Chevrolet Finanças Governamental/Legal Minivans

São Paulo: Chevrolet Zafira 2012 anda com R$ 132,8 milhões em multas

São Paulo: Chevrolet Zafira 2012 anda com R$ 132,8 milhões em multas

Carros com débitos milionários não são novidade em São Paulo. Geralmente esses veículos viram notícia na imprensa quando são flagrados em blitzes da polícia militar na capital paulista.


Contudo, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes sabe que existem muito mais automóveis devendo milhões apenas em multas e que ainda estão circulando pela metrópole paulista.

O órgão municipal tenta identificar esses veículos e retira-los de circulação na capital através de uma operação que se iniciou no ano passado, de acordo com o site UOL.

De acordo com o DSV (Departamento de Operação do Sistema Viário), apenas em multas municipais, o que inclui rodízio, por exemplo, os cinco carros com mais dívidas acumulam nada menos que R$ 254,8 milhões em autuações na cidade.

Todos esses veículos são registrados em nome de empresas, sendo que o campeão de multas em São Paulo tem R$ 132,8 milhões. Trata-se de uma Chevrolet Zafira 2012.

O montante devido é referente somente a autuações municipais, sendo que tributos e outras taxas estaduais e federais, como IPVA, DPVAT e Licenciamento, não foram contabilizados. Ou seja, a conta pode ser ainda maior.

São Paulo: Chevrolet Zafira 2012 anda com R$ 132,8 milhões em multas

Embora a versão não tenha sido divulgada pelo DSV, uma Zafira 2.0 Elegance 2012, por exemplo, custa na tabela Fipe R$ 29.374. Para efeito de comparação, os R$ 132,8 milhões (arredondados) comprariam nada menos que 4.521 unidades da minivan e isso apenas com as multas devidas ao município.

Essa Zafira 2012 tem nada menos que 3.300 multas registradas, mas não descritas pelo órgão municipal, porém, os carros geralmente flagrados e apreendidos nas blitzes da cidade, têm a maioria de suas autuações referentes ao tráfego em vias exclusivas, como os corredores de ônibus, desrespeito ao rodízio de placas e excesso de velocidade.

No ano passado, um Fiat Uno 2007 de cor prata foi apreendido pelo DSV com nada menos que R$ 116,4 milhões apenas em multas municipais, tendo este nada menos que 3,1 mil autuações na capital paulista.

[Fonte: UOL]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • leitor

    Isso tudo num carro só. Juntando os demais, indústria da multa.

    • Arthur

      Não existe multa pra quem respeita lei de trânsito. Dirijo há doze anos em São Paulo e nunca levei uma multa.

      • Verdades sobre o mercado

        Eu concordo com você, a absoluta maioria das multas são por desrespeito ao CNT, mas tem alguns casos que dá para chamar de indústria da multa, pois são pegadinhas para o motorista. A mais recente que vi foram em lombadas eletrônicas com limite de 50 Km/h onde no último mês foram instaladas placas de velocidade de 60 Km/h poucos metros depois das lombadas eletrônicas(calculo uns 50m) de forma que dentro do campo de visão do motorista ele enxerga o marcador eletrônico de velocidade da lombada eletrônica e a placa de 60 km/h podendo induzir ao erro de achar que a velocidade permitida é de 60 km/h.

        • Retrato do Papai

          não tem pegadinha nenhuma aí, apenas falta de conhecimento que certas vias tem velocidades variáveis e que a placa de velocidade é válida apenas à partir dela, e não antes (como são as de estacionamento)… quem “cai nessa pegadinha” aí comprou a carteira ou ficou no celular nas aulas da auto escola

          • Verdades sobre o mercado

            sério que você acredita que estas placas não foram colocadas ali com o objetivo de arrecadar ? Elas não foram colocadas ali com o objetivo de melhorar a comunicação e a fluidez do trânsito (até por que estão em um ponto onde o trânsito flui muito bem), elas foram colocadas ali para induzir o motorista ao erro e arrecadar, simples assim.

            • Retrato do Papai

              “elas foram colocadas ali para induzir o motorista ao erro e arrecadar”

              somente se o cara não entende como funciona o trânsito e as placas

              • Verdades sobre o mercado

                Concordo, erro do motorista, mas você não está olhando o lado do poder público que sim está “na maldade” ao induzir ao erro para arrecadar.

                • Luis Burro

                  Acho só q dobrar pontos na carteira e desligar estes sitemas são mas ñ de maldade e sim de IGNORÂNCIA,pq claramente se vê q a pessoa ñ tem conhecimento do pq deles existirem…pra mim é uma forma de ser lembrado simpaticamente nas próximas eleições!

                  • Luis Burro

                    Aaah, pra qm ñ sabe estes sistemas de pontos e radares foram pensados pra tentar manter os condutores dentro dos limites para evitar incidentes e mortes… e q é algo q cada um já deveria ter e seguir pois teoricamente teve estas noções qndo fez o curso teórico e a prática exigido pra tirar a CNH!

            • Luis Burro

              Mas e q tal q a placa já estava ali antes da lombada… como q isto pode ser algo maliciosamente feito de objetivo?

              • Verdades sobre o mercado

                A lombada eletrônica está ali faz anos, já a placa de 60 km/h logo após foi colocada recentemente.

          • leitor

            Existe a lei que diz que deve estar a uns 350m para a fiscalização. E existem outras pegadinhas também.

          • Luis Burro

            Povo arranja cada desclpa pra ñ assumir os erros ou apenas um engano…se a placa fosse antes da lombada e esta ñ tivesse sinalizada a velocidade até corcordaria mas dpois dela ñ dá!

        • Toyo_Highlander fan

          Ou seja, é uma intenção da prefeitura levar o motorista a induzir o erro e assim o órgão faturar de forma mais simples. É um clássico exemplo de industria criminosa de multa. Tem muita gente que é “pró-Estado” e concorda com abusos estatais de extorsão.

          • omaisbanidodona

            Os debitos poe na conta do ABREU . Que Abreu??? …… “aqueles” que te F@$D&……..

      • Alvarenga

        Outro exemplo claro são as multas por rodizio. O cara fica preso alguns minutos no transito por algum motivo de força maior e pronto…….grande crime que cometeu ao volante!!!!!

        • LLX 💰

          Não é crime.
          É uma infração administrativa pra tornar o trânsito minimamente viável.
          Em outras metrópoles do mundo tem pedágio urbano, proibição de circulação em determinadas zonas e assim por diante.

          • David Diniz

            Ok mas você concorda que administração pública também não colabora? Já que o Brasil é um país inseguro qual é o problema em desligar os radares de semáforo vermelho entre 22h e 06h do dia seguinte? A sim é por que tem que manter o cofre cheio de dinheiro do motorista que passou no semáforo vermelho 2h da manhã e foi flagrado criminalmente atropelando uma barata na faixa de pedestre…

          • omaisbanidodona

            Em outras metropoles do mundo tem transporte publico de qualidade,tem emprego,tem educaçao tem……..

        • Jonatas Pietr

          Mas aí são exceções. Não dá para ignorar um rodízio e menos ainda um semáforo! Claro que há casos de força maior como o que você citou, aí é caso para recorrer da multa, mas usar o termo indústria da multa por ficar zangado por ser flagrado ao celular, excesso de velocidade, conversão irregular (etc…) é claro que merece a multa.

        • Filipe Augustus

          Eu nem converso com esse tipo de gente, isso se chama hipocrisia! Já passei por tudo isso, os cara anda uma vez por mês com o carro, quando sai atrapalha todo mundo e quer ter moral pra falar que não existe industria da multa!

        • fschulz84

          Em minha rotina, as multas que tomei foram por desatenção minha mesmo, então não me eximo de culpa.

          Porém, existe um caso onde, apesar de eu nunca ter sido autuado, eu acho que beira o ridículo.

          O cliente para qual eu presto serviços fica na Marginal Pinheiros, próximo a Ponte João Dias. Quando tenho alguma reunião e tenho que ir para lá, paro no estacionamento de visitantes, dentro do prédio. Na saída, a menos de 50mts, vira faixa exclusiva para ônibus, com um radar enorme, então, sempre que as pessoas precisam sair deste prédio (que é bem antigo, ou seja, veio bem antes da determinação das faixas exclusivas para ônibus na marginal), temos que ficar esperando o trânsito abrir e cruzar duas faixas de uma vez, caso contrário, o radar logo a frente irá autuar… Este caso eu acho simplesmente ridículo, para não ser autuado, é necessário fazer uma manobra totalmente errada (cruzar duas faixas de uma vez no meio da Marginal Pinheiros) e é capaz de ser autuado por este tipo de manobra se tiver algum CET fiscalizando ali.

          • DrG

            Justamente, a grande crítica minha é uma geração de multas baseada na desatenção do condutor (limites e regras em locais que naturalmente não era pra ter qualquer particularidade) e não na conduta de risco
            Obviamente milhões em multas é um mau motorista. Agora, alguém que leva zero multas e alguém que leva, por ex, 3/ano, pode ser simplesmente uma pessoa mais desatenta, mesmo que ambos sejam motorista conscientes

          • Edson Fernandes

            Isso tbm acontece na 23 de maio para quem acaba de atravessar por cima da Bandeirantes. E eu já tomei multa ali pq quis fazer a conversão de forma correta.

            E minha foto? Justamente convergindo para a pista da esquerda logo em cima do radar. E ainda assim fui multado por trafegar em faixa exclusiva de onibus.(todo mundo faz isso que vc disse para não tomar multa o que é ridiculo)

            • Retrato do Papai

              e você recorreu dessa aberração, né? eu ainda faria questão de expor o caso na mídia, hoje em dia com ferramentas como whatsapp, facebook e afins é muito fácil fazer esse tipo de bizarrice aparecer no jornal ou na tv

              • Edson Fernandes

                Recorri duas vezes e nas duas vezes foi dado como recusa.

                Esse tipo de reclamação é grande viu. Eu fiz a minha mas nao surte efeito qdo se trata da prefeitura de SP. Conclusão: Faço as “caga***” que todo mundo faz.

                Melhor, hoje não que moro em outra cidade felizmente.

          • Retrato do Papai

            aqui no centro do rj também tinha um caso assim, mas removeram o radar a um pouco mais de um ano (provavelmente por reclamações dessa natureza)

        • Gustavo Vasconcelos

          Ué na minha cidade os radares de semáforo desligam automaticamente na madrugada. Isso não é no país todo não ?

          • Edson Fernandes

            Não. Exemplo: Em Campinas e Valinhos, desligam, mas em Indaiatuba não.

          • Retrato do Papai

            os que desligam costumam ter uma placa informando o horário de funcionamento… na dúvida eu me aproximo bem devagar pra evitar ficar parado

        • Paulo Lustosa

          Se avançar sinal vermelho pra dar passagem a uma ambulância e levar multa, cabe recurso tranquilamente, e até uma ação contra o Estado caso o recurso não seja deferido.

          • radiobrasil

            E quem disse que recorrer resolve, mesmo estando na razão? É MUUUUUUUUUUUUUUITO dificil acatarem… experiencia propria.

            • Paulo Lustosa

              Pois, já aconteceu comigo e consegui reverter pelo recurso administrativo.

            • Retrato do Papai

              já eu digo por experiência própria que recorrer resolve, e fácil… inclusive nos casos em que eu de fato estava errado, como duas multas por estacionamento irregular que consegui cancelar pois emitiram a notificação após os 30 dias regulamentados pelo ctb

          • Alvarenga

            Isso é exatamente como a mídia e as autoridades veem a coisa…..vai voce perder dia de trabalho pra ir recorrer, ou perder tempo e pagar SEDEX pra enviar o recurso, ou pagar um despachante pra recorrer……na teoria dos especialistas de escrivaninha é fácil, na pratica o cidadão comum nào tem saida sem prejuizo.

      • Derico

        De uma forma geral você está certo. Mas como um único carro pode acumular 132 milhões em multa? É muita coisa mesmo para um infrator recorrente. Não quero afirmar que não faz sentido, mas nos faz pensar se existe algum abuso também.

        • Saraiva

          Deixamos um fiesta pra revenda e não havia sido devidamente transferido. Chegaram 3 multas da mesma avenida em fiscalização eletrônica. 3 multas do mesmo dia em pontos diferentes da mesma avenida. O cara não se ligou ou fez de propósito. Claro q cobramos da revenda pq já nem devia tar mais no nome da minha mãe. Não me espantaria o cara saber q já tem um monte e uma a mais ou a menos não faria mais diferença.

      • Toyo_Highlander fan

        Tenho 24 anos de CNH aqui em Fortaleza e durante todo esse tempo só tive uma multa em toda a minha vida.

      • DrG

        Acho que o que maioria está falando aqui, não é que seja impossível não levar multa. A grande questão é que para seguir algumas regras e não levar multas em radares vc tem que ser um escravo da auto vigilância, pois há limites fora da naturalidade (ex, radar de 60 em vias qua há poucos metros era 110 e não se observa justificativa, como cruzamentos) para sustentar uma geração de multas baseada na desatenção e não à conduta de risco no trânsito. Isso é a indústria da multa, não a existência de um código nacional de trânsito severo.

    • Angelo_RSF

      Moro em Santos e trabalho pela Grande São Paulo, cada dia indo a um lugar diferente…rodo 50 mil km/ano…Não ando devagar…se na Imigrantes a velocidade máxima é 120 km/h ando na esquerda a 119-120 km/hr…Se na Av, dos Bandeirantes a máxima é 50 Km/h ando a 48-50 km/hora…

      A dois anos não recebo multa..Rodizio…saio com antecedência de manhã e no fim do expediente saio antes ou depois do horário de rodízio à noite.
      Dirijo com GPS do Celular…se vejo que não vou conseguir sair do rodizio, procuro uma padaria ou um outro lugar pra me refugiar.

      Não acredito em industria da multa…Se você pra ter industria da multa era muito fácil: bastaria multar que dirige a noite com lanterna ou luz diurna no lugar do farol baixo….botava um fiscal após algumas esquinas pra multar quem não dá seta pra virar…outro na porta das escolas pra multar quem para em fila dupla….Não precisa gastar com radar ou pegadinhas.

      O povo não presta atenção isso é que é a verdade…ai fazem como o cara desta Zafira…compram o carro como PJ ou compram de uma PJ já falida ou de laranja e saem a milhão…a multa dobra a cada vez que não se indica o condutor e ai alguns anos depois a multa vira milhões. E assim vai

      • leitor

        Até parece que toda sinalização é boa e coerente.

        • Edson Fernandes

          Coerencia, a chave para tudo. Qdo quiseram reduzir a velocidade das vias de SP, focaram em dizer sobre acidentes. Mas não disseram que tipo eram eles, mas focaram em dizer que era na velocidade conforme em estudo em Países de um monte de lugar.

          Aí hoje o que acontece? O lugar que já era parado ficou pior. O estresse em SP tem sido tão grande que as pessoas por culpa de transito tem passado em psicologo pq dirigir tem sido uma atividade de puro estresse.

          Antes vc tinha algum prazer na condução, mas dá para entender que hoje quem mora em SP se incomoda a tal ponto de considerar que a condução é apenas para sair de ponto A até B sem colocar o carro como uma joia, algo que o brasileiro realmente ama ter.

          E sim, eu concordo contigo, pois há mtos radares que por mais que eu nunca tenha tomado multa neles, acho um absurdo a falta de criterios para tal.

          um lugar que eu acho mto acertado: Marginal Pinheiros em uma curva fechada que o limite é 60.. concordo demais pq faz sentido. Mas outros pontos as vezes eles fazem como pegadinha.

          • David Diniz

            um lugar que eu acho mto acertado: Marginal Pinheiros em uma curva fechada que o limite é 60.. concordo demais pq faz sentido. Mas outros pontos as vezes eles fazem como pegadinha.
            Ponte Eusébio matoso sentido marginal tietê pistas expressa e local…

      • DrG

        Acho que a maioria está aqui falando que não é impossível não levar multa. A grande questão é que para seguir algumas regras e não levar multas em radares vc tem que ser um escravo da auto vigilância, pois há limites fora da naturalidade (ex, radar de 60 em vias qua há poucos metros era 110 e não se observa justificativa, como cruzamentos) para sustentar uma geração de multas baseada na desatenção e não à conduta de risco no trânsito. Isso é a indústria da multa, não a existência de um código nacional de trânsito severo.

    • vicegag

      Surreal, mesmo sendo um infrator contumaz, acho que existe um exagero na multiplicação dos valores devidos, uma ânsia de faturar muito, que gera valores absurdos como este.

    • Ricardo

      Vdd… é muita ingenuidade achar que o governo não faz por maldade, o pior é saber que o dinheiro da Indústria da Multa vai pro bolso de políticos corruptos!

    • Nelson andré machado

      Fala de indústria de multa, mas só leva multa quem desrespeita a lei. É engraçado que muitas vezes as mesmas pessoas que reclamam de indústria de multa no Brasil, vão aos EUA e elogiam que tudo funciona, as pessoas são punidas pelos erros, etc. Nos EUA funciona pq as pessoas respeitam a lei.

      • leitor

        Antes de haver o respeito à lei A LEI DEVE RESPEITAR O CIDADÃO! – Se tem pegadinha e outras coisas absurdas só cai em cima do cidadão. Pra indenizar por conta de um buraco ou sinalização mal feita se exige a maior burocracia. Mas pra cobrar o boleto está pronto e os recursos jurídicos necessários para o caso ainda se tem que pagar.

        • Nelson andré machado

          Respeito a Lei = Respeito ao cidadão.
          Quando alguém desrespeita as leis de trânsito, desrespeita todos os outros cidadãos que se esforçam para respeitar as leis. Por exemplo, quando alguém dirige no dia do rodízio, está desrespeitando a lei e também todos os outros cidadãos que estão deixaram seus carros em casa no dia do rodízio deles e que agora tem que ter um carro a mais no trânsito por causa do que desrespeitou a lei.

          • leitor

            Isso quando a lei respeita primeiro. O que não é o caso do Brasil.

      • leitor

        Nos EUA não tem pegadinha e existe mais respeito aos motoristas.

        • Nelson andré machado

          Se por pegadinha refere-se a um agente ficar escondido para fiscalizar o trânsito, e multar os cidadãos que não cumprem as leis, nos EUA TEM SIM!

          • leitor

            Pegadinha não é isso. E quando tem isso até os americanos reclamam.

  • Quem deveria ser retirado de circulação é o motorista, não o carro.

    • Rodrigo

      Tiro de 12 na nuca, pra começar…

    • Mauricio Ferrari

      Não sei se vou falar bobagem, mas não haveria um meio mais eficiente de ligar a placa do carro aos proprietários?
      Mesmo sendo de uma empresa, cada placa deveria ter um ou mais CPFs ou RGs responsáveis, e que após um tempo determinado fossem responsabilizados seriamente por multas/impostos não pagos.
      O que é que eu não estou enxergando?

      Sobre a indústria das multas…
      Sou bastante obediente às leis de trânsito sim. Já tomei multa por descuido, merecida. Mas também já tomei sem motivo válido.
      Por exemplo, na estrada Campinas – Paulínia, que já teve várias mudanças de velocidade permitida em diferentes trechos.
      Num dos trechos, era 100KM/h, tanto na pista de ida como na de retorno.

      Num belo dia recebo uma multa a 96KM/h. Sabe porquê?
      Porque eles mudaram o limite para 80KM/h

      • fschulz84

        Já tomei multa neste trecho… Na Rod. Zeferino Vaz, né? Em um radar que fica embaixo de uma passarela…

        Eu sempre fui pra Paulinia e era sempre 100km/h… um belo dia, desatento, não vi que o limite tinha mudado e voilá, multa aplicada…

      • Edson Fernandes

        Hoje em dia são os dois sentidos nessa velocidade. Passou de Paulinia se torna 110km/h…. revoltante.

        • Mauricio Ferrari

          Ainda não Edson, passei ontem por lá e continua o sentido Campinas – Paulínia com limite de 80Km/h e o sentido contrário a 100Km/h. Nessa estrada o limite é de 100, não de 110.

          • Edson Fernandes

            Tome cuidado, porque vejo placas de 80km/h no sentido oposto ainda que não tenha uma de limite de velocidade ou radar assim. Mas tem que tomar cuidado pq pode ser uma pegadinha.

  • RKK

    R$ 132,8 milhões em multas em 1 veículo ??? Fala sério…

    • Angelo_RSF

      Se o carro é registrado em nome de Pessoa Jurídica, a multa é enviada a “empresa” que tem um prazo para informar quem era o condutor…Se não for informado a multa dobra e a cada reincidência dobra novamente. Na matemática isso se chama “progressão geométrica” (se não me engano) ai bastam vários anos não fazendo a menor força para andar dentro da lei e não pagando as multas , chega-se a este valor.

      • Toyo_Highlander fan

        Sei não, mas se eu morasse em SP capital eu acho que não possuiria carro por conta desse acinte estatal truculento para quem possui automóvel por lá. Considero essa cidade a pior do Brasil para se possuir carro. Pode-se ter como exemplo SP Capital que a viabilidade de se possuir um carro é fora de qualquer proposíto.

        • Edson Fernandes

          Pensa o seguinte: Qdo falamos de transporte publico ruim, não falamos apenas de irmos desconfortavel no aperto, mas porque as voltas que um onibus dá em determinadas regiões não faz sentido.

          Tem onibus em SP que faz zigue-zague entre ruas na região de Moema!!! inaceitavel!!!

          Então imagina um cara que mora lá no extremo da Zona leste: Itaim Paulista. “ahhh mas é só pegar metro”.

          Vc tem ideia do tempo que o cara leva para chegar até o metro? Aí digamos então que ele chegou no metro e precisa descer numa estação e pegar ourto onibus… esse onibus que ele usa dá tanta volta que o trajeto final faz ele por dia levar 6 horas ou mais (entre ir e voltar). Vc acha que esse cara que mora na Zona Leste, vai conseguir outros meios de transportes mais eficientes? Ou melhor, vai conseguir um meio de transporte melhor ? Uber?

          Incrivelmente para essa pessoa, ter um transporte proprio ainda fica mais barato que usar um Uber. E com um detalhe: antes num transito de 6 horas, ele reduz para 4. Essa mesma pessoa sem ter o aperto, tendo o veiculo proprio que passou a fazer mais ciosas do que simplesmente ir trabalhar (fazer compras pra casa, ir no shopping, viajar, ir na casa de familiares e amigos, etc) acha que ele irá abrir mão mesmo ciente da condição que ele precisa enfrentar?

          Eu sai recentemente de SP felizmente. Mas acredite, nem sempre a solução é pratica. E diante de quem mora em pontos ruins de transporte(que não tem varias linhas ou varios tipos de modal) isso é uma tortura. Isso pq eu estou dizendo pra ti essas situações.

          As vezes vc mora a 5km da empresa, mas se vc vai por transporte publico, esse passa a ser fora de mão.

          Te dar um exemplo de qdo eu morava no Jabaquara: Ir até o Shopping Jardins era um caos de transporte publico. Porque? Porque eu tinha que pegar 3 onibus para chegar lá. e ainda assim, eu não tinha onibus que ia direto até a região para que eu pudesse pegar um outro. Eu tinha que fazer o contorno por trás para sair no shopping. Eu levava dos 5km “em linha reta” a um caminho de mais de 20km e 6 horas do meu dia. Usando o carro? 2 horas. só que lá tinha um problema…. o custo de estacionamento era de 45 reais o dia, então eu não tinha como colocar nele. Tinha que disputar com um mundo de outros carros para achar na rua, que nem sempre achava. E é aí que vc tbm sofre.

          Pq não Uber? pq aqui era curioso: O custo de Uber da minha casa até a Berrini / Vila Olimpia era de 40 reais dia (o que é tranquilo, visto que pagaria estacionamento e combustivel, além do desgaste do carro). Ir para uma região que fica 1km adicional? Em teoria poderia aumentar 10 dia né? Não!!!

          Aumentava para 80 dia! Isso qdo não tinha chuva e aí pulava para 100 reais dia! Enfim… eu não gasto com meu carro, entre: Combustivel e estacionamento 2200 mês. Mas nunca gastaria com Uber para isso.

          Então essas coisas precisam ser analisadas de dentro pois de fora fica dificil entender e cogitar.

  • Vinicius

    Prova da absoluta falta de fiscalização no Brasil, 1/2 dos carros que rodam na cidade de. SP tem a documentação irregular.

    • David Diniz

      Aqui em SP a Imensa maioria dos radares tem leitor de placa que sabe até a roupa que você está usando.

    • Edson Fernandes

      E o curioso né…. com esse mundo de multas, daria até para traçar a rota do carro epegar no pulo, mas não tem fiscalização.

  • FREDRED

    Hoje com tantos dispositivos eletrônicos para te alertar sobre radares tipo waze, maps, radar cobra, (esse último não é proibido como vc sempre achou) Só toma multar quem quer.

    • Saraiva

      A pessoa já provou de todas as formas que não tá nem aí pra radar.

  • Leonardo Caldas

    Enquanto quem levar a multa ser o carro e não, o DONO, isso continuara à acontecer.

    • DODHOP

      Pois é, a multa deveria ser atrelada ao CPF/CNPJ do dono do carro ou do condutor apresentado. E passível de inscrição na dívida ativa em caso de não pagamento.

      • Leonardo Caldas

        Até porque o carro não andou por ai sozinho fazendo as infrações.

      • Saraiva

        Se não for de um finado….
        Merecia busca e apreensão pq essa pessoa tá pouco preocupada com risco, excesso de velocidade e afins

        • DODHOP

          Na matéria diz que é de uma empresa. Provavelmente deve ser do espólio de alguma falida e alguém ficou usando o carro como quer porque sabe que ter alguma implicação econômica é quase impossível.

      • Toyo_Highlander fan

        Nesse ponto até concordo, mas o condutor aí vai ter a vida destruída por completo só por causa de multas de trânsito nessa condição. Condição essa que digo quando não oferece de fato riscos para quem usa a via como pedestres aonde a multa é oriunda dos rodízios.

    • Joel Silva dos Anjos

      Eu tinha um colega de trabalho que colocava todos os carros no nome da mãe, que não tem carteira de habilitação.

    • Vinicius

      Carro do meu cunhado está em nome da mãe dele que já faleceu. Está rodando com ele até esfarelar.

  • Walber Assis

    Depois querem reclamar dos políticos..

  • Daniel Deichmann

    Ta, mas e ai? Apreendem o carro e fica por isso mesmo? O carro ta com registro de empresa, e a empresa? O que acontece legalmente?

    • Chap

      Por trás de um CNPJ existe(m) CPFs… O primeiro passo é a inscrição do CNPJ na dívida ativa e depois mais para frente o Estado consegue na justiça responsabilizar os nomes por trás dessa empresa.

      • omaisbanidodona

        Isso vai demorar tanto tempo que os prorios computadores do DETRAN nao vao nem “lembrar”

        • Edson Fernandes

          Não é bem por aí.

          Mas… quem tem uma empresa quebrada, certamente quis vender os ativos da mesma. Como o carro, certamente terá o rolo da transferencia que é aí onde mora o problema. Pra mim, uma vez que o carro não teve a transferencia realmente efetivada, se torna obrigatória a devolução do veiculo. E aí o atual dono que se mexa para não ter se dar mal com isso.

    • Paulo Lustosa

      Inscrição na dívida ativa e depois execução de título executivo judicial na Vara da Fazenda Pública. Se a empresa for de responsabilidade limitada, mas com fraude, ocorre desconsideração da personalidade jurídica e vai para os sócios. Se for de responsabilidade limitada e estiver tudo ok e falida, fica por isso mesmo e quem a sucede que se responsabiliza com a bagaceira.

  • Mauricio Ferrari

    Não sei se vou falar bobagem, mas não haveria um meio mais eficiente de ligar a placa do carro aos proprietários?
    Mesmo sendo de uma empresa, cada placa deveria ter um ou mais CPFs ou RGs responsáveis, e que após um tempo determinado fossem responsabilizados seriamente por multas/impostos não pagos.
    O que é que eu não estou enxergando?

    Sobre a indústria das multas…
    Sou bastante obediente às leis de trânsito sim. Já tomei multa por descuido, merecida. Mas também já tomei sem motivo válido.
    Por exemplo, na estrada Campinas – Paulínia, que já teve várias mudanças de velocidade permitida em diferentes trechos.
    Num dos trechos, era 100KM/h, tanto na pista de ida como na de retorno.

    Num belo dia recebo uma multa a 96KM/h. Sabe porquê?

    Porque eles mudaram o limite para 80KM/h, EM APENAS UMA DIREÇÃO DA RODOVIA!
    No sentido Paulínia – Campinas, continua a 100KM/h, mas no retorno Campinas – Paulínia, o mesmo trecho – bem longo por sinal – é 80KM/h.

    Os dois sentidos são igualmente sinalizados, asfaltados, pedagiados, com acostamento, com movimento semelhante, e mais ou menos com o mesmo número de acessos.
    Nunca consegui encontrar explicação pra isso, e nunca mais levei multa, mas que isso é sacanagem é.

    •Edit•Reply•Share ›

  • 🅰🅽🅳🅴🆁🆂🅾🅽 – 🆂🅿® ✅

    O problema é que um cidadão displicente e irresponsável desse usa o mesmo espaço de um que paga seus tributos em dia, essa palhaçada de carros com multas milionárias tem todos os anos, esses infelizes não pagam IPVA e Licenciamento, passam no farol vermelho, não respeitam rodízio, estacionam em local proibido e por aí pois sabem que mesmo sendo multados não vão pagar nunca o que devem, aí arrumam outro carro quando apreenderem esse e seguem vivendo na ilegalidade da mesma forma, já passou da hora de dar cadeia pra esses infelizes.

  • Luiz Fernando

    Na olx vai estar lá : “só para rodar”

    • Toyo_Highlander fan

      São chamados “Carros de estouro”. Na minha opinião a pessoa que vende um carro desse tipo é estelionatário e o comprador um interceptador. Muitos desses carros também são de financeiras que estão com prestações atrasadas e que a financeira entrou na justiça para retomada de posse.

      • omaisbanidodona

        em falar em Busca e Apreençao: Anos atraz um amigo comprou um GOLF finananciado em 60X pagou apenas 3 pq perdeu o emprego .6 meses depois deu a busca judicial do veiculo,guardou o carro em outro lugar,e falou para o oficial de justiça que emprestou o carro para um tio que foi para Bahia,tempos depois o oficial voltou para cumprir a ordem e ele mais uma vez falou…….Emprestei o carro para um tio ir na Bahia…… isso aconteceu por umas 3 vezes.Ele andava com esse carro direto e nunca foi “pego” numa blits.Certo dia estava voltando a noite e dois meliantes “enquadraram” e levaram o carro.Anexeou o BO no processo ,passados 5 anos o nome dele ficou “limpo” sem restriçoes alguma.pra resumir o prejuizo: ele perdeu 3 prestaçoes pagas,o estado perdeu arrecardaçao de alguns anos de ipva licenciamento e multas e o maior prejuizo ficou pra FINANCEIRA que foram 57 prestaçoes e custas processuais

  • Toyo_Highlander fan

    São Paulo é a pior cidade em termos de custos com impostos e multas em todo o Brasil para se possuir um automóvel. Então, como tudo é muito caro por lá há de existir muitos carros nessa condição. E tem gente que comete essas infrações na capital paulista de forma proposital já que, por exemplo o IPVA de um carro desses nesse ano não sai por menos de 1500 reais anuais, o que convenhamos é um acinte, um absurdo esse tipo de extorsão por forma de imposto. Diante de tudo isso, esse tipo de confisco legal em forma de impostos o condutor não recebe nada em troca.

  • leitor

    Opinião de quem não dirige de acordo com o trânsito é dose!!!!

  • Valmir

    Todo mundo falando de industria da multa… gente que anda certo não toma multa… E outra, o carro tem 3 mil e 300 multas acumuladas em 7 anos de uso… esse(s) motorista(s) fizeram alguma coisa certa na vida?? Isso dá mais de 01 multa por dia, se considerarmos que o carro foi usado todos os dias nos últimos 7 anos.

  • Nelson andré machado

    Que piada. Nos EUA a multa não é do carro, é do motorista. O carro não acumula multas, nem deveria. Nos EUA, se levar uma multa, tem que ou pagar ou comparecer a audiência com o juiz que já tem data definida no ticket da multa. Se não pagar, tem que comparecer a audiência para contestar. Se não comparecer na audiência, vai preso e perde a carteira. Deveria ser assim no Brasil.

  • Luis Burro

    Eu ñ entendo, as pessoas reclamam de fábricas de multas mas ñ pagar e continuar rodando por aí ñ tem problema…aliás q sistema falho este q ñ conseguem achar um veículo e recolhê lo…aí vemos mais um exemplo de descaso das autoridades q na vdd ñ tão nem aí se o condutor é um mal motorista e pode fazer vítimas até fatais, parece q pra eles é até melhor q continue rodando pra aumentar o valor!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email