*Destaque Hatches Manutenção Renault

Renault Sandero – defeitos e problemas

renault sandero 1.0 sce 23 - Renault Sandero - defeitos e problemas

Dando continuidade a nossa série de matérias que mostra os principais problemas crônicos apresentados pelos automóveis mais vendidos no mercado brasileiro, o alvo da vez é o Renault Sandero. Apesar de ser um carro agradável, conforme os relatos dos proprietários, o hatch estaria apresentando, segundo os proprietários, uma série de defeitos que acabam decepcionando boa parte dos motoristas. Separamos os principais deles seguindo relatos em fóruns próprios e no Reclame Aqui. Confira:


Media NAV problemático

Uma das reclamações mais frequentes por parte dos atuais proprietários do Renault Sandero de segunda geração é a respeito do Media NAV. Trata-se da central multimídia que equipa boa parte das versões do hatch compacto e também os demais modelos da marca francesa ofertados em nosso mercado. Entretanto, apesar de ser um sistema sem muitos recursos adicionais (como espelhamento da tela de smartphones), ele supostamente estaria apresentando sérios problemas.

Em muitos casos relatados pelos proprietários no Reclame Aqui, o Media NAV simplesmente deixou de funcionar de uma hora para a outra. O sistema costuma ficar travado na tela de início com o logotipo da Renault. Em uma das reclamações, mesmo após tentar desligar e ligar novamente a bateria para tentar solucionar o problema, o sistema multimídia exibe uma outra tela solicitando um código de autenticação.

Para piorar a situação, as oficinas das concessionárias da Renault costumam informar que não conseguem oferecer suporte a tal equipamento com o veículo fora da garantia e a única solução possível seria a substituição da Media NAV, sendo que algumas vezes o preço do equipamento pode beirar a casa dos R$ 4 mil.


renault sandero stepway rip curl 2016 15 - Renault Sandero - defeitos e problemas

Câmbio automatizado Easy’R defeituoso

Atualmente, somente o pseudo-aventureiro Sandero Stepway conta com a opção do câmbio automatizado Easy’R. No entanto, na ocasião do lançamento em 2015, tal recurso foi disponibilizado para outras configurações do carro com motor 1.6. E de acordo com nossa pesquisa, a transmissão Easy’R também é alvo de muitas reclamações por parte dos proprietários em fóruns próprios e também no Reclame Aqui.

Na maior parte dos relatos, os donos dos Renault Sandero equipados com o câmbio Easy’R dizem que o sistema apresenta trepidações constantes, principalmente durante as trocas de marchas e no engate da marcha a ré. Isso seria devido a um desgaste prematuro na embreagem, que realmente é causado pela própria peça ou pelo conjunto como um todo, visto que este tipo de transmissão não conta com embreagem e, portanto, o motorista acaba não tendo culpa alguma neste defeito.

Para reparar tal defeito, a Renault costuma passar um orçamento que varia de R$ 2 mil a R$ 3 mil. Todavia, ao que tudo indica a própria marca reconhece o problema, já que em diversos casos a empresa cedeu uma espécie de “cortesia”, onde o proprietário deveria arcar com 50% do valor orçado.

Embreagem de baixa qualidade

Eis outro problema que envolve a embreagem do Renault Sandero. Todavia, este suposto defeito de trepidação na embreagem estaria acontecendo também nas unidades com câmbio manual, sobretudo nos modelos equipados com motorização 1.6 litro. Algo que também já seria de se esperar, visto que o Easy’R utiliza praticamente o mesmo mecanismo da versão manual.

Em um dos casos, a embreagem apresentou desgaste com apenas 40 mil quilômetros rodados. E a Renault não se prontificou a realizar a substituição do componente, visto que o automóvel já se encontrava fora da garantia.

Baixa constante no nível de óleo dos motores SCe

Há pouco mais de um ano, a Renault passou a equipar a dupla Sandero e Logan com a nova linha de motores SCe, com unidades 1.0 e 1.6 litro. Entretanto, conforme mostram os relatos registrados no clube do veículo e também no Reclame Aqui, esses motores podem ser um tanto quanto problemáticos em alguns casos. Em diversos casos, os propulsores estariam apresentando uma queda constante no nível de óleo. Os proprietários precisavam levar os veículos até às concessionárias a cada 1.000 km para completar o nível do óleo.

A Renault já informou a diversos deles que tem ciência do problema, mas ainda não promoveu qualquer recall para repara-lo. Um dos relatos sobre essa baixa do óleo mostra que a concessionária detectou um defeito na junta do cabeçote e o óleo estava se misturando com o combustível durante a queima. Após a substituição da junta do cabeçote, o problema do nível de óleo acabou desaparecendo.

Ar-condicionado ineficiente

O ar-condicionado é outro equipamento alvo de reclamações dos proprietários da segunda geração do Renault Sandero. De acordo com os principais relatos, os automóveis compactos da Renault fabricados a partir de 2014 estariam apresentando um vazamento no sistema de ar-condicionado, mais precisamente um vazamento do gás através do evaporador.

Porém, em muitos casos a Renault não promoveu a substituição do equipamento e em um deles repassou ao cliente um orçamento de quase R$ 2,4 mil para realizar o reparo no sistema de ar-condicionado.

renault sandero stepway 1.6 sce 9 - Renault Sandero - defeitos e problemas

Vazamento de óleo da caixa de direção

Este problema não é algo decorrente entre as unidades da atual geração do Renault Sandero. Entretanto, caso você pesquise por problemas relacionados ao Sandero de primeira geração, o vazamento de óleo da caixa de direção aparece disparado como o principal deles.

Em diversos casos, o vazamento de óleo da caixa de direção teria surgido com uma quilometragem um tanto quanto baixa, de menos de 40 mil quilômetros. Para piorar, um relato mostra que a concessionária recomendou a substituição da caixa de direção fora da garantia e, ainda assim, após rodar alguns quilômetros, o vazamento de óleo voltou a aparecer. Sendo assim, os proprietários dizem que se trata de um “vício oculto” da antiga geração do Renault.

Garantia deficiente

Como é possível notar nos relatos citados acima, muitos proprietários encaram a garantia de três anos ofertada pela Renault em toda a sua gama nacional como não sendo muito “amiga” dos proprietários. Na maior parte dos relatos registrados no Reclame Aqui, os problemas apresentados pelos exemplares do Sandero acabaram não sendo solucionados pela fabricante, inclusive aqueles que costumam ser mais frequentes (como os exibidos nesta matéria).

Como exemplo, um exemplar de ano/modelo 2016/2017 do Renault Sandero com apenas 15 mil quilômetros rodados apresentou um barulho no motor e a marca constatou que se trata de um desgaste interno por “culpa” do proprietário, sendo que a revisão de 10 mil km foi realizada na própria concessionária. Logo, o problema acabou não sendo solucionado em garantia.

COMPARTILHAR:
  • Br#No

    Tive problemas com trepidação na embreagem desde os 20.000 km em 3 Sanderos 2014. Como era bem sútil no início, os mecânicos nunca “percebiam”, só eu. Os engasgos ao sair com o carro pela manhã , também são frequentes nos 3 veículos desde que comprei os carros. Ele recomendavam sempre a caríssima limpeza do corpo de borboletas, que nunca solucinava o problema. Com 62.000 km, um veículo apresentou vazamento no Ar Condicionado e orçamento foi de mais de 2.000 reais. Nunca espero muito dos populares, cada um tem um problema diferente.

    • Louis

      Caríssima limpeza do corpo da borboleta? Isso porque a concessionária explora, porque eu já fiz isso em casa sem esforço.

    • Roberto Gilioli Heineck

      O meu também tem esses engasgos, em especial em manhãs com temperatura abaixo dos 15º C. Eu perguntei se isso era normal e me falaram que a fábrica configura o carro, para dias de baixa temperatura, injetar mais combustível e diminuir a quantidade de ar na mistura, para “facilitar” a partida e não tem nada a ser feito…

    • afonso200

      250mil km, fielder 2005 Automatica, nunca deu nada no AC, e uso todo dia

    • Bruno Guilherme Souza

      Por isso gosto tanto do meu Etios 2014! Ele pode não ser um primor de beleza, mas estou a 5 anos com ele (66 mil Km) e até hoje nunca me incomodou!

      • Janduir

        Carro vai da sorte também. Estou com um Vectra Elite 2010 que comprei com 33.000km e agora está com 75000km sem maiores surpresas. Espero que dure tanto quanto um Vectra Expression táxi de Guarulhos que rodou 1 milhão de km sem fazer o motor (tem materia no youtube)… com os preços de carros nas alturas, pretendo ficar muito tempo com o Vectra…

    • Zeca Piroto 🤘🔥

      Aqui em casa tivemos 2 Sanderos, 10/10 vibe e 11/11 de versão intermediária, ambos deram entrada inúmeras vezes na garantia de chaparia, em um deles até tive que processar a Renault para obrigá-los a cobrir a garantia de chaparia, depois de quase 9 meses de enrolações da concessionaria. Ganhei, eles tiveram que consertar o meu carro e, pra variar, ainda fizeram um servicinho bem meia-boca. Tive problemas com o vazamento de óleo da direção nos 2 veículos, cheguei a trocar aquele sensor da direção hidráulica bem umas 4x, se não mais…
      Moro em salvador-ba, tive Clios antes e nunca deram nem um pontinho de ferrugem, mas os Sanderos vixi… parece que tem um imã de ferrugem, sem falar no belo atendimento da Renault, em especial, o atendimento da concessionária Brune da av. Paralela. Enfim, Não recomendo e não voltarei a ter um veículo Renault tão cedo.

    • Wagner Oliveira

      Essa trepidação na embreagem é como se ela estivesse patinando?
      Tenho um Sandero 2015 1.6 8v e as vezes depois do carro frio quando ligo e vou sair a embreagem da tipo uns socos que treme tudo dai tenho que pisar pra parar.
      O evaporador do meu furou a duas semanas, arrumei, só que agora esta congelando e dai para de funcionar.
      Já vi uns relatos de que pode ser a válvula de fluxo do compressor ou a válvula de expansão. Porém até agora não consegui resolver isso.

      • Br#No

        Exatamente. De manhã ele apenas da uma engasgada. Durante o uso do dia, ao sair de 1a marcha o carro treme todo.

        • Wagner Oliveira

          Acontecia comigo logo quando peguei o carro com 8100km, hoje raramente acontece.

  • Guto

    O Sandero 2012 que tivemos aqui em casa (tampouco o Mégane, que ficou menos tempo), nunca deu problema nem nada que precisasse ser trocado além das manutenções preventivas, isso em quase 5 anos. Agora a Renault não querer se responsabilizar por um carro ‘zero” batendo motor… aí é muito desrespeito com quem trabalha duro pra comprar seu carro, que muitas vezes não é nem o carro que a pessoa queria, e sim o carro que pode pagar.

    • 1 Raul

      Tive um logan 13/14, dos primeiros da nova geração, não me deu nenhuma dor de cabeça também, só concordo com a questão do ar condicionado , que gelava bem pouco.

    • Edson Fernandes

      Eu só acompanho meu tio e primo que possuem o Sandero.

      Ambos estão o segundo Sandero.

      Meu primo teve um 1.0 16v pelado 0km e agora comprou um de mesmo modelo só que “completo” (os itens de conforto padrão esperados atualmente). Meu tio que tinha um Stepway 1.6 16v trocou por um 2015 1.6 8v, numa boa. O meu tio em especifico que comprou o 2015, teve os amortecedores estourados com 35000km, trocados em garantia. Fora isso, o carro está redondo e sem barulhos. (e minha mulher gostou tanto que sempre me cita para pensar no Sandero para segundo carro …rs)

  • Schlatter70

    Tive um Sandero 1.6 2012 que veio com vazamento no ar condicionado. Levei na concessionária 2 vezes e só completaram o gás, o que não adiantou nada. Na terceira vez mandaram em uma loja independente que trabalha com ar condicionado e eles conseguiram arrumar o vazamento e não tive mais problemas. O problema do ar condicionado do Sandero é que ele é fraco. Demora para resfriar o carro absurdamente. Se o percurso for curto é melhor nem ligar e andar com as janelas abertas. Atualmente tenho um Stepway 2017 com esse novo motor. Vou passar a olhar com atenção esse problema do consumo de óleo do motor.

    • Geraldo Xavier

      Já andei de carona e no percurso o ar não deu conta mesmo. Engraçado que tenho conhecido no trabalho que já está no segundo logan e ele elogia bastante o ar condicionado

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        o ar do meu tb gela bastante, e uso só na ventilação 1 ou 2. Não sei se tem a ver, mas eu coloquei película G20 aí alivia bastante o calor

        • Geraldo Xavier

          Esse que andei era com g5. Carro preto

          • Hugo Leonardo Dos Santos

            o meu é branco, deve ser isso. minha esposa teve um celta preto que ela reclamava que não gelava o ar também, mas com sol batendo o dia todo em carro preto não tem ar que aguente mesmo

            • Danillo Barros

              O meu Sandero gelava bastante, e olha que a película era fortíssima… O cabo de embreagem estava ruim com 30k rodados, o media nav nunca deu problema. Autorizada só serve para sugar o cliente. Mesmo assim, prefiro a da Renault do que a da Chevrolet.

              • gtry

                Embreagem com cabo!!!!!!!!

                • Danillo Barros

                  exatamente.

            • Geraldo Xavier

              Meu sogro já teve um celta preto e o ar dele gelava bem. Mesmo no Sol após uns 5 min o ar já dava conta. E moro no rj. Aqui o calor é sinistro

        • Edson Fernandes

          No que eu aluguei, só andava no 1, achava que gelava muito bem a ponto de ter que misturar ar quente. E sem forçar a barra, estava em Sorocaba na epoca que é super quente.

          • Andei em um Sandero alugado no começo do ano passado em uma viagem de férias. Era 1.0 três cilindros. Como eu estava no Nordeste, as temperaturas obviamente eram elevada. Sinceramente, o ar condicionado passou despercebido, o que é um sinal de que cumpriu bem seu papel. O carro era prateado.

            • Edson Fernandes

              Hehehehe normal. O que eu peguei era prateado tbm.

              Como eu desejaria que nas minhas férias de Florianopolis, tivesse sido um Sandeor desses no lugar do Palio 1.0 fire que aluguei. Aquilo era terrivel. Mas o ar do palio eu tbm não tive nada a reclamar mesmo com bastante sol.

              Mas o do Sandero eu tbm passei despercebido no lance de eficiencia, porque achei otimo. Atendeu super bem.

              • O fôlego do Renault me impressionou. Tive que olhar no documento para me certificar de que se tratava mesmo de um carro 1.0.
                No mais, é a linha Sandero/Logan de sempre: acabamento bem simplório, comportamento dinâmico mediano, bastante espaço interno, conforto dos bancos bem mais ou menos.

                • Edson Fernandes

                  Tudo no Sandeero é assim né? Mais ou menos.

                  Acho que foi o objetivo da Renault: Criar um carro sem ser o pior e naõ ser o melhor, mas aquele que atraisse pelo que o mercado espera sem grandes intenções. Minha mulher adora o Sandero Stepway, de todos os carros que sempre citamos, ela cita que sempre marcou o gostar dela pelo rodar do stepway.

                  E pensar que eu acho ele tão ruinzinho de estabilidade (mas ela olha a altura do solo + justamente o conforto que o carro passa, principalmente em buraqueiras ou valetas/lombadas).

      • Edson Fernandes

        Olha, meu tio e primo já estão nos seus segundo Sandero. Não reclamam disso não.

        Meu tio diz achar que o dele é mais fraco do que o do meu primo (o do meu tio é um Sandero 2015 com ar automatico), mas no uso que fizemos qdo estavamos em 5 em cada carro, não vimos isso.

        E eu já aluguei um 1.0 3 cilindros e te digo que achei super eficiente. (cheguei a andar com 4 pessoas numa boa em sol forte).

        • Geraldo Xavier

          Pelo jeito o ar funciona em alguns bem e em outros não. Funcionar quando o carro tá parado na sombra é tranquilo. Quando tá no sol de 40 graus é mais complicado. Aí sim no sol e gelar rápido o ar é bom. Foi assim que testei o do sandero e depois de 15 min o trajeto acabou e o ar não tinha refrescado o carro. Pior que o do sandero é o de uma spacefox de um amigo do trabalho. Geral no trabalho quando sai pra almoçar pede pra ir comigo por causa do ar ser melhor.

          • Edson Fernandes

            Olha, vai depender do tipo de sol né? Porque o que tbm vejo, é que muitos aí naquele sol a pino e ligam o ar sem deixar o quente sair.

            Aí vai ficar quente. Meu Fluence que teve problema com vazamento (eram os bicos de pressão do proprio ar) aí sim eu senti isso na pele. Mas tbm parte por culpa de um “especialista” de ar condicionado que colocou uma droga de rosca no compressor dizendo ter folga.

            Só que o que esse cara fez, foi fazer simplesmente a embreagem (que é magnetica) não mudar de posição e encostar no local onde liga o compressor. Conclusão, além do vazamento, começou a não funcionar o compressor pela embreagem não conseguir aciona-lo devido a distancia da rosca que o “especialista” colocou.

            Depois que um cara que sabe mexer com ar descobriu isso, ele começou a analisar todo o sistema que encontrou sim o vazamento + a reposição e lubrificação do sistema. Até hoje o meu está funcionando bem.

            Ar fraco mesmo foi de um Gol “G4” que só gelava com ele em movimento. Parava, parecia que só tinha ventilação, era horrivel. Na epoca eu tinha um Uno sem ar, te confesso que apesar do calor, era mais confortavel andar de vidros abertos do que com ar ligado…rs

            E eu já andei em mais de 1 e todos deram esse mesmo funcionamento.

            Agora, no do Sandero eu não percebi isso. Um carro que eu achei bem forte são os Corsa C e Onix. O esfria mesmo.

            E eu até acho que o do meu C3 esfriava mais que o do Fluence. (mas do Fluence eu fico configurando a temperatura, então talvez seja isso…rs)

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Do ar condicionado não tenho do que reclamar, gela bem. Sobre óleo baixando e trepidação na embreagem não tenho como falar pois o carro só tem 1600 km. Ainda não deu problemas pra ter que utilizar consertos no prazo de garantia, mas pelo que vi é muita sacanagem ter que utilizar e a css simplesmente passar um orçamento pq não cobrem.

    • kirig

      A embreagem vai trepidar. Logo logo. Tenho este problema quando é mais exigida.
      O carro é bom, não me deu mais problemas , só este. Quanto a o Ar condicionado, se o carro for de cor clara, esquentará menos a cabine, isso vale para qualquer carro. o o meu é branco, tudo ok com ele.

  • Luciano RC

    Dirigi um Logan 1.0 2017 e achei o ar dele bem fraco mesmo… mesmo na rodovia.

  • adrielmenezes

    Realmente, o cliente tem culpa que o motor esteja em funcionamento para que o carro se movimente. Logo é procedente não dar garantia em caso de problema no mesmo

  • William Simon

    Tenho um Sandero 16/17 perto dos 35 mil km. Ele é esse novo motor três cilindros e não tive problemas com baixa no óleo. Ar gela bem. Com relação a embreagem realmente o carro é novo e já está “arranhando” o pedal. Em percursos de trânsito leve é tranquilo, imperceptível. Mas se há o “arranca e para” ele vai ficando mais seco sem contar o barulho desconfortável que faz.

    • As reclamações sobre nível do óleo parece serem específicas para o motor 1.6 SCe.

  • Juscelio Damascena

    Lixo

  • Everaldo Junior

    Tenho um exp 1.6 2012, sou motorista de aplicativo e digo pra vocês, o ar gela bem porém demora a gelar, principalmente em dias muito quentes o que é normal aqui no rio de janeiro e mesmo rodando no GNV se eu colocar a potência do ar no 3 ou no 4 pra gelar mais rápido o consumo sobe assustadoramente.

    Embreagem é muito dura pra uso prolongado e ininterrupto, fica muito cansativo mas em carros de outras marcas isso é reduzido devido ao mais fácil acionamento da embreagem.

    Suspensão não é ideal pra uso severo, porém mesmo já sendo necessário troca-la ela mantém a mesma performance se podemos assim dizer.

    Limpadores são ineficientes em dias de muita chuva, fica complicado dirigir.

    Em 30 mil km já foram 3 rolamentos dianteiros, 2 do lado direito e 1 do lado esquerdo.

    De resto não tenho o que falar e a manutenção não é cara como muitos falam, porém meu próximo carro com certeza não sera um Renault (eu gosto muito do fluence mas como saiu de linha já descartei ele como possível futura aquisição)

    • Geraldo Xavier

      Rolamento estourando pode ser cambagem com ferramenta que estoura o mesmo. Na empresa teve um carro Renault kangoo e a embreagem era uma dura demais e a direção também, nem parecia hidráulica. Já o sandero de um amigo que fiz uma manobra a embreagem já era muito macia.

  • AndersonRomeiro

    Meu irmão tem um Clio 2014, se o carro descer ladeira, simplesmente o carro apaga e tenho que ligar o carro de forma rápida, sempre na ladeira. O ar condicionado para um carrinho pequeno não é suficiente. Se o carro está na garagem e ligo fazendo manobras morre com facilidade. Diferente do Ka2015 que tenho. Realmente procurei a Renault e tive solução, o Clio está com a manutenção em dia, se alguém souber o que pode ser me avise por aqui por favor.

    • o meu clio tinha a marcha lenta irregular e facilmente apagava o motor, resolvi com a limpeza do corpo de borboleta, pode fazer você mesmo com aqueles produtos spray, como não é caro tentar não custa nada
      pelo que entendi é um problema cronico do clio, o vapor de recirculo do óleo suja com facilidade o corpo de borboleta e da nisso, é só ver quanto fica melado de oleo o filtro de ar

      • Geraldo Xavier

        Já pensou em colocar uma espuma pra segurar um pouco o óleo pra não chegar no tbi? É só uma idéia que tive. Nunca vi ninguém usar

        • Já, fiz um filtro com uma esponja e uma lata di sprite conectada no tubo do respiro do óleo :)

          • Geraldo Xavier

            Boa

  • Eric PB

    tive por dois anos um dynamique easy-r.
    O carro eu gostei bastante, suspensão firme e passa a impressão de carro durável. nunca me deu nenhuma dor de cabeça… porem com dois anos e 50mil km rodados eu já sentia a embreagem trepidar… não consigo imaginar esse sistema durando mais que uns 80milkm.

    • Cmenusi

      Talvez por causa disso é que espera-se que a versão 2018/2019 venha com o CVT da Nissan (assim como toda a gama automática da Renault é hoje).

  • SDS SP

    O carro de empresa até agora está okay.

  • Paulo Santos

    Vazamento da caixa de dd direção é crítico mesmo

  • Ricardo

    Esses problemas são em carros novos? Pois parecem problemas de carros com mais de 15 anos!

  • eu tenho um clio, já deu problema em tudo o imaginável (quebraram coisas que até desconhecia a existência) mas não baixa 1 mm de óleo do motor e não vaza a direção e o ar gela bem :)

  • Rogério R.

    Eh… Hoje em dia tá difícil comprar um carro “barato” e confiável. O Argo tbém já está apresentando diversos problemas é só dar uma pesquisada e dizem que o Polo tbém mas este eu ainda não pesquisei.
    https://youtu.be/4m-NIf2nNdc

    • Ducar Carros

      Mas aí é comum a todo lançamento. Quem compra carro recém-lançado tem risco maior de ter problemas.

  • Wolfpack

    Meus parabéns a Notícias Automotivas por esta iniciativa. Excelente matéria e por favor continuem a noticiar e esclarecer os problemas crônicso que alguns automóveis apresentam. E digo aos colegas, todos os veículos de alguma forma ou outra apresentam estes probelmas crônicos. Uns mais que os outros. Meu cunhado tem uma Hilux onde o sensor de ABS vive qubrando e a Toyota cobra R$ 2000,00 pelo conjunto, mesmo ela sabendo que é uma falha de desenho. Já tive Civic geração 9 que apresentou falha no pedal da embreagem, e o famoso batente mecânico na suspensão da roda dianteira direita. O Atual Golf VII já visitou a consecionária um caminhão de vezes. Já trocaram disco de freio traseiro, bieleta dianteira apertada, e vazamento entre caixa e motor :D. O negócio que diferencia uma montadora de outra é como lidam com o problema e tratam o consumidor. Apesar dos problemas eu era contente com a Honda e estou contente com a VW.

  • Jose Alexandre Mendonça Neto

    Franceses, só entendem de perfume….. tô fora. Melhor um japonês com 10 anos de uso, garanto que não da metade dessas dores de cabeça.

    • th!nk.t4nk

      Sei não cara. Já vi cada Civic e Fit antigos caindo aos pedaços. Os fabricados fora, talvez, mas os nacionais não têm uma confiabilidade tão alta assim não. Mas claro que não dá pra comparar com um carro popular da Renault também né.

    • fschulz84

      Por um momento, me senti em 1999 lendo isso hahaha

      Já tive Fords e franceses dos mais variados (Mégane, Fluence e 208) e olha que coisa, nenhum deles deu um probleminha sequer! Meu último foi um Fluence Privilége 2011, quase rumando aos 100k km e nenhum problema, zero!

      Já meu irmão, com seu Civic 2013, teve que refazer quase todo o motor com 90k km, por problemas na Sonda Lambda.

      Todos os carros podem apresentar problemas, inclusive os tão idolatrados japoneses assim como o oposto, você pode ter um carro com fama de apresentar muitos problemas e não ter dor de cabeça alguma.

  • KOWALSKI

    Engraçado. Já vi gente que trabalhava na fábrica em SJP e não tinha carros da Renault, casa de ferreiro espeto de pau. O que mata a montadora são as pessoas que estão lá pra fazer carreira e dane-se a imagem da empresa. Economizam em coisas que não deveriam, ganham prêmios e saem rindo. Por isso é grande o número de carros com defeitos, detalhes grosseiros de acabamento e arremates.

  • Wellington Myph13

    Eu tive um Symbol tirado zero em setembro de 2013 (antes dele sair de linha, 17,5% de desconto na época, 31700 pelo completo com ABS, airbag, sensores, ar digital e rodas de liga leve) e com 2 meses de uso, o ar parou de funcionar, levei na css, informaram o problema, agendei pro dia seguinte, deixei de manhã e busquei no fim do dia, sem problemas. 1 ano depois passei pro meu pai que teve problemas com um chicote não sei do que, tinha algo a ver com o consumo elevado tb, resolveram sem problemas também.
    Agora em 2016 peguei um Sandero 2015 Easy’R, e logo que peguei com 28mil km, estava tudo em ordem, fiz revisão na css aos 30mil, estava na garantia tudo ok, daí chegando nos 38mil km, o carro trepidava demais pra sair, só pra sair, depois em movimento não tinha bo.
    Levei na revisão dos 40mil, eles acharam o problema, era algo sério, fiquei 3 dias sem o carro pra chegar às peças, eles trocaram todo conjunto do câmbio mais um negócio antes do motor que já nem lembro o nome, que estava todo estragado devido as trepidações. A nota das peças era de 3700 reais, mas saiu tudo em garantia.

    Problemas com Renault eu tive, foram todos sanados sem Tanta dor de cabeça assim, na garantia tudo certinho na css, mas se fosse fora da garantia, estava ferrado mesmo.

    • Ernesto

      Deve ter sido o Coxim que estava estragado.

  • Leonardo Balieiro

    Temos um 2012 1.6 manual em casa tirado zero km, já passou dos 90 mil km, só trocamos peças de desgaste natural. Não tive nenhum dos problemas relatados. Único problema foi a borracha de uma das portas traseiras que soltou e na concessionária ficou R$ 300,00 pra trocar, como só anda com 1 pessoa a maioria do tempo não vamos trocar. Fora isso, só elogios, carro muito confiável, espaçoso e econômico.

    • Marcus Mendes

      Se o motorista dirigir com o pé apoiado no pedal da embreagem, ela vai desgastar rapidamente. Não sou o rei dos motoristas, quando fiz aulas para tirar a carteira o instrutor, me passou quatro regras básicas, dirigir com as duas mão no volante, não dirigir segurando a alavanca do cambio, não dirigir com o pé apoiado na embreagem e colocar o cambio em ponto morto sempre que parar no semáforo.

  • Lucas086

    E a direção pesada? Deviam comentar, as vezes nem parece hidráulica. O ar também não gela nada, não sei nos mais novos, mas em uns 2 2015 que andei, ela melhorar andar de vidroa abertos. A mãe de um amigo tinha um.logan 2011, vendeu ano passado com 150 mil rodados e o carro estava íntegro ainda, sem muitos ruidos e tal. Mas o ar nunca gelou e a direção pesada demais.

    • Wagner Oliveira

      Tenho um sandero 2015 e sai de um gol g4 sem direção.
      No começo eu achei muito leve mas hoje já acho pesado.

  • Eskarmory .

    Tenho certa implicância com esses Dacia, mas até simpatizo com o Sandero atual. O câmbio do Logan/Sandeo 2007/2013 sempre achei que eram terríveis, engates imprecisos, parece que todas as marchas entravam quadradas… Quem tem os novos 2014>> notou melhora, o câmbio tem um manuseio mais preciso?

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Não sei como era antes, mas o meu 17/18 já veio com esse a cabo e é uma beleza pra trocar marcha.

  • Roberto Gilioli Heineck

    Tenho um Sandero 1.6 15/16 e uma das coisas que mais me incomoda nele são os engasgos ao sair com o carro pela manhã, em especial com temperaturas baixas. Na revisão de 30 mil km, eu perguntei para o mecânico e ele me respondeu que é uma “configuração” que a fábrica faz para “facilitar” a partida… Sobre a trepidação, desde que estou com o carro eu noto isso e tenho percebido que está cada vez pior. Sobre os problemas da garantia, não tenho do que reclamar, pois precisei substituir o sensor da boia sem maiores estresses, pois quase fiquei na estrada algumas vezes. Ele marcava certo até meio tanque e em questão de 10 km, andando em uma média de 90~100 km/h, a autonomia despencava de 400 km para 150 km. Quanto ao ar condicionado, não tenho nada a reclamar, gela relativamente bem, mas nada comparado aos modelos Renault legítimos.

  • Eduardo Almeida

    Infelizmente, perdoe-me os proprietários da Renault, mas, eu noto que os franceses de São José dos Pinhais são de baixa qualidade, com enormes defeitos não solucionáveis e caros. Um dia cogitei comprar, mas graças a Deus que não o fiz.

  • Fabricio Guimara

    Tive um 1.6 15/15 completo. Fiquei com ele por um ano e 3 meses, 22 mil km rodados. Apesar de não ter tido nenhum problema dos que aqui foram relatados, não gostei do desempenho do motor, tanto em retomadas quanto no consumo: bebe muito e rende pouco. Em parte por conta da tecnologia defasada de um motor de 1,6 litro com 2 válvulas por cilindro, sem qualquer variação no comando de válvulas. Um lixo. Outro ponto fraco eram os bancos: espartanos e com má postura. Em viagens mais longas me davam dor na altura da lombar. As suspensões eram boas, mas não tão firmes como eu gosto. Não teria outro e estou muito satisfeito com o atual. Dos carros franceses, acredito que a Renault é a melhor opção, mais confiável e durável. As outras, nem pensar!

    • adrielmenezes

      Foi pra qual carro?

      • Fabricio Guimara

        Up TSi (versão Cross Up), 16/16 (quase 2 anos e 30 mil km rodados). O carro é excepcional! Ele não é perfeito até porque perfeição só (talvez) acima dos R$ 100 mil. Acredito que o Golf GTi, pelo o que já li em matérias de jornalistas estrangeiros, beire a perfeição. Outro seria um Land Rover. Mas um Cross Up TSi (hoje em torno de R$ 55 mil) nunca irá atender todas as suas expectativas. Mas duvido você encontrar um carro que ande como ele. É assim: se vc me der um que ande tanto quanto ele com certeza vai beber mais. Mas se vc me der um que seja tão econômico quanto, com certeza deve andar pouco mais que uma carroça. Ele não faz as duas coisas ao mesmo tempo, mas ofereço um excelente resultado na média: ou se anda bem, ou se economiza. Mas o interessante é que a opção está em suas mãos. Outros pontos notáveis do Up: posição de dirigir e segurança nota máxima. O porta-malas tem 285 litros, mesmo tamanho do HB20 (maior que o do Gol e do Onix).

  • Arildo G. Marcelino

    Tenho um sandero 1.6 17/17 com motor sce. Com 3800 Km tive que levar na css pois já estava no nível mínimo de óleo. Trocaram a vareta de medição e reprogramação do módulo.. hoje o carro tá com 8500 Km já está no nível mínimo de novo.. Detalhe o óleo é pra 10 mil km.. ou seja o carro está com consumo elevado de óleo.

    • Geraldo Xavier

      Problema no motor. Tem que reparar. Os motores msi e mpi da volks também apresentam esse problema

  • Davi Millan

    Meu pontos.

    Media Nav:
    Nunca ouvi relatos desse problema

    Cambio Easy-R:
    Não vejo como um problema do cambio e sim da embreagem.

    Embreagem:
    Essa sim, realmente tem um desgaste prematuro, até mesmo nos manuais, que por consequência acaba por atrapalhar o funcionamento correto do Easy-R, quando equipado com esse.

    nível do óleo SCe:
    Não sei, não tive muito contato com os motores SCe

    Ar condicionado:
    Quase todos os carros populares de hoje tem o ar condicionado ineficiente ou pelo menos demorado para gelar.

    vazamento de óleo caixa de direção:
    Sim, desde o Sandero da pré-facelift já tinham esse problema. Inclusive interferindo no tópico abaixo.

    garantia deficiente:
    Na família já aconteceu da concessionária condenar a caixa de direção por causa do vazamento e não trocaram a mesma em garantia.

    • MauroRF

      O ar do Ka 1.0 gela que é uma beleza.

    • Geraldo Xavier

      A melhor montadora pra ar condicionado é a gm. É o que percebo na pratica

  • Fabão Rocky

    E o brasileiro continua comprando Dacia achando q tá levando p/ casa um “Renô”!

    • alexandre

      Sim, na Europa, vc até apanha na Renault qdo diz que no Brasil os Dacia são vendidos com o nome da francesa…..

  • Samluzbh

    Existe um sensor no sistema de ar condicionado do Sandero que arma e desarma o compressor baseado em alguns dados, esse sensor estraga e o ar fica fraco, o compressor fica armando e desarmando, infelizmente algumas css desconhecem ser esse o problema ou por despreparo ou ignorância técnica do mecânico, sem falar que em carros fora de garantia o proprietário costuma levar em uma “especializada em AC” que tem menos conhecimento ainda.

  • Luciano Barbosa

    Vixe.. essa matéria foi pro Sandero, mas vai acabar refletindo em quem quer comprar o Kwid..

  • afonso200

    automatizados é com a MotorTech Youtube

  • mord4z

    Tenho um Sandero 2015, pra minha sorte nunca tive nenhum problema com ele.

  • Franco da Silva

    O “problema” do óleo parece estar afetando todas a montadoras. Deve ser algo relacionado a essa baixíssima viscosidade. Mas, se for uma baixa leve, é aceitável.
    A central multimidia é outro problema que todas as marcas estão tendo. Elas não eram acostumadas a dar conta desses sistemas eletrônicos, era sempre de terceiros. Precisam encontrar uma solução imediatamente. Eu tive problemas na minha e já começo a pensar e fugir delas no próximo carro. Não tem a mesma garantia que o carro e qlq defeito, só oferecem troca por novo custando 3… 4 mil.

    • Japa palio adventure

      Eu não vou com a cara desse óleo 0w20 que atualmente estão colocando nos motores Honda, GM, Fiat e Renault. Óleo 0w20 para mim, não serve pra colocar em carros que rodam em país tropical.

  • Cmenusi

    Se fosse fabricado com mais esmero, não fosse francês e tivesse um pós venda decente, não teria carro (na linha dele) pra bater. Um dos grandes pontos positivos é o espaço, tanto interno quanto porta-malas. Se comparar o sandero neste quesito com qualquer outro, acredito que não há quem bata ele. Mas vendo a simplicidade do interior, aliado ao vários “probleminhas” citados acima e pra fechar o fato de ser francês (logo, sofre por causa do preconceito do brasileiro), não passa de mero coadjuvante nas totalizações de vendas mensais.

  • Alberto Sergio Chagas

    Tive problemas com o medianav em um sandero techrun 1.0 2014 de minha esposa. Após 2 idas a concessionária, reclamar ao SAC da Renault e no Reclame Aqui, a fábrica me deu um medianav novo em “cortesia”. Não tive custo algum na troca mas foram 3 meses de espera nesse processo desde a primeira visita a concessionária. O defeito é que como o medianav fica abaixo das saídas do arcondicionado acaba recebendo e acumulando umidade nele e, com isso, queima e/ou apresenta defeitos no funcionamento.
    https://www.reclameaqui.com.br/renault/problemas-com-o-media-nav_5WflUnC4iH9Ae-Er/
    Esse é o link da reclamação no RA.

  • Wagner Oliveira

    Tenho um Sandero 14/15 da geração atual e o evaporador furou.
    E ouvi isso mesmo, q é normal acontecer isso e meu carro agora q está com um pouco mais de 50mil km.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email