou os defletores de calor que esta em baixo do carro iremos vender em janeiro se alguem quiser essa bomba fa conosco.

      • Alexandre Monteiro

        Carro da VW sem problemas na injeção não é carro da VW.

        • André

          Verdade, e aquela luzinha EPC então?
          Meu deus, VW fazia carros robustos até os anos 80. Depois disso, dão mais defeitos que os da concorrência.

    • André

      É outro motor e outro cambio, é outra vida.
      Esse automático de 2013 era ruinzinho, mas também não exagera.

  • Marcos Villela

    “o sistema de direção eletro-hidráulico que é duro em manobras” ?! Fala sério, acho que você nunca deve ter dirigido um carro sem direção hidráulica …

    • Faltou interpretação: a comparação é com os outros carros equipados com direção assistida, até porque acho que nem existe mais carro 0 Km sem direção assistida!

      • Guilherme Ferreira Lucio Lemes

        E vou te falar…não entendo o uso da berração…Já reclamei da Captur várias vezes por causa de direção.

  • Retrato do Papai

    na europa um sandero top mal chega perto do preço de um polo básico, e aqui essa tranqueira custa a mesma coisa… peculiaridades do huezil

    • Rogério R.

      A VW para nacionalizar o Polo teve que disgraçar com o acabamento interno dele, o acabamento do Polo europeu é bem melhor. A nova política mais por menos da GM é graças a plataforma SAIC-GM, pois se fosse uma Opel…

    • Porto Velho

      Sandero na Europa é bem mais simples que o Brasileiro. Da nem pra comparar. A versão de entrada não tem os básicos ar/dh/vidro/trava e mesmo os para-choques não são pintados, bem no estilo “pé de boi” da década de 90.

      Já o nosso Polo é mais simples que o daquelas bandas. Assim o preço deles se aproxima.

      • Sino Weibo

        A versão de entrada do Sandero na Europa custa 1/3 do valor do Polo. Mesmo a versão básica do Sandero na Europa é baratíssima.

        • Porto Velho

          Sim, é.. porque é uma versão bem simples.

        • Retrato do Papai

          não dá pra entender cara… na verdade dá sim, a renault tá lucrando horrores com o nosso mercado, vendendo chã a preço de picanha

          • Porto Velho

            Nada.. é só você confundindo maçã com banana. Além do fato do Sandero ter nível inferior no mercado europeu (não tem nada além de 1.0 manual e lista de equiapamentos e acabamento é inferior), tá comparando preço das versões mais caras do Sandero com a versão intermediária do Polo.

            • Retrato do Papai

              não tem at de fato, mas tem até 1.5 diesel… além disso a versão básica do sandero lá já tem esc, controle de tração e assistente de frenagem em rampa… lá ele não tem muitos equipamentos pois a proposta é ser um carro barato, e faz sucesso assim, só que aqui ele fica todo emperiquitado para “parecer de um segmento superior”, tanto que concorre em preço com o polo, que deveria disputar com algo no nível do clio… compara essa versão do sandero da notícia com o polo msi at, ambos 63k, e me fala o que o sandero tem a mais pra justificar custar o mesmo? ar digital e cmm? uaaaaaaaau

              é muito nítido, a renault explora o nosso mercado vendendo esses dacias a preço de ouro… por que o consumidor europeu merece clio e a gente tem que se contentar com sandero (a preço de clio)? ainda bem que o mercado já entendeu isso e o sandero tem que se contentar em ficar no fim do segundo pelotão nas vendas, perto de outra aberração chamada yaris (feat. etios)

      • Retrato do Papai

        então o nosso sandero é tão bom que pode ser comparado ao polo? seria o caso de exportarmos nosso sandero pra europa pra competir com o polo? será que lá eles aceitariam essa aberração? porque aqui tá de boa…

        • Porto Velho

          No caso dos Sandero Zen e Intense contra o Polo MSI sim, é melhor. O erro na sua comparação ai é querer que o Sandero topo de linha custe menos que o Polo intermediário. Os Polos Highline e Comfortline custam bem mais, assim como o Polo MPI custa mais que a versão de entrada do Sandero.

          Mas não é o caso de exportar. Sandero tem proposta bem diferente na Europa. Quem concorre com o Polo lá é o Clio, esse sim mais próximo ao nosso Sandero.

  • D34D P00l

    Sinceramente, quem opta por este em prol de um dos seus concorrentes AO MESMO PREÇO, pode se internar, salvo pessoal que realmente tenham alguma necessidade extra de espaço.

  • Raul Mafra

    Carro para locadoras, pq quem faz um drive no polo e onix mod novo nunca vai comprar o sandero

  • Rogério R.

    Esse câmbio CVT é caro demais! A diferença de preço do Sandero Zen 1.6 manual para o CVT são de R$ 7 mil! Caramba! Na minha opinião a Renault deveria equipar mais a versão Zen com retrovisores elétricos, vidros traseiros elétricos e na versão manual controle de estabilidade e tirar o Stop & Start.
    Ô Renault, a plataforma M0 tá mais do que paga apesar dos aperfeiçoamentos, pois ela é uma evolução da B do Clio 3 e dá para copiar a política do mais por menos da GM assim como a concorrência toda copiou a política de 3 anos de garantia que vocês criaram.

    • Rogério R.

      P.S.: Dirigir carro AT é sem graça demais! VIVA O CÂMBIO MANUAL!

      • fabio

        Dirigir carro AT É MUITO MAS MUITO SEM GRAÇA

      • Clementino Zelador

        e qual é a graça de dirigir um sandero manual?.

        • Rogério R.

          A graça ou o prazer de dirigir um automóvel, de estar totalmente no controle da caixa de mudanças de marchas. Para mim isso ainda é sensacional!

    • Porto Velho

      Não é só o câmbio que muda.

  • Guilhe

    Não deixaria de comprar nenhum dos concorrentes para levar esse Sandero, péssima compra. E o Logan ficou muito esquisito com essa suspensão de jipe.

  • Julio

    Mas que revisões bem salgadas deste Sandero, pelo amor !!!

    Ate gostaria de saber o que é trocado em cada uma para justificar o auto valor.

  • Ricardo Silva

    Só achei que elevaram demais o carro pra encaixar essa caixa de cambio CVT, o distância do solo da versão anterior e do Stepway eram perfeitas, essa ficou muito desproporcional, o Logan então, ficou bizonho … fizeram muita gambiarra pra encaixar esse cambio ai …

    • Ivan Gorato (RaptorStealth)

      Quer apostar que logo vão chamá-lo de SUV, por conta da altura do solo e ângulo de ataque?

  • Edu

    O Onix que vem com chave presencial, partida do motor por botão, carregador wireless, câmera de ré e faróis com acendimento automático não é o LT mas sim o LTZ por 66.290,00.

  • RicardoVW

    Nem deve ser manco esse 1.6 CVT. Hahahaha

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email