Chevrolet GM Mercado Montadoras/Fábricas

Rússia: Sem a GM, vendas da Chevrolet crescem rapidamente

chevrolet-niva-le Rússia: Sem a GM, vendas da Chevrolet crescem rapidamente

Parece estranho quando uma marca sai do país e o que sobrou dela acaba fazendo exatamente o que seria necessário para sua permanência no país. É mais ou menos o que acontece na Rússia com a GM. Ou melhor, com o que a montadora americana deixou por lá. Em 2015, a General Motors saiu oficialmente do mercado local e até fechou a planta que tinha em São Petersburgo. O motivo era a crise no mercado russo, que fez as vendas despencarem pela metade em comparação com o resultado de 2012. Naquela época, a Chevrolet era a segunda marca mais vendida, só perdendo para a Lada.



Com queda nas vendas, a GM percebeu que teria muitos prejuízos e, assim como na Europa e outras regiões do mundo, a empresa decidiu se retirar. Porém, a montadora deixou para trás duas joint-ventures. Uma delas é com a AvtoVAZ, que produz o conhecido Chevrolet Niva, uma evolução do Lada Niva. A outra é a GM Uzbequistão com a marca Ravon, que também exporta veículos para o país.

cobalt-russia Rússia: Sem a GM, vendas da Chevrolet crescem rapidamente

A AvtoVAZ vendeu 20.100 unidades de janeiro e outubro, enquanto a GM Uzbequistão – com o Ravon Spark – emplacou 11 mil carros no mesmo período, mas o surpreendente é que no ano passado, o volume não passou de mil unidades. Por sua vez, a GM exportou 38.120 veículos para a Rússia nos dez primeiros meses do ano, mesmo sem a presença oficial de Chevrolet e Opel. No país, a GM deixou a Cadillac, que vendeu pouco mais de mil até outubro.

A recuperação das vendas na Rússia surpreendeu a GM, mas provavelmente a montadora americana não deverá retornar ao mercado local, mesmo que as vendas voltem ao patamar de 2012, quando o país absorveu 2,9 milhões de unidades. O que deve acontecer é o fortalecimento da GM-AvtoVAZ, que em breve deve lançar uma nova geração do Chevrolet Niva. A Ravon também deve ampliar a presença no país, mas ainda é cedo para dizer se de fato a empresa necessitará de uma planta de produção na própria Rússia.

O interessante nessa segunda empresa é que ela comercializa diversos modelos da Chevrolet e de marcas japonesas, chegando mesmo a produzir o brasileiro Cobalt no Uzbequistão. A gama da Ravon ainda inclui Malibu, a minivan Orlando, o pequenino Matiz, bem como os sedãs Nexia (Chevrolet Aveo) e Lacetti (Buick Excelle antigo), além da Captiva (versão asiática). Há dois utilitários pequenos, chamados Damas e Labo.

[Fonte: Automotive News Europe]

  • Marcus Vinicius

    Olha talvez o Chevrolet Niva fizesse sucesso na América Latina batendo de frente com o duster!

    • Cesar

      Dizem que vai ser fabricado no Paraná.

      • Ernesto

        Paraná? A GM não tem planta no Paraná.

        • Cesar

          Olha ali em cima meu outro comentário. Algo está estranho nesta história. A Avtovaz está sob controle da Renault e não GM. Segundo o Nasser, estariam pensando em fabricar o Lada na plataforma do Duster.
          http://bestcars.uol.com.br/bc/informe-se/colunas/de-carro-por-ai/carta-ao-og-pozzoli-1930-2017/

          • Ernesto

            Pelo que entendi, esse novo Niva nada tem a ver mais com GM, já que usará base dos Renault. Aí faz total sentido ser feito no Paraná.
            Obrigado pela informação!

    • Flight_Falcon

      Que batida feia kkkkkkkkk

    • Renato Shalom

      Se baterem de frente não vai sobrar nada de nenhuma dessas porcarias!!! Que escolha mais infeliz de palavras!!!

  • yurieu

    Ué, mas a Chevrolet Russia que vende o Tahoe, Camaro e Corvettes?

  • Djalma

    Nossa, quando falaram em crescimento de vendas,imaginei algo muito maior. Pelos números mostrados não passa de 2 mil por mês. Para complementar, a União Soviética acabou a muito tempo, Usbequistão é um país independente.

    • Osni Duarte

      Modelos feitos no Usbequistão e exportados para a Rússia.

  • Cesar

    Tem algo estranho nesta história. A AutoVAZ não é controlada pela Aliança Renault/Nissan?

  • Luis LC

    Esse Niva é bem interessante, um offroad old school no mercado

  • D136O

    Não da pra entender nada do texto sem pé nem cabeça. A tradução é péssima e descaracteriza o texto, inclusive erra ao transpor os números, na fonte são informados 25.100 unidades vendidas pela AvtoVaz. Vendas crescem rapidamente?? onde a fonte diz isso??

    • Gabriel Mariano

      também achei confuso

    • GuiWX88

      Sempre, os textos traduzidos dão um nó na cabeça. Um vai e vem, vertigem

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend