América Latina Hatches Preços Renault

Renaut Kwid Outsider estreia na região pela Colômbia

Renaut Kwid Outsider estreia na região pela Colômbia

O Renault Kwid agora é vendido no mercado colombiano, onde a pré-venda começou. O subcompacto da marca francesa estreia no país vizinho em três versões, mas chama atenção por um mais uma novidade, a versão Outsider, que tem apelo mais aventureiro. O pequenino chega ao consumidor local com preços a partir de 29.990.000 de pesos ou R$ 35.988.


O preço não está longe da nossa realidade, já que aqui o Kwid parte de R$ 32.590. Lá, a versão Outsider parte de 35.990.000 pesos ou R$ 43.188. Aqui, a Intense custa R$ 40.990. Assim, essa comparação pode dar uma ideia de quanto deverá custar o Kwid Outsider no Brasil.

Renaut Kwid Outsider estreia na região pela Colômbia

Apesar das realidades diferentes em termos tributários, o Renault Kwid quer também buscar novos horizontes no país andino com a mesma receita de ser um aventureiro urbano de visual descolado. O modelo é vendido também nas versões Life e Zen, ambas com o motor 1.0 SCe de 66 cavalos, o mesmo da versão Outsider.


A pré-venda iniciou nesta sexta (1), mas os colombianos já haviam visto o carro no Salão de Bogotá do ano passado e encomendaram na ocasião, 1.200 exemplares do produto. Nesse caso, quem comprou ganhou dois anos de manutenção gratuita.

Renaut Kwid Outsider estreia na região pela Colômbia

Comercializado também na Argentina, o Renault Kwid já atingiu 90.000 unidades vendidas na região e tem potencial para aumentar na América do Sul. O modelo é produzido exclusivamente na fábrica da empresa em São José dos Pinhais-PR, embora tem plantas de produção na Argentina e Colômbia, ambas fazendo carros populares, como Logan e Sandero.

Renaut Kwid Outsider estreia na região pela Colômbia

Aqui, o Renault Kwid tem vendido muito bem. No ano passado, apesar da oscilação inexplicável da produção, vendeu 67.320 unidades e o foi sétimo mais emplacado entre os automóveis. Mesmo tendo gerado alguns conceitos interessantes na Índia, que poderiam ser adicionados ao portfólio nacional, a marca decidiu manter o time sem alterações até o momento, embora a nova versão já tenha sido confirmada para esse ano.

[Fonte: El Carro Colombiano]

Agradecimentos ao Rogério.

Renaut Kwid Outsider estreia na região pela Colômbia
Nota média 4 de 4 votos

  • vi.22

    o verdadeiro substituto do mille way…

    • Ina Marlina

      veja “Happy Death Day 2U” neste site! tudo está aqui !! visite este blog: ONETWOTHREESERIES123.BLOGSPOT.COM

    • Tosca16

      Mille na sua época era um projeto superior, mas sim.

    • Louis

      Quando dirigi o Kwid, também tive uma sensação semelhante de quando comprei um Ka da primeira geração, subcompacto com motor Rocam. Só que o Kwid é muuuuito mais econômico. Com o Ka eu fazia 13 km/l na estrada com gasolina, e o Kwid já fiz quase 15 km/l com álcool.

  • Hernan Carlos Granda

    o pior carro que eu dirigi em minha vida

    • FREDRED

      Porque? Dirigi um em test drive por curiosidade e achei demais a calibragem do acelerador, carro ágil e rápido na cidade, isso é, comparando com seus rivais, achei o carro honesto, entrega o que a Renault prometeu: City Car de baixo custo para uso 99% na cidade e no máximo 2 adultos, e talvez 1 criança e que consiga lidar com a buraqueira do asfalto.
      Não acho que ele é o melhor carro de entrada, mas também não é o pior.

      • invalid_pilot

        Pra ver como as exigências dos mercados latino americano e indiano são baixas.

        Perto do Kwid, o Celta parecia carro de categoria superior.

        • Silvio

          O que mais incomodou a mim não foram nem estes detalhes de acabamento, que pelo preço já esperava. Mas acerto de suspensão e melhora nos freios horríveis era obrigação da fabricante.

          • invalid_pilot

            Eu acho que o carro ser estreito demais já me faria não compra-lo, olha que nem sou grande e gordo e mesmo assim o braço fica na porta colado.

            • Silvio

              Sou alto e realmente fica apertado, mas entendo isto como sendo parte do conceito do carro, juntamente com o isolamento acústico quase inexistente. Teria um se fosse para rodar de forma econômica e ágil dentro da cidade, mas como manter um carro somente para este fim é economicamente inviável, acho melhor pagar um pouco mais caro e levar outro modelo. Esta é minha opinião, logicamente não se aplica a outras pessoas, senão não haveria compradores para ele.

        • Diego Lip

          Olha, um amigo meu comprou um Kwid, ele está quase participando do amigo-secreto da concessionária, de tantas vezes que ele tem ido lá para trocar peças defeituosas do carro.

          • invalid_pilot

            Tenso! Era melhor ter comprado um usado melhor

          • Danilo Silva

            Hahahahaha esta que nem meu pai que já foi ver a suspensão, freio de mão, ar condicionado que parou de funcionar e a maçaneta que quebrou, a tendencia é que as peças dos novos carros populares vão voltar a ser de péssima qualidade, tenho um VW UP que quando lançou em 2014 era mais barato que o Kwid e muito superior em qualidade que até hoje nunca tive esses problemas, pena que vai ser de linha em 2021.

            • invalid_pilot

              Pena que a VW resolveu gourmetizar o up! ao extremo, como projeto é o melhor subcompacto disparado.

              O esquema é cuidar bem e segurar o carro porque se vender e quiser pegar outro semelhante – tem que botar uns 25k pelo menos.

        • Ricardo Blume

          O meu medo é depois de dois, três anos de uso. O cara vai parecer o Fred Flintstone usando os pés para o carro andar. O Kwid não passa confiança alguma com seu projeto low cost.

        • Tosca16

          Celta é horrível, dos GM não sei mas as vezes acho até pior que o finado Classic.

          • invalid_pilot

            Olha, eu tive um Celta VHC dos primeiros, em questão de vibração e isolamento acustico era a mesma coisa do Kwid, porém tinha mais espaço lateral e plásticos de melhor qualidade no interior

            Além de um rodar igual ao Corsa B – carro era bom pra época e para um popular. Se parar pra analisar o Kwid é a mesma coisa, mais cara e com menos espaço interno

            • Tosca16

              Um Celta hoje não custaria menos que um Kwid, e se formos ver a GM está certa em não trazer nada abaixo do Onix, pois pelo porte, muitos prefeririam um Onix 1.0 com o kit sobrevivência (ar, direção e vidros elétricos dianteiros) que um modelo tal como o Spark mesmo que mais completo.

        • Louis

          Acabo de comprar um Kwid, eu diria que o nível é semelhante ao do Celta, sendo o Kwid mais seguro por ser mais moderno, ter 4 airbags e ABS. Estou gostando do carro, honesto para a proposta.

          • invalid_pilot

            Ao meu ver é um 6 por meia dúzia com menor espaço lateral pro Kwid e plásticos piores também.
            Enfim, espero que não tenha dor de cabeça com o carro.

          • SDS SP

            O acabamento interno não é bom, mas pro outro lado, me surpreendi com o alinhamento das peças da carroceria.
            Não gostei da ergonomia, além do isolamento acústico ser fraco. É um carro ok para uso urbano, mas para estrada nem pensar.

            Agora não da para comparar com o Celta, quem acha o antigo Chevrolet superior, está mal de referências.

        • Nem em sonho o Celta é melhor que o Kwid. Ambos compartilham plásticos vagabundos, mas a dirigibilidade de trator, com coluna direcional torta, volante duro mesmo com assistência hidráulica, carro colado no chão, aliado a bancos indignos, fazem o Kwid parecer um carro premium perto do terrível Celta.

          • invalid_pilot

            Nunca vi o Celta quebrar pivô de direção e nem perder os freios.

            • Certamente não viu isso acontecer com o Kwid também, mas sim o recall para evitar a ocorrência disto. Celta teve vários recalls também, inclusive o último em 2014, por motivos de possíveis ocorrências sérias, como desligamento súbito de motor e vazamento de combustível próximo ao tanque, ocasionando risco de acidente com lesões graves ou fatais dos ocupantes e terceiros. No lançamento em 2000, teve recall por possível ruptura dos conjuntos dos braços inferiores de controle da suspensão dianteira, com risco de ocasionar acidentes fatais, devido a perda de direção em caso de rompimento. Em 2008 teve o recall do fecho dos cintos de segurança, que rompiam em caso de acidentes, aumentando o risco de fatalidade.

              • invalid_pilot

                Entre 1 Celta 2013 e 1 Kwid 0km, fico com o Celta.

                Prefiro DNA de carro de primeiro mundo do que um genérico indiano com motor capado e freio de bicicleta.

          • SDS SP

            Celta era horrível em quase todos sentidos. Apesar do Kwid ser bem limitado, não dá para comparar com o finado Chevrolet.

      • Hernan Carlos Granda

        nao consigo achar um carro pior no mercado, gol, uno, ka, onix, que sao porcarias, sao infinitamente melhores , ate moby parece um bmw perto de um kwid . So acho que um QQ pode estar em seu nivel, mais nao dirigi ainda

        • Silvio

          Também achei ele inferior aos demais compactos, mas ainda não andei no Mobi nem QQ. Para para usar na cidade, achei o carro razoável, até bonzinho. O motor é bem esperto e junto com o peso e tamanhos reduzidos, deixa o carro bem ágil.

          Agora, para usar em rodovia tem que ir com calma, pois balança demais em “alta velocidade” e os freios são bem ruins.

          • Danilo Silva

            Mobi é mais apertado do que o Kwid no banco de trás já dirigi os dois, tenho 1m,80 no Mobi fico com as pernas apertadas no banco e no Kwid um pouco normal, o motor do Kwid é mais forte por ser mais leve o carro, em questão de qualidade o Mobi é um pouco melhor, se fosse comprar um carro no valor de um dos dois pegaria um usado de um ano atrás tipo Gol, VW UP, Nissan March e Ford KA

            • Silvio

              Concordo com você, na minha opinião e para o meu uso, preferiria pagar um pouco mais caro e comprar outro modelo. Por exemplo, gostei do Ka ao dirigi-lo, achei bem melhor que o Kwid no somatório das características.

        • invalid_pilot

          Mobi é bem sólido no rodar, suspensão bem acertada, o que mata é o motor Fire que é manco – a versão Firefly deve ser bem mais agradável

          • Silvio

            Tenho muita curiosidade de dirigir um Mobi com motor Firefly, me parece um carrinho muito bom.

            • ViniCarvalho77

              Aluguei um por 15 dias ano passado. Não é tão superior ao fire.

          • Mobi sólido? Aluguei um com menos de 2.000 km, e caiam pedaços do painel, barulhento, cheio de grilos, rangia os bancos… Já o Kwid, o primeiro que aluguei, da primeira leva, plásticos frágeis que riscavam só de olhar (quebrei a maçaneta interna abrindo a porta), mas não era tão trágico como o Mobi foi, já o segundo, ano modelo 2018/19, mesmo com mais de 20.000 km, era praticamente outro Kwid, bom, agradável e resistente, com bom freio e nada quebrou. Fiquei até surpreso com a evolução, e percebi que realmente não se compra carro de lançamento. Um ano de existência do modelo já faz toda diferença.
            Já o QQ, fiquei surpreso, é um carro confortável no uso urbano, tem um acabamento razoável, plásticos bons, zero grilos ou barulhos intrusos, motor elástico e esperto, bom consumo. Dos três citados, considero o QQ o mais equilibrado e mais confortável em uso urbano, aliado ao mais baixo custo de revisão, enquanto o Kwid é o mais comprável, pelo belo aspecto visual, melhor porta malas da categoria, maior conforto ao rodar, pela maior altura livre entre o solo, maior economia de combustível e outros fatores. Mobi, só vale a pena na versão Way, com motor Firefly, mas aí é preferível levar um Onix, HB20, Ka, Argo ou Sandero.

            • SDS SP

              Achei o Mobi com uma construção melhor, além de possuir plásticos de melhor aparência, mas a qualidade de montagem é sofrível. Tem muito exemplar de locadora em estado deplorável.
              Mas o Renault também deixa muito a desejar nesse aspecto.

        • O Mobi é um lixo perto do Kwid. Se desmancha por dentro só de olhar, isolamento acústico horroroso, motor Fire Evo pouco econômico e manco. Já o QQ é melhor construído e tem nível médio de conforto maior que Kwid e Mobi, embora o aspecto visual infantilizado não sugira isto.

      • Silvio

        Test drive em geral é muito curto e não dá para perceber todas as características do carro. Fiquei alguns dias com um e realmente o desempenho surpreende, mas tem outras coisas que não gostei quando começa a usar em cenários diferentes.

    • Rbs

      Diz aí o motivo vai ajudar muita gente . . .

      • invalid_pilot

        Certamente o que comentei acima:

        Apertado, barulhento, feito com plástico vagabundo, com central multimidia que não funciona direito, sem freios e com peças amarradas com enforca gato.

        Uno Mille e Celta eram carros superiores a essa tranqueira indiana by Renault

      • Hernan Carlos Granda

        invalid ja diz o que eu penso do carro. Outra , em rodovias e imposivel ter estabilide, carro va por onde ele quiser

        • invalid_pilot

          Sobre rodovia é mau de carro pequeno – no up! se pegar vento forte lateral ele sai de lado – porém é um carro que passa confiança na estrada mesmo sendo pequeno.

  • Rogério R.

    Essa versão Outsider dará um baita impulso nas vendas do Kwid.

    • Tosca16

      Também acho.

    • ViniCarvalho77

      Deve custar uns 42990 de inicial. Será que vai vender mesmo?

      • Rogério R.

        Acho que sim. Ele pode não ser um SUV apesar de ter boa altura em relação ao solo, mas esses acessórios irão chamar a atenção de muitos clientes assim como o Sandero Stepway. O Kwid em fev./19 foi o 3º carro mais vendido no varejo.

  • Mayck Colares

    Esse friso da porta é bem estranho, ele não é da altura dos frisos normais mas tb não é colado na “saia” lateral do carro. Seria melhor se a renault ou juntasse esse friso preto até embaixo ou colocasse um preto na saia e retirasse esse.

    • T1000

      friso à la cactus

  • Danilo Silva

    Carro bastante econômico, mas não recomendo meu pai tem um 2018 esta com 25.000km, esse carro da muito problema as peças não são de boa qualidade, já quebrou uma maçaneta do lado de dentro, teve problema com freio de mão que a luz do painel acendia, suspensão já teve que trocar e agora o ar condicionado parou de funcionar, tenho um VW UP 2015 com 55.000 Km que até agora nunca deu esses problemas, ele até propôs eu ficar com o carro dele e ele revender o meu quando trocar de carro, mas prefiro ficar com VW UP mesmo sendo 2015.

    • Os Kwid das primeiras levas, 17/18 e 18/18 eram terríveis mesmo. Já do modelo 2018/19 em diante, chega a a parecer outro carro. Bem melhor, mais acertado e mais robusto.

    • SDS SP

      Nem da para comparar o Kwid com o Up, mas o alemão cobra bem mais pela superioridade técnica.

  • Stunt

    Evolução zero, é apenas uma maquiagem com firulas de gosto subjetivo e um sobrenome novo para dar um “tchan” de novidade, assim o modelo se mantém em evidência e dando lucro por mais um tempo.

  • Luconces

    A versão aventureira do carro que já tem visual aventureiro…

  • Ricardo Blume

    Agora sim um verdadeiro SUV dos compactos. Não, pera.

  • Annita Fingenberg

    Sério, esse carro é muito ruim. Fiquei impressionado com o consumo e fui fazer um test-drive pois precisava de um carro compacto e econômico. Tive o desprazer de dirigir. A única coisa melhor que os concorrentes é o consumo, e só. Peças de acabamento extremamente vagabundas, tanto que o carro já estava com um detalhe da porta trincado. Posição de dirigir ruim, embreagem trepida muito, ar não gela, tem desempenho pior que do ford ka e por ai vai. Sinceramente, melhor pegar um usadinho já consagrado que essa bomba relógio.

    • Discordo sobre o ar, pois os que aluguei, o ar funcionava muito bem, gelando muito em pleno verão, bem como a embreagem não trepidava nada e a dirigibilidade não emocionava, mas era OK (Celta era muito pior de dirigir). Para um 1.0, o Kwid é bem esperto também. Agora, de fato o acabamento tem plásticos ruins (embora tenha melhorado um pouco na linha 2019) e o isolamento acústico é fraco.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email