*Destaque Governamental/Legal Segurança Tecnologia Trânsito

São Paulo: CET vai fiscalizar velocidade média e notificar condutores

minas-tera-radar-que-identifica-veiculo-roubado-em-tempo-real São Paulo: CET vai fiscalizar velocidade média e notificar condutores

Há alguns anos atrás, falamos sobre a possibilidade de fiscalização de velocidade média nas estradas paulistas, o que acabou por não acontecer, por enquanto. Mas, a cidade de São Paulo já quer testar a tecnologia para monitorar dois pontos e medir o tempo de percurso entre eles. Por isso, a CET irá notificar os condutores que excederem o limite de velocidade em alguns trechos da metrópole.



Tudo vai começar a partir de novembro, mas os condutores serão apenas notificados (sem multa e sem pontos na CNH) pela Companhia de Engenharia de Tráfego, já que não é prevista em lei a aplicação de autuação por velocidade média excedida. No Código Brasileiro de Trânsito, a fiscalização deve ser feita no “local”, não especificando trechos de medição. Ainda assim, o Contran estuda alterar a regra para que trechos possam ser fiscalizados. Se acontecer, os órgãos de trânsito poderão medir determinados trechos e aplicar multas em quem percorre-los acima da média.

Por enquanto, de acordo com a prefeitura de São Paulo, a medida visa reduzir o número de condutores que aceleram entre os locais de fiscalização eletrônica, excedendo o limite e apenas reduzindo diante dos radares. A fiscalização de velocidade média ocorrerá nas avenidas 23 de Maio e dos Bandeirantes, além da pista expressa da Marginal do Tietê, sentido rodovia Ayrton Senna. Mas, essa não é a primeira vez que a CET verifica o tempo de deslocamento entre dois pontos nas vias da cidade.

Em 2012, um estudo da empresa verificou-se, na 23 de Maio, que 170 veículos excederam o limite nos dois radares alvos da pesquisa. Mas, quando comparam as médias entre os dois pontos, 1.441 veículos fizeram o trecho em um tempo menor que o previsto, indicando que aceleraram entre os locais de medição. A estimativa é que, se esse tipo de fiscalização fosse imposta no local, a quantidade de autuações subiria 8,5 vezes.

Os trechos a serem fiscalizados podem ter trechos longos ou curtos, já que os dois pontos não precisam ser próximos, apenas os radares precisam da tecnologia de reconhecimento de placa. Mas, o que não há é alteração de velocidade limite no trecho fiscalizado, sendo o mesmo no começo e no fim.

Para a prefeitura, a multa só poderá ser aplicada se houve resolução do Contran que autorize. Sérgio Avelleda, secretário municipal dos Transportes, diz que “tem uma demanda muito grande dos órgãos de trânsito e também das rodovias para que se autorize a fiscalização por velocidade média sem prejuízo à fiscalização pontual”. Mas, somente a União tem competência para autorizar ou não, enquanto estados e municípios apenas cumprem a legislação. A cidade de Curitiba também fiscalizou um determinado trecho na cidade, mas sem poder autuar.

[Fonte: G1/Folha]

  • leomix leo

    Mais uma forma de arrancar dinheiro do cidadão, sei que tem gente que passa o radar empurra o pé, só reduz no próximo.

    • Catucadao

      maior palhaçada que existe, que lixo

      • th!nk.t4nk

        Já fui multado várias vezes por excesso de velocidade, mas continuo achando necessária a fiscalização rígida. Se nao fosse isso, possivelmente hoje eu ainda estaria andando como um louco ou já teria me acidentado feio. O problema a meu ver são os radares “pegadinha”, e o valor das multas. Tem que punir, mas com sensatez.

        • João Cagnoni

          Concordo totalmente. O que vemos aqui nos comentários são um monte de cara de pau que se acham superiores aos outros e querem se dar ao direito de correr sem levar multa. Quero ver correrem assim nos EUA ou na Alemanha pra sentir o ferro esquentar. Fazem 3 anos que eu não levo multa por excesso de velocidade, e olha que eu ando bastante, o segredo é só respeitar os limites, meu carro ainda é mais potente que a média do BR.

          • José Barbosa

            Onde há respeito mútuo não há problemas. Na Alemanha, não há limite de velocidade onde não precisa, ao passo que próximos a escolas, hospitais e pontos de grande circulação ela é justificadamente baixíssima, e respeitada. Se numa via o limite é de 120 para andar confortável, não vão colocar 80, ou até menos, só para cobrar multa. Com um espaço territorial muito menor que o nosso, há regras absurdamente rígidas de engenharia. Mas tudo bem, o problema é só o motorista “apressadinho” mesmo! Gosto sempre de citar a Avenida dos Andradas, em BH. Quem quiser, dê um street view: pista plana, tapete, perfeita, várias faixas. Não há trânsito de pedestres (ela é uma “marginal”), e uma vez a prefeitura estudou a velocidade dos carros. 98% andavam acima de 60 km/h. Encheram de radar para fazer “respeitar” o limite da indústria de multas. Nos EUA, a regra normalmente é a “85”. Liberam a velocidade, medem 100 motoristas. A 85a mais alta é a tida como referência, pois estatisticamente 15% dos motoristas andam em velocidade normalmente insegura.

            • th!nk.t4nk

              José realmente cada país é uma realidade diferente. O que percebo é que a falta de infra-estrutura pra fazer o trânsito escoar rapidamente influi demais na tomada de decisão pra aumentar ou diminuir os limites. Quando flui bem, você se estressa menos e pode até limitar um bocado a velocidade, pois nao vai afetar tanto seu tempo de viagem. Mas quando é ruim, dá vontade tirar o atraso correndo acima do limite sempre que possível.

              • 4lex5andro

                Esse é o ponto, no Brasil o foco é multar pela arrecadação e não como forma de melhoria de educação no trânsito e do pavimento pra tornar as vias seguras.

    • Raul Cotrim de Mattos

      Tem mais que meter multa mesmo… se não quer ser multado, respeite as leis. Mesma coisa quem reclama de preço de carro novo… Acha um absurdo, mas vai lá e compra. Tem mais que socar multa e preço alto mesmo… tá barato.

      • leomix leo

        Raul, também sou a favor da autuação, mais o que vejo é o governo só querendo fuder com a gente e não faz nada para melhorar a mobilidade, segurança, saúde, educado. Ano passado fiz uma ultrapassagem e faixa dupla continua, paguei R$ 957,70, mais 7 pontos na carteira, o problema é que a BR aqui tinha câmeras de monitoramento e não tinha aviso algum, e um caminhão andando a 20km/h em minha frente, durante mais de 2 km, perdi a paciência fiz a ultrapassagem, me acabei.

        • Marcelo

          Não tinha aviso algum Leomix ? Mas voce é habilitado, certo ? E voce sendo habilitado, deve saber que em faixa contínua não é permitido ultrapassar, portanto, não há necessidade de aviso no local.

          • leomix leo

            Sim, habilitado. Mais as vezes falta paciência, e custa caro viu. Rsrsrsrsrsrs

            • Marcelo

              Custa caro mesmo, por isso sempre mantenho a paciência ! Rsrsrsrs…

          • Marcio Mendes

            Corretíssimo Marcelo! Algumas pessoas acham que o fato de não ter nenhuma placa de proibição, podem estacionar nas calçadas.

            • Marcelo

              Márcio, tem também aqueles folgados que estacionam em local proibido, mas ligam o pisca alerta, como se o mesmo anulasse a proibição de estacionar.

        • Paulo Júnior

          Mas é ai que acontece os acidentes fatais, esses 5 ou 10 minutos que talvez você perdeu podia ter matado uma família inteira por causa do caminhão lento na sua frente. Mas você tem que respeitar estando ou não monitorado, vai do bom-senso e da ética de respeito no trânsito. Aposto que aprendeu a lição né?

          • leomix leo

            Aprendi sim, rsrsrsrsrs

            • João Cagnoni

              Eu concordo que tem muito caminhoneiro folgado, mas o jeito é ter paciência, vejo diariamente eles cortando 2 ou 3 faixas sem dar seta no Rodoanel. Isso também é proibido, mas não vejo a CET agindo nestes casos.

              • Marcelo

                CET não pode agir no Rodoanel, está fora da sua jurisdição.

        • Rodrigo Martins Siqueira

          Vale lembrar que o próprio Código de Trânsito Brasileiro estabelece também velocidade mínima para as vias de circulação, que deve ser metade da velocidade máxima estipulada para a via. Portanto, o caminhão a 20 Km/h deveria ser proibido de trafegar no local, justamente para não criar risco de acidentes devido à sua falta de capacidade de acompanhar o tráfego.

          • Edson Fernandes

            Depende.

            É obvio que a carga ali carregada num caminhão vai ser bem mais dificil manter-se na via com velocidade regular. Principalmente apos uma retomada.

            Quer ver situações onde o caminhoneiro não tem o que fazer? Uma subida ingrime com marcha “forte” e velocidade baixa, uma parada momentanea da via que exigiu que ele tivesse de reduzir… e esses que estão a 20km/h podem até ser irregulares em peso, mas há muitos que tiveram de retomar e não tem condição mesmo corretos de manter a velocidade minima da via. E se é um local de faixa de circulação é porque provavelmente encontrou algo que o impediu em um momento de adquirir velocidade.

      • José Barbosa

        Deixa de ser ridículo. Sabe qual a norma que regulamenta a definição de velocidade de uma via? Quais os critérios técnicos e objetivos adotados? O código de trânsito foi atualizado há 20 anos, e mesmo assim ainda há na nossa cultura que o limite de rodovia pista simples é de 80 kim/h, a despeito de todas as evoluções dos automóveis neste período. E, uma vez que não é algo objetivo, se prepare, que num belo dia, podem começar a autuar por velocidades ainda mais ridículas.

        • Daniel dos Santos

          Se fossemos um povo educado, nao precisariamos de fiscalizacao

          • Dario Lemos

            Daniel, até nos países de primeiro mundo há fiscalização; não importa se o povo é educado ou não, todos são seres humanos e, por isso, passíveis de cometerem erros, intencionais ou não.

          • Edson Fernandes

            Mesmo que fossemos… a fiscalização sempre é encessária. Radar tbm existe na Alemanha e nos EUA fiscalizaçao policial ostensiva para excesso de velocidade.

        • João Cagnoni

          Quanto você queria andar em uma via de pista simples? 100 km/h? 140 km/h? Seja mais realista, o limite tende a ser reduzido ainda mais porque é assim que deve ser.

          • Thales Sobral

            Eu acho que o limite nas estradas devia ser de 10 km/h. Assim ninguém morte de batida de carro.

            • João Cagnoni

              Com pessoas andando pelo acostamento e na contra-mão igual hoje? Eu acho que sim, 10 km/h.

            • Edson Fernandes

              Sempre aparece o condutor super responsavel que estava na boa e que bateu sem querer, ou que perdeu o controle…. ou apareceu alguem do nada e o cara bateu a 10km/h e se acidentou…

          • José Barbosa

            O limite deve ser o adequado e seguro. Aqui em Goiás tem rodovia de pista simples, reta e plana, que dá tranquilamente para andar a muito mais do que 100 km/h, se você quiser, sem o menor risco. Uma vez, andei 30 minutos sem ver um carro sequer na contramão. Pensei até que tinha errado de caminho.

      • Marcio Mendes

        Comentário irretocável Raul! Faço minhas as sua palavras!

      • Renato Duarte

        Seria até bom que o dinheiro da multa fosse usado para melhorias no transito, mas não. O dinheiro é desviado,, usado para suborno, bancar luxo de diretores do sistema público, e até compra de votos em período eleitoral. Você apoia mesmo essas condutas??? Se sim, lamento,, mas você é condizente com a quadrilha das multas.

    • DougSampaNA

      Espetacular… E como os radares que só pegam de frente farão para fiscalizar as motos? Ou a CET continuará a preferir fiscalizar somente aqueles que hipoteticamente pagam as multas? Radar frontal é discriminação entre motoristas e motociclistas, ferrando os 1os que estejam à 1, 2, 3 km acima do limite por qualquer descuido, favorecendo os motos que se forem confrontados fazem protesto parando a cidade. A questão é que se é pra fiscalizar tem que ser todos sem distinção, esta postura da CET é digna de ação do Ministerio público, exigindo que todos radares de SP só multam as placas traseiras. Vamos dividir as exigências da Lei por igual.

  • Bruno Silva

    Não foi essa gestão que falou em acabar com indústria das multas? Enfim, acho que até faz sentido, aqui mesmo onde moro tem uma descida com redutor e já vi 4 acidentes no trecho, pois a pessoa freia perto e como é descida perto de curva perdem o controle (todos os 4 capotaram).

    • vicegag

      Tudo para poder pegar mais dinheiro, até imposto nos streaming da net vão começar a cobrar.

    • Raul Pereira

      Cara, concordo com o seu raciocínio, mas se quiserem realmente reduzir isso, que façam uma educação de trânsito (que começa na escola, coisa que o governo de SP não investe há 12 anos), mas multa é lindo porque gera dinheiro e quaisquer outras medidas ‘só dão gasto’ aos olhos dos administradores.

      • Dario Lemos

        Não deixe de colocar no “balde” todos os governos estaduais e o federal.

    • José Barbosa

      Já acreditou em promessa de político? Além de retomar a indústria de multas, lá vem o imposto sobre o streaming. Depois o povo volta para a pirataria e o Estado não sabe por que.

  • vicegag

    Será um balão de ensaio junto à população, marquem aí, em seguida procurarão alterar a lei para poder multar, alta tecnologia para punir, agora tapar os buracos da Washington Luís (perto do aeroporto de Congonhas), que dá na 23, nada.

    • Catucadao

      bem isso

  • Raul Pereira

    Isso é uma analogia em malam partem (falando em termos jurídicos) totalmente ilegal. Primeiro porque não se tem como sabe o que aconteceu entre um trecho e outro, segundo, porque agora que podem inventar qualquer estimativa de tempo e sair multando a torto e a direito. Mas em SP tem gente que não acredita que existe indústria de multas…

    • Daniel

      Exato. Só alterar os relogios dos radares e… $$$$$$$$$$

      E, o mais absurdo disso é que o cidadão não tem nem como se defender. Como ele comprova a velocidade que ele estava? Já vimos varios casos de radares defeituosos (e até mesmo adulterados! já que as empresas terceirizadas de fiscalização ganham comissão sobre as multas!!!!) e, como vc comprova? vai ter que chamar o “Celso Russomano” toda vez? huehuehuheuehu
      Dai tem as aferições (que duvido que sejam feitas de verdade, certeza que em 90% dos casos é só trocar a etiqueta)… supondo que façam a aferição e detecte erro eles cancelam todas as multas aplicadas por aquele aparelho??? Teria que ser muito inocente pra acreditar nisso!

      • José Barbosa

        Uns 3 segundos de diferença na sincronia já são o bastante para dar um problema grande.
        Fico impressionado como a máquina de arrecadação é perfeita e se aprimora, ao passo que outras prioridades (saúde, educação e segurança) ficam de lado.
        Já pensou instalar um radar de “velocidade mínima” para o funcionalismo público?

        • Evandro

          KKKKKK, genial!!!!!!!

      • Evandro

        A aferição é feita pelo INMETRO, que sempre foi um órgão vendedor de etiquetas…..

      • Raul Pereira

        Exatamente disso que estou falando!

  • Pedro Henrique

    vamos imaginar uma situação aqui
    o cara passa pelo radar 1 por exemplo na hora 23:58 do dia x ele anda vagarosamente e nesse meio tempo o horario de verão entra em cena e volta 1 hr então o cara passa pelo radar 2 na hora 23:03 do mesmo dia. eai, vai multa? por voltar no tempo tamanha velocidade eu poderia bolar ainda melhor e dizer que o cara parou entre os dois radares, e quando saiu era 23:58 ainda no radar 2 graças ao horario de verão, eai vai multar? kkkkkkkkk

  • Mr. Car

    Indústria da multa. Ponto final.

    • Catucadao

      sim… isso ai é bestera quem nem do negocio do farol ligado de dia até hoje não tomei multa

      • Daniel

        Mas, acender o farol é questão de segurança, e já foi provado (tanto é que o resto do mundo civilizado até está tornando obrigatorio os DRL). E, não doi nada ligar o farol.

        • José Barbosa

          Eu acendia antes de virar obrigação. Mas ODEIO o fato de agora ser obrigado a fazer isto.

          • th!nk.t4nk

            Os carros de hoje em dia ligam sozinhos os DRL. Você nem lembra que existe. Qual a dificuldade? Quanto aos que não têm DRL ainda, as montadoras precisam ser pressionadas por lei a adotá-los. Aumente MUITO a segurança no trânsito.

            • 4lex5andro

              Os led diurno são tão desejáveis para o trânsito como foram os brake-light há vinte anos, e hoje, todos os carros saem de fábrica com eles (de tal modo que até os F1 passaram a ter).

        • Catucadao

          aki não é russia com neblina densa que precisa de xenon 6k pra poder iluminar… não precisa isso é bestera é não ter que fazer, foi comprovada pela mídia comprada… mesma coisa que nada

          • Daniel

            Quem está falando em Neblina? E, quem é o maluco que usa xenon 6k na neblina? (pra neblina, o melhor é até 3500K!
            Não estou falando de comprovação de midia. EU estudei sobre isso na faculdade, EU sou motorista a muitos anos e comprovo isso. Se não fosse, vc acha que os fabricantes mundiais iriam engolir a seco ter que gastar mais um dinheirinho pra colocar uns LEDs no carro? quando até cinto de 3 pontos e encosto de cabeça para o 5o ocupante eles cortam para economizar?

            Mas, vc deve ser o tipo que não dá seta, já que “todo mundo tá vendo que eu vou virar”

  • Huang Sen

    Parabéns à Prefeitura e à CET, a população agradece tamanho empenho em arrecadar

  • Daniel

    Se o objetivo fosse a segurança, era só sinalizar bem os radares e pronto (além de colocar limites compatíveis com a realidade, e não artificialmente baixos como são hoje em muitos pontos).
    Mas, como o objetivo é arrecadar, então querem atacar de todo lado. E, as estradas mais seguras do mundo já provaram que velocidade mais alta não é problema.

    • Catucadao

      porque aqui sabe como é né…. da ki pouco so andando de bicicleta….

      • José Barbosa

        Eu mesmo já ando de bicicleta o máximo de tempo possível. Até mesmo porque além de menos estressante e mais saudável, já é mais rápido que determinados trechos de trânsito onde moro, não apenas por causa do tráfego, mas pelo excesso de semáforos e falta de planejamento das vias, que mais lembram uma criança de 5 anos jogando simcity. Entretanto, infelizmente, AINDA dependemos de veículo para viagens e algumas coisas, enquanto não se terceirizam carros autônomos, que acho que aqui vão demorar mais do que de costume.

        • th!nk.t4nk

          O problema é que bicicleta no Brasil costuma representar risco de vida. A menos que seja pra andar só por trechos com ciclovias bem sinalizadas e largas o suficiente, eu nao teria coragem (me baseando nos muitos colegas que já foram atropelados de bike no Brasil).

  • Henrique Bittancourt Gouveia

    Prevejo muita gente falando em indústria da multa e não aceitando seguir as regras mesmo que impostas.

    • José Barbosa

      Então não devemos criticar regras estúpidas? Devemos aceitar escravização por parte do Estado?

      • Caio

        Não há problema nenhum em criticar “regras estúpidas”, o problema está na falta de ação do que criticam. Muitos preferem acelerar como loucos no trecho entre dois radares, mas não tiram 5 minutos de seu tempo para dar feedback para os órgãos reguladores e tentar mudar algo que pode fazer grande diferença em seu dia a dia.

        • Henrique Bittancourt Gouveia

          Tive que curtir pela resposta com luva de pelica…

  • Filipe Augustus

    Só acho uma porcaria isso, porque a noite, alguns trechos são perigosos e eu não ando de jeito nenhum de madrugada na velocidade que tem que andar, é pedir pra ser assaltado! Parar em semáforos tbm é muito arriscado! Vai andar a 50 e parar pra ver em alguns trechos o que acontece!

    • Alvarenga

      É isso mesmo, essas “autoridades” e especialistas de escrivaninha, com o apoio da imprensa querem fazer um transito de primeiro mundo, so que estamos em uma estrutura de terceiro mundo, ou seja não dá, não funciona. Aqui o motorista não precisa se ocupar apenas do transito, tem que ter um olho na lombada, outro no buraco, outro no carroceiro no meio da rua, outro no lixo e detrito no meio da pista, e outro nos bandidos esperando em cada esquina. Ai voce fura um farol pra escapar de um assalto e pronto, pode perder a carta. E ai quem resolve seu problema ???? Pais de m….. dirigido por gente de m….e com uma midia de m….

  • Alvarenga

    E as motos, quem controla ? Que adianta um bando de tartarugas se arrastando a 50km/h a avenida toda com motos passando a milhão o tempo todo por entre os carros ? Como sempre neste pais controlam quem não precisa em vez de coibir apenas quem realmente apronta !

    • Evandro

      Ah relaxa cara, motoqueiro pode tudo na terra da banana…..

  • Diego

    Tampar a placa vai se tornar comum….

  • afonso200

    por enquanto só notificação…..vao gastar a madeira da floresta amazonica com papel pra notificação, kkkkkkkkkkk……. se for verdade, quando tiver chegando no outro radar vou diminuir pra 20km/h e andar 500mts até o radar e atrapalhar todo transito

    • Evandro

      pensei a mesma coisa que vc….. ridículo isso, sempre vai haver uma saída….

  • Fanjos

    Mais esquerdismo em cima de esquerdismo.
    Em vez de se preocupar em deixar as ruas melhores e com menos buracos, se preocupam em como arrecadar mais.

    • Huang Sen

      Agora até o Doria virou esquerda, deixa ele saber disso… kkkkk

      • Depois que vi gente chamando o Santander de comunista eu não duvido de mais nada kkkkkkk

        • Fanjos

          Comunista não, mas globalista amiguinho do Soros sim

      • thiago_lacerda88 .

        Não vou entrar no mérito de Dória ser bom ou ruim, pois nem sou da SP, mas o PSDB não é de esquerda mais? quando que isso mudou?

  • Felippe2010

    Arrumar o asfalto que é cheio de cratera lunar ninguém se preocupa, mas radar não falta

  • Zé Mundico

    Obviamente isso só vai valer para trechos onde não existam entradas nem saídas. Senão o condutor pode sair por uma via acessória e nunca mais aparecer na fita.

  • NaoFaloComBandeirantes

    Tem uma longa avenida perto da minha casa que está recheada de radares (inclusive os de avanço).
    Se você espirrar, multa! Dá até aflição dirigir assim.

    Concordo que tem que dar uma disciplinada na galera, mas tem hora que a turma empolga na instalação de radares.

  • Marcio Mendes

    Sensacional isso! Tem um monte de gente que acelera entre os dois radares e depois pisa no freio ao se aproximar de um. Vai doer no bolso essa irresponsabilidade. Tomara que seja implantado logo!

  • Cetr1n

    Será que vai fiscalizar velocidade mínima também? Pois tem muito caminhão trafegando menos que 40km em rodovias que o limite para carros é 110km!

    • MMM

      Se ele estiver na pista da direita não existe problema. A velocidade mínima não é válida para essa faixa

  • durango

    Estado facista, contola o cidadão, afaga o bandidão!

  • João Cagnoni

    Acho boa a iniciativa, porém deveriam priorizar as multas aos que andam pelo acostamento, fazem conversão proibida, andam pela contra-mão, colam no carro da frente, dirigem no celular…

  • Ubiratan De Arruda Câmara

    A CET VAI INDENIZAR O CONDUTOR QUE PERDE BASTANTE TEMPO NOS ENGARRAFAMENTOS ASTRONÔMICOS DE SÃO PAULO??? ENQUANTO MANTERMOS ESSAS LAIA DE LADRÕES DE ESQUERDA NO PODER VAMOS CONTINUAR SENDO ROUBADOS.

  • Ricardo

    Muitos radares mais atrapalham do que ajudam, tiram sua atenção do trânsito e outras sinalizações para os radares e velocímetro, em rodovias é pior ainda!

  • DrG

    Concordaria com o novo método se as velocidades fossem condizentes com o trecho.
    Por exemplo, a rodovia transbrasiliana que tem um trecho de reta de aproximadamente 60km (sem nenhuma curva!), raros cruzamentos, sem estabelecimentos na beira e ela é uma via de 80km/h..Não faz o menor sentido, não é natural andar nessa velocidade.
    Acho que poderiam cobrar velocidade média se as máximas fossem mais “naturais”.. Explico: Em Joinville, a maioria das vias são de 60km/h, acho natural…Tem muito radar mas passo neles sem mal olhar o velocímetro, pois sei que não estou acima disso, ou seja, é natural estar abaixo dessa velocidade naqueles trechos. Que está acima, de fato deve estar comprometendo a segurança. Penso que infelizmente na maioria dos casos essa penalidade vai ser conquistada pelo mero fim de arrecadação, impondo velocidades “anti-naturais” nas vias, obrigando a gente ser escravo do velocímetro.

  • heliofig

    Nos anos 80 e 90, a polícia paulista já adotava a velocidade média, quando marcavam 2 pontos (grandes círculos brancos) na pista e, com binóculos e cronômetros, verificavam se o tempo gasto no percurso era coerente com os então 80km/h

  • Henrique

    Tampar os buracos dessa cidade, limpar a imundice, a sujeira, retirar essas malditas ciclovias que só atrapalham o transito e construir vias para melhorar o fluxo e trafico de veículos nada seu Doria !!!!!!!!!!! E outro pra mim que não serve pra nada ……. e olha que eu votei nesse infeliz que só prestou para fazer market e filurinha……. Bolsaro 2018 !

  • José Barbosa

    Olha a novidade daqui de goiânia: http://www.curtamais.com.br/goiania/ciclista-que-andar-sem-capacete-em-goiania-podera-ser-multado

    É o Estado preocupado com a segurança do ciclista, e não há indústria de multa! kkkk

  • Mark Ambriola

    o custo da manutenção desses equipamento de fiscalização são caros, é só boicotar que acaba. fiquem todos sem levar uma multa por um ano…andem a 30 em área de 40, 40 em área de 60.seria um ótimo protesto ..

  • Edson Fernandes

    Se as pessoas excedem sendo uma normalidade e não uma exceção… isso pra mim deixa claro a baixa velocidade da via em detrimento de radares para multas.

    Em contrapartida, eu sou bem corretinho, esse tipo de medição não vai me atingir. Mas que é irregualr em boa parte das vias a redução acentuada de velocidade sem contrapartida é compreensivel que alguns por conhecer a região andar acima sem trazer nenhum tipo de risco aos demais.

    Pelo menos nas regiões citadas.

  • David Diniz

    Só uma dúvida: Isso não seria o famoso produzir provas contra si mesmo? Portanto ilegal?

    • Seu raciocínio: se eu matar alguém com uma faca, deixar minhas impressões digitais na faca e deixar a faca na cena do crime eu criei provas contra mim mesmo, o que é portanto ilegal. KKKKKKKKKKKKK

  • Rafael Ramalho

    Nos comentários, um monte de escravos do estado comemorando e apoiando mais este roubo! kkkkkkkkkkkkkk O estado é uma quadrilha seus animais.

  • Leandro Jose Teodoro

    Só logei para lembrar que esse ‘gestor’ será Candidato à Presidência. Lembraremos disso!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend