História Matérias NA Pickups Volkswagen

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

A picape leve da Volkswagen é um dos produtos mais versáteis do mercado nacional e assim como a rival da Fiat, seguiu um novo caminho ao optar por um espaço interno maior e suficiente para quatro ou cinco pessoas, com a Saveiro Cabine Dupla.

Apesar da caçamba menor, a Saveiro Cabine Dupla se tornou uma opção muito desejada entre os clientes que querem mesclar lazer e trabalho num só produto.


Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Neste artigo, vamos conhecer mais a fundo a Saveiro Cabine Dupla, uma picape leve que a Volkswagen comercializa com sucesso no Brasil. O projeto é recente e já conta com uma boa variedade de opções.

O modelo em si também é oferecido com cabine simples ou estendida, tendo vendido 34.400 unidades entre janeiro e setembro de 2018, posicionando-se em terceiro lugar no ranking dos comerciais leves.


Saveiro Cabine Dupla: o início

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Em 2014, a Volkswagen finalmente reagiu, lançando a Saveiro Cabine Dupla.

Era um produto para brigar com a Fiat Strada Cabine Dupla, que era um modelo lançado cinco anos antes e que estava vendendo muito bem desde então, não tendo nenhuma rival à altura.

A General Motors nunca se preocupou em usar a boa Chevrolet Montana (aquela da primeira geração, é claro) para criar uma versão com quatro ou cinco lugares, focada mais no lazer para atrair jovens e clientes que não podiam pagar por uma S10 Cabine Dupla.

Já com a Amarok, a Volkswagen também não pensou assim e deixou o barco correr, enquanto a Fiat deitava e rolava.

Não é preciso dizer que a Peugeot Hoggar foi outra que não foi bem nesse segmento, diferente de frugal Ford Courier, quase que exclusivamente dedicada ao trabalho.

Assim, a Saveiro Cabine Dupla chegava atrasada, mas nem por isso deixava de explorar algumas deficiências do produto rival e oferecer uma proposta com mais conforto para o mercado.

Como parte da linha 2015, a Saveiro Cabine Dupla chega semelhante às demais opções de carroceria, mas com espaço na caçamba reduzido, assim como sua capacidade de carga.

Saveiro Cabine Dupla: estilo atraente

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Medindo 4,493 m de comprimento, 1,720 m de largura, 1,553 m de altura e 2,753 m de entre-eixos, a Saveiro Cabine Dupla parecia já ter nascido para ser o que era, visto que a harmonia nas linhas da nova versão eram impressionantemente equilibradas, bem diferente da Fiat Strada Cabine Dupla.

De fato parecia uma adaptação sobre um projeto antigo, que na verdade já contava com 13 anos quando fora lançada e, na ocasião da VW, somava 18 anos.

Ou seja, a Saveiro Cabine Dupla surgiu como um produto bem mais atual não só em estética, mas em conforto e algumas soluções, embora a Fiat sempre tivesse uma carta na manga (leia-se Strada Cabine Dupla com três portas).

Aproveitando a boa plataforma PQ24 modificada, a Saveiro Cabine Dupla mantinha a mesma frente das demais versões da picape, assim como a traseira.

Faróis com dupla parábola, grades superior e inferior em preto, faróis de neblina e saias de rodas com proteção faziam parte do pacote.

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Além disso, a Saveiro Cabine Dupla surgiu com teto 40 mm mais elevado sobre os arcos superiores originais, assim como colunas C bem delineadas e espessas, marcando o design da VW.

As portas eram de tamanho grande, usadas posteriormente no Gol duas portas, enquanto as vigias laterais eram suavizadas e basculante, integrando-se perfeitamente ao visual do conjunto.

Como a caçamba da Saveiro Cabine Dupla foi reduzida, não havia necessidade de apoio para pé nas laterais da carroceria, como acontecia nas versões de cabine simples e estendida, criando assim um visual mais limpo.

Mas ela ficou 20 mm mais larga, melhorando o espaço. A Saveiro Cabine Dupla tem um vidro traseiro amplo e basculante, dependendo da versão, trazendo consigo uma grade protetora integrada à caçamba.

Falando desta, a Saveiro Cabine Dupla tem 580 litros de espaço, onde podem ser colocada parte da carga útil, que no modelo chega a 629 kg.

Assim como as outras variantes, vem com revestimento plástico no compartimento de carga, onde a caçamba é bem leve e possui um sistema de amortecimento que evita a queda brusca da mesma quando na abertura.

Mas, se por fora a Saveiro Cabine Dupla agrada no visual, por dentro ainda deve em espaço, mas neste caso, é até melhor que a rival famosa.

A Saveiro Cabine Dupla tem somente duas entradas, diferente da picape da Fiat. O espaço interno é razoável na frente, pois com passageiros atrás, é necessário manter os bancos mais avançados.

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Para quem vai atrás, há espaço de fato apenas para duas pessoas e ainda sim limitadas em termos de espaço para as pernas.

O quinto passageiro vai espremido na Saveiro Cabine Dupla e, apesar da Volkswagen dizer que cabem cinco pessoas, na verdade a Saveiro Cabine Dupla está quase para um 2+2.

O acesso pelo lado do passageiro é razoável por causa do sistema de recuo com efeito memória.

O banco traseiro tem encosto bem vertical, tendo cintos laterais de três pontos, porta-copos e fonte de 12V. Mas o cinto central é apenas subabdominal.

A altura interna da Saveiro Cabine Dupla é boa e a impressão geral não aponta para um espaço realmente apertado, mas está longe de uma picape média. O banco tem conforto relativo e possui tecido agradável. Existem três apoios de cabeça reguláveis.

Na Saveiro Cabine Dupla Cross e na antiga Highline, ele é revestido em couro com acabamento estilizado.

Abaixo do assento único, fica um compartimento com triângulo, chave de rodas e macaco para substituição da roda. O estepe fica sob a caçamba e é de acesso ruim, mas pelo menos livra o condutor de ter que tirar a carga ou algum passageiro do habitáculo.

A posição de dirigir é correta, como de um automóvel de passeio qualquer.

A Saveiro Cabine Dupla vem com encostos com regulagem milimétrica, o que permite melhor ajuste ao corpo do condutor. O modelo tem ainda boa posição da alavanca de câmbio e pedais em posições adequadas.

Saveiro Cabine Dupla: versões e motores

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

A Saveiro Cabine Dupla foi lançada em 2014 com as versões Trendline e Highline, além da versão Cross.

Com exceção da Cross, as outras chegaram com motor EA111 1.6 8V Flex com 101 cavalos na gasolina e 104 cavalos no etanol, ambos a 5.250 rpm. O torque é de 15,4 kgfm no derivado de petróleo e 15,6 kgfm no combustível vegetal, ambos a 2.500 rpm.

Na versão Cross, a Saveiro Cabine Dupla tem motor EA211 1.6 16V MSI com 110 cavalos na gasolina e 120 cavalos no etanol, ambos a 5.750 rpm e torques de 15,8/16,8 kgfm a 4.000 rpm, respectivamente.

A transmissão é sempre manual de cinco velocidades, com embreagem de acionamento hidráulico.

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Com o primeiro motor, a Saveiro Cabine Dupla chega até 172 km/h e de 0 a 100 km/h em 10,9 segundos, enquanto na Cross, com motor mais forte, a velocidade máxima é de até 177 km/h com aceleração até 100 km/h em 10,1 segundos.

Além da opção de dois motores, a Saveiro Cabine Dupla ainda veio com um recurso de segurança muito importante.

Na verdade, um pacote que já era oferecido na versão de cabine estendida. Tratava-se dos sistemas de controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, bloqueio eletrônico de diferencial, freios ABS off-road e assistente eletrônico de frenagem.

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Nas três versões, a Saveiro Cabine Dupla vinha com um conteúdo razoável, mas até ar-condicionado na versão Trendline era opcional.

Isso também incluía a preciosa capota marítima, além de itens como rodas de liga leve aro 15, sistema de áudio com CD e Bluetooth, faróis de neblina e sensor de estacionamento, entre outros.

Na Saveiro Cabine Dupla Highline, o pacote era apenas um pouco mais generoso, mas também sofria com a profusão de opcionais, que só ajudavam a elevar o preço da picape da VW.

Os bancos em “couro” eram um item interessante no pacote de equipamentos pagos à parte. Mas, era a Cross que realmente tinha melhor conteúdo.

Apesar de opcionais, a Saveiro Cabine Dupla Cross ficava realmente bem completa, no nível de compactos topo de linha, incluindo piloto automático (na haste do farol), bancos em couro, retrovisor eletrocrômico, sensor de chuva e crepuscular, fora o pacote de segurança já citado que, no entanto, era de série.

Ou seja, só faltava multimídia e câmbio automático…

Saveiro Cabine Dupla: atualização chique

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Passaram dois anos, até que a Volkswagen mudou completamente o foco da Saveiro.

Antes, a Saveiro Cabine Dupla estava bem ligada à dupla Gol/Voyage.

Inclusive até compartilhava elementos estéticos com o Fox (Cross Fox), no caso da versão Cross, que tinha faróis de neblina grandes, protetores adicionais, pneus de uso misto, santântonio personalizado com direito à defletor de ar e cores chamativas.

Agora a ênfase era distanciar a Saveiro Cabine Dupla dos demais modelos compactos da VW e por isso foi planejado um design mais exclusivo para a picape leve, que recebeu até um capô mais elevado, para que ela ficasse mais parruda.

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Outra mudança foi a introdução de faróis duplos maiores e com projetores quadrados, bem como grade ampliada e para-choque com um visual mais sofisticado e menos robusto, criando uma impressão de picape mais luxuosa.

Isso, porém, contrastava com a proposta da nova versão Robust, que também estava disponível na Saveiro Cabine Dupla algum tempo depois.

Essa era completamente focada no trabalho, ou seja, em frotas. Até o painel antigo foi mantido com seus difusores circulares, tudo para custar menos.

Mas, a versão Cross realmente era a mais chamativa. A Saveiro Cabine Dupla ainda vinha nas versões Trendline e Highline, já que Surf e Startline ficaram com as demais cabines.

Com uma frente realmente imponente, a picape em sua versão aventureira estava menos exagerada e mais focada numa boa impressão visual.

Isso incluía rodas de liga leve realmente de bom acabamento, assim como cores mais sóbrias.

De um para-choque com spoiler pronunciado até um santântonio integrado com as barras no teto e apoios na caçamba, a Saveiro Cabine Dupla inovava por ter até sensor de estacionamento dianteiro.

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Mas era somente isso.

A nova Saveiro Cabine Dupla Cross também vinha com o mesmo interior dos novos Gol e Voyage, cujo painel tinha um desenho mais atual e com plástico texturizado injetado na peça, além de difusores de ar retangulares.

O conjunto tinha até multimídia Discover Media com Google Android Auto e Apple Car Play, além do MirrorLink.

Somava-se a isso hot spot Wi-Fi, Bluetooth, navegador GPS integrado e conexões USB e SD, entre outras funcionalidades.

O volante do Golf e os bancos em couro estilizados de bom gosto, contribuíam para que a picape ficasse bem acima da Fiat Strada. E tinha mais, pois também oferecia os dispositivos de segurança já conhecidos, bem como um bom motor 1.6 de até 120 cavalos.

Essa injeção de ânimo na Saveiro Cabine Dupla deixou o modelo ainda mais atraente no mercado e sem dúvida ajudou a picape em vendas que se recuperaram nos últimos anos.

Com a atualização, o modelo começou a se afastar da dupla de compactos, que serão substituídos nos próximos anos por um novo carro nacional.

Saveiro Cabine Dupla: hoje

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Atualmente a Saveiro Cabine Dupla é oferecida somente nas versões Robust, Pepper e Cross.

Essa segunda opção surgiu há algum tempo e vem com visual mais expressivo, tendo cores vibrantes e detalhes em preto brilhante para contrastar. Como opcionais, a Saveiro Cabine Dupla Pepper traz somente câmera de ré e multimídia com Google Android Auto e Apple Car Play.

Na Saveiro Cabine Dupla Robust, o conteúdo é bem menor e no visual, chama atenção por ter para-choques e retrovisores na cor preta, assim como barras no teto.

As rodas são de aço com calotas. O famoso “kit completo” do passado é reapresentado como opcional: ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos e chave canivete.

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Ambas possuem o motor EA111 1.6 8V de até 104 cavalos e 15,6 kgfm. Mas, no caso da Saveiro Cabine Dupla Cross, o motor permanece o EA211 1.6 16V com até 120 cavalos e 16,8 kgfm.

O câmbio se mantém manual de cinco marchas. A Saveiro Cabine Dupla agora é a única opção de carroceria.

Felizmente, para quem for compra-la, a Saveiro Cabine Dupla Cross agora não possui opcionais, tendo tudo o que é oferecido nas outras e mais alguns itens exclusivos, inclusive sensor de pressão dos pneus, criticado por não estar presente na maioria dos compactos da VW.

Assim, hoje com três versões, a Saveiro Cabine Dupla segue em frente e ainda deve receber mais uma atualização antes do fim, quando será substituída por uma nova picape compacta, também com cabine dupla, mas de porte maior, a fim de bater de frente com a Fiat Toro, que criou um novo e lucrativo nicho de mercado.

Essa nova Saveiro Cabine Dupla deverá ser feita sobre a plataforma modular MQB e isso deve ocorrer em São Bernardo do Campo-SP, onde a Saveiro atual é fabricada junto com os Polo e Virtus, bem como o futuro crossover derivado do hatch.

Espera-se que a picape sucessora continue fazendo sucesso assim como a atual picape.

Saveiro Cabine Dupla: como tudo (não) começou

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Lançada no Brasil em setembro de 1983, a picape Volkswagen Saveiro foi uma grande sacada da marca alemã, visto que até então o fabricante só tinha a Kombi Pickup, que era bem maior e com capacidade muito acima de modelos como Fiat 147 Pickup e Ford Pampa, por exemplo.

Derivada direto do Volkswagen Gol, a Saveiro chegou mesmo a compartilhar com este o vetusto motor boxer VW 1600 a ar no início de sua carreira.

Mas, sua aplicação pura e simples comercial logo começou a ser contestada pelo mercado, mas num sentido positivo. Nos anos 80, o Brasil vivia o isolacionismo comercial com o restante do mundo para proteger sua indústria automotiva, que regrediu no tempo.

Sem opções, o mercado começou a oferecer diversos modelos fora-de-série, entre eles picapes com cabines duplas estilizadas, quase sempre feito por concessionários ou empresas especializadas em fibra de vidro.

Essa febre de picape cabine dupla, geralmente diesel, chegou ao recém-criado mercado de picapes leves.

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Assim, tais empresas viram que clientes menos abastados, pois as picapes grandes eram muito caras quando personalizadas, também estavam interessados em ter este tipo de veículo.

Dessa forma, a Ford Pampa e a Volkswagen Saveiro começaram a ganhar versões fora-de-série com cabine dupla, sem nenhuma ligação oficial com seus fabricantes originais.

No caso de uma “primitiva” Saveiro Cabine Dupla, o modelo surgiu naquela geração “quadrada” com um aplique de aço sobre um corte feito na cabine original, mantendo-se as mesmas portas e acrescentando-se duas janelas grandes e, às vezes, baixas com basculamento dos vidros.

A ideia era simples: imitar as picapes grandes.

A picape da VW tinha ainda motor diesel (proibido em definitivo pela Portaria 23 no ano de 1994) EA827 1.6 usado pela Kombi Diesel, única no mundo, entregando algo em torno de 52 cavalos e 9,4 kgfm, num propulsor totalmente aspirado.

Essa foi a primeira tentativa de se emplacar uma Saveiro Cabine Dupla. Esse tipo de adaptação não ganhou tantos adeptos o suficiente para que a marca decidisse por sua produção.

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje

Assim, o tempo passou e a Saveiro passou de quadrada para bolinha, mas ainda sem uma cabine dupla. Apenas esta última tinha uma cabine que insinuava um espaço maior, já que utilizava portas dos Gol e Parati quatro portas.

A coisa continuou com a atualização visual para as (falsas) gerações G3 e G4.

Em 2009, a VW viu surgir a Fiat Strada Cabine Dupla, que ajudou a picape leve da marca italiana vender mais que o dobro das rivais e ser imbatível em emplacamentos.

No mesmo ano, a Volkswagen lançava a terceira geração da Saveiro ou G5, mas sem uma opção de cabine dupla, apenas simples e estendida. A VW demorou longos cinco anos para responder…

Saveiro Cabine Dupla: detalhes, versões e motores de 2014 até hoje
Nota média 5 de 4 votos

  • Verdades sobre o mercado

    Melhor picapinha do mercado para uso particular ou uso para trabalho não extremo. PAra uso extremo (carga alta e na mão de peão) a Strada é a melhor opção. Tipo de veículo que devido a baixa concorrência (e consequente margem alta) dá um alto retorno à VW e Fiat.

  • Ricardo

    Poderiam fazer uma Saveiro cabine dupla GT com 1.0T manual, compraria fácil.

  • Dod, o verdadeiro :D

    Eu acho que a Saveiro Cross CD e a Strada Adventure CD são, de longe, os piores custo x benefício entre TODOS os carros zero km vendidos no Brasil hoje.
    A única justificativa plausível para alguém comprar uma delas é precisar mesmo de uma picape com cabine dupla e ter uma garagem que não caiba nada maior, porque pelo mesmo valor delas se leva Toro Endurance e Oroch Dynamique 1.6 que de fato levam 2 ou 3 pessoas no banco traseiro dignamente e ainda possuem caçambas mais espaçosas.

    E já que citei a picape da Renault, a Oroch Express anda saindo por cerca de 60 a 65 mil já com kit dignidade (AC, VE dianteiros, TE, DH). É preço de Saveiro Robust CD e Strada CD Hard Working.

    • rgrigio

      Oroch Express Branca consegui 61.700,00 com o kit dignidade e rodas/capota/alargador/farol neblina.

      Gastei mais 3.000,00 com multimídia original com GPS/CamRé (ML) e som excelente (módulo, faltates JBL Top e subwoofer slim Hertz).

      Não deu R$ 65.000,00 (hoje deve dar).

      Fiz essa conta… comprar Saveiro/Strada CD ou ir por esse caminho… Preferi pegar a pick-up da Renault e até agora não estou arrependido. Trabalho com Strada HW e tenho um Voyage G6 também então basicamente já conhecia os carros…

      Só um detalhe, Na Oroch Express com o pacote conforto são 4VE (sem o pct são 2 apenas). A direção é EH.

      Só se o cara tiver uma garagem de apartamento super apertada mesmo, senão não vejo CxB…

    • Wesley

      Depende. Sinceramente, hoje, não vejo nenhum carro 0km com um custo beneficio atraente aqui no Brasil.
      Normalmente que compra um Saveiro Cross/Strada Adventure usarão para uso extremo (sítios, empresas) e normalmente as pessoas que compram esse tipo de veiculo tem isenções de governo (produtor rural, etc). Pois não faz muito sentido uma pessoa comprar uma Strada Adventure CD pra andar em uma cidade grande. Ai faria mais sentindo uma Strada working CD. Minha opinião.

      Uma Saveiro/Strada com isenção fica um valor muito mais atrativo. Sei disso pq tem casos em minha família.

    • Phantasma

      Não que eu concorde com o preço da Saveiro, mas acho que o Dobló muito pior, pois custa 95 mil!

    • D34D P00l

      Acho que o Captur da um rala também hein.

  • Vinicius Corrêa da Silva

    Ja vi na internet muita gente elogiando a Saveiro quadrada a Diesel , ela com cabine dupla seria excelente ,visto quetem a economia de um carro a Diesel e poderia carregar sua familia tambem … Tanto que hoje em dia se a pessoa encontrar uma Saveiro quadrada a Diesel ou Diesel cabine dupla e incluindo a Pampa Cabine dupla tambem , elas são super-valorizadas …Ate hoje não consigo entender porque não muda essa lei de ter carros pequenos a Diesel … visto que em um site automotivo , não me lembro qual falou que o Brasil é o unico pais do mundo que não se comercializa carros ” pequenos ” a diesel , somente caminhonetes e SUV .

  • Lucas Ramos

    Na minha casa, temos uma, Highline, adquirida em novembro de 2014, branca. Até hoje nenhuma dor de cabeça, o carro é muito chamativo, por onde passa as pessoas olha, é um bom conjunto, sobre o espaço interno, é um pouco apertada, mas da pra fazer viagens tranquilamente com 4 pessoas, até então eu tinha interesse de comprar um nova, mas o preço é muito elevado, e pelo cust beneficio, outros carros estão compensando mais.

  • afonso200

    pelo menos as 3 versoes mais caras deveriam oferecer cambio AT6, pq 82 mil reais e nao ter cambio, AT kkkkkkkkkk piada

  • Fabão Rocky

    O q leva uma picape dessas ser tão mais cara q o Voyage? Será q o custo de produção de uma Saveiro é mto mais elevado q o custo de produção de um Voyage?

  • Phantasma

    Eu sempre falo isso aqui, não sei como a Cross CD consegue custar 83 mil reais, é mais do que custava o finado Golf TSI manual! Os freios a disco nas quatro rodas e ESP são a poucas coisas a se elogiar nesse carro.

  • Ricardo Alexandre

    Á VW Saveiro humilha á Strada em tudo que se imaginar.

    • zekinha71

      Menos em vendas.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email