India Minivans Renault Segredos-Flagras

Renault Triber: minivan do Kwid é flagrada na Índia

Renault Triber: minivan do Kwid é flagrada na Índia

O Renault Kwid logo ganhará sua primeira variante na Índia, uma minivan chamada Triber. O modelo foi visto recentemente circulando com camuflagem leve, indicando a proximidade de seu lançamento no mercado daquele país. Com entre eixos longo, o monovolume terá um papel misto por lá.


Além de ser um familiar urbano, o Renault Triber deverá ganhar uma versão aventureira para competir com os SUVs compactos de até 4,00 m. Embora a marca francesa possa fazer um pequeno crossover derivado do Kwid, a preferência no momento é por um monovolume que se enquadre dentro dessa faixa de tamanho, onde o incentivo fiscal é enorme.

Feito sobre a plataforma modular CMF-A, o Renault Triber tem linha de cintura elevada e boa área envidraçada, além de frente bem compacta com design exclusivo em relação ao Kwid. A barras longitudinais no teto elevam ainda mais a altura do pequenino, que terá muito mais espaço atrás que o atual modelo.

Renault Triber: minivan do Kwid é flagrada na Índia


Isso sem contar o porta-malas, que deverá ser bem generoso, como é característica da marca, mesmo em detrimento do espaço para quem vai atrás… Com traseira truncada, o Renault Triber reforça a ideia de volume interno superior. O tamanho exato do carro ainda não se sabe, mas o limite de 3,99 m pode ser explorado.

Visualmente, o Renault Triber terá opção de rodas de liga leve, luzes diurnas em LED, multimídia com Google Android Auto e Apple Car Play, câmera de ré, entre outros itens já vistos em flagrantes anteriores, incluindo uma versão automatizada. O modelo terá ainda motor 1.0 de três cilindros com 75 cavalos e 10 kgfm, bem como câmbio manual.

Não existe previsão de vendas do Renault Triber em mercados fora da região de atuação da filial indiana. Ou seja, não deve nem chegar à China ou ao Brasil, onde o Kwid logo ganhará uma versão aventureira.

[Fonte: Rushlane]

Renault Triber: minivan do Kwid é flagrada na Índia
Nota média 4 de 5 votos

  • Domenico Monteleone

    Forte candidato a roubar da Spin o título de minivan mais feia da quebrada.

    • Luiz Ricardo

      Vamos ver primeiro o Design do carro, por enquanto o título ainda é da “Capivara hardcore” kkkkkkkkkkkkkk

    • Valdinei Monteiro Vieira

      Ou de minivan mais vendida. E, vamos combinar, a nova Spin não ficou feia, o problema foi o primeiro modelo.

  • Cesar

    Para os amantes de parafusos, este tem 4.

    • Dudu Pimentel

      O Kwid reestilizado tem 4

  • Djalma

    Será que vão trazer esse lixo indiano para cá?

    • zekinha71

      Se o primeiro veio, esse é capaz.

    • JCosta

      Será? A questão é: por quanto será vendido?

    • eto

      Ate o LIXO do POLO trouxeram !!!

  • alex

    Ninguém percebeu mas essa é revolta das minivans, foram expurgadas pelos SUVs e agora pretendem renascer através deles. O kwid não ser um SUV de verdade é um mero detalhe.

  • Natán Barreto

    Acredito que as minivans voltarão a ter espaço em breve, pois mataram as peruas e os sedãs e os SUVs equivalentes em preço não tem espaço interno e nem bagageiro suficientes pra atender quem precisa de espaço.
    Entram aí as minivans com suas versões aventureiras pra suprir esses clientes.

    • matheus

      Bem isso. Gosto de minivans, pelo o espaço, bagageiro e posição de dirigir, mas as opções do mercado são poucas. Ou a ultrapassada e feia Spin ou a cara C4. Parece que o FIT de próxima geração estará mais para uma minivan,

  • Schoenfelder

    Modelo muito interessante, principalmente num país com as características do Brasil. Apesar de não eu ser consumidor desse tipo de veículo, é muito importante ter uma variedade maior, de modelos de entrada e com valor mais acessível. Sou um crítico da Renault, mas nesse caso, parabéns a empresa. E pros chatos de plantão; até parece que todo mundo aí anda de X5! Não é só em automóveis, que temos que nos espelhar com os países de 1º mundo; as prioridades deveriam ser educação, saneamento, saúde, habitação e infraestrutura. E antes de falar de carros usados, o brasileiro deveria comprar aquilo que “pode manter”. É só observar o enorme número de veículos 2.0 mais antigos, sem nenhuma condição de trânsito, que infestam a nossa precária malha viária.

    • Bruno

      Concordo contigo. Acho que se viesse para o Brasil seria rapidamente absorvida por frotistas e taxistas. Bom espaço para bagagem com um custo adequado.

  • Luiz Ricardo

    Um misto de Minivan e Crossover é algo que raramente aparece, digo isso que já tivemos a primeira geração do 3008 da paugeot.

  • Luiz Ricardo

    Dona Renault fazendo um misto de minivan-crossover, bem pra citar que vemos raridades sobre essa novidade, 3008 da Peugeot é algo que mais conhecemos por aqui, mas é uma pena que não teremos por aqui seria uma briga boa com um segmento forte.

    • Rafael Pereira da Silva

      acredito que possa vir sim, até para otimizar os ganhos de produção da plataforma; a tempo, achei muito estranho a saída da Livina no mercado, era um produto a la March e Versa, que se melhorado, poderia trazer bons números. a dacia ainda tem a Lokker e outras boas opções para o nosso mercado.

  • Zé Mundico

    Deve ser a versão chaveirinho do Kwid…

  • Marcelo Nascimento

    Se é um hatch com entreeixos e mala maior, por que chamar de minivan e não de perua?

  • 1 Raul

    Se o kwid é o SUV dos compactos, esse aí é um SSUUVV?

    • CanalhaRS

      Esse será a MINIVAN-SUV dos compactos….kkkkkk

  • zeh

    …ainda bem que essas coisas não são radioativas se não….

  • Ricardo Blume

    Já que para a Renault o Kwid é um SUV, como devemos chamar o Triber?

    • Dudu Pimentel

      Super SUV

  • JCosta

    Em breve, no Braçil por apenas 69.900,00…

  • Ricardo Santos

    “O SUV das minivans”

  • edson

    Se as projeções se confirmarem e manterem a traseira com certa inspiração na Scenic atual vai ficar legalzinha…

  • Rids

    “A CMF permite que seções separadas do veículo sejam montadas em módulos
    separados para construir um carro. O compartimento do motor, cabine, a
    parte dianteira inferior e traseira inferior da carroceria e a
    eletrônica são todos tratados como peças modulares separadas. Ao
    contrário de usar plataformas comuns, a abordagem modular da
    Renault-Nissan para uma ampla gama de veículos permite compartilhar mais
    peças.”…”
    Os primeiros carros a usarem a plataforma CMF serão carros compactos e
    de grande porte. Os primeiros veículos da Nissan a usá-la serão da
    próxima geração do Rogue, Qashqai e X-Trail que deverão chegar ao
    mercado no final de 2013. A próxima geração do Renault Espace, Scenic e
    Laguna também usarão a plataforma”
    Quer dizer, a plataforma CMF é uma não-plataforma, da onde sai Kwid ou Scenic.

  • Gabriel Molina Pinheiro

    Imagina que bizarrice deve ser isso por baixo da camuflagem…

  • Marcus Mendes

    Lixo recolhido no rio ganges e enviado para os Brasiotários.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email