Crossovers India Minivans Montadoras/Fábricas Renault

Renault Triber inicia produção na Índia

Renault Triber inicia produção na Índia

O Renault Triber iniciou a produção na Índia. O pequeno crossover da marca francesa começa sua missão de oferecer espaço para sete pessoas num segmento que é a locomotiva do mercado local, cujos carros com menos de 4 metros pagam menos impostos. As vendas começam em 28 de agosto.


Feito sobre a plataforma CMF-A+, o Renault Triber é um derivado do Kwid apenas em estilo, já que sua plataforma é mais larga e longa que a do subcompacto. Ele mede 3,990 m de comprimento, 1,739 m de largura, 1,637 m de altura e 2,636 m de entre eixos.

Renault Triber inicia produção na Índia

Com essa enorme base da CMF-A+, o espaço interno do Renault Triber pôde ser aproveitável para levar sete pessoas, mas dois lugares apenas para crianças. O bagageiro tem ainda 84 litros com todo mundo dentro, 320 litros com apenas cinco e 625 litros com dois ocupantes.


Dotado de um estilo interessante, o Renault Triber poderia emprestar seu visual parta um eventual SUV compacto abaixo do Duster. Por dentro, o ambiente apresenta um aspecto muito melhor que o Kwid e vem até com multimídia de tela grande, sendo esta com 8 polegadas e sistemas Google Android Auto e Apple Car Play.

Renault Triber inicia produção na Índia

O Triber ainda tem ar condicionado com difusores para os demais assentos, bem como quatro airbags de série. Na Índia, o misto de minivan e crossover tem motor 1.0 SCe de somente 72 cavalos e 9,6 kgfm, sendo o mesmo usado pelo Kwid. O câmbio manual tem cinco marchas.

Provavelmente logo mais será equipado com um propulsor mais potente na Índia. Fora do país, o Renault Triber – embora seja um projeto idealizado para aquela região, tem potencial para atingir outras regiões, especialmente a América do Sul.

Renault Triber inicia produção na Índia

Como um produto de sete lugares, ele não se encaixa no perfil da região, mas uma versão com apenas cinco assentos, seria interessante. Aqui, o motor 1.6 SCe de até 118 cavalos seria suficiente para suas pretensões, ainda mais combinado com câmbio CVT. A altura elevada por conta deste, vide Logan/Sandero 2020, o colocaria como um “SUV” por aqui.

[Fonte: IAB]

 

Renault Triber inicia produção na Índia
Nota média 3.7 de 7 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Renato Alves

    Boa concorrente para a Spin.

    • Marcelo Ecosta

      Impossível. Com 5 lugares, a Triber tem 320 litros de porta-malas, enquanto a Spin tem 700. A Triber é praticamente um Sandero com dois banquinhos no porta malas.

  • “Como um produto de sete lugares, ele não se encaixa no perfil da região”. Interessante quando a mídia acha que sabe mais das necessidades dos consumidores do que os próprios consumidores.

    • É, eu também achei um pouco fora de propósito essa conclusão.
      A Spin vende relativamente bem por aqui, com uma proposta bem parecida (5 lugares + 2 bancos para crianças). Sem a limitação indiana dos 4 metros para pagar menos imposto, poderia ganhar um balanço traseiro um pouco maior, aumentando a comodidade para a terceira fileira de ocupantes.

      • Debraido

        Sem contar que a Tiguan vem vendendo muito bem e principalmente na versão com 7 lugares. Órfãos da Zafira.

      • ( ͡° ͜ʖ ͡°)

        Faria mais sentido então a Dacia Lodgy , ou a nova Kangoo com 7 lugares.

        • Acho o Kangoo muito “Doblô”, a despeito de ter melhorado muito o visual ao longo dos anos. O Lodgy também não foge muito do visual van, com teto muito alto e capota mais quadrada. Ademais, o “produto Kangoo” já esteve presente em nosso mercado por muito tempo, sempre com resultados muito limitados em termos de vendas.
          Observando nosso mercado e vendo que a Spin tem números muito maiores que os do Doblô, me parece que esse indiano teria um maior potencial de vendas, até por ser um produto de uma faixa de preço mais aprazível do que o que acho que seria praticado para Kangoo e Lodgy.
          Mas são suposições. Qualquer um deles seria muito bem vindo. Sou adepto da crença de que quanto mais opções, melhor para o consumidor.

    • Alaor

      Pois é. Há momentos em que é melhor não dar opinião nenhuma e apenas expor as informações.
      Esse Triber com um motor mais potente e balanço traseiro aumentado – consequentemente com porta-malas maior e talvez mais espaço na terceira fileira – faria um sucesso danado custando menos que a Spin. Taxistas iriam comprar aos montes.

  • delvane sousa

    Só imaginando 7 pessoas na estrada + bagagens ou subindo um morro com esse motor potente hehehe

    • Ernesto

      Com 7 pessoas a bordo o espaço para bagagem é de apenas 84 litros (claro que as pessoas podem carregar no colo mochilas ou pequenas malas). De qualquer maneira, o sofrimento será grande (para o motor e para as pessoas. Rsrsrs).

    • Lá na India, já é vantagem de você não estar em 4 pessoas numa moto.

      • Cesar

        Aqui no Brasil em algumas regiões não é muito diferente. já vi uma família inteira em cima de uma moto.

      • Guilherme Martins

        Ia comentar isso kkk
        E os trem com gente até no teto, metrôs com “empurradores” contratados..

  • Seria interessante para atuar no mesmo segmento de Aircross e Spin. Uma opção a mais, que ainda se passaria por um tipo de “SUV”, tendo mais apelo comercial que as vans tradicionais.
    Sem a limitação indiana dos 4,00 metros para pagar menos imposto, poderia vir um pouco maior aqui, sendo um pouco mais funcional na proposta de veículo para sete pessoas, ficando no mesmo patamar de ocupabilidade da Spin, por exemplo.

    • Zé Mundico

      Pois é, eu acho que o Dacia Lodgy poderia fazer esse papel aqui, fantasiado de Renault, lógico.
      Sempre achei que com as saídas da Livina, Scenic, Meriva e Zafira, esse setor ficou meio descoberto e a Spin tomou conta do negócio sozinha.
      Nunca entendí o motivo da Renault não trazer a Dacia Lodgy, um popular que poderia bater de frente com a Spin no preço, ainda mais entre taxistas e frotistas.

      • LL

        A triber com cara de SUV tem muito mais mercado aqui…

  • R.C.B.

    Interessante, ainda mais para uso familiar/profissional que precisam de um carro 0km com 7 lugares, e não podem/querem pagar a fortuna cobrada pela spin/doblo.

    Só ficaria melhor um porta malas maior, ou mais espaço pra 3° fileira, como já comentaram

    • Dick Buck

      Acharia legal a Renault aplicar um aumento nas dimensões do Triber em uma versão exclusivamente brasileira, já que aqui não temos essa barreira dos 4 metros.

  • Kaian Reis

    No Brasil eles poderiam trazer com versão de 5 e 7 lugares só que com o motor 1.6 sce e câmbio CVT do Sandero, se ficasse na faixa de R$49.990,00 até R$67.990,00 com o atual mercado acho que venderia bem

    • Zé Mundico

      E esse carro existe lá fora, é a Dacia Lodgy que a Renault poderia repaginar e trazer para cá.

      • Marcos

        O Lodgy é meio metro maior que o Triber, 4.498 contra 3.999 (tamanho provável pois ele foi feito pra ficar dentro dos 4 metros pra ter imposto reduzido conforme a lei indiana).

    • LL

      Sandero 1.0 está R$46.990,00, logo…

  • marcosCAR

    Coroa de flores no capô ficou mórbido…

    • MonHoe

      Mas é um carro pra India, a cultura é diferente, eles usam essas coroas pra celebrar

    • Megaman X2✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Hahahaha, reparei nisso tb…

  • Marcus Vinicius

    O Triber é a da tribo do Kwid

  • Zé Mundico

    Rapaz, juro por deus que eu pensei que fôsse algum cortejo fúnebre. Tenebroso isso…..

  • Se o Triber não vier (eu espero que ele venha), ao menos poderia emprestar o seu estilo ao futuro Kwid com facelift.

    • lucas de jesus

      Ou o interior, ia ajudar muito o carrinho ter um interior desses.

  • Roberto

    sou fã deste tipo de carro, mas uma Spin de 5 lugares custa 75k… sem chance

  • lucas de jesus

    Se a Renault do Brasil tivesse colocado no Sandero e Logan o interior dessa minivan, com certeza iria ajudar vender mais o carro e ter menos críticas sobre a reestilização de ambos os veículos, tirando o tanquinho de partida a frio e direção hidráulica, o que mata nesse Sandero reestilizado é ter o mesmo interior velho pra competir numa faixa de preço onde tem carros como Argo e Polo que tem interiores bem melhores que o do Sandero.

  • invalid_pilot

    7 pessoas num carro de 4 mts

    Melhor andar de ônibus

    • Cesar

      Eu já vi uma família inteirinha. Tinham 5 em cima de uma moto 125 lá no Pará. No Triber, estariam no lucro.

      • Samuel Jesus de Sousa

        Aqui no Pará é assim mesmo KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

        • Cesar

          Estava trabalhando aí pelas de Parauapebas e me assustei quando vi.

          • Saulo Bezerra

            Interior do NE não é raro esse tipo de coisa.

            3 pessoas, sendo uma criança entre o pai e a mãe é até comum.

            e claro, sem capacente… Tem cidade no CE que devido a pistolagem o prefeito até baniu capacete.
            NE e norte é um Brasil a parte :P poderiam fazer como a califórnia permitindo dirigir de óculos, mesmo que sem capacete.

  • Felipe Borges

    Se o kwind tivesse esse visual, seria mil vezes mais bonito!

  • Paulo Lustosa

    Se deixar ele mais comprido, pra ter entorno de 500l de porta-malas e deixar mais equipado, além do motor HR16DE de 120 cv, vira um belo concorrente pra Spin, porém, terá que deixar confortável igual.

  • Marcelo Faria

    Pensei que era esses carros de funerária, cheio de coroas de flor…

  • LL

    Na minha opinião mais bonita que ecosport sem pneu, vindo com preços abaixo do Duster, seria um otimo custo beneficio em nosso mercado.

  • Douglas Cunha de Almeida

    Eu achei legal o Triber, só queria um motor um pouco mais forte.
    Outro carro que deveria vir era o Novo Kangoo argenttino, eu acho ele lindo na versão Stepway.

  • Yuri Lima

    Se viesse para cá com 1.6 SCe, opção de cvt e na faixa de 55-70 (entre 5 e 7 lugares), creio que venderia muito bem. Não tem nada nessa faixa com aptidão a um “””off road””” com vão livre similar, 7 lugares nesse preço. A meu ver, esse deveria ser o preço de uma Palio Adventure 0km, brigando diretamente com os hatches aventureiros e indo além deles para quem busca um carro realmente para transitar em zona rural/estrada de chão.
    Mesmo com 5, já incomodaria os hatches aventureiros também. Com 7 seria excelente.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email