S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

A S10 2014 chegou ao mercado nacional com muitas novidades, entre elas a introdução da segunda geração do motor Duramax, o 2.8 turbodiesel que já equipava o modelo e que ficou bem mais potente.


Além disso, a S10 adicionou ainda uma transmissão manual de seis marchas para as versões a diesel, trazendo mais eficiência para a picape média da General Motors. Mas, não foi somente isso que o modelo recebeu.

Feita em São José dos Campos, interior de São Paulo, a S10 2014 recebeu ainda a multimídia MyLink com CD, DVD e navegação por GPS. Também adicionou porta-óculos e sensor de estacionamento traseiro.

Mais um ponto a destacar foi a introdução do controle eletrônico de descida, bem como do assistente de partida em rampa, que somaram aos controles de tração e estabilidade.

Para completar as mudanças, a S10 2014 ganhou três novas cores:  Cinza Evenstar, Verde Deepwood Green e a Prata Switchblade. O modelo manteve a garantia de 3 anos sem limite de quilometragem.

S10 2014 – detalhes

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

Rival de Toyota Hilux e Ford Ranger, a Chevrolet S10 teve uma mudança importante no motor Duramax 2.8 CDTI, um quatro cilindros que era fabricado pela MWM em Canoas, no norte do Rio Grande do Sul.

As mudanças no propulsor foram concentradas em um novo coletor de admissão em plástico, um sistema de injeção de alta pressão mais eficiente (Common Rail), pistões modificados e o sistema de recirculação de gases (EGR) atualizado.

No caso da injeção, ele passou a atuar com 2.000 bar de pressão, aumentando a eficência do motor e reduzindo a emissão de CO2. Já o coletor permitiu maior fluxo de ar, ampliando a capacidade de aspiração do motor.

Já os pistões melhoraram a queima da mistura ar-combustível por compressão dentro da câmara. Antes por vácuo, o EGR passou a ser controlado eletronicamente por motor de passo, mais eficiente no controle de emissão dos gases de escape.

Dessa forma, o Duramax 2.8 CDTI passou de 180 cavalos para 200 cavalos a 3.600 rpm. O torque saltou para 51 kgfm, o maior do segmento, assim como a potência. Este atuava a 2.000 rpm, mas com 90% a 1.700 rpm.

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

A S10 2014 manteve ainda a versão flex com o velho motor GM Família II 2.4 com cabeçote de 8 válvulas e com 141 cavalos na gasolina e 147 cavalos no etanol, além de entregar até 24,1 kgfm. Fruto da Opel, ele já estava cansado.

A GM mudaria com a introdução do novo Ecotec 2.5 16V SIDI, com injeção direta e até 206 cavalos, mas somente na linha 2015, mas ainda com o velho motor em curso no modelo da Chevrolet.

Este ainda manteve o câmbio manual de cinco marchas e só estava disponível apenas com tração 4×2. Na versão diesel, a S10 2014 reduzia o torque para 44,9 kgfm na versão manual de seis marchas.

Já a automática tinha conversor de torque, mudanças manuais na alavanca e podia ser usado tanto com tração 4×2 quanto 4×4. Na picape média, a carroceria era feita em aço com duas estruturas e tinha chassi de longarinas em U.

Na frente, a suspensão era de duplo braço com robusta barra estabilizadora, enquanto a traseira era por eixo rígido e feixe de molas semielípticas. A S10 tinha airbags duplo e cintos de segurança completos, além de apoios de cabeça.

Leia também sobre a S10 2015.

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

Oferecida nas versões LS, LT e LTZ, a picape da GM tinha 1.061 litros na caçamba da cabine dupla e 1.570 litros na simples, levando de 1.078 a 1.208 kg de carga.

No conteúdo, além das novidades, tinha ar-condicionado automático, rodas de liga leve aros 16 ou 17 polegadas, vidros elétricos e travamento central elétrico, retrovisores elétricos com basculamento automático, bancos em couro e alarme.

Havia ainda um painel bem completo com tensão de bateria e horas de uso, entre outras coisas, além de bom espaço interno, acessibilidade, capota marítima, estribos laterais, porta-copos retráteis, entre outras comodidades.

Assim como suas rivais, a Chevrolet S10 2014 é muito valorizada no mercado, mesmo a versão flex com o velho motor 2.4 8V, bem limitado para o porte e peso da picape. Irmã da Trailblazer, a utilitária da marca americana tem muitas ofertas.

Delas, a diesel 4×4 automática é a mais valorizada, ainda mais por ter 200 cavalos e vir com tudo dentro na versão LTZ. Por muito tempo, o modelo não mudou e isso a torna mais atrativa por não ter sido desvalorizada por facelift, só em 2020.

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

A Chevrolet S10 2014 tinha um visual fluido com faróis altos e dotados de projetor para facho alto e baixo, além de lanterna e repetidor de direção integrados. A picape média tinha ainda grade dupla com bordas cromadas.

Barra central na cor do carro com logotipo da gravata dourada também estava presente no visual frontal, que ainda tinha para-choque envolvente e na cor do veículo, dotado de skid plate preto e faróis de neblina com molduras cromadas.

Com rodas de liga leve aro 16 ou 17 polegadas, esta última com acabamento diamantado, a S10 vinha ainda com retrovisores dotados de repetidores de direção e rebatimento elétrico na LTZ, onde eles eram cromados.

Nas demais versões, eram na cor do carro, assim como as maçanetas. Apenas na LS com cabine simples, eram pretos. Havia também protetores inferiores nas portas e os bons estribos laterais para facilitar o ingresso no habitáculo.

A S10 2014 trazia ainda rack de teto com barras transversais incluídas e antena pronunciada. Além disso, tinha ainda santantônio personalizado na versão LTZ, bem como capota marítima, mas sem grade protetora no vidro traseiro.

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

Com exceção da versão LTZ, as demais tinham caçamba em aço sem proteção plástica, tendo todas os ganchos ajustáveis para amarração de carga. As lanternas eram duplas e verticais, com a tampa tendo vinco pronunciado e o logo Chevrolet.

A maçaneta era preta ou cromada, enquanto o para-choque vinha na cor do carro ou cromado na LTZ, mas apenas nas extremidades. O restante era preto. Havia ainda sensores de estacionamento e para-barros nas caixas de rodas.

Na S10 2014, o painel tinha acabamento preto, assim como as portas, além de detalhes em cinza-escuro brilhante no console, painel e portas. As colunas e o teto eram em bege.

Na frente, o cluster era analógico com mostradores com moldes hexagonais, que lembravam o Camaro da época. Além disso, traziam iluminação Ice Blue e um computador de bordo muito completo, incluindo horas de funcionamento.

Havia informações como carga da bateria, funcionamento do alternador e pressão do óleo, além de temperatura do mesmo e uma série de outros dados que os motoristas comuns não se atentam, mas que está presente no display.

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

Nível de combustível e temperatura da água, assim como conta-giros e velocímetro, estavam presentes fisicamente. O volante tinha formas parrudas e frisos de cor cinza, além de comandos de mídia e telefonia, e computador de bordo.

Havia ainda piloto automático e coluna de direção ajustável em altura, além de assistência hidráulica. A S10 trazia também ar-condicionado manual ou automático, este com display e comandos em círculo.

No topo do painel havia um porta-objetos com tampa, assim como no lado do passageiro havia um segundo porta-luvas, acima do principal. Nas extremidades, porta-copos retráteis. Ao centro, multimídia MyLink padrão na versão LT.

Esta tinha uma tela sensível ao toque de 7 polegadas com Bluetooth, USB e auxiliar, trazendo apenas um app de navegação e um aplicativo de rádio online. Era o mesmo do Onix e Prisma da época.

Na LTZ, o dispositivo era mais completo, com comandos físicos e reprodutor de CD e DVD, além de navegador GPS integrado e mais funcionalidades, incluindo câmera de ré, vendida como acessório.

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

A S10 tinha também duas fontes de 12V na frente, USB e desligamento do controle de estabilidade e tração. Nas portas, os botões dos vidros elétricos e do rebatimento dos espelhos eram no apoio de braço, mas o ajuste destes ficava na coluna A.

As maçanetas eram cromadas, enquanto os bancos tinham acabamento em tecido ou couro, com o banco do motorista tendo ajustes elétricos sem memória ou ajuste manual de altura. Com volante e alavanca em couro, a S10 era bem acabada.

O espaço interno era bom e havia alças nas colunas e teto, assim como banco traseiro com apoios de cabeça e cintos de três pontos, com pré-tensionadores na frente e ajustes de altura. Havia também duas bolsas infláveis.

No teto, luzes de leitura, porta-óculos e para-sois com espelhos iluminados. O habitáculo tinha ainda tapetes de borracha. O vidro traseiro era térmico, enquanto os laterais eram verdes e o para-brisa degradê.

S10 2014 – versões

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

  • Chevrolet S10 LS 2.4 Flex manual cabine simples 4×2
  • Chevrolet S10 LT 2.4 Flex manual cabine dupla 4×2
  • Chevrolet S10 LTZ 2.4 Flex manual cabine dupla 4×2
  • Chevrolet S10 LT 2.8 Diesel automático cabine dupla 4×4
  • Chevrolet S10 LTZ 2.8 Diesel automático cabine dupla 4×4

Equipamentos

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

Chevrolet S10 LS 2.4 Flex manual cabine simples 4×2 – Motor 2.4 Flex e câmbio manual, mais ar-condicionado, direção hidráulica, bancos em tecido, vidros verdes, para-brisa degradê, rodas de aço aro 16 polegadas, pneus 225/75 R16, entre outros.

Chevrolet S10 LT 2.4 Flex manual cabine dupla 4×2 – Itens acima, mais cabine dupla, retrovisores e maçanetas na cor do carro, faróis de neblina, rodas de liga leve, pneus 245/70 R16, bancos com padronagem diferenciada, vidros e retrovisores elétricos, travamento central elétrico, chave-canivete com telecomando, multimídia MyLink com Bluetooth e USB, alarme, airbag duplo, freios com ABS, entre outros.

Chevrolet S10 LTZ 2.4 Flex manual cabine dupla 4×2 – Itens acima, mais porta-óculos, rodas de liga leve aro 17 polegadas, pneus 255/65 R17, retrovisores e maçanetas cromadas, bancos em couro, banco do motorista com ajuste elétrico, ar-condicionado automático, volante e alavanca em couro, apoio de braço no banco traseiro, capota marítima, sensor de estacionamento, rack no teto, piloto automático, rebatimento elétrico dos retrovisores, controle de tração e estabilidade, santantônio personalizado e multimídia MyLink com CD, DVD e GPS.

Chevrolet S10 LT 2.8 Diesel automático cabine dupla 4×4 – Itens da LT 2.4, mais motor diesel e câmbio automático de seis marchas e tração 4×4, mais piloto automático.

Chevrolet S10 LTZ 2.8 Diesel automático cabine dupla 4×4 – Itens da LTZ 2.4, maismotor diesel e câmbio automático de seis marchas e tração 4×4, controle de descida e assistente de partida em rampa.

Preços

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

  • Chevrolet S10 LS 2.4 Flex manual cabine simples 4×2 — R$ 61.490
  • Chevrolet S10 LT 2.4 Flex manual cabine dupla 4×2 — R$ 75.490
  • Chevrolet S10 LTZ 2.4 Flex manual cabine dupla 4×2 — R$ 88.490
  • Chevrolet S10 LT 2.8 Diesel automático cabine dupla 4×4 — R$ 114.990
  • Chevrolet S10 LTZ 2.8 Diesel automático cabine dupla 4×4 — R$ 135.990

S10 2014 – motor

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

A S10 2014 era equipada com dois motores, o GM Família II 2.4 Flex e o Duramax 2.8 CDTI Diesel, feito pela MWM. O primeiro era de origem alemã e desenvolvido pela Adam Opel AG, em 1982.

A Família II chegou ao Brasil em 1983, a bordo do Chevrolet Monza e estreou com versões 1.6 e 1.8, ambas carburadas e com cabeçote de 8 válvulas. Com o tempo, surgiu o 2.0 e o 1.6 foi retirado. Depois, vieram os 2.2 e 2.4, incluindo 16V.

O último remanescente nacional da Família II foi exatamente o motor da S10, que tinha 2.405 cm³ e injeção eletrônica multiponto sequencial. Ele tinha bloco de ferro fundido e cabeçote de alumínio, além de coletor de plástico.

O 2.4 8V entregava 141 cavalos no derivado de petróleo e 147 cavalos no combustível vegetal, ambos a 5.200 rpm. Já os torques eram de 22,3 kgfm na gasolina e 24,1 kgfm no etanol, ambos a 2.800 rpm.

A transmissão era manual de cinco marchas, visto que a de seis marchas estava reservada para a versão diesel, assim como o câmbio automático de seis marchas com conversor de torque e mudança manual na alavanca.

Desempenho

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

  • Chevrolet S10 2.4 Flex manual cabine simples 4×2 – 11,9 segundos e 167 km/h
  • Chevrolet S10 2.4 Flex manual cabine dupla 4×2 – 12,0 segundos e 168 km/h
  • Chevrolet S10 2.8 Diesel manual cabine dupla 4×2 – 11,4 segundos e 180 km/h
  • Chevrolet S10 2.8 Diesel automático cabine dupla 4×4 – 10,3 segundos e 180 km/h

Consumo

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

  • Chevrolet S10 2.4 Flex manual cabine simples 4×2 – 5,5/7,5 km/l e 7,2/9,8 km/l
  • Chevrolet S10 2.4 Flex manual cabine dupla 4×2 – 5,3/7,4 km/l e 7,0/9,5 km/l
  • Chevrolet S10 2.8 Diesel manual cabine dupla 4×2 – 8,9/11,5 km/l
  • Chevrolet S10 2.8 Diesel automático cabine dupla 4×4 – 8,6/11,2 km/l

S10 2014 – manutenção e revisão

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
2.4 4×2R$ 404,00R$ 1.480,00R$ 1.108,00R$ 1.080,00R$ 1.232,00R$ 1.232,00R$ 6.536,00
2.8 4×2R$ 696,00R$ 1.864,00R$ 1.204,00R$ 1.936,00R$ 1.088,00R$ 1.424,00R$ 8.212,00
2.8 4×4R$ 696,00R$ 1.864,00R$ 1.204,00R$ 2.204,00R$ 1.088,00R$ 1.424,00R$ 8.480,00

S10 2014 – ficha técnica

S10 2014: motor, consumo, preços, versões, equipamentos, revisão

Motor2.42.8
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm324052776
Válvulas816
Taxa de compressão11,5:116,5:1
Injeção eletrônicaIndiretaDireta, turbo
Potência máxima141/147 cv a 5.200 rpm (gasolina/etanol)200 cv a 3.600 rpm (diesel)
Torque máximo22,3/24,1 kgfm a 2.800 rpm (gasolina/etanol)44,9/51,0 kgfm a 2.000 rpm (diesel)
Transmissão
TipoManual de 5 marchasManual de 6 marchas ou automático de 6 marchas
Tração
Tipo4×24×4
Direção
TipoHidráulicaHidráulica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraDuplo braçoDuplo braço
TraseiraEixo rígidoEixo rígido
Rodas e Pneus
RodasLiga leve aro 16 polegadasAço e liga leve aro 16 ou 17 polegadas
Pneus245/70 R16245/70 R16 ou 255/65 R17
Dimensões
Comprimento (mm)5.367 (CS) 5.347 (CD)5.367 (CS) 5.347 (CD)
Largura (mm)1.8821.882
Altura (mm)1.785 (CS) 1.788 (CD)1.785 (CS) 1.788 (CD)
Entre eixos (mm)3.0963.096
Capacidades
Caçamba (L)1.570 (CS) 1.061 (CD)1.570 (CS) 1.061 (CD)
Tanque de combustível (L)8076
Carga (Kg)1.078 (CS) 982 (CD)1.201 (CS) 1.208 (CD)
Peso em ordem de marcha (Kg)1.672 (CS) 1.768 (CD)1.899 (CS) 1.892 (CD)
Coeficiente aerodinâmico (cx)NDND

S10 2014 – fotos

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.