Dacia Hatches Renault

Renault Sandero deve ganhar nova geração em 2019

renault-sandero-1.0-sce-22 Renault Sandero deve ganhar nova geração em 2019

A atual geração do Sandero, que estreou no mercado como Dacia, já soma cinco anos de existência. Logo, acaba sendo normal a Renault estar preparando uma nova geração para a linha do hatch. E de acordo com fontes, o novo modelo deverá ser lançado em meados de 2019 no mercado europeu, provavelmente acompanhado da terceira geração do sedã Logan.



Como de costume, o novo Renault Sandero deve se diferenciar da geração atual pelo visual mais moderno, com formas mais marcantes e alinhadas ao atual padrão da fabricante. Entretanto, a exemplo do que aconteceu com o Duster, o novo hatch pode não sofrer alterações drásticas na parte visual. O interior também pode passar por aprimoramentos, com direito a novos materiais e tecnologias.

Por outro lado, espera-se que o novo Sandero seja construído a partir da plataforma B0, a mesma que sustenta a geração atual do Dacia/Renault. Esta arquitetura deverá passar por mudanças, em especial na parte de reforços estruturais, para aumentar a segurança. Vale lembrar que tal plataforma é usada também no Captur comercializado no Brasil e na Rússia, no Duster e no Logan.

Renault-Sandero-Stepway-2016-5 Renault Sandero deve ganhar nova geração em 2019

O uso de uma nova plataforma na terceira geração do Sandero poderia aumentar os custos de produção e, consequentemente, o valor final do veículo. Lá na Europa, o modelo desempenha o papel de carro de baixo custo do grupo Renault-Nissan, assim como os demais veículos da linha Dacia.

Mudanças no conjunto mecânico do Renault Sandero de nova geração também não estão previstas. O modelo atual está disponível no Brasil com a linha de propulsores SCe, o que inclui um 1.0 flex 12V de três cilindros, que desenvolve até 82 cavalos de potência, e um 1.6 16V de quatro cilindros, com até 118 cv.

No Brasil, o atual Renault Sandero se prepara para receber suas primeiras mudanças visuais e de acabamento interno. A nova linha é esperada para o primeiro semestre de 2018 e deve incluir ainda uma configuração com motor 1.6 e câmbio automático do tipo CVT, seguindo a linha do Duster e do Captur.

[Fonte: Auto Bild]

  • afonso200

    mais do mesmo

    • vicegag

      Isto que se pode dizer do suprassumo do baixo custo, uma nova geração com a mesma plataforma e mesmos motores.

      • Renato Duarte

        muitas montadoras fazem isso com seus carros.

      • Retrato do Papai

        Tem muita coisa no mercado que funciona assim… No mercado de smartphones por exemplo, os “novos” smartphones na maioria das vezes não passa de um troca troca de câmeras, tela e bateria, além é claro da sopa de letrinhas nos nomes… Ex: o zenfone 4 selfie pro basicamente é um zenfone 3 com duas câmeras frontais, o moto g4 play é um moto g3 com câmera e bateria levemente aprimorados, entre outros… Se você começar a nivelar os smartphones pelo chipset, vai ver que tem muita velharia se passando por novidade…

        • João Cagnoni

          Eu tenho um Zenfone 2 com 4gb de ram e 32gb de espaço, não consigo encontrar argumentos para comprar um Zenfone 3 ou 4 que muitas vezes possuem menos RAM e hardware muito parecido.

          • Retrato do Papai

            também tenho um zenfone 2, quad core 2.3ghz, 4gb de ram e 32gb de armazenamento… para efeito de comparação, ele tem desempenho idêntico ao zenfone 3, moto g5 plus e afins que possuem o snapdragon 625 (que é um chip muito mais novo), com a vantagem de ter mais memória RAM, o que o deixa melhor no quesito multitarefa…

            sou da área de TI e particularmente fico bastante assustado vendo todo esse poder de fogo ser necessário para tarefas simples como trocar mensagens, ver vídeos, navegar na internet e interagir em redes sociais… qualquer coisa abaixo disso tende a sofrer com lags e travamentos… antigamente 1GB de ram no pc dava pra rodar crysis, atualmente 1GB de ram no smartphone não presta nem pra usar o facebook huehuehue

            • Hodney Fortuna

              Na medida em que o hardware dos dispositivos vai evoluindo os SOs vão na mesma proporção tornando a eficiência usual dos aparelhos estagnada! Se você for observar, tarefas simples do Windows XP rodando num Pentium 4 com 2GB de RAM são bem mais rápidas do que num Windows 10 rodando num Core i7 com 16GB.

          • Hodney Fortuna

            O Zenfone 2 assim como o 5 utilizavam processadores Intel Atom multicore muito eficientes. Até melhores do que os Qualcomm.

      • Hodney Fortuna

        O Sandero é de fato um carro de baixo de custo de produção e de venda! Na Europa ele chega a custar um pouco menos de 10 mil euros!

    • foraTemerGloboTrumpBrexit

      mesma coisa

  • V12 for life

    Volta no tempo, 3 gerações na mesma plataforma.

    • Cesar

      Não. A primeira geração usa a plataforma B0. A segunda, de 2014, usa a plataforma M0. A terceira, provavelmente usará a CMF-B.

    • Rodrigo Alves Buriti

      Não seja por isso, nosso Jetta usa a PQ35 (desde o golf mk5/jetta 2005).
      O corolla atual usa a mesma desde o corolla pós “brad pitt” (2006 em diante)
      A plataforma do New Fiesta já já completa 10 anos (Considere que o sandero já está na segunda plataforma nesse tempo)
      Até o Celta já nasceu no ano 2000 com uma plataforma com mais de 10 anos no mercado, o que dizer do Agile?
      Até o 208/DS3/C3 usa a mesma plataforma do 206, de meados de 1999.
      E o citroen DS5? Nave espetacular ….. ops, esqueci que é um peugeot 307 melhorado….

      Isso são exemplos, e não vejo ninguém reclamando…..

      • Leandro

        É que agora está na modinha das plataformas. Gente que não entende nada de carro vem em fóruns ficar brincando de supertrunfo com dados de plataformas, sem conhecer os reais prós e contras dos carros.

      • João Cagnoni

        Opa… Vejo que temos mais uma discussão de plataforma… O problema do Agile é que utilizaram por muito tempo uma plataforma ruim, já sobre a plataforma do 307, espero que continue assim, o comportamento dos carros que usam essa plataforma é exemplar.

        • Rodrigo Alves Buriti

          Independente do Agile (Corsa B, que é um exemplo…acho que o Agile o problema era acerto de suspensão) ou 307….
          A plataforma para uso civil não creio que seja um divisor de águas, desde que bem acertada.

          A questão que a galera caiu nessa de plataforma tal e tal, poxa….. como se fossem os “especialistas”.

          • João Cagnoni

            Exatamente. Virou “cool” discutir plataformas. Enquanto isso, na aviação utilizam-se as mesmas plataformas por quase 40 anos. Se for boa também não vejo problemas, um DS5 não lembra em nada um 307 de 2003 (aliás, um 307 de 2012 é bem diferente do 307 de 2003).

      • Hodney Fortuna

        E o que dizer da plataforma do Uno atual que é uma pequena evolução da plataforma do Palio Fire que por sua vez é herdada do Uno italiano lançado em 1983?

  • Jok Jok

    Vejo poucas Capturs aqui em curitiba apesar da intensa propaganda na televisao. Sera que para plataforma antiga tem interferencia nas vendas? será que pode ser o mesmo mal do Agile e da Montana?

    • Mr. Pug

      Creio que o péssimo acabamento interno deve espantar muita gente. O Captur brasileiro é um Duster com uma casca diferente e isso se reflete no interior, simples demais para um carro que custa mais de 80 mil.

      • Ricardo Blume

        Por fora ele é bem interessante mas quando o camarada abre a porta vem a decepção. Interior muito pobre para um SUV deste valor.

      • No_Name

        Horroroso mesmo, já conheci e o acabamento tá no nível do Sandero (um pouquinho melhor que o Duster).

      • Jok Jok

        Exatamente. Eu mesmo exergo no captur, um duster mais bonito somente…

      • invalid_pilot

        Acabamento fraco e motor modesto, teria apelo se o preço fosse baixo.

  • Benino Brites

    A Renault poderia aproveitar o momento de renovação e/ou lancamentos da categoria acima do Sandero e Logan e lançar uma linha mais “sofisticada”, algo como fez com o Captur baseado no Duster. Poderia aproveitar algumas peças do Clio europeu “montando” num Sandero. Quem sabe até um sedan com as lanternas da SW. Seria um concorrente e tanto (pelo menos no desing) para Polo e Argo, além do Virtus e X6S.

  • Rogério R.

    O site NA postou as fotos das projeções do Sandero 3 que foram divulgadas pela revista Auto Plus.
    https://www.noticiasautomotivas.com.br/images/img/f/sandero-project-2019-1.jpg
    https://www.noticiasautomotivas.com.br/images/img/f/sandero-project-2019-2.jpg
    https://www.noticiasautomotivas.com.br/images/img/f/sandero-project-2019-3.jpg

    Se ficar como nas projeções o Sandero 3 vai ficar bem bonito, apesar que o Sandero 2 também acho bonito, mas na minha opinião a placa traseira deveria continuar no para-choque, já que do jeito que ficou na projeção achei o desenho da tampa traseira muito carregado. No site Motor1 diz que a plataforma será a CMF variação B, creio que seja mais coerente já que a Renault do Brasil está produzindo essa plataforma CMF variação A para o Kwid e não haveria cabimento fabricá-la só para um modelo aqui. E segundo o mesmo site a Dacia da Romênia divulgou que fabricará carros com a plataforma CMF.

    • Verdades sobre o mercado

      Muito boas estas projeções, tomara que se confirmem…

  • Dudu Pimentel

    Acredito que quando a nova geração ganhar um facelift a mecânica será atualizada da seguinte maneira:
    – O 1.0 SCe será mantido, porém a potência estará em torno de 90 cv e 11,5 kgfm no etanol.
    – O 1.6 16V SCe será mantido.
    – O 1.0 12V TCe que terá injeção direta e flex e terá uns 130 cv e 18 kgfm no etanol será acrescentado e futuramente substituirá o 1.6 16V
    – Se a versão R.S ainda tiver, o 2.0 16V, será substituído pelo 1.3 TCe, que tem injeção direta e terá tecnologia flex e terá uns 170 cv e 23 kgfm no etanol (talvez tenha projetores de faról e luzes de freio em LED, exclusivos dessa versão).

  • fabricioaguirre

    Fará frente ao Polo ?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend