Manutenção Segurança

Rodízio dos pneus: quando fazer?

rodizio Rodízio dos pneus: quando fazer?

Polêmico, o rodízio de pneus ainda divide muita gente. O tema é complicado de ser resolvido pelo simples fato de não haver necessariamente um padrão para se executar tal revesamento de pneus em um automóvel. E o pior é que cada fabricante de pneus e quase cada marca de veículos pensa de forma diferente sobre o assunto.



E agora? Faço ou não faço? O melhor é fazer, mas a forma como irá faze-lo aí já é outra história, que contaremos a seguir. Quando fazer? Também é outro assunto que divide opiniões dos fabricantes de pneus e das marcas de carros. Mas, primeiro, vamos a tal decisão de fazer o rodízio. Popularmente, existe um “padrão” nesse tipo de revesamento de material rodante.

Como fazer o rodízio?

rodizio Rodízio dos pneus: quando fazer?

Muita gente simplesmente faz por recomendação de amigo ou profissional trocar os pneus dianteiros pelos traseiros, mas cruzando-os para se obter melhor equilíbrio no tocante ao desgaste. Porém, não deve ser feito exatamente assim, apesar de que a Continental recomende realizar dessa forma para veículos 4×4. Se a tração é dianteira, a dupla da frente deve seguir para trás nos mesmos lados. Apenas os traseiros é que se cruzam na frente. Com tração traseira, o rodízio deve ser feito ao contrário.



Isso não é errado e até alguns fabricantes de pneus recomendam executa-lo dessa forma, mas para pneus assimétricos ou radiais comuns, que funcionam em dois sentidos. Outros fazem a mudança jogando os dianteiros para trás e vice-versa, mas isso era indicado para pneus unidirecionais, os mais antigos e que hoje em dia quase não existem mais.

Mas a história não para por aí. Lembrou do estepe? Pois é. Ele entra ou não na dança das cadeiras? Para alguns fabricantes de pneus e automóveis, sim, ele deve entrar e num esquema próprio, geralmente começando a rodar pelos lados do carro pela posição dianteira direita. A partir daí existem três rotas para o estepe nesse tipo de rodízio.

Na primeira, ele volta para trás no mesmo lado, retornando para o bagageiro. Na segunda ele cruza para o eixo dianteiro, voltando para o lado esquerdo traseiro e retornando ao seu compartimento. Na terceira, ele faz um X saindo da dianteira direita para a traseira esquerda, subindo para a dianteira esquerda e descendo para a traseira direita, retornando ao porta-malas. Quem os recomenda assim? Pirelli, Goodyear e Bridgestone, nessa ordem. A Yokohama não recomenda usar o estepe. E então, isso responde a pergunta?

Se o rodízio parece um consenso, engenheiros da BMW e Renault pensam diferente. Para as duas marcas, não se deve executar o revesamento de posição dos pneus, pois o desgaste irregular pode trazer problemas de estabilidade e consequentemente de segurança nos carros. E agora? Uma marca popular e outra de luxo falando isso? Elas estão certas ou erradas? Nessa história do rodízio, parece que existem mais perguntas do que respostas.

rodizio Rodízio dos pneus: quando fazer?

 

Como fazer o rodízio com dois pneus novos?

É igual ao fato de se comprar dois pneus novos para substituir dois já bem gastos no veículo. Isso geralmente acontece com quem não faz o rodízio e é desaconselhado pelos fabricantes de pneus e veículos. Mas, se não tiver jeito, veja como fazer. Esse é outro ponto que confunde muita gente e já ouvimos pessoas comentando que fazem exatamente o que segue abaixo.

Quando os pneus dianteiros já estão no fim da vida, o condutor simplesmente coloca os gastos atrás, introduzindo os novos na frente. Está errado. Pela lógica popular, os pneus novos darão maior aderência à frente em caso de chuva, quando o carro aquaplanar, o motorista terá melhor controle direcional e assim garantirá a segurança do veículo e passageiros. O pensamento até tem razão de ser, mas existe um efeito desconhecido pela maioria dos motoristas, que quando se deparam com ele nessa configuração, não têm mais o que fazer a não ser ver o mundo girar, com consequências potencialmente fatais.

Os pneus novos precisam ir atrás e não na frente. Em chuva, fica mais fácil controlar a traseira do que a frente. Estranho, não é mesmo? Mas vejamos. O efeito de aquaplanar – quando o carro perde aderência na frente – pode ser controlado com os pneus mais gastos, bastando-se tirar o pé e movimentando o volante para buscar novamente o contato com o chão. Isso numa reta, é claro. Numa curva, por exemplo, o carro tenderá a sair de sua trajetória. Para corrigir, basta apenas tirar o pé do acelerador e tentar controlar a direção, trazendo o carro de volta. Esse efeito de sair de frente é chamado subesterço.

No caso de pneus usados na traseira, numa situação de chuva e em uma curva, o carro simplesmente sairá de traseira de forma mais acentuada, gerando o efeito conhecido como sobresterço. Nessa caso, é mais difícil de controlar o carro, provocando sua rotação na pista e potencialmente uma colisão contra outro veículo, mureta/barra de proteção ou simplesmente sair da estrada, podendo cair em um barranco ou colidindo contra pedras/encosta. Por isso, os pneus novos vão atrás e não na frente.

rodizio Rodízio dos pneus: quando fazer?

De quanto em quanto tempo fazer o rodízio?

Os fabricantes de pneus geralmente recomendam fazer o rodízio em períodos entre 5.000 km e 10.000 km rodados, variando assim de acordo com a marca do material rodante. O proprietário pode observar o desgaste maior nos pneus da frente – quando o carro tem tração dianteira – e assim iniciar o procedimento de revesamento conforme os modos descritos nesta matéria. Isso pode ser feito até em casa, se for o caso, mas não é aconselhável fazendo sem balanceamento e alinhamento das rodas.

Por isso, a grande maioria dos proprietários de veículos executam o rodízio em estabelecimentos dedicados ao serviço ou durante a revisão em certas marcas de automóveis. É imprescindível realizar esses dois serviços para que haja um desgaste equilibrado de todos os pneus, para que no momento da troca, todos tenham o mesmo nível de desgaste e um novo jogo possa ser adicionado. O caso do estepe fica na preferência do dono do carro.

Alguns não recomendam o uso do estepe, pois o pneu fica muito tempo parado no compartimento abaixo do porta-malas, onde esquenta bastante ou sob a estrutura do veículo, muito próximo do escapamento. O pneu reserva exterior também fica exposto ao clima durante muito tempo e sem uso, com o material sofrendo degradação por esse motivo.

De qualquer forma, faça o rodízio constantemente, sempre verificando a posição dos pneus e seu estado. Jamais tente recuperar um pneu que o fabricante indica não ter mais jeito. Algumas borracharias aplicam soluções inapropriadas que só trarão insegurança e problemas futuros.

Se um pneu rasgar, adicione um novo exatamente igual, se isso não for possível, mude para o estepe (daí o rodízio deste acaba sendo uma boa) e coloque o novo em seu lugar. É preferível isso a ter um pneu diferente dos outros, gerando ainda mais desequilíbrio ao conjunto.

Além disso, semanalmente calibre os pneus na pressão indicada pelo fabricante para uso normal ou adicione algumas libras a mais, também conforme o indicado, caso haja carga extra na viagem. Evite sempre sobrepeso, isso acabará com os pneus, suspensão, freios e outros componentes antes do tempo, além de comprometer a segurança. Embora ainda seja polêmico, o rodízio – para a maioria dos fabricantes e consumidores em geral – é um meio prático para garantir a segurança.

COMPARTILHAR:
  • Emygdio Carlos

    Parabéns pelas materias NA!

  • Jair

    Eu só tenho e tive carros tops nos últimos anos.
    Civic jetta tsi c180.
    NUNCA FIZ ESSA IDIOTICE. Chego a rodar 60 mil com os pneus originais traseiros.
    Rodizio é a maior furada

    • Geraldo Xavier

      Também não faço. Os da frente gastaram? Troco os da frente. Os da traseira gastaram? Troco os da traseira.

      • leandro

        Também faço isso, além de ser mais fácil comprar só 2 ao invés de 4 de uma vez

        • Geraldo Xavier

          Meu aro é 15. Os 4 é uma pancada

          • Holandês Louco

            Já viu o preço dos 17?

            • Geraldo Xavier

              Os carros que saem de fábrica com aro 17 são na casa dos 100 mil. Quem tem isso pra gastar em um carro não se liga em gastar 2 mil de pneu. Geralmente trocam de carro antes de trocar pneu

              • 2 mil você foi bem otimista. Hehehe.

                Um Pzero da Pirelli 225/45/r17 saiu por apenas R$ 890,00.

                • Geraldo Xavier

                  Tenho dinheiro pra isso não

                  • Kkkkk na última troca.

                    890,00 cada pneu
                    100,00 das válvulas e tampas
                    600,00 programa de assistência

                    • Geraldo Xavier

                      100,00 de válvulas? 890 de pneu?
                      Tá bem de vida. Graças a deus. Nem pesquisou né?

                    • Veja, são linhas de pneus.

                      O Phantom por exemplo, custa em média 400,00. Porém, acho muito ruidoso. O que não se pode esperar muito sendo a linha de entrada da Pirelli.

                      A linha do Pzero que realmente é a mais cara e está na média do segmento.

                      Quanto as válvulas com tampas, sempre gosto de trocar quando troco o pneu. E já estava fazendo lá na Caçula mesmo, não ia sair só para por uma válvula. Rs..

              • Holandês Louco

                Engano seu.
                Focus 1.6 SE custa a partir de 77 mil e usa 17″
                Eu tenho um Focus que vale 35 mil, aro 16 e não ligo de gastar 2 mil quando troco os pneus. Se tem coisas que não economizo são pneus, freios e amortecedores.

        • Hendel Marques

          Pensei que era só eu quem pensava assim. Meu ultimo carro era um optima com aro 18. Eu não fazia rodizio. Deixava a dianteira desgastar mais pra quando rasgasse num buraco, trocava apenas o par na dianteira. Os traseiros nunca gastavam. Em 4 anos e meio foram 3 pares na dianteira.

      • RPM

        Também nunca entendi esse fetiche que as pessoas têm,de ficar Mudando pneu de posição….por experiência própria,carro,quanto menos mexe,melhor…

        • Geraldo Xavier

          E menos se gasta. Afinal até pra tirar e colocar as rodas voce paga

          • Holandês Louco

            Você pode fazer em casa e não gastará nada já que o apreço ao vil metal é grande.

            • Geraldo Xavier

              Poder pode. Mas vai tirar e colocar 4 pneus

              • Holandês Louco

                Vai dar um pouco de suadeira… principalmente se forem 5 parafusos/roda.

        • “Perguntador”

          Não é fetiche, é seguir o manual, pelo menos no meu caso.

    • REDDINGTON

      Tive 2 Civics, NUNCA cheguei aos 60 mil, fazendo rodízio e calibrando toda semana.

      • Holandês Louco

        Eu consegui fazer 51 mil num Focus com Bridgestone Potenza G3, mas rodava 75% em rodovia. O mesmo pneu em um Gol não fiz 35 mil com uso 90% na cidade

    • Pois é, a montadora tem lá seus 500, 700 engenheiros na folha de pagamento e só fazem idiotices né…

      • REDDINGTON

        Kkkkkkkkkkkkkkkk

      • Alexandre Borges

        Nao se esqueça q o Jair é formado em engenharia pelo Facebook.

      • Deve-se filtrar as informações de todos os lados.

        Afinal, engenheiros de montadoras não são Deuses.

        Que os digam o recall branco dos Pirelli 215/45/r17 trocados pelo 225/45/r17 dos Vectras 2006 à 2009;

        Do anel de vedação do bloco 2.0 8v GM;

        Do cubo de roda dos Stillos;

        E por aí vai…

      • Jessé Silva

        Sem falar os engenheiros dos fornecedores de pneus, então pode por 1000 engenheiros falando idiotices. Parabéns pela matéria!

    • Abdallah

      Tbm não faço acho perda de tempo, sou como o amigo @geraldo_xavier:disqus , gastou? eu troco!

  • Ander33x

    Sabe quando irei fazer rodízio de pneus em meus carros….. nunca!
    Falácias do mundo automotivo.

  • Hudson Borges

    Por isso que gosto de ler os comentários, os leitores sabem mais que os engenheiros que fabricam os produtos. (ironic)

    • Sílvia

      Os “coments” dos experts e especialistas são a cereja do bojo … rsrs

  • HelderV6

    Bobagem , quando chegar na marca twi , eh só trocar 2 , ou os 4 Logo .

  • Alexandre Borges

    Eu sempre faço rodízio (nos ultimos 3 carros). Prefiro trocar os 4 pneus q somente 2 diferentemente dos comentarios acima. Com rodízio eles chegam a marca de troca juntos. Faço a cada 10 mil km.

  • BillyTheKid

    Não vejo vantagem alguma no rodízio. É mais seguro ter 2 pneus em fim de vida e 2 mais ou menos, do que 4 igualmente gastos mas em fim de vida.

    Sem contar que é mais tranquilo pra trocar de 2 em 2 do que os 4 de uma vez só. E o que você economiza não gastando com alguns rodízios, pode literalmente usar pra comprar um pneu novo, que você terá que fazer de qualquer jeito em ambos os casos…

  • REDDINGTON

    Compro carro zero. 5 mil alinhamento, 10 mil alinhar, balancear e rodízio. Chegou no TWI? Coloco o estepe pra rodar, compro 4 pneus zero, um novo jogo pro estepe. Simples

    • Alexandre Borges

      Eu nao recomendo jogar o estepe pra rodar. Ainda mais se vc demorar 3 a 4 anos pra trocar os pneus como eu. O estepe esta a muito tempo guardado. Recomendo deixa-lo como estepe mesmo pois geralmente é pouco usado ou nem isso.

      • REDDINGTON

        Se a pessoa rodar pouco vc está certo mesmo.

  • Jair

    Isso. Façam rodízios e troquem sempre todos os pneus , está bem barato trocar os 4. Vale a pena sim. Eu mesmo vou ali gastar 7 mil em 4 runflats pra c180…

    • Alexandre Borges

      Se vc tem carro importado é escolha sua. Agora aguenta o preço dos pneus.

    • felipe15

      Meio incongruente você ter um carro de mais de R$100 mil fica reclamando de gastar 7mil em pneus….Claro o dinheiro é seu e se você quiser, mas antes de mim ficar reclamando de valor de pneu, eu ia comprar um carro mais barato….

      • Jair

        Qual carro amigo? Quem sabe um hb20 0km por 80 mil?

  • Samluzbh

    Rodizio é muito bom, pras fabricas de pneus!

  • PAULO SANTOS

    Quanta idiotice , brasileiro e muito burro , é claro que tem Que fazer rodizio dos pneus, quanto a pagar nunca ouviram falar em parcelamento ? Troque 04 pneus e pague um a cada mês.

  • PAULO SANTOS

    Se vocês nao sabem , pneus tem data de validade, então façam rodizio e troquem sempre os quatro pneus para estar sempre com pneus dentro do prazo de validade.

    • Holandês Louco

      5 anos é a validade, então são poucos os casos descarte por falta de uso perante aos de desgaste por uso.

  • PAULO SANTOS

    Tenho carros a quase quarenta anos, parabéns noticias automotivas , sou grande fã de voces.

  • Nos meus, tem o programa de manutenção dos pneus (aquela rede que o nome dela é o apelido do último filho da família – de pneus), que você paga algo em torno de 600,00 e vem com todos os serviços pela vida útil dos pneus. (Alinhamento, rodízio, balanceamento, cambagem, etc).

  • Offline Mode ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Sempre tive duvidas quanto a isso.
    Parabens NA!

  • Sílvia

    Eu observo regularmente o estado dos pneus . Essa orientação é importante , mas , não menos , o “olho” do dono . Normalmente , os pneus dianteiros tendem ao desgaste maior … bom , hoje , eu apenas troquei os traseiros de lado , somente , pke os dianteiros estavam sob condições ideais … mas é uma questão pessoal … abraço ,

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email