São José dos Campos tem 30 carros elétricos na guarda municipal

São José dos Campos tem 30 carros elétricos na guarda municipal

No Vale do Paraíba, São José dos Campos tem uma boa frota de carros elétricos em circulação. Embora não tenhamos números exatos, sabemos pelo menos que 30 deles são conhecidos na região. Em circulação desde 2018, o BYD e5 é o carro da Guarda Civil Municipal.


Ao todo, são 30 carros elétricos que patrulham a maior cidade da região, servindo em apoio à Polícia Militar e também em defesa do patrimônio municipal. Na época em que chegaram ao município, conhecido por sua indústria aeroespacial, que aponta sempre para o futuro tecnológico, o BYD e5 já indicava o destino dos automóveis naquela época.

Apesar do visual antiquado, oriundo da clonagem do Corolla da décima geração, o BYD e5 utiliza bateria de lítio-fosfato de ferro, que hoje se destacam nas chamadas baterias LFP, usadas até pela Tesla e nas células Blade, desenvolvidas pela montadora chinesa.

Em 2018, os 30 carros da Guarda Civil Municipal de São José dos Campos foi considerada a maior frota de carros elétricos para patrulhamento policial do Ocidente, sendo superada apenas pela China. Obviamente o título não durou muito, dado que a eletrificação acelerou-se muito em diversos mercados.

São José dos Campos tem 30 carros elétricos na guarda municipal

Com a carroceria idêntica ao Corolla 10, o BYD e5 mede 4,68 m de comprimento, 1,75 m de largura, 1,50 m de altura e 2,70 m de entre-eixos, tendo as baterias instaladas sob o assoalho e equipado com motor elétrico de 217,5 cavalos e 31,6 kgfm.

Tendo transmissão de velocidade única, o BYD e5 usa baterias de 47,5 kWh que garantem autonomia de 300 km no ciclo NEDC, o que dá na prática em pouco mais de 200 km. Segundo a BYD, no carregador de 40 kW da marca, instalado em algumas cidades do Sudeste, o tempo de recarga rápida é de 1h30m, utilizando plugue tipo 2, o padrão por aqui.

Silencioso como se deve, o BYD e5 teve a frota municipal arrendada com mensais de R$ 3,9 mil à época. A prefeitura disse na ocasião que são necessárias 111 árvores para recuperar a emissão anual de um carro a combustão, mas que no caso do elétrico, este garante 3.330 árvores para reposição do oxigênio. A frota chinesa substituiu todos os carros a combustão da guarda.

[Fonte: São José dos Campos]

Agradecimentos ao Guilherme Reis.

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.